HomeCultura + DESTAQUES GERAIS (MAIORES) Cultura + Notícias Assessoria ReleasesOsesp apresenta Temporada 2022 em homenagem à Semana de Arte Moderna

Osesp apresenta Temporada 2022 em homenagem à Semana de Arte Moderna

Com 122 obras do repertório brasileiro e universal, programação reúne ciclos dedicados a compositores como Villa-Lobos, Strauss e Sibelius; Live de lançamento acontece nesta quarta-feira, às 19h, pelo canal da Osesp no YouTube

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp apresenta nesta quarta-feira (6) a Temporada 2022. Uma grande celebração dos 100 anos da Semana de Arte Moderna batizada de  Vasto Mundo musical tem seu título inspirado nos versos finais do Poema de Sete Faces, lançado por Carlos Drummond de Andrade em 1930, e contempla obras que vão do Barroco ao contemporâneo, com especial ênfase no Modernismo.

“Defender a música, promover a cultura, manter o espírito aberto e acolhedor, conversar com o mundo e ouvir nossas próprias demandas: é o que nos ensina o modernista Mário de Andrade, que, além de poeta e romancista, foi uma figura inaugural da musicologia brasileira e primeiro grande gestor público da cultura na cidade de São Paulo. À luz do seu exemplo, aqui estamos, renovando compromissos da Fundação Osesp: responsabilidade, transparência, boas práticas, excelência, inovação e a defesa dos valores democráticos. São vastos os desafios. Mais vasto nosso coração”, afirma Arthur Nestrovski, Diretor Artístico da Fundação Osesp, em seu texto de apresentação da Temporada. Para o Diretor Executivo da Fundação, Marcelo Lopes, “a melhor parte do nosso trabalho é conceber o inesperado e alargar os limites do possível. Vasto Mundo é mais do que o nome para uma temporada. É uma reafirmação dos nossos ideais humanistas e do desejo da Osesp de abraçar novamente seu público”.

Serão 31 programas de assinatura e 109 concertos programados para 2022 (sinfônicos, do Coro da Osesp, do Quarteto Osesp e recitais). No principal ciclo musical do ano, Clássicos Modernistas, ouviremos nada menos que 122 obras do período, para as mais diversas formações, oferecendo ao público um amplo espectro da produção dessa época – o recorte começa na estreia em 1894 do Prélude à l’Après-Midi d’un Faune, de Debussy, tido como marco inaugural da modernidade na música, até 1954, ano de fundação da Osesp e também da criação de duas obras-primas: o Concerto Para Orquestra, do polonês Witold Lutoslawski, e a Cantata Criolla, do venezuelano Antonio Estévez – sem falar no Quarteto de Cordas nº 15 de Heitor Villa-Lobos, figura fundamental da Semana de Arte Moderna (assim como Tarsila do Amaral, cuja tela São Paulo, de 1924, ilustra a capa do Livro da Temporada).

Dentro desse grande acervo, ganham destaque três outros ciclos: Viva Villa!, com cerca de duas dezenas de peças de Villa-Lobos; Strauss Essencial, que inclui cinco obras de Richard Strauss, entre elas, as essenciais Uma Vida de Herói e a Sinfonia Alpina, regidas pelo Diretor Musical e Regente Titular da Osesp, Thierry Fischer; e, como Escolha do Maestro: Sibelius, a primeira parte de uma integral de Sinfonias do finlandês Jean Sibelius, além de seu Concerto Para Violino, com a solista convidada Esther Yoo, na abertura em março de 2022, e as Humoresques, com Carolin Widmann, em agosto.

“Fazer um ciclo Sibelius é uma grande porta aberta para o futuro. A qualidade da Orquestra e a beleza da Sala São Paulo, combinadas, irão desenvolver as melhores capacidades da Osesp, além de criar laços entre os músicos e entre a Orquestra e o público. Estou absolutamente convencido de que haverá um ‘antes’ e um ‘depois’ do ciclo Sibelius no desenvolvimento artístico da Osesp”, revela o maestro Thierry Fischer, responsável pela escolha do compositor finlandês.

