DESTAQUES GERAIS (MAIORES)

 “Chaves: A Exposição” estreia no MIS Experience celebrando 40 anos da série no Brasil

Inédita e imersiva, mostra reúne parte do acervo original, como figurino usado pelo ator e roteiros, além dos principais cenários de Chaves e Chapolin Colorado

Em homenagem aos 40 anos de estreia, no Brasil, de um dos seriados de TV mais queridos de toda a América Latina, a capital paulista recebe, a partir de hoje (05), Chaves: A Exposição. A maior mostra sobre Chaves já realizada no mundo acontece no MIS Experience – instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo – e celebra as quatro décadas de exibição do icônico programa de TV no Brasil, com a reconstrução de mais de vinte cenários emblemáticos que fizeram parte da vida de milhões de espectadores.
Além de transportar os visitantes para dentro das séries “Chaves” e do herói “Chapolin Colorado”, a exposição – inédita no mundo – reúne um acervo exclusivo de figurinos, itens e roteiros originais trazidos do México exclusivamente para a mostra em São Paulo. A vida e obra de seu criador, o escritor Roberto Gómez Bolaños, conhecido como Chespirito, também está presente. Já os cenários foram detalhadamente recriados para oferecer uma experiência única. O público poderá “entrar em cena” na tradicional Vila do Chaves, na casa do Seu Madruga, no segundo pátio da Vila e conhecer, até mesmo, alguns locais do seriado que estavam somente no imaginário do próprio personagem, como a “Sala da Bruxa do 71”, entre outros cenários famosos da série.
Ônibus gratuitos
Boa notícia para os visitantes da exposição! Todos os dias em que a exposição estiver aberta, será disponibilizado um ônibus gratuito saindo da plataforma 5 do terminal turístico da Barra Funda a cada 1 hora — sempre meia hora antes do início de cada sessão. O ônibus também leva o público de volta para o terminal da Barra Funda. Confira, abaixo, os horários de funcionamento:

  • Saindo da Barra Funda: 09h30 às 19h30 (a cada uma hora). Sábados, domingos e feriados, também às 20h30.
  • Saindo do MIS Experience: 10h às 21h (a cada uma hora). Sábados, domingos e feriados, também às 22h.

Os ingressos para Chaves: A Exposição já estão à venda.  Às terças-feiras, a entrada é gratuita – o ingresso deve ser retirado, exclusivamente, na bilheteria física do MIS Experience, no dia da visita (sujeito à lotação).

Sobre o MIS Experience

Construído em um galpão de 2 mil metros quadrados e 10 metros de pé direito, o MIS Experience é o mais novo espaço do Museu da Imagem e do Som (MIS) – instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo – que traz para a cidade de São Paulo um novo conceito de exposições culturais. O MIS Experience foi inaugurado em 2 de novembro de 2019, com o objetivo de proporcionar a realização de exposições imersivas que se utilizem de novas tecnologias, levando o público a interagir de maneira diferente com artistas e suas obras de arte. A abertura do espaço aconteceu com a exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio, experiência que possibilitou ao visitante conhecer a vida e o legado de Da Vinci. A exposição foi um sucesso de público: recebeu cerca de 500 mil visitantes, teve mais de 85 mil visitações gratuitas e, a cada 15 minutos, uma escola foi atendida pela equipe do Educativo. Nos anos seguintes, o MIS Experience recebeu as megaexposições imersivas Portinari para todos (2022) e Michelangelo: o mestre da Capela Sistina (2023).
SERVIÇO | Chaves: A Exposição
Data: a partir de 05/01/2024
Local: MIS Experience – Rua Cenno Sbrighi, 250, Água Branca – São Paulo, SP
Ingressos: gratuito às terças; quartas às sextas: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia); sábados, domingos e feriados: R$60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia). Vendas no site e na bilheteria do MIS Experience
Horários: Terças a sextas, domingos e feriados: das 10h às 20h (permanência até 21h). Sábados: das 10h às 21h (permanência até 22h)
Classificação indicativa: livre

 Osesp retorna ao Rio De Janeiro pela primeira vez em cinco anos

Sob regência de seu Diretor Musical, Thierry Fischer, a Orquestra faz apresentação única na Grande Sala da Cidade das Artes. No programa, obras de Rachmaninov, Piazzolla e uma estreia mundial de Paulo Costa Lima

Depois de um hiato de mais de cinco anos, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp, corpo estável da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, volta a se apresentar no Rio de Janeiro, no dia 12 de dezembro, às 17h. O concerto, que terá transmissão digital pela plataforma Cultura em Casa, acontece na Grande Sala do complexo cultural Cidade das Artes, localizado na Barra da Tijuca, e contará com a presença do Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão. Os ingressos para este concerto têm valor único de R$ 70,00 e podem ser adquiridos desde o dia 3 de dezembro neste link.

Sob a batuta de seu Diretor Musical e Regente Titular, Thierry Fischer, a Osesp apresenta na Cidade Maravilhosa as nostálgicas Danças Sinfônicas, do russo Sergei Rachmaninov, escritas já no fim de sua vida, quando morava nos Estados Unidos; o emocionante Milongón Festivo, de Astor Piazzolla – compositor argentino cujo centenário é celebrado em 2021 e que ao longo do ano foi homenageado pela Osesp em diversas ocasiões –; e a abertura inédita Ojí – Chegança e Ímpeto, uma encomenda da Orquestra ao compositor baiano Paulo Costa Lima que ganha sua estreia mundial no programa da semana. Ojí é inspirada na cena da tempestade da Sinfonia Pastoral de Beethoven.

Após percorrer oito cidades no interior paulista, esta será a primeira apresentação da Osesp fora do Estado de São Paulo desde que a pandemia começou, em março de 2020. “Fazer música para o público carioca é sempre uma alegria. E voltar ao Rio de Janeiro após tantos anos, especialmente, depois de uma pandemia em que foi preciso nos recolhermos, tornará este momento ainda mais especial e celebratório”, afirma Marcelo Lopes, Diretor Executivo da Fundação Osesp. O concerto marca também o encerramento das atividades da Orquestra em 2021. Para 2022, mais turnês estão previstas, inclusive duas apresentações no lendário palco do Carnegie Hall, em Nova York.

PROGRAMA

OSESP NA CIDADE DAS ARTES

ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO
THIERRY FISCHER
REGENTE
Paulo Costa LIMA | Ojí – Chegança e Ímpeto [Encomenda Osesp | Estreia Mundial]
Sergei RACHMANINOV | Danças Sinfônicas, Op. 45
Astor PIAZZOLLA | Milongón Festivo


SERVIÇO

12 de dezembro, domingo, às 17h – transmissão digital no Cultura em Casa
Endereço: Cidade das Artes – Grande Sala | Av. das Américas, 5300 — Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ
Taxa de ocupação limite: 1.229 lugares
Classificação etária: livre
Ingressos: R$ 70,00
Bilheteria: neste link
(21) 3328-5300, de terça a domingo, das 13h às 19h. Em dias de espetáculo, das 13h até 30 minutos após o início do espetáculo.
Estacionamento: Gratuito

‘Morar paulistano’ ganha mostra no Museu da Casa Brasileira

Fotógrafo

(mais…)

“Capão Palace”: teatro na Fábrica de Cultura Capão Redondo!

Peça teatral discute especulação imobiliária no Capão Redondo.

(mais…)

“Sonho de uma Noite de Verão” estreia em novembro no Theatro São Pedro

Estreia em 10 de novembro, a quarta e última montagem da temporada lírica 2018 do Theatro São Pedro. Desta vez a obra escolhida é a contemporânea Sonho de Uma Noite de Verão, composta por Benjamin Britten, o primeiro grande compositor inglês desde Henry Purcell, do século XVII e tido como um dos precursores na produção operística de seu país. Ao todo serão cinco récitas, a ópera fica em cartaz até o dia 18 e os ingressos custam de R$ 30 a R$ 80 (inteira).

Com direção cênica de Jorge Takla, que tem assinadas diversas produções de ópera, teatro e musicais, figurinos de Fábio Namatame, iluminação de Caetano Vilela e cenografia de Nicolás Boni, a montagem tem direção musical de Cláudio Cruz, que comanda a Orquestra do Theatro São Pedro e um coro formado especialmente para a produção. Também integra o time Anselmo Zolla, que assina a coreografia.

Do elenco principal, destaque para a contralto Kismara Pessatti, uma das grandes representantes do país no cenário lírico internacional e que atualmente mora na Alemanha, aqui no papel de Oberon, o Rei das fadas e a soprano Rosana Lamosa como Tytania, a Rainha das fadas.

A mezzo Luciana Bueno (Hermia), a soprano Manuela Freua (Helena), o tenor Daniel Umbelino (Lysander) e o barítono Johnny França (Demetrius) formam o quarteto amoroso da ópera. O ator Rodrigo Lopéz interpreta o trapaceiro Puck e no papel do rústico Bottom, que se transforma em asno, o barítono Homero Velho.

A ópera em três atos é baseada na peça Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare. Com atmosfera de magia e humor, o libreto foi uma adaptação feita pelo tenor Peter Pears, amigo e parceiro de Britten em muitas de suas obras. Foi só estrear em junho de 1960, em Londres, para Sonho de Uma Noite de Verão consolidar-se no repertório operístico mundial e tornar-se uma das montagens mais interpretadas desde a segunda Guerra Mundial.

Fiel ao espírito original, a obra de Britten é considerada uma das mais bem-sucedidas adaptações operísticas de uma peça de Shakespeare. Para críticos, é possivelmente a mais sedutora e encantadora de todas as óperas de Britten.

Sonho de Uma Noite de Verão fica em cartaz de 10 a 18 de novembro e as récitas acontecem na quarta, sexta e sábado, às 20h, domingo, às 17h e segunda, em novo horário do Theatro São Pedro, excepcionalmente às 14h. Uma oportunidade de acesso a novos públicos, como estudantes da rede pública de ensino.

A HISTÓRIA

Em um bosque mágico de Atenas, no curto tempo de uma noite de verão, os limites entre sonho e realidade desaparecem. Nele, cruzam-se três mundos: o misterioso, o lírico dos amores e o “real” dos homens. O misterioso é representado pelas fadas, os reis Tytania e Oberon, e seu criado Puck. O universo lírico é retratado pelos amores contrariados de quatro jovens amantes da corte de Theseus: Lysander, Demetrius, Hermia e Helena, que fogem da cidade para o bosque. Já o mundo dos homens é constituído pelos artesãos e seu teatro amador ensaiado, onde os personagens preparam uma peça para celebrar o casamento de Theseus com Hippolyta.

Com raiva porque sua esposa, a rainha Tytania, briga pela posse de uma criança, Oberon, o rei do mundo das fadas, instrui o trapaceiro Puck a conceber um feitiço, causado por uma poção de uma erva mágica, que ao ser borrifada nas pálpebras de alguém que dorme, causa paixão doentia pela primeira criatura que vir ao acordar. Enquanto isso, no bosque mágico, um grupo de rústicos artesãos planeja montar uma peça para o casamento de Theseus.

Os enganos de Puck, personagem mitológico caracterizado por ser malicioso e travesso, provocam grande confusão entre os casais de apaixonados – Hermia e Helena, Lysander e Demetrius. Enquanto os artesãos ensaiam, Puck enfeitiça Bottom, o líder do grupo, transformando sua cabeça na de um burro. Enfeitiçada também pela mesma poção, a rainha Tytania se apaixona pelo homem da cabeça de burro, e instrui duas fieis fadas-servas a cortejá-lo.

O rei do mundo das fadas Oberon, livra Tytania do feitiço e organiza toda a confusão dos casais feita pelo Puck. Ao despertarem, comemoram o fim do feitiço e celebram seu amor. Os artesãos, que estavam no meio da confusão, apresentam sua ridícula peça cômica Píramo e Tisbe na comemoração do casamento de Theseus, governante do reino do mundo dos homens.

A MONTAGEM DO THEATRO SÃO PEDRO

Composta por elementos poéticos, a montagem tem como proposta romper a teatralidade da obra dramatúrgica de Shakespeare, escrita em meados de 1590. Trata-se de uma peça cômica, mesmo que ainda contenha a seriedade da reflexão sobre a indefinição sobre o que é fantasia e o que é realidade. O elenco é formado por 31 profissionais, entre corpo principal de solistas e coro.

A sofisticação musical da partitura de Britten terá direção do maestro Cláudio Cruz, que no ano passado esteve à frente de duas elogiadas produções do São Pedro: Don Giovanni, de Mozart e La Belle Hélène, de Jacques Offenbach. Ele estará à frente da Orquestra do Theatro São Pedro e de um coro selecionado por audição, formado por jovens de diferentes instituições que integram alguns dos melhores grupos de São Paulo.

Na criação de Nicolás Boni, uma floresta invade todos os espaços de cena e uma escadaria de um palácio que não leva a lugar algum. Sob um céu noturno, onde as nuvens remetem à ideia de sonho, a vegetação verde da floresta invade torna-se o ambiente perfeito para o habitat dos personagens místicos da montagem.

Fábio Namatame mescla a dualidade da relação entre a fantasia e a realidade. O figurinista buscou nos desenhos antigos sobre sonhos referência para as cerca de 70 peças que vestem todo o elenco. Imagens feitas por Jung e Freud, e outras do começo do século XX, antes mesmo do surgimento da psicanálise, serviram de ponto de partida.

A coreografia dirigida por Anselmo Zolla é baseada nas sensações, de como o irreal pode ser real. Vai na contramão de outras montagens, onde se busca o lúdico pelo espaço concreto da realidade. A relação de inversão que a obra propõe ao público está presente nesta produção.

Onde fica?

“Festa Mexicana” no MIS Experience celebra a cultura do país com apresentações musicais e atividades educativas

Evento gratuito acontece no feriado de 1º de maio, no jardim interno do museu

O público que for conferir “Chaves: A Exposição” no feriado de 1º de maio poderá aproveitar a oportunidade para celebrar a cultura mexicana em um evento totalmente gratuito no MIS Experience, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo! Com o intuito de promover a cultura do país, a “Festa Mexicana”, realizada no jardim interno do museu, contará com food trucks de comidas típicas, apresentações musicais de um grupo de mariachis e atividades recreativas. 

Além disso, o Núcleo Educativo do museu convida os visitantes para conhecer um pouco mais da cultura mexicana através de duas oficinas, com temáticas que exploram a técnica e a tradição na produção de Alebrijes e Ojos de Dios. O público aprenderá a produzir artisticamente as esculturas dos Alebrijes por meio de modelagem com massa biscuit de forma criativa. Já com o uso de palitos e fios coloridos (barbante, linhas de bordar ou lãs), os participantes produzirão os Ojos de Dios com técnicas de amarração.

A participação no evento não dá direito a entrada para “Chaves: A Exposição” – estes ingressos devem ser adquiridos à parte.

Confira, abaixo, os parceiros que farão parte do evento e as atividades realizadas.

Mariachis Reyes Azteca | Grupo de Mariachis

Apresentações musicais ao longo dia.

ZM Mexican Foods | Comida Mexicana  

Venda de tacos 

Valores: R$ 17 – R$ 50

Sabores da Mimi e Casa Raízes | Empório Mexicano  

Venda de artigos gastronômicos e artesanatos

Valores: R$ 5 – R$ 50

Equipe Recreando | Pintura Facial  

Pintura: Catrina e outras artes

Valores: R$ 5 – R$ 15

“Festa Mexicana” no MIS Experience | Serviço

Data: 1º de maio

Local: Jardim interno do MIS Experience (Rua Cenno Sbrighi, 250 – Água Branca, São Paulo/SP)

Horário: das 10 às 19h

Entrada: gratuita (mediante lotação do espaço)

Obs: Ingressos para “Chaves: A Exposição” deverão ser adquiridos à parte

Oficinas educativas

As inscrições devem ser realizadas com 30 minutos de antecedência com o Núcleo Educativo do MIS Experience.

Ojos de Dios

Horário: 10h30

Vagas: 20

Classificação indicativa: a partir de 10 anos

Alebrijes

Horário: 14h30

Vagas: 20 

Classificação indicativa: livre

“Oscar do Circo” tem apoio da #CulturaSP!

Em maio, o Brasil recebe duas produções inéditas importantes para o mundo circense: o “1st Cirque International Festival of Brazil Contest”, considerado o “Oscar do Circo” e que já acontece em diversas cidades cosmopolitas de países como França, Ucrânia, Itália, China, e o espetáculo “Reverie”, com uma série de apresentações circenses. As atrações acontecerão no Anhembi, na capital paulista, e contam com organização da La Force Productions e da Spacial Cultural Entretenimento. Os eventos tem o apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

O “1st Cirque International Festival of Brazil Contest”, que será realizado de 2 a 6 de maio, é uma importante oportunidade para que talentos nacionais participem pela primeira vez de uma das competições mais importantes no segmento e tenham a chance interagir e trocar experiências com artistas de diversos lugares do mundo, além de especialistas circenses.

Serão 70 artistas de países como China, Ucrânia, Rússia, Argentina, Suécia, Canadá, USA, Etiópia, Moldova, entre outros, e de diversos estados brasileiros. O júri também terá participação de referências no mundo circense, como Eugene Chaplin,  filho de Charlie Chaplin, atual presidente do Festival Internacional de Cinema de Comédia de Vevey e diretor do documentário “Charlie Chaplin: A Family Tribute”, entre outros espetáculos.

O festival foi criado em 1974 pelo Príncipe Rainier III com o nome de Monte-Carlo International Circus Festival, e tornou-se o maior e mais importante do segmento no mundo. Em 2006, a Princesa Stéphanie de Mônaco assumiu a presidência do Festival e proporcionou ainda maior projeção. O “1st Cirque International Festival of Brazil Contest” seguirá os moldes da produção de Monte-Carlo, com o apoio da organização internacional do festival.

“Reverie”, que em português significa “Devaneio”, estreia no dia 11 de maio e seguirá com apresentações até 12 de agosto, com dezenas de atrações exclusivas que prometem levar o público a uma viagem em um universo utópico cheio de emoções surpreendentes. Nele, um simples homem, através de um sonho, passa a viver em um turbulento mundo governado por um estranho feiticeiro, enfrentando obstáculos e dificuldades para provar seu amor a uma bela princesa. Para que esse sonho se torne realidade, precisará acreditar nesse novo mundo, readquirindo sua verdadeira identidade de força e poder, libertando todos os seres dominados pelo “Reverie”, trazendo liberdade e esperança para conquistar o seu grande amor.

A produção artística de ambos os eventos estará a cargo de Mathieu Laplante, canadense fundador da Showtime Solution, que treinou e competiu como ginasta nacionalmente e internacionalmente. Na direção técnica estará Vincent Schonbrodt, que atuou no início da sua carreira como artista no show “O” do Cirque du Soleil, em Las Vegas. No Brasil, criou sua própria empresa de montagem técnica no Rio de Janeiro, e destacou-se pela elaboração artística da Olímpiada Rio 2016.

Mais detalhes dos eventos estão disponíveis nos sites www.cirquefestivalcontest.com.br e www.showreverie.com.

#CulturaEmCasa completa cinco meses com mais de 1,6 milhão de visualizações

Plataforma de streaming com conteúdo cultural de alta qualidade criada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa já foi acessado por 129 países
(mais…)

#CulturaSP promove encontro com dirigentes municipais

Joca Duarte / Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo promove no dia 5/4, quinta-feira, em sua sede (Rua Mauá, 51 – Luz – São Paulo/SP), o encontro com dirigentes municipais “Tira-Dúvidas”. O objetivo é apresentar as ações e programas desenvolvidos pela pasta em todo o estado, promover o diálogo entre os municípios e o Governo do Estado e discutir novos caminhos e parcerias. As atividades ocorrem das 8h30 às 13h00.

Interessados devem se inscrever pelo e-mail parlacultura@sp.gov.br até o dia 26 de março, segunda-feira. Serão aceitas até três inscrições por prefeitura. Os participantes receberão certificado online.

Estarão presentes o secretário da Cultura do Estado José Luiz Penna, o secretário-adjunto Romildo Campello e os coordenadores das unidades da Secretaria da Cultura do Estado, que falarão a respeito dos trabalhos desenvolvidos em suas respectivas áreas. Na oportunidade, os convidados poderão tirar dúvidas, dar sugestões e discutir temas comuns.

#JuntosPelaCultura2022 inscrições abertas

Programa de fomento dirigido ao interior do Estado terá investimento de R$ 44 milhões, linhas novas e o apoio a atividades em formato presencial

O #JuntosPelaCultura, programa de fomento do Governo de São Paulo dirigido ao interior, terá R$ 44 milhões em 2022, valor quatro vezes maior do que em 2021. O lançamento foi feito nesta segunda-feira 28 pelo secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, durante o 64º Congresso Estadual de Municípios, em Campos do Jordão. A edição deste ano irá contemplar mais de 1 mil projetos atingir 250 Prefeituras e apoiar mais de 1,5 mil ações culturais, produzindo um impacto econômico de R$ 71 milhões no setor cultural. O programa, realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Regional e com gestão e produção da Organização Social Amigos da Arte, inclui iniciativas como a Virada SP, o Circuito SP, o Tradição SP e o Revelando SP.

Neste ano, o #Juntospelacultura terá 16 chamadas públicas, sendo 9 para Prefeituras, 6 para artistas e uma para organizações da sociedade civil e coletivos culturais. Haverá, ainda, 4 linhas inéditas e o retorno do apoio a atividades em formato presencial. Boa parte das chamadas públicas são para prefeituras do interior e do litoral. Há também um conjunto de ações relacionadas à plataforma de streaming #CulturaEmCasa, com transmissão gratuita para o público.

“O Juntos pela Cultura visa, essencialmente, fortalecer a parceria entre o Governo e as prefeituras, estimular a produção cultural do interior e incentivar a economia criativa do Estado”, afirma o Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão.

Os secretários de Cultura de Jundiaí, Marcelo Peroni, e Ribeirão Preto, Isabela Pessoti, e a diretora geral da Amigos da Arte, Danielle Nigromonte, participaram do lançamento. “Mais uma vez a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo de São Paulo aposta no setor com uma política cultural que vai muito além de financiar projetos”, afirma Danielle Nigromonte. “O #JuntosPelaCultura tem um valor intrínseco de gerar oportunidades para o desenvolvimento de parcerias entre governo, municípios, organizações e artistas.”

Os interessados – prefeituras do estado de São Paulo e artistas – poderão se inscrever em um dos dois blocos de cadastro do programa. O primeiro fica aberto de 28 de março a 23 de abril. Organizações e coletivos devem se inscrever no primeiro bloco. De 20 de abril a 14 de maio será realizada a segunda parte das inscrições, sempre pelo site www.juntospelacultura.org.br

Mais sobre o #JuntosPelaCultura

O programa visa fomentar a produção, ampliar o acesso à arte e à cultura e, de forma simplificada, articular Estado, prefeituras e segmentos artísticos para a realização de ações culturais, eventos e atividades da economia criativa. Por meio de chamadas públicas, o #JuntosPelaCultura viabiliza parcerias para a execução dos principais programas de difusão cultural paulistas, com gestão da Amigos da Arte.

Desde 2019, o programa lançou 25 chamadas públicas para municípios, artistas e organizações e recebeu mais de 4 mil propostas. As seleções foram realizadas por júris especializados e comissões com maioria da sociedade civil, resultando em 1.977 projetos selecionados, sendo 1.256 de prefeituras e 721 de artistas, produtores culturais e organizações.

Chamadas com inscrições de 28 de março a 23 de abril

 

PARA MUNICÍPIOS

Chamadas públicas para prefeituras municipais do Estado de São Paulo

 

Virada SP

22 municípios serão selecionados para a realização de maratona cultural, com a participação de artistas locais e diversas outras atrações.

Valor total investido: R$ 15,7 milhões

Dúvidas: viradasp22@amigosdaarte.org.br

Tradição SP

100 municípios receberão apoio para realizar eventos tradicionais do calendário local.

Valor total investido: R$ 1,9 milhão

Dúvidas: tradicaosp22@amigosdaarte.org.br

Revelando SP

As tradições culturais dos municípios serão celebradas em uma nova edição deste grande festival, com a participação de 280 artesãos, culinaristas e manifestações populares paulistas.

Valor total investido: R$ 6 milhões

Dúvidas: revelandosp22@amigosdaarte.org.br

Retomada SP

Até 20 municípios receberão apoio à realização de festivais de artes cênicas, música, literatura, audiovisual, economia criativa e cultura popular e tradicional.

Valor total investido: R$4,15 milhões

Dúvidas: retomadasp22@amigosdaarte.org.br

PARA ARTISTAS

Chamadas públicas para violeiros do Estado de São Paulo

 

Concurso Viola SP

16 violeiros serão premiados e poderão ter suas performances acompanhadas pelo público durante o Festival Revelando SP.

Valor total investido: R$ 250 mil

Dúvidas: concurso.violasp22@amigosdaarte.org.br

PARA ORGANIZAÇÕES E COLETIVOS

Chamada pública para organizações e coletivos do Estado de São Paulo

 

+ Orgulho SP

Seleção de 30 projetos de visibilidade para a população LGBTQIA+, de paradas do orgulho, festivais culturais, semanas da diversidade sexual, entre outras atividades culturais.

Valor total investido: R$ 1,1 milhão

Dúvidas: mais.orgulhosp22@amigosdaarte.org.br

 

Chamadas com inscrições de 20 de abril a 14 de maio

 

PARA MUNICÍPIOS

Chamadas públicas para prefeituras municipais do Estado de São Paulo

 

Circuito SP

120 municípios serão selecionados para execução de apresentações artísticas em seus equipamentos culturais.

Valor total investido: R$ 6,7 milhões

Dúvidas: circuitosp22@amigosdaarte.org.br

Programa de Capacitação Revelando SP

Artesãos e culinaristas de até 60 municípios serão selecionados para participar de palestras e mentorias para o fortalecimento da economia criativa local.

Valor total de investimento: R$ 250 mil

Dúvidas: capacita.revelandosp22@amigosdaarte.org.br

Programa + Gestão SP – Capacitação em Economia Criativa para Municípios

100 gestores de  50 municípios serão selecionados para participação em atividades de formação e troca de experiências, visando fortalecer a economia criativa paulista.

Valor total de investimento: R$ 1 milhão

Dúvidas: mais.gestaosp22@amigosdaarte.org.br

Arte Urbana SP

100 municípios serão selecionados e receberão apoio para realização de murais de arte urbana, executados por artistas, grupos e coletivos de relevância no cenário cultural local e regional.

Valor total investido: R$ 2,95 milhões

Dúvidas: arteurbanasp22@amigosdaarte.org.br

Cria SP

Até 10 municípios receberão apoio à elaboração de estudos com diretrizes locais de atuação em Economia Criativa visando subsidiar dossiês de candidatura junto à Unesco para participação na Rede de Cidades Criativas.

Valor total investido no Cria SP: R$ 1,15 milhão

Dúvidas: criasp22@amigosdaarte.org.br

PARA ARTISTAS

Chamadas públicas para artistas do Estado de São Paulo

 

Concurso de Batalhas de Rima SP

As 32 batalhas de freestyle mais relevantes do estado serão premiadas e terão seus rimadores em competição final contemplando diversas vertentes da cultura urbana de São Paulo.

Valor total investido: R$ 300 mil

Dúvidas: concurso.batalhasp22@amigosdaarte.org.br

Concurso Slam SP

Os 16 poetas de slam mais relevantes do estado serão premiados e participarão de competição final contemplando diversas vertentes da cultura urbana de São Paulo.

Valor total: R$ 225 mil

Dúvidas: concurso.slamsp22@amigosdaarte.org.br

Concurso Break SP

Os 32 bboys e bgirls mais relevantes do estado serão premiados e participarão de competição final contemplando diversas vertentes da cultura urbana de São Paulo.

Valor total investido: R$ 225 mil

Dúvidas:  concurso.breaksp22@amigosdaarte.org.br

Concurso de Piano Guiomar Novaes

22 pianistas do Estado de São Paulo serão selecionados e premiados na 45ª Semana Guiomar Novaes.

Valor total investido: R$ 500 mil

Dúvidas: concurso.pianosp22@amigosdaarte.org.br

Festival Circo SP

Seleção de 100 números circenses para participação no festival que celebra esta arte milenar.

Valor total investido: R$ 1,6 milhão

Dúvidas: festivalcircosp22@amigosdaarte.org.br

CRONOGRAMA

Inscrições:

1º bloco de chamadas – 28 de março a 23 de abril

2º bloco de chamadas – 20 de abril a 14 de maio

Resultados: até 22 de julho.

Saiba mais:

www.juntospelacultura.org.br

+55 (11) 3882-8080 (whatsapp)

#SPGastronomia: museus, bibliotecas e Fábricas de Cultura têm programação relacionada ao tema em outubro

Oficinas que unem literatura e culinária, jogos sobre alimentação, oficinas de empreendedorismo no setor e exibições de filmes que abordam a gastronomia integram o calendário

(mais…)

13/04 é Dia dos Jovens: conheça iniciativas da #CulturaSP para esse público!

Okinosmov / Núcleo Luz – Foto: Gasbox Studio

Para celebrar o Dia do Jovem (13/4), reunimos aqui algumas atividades realizadas por espaços da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo que são voltadas para esse público!

MÚSICA

Conservatório de Tatuí

Oferece cursos nas áreas de música, luteria e artes cênicas, de formação continuada com duração média de seis anos. A escola está localizada no município de Tatuí, a 131 quilômetros da capital paulista, e recebe estudantes de todas as regiões brasileiras e também de fora do país.

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br

Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP)

Localizada no centro da capital paulista, oferece cursos de iniciação musical e prática de instrumentos desde 1989. Seu primeiro reitor e presidentefoi o maestro Antonio Carlos Jobim. Todas as atividades são gratuitas.

Mais informações: https://www.emesp.org.br

Projeto Guri

Programa de formação cultural que oferece cursos de teoria musical, coral, instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão para jovens até 18 anos. Possui vários polos, distribuídos na capital, no litoral e no interior do Estado.

Mais informações: https://gurisantamarcelina.org.br/ (para polos da capital e região metropolitana) e https://www.projetoguri.org.br/ (para polos do interior e litoral)

Conservatório de Tatuí – Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

DANÇA

Núcleo Luz

O projeto oferece a jovens de baixa renda a oportunidade de vivenciarem a linguagem da dança de maneira mais aprofundada. A participação é gratuita mediante inscrição e processo seletivo.

Mais informações: https://fabricasdecultura.org.br/nucleo-luz/

São Paulo Companhia de Dança

Criada em 2008, a Cia faz espetáculos no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior. De tempos em tempos, a SPCD promove workshops, palestras, oficinas e audições.

Mais informações: https://www.spcd.com.br/

São Paulo Cia. de Dança – Conservatório de Tatuí – Foto: João Caldas/Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

TEATRO

SP Escola de Teatro

Oferece cursos gratuitos de formação em teatro abrangendo as mais diversas áreas das artes cênicas, dentre elas Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Humor, Iluminação, Sonoplastia e Técnicas de Palco. Além disso, a Escola mantém o Programa Kairós, que distribui bolsas de estudos e estágios para parte dos aprendizes, além de intercâmbios culturais.

Mais informações: www.spescoladeteatro.org.br

SP Escola de Teatro – Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

LITERATURA

Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos

As bibliotecas-modelo do Governo do Estado de São Paulo – uma, localizada no Parque da Juventude, e a outra, no Parque Villa-Lobos – oferecem diversas atividades voltadas para o público jovem, além do seu acervo de livros e jogos. Entre elas, oficinas de escrita criativa, de fotografia e de literatura. Há também o Luau, atividade regular que apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia, e oferece um espaço para apresentações musicais. Todas as atividades são gratuitas.

Mais informações: https://bsp.org.br/ e https://bvl.org.br/

Biblioteca do Parque Villa-Lobos – Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

FORMAÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL

Fábricas de Cultura

Programa de difusão e formação cultural que oferece cursos gratuitos e atividades de difusão cultural para toda a comunidade. O programa conta com 10 unidades espalhadas pelas zonas norte, sul e leste, e suas atividades contemplam diversas linguagens, como teatro, dança, música, circo, artes visuais, literatura e multimeios.

Mais informações: https://fabricasdecultura.org.br/

Oficinas Culturais

As quatro unidades do programa realizam atividades gratuitas de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas, como artes visuais, circo, dança, fotografia, literatura, música, teatro, entre outras.

Mais informações: https://www.oficinasculturais.org.br/

1º Festival de Verão de Campos do Jordão: evento terá 26 concertos gratuitos e 22 apresentações online

Evento acontece de 22 de janeiro a 13 de fevereiro, com apresentações no Auditório Claudio Santoro, Palácio Boa Vista e Parque Capivari; São mais de 50 apresentações e todos os 22 concertos no Auditório Claudio Santoro serão transmitidos ao vivo no YouTube do Festival e na plataforma #CulturaEmCasa

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo informa que nesta sexta-feira (7) começa a venda de ingressos do 1º Festival de Verão Campos do Jordão. Público pode adquirir pelo site https://festivalcamposdojordao.byinti.com/#/ticket/.   O evento terá duração de três semanas, de 22/01 a 13/2, e 54 apresentações musicais divididas em dois eixos, Música Popular e Música Erudita. A proposta é ampliar ainda mais o alcance do festival, considerado o maior e mais importante da América Latina, e explorar novas linguagens e formatos musicais. O evento marca também a inauguração do auditório do Parque Capivari, com capacidade para 700 pessoas e 110 músicos, palco com 250m², além de backstage de 50m² e um camarim com 35m².  O novo espaço irá abrigar a abertura e o encerramento do evento. As atrações continuam no Palácio Boa Vista e no Auditório Claudio Santoro.

O festival terá 26 concertos gratuitos e 22 apresentações on line, exibidos no YouTube do evento e também na plataforma #CulturaEmCasa. “Nos sentimos honrados em proporcionar ao público de São Paulo e do Brasil, o 1ª Festival de Verão de Campos do Jordão”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa do Governo de São Paulo Sérgio Sá Leitão. “Uma atração deste porte e peso vai movimentar o turismo da cidade, com geração de renda e emprego.”

O eixo de Música Popular tem curadoria da cantora paulistana Mônica Salmaso, reconhecida como uma das grandes intérpretes da MPB. Nomes como Paula Lima (que abre o evento ao lado da SP Big Band, dia 22/01), João Bosco, Sujeito a Guincho, Mestrinho, Guinga, João Camarero, Cristóvão Bastos, Thiago Amud, Dori Caymmi e André Mehmari (com participação da própria Mônica Salmaso) estão entre as apresentações programadas para o Auditório Claudio Santoro e o Parque Capivari. “Decidi propor um formato diferente, de formação de repertório mais do que de aulas de instrumentos” diz Mônica Salmaso. “Serão formados dois grupos, uma Big Band e um Ensemble, que trabalharão arranjos de compositores diferentes.”

A cantora, compositora e instrumentista carioca Clarice Assad, radicada em Chicago (EUA) e um dos grandes expoentes da música de concerto, é a responsável pelo eixo de Música Contemporânea do Festival. Entre as atrações escaladas por ela estão a cantora indiana Varijashree Venugopal; o norte-americano Derek Bermel (compositor convidado desta edição) com o Trio Arquè; os conjuntos Percorso Ensemble, Desvio, Martelo e São Paulo Chamber Soloists; o violonista Fabio Zanon e Arrigo Barnabé, que apresenta um show comemorativo de seus 70 anos de idade. “Nosso objetivo este ano é promover uma conversa entre diversas áreas da música instrumental, popular e clássica contemporânea, com foco em inclusão e diversidade, e mostrar como o nosso campo das artes é vibrante e rico”, afirma Clarice Assad.