Serão mais de 50 artistas convidados se apresentando entre brasileiros (de Antonio Meneses a Paulo Szot) e estrangeiros (de Kirill Gerstein a Heinz Holliger). Será realizado também, e pela primeira vez, um ciclo dedicado a um único instrumento, Violino em Foco, que trará 10 grandes violinistas ao palco, além dos 12 violinistas da Osesp, que apresentarão as Seis Sonatas de Eugène Ysaÿe, um monumento do Modernismo para o violino, em diálogo com obras de Bach, Paganini e outros autores.

Honrando a tradição modernista, a Temporada 2022 celebra também a Música do Nosso Tempo – desde sempre uma marca da Osesp. Com estreia latino-americana de três concertos para piano (de Jimmy López, Thomas Adès e Dieter Amman), além de um concerto para trompete de Roberto Sierra (coencomenda da Osesp). A Sala São Paulo também irá receber Jimmy López, Jörg Widmann, Heinz Holliger e Arrigo Barnabé como Compositores Visitantes; Além da primeira audição latino-americana de uma peça da norte-americana Jessie Montogomery e outra do português Luís Tinoco; e a estreia de quatro obras encomendadas especialmente para a Temporada: um Quinteto com Piano, de Arrigo Barnabé; uma peça para 6 violinos, de Luiz Amato; uma obra coral, de Valéria Bonafé; e uma composição para orquestra, de Marcos Balter, no concerto de encerramento, prefaciando a Nona Sinfonia de Beethoven, regida por Thierry Fischer com Orquestra, Coros e um quarteto de solistas. Haverá  ainda a primeira audição de uma obra para coro escrita por Rodolfo Coelho de Souza, comemorando seus 70 anos, no mesmo programa em que estará a já celebrada Missa Nóia de Arrigo Barnabé, com o Coro da Osesp regido por William Coelho, seu Maestro Preparador.

A Regente de Honra, Marin Alsop, retorna à Sala para um programa especial centrado em Villa-Lobos e em suas inspirações na natureza do Brasil. Para marcar os 150 anos do britânico Vaughan Williams, o público ouvirá sua obra mais famosa, The Lark Ascending, em três versões: na original para violino e orquestra, para quarteto de cordas e para violino e coro.

Já para a série de discos A Música do Brasil (selo Naxos, com apoio do Itamaraty), a Osesp registrará três obras do modernista Francisco Mignone: o Concerto Para Violino (com Emmanuele Baldini) e os Concertinos para Clarinete (com Ovanir Buosi) e Fagote (com Alexandre Silvério – o Músico Homenageado de 2022), regida por Giancarlo Guerrero. Para a mesma série, na pré-temporada, também será gravada obras de Almeida Prado, com a Orquestra regida por Neil Thomson.

Live de lançamento da Temporada 2022

Nesta quarta-feira (6/out), às 19h, o Diretor Artístico da Fundação Osesp, Arthur Nestrovski, e o Diretor Executivo da Fundação, Marcelo Lopes, estarão juntos no palco da Sala São Paulo para uma live de lançamento da Temporada Osesp 2022, quando apresentarão os ciclos e convidados que compõem a programação do próximo ano. Nessa noite teremos também dois breves momentos musicais, com o Quinteto de Cordas da Academia de Música da Osesp e com o Quarteto Osesp. A live será transmitida ao vivo no canal da Osesp no YouTube.

 

Link para fotos selecionadas da Temporada Osesp 2022 | Vasto Mundo: Clássicos Modernistas:
https://www.dropbox.com/sh/om76cb8lx86173x/AABCUoPmCx4btYv1BW78xgDUa?dl=0


Link para consultar a Temporada :

http://www.osesp.art.br/paginadinamica.aspx?pagina=TemporadaOsesp2022

 

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado

(11) 3339-8116 | (11) 3339-8162

(11) 98849-5303 (plantão)

imprensaculturasp@sp.gov.br

Compartilhe!