A SP Big Band e o Percorso Ensemble serão os grupos residentes desta 1ª edição do Festival, com atuação distribuída entre concertos, aulas e masterclasses.

Depois do sucesso das transmissões ao vivo inauguradas no 51º Festival de Inverno, em julho de 2021, a edição de Verão seguirá com os concertos exibidos no YouTube do evento e também na plataforma #CulturaEmCasa. Serão ao todo 22 apresentações on line, que poderão ser acompanhadas gratuitamente pelos canais digitais.

A SP Big Band e o Percorso Ensemble serão os grupos residentes desta 1ª edição do Festival, com atuação distribuída entre concertos, aulas e masterclasses.

PROGRAMAÇÃO PEDAGÓGICA

No Módulo Pedagógico, o 1º Festival de Verão receberá ao todo 70 alunos de 16 a 30 anos, divididos em três modalidades: Instrumento, Canto Popular e Composição. Também serão oferecidas seis masterclasses na cidade de Campos do Jordão, onde os bolsistas irão se hospedar e estudar. As aulas para os estudantes selecionados serão divididas entre os cursos de Big Band, Ensemble Popular e Ensemble Contemporâneo. O músico e professor Daniel D’Alcantara é o responsável pela Coordenação Pedagógica de Música Popular Instrumental e Ricardo Bologna,  timpanista Solista da Osesp e regente, fica a cargo da Coordenação Pedagógica de Música Erudita Contemporânea.

Dentre os professores desta edição, destacam-se, no eixo Contemporâneo integrantes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp, como Peter Pas (viola), Pedro Gadelha (contrabaixo), Rubén Zúñiga (percussão) e Liuba Klevtsova (harpa); o violonista Fabio Zanon; e o pianista Horácio Gouveia, entre outros. No eixo dedicado às Big Bands e ao Ensemble Popular, nomes como Nelson Ayres (regência), Nailor Proveta (clarinete/saxofone), Tatiana Parra (canto), Paulo Malheiros (trombone), Toninho Carrasqueira (flauta) e Vanessa Moreno (canto).

SOBRE O FESTIVAL DE VERÃO E INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO

Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins foi inspirado no Festival de Tanglewood, nos EUA, e combina uma programação de música de concerto e um trabalho pedagógico amplo e qualificado.

REALIZAÇÃO

O 1º Festival de Verão de Campos do Jordão é um programa do Governo do Estado de São Paulo, realizado por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e pela Fundação Osesp. Tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski e coordenação artístico-pedagógica de Daniel D’Alcantara (Música Popular Instrumental) e Ricardo Bologna (Música Erudita Contemporânea). Esta edição conta com o patrocínio da Baden Baden, Instituto Cultural Vale e Sabesp, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

AMIGOS DO FESTIVAL

Desde 2013, a Fundação Osesp conta com a colaboração de uma rede de estabelecimentos comerciais da cidade de Campos do Jordão, que contribui para a divulgação de informações sobre a programação de concertos. Estes estabelecimentos recebem um selo que os identifica como Amigos do Festival e mostra engajamento com um dos mais tradicionais projetos culturais da cidade.

| SERVIÇO |

1º FESTIVAL DE VERÃO DE CAMPOS DO JORDÃO

Data: 22 de janeiro a 13 de fevereiro

Locais:

  • AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO – Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista, Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3662-2334. 814 lugares. Gratuito (de segunda a quarta); entre R$ 50,00 e R$ 100,00 (de quinta a domingo).
    Venda de ingressos no dia de cada apresentação, 3h antes do início. Retirada de ingressos gratuitos em festivalcamposdojordao.org.br/ingressos/ a partir de 10 dias antes de cada apresentação ou no dia do evento, na bilheteria do Auditório — consultar horário de funcionamento no site. Limitada a 4 ingressos por pessoa e à capacidade do local.
  • PARQUE CAPIVARI – R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1.291, Capivari, Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3663-6463. 700 lugares. Gratuito.

Retirada de ingressos em www.festivalcamposdojordao.org.br/ingressos/ a partir de 10 dias antes de cada apresentação ou no dia do evento, na bilheteria da Praça Capivari — consultar horário de funcionamento no site. Limitada a 4 ingressos por pessoa e à capacidade do local.

  • PALÁCIO BOA VISTA – R. Adhemar de Barros, 3.001, Vila Alto da Boa Vista, Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3662.1122. 300 R$ 100,00.
    Venda de ingressos no dia de cada apresentação, 3h antes do início.

MAIS INFORMAÇÕES E CONTEÚDOS

http://www.festivalcamposdojordao.art.br

https://www.youtube.com/user/fcamposjordao

https://www.instagram.com/festivalcamposdojordao

https://www.facebook.com/festivalcamposdojordao

https://twitter.com/festivalcampos

50 anos depois, “1968 operário” é lembrado em Sábado Resistente

Evento será no dia 12 de maio, às 14h00, com entrada gratuita e a presença de Ênio Seabra, João Batista Candido, Luis Cardoso, Luiz Antonio Duarte e Luci Praun

Memorial da Resistência (foto: Patricia Carvalho)

No dia 12 de maio, o Memorial da Resistência, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, promoverá mais uma edição do Sábado Resistente, projeto realizado em parceria com o Núcleo de Preservação da Memória Política. O encontro que faz parte dos eventos programados na cidade de Osasco denominados “Osasco 1968+50” será às 14h00, e irá tratar sobre os acontecimentos que marcaram o ano de 1968 para a classe operária, especialmente as primeiras greves nas cidades de Contagem (MG) e de Osasco (SP).

Com o golpe militar de 1964 no Brasil, principalmente a partir da nomeação de interventores militares nos sindicatos das principais categorias de trabalhadores, ocorreu a desarticulação do movimento sindical operário. As greves operárias de 1968 no país, tendo como símbolo as greves nestas duas cidades representaram o esforço de reorganização da classe trabalhadora.

Dentro dessa onda de greves, o dia 1º de maio de 1968 – Dia dos Trabalhadores – também ficou na história e será lembrando por alguns de seus atores. Na oportunidade, membros da classe operária de toda região metropolitana de São Paulo se reuniram na Praça da Sé para a transformação do ato oficial, organizado pelo sindicalismo de conciliação, com a presença de autoridades, em uma manifestação pública de protesto e repudio a ditadura por parte dos trabalhadores e estudantes.

PROGRAMAÇÃO

14h00 – Boas-vindas –Memorial da Resistência de São Paulo
14h10 – Coordenação – Oswaldo de Oliveira Santos
(Núcleo de Preservação da Memória Política)

14h20 – Mesa Redonda 

Participantes:

Ênio Seabra Eletricista, começou a trabalhar em 1953 na Companhia Siderúrgica Mannesmann. Em 1967 foi eleito na chapa Verde (de oposição) para o Sindicato dos Metalúrgicos de Belo Horizonte e Contagem (MG), onde chegou a ser presidente e como tal foi um dos líderes da primeira greve operária em abril de 1968 na cidade. Participou, com um depoimento importante, do livro “Greves no Brasil (de 1968 aos dias atuais) editado pelo DIEESE em 2015.

João Batista Candido – Operário metalúrgico e coordenador regional da JOC (Juventude Operária Comunista) desde sua juventude, começou a trabalhar aos 28 anos na fábrica da Cobrasma de Osasco. Foi o presidente da Comissão de Fábrica do Brasil quando ela foi reconhecida em 1966, tendo participado também da fundação da sub sede da Frente Nacional do Trabalho naquela cidade. Em 1967, com a eleição da Chapa Verde presidida pelo José Ibrahim, João Candido é eleito Secretário Geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e nesta condição participa ativamente da Greve de 1968 que ocorreu no mês de julho naquela

Luis Cardoso – também conhecido como Luisão, era ajustador mecânico e trabalhava no controle de qualidade na Braseixos no ano de 1968. Participou da greve de Osasco e teve importante atuação na manifestação que transcorreu na Praça da Sé no dia 1º de Maio.

Luiz Antonio Duarte – Professor, era militante da Ação Popular (AP) sendo integrante da coordenação seccional na região do ABC paulista. Participou da manifestação de maio na praça da Sé.

Luci Praun – Socióloga, com mestrado e doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). É atualmente docente do Centro Universitário Fundação Santo André e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Mundo do Trabalho e suas Metamorfoses (GEMT), Unicamp/CNPq. Coautora do livro “Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil I” (Ed. Boitempo), organizado por Ricardo Antunes, e do livro “Sindicatos Metalúrgicos no Brasil Contemporâneo” (Ed. Fino Traço), organizado por Davisson C. Souza e Patrícia Tropia. Autora do livro “Reestruturação Produtiva, Saúde e Degradação do Trabalho”


16h10 – Debate

 

SERVIÇO

 

Memorial da Resistência de São Paulo

Endereço: Largo General Osório, 66 – Luz – Auditório Vitae – 5º andar

Telefone: (011) 3335-4990/ faleconosco@memorialdaresistenciasp.org.br

Aberto de quarta a segunda (fechado às terças)

Entrada Gratuita

52ª edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão inicia neste sábado (2)

Evento do Governo de São Paulo acontece de 02 a 31 de julho e terá mais de 80 concertos em sete palcos, divididos em quatro locais de Campos do Jordão e Sala São Paulo; com o tema “Modernos Eternos”, Festival apresenta programação focada no centenário da Semana de Arte Moderna de 1922; Módulo Pedagógico oferecerá 142 bolsas de estudo e mais de 1.000 horas-aula

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo abre neste sábado (2) a 52ª edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão, reconhecido como o maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina. A programação artística e pedagógica acontece até 31 de julho e estará dividida entre as cidades de Campos do Jordão e São Paulo. Serão ao todo 84 concertos, sendo 90% deles gratuitos.

O festival acontecerá em sete palcos, espalhados em quatro locais: o Auditório Claudio Santoro, no Parque Felicia Leirner, (apresentações de sexta a domingo); o recém-inaugurado Parque Capivari (sábados e domingos); o Palácio Boa Vista, com concertos na Capela de São Pedro e em um palco externo (sábados e domingos); e a histórica Igreja de Santa Teresinha, no centro da cidade (sextas-feiras). A Sala São Paulo, instituição do Governo de São Paulo, assim como o auditório e o museu, também terá uma agenda diária de apresentações, divididas entre a Sala de Concertos e a Sala do Coro, e ênfase em apresentações de artistas do festival.

“Para a edição deste ano, temos o foco de oferecer a melhor programação possível para o público, levando em consideração o impacto da pandemia em todo o setor cultural e, sobretudo, no funcionamento das orquestras”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão. “Por isso, o Governo do Estado de São Paulo tomou a decisão de realizar um grande investimento na viabilização dos concertos e do programa pedagógico, que está atrelado ao Festival”

Os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, completados em fevereiro último, permeiam toda a programação do Festival, que, neste ano acontece com o tema Modernos Eternos. A expressão é inspirada no início do poema Eterno, do livro Fazendeiro do Ar (1954), do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade:

“E como ficou chato ser moderno
Agora serei eterno”

 

Um panorama do modernismo internacional, em especial das décadas de 1920 e 1930, poderá ser ouvido nos programas do Festival, com obras sinfônicas e camerísticas de compositores que chegaram à maturidade nesse período, como Igor Stravinsky, Béla Bartók, Manuel de Falla, Sergei Prokofiev, Silvestre Revueltas, Paul Hindemith, Bohuslav Martinů e, é claro, Heitor Villa-Lobos, o grande nome da música brasileira presente na Semana de 1922. Também serão lembrados o bicentenário do romântico belga César Franck e o centenário do vanguardista brasileiro Gilberto Mendes.

Destacam-se, na programação artística do Festival, na cidade de Campos do Jordão, os concertos da Osesp, corpo artístico do Governo de São Paulo, na abertura (com seu diretor musical e regente titular, Thierry Fischer, e o pianista canadense Jan Lisiecki, no dia 2/7) e no penúltimo dia do evento (com o maestro costa-riquenho Giancarlo Guerrero (30/7); da Orquestra Filarmônica de Goiás, sob a batuta de Neil Thomson (16/7); da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, com regência de Roberto Minczuk e participação do violonista Yamandu Costa ( 24/7); da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, com seu novo regente, Carlos Prazeres (30/7); da Orquestra do Festival, com o violoncelista alemão Leonard Elschenbroich (31/7); um concerto de música antiga, com a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba (23/7); a participação de Orquestras Jovens brasileiras, como a Ojesp (3/7), a Experimental de Repertório, a do Theatro São Pedro e a de Mogi das Cruzes (todas em 9/7); e um recital do pianista Lucas Thomazinho com a violoncelista Marina Martins, que venceu o concurso Jovens Solistas de 2018 (22/7).

No módulo pedagógico, o Festival de Campos do Jordão receberá, ao todo, 142 alunos e 52 professores, que, juntos, vivenciarão mais de 1.000 horas-aula, ao longo de quase um mês de Festival. Estão programadas seis masterclasses, com professores de destaque no cenário musical internacional: o violoncelista Leonard Elschenbroich e o pianista Alexei Grynyuk. A Orquestra do Festival, formada por alunos e professores, se apresentará sob regência do brasileiro Marcelo Lehninger, do turco Çem Mansur e do inglês Neil Thomson. Haverá, ainda, a entrega do Prêmio Eleazar de Carvalho, cujo nome homenageia o maestro criador do Festival, que premiará o músico de maior destaque do evento.

“É até difícil calcular o impacto que um festival como o de Campos do Jordão pode ter na vida dos estudantes que participam como bolsistas. O perfil social desses alunos mudou muito ao longo de mais de 50 anos de evento, e hoje em dia é muito mais variado e gera alternativas profissionais para pessoas que de outra forma talvez não tivessem contato com esse universo”, explica o Coordenador Artístico-Pedagógico do Festival, Fábio Zanon. “Além disso, a maior parte dos professores neste ano virá da própria Osesp e de outras orquestras brasileiras, e para muitos estudantes essa é uma enorme oportunidade de vivência e aprendizado”, completa Zanon.

Prêmios e bolsas

O Prêmio Eleazar de Carvalho contemplará o/a bolsista que mais se destacar nessa edição, concedendo a ele/a uma bolsa de US$ 1,4 mil mensais para estudar por um período de até nove meses em uma instituição estrangeira de sua escolha, além de ter cobertas as despesas de translado entre o Brasil e o exterior. A Fundação Osesp poderá premiar outros bolsistas que se destacarem durante as atividades, com bolsas na Academia de Música da Osesp.

 

SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO

Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins foi inspirado no Festival de Tanglewood, nos EUA, e combina, com excelência, uma programação de música de concerto a um trabalho pedagógico amplo e qualificado.

Ao longo de suas 50 edições, o evento se consolidou como o maior e mais importante festival de música clássica da América Latina, oferecendo aos bolsistas a vivência com importantes nomes da música nacional e internacional e, paralelamente, uma programação cultural de qualidade – neste ano totalmente gratuita –, que beneficia, não somente a cidade de Campos do Jordão, como todo o seu entorno, ampliando as oportunidades de acesso à música erudita.

 

REALIZAÇÃO

O 52º Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão é um programa do Governo do Estado de São Paulo, realizado por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e pela Fundação Osesp. Tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski e coordenação artístico-pedagógica de Fábio Zanon.

O Festival conta o patrocínio da cerveja Baden Baden, da Sabesp e do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Promoção da Folha de São Paulo e da 29Horas. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

 

 

AMIGOS DO FESTIVAL

Desde 2013, a Fundação Osesp conta com a colaboração de uma rede de estabelecimentos comerciais da cidade de Campos do Jordão, que contribui para a divulgação de informações sobre a programação de concertos. Esses estabelecimentos recebem um selo que os identifica como Amigos do Festival e mostra engajamento com um dos mais tradicionais projetos culturais da cidade.

SERVIÇO

52º Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão

Data: de 2 a 31 de julho de 2022

Locais (Campos do Jordão e São Paulo)

AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO — Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista — Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3662-2334. 814 lugares. Ingressos: Entre R$ 50,00 e R$ 100,00. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

Início da venda de ingressos previsto para 23 de junho.

PARQUE CAPIVARI — R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1291, Capivari — Campos do Jordão — SP. 700 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: diariamente, das 10h às 18h.

Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

PALÁCIO BOA VISTA — PALCO EXTERNO

Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001, Jardim Dirce — Campos do Jordão — SP. 300 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

PALÁCIO BOA VISTA — CAPELA

Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001, Jardim Dirce — Campos do Jordão — SP. 120 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

IGREJA DE SANTA TERESINHA — Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Abernéssia — Campos do Jordão — SP, Tel. (12) 3662-1740. 200 lugares. Gratuito.

Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

SALA SÃO PAULO — SALA DE CONCERTOS

Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos — São Paulo — SP. Tel. (11) 3367-9500. 1.484 lugares. Gratuito a R$ 50,00.

Início da venda de ingressos previsto para 23 de junho (concertos pagos) ou retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

SALA SÃO PAULO — SALA DO CORO

Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos — São Paulo — SP. Tel. (11) 3367-9500. 150 lugares. Gratuito.

Retirada de ingressos a partir de 10 dias antes de cada apresentação, limitada a quatro ingressos por pessoa e à capacidade do local.

MAIS INFORMAÇÕES E CONTEÚDOS

Site oficial do Festival

YouTube oficial

Instagram oficial

Facebook oficial

Twitter oficial

54º Festival de Inverno de Campos do Jordão: Música clássica e cultura gratuita

Na cidade, atrações serão no Auditório Claudio Santoro, no Parque Capivari e na Capela São Pedro Apóstolo; já na capital paulista, na Sala São Paulo e na Universidade Presbiteriana Mackenzie

O Festival de Inverno de Campos do Jordão, reconhecido como o maior evento de música clássica da América Latina, chega à sua 54ª edição em 2024. A programação artística ocorre de 29 de junho a 28 de julho e está dividida entre três espaços em Campos do Jordão e dois na capital. Neste ano, haverá mais de 60 concertos, todos com entrada gratuita. A programação completa pode ser acessada no site oficial do Festival de Campos do Jordão. O festival é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, em parceria com a Organização Social Fundação Osesp.

Na cidade da Serra da Mantiqueira, o tradicional Auditório Claudio Santoro, o Parque Capivari e a Capela São Pedro Apóstolo, localizada no Palácio Boa Vista, integram o circuito. Já na capital paulista, as apresentações incluem a Sala São Paulo e a Universidade Presbiteriana Mackenzie. Na programação artística, destacam-se apresentações do Uruguai, Chile, Colômbia, Inglaterra e Suíça, além dos grupos brasileiros. 

“É um imenso prazer realizar mais uma edição do maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina. Uma questão muito relevante sobre o Festival de Inverno de Campos do Jordão é a formação de jovens músicos promissores, que conseguem neste evento uma visibilidade que faz a diferença. Com este evento, o Governo de São Paulo segue com seu compromisso de promover a cultura e toda a sua transversalidade”, afirmou Marília Marton, secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo.

Módulo pedagógico

O Módulo Pedagógico do Festival é considerado o “coração” do evento. Nesta edição, oferece 137 bolsas de estudo integrais a jovens músicos: 119 para instrumentistas, seis para regentes, seis para piano e seis para violão. 

Durante um mês, os 65 professores desenvolvem duas semanas de prática orquestral e duas de música de câmara, música antiga e camerata (total de aproximadamente 1.200 horas-aula). Entre as atividades, os alunos terão atividades de: Prática de Orquestra, Música de Câmara, Música Antiga e Camerata, além de integrarem a Orquestra do Festival, a Orquestra Bach (de Música Antiga) e a Camerata do Festival, com diversos concertos agendados em todos os palcos. 

Os maestros convidados serão: o brasileiro Luis Otávio Santos (com a Orquestra Bach do Festival em repertório dedicado às suítes de Bach); o italiano Lorenzo Tazzieri (regendo a Camerata do Festival no programa Gala Puccini); e, à frente da Orquestra do Festival, o chileno Maximiano Valdés e Marcelo Lehninger, do Brasil.

Com a Orquestra do Festival, os bolsistas apresentarão o balé “O Pássaro de Fogo” de Stravinsky em 20 de julho. Eles também atuarão em “La Mer”, uma das obras-primas de Claude Debussy, em 27 de julho. E, ainda, os alunos de regência realizarão um concerto no Parque Capivari com a GRU Sinfônica em 27 de julho. Três performances da filarmônica na Sala São Paulo, na capital do estado, terão transmissão ao vivo no YouTube do Festival, nos dias 07, 21 e 28 de julho

Prêmio Eleazar de Carvalho

Ao final do curso, há a entrega de diversos prêmios, sendo o maior deles o “Eleazar de Carvalho”, que homenageia o criador do Festival. Neste ano, o festival seleciona o músico que mais se destacar para ganhar uma bolsa de estudos no valor de US$ 1400 mensais (cerca de R$ 7,5 mil). Com o traslado entre o Brasil e o exterior sendo pago pela organização, o escolhido pode estudar por até nove meses em uma instituição estrangeira de sua escolha.

Com bolsas na Academia de Música da Osesp, a Fundação pode premiar outros bolsistas que se destacarem nas atividades.

Acessibilidade

Toda a programação de concertos do 54º Festival de Inverno de Campos do Jordão contará com recursos de acessibilidade: audiodescrição (todos os concertos) e interpretação em Libras (concertos com coro e voz), realizadas sob demanda do público, pela empresa parceira Ver com Palavras. 

Sobre o Festival

Fundado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Campos do Jordão combina uma programação de música de concerto com um trabalho pedagógico amplo e qualificado. Ao longo de suas 54 edições, o evento se consolidou como o maior e mais importante festival de música clássica da América Latina. Ele oferece aos bolsistas a oportunidade de vivenciar importantes nomes da música nacional e internacional, além de proporcionar uma programação cultural de qualidade. Essa iniciativa beneficia não apenas a cidade, mas também toda a região, ampliando o acesso à música erudita.

“A Fundação Osesp vem realizando o Festival desde 2012, mas nossa história está intimamente ligada ao evento – a maior parte de nossos músicos foi bolsista e, antes de termos a Sala São Paulo como residência, Campos do Jordão foi a casa da Osesp por décadas durante o inverno. O Festival movimenta a economia na região da Serra da Mantiqueira, leva ao público uma programação de excelente qualidade e, nessas mais de cinco décadas, enriquece grandemente o cenário da música clássica no Brasil, além de promover inúmeras interlocuções ao redor do mundo com seus alunos e professores”, conta o Diretor Executivo da Fundação Osesp, Marcelo Lopes.

Serviço

54º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Data: 29 de junho a 28 de julho de 2024.

Ingressos: Entrada gratuita.

  • Auditório Claudio Santoro, Sala São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie:
  • Retirada de ingressos neste link três dias antes de cada apresentação, ao meio-dia (limitada a quatro por pessoa).
    Observação: há uma cota de 100 ingressos para serem retirados no dia de cada apresentação na Sala São Paulo e Auditório Claudio Santoro. Eles estarão disponíveis 1h antes dos concertos.
  • Capela São Pedro Apóstolo:
  • Distribuição de ingressos presencial, 1h antes, na entrada da Capela (limitada a dois por pessoa).
  • Parque Capivari:
  • Entrada livre.

Locais:

  • Em Campos do Jordão
  • Auditório Claudio Santoro
    Endereço: Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista, Campos do Jordão, SP.
  • Parque Capivari
    Endereço: R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1.291, Capivari, Campos do Jordão, SP.
  • Palácio Boa Vista – Capela São Pedro Apóstolo
    Endereço: Av. Adhemar Pereira de Barros, 3.001, Jardim Dirce, Campos do Jordão, SP.


  • Em São Paulo:
  • Sala São Paulo – Sala de Concerto
    Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, Térreo, Campos Elíseos, São Paulo, SP.
  • Sala São Paulo – Sala do Coro
    Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, 2º andar, Campos Elíseos, São Paulo, SP.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie – Auditórios Escola Americana e Ruy Barbosa
    Endereço: Rua Piauí, 130 / Rua Itambé, 135, Higienópolis, São Paulo, SP.

Abertas as inscrições para a 1ª Jornada Paulista de Dança

Serão selecionadas 10 propostas por meio de edital, com previsão de uma bolsa-artística de R$ 10 mil; inscrições vão até 15 de abril

A São Paulo Escola de Dança, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, com gestão da Associação Pró-Dança e Direção Artística e Educacional de Inês Bogéa, anuncia a primeira edição da Jornada Paulista de Dança. O edital proporciona um encontro para artistas e visa o compartilhamento de experiências, além da valorização da diversidade da dança no estado de São Paulo. As inscrições ficam abertas até 15 de abril, pelo site

Dez propostas artísticas de grupos e companhias serão selecionadas pelo edital, que prevê, ainda, uma bolsa-artística de R$ 10 mil para cada. Além disso, oito grupos de fora da região metropolitana de São Paulo receberão, também, uma ajuda de custo para contribuir com deslocamento, hospedagem e transporte ao longo dos dias do encontro. Os valores, proporcionais ao número de integrantes dos grupos, variam entre R$ 12 mil  e R$ 48 mil.  

A Jornada acontece na sede da São Paulo Escola de Dança, no Complexo Cultural Júlio Prestes, no bairro da Luz, entre os dias 8 e 13 de julho e reunirá talentos de várias regiões do estado. 

“A dança gera conexão e nos incentiva a ultrapassar os nossos limites, além de ser uma poderosa forma de conexão. E termos, agora, uma Jornada focada nesta arte representa um marco bastante significativo”, ressaltou Marília Marton, Secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo.

Os selecionados deverão apresentar uma obra do seu repertório, com no máximo 20 minutos, proporcionar uma oficina criativa e ministrar uma aula aos demais participantes. Um artista renomado será designado para cada grupo, oferecendo feedback valioso para o enriquecimento das obras apresentadas. 

“Estamos ansiosos para receber tantos grupos e companhias em nossa Escola. A Jornada Paulista de Dança tem uma proposta de imersão cultural, incentivando a troca entre as distintas experiências de todos os participantes, mas também com o público geral, que poderá assistir às apresentações”, comenta Inês Bogéa. 

A programação proposta é intensa, com atividades das 10h às 21h, visando a promoção de intercâmbios culturais e a exibição de repertórios variados. As performances, que refletem um amplo espectro de estilos e tradições, serão abertas ao público, permitindo aos espectadores desfrutar e apreciar a rica tapeçaria da dança paulista.

SERVIÇO

Jornada Paulista de Dança 

Inscrições: até 15/04, pelo site

Período de realização: de 08 a 13 julho, das 10h às 21h

Local:  Sede da São Paulo Escola de Dança – Complexo Cultural Júlio Prestes, Rua Mauá, 51, 3º andar, Luz, São Paulo/SP

Edital e mais informações: Projetos e Oportunidades Especiais – SPED

Adaptação da obra Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, estreia no Teatro Sérgio Cardoso

“O diabo na rua, no meio do redemunho” começará em 28 de abril, no Sérgio Cardoso, na Bela Vista

O Teatro Sérgio Cardoso, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, recebe o monólogo “O diabo na rua, no meio do redemunho”, peça adaptada da obra Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa, idealizada pelo ator e pesquisador da obra de Rosa, Gilson de Barros, que também está em cena. A direção é de Amir Haddad. Os ingressos já estão disponíveis via Sympla.

 

Com estreia marcada para o dia 28/4, o espetáculo integra a Trilogia Grande Sertão: Veredas, estudos do ator e diretor sobre a obra de João Guimarães Rosa, considerado um dos maiores escritores brasileiros do século 20.

 

“Ler, estudar Guimarães Rosa é um prazer tão grande que me tomou inteiro. Vivo perdido e achado nesse Ser Tão. Temos um pacto de amor”, brinca Gilson de Barros, ator que fará a peça.

 

A trilogia é composta pelas peças Riobaldo, O diabo na rua, no meio do redemunho e O Julgamento de Zé Bebelo (com estreia prevista para 2024). Riobaldo, que este ano  ganhou o Prêmio Shell de 2023 em duas categorias (Melhor Dramaturgia e Melhor Ator), estreou em 2020 e, no ano passado, fez temporada no Teatro Sérgio Cardoso. 

 

O monólogo apresenta o famoso personagem Riobaldo, protagonista e narrador do clássico de Guimarães Rosa. Riobaldo, um ex-jagunço, hoje um velho fazendeiro, conversa com um interlocutor (o público) e, nesse encontro, cheio de filosofia, conta passagens de sua vida e reflete sobre a dialética do bem e do mal. 

 

Riobaldo, na juventude, por amor, e para conseguir coragem e força, fez o que julga ser um pacto com o demônio. Durante a narrativa, o personagem se vale de várias histórias populares para questionar: “o diabo existe?”. Ao final, conclui, sem certeza: “Nonada! O diabo não existe, arrenego! Existe é homem humano. Travessia!”. 

 

 

SOBRE AMIR HADDAD

Amir Haddad, em parceria com José Celso Martinez Corrêa e Renato Borghi, criou em 1958 o Teatro Oficina, ainda em atividade com o nome de Uzyna Uzona. Nesse grupo, Amir dirigiu Cândida, de George Bernard Shaw; atuou em A Ponte, de Carlos Queiroz Telles, e em Vento Forte para Papagaio Subir (1958), de José Celso Martinez Corrêa. Em 1959, dirigiu A Incubadeira e ganhou o prêmio de melhor direção.

 

Deixou o Oficina em 1960. Em 1965, mudou-se para o Rio de Janeiro para assumir a direção do Teatro da Universidade Católica do Rio. Fundou, em 1980, os grupos A Comunidade (vencedor do Prêmio Molière pelo espetáculo A Construção) e o grupo Tá na Rua. Paralelamente, Amir também realizou projetos como O Mercador de Veneza, de Shakespeare (com Maria Padilha e Pedro Paulo Rangel), e shows de Ney Matogrosso e Beto Guedes.

 

Ainda hoje, com o microfone na mão, Amir coordena sua trupe de atores pelas ruas e praças com o Grupo Tá Na Rua. Tem dirigido e/ou supervisionado peças com grandes nomes da cena, como Clarice Niskier, Andrea Beltrão, Pedro Cardoso, Maitê Proença, entre outros.

 

SOBRE GILSON DE BARROS

Gilson é operário do teatro, é ator, gestor, dramaturgo e apaixonado pelo que faz. Hoje, aos 62 do segundo tempo, pode dedicar todas as suas horas ao ofício, seja no palco ou fora dele. Precisou de uma pausa estratégica para conseguir criar suas três filhas que já são adultas, neste período, dividiu seu tempo teatral com a tecnologia.

Estudou na UNIRIO, Bacharelado em Artes Cênicas. Trabalhou com diretores expoentes, como Augusto Boal, Luiz Mendonça, Mário de Oliveira, Domingos Oliveira e o próprio Amir Haddad com o qual estabeleceu parceria artística na Trilogia Grande Sertão: Veredas.

 

Participou como ator de mais de 25 peças. Algumas: Bolo de Carne, de Pedro Emanuel e direção de Yuri Cruschevsk; Murro em Ponta de Faca, texto e direção de Augusto Boal; Ópera Turandot, com direção de Amir Haddad; Os Melhores Anos de Nossas Vidas, texto e direção de Domingos de Oliveira; Da Lapinha ao Pastoril, texto e direção de Luís Mendonça; A Tempestade, de Shakspeare, direção de Paulo Reis e O Boca do Inferno, texto de Adailton Medeiros e direção de Licurgo. Ganhou ainda o prêmio de Melhor Ator no Festival Inter-regional de Teatro do Rio – 1982 e prêmio de Melhor Ator do Festival de Teatro – SATED/RJ – 1980. Foi  indicado ao Prêmio Shell  2023, em duas categorias: Melhor Dramaturgia e Melhor Ator.

 

Ficha Técnica

Adaptação e atuação: Gilson de Barros

Direção: Amir Haddad

Direção de Arte a Cenário: José Dias

Figurinos: Ansa Luiza

Iluminação: Aurélio de Simoni

Programação visual: Guilherme Rocha

Fotos e vídeos: Marco Sobral

Técnicos: Mikey Vieira

 

Serviço:

O diabo na rua, no meio do redemunho
Local: Teatro Sérgio Cardoso – Sala Paschoal Carlos Magno – (Av. Rui Barbosa, 153 – Bela Vista – SP).
Temporada: De 28 de abril a 28 de maio, sexta a domingo, às 19h

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia entrada) | Sympla

Classificação indicativa: 16 anos

Capacidade: 149 lugares

Agenda cultural de São Paulo: teatro, música e exposições em todo o estado

Programação tem dicas em Campos do Jordão, Campinas, Brodowski e Tatuí, além da capital paulista

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo apresenta uma vibrante agenda cultural para o fim de abril e começo de maio em todo o estado. Diversas atividades estão programadas, abrangendo teatro, apresentações musicais, shows, festivais e exposições. 

Confira os destaques:

150 anos de Campos do Jordão com Festival

O Festival “Arte no Outono” está de volta a Campos do Jordão (SP) para uma edição especial e comemorativa aos 150 anos de Campos do Jordão, 120 anos de Felícia Leirner e 45 anos do Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro. Essa, que é a terceira edição do evento, foi chamada “A Trilha dos Campos”.

A programação está repleta de grandes artistas. Nomes como Fafá de Belém, Tiê, Rael e as bandas Lagum e 14 Bis são exemplos dessa diversidade de talentos.

  • Quando? 26 de abril a 19 de maio.
  • Onde? Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro, na Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880, Alto Boa Vista – Campos do Jordão.

Música de Câmara: Música para Anoitecer

O Theatro São Pedro apresenta, na temporada de música de câmara, o concerto Música para Anoitecer, com músicos da sua Orquestra. Serão apresentadas obras de Philippe Gaubert, Igor Stravinsky, Heitor Villa-Lobos, Luca Raele e Osvaldo Golijov.

  • Quando? Apresentação única em 28 de abril (domingo), às 17h.
  • Onde? Theatro São Pedro, na R. Barra Funda, 171 – São Paulo.
  • Ingressos: R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira), no link: https://feverup.com/m/162700 

Coro na capital

O Coro da Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp), sob regência de William Coelho, realiza concertos a cappella gratuitos em espaços da cidade.

Serão apresentadas composições de Morten Lauridsen, Antonio Lotti, Claude Debussy, Astor Piazzolla, Heitor Villa-Lobos, Ronaldo Miranda, entre outros.

  • Quando? 25, 26 e 27 de abril, sempre às 15h30. 
  • Onde? Fábricas de Cultura Itaim Paulista, Sapopemba e Cidade Tiradentes.
  • Entrada gratuita. 
  • Os ingressos serão distribuídos 1h antes de cada programa, na bilheteria das Fábricas.

Mostra de dança style

Em comemoração ao Dia Internacional da Dança, A Fábrica de Cultura Jardim São Luís reúne os estilos Hip-Hop Dance e suas variadas vertentes, como urban, krumpology, hip-hop new school, entre outros e com performances temáticas.

O evento vai ocorrer em dois dias. No primeiro, workshops; e no segundo, showcases com grupos da região e do estado.

  • Quando? 27 e 28 de abril, de 12h às 17h.
  • Onde? Fábrica de Cultura Jardim São Luís, na R. Antônio Ramos Rosa, 651, Jardim São Luís – São Paulo.
  • Gratuito com entrada livre.

“As Vidas da Natureza-Morta”

O Museu Afro Brasil Emanoel Araujo apresenta a exposição “As Vidas da Natureza-Morta”, que possui o objetivo de  provocar uma reflexão extensa e contemporânea sobre as artes plásticas.

Com  mais de 300 obras e entrada grátis, a mostra aborda as  referências de natureza-morta da atualidade. A partir da produção de artistas brasileiros e estrangeiros do século XIX até a atualidade, o curador Claudinei Roberto da Silva partiu do acervo da instituição, contando com obras de outras instituições culturais do país, além de contribuições de artistas e colecionadores.

  • Quando? Terça a domingo, 10h às 17h (permanência até às 18h).
  • Onde? Museu Afro Brasil, no Parque Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 10 – São Paulo
  • Ingressos: inteira R$ 15, meia entrada R$ 7,50. O ingresso é gratuito às quartas.

Nova mostra no Paço das Artes

O Paço das Artes inaugura a exposição “Geografias da ancestralidade”. Com curadoria de Renata Felinto, a mostra busca trazer à superfície obras de 11 artistas afrodescendentes, visando maior reconhecimento e presença em espaços de exposição.

A exposição coletiva reúne obras de arte provenientes de diferentes narrativas, de artistas atuantes em diversas regiões do país, que, por motivos sociais, raciais e de classe, têm menos oportunidades em espaços institucionais. As obras originam de diferentes gerações, gêneros e culturas, e trazem temas como ancestralidade, território, afeto, diáspora, dinastia e espiritualidade.

  • Quando? De 27 de abril a 30 de junho, das 17h às 21h.
  • Onde? Paço das Artes, na Rua Albuquerque Lins, 1345, Higienópolis – São Paulo
  • Gratuito.

Últimos dias da mostra fotográfica “Nós Mulheres”

A exposição da fotógrafa Lola Paola Martins apresenta retratos de mulheres em diferentes fases da vida, tendo obras de Portinari como inspiração. São retratos que retratam suas rotinas no trabalho, cuidando da casa, sendo amamentadas, posados, espontâneos, artísticos ou mostrando a realidade do dia a dia em suas lutas, glórias, alegrias e tristezas.

  • Quando? Até 28 de abril, das 9h às 17h.
  • Onde? Galpão das Artes – Rua João Brisotti, 128, Centro – Brodowski.
  • Gratuito.

Show da banda Mombojó em Tatuí

Apresentação da aclamada banda Mombojó, referência do movimento pós-mangue beat. O grupo faz o lançamento ao vivo do álbum “Carne de Caju”, já disponível nas plataformas e que tem sido muito bem aceito pela crítica, no qual relê o cancioneiro de Alceu Valença, monumento vivo da música pernambucana. No repertório ainda estarão grandes sucessos do grupo, relembrando as mais de duas décadas de trajetória.

Cores de Tarsila no Teatro Sérgio Cardoso

O Grupo Flor de Chita apresenta o espetáculo Cores de Tarsila no Teatro Sérgio Cardoso. Inspirado na vida e obra da renomada artista modernista Tarsila do Amaral, o espetáculo mergulha no universo infantil da pintora, explorando suas principais referências da infância vivida no interior de São Paulo.

Cores de Tarsila encanta o público infantil ao trazer uma narrativa sensível e lúdica, palatável às crianças, que as aproxima da arte brasileira e do folclore nacional. Além disso, aborda temas como laços afetivos, medo, educação respeitosa e criatividade, oferecendo uma experiência enriquecedora para os pequenos espectadores.

  • Quando? 28 de abril, às 11 horas.
  • Onde? Teatro Sérgio Cardoso, na R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista – São Paulo.
  • Gratuito. Retirada de ingressos na bilheteria do teatro uma hora antes do início do espetáculo.

Instituto CPFL recebe mostra do Museu Catavento

A Galeria do Instituto CPFL vai receber o Museu Catavento Itinerante, uma edição especial de mostra do museu de ciências mais visitado do estado de São Paulo.

A exposição vai apresentar um espaço interativo de cultura, ciência e tecnologia que estimula o visitante a descobrir mais do mundo científico, com intuito de despertar o interesse através de processos cognitivos e de produção de conhecimento. Na programação, estão previstas visitas guiadas, que poderão ser agendadas previamente, assim como oficinas educativas para diferentes faixas etárias, incluindo grupos de estudantes de escolas de Campinas e região. 

  • Quando? De 8 de maio a 27 de julho, de segunda a sábado, das 9h às 18h – exceto em feriados.
  • Onde? Instituto CPFL, na Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632, Chácara Primavera – Campinas.
  • Gratuito.

Agenda cultural: confira programação da semana do Estado de São Paulo

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo tem mais uma semana com programações nos seis equipamentos. Os eventos culturais prometem enriquecer a vida dos paulistanos e visitantes com uma variedade de experiências artísticas por meio de uma programação diversificada que celebra a riqueza e a diversidade da expressão criativa.

Com espetáculos, exposições, oficinas e performances, confira a agenda cultural da semana:

Dia do Orgulho Nerd
Uma comemoração inédita marca a inclusão do Dia do Orgulho Nerd no calendário paulista. Para celebrar, uma programação extensa e totalmente gratuita, como desfile de cosplay, exibição de animes e tokusatsu, shows e mais, das 10h às 22h.
Quem quiser, poderá dar vida aos seus personagens favoritos em um concurso de cosplay. As inscrições estão abertas e podem ser feitas via formulário online.
Quando? Dia 25 de maio.
Onde? Pavilhão da Bienal no Parque Ibirapuera, na Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Ibirapuera, São Paulo.
Mais informações: Para saber as últimas novidades da programação, acesse o site www.orgulhonerd.sp.gov.br.

Oswald de Andrade tem programação de dança gratuita
Entre os meses de maio e julho, os entusiastas da dança terão mais opções de atividades pela capital paulista. As vagas são limitadas e as inscrições serão on-line. Os processos seletivos abrem perto de cada data de curso.
No dia 25 de maio, das 10h às 11h30, Oficina de Dança Clássica; em 15 de junho, das 10h às 11h15, uma Oficina de Dança Contemporânea; no dia 15 de junho, das 11h30 às 12h30, ocorre um ensaio aberto ao público; já em 06 de julho, das 10h às 11h15, a Oficina de Dança Contemporânea; e 06 de julho, das 11h30 às 12h30, mais um ensaio aberto ao público.
Quando? Entre os meses de maio e julho.
Onde? Edifício Oswald de Andrade, na Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo.
Quanto? Gratuito.
Mais informações: Para mais informações, acesse o instagram da SPCD (@saopaulociadedanca) e/ou o site www.spcd.com.br.

Museu Casa Mário de Andrade reabre as portas
Após 18 meses em obras, o Museu reabre com uma exposição inédita e um novo espaço expositivo.
Entre os principais destaques dessa expansão estão novas salas para mostras, que recebem a exposição imersiva “A origem de Macunaíma”, focada no personagem Macunaíma e na origem do mito indígena que inspirou uma das principais obras literárias do modernismo e escrita por Mário.
Quando? De terça à domingo, das 10h às 18h.
Onde? Museu Casa Mário de Andrade, na Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda, São Paulo.
Mais informações: Para conhecer o recurso de realidade aumentada da exposição “A origem de Macunaíma”, o público deve agendar a visita pelo site. E para acompanhar a nova fase e agenda completa do museu, acesse o site.
Festa de Favela com Lei Di Dai e DJ Miria Alves
No mês que se celebra do Dia Nacional do Reggae, a Festa de Favela contará com a presença de Lei Di Dai, cantora e compositora, coroada a rainha do dancehall pela revista RollingStone. Para encerrar, acontece o show da DJ Miria Alves, empreendedora musical com 12 anos de carreira e uma bagagem musical extensa.
Quando? 25 de maio, das 14h às 17h30.
Onde? Museu das Favelas, na Av. Rio Branco, 1269 – Campos Elíseos, São Paulo.
Quanto? Gratuito.
Dia Nacional do Café com festival em Santos
O Museu do Café promove as oficinas gastronômicas no Pocket: Festival Santos Café. A festa tem em sua programação oficinas de preparo de drinks com café, de minibarista e de harmonização de cafés especiais com doces e salgados.
Além disso, o público poderá apreciar uma degustação de cafés especiais, além de apresentações musicais e infantis e muito mais.
Quando? 25 e 26 de maio.
Onde? Boulevard da XV de Novembro em frente ao Museu do Café, localizado na R. Quinze de Novembro, 95 – Centro, Santos.
Como participar? Inscrições gratuitas nas oficinas, por ordem de chegada. Mais detalhes no link.

Revelando SP em Barretos
O maior festival de economia criativa e cultura tradicional do estado chega a Barretos. O evento foca principalmente na valorização da transmissão cultural de geração em geração – de pais para filhos, de mestres para aprendizes.
A festa reúne a pluralidade da culinária tradicional, o artesanato, a música e as diversas manifestações da cultura popular regional.
Entre os shows, estão Cezar & Paulinho, Guito, Demônios da Garoa e a Orquestra Sinfônica Municipal de Barretos tocando clássicos do sertanejo. Além disso, modas de viola, congada, fandango, violeiros, música caipira e muito mais.
Quando?
Entre os dias 17 e 19 de maio.
Onde? No Recinto Paulo De Lima Correa, na Av. Vinte E Três – Centro, Barretos.
Quanto? Gratuito.

5ª edição do MAB Margens

O Museu reúne artistas e coletivos para celebrar em um evento que já se tornou tradição no calendário cultural de São Paulo. A feira de artes gráficas busca refletir sobre “as margens” enquanto espaço – fronteira de produções, de artistas e coletivos, que nem sempre são vistos no cenário das artes visuais.
Para esta 5ª edição, foram selecionados 14 artistas e coletivos para expor seus trabalhos. Além destes, outros cinco artistas, cujos portfólios retratam a diversidade social brasileira, foram convidados.
Haverá ainda uma oficina, das 14h às 16h, que convida os visitantes à reflexão sobre articulações comunitárias em torno da cultura e do direito à cidade.O evento contará com a venda de bebidas e de quitutes do tabuleiro baiano do Alcides.
Quando? 18 de maio, das 12h às 18h.
Onde? Marquise do Museu Afro Brasil Emanoel Araujo. Parque Ibirapuera, na Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 10 – São Paulo.
Como participar? O acesso será livre e sem a necessidade de inscrição prévia.
No dia, a entrada do Museu Afro Brasil Emanoel Araujo também será gratuita, das 10h às 17h.

Aulão gratuito sobre cobertura dos Jogos Paralímpicos
O primeiro aulão do Laboratório da Imprensa Esportiva de 2024, traz o tema “Como explorar a potência esportiva, humana e noticiosa dos Jogos Paralímplicos”, comandado pelo jornalista Jairo Marques, da Folha de S. Paulo.
Haverá certificado de participação para quem acompanhar o evento, tanto presencialmente quanto pela internet. Os participantes podem solicitar o certificado no link.
O objetivo é despertar para o olhar crítico sobre a cobertura esportiva dos jogos, apoiando profissionais e estudantes a realizar um trabalho verdadeiramente inclusivo e, ao público, a olhar criticamente o trabalho da imprensa.
Quando? 21 de maio, das 8h às 10h.
Onde? Auditório do Museu do Futebol, na Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu, São Paulo.
Como participar? Gratuito, com transmissão ao vivo pelo YouTube.

Exposição “Contando a História com Objetos”
A exposição “Contando a História com Objetos”, no “Galpão das Artes”, apresenta objetos antigos que carregam a história do desenvolvimento do município de Brodowski. A mostra é promovida pelo Museu Casa de Portinari.
O conhecimento do passado permite a construção de uma identidade cultural conectada ao lugar que as pessoas vivem, despertando memórias afetivas familiares de um tempo que não volta mais.
Quando? De 14 de maio a 16 de junho; de terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Onde? Galpão das Artes – Rua: João Brisotti, nº 128 – Centro – Brodowski.
Quanto? Gratuito.
Concerto de Música Raiz do Conservatório de Tatuí
O Grupo de Música Raiz do Conservatório de Tatuí apresenta uma leitura da chamada ‘Música de Raiz’ Brasileira, tanto na performance instrumental como na de canções a partir de formações diversas.
Quando? 20 de maio, das 20h às 22h.
Onde? Teatro Procópio Ferreira, na Rua São Bento, 415 – Centro, Tatuí.
Quanto? Gratuito, com retirada de ingressos pelo link.

Agenda de cursos de curta duração para diferentes áreas profissionais

Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade oferecem cursos de curta duração para diferentes áreas profissionais

Meios digitais de ensino para professores, acessibilidade em projetos culturais e a representação trans no cinema latino-americano estão entre os destaques

A Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade – integrantes da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciada pela Poiesis – mantêm a grade de cursos livres no mês de março. As aulas ocorrem em plataformas virtuais, como o Google Meet e Zoom, além de serem totalmente gratuitas. Para se inscrever, é necessário acessar os links de cadastros pelos sites das instituições.

A Casa Mário de Andrade promove cursos para docentes, profissionais da área de gestão e produção cultural que desejam oferecer acessibilidade aos seus públicos, além de uma palestra sobre o avanço das rádios digitais.

Jamile Borges, coordenadora adjunta do Programa de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos – PÓSAFRO/UFBA e pesquisadora em antropologia do mundo contemporâneo (África) e museus (como projetos na área de museus digitais), coordena o curso Educação digital no mundo pós-pandemia direcionado principalmente para professores. Participantes podem conhecer o debate contemporâneo relacionado às formas de inclusão e o ensino por meios digitais durante as aulas nos dias 10, 17, 24 e 31 de março, das 19h às 21h. Pós-verdade, racismo como um dos sistemas da chamada pandemocracia, frameworks e currículos insurgentes fazem parte do cronograma de atividades. A inscrição está aberta aqui: https://cutt.ly/jlqvOMy.

Acessibilidade em Projetos Culturais é um curso que ocorre nos dias 4, 11, 18 e 25 de março, das 19h às 21h, e realizado por Claudio Rubino, coordenador do programa de Acessibilidade do Instituto Tomie Ohtake e pós-graduado em Educação Inclusiva com ênfase em deficiência física pela UNIFESP.  Rubino apresenta um panorama das principais ações norteadoras que habilitam projetos culturais dentro da acessibilidade, em sintonia com o direito, o acesso universal à memória e ao patrimônio cultural. Terminologias, gestão democrática, comunicação digital acessível e representatividade compõem o cronograma. Para fazer a inscrição, acesse: https://cutt.ly/llqvMA2.

Já a palestra O Rádio na era digital, apresentada por Marcelo Abud, mestre em Comunicação, professor nas áreas de criação e produção em áudio da FAAP e integrante do corpo crítico de rádio da APCA, está marcada para o dia 13 de março, a partir das 16h30. A atividade é voltada para pessoas interessadas em rádio, jornalismo e difusão musical, e pretende debater os impactos das novas tecnologias na radiodifusão, além dos movimentos de rádios comunitárias que se concentram na democratização do acesso à informação por meio de rádios digitais. Cadastre-se aqui: https://cutt.ly/plqbrYf.

Literatura e Cinema são algumas das linguagens trabalhadas pelos cursos da Casa Guilherme de Almeida. Eliane Fittipaldi, doutora em Letras pela USP e tradutora de mais de trinta livros para várias editoras, coordena Trajetórias do “Eu” feminino na literatura e no cinema: Cléo das 5 às 7 de Agnès Varda e Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres de Clarice Lispector. As aulas ocorrem nos dias 8, 15, 22 e 29 de março, das 19h às 21h.

O estudo fica em torno do discurso que indica duas importantes personagens femininas em narrativas produzidas pela cineasta Agnès Varda e pela escritora Clarice Lispector nos anos 1960, quando a voz das mulheres abriu caminhos nos meios artísticos e intelectuais do mundo ocidental para conquistar maior autonomia de escolhas. A inscrição está disponível aqui: https://cutt.ly/ZlqDDl4.

Introdução ao filme documentário: leitura e caminhos interpretativos tem a coordenação de Luciana Biffi, doutoranda na Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), no programa ‘Educação, Arte e História da Cultura’, e mestre pela pós-graduação de História da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Os encontros em 5, 12, 19 e 26 de março, a partir das 19h, buscam apresentar noções básicas para uma leitura de documentário, entendendo-o como um estilo específico das produções audiovisuais, que comporta questões, problemáticas e recursos característicos. Para participar, é necessário fazer a inscrição previamente: https://cutt.ly/jlqbvK3.

A partir da análise de filmes, o curso Representação trans no cinema propõe observar a construção histórica da representação trans no cinema latino-americano até as novas narrativas emergentes. Considerando o contexto histórico e o lugar de fala dos autores, Rosa Caldeira, um corpo trans, sugere um debate sobre imaginários nos dias 11, 18 e 25 de março, das 19h às 21h. Caldeira é diretor de fotografia, cineasta trans e militante, desenvolvendo ideias para atuar com a cultura LGBT e a periferia. Seu curta-metragem, Perifericu, recebeu prêmios como o de Melhor Curta no Festival de Tiradentes de 2020, além de ser co-idealizador do Festival Cuir, festival de cinema e artes na periferia da zona sul de São Paulo que está previsto para este ano. Para fazer parte da turma, inscreva-se: https://cutt.ly/rlqbRCm.

SERVIÇO

Casa Mário de Andrade

 

CURSO: EDUCAÇÃO DIGITAL NO MUNDO PÓS-PANDEMIA

Com Jamile Borges
Quartas-feiras, 10, 17, 24 e 31 de março, das 19h às 21h
Plataforma: Google Meet | 200 vagas | Grátis
Público-alvo: professores
Inscrição aberta até 10/03 – https://cutt.ly/jlqvOMy

CURSO: ACESSIBILIDADE EM PROJETOS CULTURAIS

Com Claudio Rubino e convidados

Quintas-feiras, 4, 11, 18 e 25 de março, das 19h às 21h

Plataforma: Google Meet | 250 vagas | Grátis

Inscrição aberta até 4/03 – https://cutt.ly/llqvMA2

PALESTRA: O RÁDIO NA ERA DIGITAL

Com Marcelo Abud
Sábado, 13 de março, das 16h30 às 18h

Plataforma: Google Meet | 250 vagas | Grátis

Cadastro aberto até 13/03 – https://cutt.ly/plqbrYf

——
Telefone: (11) 3666-5803 | 3826-4085 | E-mail: casamariodeandrade@casamariodeandrade.org.br; educativo@casamariodeandrade.org.br

Agende sua visita para as exposições e confira as medidas de segurança para se proteger da Covid-19 pelo site: https://www.casamariodeandrade.org.br/planeje-sua-visita

O restante das atividades continua virtual e com programação acessível pelos sites https://www.casamariodeandrade.org.br e https://poiesis.org.br/maiscultura/

Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda – São Paulo

Acessibilidade: rampa de acesso ao andar térreo e fraldário móvel.
Programação gratuita

Casa Guilherme de Almeida

TRAJETÓRIAS DO “EU” FEMININO NA LITERATURA E NO CINEMA: CLÉO DAS 5 ÀS 7 DE AGNÈS VARDA E UMA APRENDIZAGEM OU O LIVRO DOS PRAZERES DE CLARICE LISPECTOR

Com Eliane Fittipaldi

Segundas-feiras, 8, 15, 22 e 29 de março das 19h às 21h

Plataforma: Zoom | 300 vagas | Grátis

Inscrição aberta até 5/03 – https://cutt.ly/ZlqDDl4

INTRODUÇÃO AO FILME DOCUMENTÁRIO: LEITURA E CAMINHOS INTERPRETATIVOS

Com Luciana Biffi

Sextas-feiras, 5, 12, 19 e 26 de março, das 19h às 21h

Plataforma: Zoom | 300 vagas | Grátis

Inscrição aberta até 3/03 – https://cutt.ly/jlqbvK3

 

REPRESENTAÇÃO TRANS NO CINEMA

Com Rosa Caldeira

Quintas-feiras, 11, 18 e 25 de março, das 19h às 21h

Plataforma: Zoom | 300 vagas | Grátis

Inscrição aberta até 9/03 – https://cutt.ly/rlqbRCm

—-

Tel.: 11 3673-1883 | 3803-8525 | 3672-1391 | 3868-4128 | E-mail: contato@casaguilhermedealmeida.org.br, educativo@casaguilhermedealmeida.org.br
Agende sua visita para as exposições e confira as medidas de segurança para se proteger da Covid-19 pelo site: https://www.casaguilhermedealmeida.org.br/agendamento-e-normas-de-visitacao/
O restante das atividades continua virtual e com programação acessível pelos sites https://www.casaguilhermedealmeida.org.br/ e https://poiesis.org.br/maiscultura/

  1. Macapá, 187 – Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo | Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Sumaré, São Paulo/SP
    Acessibilidade: rampa de acesso, elevador, piso podotátil e banheiro adaptado; videoguia em Libras e réplicas táteis.
    Programação gratuita

Aniversário do Memorial da América Latina terá live com o cantor Nasi e seminário sobre patrimônio cultural

Eventos online integram as comemorações dos 33 anos da instituição e serão transmitidos ao vivo

O Memorial da América Latina, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, completa nesta sexta, 18, 33 anos de existência, reafirmando seu papel como espaço de reflexão, integração e difusão do saber e da arte latino-americana. Para celebrar a data, a instituição promove duas lives com transmissão ao vivo.

Na própria sexta, 18, a partir das 20h, o Instagram do Memorial transmite um bate-papo ao vivo com Nasi, vocalista da banda paulistana Ira!. Marcos Valadão Ridolfi, mais conhecido como Nasi, é cantor, compositor e produtor musical. Fundou a banda Ira!, em 1981, em parceria com Edgard Scandurra e Adilson Fajardo. Grupo lendário do rock nacional, tem músicas célebres, como “Envelheço na Cidade”, “Flores em Você” e “Eu Quero Sempre Mais”. Quem conduz a live é Fabrício Raveli, diretor do Departamento de Atividades Culturais do Memorial da América Latina.

No dia 10 de abril o vocalista do Ira! se apresenta com a banda no festival Rock Brasil 40 anos, que homenageia as grandes bandas nacionais da década de 80. O evento acontece entre os dias 27 de março e 21 de abril. Os ingressos estão à venda pelo site Ingresso Certo.

Já na próxima quinta, 24 de março, às 19h, o Memorial promove o seminário “Memorial 33 anos: patrimônio cultural e integração latino-americana”, com participação da professora Amanda Teixeira, que escreveu um artigo sobre a pintora paraense Antonieta Santos Feio e da professora Jacicarla Souza, autora do texto sobre o diplomata mexicano Alfonso Reyes, que contribuiu muito para o processo de integração cultural no começo do século XX. Ambos publicados  no último número da revista Nossa América, editada pelo Memorial, que celebrou os 100 anos da Semana de Arte Moderna e trouxe textos sobre os principais nomes do modernismo latino-americano. O evento será transmitido pelo canal do YouTube do Memorial da América Latina pelo endereço: www.youtube.com/MemorialdaAmericaLatinasp.

SERVIÇO:
Eventos em comemoração aos 33 anos do Memorial
Live com Nasi
Data: 18 de março, às 20h
Transmissão pelo Instagram: www.instagram.com/MemorialdaAmericaLatina

Seminário Memorial 33 anos: patrimônio cultural e integração latino-americana
Data: 24 de março, às 19h
Transmissão pelo YouTube: www.youtube.com/MemorialdaAmericaLatinasp
Link para inscrições: https://forms.gle/3G6dM3JibaWZrCXW9
Haverá emissão de certificado para inscritos.

Aprenda a fotografar com o smartphone no workshop de Erick Amarante

O artista visual e fotógrafo Erick Amarante estará na Secretaria de Cultura na quarta-feira, 5 de dezembro, às 16h00, para a “Palestra + Workshop ENTREMUNDOS – SMART”.

Das 16h00 às 17h30, será a vez do WORKSHOP, onde o artista estimulará nos participantes o “fazer criativo” pela produção de imagens com smartphone. Ensinará técnicas de fotografar com o aparelho celular e dará dicas de como trabalhar imagens com apps e recursos da câmera, de acordo com o método de observação goetheanística, do filósofo alemão Johann Goethe, que é baseado na premissa do “observar fora para entender dentro”.

Após o workshop, das 18h00 às 19h00, Erick Amarante fará uma PALESTRA em que apresentará seus projetos artísticos, como ENTREMUNDOS – SMART, que dá nome a este evento, e outros projetos 100% feitos com smartphone, falará sobre economia criativa, o processo de criação artística, o poder do pensamento e a nossa responsabilidade perante a realidade à volta, sempre focando na sua referência de trabalho e pesquisa, que é o pensamento de Goethe.

Foto: Erick Amarante

+INFOS

onde fica?

Para assistir à palestra não é necessário inscrição. Entretanto, o workshop tem vagas limitadas e, por isso, a inscrições (gratuitas!) devem ser feitas até o dia 03/12 pelo e-mail: lbveltrone@sp.gov.br

Recado aos participantes do Workshop

Recomenda-se instalar previamente no smartphone um dos seguintes apps: Camera 360, Snapseed, PicsART ou Lightroom CC!

Apresentação da Jazz Sinfônica no Ibirapuera será exibida na TV Cultura no próximo domingo

No espetáculo sonoro e visual, o grupo revela suas raízes ao levar uma roupagem orquestral à música popular brasileira. (mais…)

Atividades de teatro e dança são destaques na programação da Oficina Cultural Oswald de Andrade

Atividades gratuitas estão com as inscrições abertas

A Oficina Cultural Oswald de Andrade, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, está com a programação de janeiro dedicada às artes cênicas e à dança. A maioria das atividades acontece por meio das plataformas on-line da instituição.

No espetáculo Danças Adroatlânticas, os dançarinos e pesquisadores do coletivo Danças Afroatlânticas trazem à cena elementos ligados às origens africanas e indígenas das danças de salão e das danças populares praticadas no continente americano, buscando responder às perguntas: “o que essas danças têm em comum?” e “o que delas se perdeu ao longo do processo de elitização e embranquecimento?”. Vibrante e questionador, o espetáculo será exibido via live do Youtube da Oficinas Culturais, na sequência de cada exibição, acontecerá uma roda de conversa do público com os integrantes do coletivo, via plataforma Zoom. As exibições acontecerão nos dias 28 e 29 de janeiro e 4 e 5 de fevereiro, quintas e sextas-feiras, às 20h.

O laboratório Dramaturgia sem palco: experimentos sonoros, plásticos e gráficos pretende aprofundar estudos de obras que habitam a fronteira entre literatura, performance, artes visuais e teatro, além de acompanhar o desenvolvimento de projetos autorais de dramaturgia em campo expandido. Para trazer outras perspectivas e fomentar o debate, foram convidados os artistas-pesquisadores: Babi Fontana, João Turchi e Lígia Oliveira que trabalham com o texto e a palavra em territórios de fronteira para intervir em alguns dos encontros, que acontecerão de forma on-line às segundas-feiras, de 18 de janeiro a 1 de março, das 16h às 18h. As inscrições estão abertas neste link até 14 de janeiro.

A partir do diálogo entre Dança e Eutonia, a proposta das aulas on-line da oficina Mover o tocar – movimento e eutonia entre mulheres é trabalhar o corpo em movimento de modo sensível, em busca de entrar em contato com a capacidade e potência de se autocuidar em um momento tão delicado pelo qual passamos. Serão abordados e desenvolvidos temas como a consciência da pele, ossos e suas relações com o suporte do solo e com o espaço que nos cerca. As práticas têm como princípio a expansão da atenção e presença no corpo, abertura de espaços internos, a experiência do auto-toque e a escuta silenciosa ao desejo do corpo, suas necessidades e possibilidades de movimentos. A atividade será desenvolvida às seundas-feiras das 10h30 às 12h, de 18 de janeiro a 22 de fevereiro. As inscrições devem ser feitas neste link até o dia 17 de janeiro.

O laboratório de movimento Treinamento modo flow propõe a ação de estudar e desenvolver um pensamento do corpo, a conexão de corpo-mente-ambiente no trabalho do ator, a sofisticação da escuta, o mapeamento do movimento involuntário dos olhos, a coordenação motora, a dissociação cerebral, a rítmica corporal (investigação cognitiva e afetiva), a sequência coreográfica autoral, a improvisação de ações, o antídoto do movimento. Os encontros serão realizados às terças-feiras, de 19 de janeiro a 23 de fevereiro, das 18h30 às 20h30 pela plataforma Zoom. Para participar, é necessário realizar a inscrição neste link até o dia 15 de janeiro.

Os participantes da oficina Arte participativa e performance relacional terão contato com um panorama artístico nacional e internacional, no qual se propõem reflexões sobre quais as relações que podemos estabelecer entre Arte e Público. Durante esta vivência coletiva será montado o espetáculo-experiência “Afectos”, junto aos participantes da oficina que quiserem adentrar neste experimento relacional participativo. Esta montagem é um desdobramento da exposição virtual de fotoperformances “Afecto” do casal de artistas, Marcelo Prudente e Pedro Orlando. Os encontros irão ocorrer às quintas-feiras, de 21 de janeiro a 4 de março, das 19h às 21h pelo Google Meet. As inscrições devem ser feitas até o dia 17 de janeiro neste link.

O Workshop de teatro físico: Corpo e interpretação é uma oficina de livre criação, com intenso treinamento corporal e gestual baseado nos ensinamentos presentes nos estudos de mestres como Meyerhold, Grotowski e Antonin Artaud. Os encontros serão focados em provocar a emergência e a organização dos desejos poéticos em um detalhado estudo corporal. A atividade é presencial e será realizada em sala ampla na Oficina Cultural Oswald de Andrade, respeitando o distanciamento social e as normas sanitárias, sendo obrigatório o uso de máscara. Os encontros acontecerão às quartas e sextas-feiras das 14h às 16h30 de 3, 5 10 e 12 de fevereiro. Os interessados deverão se inscrever neste link até o dia 29 de janeiro.

Por meio da teoria de Carl Gustav Jung – fundador da psicologia analítica, a oficina Ampliando o inconsciente da personagem – um estudo sobre atuação e vida, busca oferecer subsídios para refletir a partir dos símbolos teatrais, o que o inconsciente de forma criativa nos coloca em contato por meio da atuação. Cada participante será convidado a escolher um personagem de algum texto, performance ou tema para traçar paralelos entre o processo de atuação na apropriação do papel e em seu processo de vida. A oficina será virtual e acontecerá às quartas-feiras, de 20 de janeiro a 24 de fevereiro, das 10h às 12h. As inscrições devem ser realizadas neste link até o dia 17 de janeiro.

Às quintas-feiras, de 21 de janeiro a 25 de fevereiro, os participantes da oficina A organicidade do ator através de exercícios plásticos serão guiados por meio do treinamento psicofísico, conhecido como: “Exercícios plásticos”, desenvolvido no Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski. Os encontros, das 14h às 16h via Zoom, promoverão o estudo de elementos como: impulsos, precisão, atenção, escuta, energia e fluidez. Para participar, é necessário se inscrever neste link até o dia 17 de janeiro.

O principal foco da oficina Poemas do corpo – pesquisa de movimento é propiciar, a partir de um ambiente de experimentação, que cada participante possa acessar o campo sensível e entrar em contato com seu processo criativo e linguagem corporal. Pela plataforma Zoom, os encontros serão realizados às quintas-feiras, das 10h30 às 12h, de 21 de janeiro a 25 de fevereiro. Os interessados em participar deverão se inscrever neste link até o dia 17 de janeiro.

A máscara e o teatro caminham juntos há muito tempo: como os gregos antigos, que nos legaram como símbolos do teatro as clássicas máscaras da comédia e tragédia, ou as máscaras japonesas do Teatro Nô, não menos antigas, passando ainda pela Commedia Dell’Arte da velha Europa e em experiências inovadoras, como as máscaras Larvárias, introduzidas no cenário contemporâneo pelo teatrólogo francês Jacques Lecoq. Nos encontros no formato live/bate papo do curso A máscara como ferramenta no treinamento do ator, o artista visual Wander Rodrigues abordará temas sobre a criação, execução, manuseio de uma máscara teatral e também comentará sobre importância da máscara como ferramenta no treinamento e trabalho do ator/artista. O curso acontecerá pela plataforma Zoom de 22 de janeiro a 5 de fevereiro, sextas-feiras, das 15h às 17h. As inscrições devem ser realizadas neste link até o dia 20 de janeiro.

O Núcleo Menos 1 Invisível irá proporcionar juntamente com Eduardo Fukushima um treino aberto de Introdução às práticas da respiração chinesa aliadas com a dança. Esta ação gratuita faz parte do projeto “Mergulho” contemplado pelo 28º edital de Fomento à Dança para Cidade de São Paulo e tem o apoio da Oficina Cultural Oswald de Andrade. As aulas são presenciais em espaços abertos da Oficina Cultural Oswald de Andrade e acontecerão de 26 de janeiro a 23 de fevereiro, terças-feiras, das 12h às 14h. As inscrições devem ser feitas neste link até o dia 18 de fevereiro.

O mestre Pedro Peu e o Núcleo Menos 1 Invisível irão realizar um treino aberto de Capoeira Angola, com muito ritmo e cantoria numa só ginga. Esta ação também faz parte do projeto “Mergulho” contemplado pelo 28º edital de Fomento à Dança para Cidade de São Paulo e tem o apoio da Oficina Cultural Oswald de Andrade. Com aulas presenciais em espaços abertos da Oficina Cultural Oswald de Andrade, as vagas são limitadas respeitando o distanciamento coletivo e as normas sanitárias, sendo obrigatório o uso de máscara. Os encontros serão realizados às quintas-feiras, de 28 de janeiro a 25 de fevereiro, das 12h às 14h. Os interessados devem se inscrever neste link até o dia 18 de fevereiro.

A oficina Introdução à dramaturgia contemporânea pelo pensar da pedagogia feminista foi concebida como uma porta de entrada para conhecer ou se aproximar mais das estéticas e processos criativos pertinentes ao ofício da escrita voltada à cena teatral contemporânea. Serão oferecidos materiais teóricos, textos de dramaturgia nacional e internacional, assim como exercícios de experimentação criativa para a escrita de pequenas cenas. Em cada encontro, os participantes receberão uma proposta de exercício prático que dialogue com o material apresentado. O workshop acontecerá dentro de uma prática político-pedagógica embasada na Pedagogia Feminista, com técnicas e dinâmicas de escuta/fala/reflexão igualitárias, materiais teóricos e dramaturgias escritas por mulheres. A atividade será conduzida de forma colaborativa pelas integrantes do NED – Núcleo de Experimentação em Dramaturgia, atuante desde 2016. Por meio do Google Meet, a atividade será realizada às sextas-feiras, de 29 de janeiro a 26 de fevereiro, das 15h às 17h. Os interessados deverão se inscrever neste link até o dia 26 de janeiro.

EXIBIÇÃO DO ESPETÁCULO: DANÇAS AFROANTLÂNTICAS
Coordenação: Mariana Franco
28 e 29 de janeiro; 04 e 05 de fevereiro – quintas e sextas-feiras – 20h
Classificação etária: 16 anos
Duração do vídeo-dança: 40 minutos
Plataforma de exibição: Youtube das Oficinas Culturais

LAB DRAMATURGIA SEM PALCO: EXPERIMENTOS SONOROS, PLÁSTICOS E GRÁFICOS
Coordenação: Sofia Boito | Carolina Mendonça | Miguel Caldas
18 de janeiro a 1 de março – segundas-feiras – 16h às 18h
Inscrições: 7 até 14 de janeiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/c9cf439982f9d0f89ac7f1ed43e85f7d
Seleção: Análise de currículo | Questionário
Vagas: 20

OFICINA: MOVER O TOCAR – MOVIMENTO E EUTONIA ENTRE MULHERES
Coordenação: Carolina Minozzi | Tatiana Burg
18 de janeiro a 22 de fevereiro – segundas-feiras – 10h30 às 12h (dia 25/01 não haverá oficina)
Inscrições: 7 até 17 de janeiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9c121513cf1e1f6de37b405531a60891
Seleção: Por ordem de Inscrição
Vagas: 30
Plataforma de exibição: Zoom

LABORATÓRIO DE MOVIMENTO _EXPERIÊNCIA ONLINE: TREINAMENTO MODO_FLOW
Coordenação: Leonardo Bertholini
19 de janeiro a 23 de fevereiro – terças-feiras – 18h30 às 20h30
Inscrições: 7 até 15 de janeiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/3f194fbcc671d39373d095ac1e4aab4d
Seleção: Currículo resumido e carta de interesse
Vagas: 20
Plataforma de exibição: Zoom

OFICINA: ARTE PARTICIPATIVA E PERFORMANCE RELACIONAL
Coordenação: Marcelo Prudente | Pedro Orlando
De 21 de janeiro a 4 de março – quintas-feiras – 19h às 21h
Inscrições: 7 até 17 de janeiro
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ae789113b952dd0673b4c80a48720bfe

Seleção: Carta de interesse
Vagas: 20
Plataforma de exibição: Google Meet

WORKSHOP DE TEATRO FÍSICO: CORPO E INTERPRETAÇÃO
Coordenação: Pamela Duncan
De 3, 5, 10 e 12 de fevereiro – quartas e sextas-feiras – 14h às 16h30
Inscrições: 7 até 29 de janeiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/381dae8478b35448f4506cfc75009042
Seleção: Análise de currículo
Vagas: 12

OFICINA: AMPLIANDO O INCONSCIENTE DA PERSONAGEM – UM ESTUDO SOBRE ATUAÇÃO E VIDA
Coordenação: Patrícia Teixeira
De 20 de janeiro a 24 de fevereiro – quartas-feiras – 10h às 12h
Inscrições: 7 até 17 de janeiro
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/c9513b89892fb5a2667053143887285a

Seleção: Análise de currículo | Carta de interesse
Vagas: 20

OFICINA: A ORGANICIDADE DO ATOR ATRAVÉS DE EXERCÍCIOS PLÁSTICOS
Coordenação: Marco Antônio Barreto
De 21 de janeiro a 25 de fevereiro – quintas-feiras – 14h às 16h
Inscrições: 7 até 17 de janeiro
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/8a5d67822c772017ee2e734f9387f00e

Vagas: 20
Plataforma de exibição: Zoom

OFICINA: POEMAS DO CORPO – PESQUISA DE MOVIMENTO
Coordenação: Key Sawao
De 21 de janeiro a 25 de fevereiro – quintas-feiras – 10h30 às 12h
Inscrições: 7 até 17 de janeiro
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/719c6c64efb8dbf088b2677dee1a2c2e

Seleção: Análise de currículo | Carta de interesse
Vagas: 20
Plataforma de exibição: Zoom

CURSO ONLINE: A MÁSCARA COMO FERRAMENTA NO TREINAMENTO DO ATOR
Coordenação: Wander Rodrigues
De 22 de janeiro a 5 de fevereiro – sextas-feiras – 15h às 17h
Inscrições: 7 até 20 de janeiro  https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9754f4e85b915d1ecb9de2911d9d80cb
Seleção: Por ordem de Inscrição
Vagas: 20
Plataforma de exibição: Zoom

AULAS ABERTAS: INTRODUÇÃO ÀS PRÁTICAS DA RESPIRAÇÃO CHINESA ALIADAS COM A DANÇA
Coordenação: Núcleo Menos 1 Invisível e Eduardo Fukushima
Data e horário: 26 de janeiro e 23 de fevereiro – terças-feiras – 12h às 14h
Inscrições: 7 de janeiro até 18 de fevereiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/74ca370079f9b8a16f111e4f943bfe24
Seleção: Por ordem de Inscrição
Vagas: 10

AULAS ABERTAS: VIVÊNCIA DE CAPOEIRA ANGOLA “VAMOS VADIÁ”
Coordenação: Núcleo Menos 1 Invisível e Pedro Peu
28 de janeiro e 25 de fevereiro – quinta-feira – 12h às 14h
Inscrições: 7 de janeiro até 18 de fevereiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/4974a9fe76a5b447c35ad12a15fa0260
Vagas: 10

OFICINA: INTRODUÇÃO À DRAMATURGIA CONTEMPORÂNEA PELO PENSAR DA PEDAGOGIA FEMINISTA
Coordenação: Carina Murias | Claudia Jordão | Juliane Pimenta
29 de janeiro a 26 de fevereiro – sextas-feiras – 15h às 17h
Inscrições: 7 até 26 de janeiro https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/7153f307b5c0c430849e99573d3f3176
Seleção: Carta de interesse | Análise da ficha de inscrição
Vagas: 30
Plataforma de exibição: Google Meet

Baby do Brasil é a convidada do Notas Contemporâneas do MIS em fevereiro

Primeira edição de 2018 traz um bate-papo musical com a artista, uma das fundadoras do grupo Novos Baianos e responsável por sucessos como “Menino do Rio”, “Cósmica”, “Sem Pecado” e “Sem Juízo”, entre outros (mais…)

Biblioteca de São Paulo comemora 13º aniversário com atividades circenses

A Biblioteca de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, se transformará em um picadeiro em comemoração do 13º aniversário, em 8 de fevereiro, das 14h às 17h. A festa, intitulada a Magia do Circo, terá várias atrações para divertir a criançada, como oficinas, palhaços, mágica e muitas brincadeiras. Todas as atividades são gratuitas e não é necessário fazer inscrição.

A temática da comemoração está em consonância com o projeto O Mundo do Circo SP, espaço dedicado à arte circense, do Governo do Estado de São Paulo, instalado no Parque da Juventude, ao lado da biblioteca.

Desde a inauguração em 2013, a Biblioteca de São Paulo soma números grandes de espetáculos. Por lá já passaram cerca 3,5 milhões de pessoas, ou seja, uma média de 750 visitantes por dia, que circularam mais de 1,1 milhão de itens do acervo. Atualmente, a biblioteca tem uma média de 20 mil sócios ativos, os quais,  além do empréstimo de livros, participam de intensa programação cultural e utilizam vários serviços, como acesso a computadores, cursos, oficinas, clubes de leitura, contação de histórias, entre outros.

A programação de aniversário começa com o espetáculo Duelo de Talentos, realizado pelo grupo Quintal Art, das 14h às 15h. O palhaço Mendonça comanda uma emocionante disputa entre outros dois palhaços, que vão colocar o coração na ponta da “chuteira” e mostrar os talentos para ganhar os aplausos do público, além da histórica camisa 10. O vencedor da batalha será escolhido pelo público. 

Os convidados da festa da BSP também podem testar as habilidades artísticas na Oficina de Malabares, com o grupo Arena Circus, das 15h às 16h. A atividade apresenta a história do malabarismo e propõe uma série de jogos e exercícios de manipulação de objetos com técnicas variadas, como aros, claves, bolas, diabolôs e giradores de fitas, que ajudam a desenvolver a concentração, a coordenação motora e a interação entre os participantes.

No mesmo horário, das 15h às 16h, a programação traz a atividade permanente da biblioteca Pintando o Sete. A oficina de pintura e colagem usa como inspiração as cores vibrantes e a magia do circo para estimular as capacidades artísticas e criativas das crianças.

No circo não pode faltar uma boa apresentação de ilusionismo. Para entreter o público, o grupo CircoShow percorre, das 15h30 às 16h30, os espaços da biblioteca com intervenções de mágica, apresentando diferentes números produzidos com efeitos, cartas e recursos digitais, sempre de forma lúdica e divertida.

A Arena Circus volta à cena, das 16h às 17h, com a Oficina arame de equilíbrio. Os participantes aprendem técnicas básicas para se movimentar pelo aparelho, com diferentes propostas de caminhadas, giros, dinâmicas e posições de equilíbrio. Também das 16h às 17h, acontece a atividade permanente Brincando e Aprendendo, com a realização de jogos, brincadeiras e gincanas com a temática do aniversário da BSP.

Biblioteca Parque Villa-Lobos celebra 9 anos e atinge marca de 2 milhões de visitantes 

Em comemoração, o espaço oferece atividades gratuitas para a população no dia 10 de dezembro 

A Biblioteca Parque Villa-Lobos, Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo,  celebra seu 9º aniversário repleta de histórias marcantes. Desde sua inauguração até outubro deste ano, este importante centro cultural acolheu mais de 2 milhões de visitantes, emprestou aproximadamente 86 mil livros e promoveu cerca de 14 mil atividades, tanto presenciais quanto online. Para comemorar marcos tão significativos, a Biblioteca preparou para o dia 10 de dezembro uma programação especial repleta de atrações que dialogam com a música. São oficinas, vivências, intervenções artísticas, espetáculos, shows e contação de histórias que prometem fazer desta data tão importante um festival de sonoridades. 

Confira abaixo a programação especial:

ANIVERSÁRIO 9 ANOS BVL –   Domingo, 10 de dezembro, das 11h às 17h30 

 

LÊ NO NINHO 

Programa que proporciona uma experiência de interação com a leitura na primeira infância. Para bebês e crianças de 6 meses a 4 anos, pais e/ou cuidadores, a atividade tem o objetivo de estimular o vínculo afetivo para estimular a leitura. 

Atividade presencial. Das 11h às 11h45 no piso térreo. 

Com Equipe BVL. 

Não é necessário inscrição. Vagas limitadas, preenchidas por ordem de chegada. 

 

OFICINA GAMBIARRAS SONORAS 

Nesta oficina prática, cada participante será levado a explorar os sons ocultos que habitam materiais e objetos do cotidiano, num processo de mergulho no mundo da música experimental e de construção de instrumentos musicais únicos. 

Atividade presencial. Das 12h às 14h, no Deck Infantil. 

Com Mauro Tanaka. 

Livre. Menores de 12 anos devem ser acompanhados de um responsável. 

Não é necessário inscrição. Vagas limitadas, preenchidas por ordem de chegada. 

DOMINGO NO PARQUE – ESPECIAL ANIVERSÁRIO BVL  

Um espaço de leitura para toda a família com sessões de contação de histórias ao ar livre. Nesta edição especial de aniversário, teremos também a apresentação musical da A Magnífica Orchestra de Músicas do Mundo. Venha nos visitar! 

Atividade presencial. Das 11h às 16h, no Parque Villa-Lobos  

Com a Cia. Duo Encantado  

Livre. Não é necessário inscrição. 

 

SHOW A MAGNÍFICA ORCHESTRA DE MÚSICAS DO MUNDO 

Índia, Japão, China, Congo, Macedônia, Sérvia, Turquia, Líbano, Bulgária, Grécia, Brasil, Belarus e outros países estão presentes no repertório do show que a A Magnífica Orchestra de Músicas do Mundo apresenta, trazendo tradições ancestrais para a cena contemporânea. O grupo formado por 35 pessoas, entre instrumentistas e cantores,  idealizado e dirigido pelo músico Gabriel Levy, com preparação vocal da cantora Rita Braga, realiza verdadeiras festas multiculturais onde o público participa em grandes rodas, dançando ritmos populares e se encantando com a diversidade musical do planeta.  

Atividade presencial. Das 12h às 13h, no Parque Villa-Lobos  

Com A Magnífica Orchestra de Músicas do Mundo. 

Livre. Não é necessário inscrição. 

Em caso de chuva, a atividade será realizada dentro da Biblioteca.

VIVÊNCIA DE COMMUNITY DRUM CIRCLE – RODA DE TAMBORES COMUNITÁRIA 

Uma experiência única de conexão, harmonia e bem-estar, onde não é necessário ter conhecimento musical. Com objetos do cotidiano e em conjunto com os participantes serão criados repertórios musicais, promovendo a inclusão e diversão para toda a família. Atividade presencial. Das 14h30 às 15h30, no Deck Infantil. 

Com Mauro Tanaka. 

Livre. Menores de 12 anos devem ser acompanhados de um responsável. 

Não é necessário inscrição. Vagas limitadas, preenchidas por ordem de chegada. 

 

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA POESIAS AO VENTO 

Nessa intervenção poético-musical, três artistas circulam entre o público em posse de muitos balões coloridos e instrumentos musicais. Dentro de cada balão de gás hélio, há um poema, música ou conto de autores brasileiros. Ao escolher um deles, os transeuntes são convidados a estourar um balão, e, por fim, recebem uma “performance” exclusiva. Atividade presencial. Das 15h às 15h50, nos espaços comuns da biblioteca. 

Com Cia. do Liquidificador. 

Livre. Não é necessário inscrição. 

 

ESPETÁCULO SHOW DE VARIEDADES DA MESMA COISA 

Um espetáculo musical de improviso que apresenta a variedade de uma mesma coisa do começo ao fim: a bobeira, a bobagem, a bobice! Por isso lembramos que: família que ri junto, rejunta! Organizado pela Palhaça Rubra (Lu Lopes), este show apresenta canções pop e clássicas da música nacional e internacional. Acompanhada dos palhaços Pelanca (Álvaro Lages, também na guitarra) e Gastão (Danilo Dal Fara, também na bateria), a trinca constrói uma relação de interatividade com a plateia, por meio de dinâmicas musicais de improviso, coreografias coletivas e números de palhaçaria autorais. O power trio canta de Ângelo Máximo à Raul Seixas e apresenta números de alta tecnologia humana, desafiando o público com malabares de lenços, equilibrismo de fio de cabelo e improvisações musicais coletivas. Um espetáculo musical afetivo, que une gerações por meio da música, da criatividade e do humor. 

Atividade presencial. Das 16h às 17h30, no auditório.

Com Palhaça Rubra. 

Livre. Retirar senhas a partir das 15h (na entrada do auditório).  

  

Um pouco sobre a história da Biblioteca Parque Villa-Lobos

Localizada dentro do parque de mesmo nome, a BVL foi inaugurada em 2015 e é um exemplo de revitalização do espaço urbano; seu prédio foi construído na área do antigo depósito de resíduos da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (CEAGESP). 

Em 2019, a biblioteca foi finalista no Prêmio Excelência Internacional da Feira do Livro de Londres. Um ano antes, em 2018, ficou entre as cinco finalistas do Prêmio Biblioteca Pública do Ano promovido pela Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA), a mais importante entidade internacional da área. Ainda em 2018, recebeu a distinção de Honra ao Mérito no Prêmio IPL – Retratos da Leitura, realizado pelo Instituto Pró-Livro (IPL), com patrocínio da Associação Brasileira de Livros Escolares (Abrelivros), da Câmara Brasileira do Livro e do Sindicato Nacional dos Editores de Livro (Snel).

“Comemorar nove anos da Biblioteca Parque Villa-Lobos é celebrar não apenas o tempo que passou, mas as inúmeras histórias que construímos juntos. Os mais de 2 milhões de visitantes que nos honraram com sua presença são a verdadeira essência deste espaço cultural. Cada livro emprestado, cada interação presencial e online, são testemunhos de uma jornada enriquecedora. Nossa biblioteca é um eco das histórias que contamos e das vidas que tocamos. Estamos gratos por fazer parte do enriquecimento cultural de tantas pessoas ao longo desses nove anos e ansiosos por continuar essa trajetória inspiradora”, explica Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras.

Marília Marton, Secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, diz que o 9º aniversário da Biblioteca Parque Villa-Lobos é um momento para homenagear e reafirmar o poder duradouro das bibliotecas. “Os nossos valores de confiança, respeito e acesso livre e aberto ao conhecimento e às oportunidades de leitura  são tão essenciais, hoje, como sempre foram. O papel da biblioteca não pode ser subestimado quando se trata da promoção da cultura da leitura, uma vez que oferece diversos serviços aos utilizadores da informação. É mais do que um espaço para as pessoas lerem e retirarem livros gratuitamente. São locais que apoiam a família, a educação e a aprendizagem ao longo da vida”.

Biblioteca Parque Villa-Lobos celebra o Dia Mundial do Livro

As atividades voltadas para públicos de todas as idades integram as comemorações do mês dedicado ao livro

Para celebrar o Dia Nacional do Livro Infantil (18/04) e o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais (23/04), a Biblioteca Parque Villa-Lobos , instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, preparou uma série de atividades para incentivar o hábito da leitura. São eventos, oficinas e cursos voltados para a produção de textos, ilustrações e HQs, além de encontros do Clube de Leitura e Clube do Audiolivro. Veja abaixo os destaques da programação. As inscrições podem ser realizadas pelo link: bvl.org.br/inscricao.

A ilustradora e escritora Nina Anderson preparou uma atividade especial, a oficina presencial Livros Imaginários acontece no dia 23 de abril, das 14h às 15h30, e convida crianças a partir de 5 anos a criarem um livro-objeto, produzido com imagens, códigos e suportes totalmente inusitados. No fim da aula, os participantes poderão levar a lembrança para casa. Não é necessário inscrição.

Uma imagem também contém muitas histórias. Para comprovar, a escritora e artista plástica Lúcia Hiratsuka ministra o Curso de Ilustração – Palavras, Imagens, Silêncio e Movimento, nos dias 27 e 28 de abril, das 15h às 18h. A proposta das aulas é contextualizar a linguagem do livro ilustrado e promover uma vivência artística com a criação de ilustrações para um poema ou um trecho curto de um conto, além de experimentar diferentes materiais. É indicado para pessoas a partir de 16 anos e não há necessidade de saber desenhar.

Para quem precisa de incentivos extras para ler com regularidade, a BVL possui duas atividades especiais: o Clube de Leitura e o Clube do Audiolivro. Em abril, os encontros serão presenciais, o que torna a dinâmica dos debates ainda mais atrativa. O Clube do Audiolivro é dirigido a jovens de 11 a 14 anos e discute no dia 26 de abril, das 14h30 às 16h, a obra As Melhores Histórias de Andersen, de Hans Christian Andersen. Para a reunião do Clube de Leitura, no dia 29 de abril, das 15h às 17h, o livro escolhido é A Pediatra, de Andréa Del Fuego.

Encerrando as atividades do mês, o escritor, ilustrador e pesquisador Odilon Moraes participa do programa Segundas Intenções, no dia 30 de abril, das 11h às 13h. Formado em arquitetura e urbanismo pela USP, Odilon preferiu construir livros em vez de casas. Ganhou quatro vezes o Jabuti por seus trabalhos de ilustração e como escritor recebeu o prêmio de “melhor livro do ano para crianças”, dado pela Fundação Nacional do Livro para Infância e Juventude (FNLIJ), pelas obras Pedro e LuaA Princesinha Medrosa e Rosa. O encontro presencial é mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, com transmissão ao vivo pela página da BVL no Facebook. Não é necessário inscrição.

Biblioteca Parque Villa-Lobos realiza oficina de HQ inspirada na observação do cotidiano

A Oficina de Histórias em Quadrinhos com Annima de Mattos, programação online e gratuita com início no dia 27 de abril na Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), está com inscrições abertas em www.bvl.org.br/inscricao (vagas limitadas). Indicada para maiores de 16 anos, a atividade terá dois encontros virtuais e será realizada das 14h às 16h. A BVL é equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerido pela Organização Social SP Leituras – eleita pelo terceiro ano consecutivo uma das 100 Melhores ONGs do Brasil.

Nesta atividade, serão apresentados exemplos de quadrinhos e zines com uma estética menos convencional, além das etapas de construção de uma publicação, que incluem a arte em si, a finalização e a distribuição. Os participantes da oficina serão estimulados a desenvolver seu próprio material a partir da observação do cotidiano e do universo pessoal.


Formada em artes plásticas pela Universidade de Brasília (UnB) em 2012, Annima atua como ilustradora e editora de zines e livros, além de produzir publicações individuais e coletivas. Colaborou com os artistas dos ateliês Espaçonave e 716 e do coletivo Worst Year Ever Comics, intensificando, assim, sua produção e pesquisa em quadrinhos, gênero e publicações independentes.

Com a necessidade de estimular o distanciamento social e outras medidas de proteção contra o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa criou o #Culturaemcasa, que amplia a oferta de conteúdos virtuais dos equipamentos. Importante acrescentar que a biblioteca ficará com as atividades presenciais suspensas até 11 de abril, atendendo às novas medidas de prorrogação da fase emergencial do plano São Paulo. Para mais informações, acesse o site www.bvl.org.br e nossas redes sociais.

 

 

Oficina Online História em quadrinhos para quem não sabe desenhar


Com 
Annima de Mattos.
Dias 27 e 29 de abril, das 14h às 16h. 
Indicado para maiores de 16 anos.
Inscrições em: 
www.bvl.org.br/inscricao.
Vagas limitadas.

Bibliotecas de SP têm até 30 de junho para atualizar cadastro no SisEB

Dados são referentes a 2023 e auxiliam o desenvolvimento de políticas públicas para o setor

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, estendeu o prazo de atualização cadastral das bibliotecas e salas de leitura no Sistema Estadual de Bibliotecas de São Paulo (SisEB), até 30 de junho. Os dados coletados alimentam a formulação de políticas públicas eficazes. Com informações precisas, o programa vem a direcionar recursos e ações de acordo com as necessidades das instituições.

O preenchimento e envio completo do questionário são critérios de seleção para todas as ações do Sistema. O responsável pela biblioteca/sala de leitura poderá solicitar um kit de livros, com 150 exemplares, semestralmente, através da loja virtual. Será possível, ainda, participar de todas as ações e dos editais. Os dados coletados também são replicados para o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas.

Com as informações apuradas, o SisEB desenvolve ações como as capacitações para os profissionais, circulação de escritores e grupos artísticos, desenvolvimento de acervo, trocas de experiências e estudos aprofundados do campo no Seminário Internacional de Biblioteca Viva – um dos mais importantes eventos da área em toda a América Latina e uma das principais iniciativas do Governo do Estado de São Paulo para inspirar, fortalecer e transformar as bibliotecas de acesso público existentes no território paulista em equipamentos culturais de referência, abertos a toda a comunidade.

Todas as bibliotecas de acesso público (públicas, comunitárias, equipamentos vinculados ao Estado, universitária, escolar, sala de leitura, especializadas, de museus e centros de referência) paulistas são integrantes do SisEB. Desde 2014, mais de 900 bibliotecas e salas de leitura de acesso público foram cadastradas. Desde 2019, o SisEB mantém a Plataforma Bibliotecas Paulistas, uma base de dados on-line para a atualização anual das informações dos equipamentos integrantes.

Serviço:

Atualização cadastral no SisEB

Prazo: Até 30 de junho

Site: www.siseb.sp.gov.br/bibliotecas-paulistas

Bibliotecas do Governo de São Paulo realizam bate-papo com escritores

Jeferson Tenório e Leão Serva são os convidados deste mês do programa Segundas Intenções, atividade online da Biblioteca de São Paulo e da Biblioteca Parque Villa-Lobos

O programa Segundas Intenções, atividade online da Biblioteca de São Paulo (BSP) e da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, receberá em setembro  o escritor Jeferson Tenório  e o jornalista Leão Serva.

O bate-papo com Jeferson Tenório começa às 19h, no dia 20/9, com transmissão ao vivo pelo Facebook da Biblioteca de São Paulo. Tenório  é doutorando em teoria literária pela PUC-RS. Estreou na literatura com o romance O beijo na parede (2013), eleito o livro do ano pela Associação Gaúcha de Escritores. Teve textos adaptados para o teatro e contos traduzidos para o inglês e o espanhol. É autor também de Estela sem Deus (2018). O avesso da pele (2020) é seu romance mais recente, publicado pela editora Companhia das Letras.

Já o encontro com Leão Serva será presencial, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, no dia 25/9, às 11h.  Serva é jornalista, diretor de Jornalismo da TV Cultura, professor de Ética Jornalística na ESPM-SP e escritor, autor de vários livros, sendo o mais recente “A Fórmula da Emoção na Fotografia de Guerra” (SESC, 2021).

Segundas Intenções:

Biblioteca de São Paulo
Bate-papo com Jeferson Tenório
Mediação: Manuel da Costa Pinto
Segunda-feira, dia 20 de setembro, das 19h às 20h
Transmissão ao vivo na página da biblioteca no Facebook: @BSPbiblioteca
Não é necessário fazer inscrição

Biblioteca Parque Villa-Lobos
Bate-papo com Leão Serva

Mediação: Manuel da Costa Pinto
sábado, dia 25 de setembro, das 11h às 13h
Atividade ocorre na Biblioteca Parque Villa-Lobos
Não é necessário fazer inscrição

A BSP e a BVL estão atendendo com capacidade total de terça-feira a domingo, das 9h30h às 18h30h, na atual fase do Plano São Paulo do Governo do Estado.  Para saber mais sobre a programação da BSP e da BVL, acesse, respectivamente, os sites www.bsp.org.br e  www.bvl.org.br .

Bibliotecas do Governo do Estado de São Paulo celebram o Dia do Bibliotecário com atividades online  

Bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos oferecem programação virtual e gratuita durante todo o mês de março para crianças e adultos; Entre as ações está o bate-papo com o  jornalista e escritor Edney Silvestre no “Segundas Intenções”; webinares, cursos e contação de histórias para toda família

As Bibliotecas do Governo do Estado de São Paulo comemoram o Dia do Bibliotecário (12/3) com programação diversificada no mês de março para crianças e adultos.  Entre as ações está o bate-papo  , escritor, jornalista e dramaturgo ganhador do prêmio Jabuti e São Paulo de Literatura, ambos em 2019, pelo romance “Se eu fechar os olhos agora”. O encontro virtual acontece na segunda-feira 22/3, das 19h às 20h, pelo Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos e terá mediação de Manuel da Costa Pinto, que também é jornalista, escritor e crítico literário.

Para a criançada aproveitar o momento em família, a tradicional contação de histórias para incentivar a leitura e o desenvolvimento criativo, “Lê no Ninho”, das bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos é uma das opções. A atividade está na quarta temporada, com vídeos focados no livro infantil, trazendo luz aos autores com ilustrações e informações para toda família. Acontece aos domingos 14, 21 e 28 de março, às 11h, pelo Facebook das duas Bibliotecas BSP e BVL.

Já a “Oficina Ilustração e Poesia”, terá formato online, é indicada para jovens a partir de 14 anos e será ministrada por Lúcia Hiratsuka. A atividade traz um diálogo entre palavras e imagens a partir da apresentação de alguns poemas ilustrados. Acontece dia 19/3, das 17h às 18h30, e as inscrições devem ser realizadas no site da BVL: bvl.org.br/inscricao .

Para quem quer estar mais atualizado com o universo livreiro, o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SISEB) está com inscrições abertas para cursos online e gratuitos neste mês. São eles: Webinar Bibliotecas para o Desenvolvimento Sustentável e a Agenda 2030, no dia 12/3, das 14h às 16h, com Elizete Vieira Vitorino, Manuel Gama, Marina Marçal e mediação de Adriana Ferrari, além de intervenção poética de Luz Ribeiro; Curso A Arte da Fala: sobre silêncios, escutas, dizeres, nos dias 16 e 18/3, das 15h às 17h30; Webinar Marketing em mídias sociais para bibliotecas: um olhar sobre o digital, no dia 25/3, das 15h às 17h, ministrado por Mayara Cabral; Bibliotecas digitais: acervos, plataformas e direitos autorais, no dia 30/3, das 15h às 17h. As vagas são limitadas e, para mais informações, acesse o site: www.siseb.sp.gov.br/agenda/.

Bibliotecas trazem programação especial para férias de janeiro!

As Biblioteca de São Paulo e do Parque Villa-Lobos prepararam intensa programação para o mês de janeiro. São atividades gratuitas que prometem encher de diversão e conhecimento o período de férias.

BSP

Começamos pelas oficinas promovidas pela Cia. Malas Portam aos sábados, das 14h às 15h, com temas variados como a criação de livro-dobradura e a recriação de animais da fauna brasileira em Tangram, entre outros.

A contação de histórias também merece destaque com apresentações sempre às sextas, por conta da equipe da biblioteca e, aos sábados e domingos, às 16h, com grupos e artistas convidados, entre eles: Conte com Elas, Tricotando Palavras, Cia. Som em Prosa, Cia. Mapinguary, além das duplas Mirela Estelles/Sylvia Sato, Chris Cruz/Bruna Brancati, e Kelly Orasi e Paula Dugaich (confira as datas abaixo).

O Domingo no Parque, programa que leva as atividades da biblioteca para o Parque da Juventude Dom Evaristo Arns, acontecerá, em janeiro, em dois dias: 6 e 20, com sessões do Lê no Ninho (indicado para os pequenos entre 6 meses e 4 anos), das 11h30 às 12h15, e de contações com o Núcleo Educatho (6) e Josafah Barbosa (20), das 12h15 às 16h. Dia 20, das 14h30 às 16h30, é a vez do Sarau na BSP, que reúne literatura, canto e poesia, e é comandado pelo Grupo de Poetas Cantores e Declamadores Independentes de São Paulo, com coordenação de Terezinha Rocha.

Vale lembrar que a BSP estará aberta normalmente no dia 25 (sexta-feira), Aniversário de São Paulo. Na programação da data, o destaque é a Hora do Conto, com a Cia. Ruído Rosa, que apresentará Histórias da Garoa, texto baseado nas obras de Adoniran Barbosa, Álvares de Azevedo, Mário de Andrade e Oswald de Andrade. O mês termina com o Clube de Leitura, marcado para dia 31, das 15h às 17h. O livro do mês é “O ministério da felicidade absoluta”, de Arundhati Roy, e, para participar, não é necessário fazer inscrição. Vale lembrar ainda que a exposição Zona Norte conta suas histórias prossegue aberta na BSP até 10 de fevereiro e é dica bacana para quem quer conhecer melhor a região em mostra construída a partir de memórias de moradores da área.

BVL

Todos os sábados, das 11h às 13h, a Trupe Pitirilo vai propor atividades variadas em oficinas: no dia 5, a brincadeira é criar com luz e sombras; dia 12, a ideia é confeccionar um Livro-TV; dia 19, os participantes desenvolvem uma história do começo ao fim; e, 26, a sonorização da trama de um livro dá tema à brincadeira. A Hora do Conto é outra dica para todas as idades. Às sextas-feiras, a equipe da biblioteca comanda a contação de histórias, às 15h, na Oca. Grupos convidados realizam a atividade aos sábados e domingos, às 16h. Kelly Orasi, as duplas Chris Cruz/Bruna Brancati e Mirela Estelles/Amarilis Reto e as companhias Som em Prosa, Mapinguary, Ruído Rosa, Conte com Elas e Cia. Do Mar dividem as apresentações durante o mês .

Janeiro também é tempo de feriado na cidade de São Paulo, no dia 25 (sexta-feira). Quem estiver na capital paulista pode aproveitar contação de histórias com a Cia. Tricotando Palavras, às 13h, e o espetáculo Rádio Variété, às 16h, com a divertida Cia LaMínima. A celebração também ganha outras atividades temáticas durante o mês. Entre os destaques, consta ainda o Clube de Leitura, marcado para o dia 18 (sexta-feira), às 15h, que terá como tema o livro “Não verás país nenhum”, de Ignácio de Loyola Brandão.

Quem gosta de exposições conta com duas na BVL: a de fotografias sobre a arquitetura modernista de Kaunas, segunda maior cidade da Lituânia, que vai até 20 de janeiro; e a mostra “Lembra, corpo?”, que será inaugurada no dia 30, às 10h30, e segue para visitação até 3 de março.

Onde fica?


Boletim Cultural com programação para conferir na plataforma #CulturaEmCasa

Campanha Sonhar o Mundo traz diversificada programação elaborada pelos museus paulista

Atividades gratuitas e virtuais mobilizam sobre os direitos das mulheres

Vem aí mais uma edição da Campanha Sonhar o Mundo, que será realizada de 6 a 12 de dezembro, de forma on-line, pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo, instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, em parceria com a Organização Social de Cultura ACAM Portinari e com os museus articuladores (Museu da Inclusão, Memorial da Resistência, Museu Afro Brasil, Museu da Diversidade Sexual, Museu da Imigração, Museu de Arte Sacra, Museu do Futebol e Museu Índia Vanuíre).

Sob a temática “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Mulheres”, o evento dará continuidade ao ciclo de sensibilização e discussão iniciado no final de 2020, quando a campanha abrigou o tema “equidade de gênero” mediante parceria entre o SISEM-SP e o coletivo transnacional “Mujeres cambian los museos”.

Desde então, diversas ações de conscientização e comoção foram realizadas por meio de videocartas e fóruns de discussão. Com o intuito de concretizar o legado desse ciclo, a edição da Sonhar o Mundo 2021 manterá a tônica “Mulheres” e buscará engajar os museus na construção de soluções e prosseguir em suas responsabilidades de atuar na sociedade, construindo ativamente o futuro almejado em questões como respeito e combate à violência, preconceito e discriminação social.

Sonhar o Mundo é uma ação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa que articula e mobiliza os museus paulistas, incentivando-os à promoção da reflexão e do debate de questões relacionadas aos Direitos Humanos. Realizada tradicionalmente na semana que celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos (10/12), parte do pressuposto de que os museus devem atuar como instrumentos de transformação social ao incentivar as instituições a criarem ações relacionadas à temática proposta.

“As instituições museológicas têm um papel muito importante no contexto social e devem atuar como instrumentos de transformação ao incentivar as instituições a criarem ações relacionadas à temática proposta a cada ano”, comenta diz Davidson Kaseker, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP (GTC/SISEM-SP).

A programação é composta por diversas atividades on-line gratuitas realizadas por museus de todo o estado. Confira:

Programação

Memorial da Resistência de São Paulo

Lançamento de vídeos

Lançamento de cinco vídeos que abordam a Educação em Direitos Humanos e evidenciam discussões pautadas pelas relações de gênero, violações de direitos das mulheres (Ditadura Civil-Militar e atualidade), entre outros temas correlatos.

Produzidos como desdobramentos das discussões realizadas durante o Curso Intensivo de Educação em Direitos Humanos, contam com professores convidados que tratarão as temáticas a partir de uma questão disparadora para a reflexão. O conjunto audiovisual, composto por vídeos de curta duração, compõe material didático acessível, com Janela de Libras e introduz o tema para público de perfil diverso. Em cada uma das datas elencadas abaixo haverá a divulgação de um vídeo no canal do Youtube e redes sociais institucionais.

06/12/2021: Qual a importância da Educação em Direitos Humanos para a promoção da igualdade de gênero?  –  Profa. Rayssa Carnaúba – Secretaria Estadual de Educação do Distrito Federal (SEEDF);

07/12/2021: Por que a Lei de Anistia pode ser considerada um marco de silenciamento do nosso passado em relação ao Direito à Memória e à Verdade? – Profa. Alessandra Gasparotto – Universidade Federal de Pelotas (UFPel);

08/12/2021: Em que medida a Educação em Direitos Humanos possibilita que a mulher seja reconhecida como sujeito de direito? – Profa. Helena Cristina G. Q. Simões – Universidade Federal do Amapá (UNIFAP);

09/12/2021:  Como a Ditadura Militar interferiu na promoção da democracia étnico-racial? – Prof. Cleber Cleber Santos Vieira – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP);

10/12/2021: Qual a importância de trabalhar com projetos de Educação em Direitos Humanos na educação formal, principalmente, no que tange aos desafios postos pelas relações de gênero? – Prof. Marcelo Henrique Leite – Doutorando em História – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Onde: Perfis oficiais do Memorial da Resistência nas mídias sociais

Acessibilidade: Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Roda de conversa on-line “Mulheres na Resistência”

Mesa 1 – Violações de direitos das mulheres na Ditadura Civil-Militar

Quando: 08/12/2021, das 15h às 17h

Convidada: Dulce Muniz – Atriz e ex-presa política

Mediação: Ana Carolina Ammon (Educadora – Memorial da Resistência de São Paulo.

Mesa 2 – Violações de direitos das mulheres na atualidade: experiências de luta por moradia, cárcere e vivência em território (Luz / Santa Ifigênia)

Quando: 09/12/2021, das 15h às 17h

Convidadas: Carmen Silva – Líder do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) e Eliana Toscano – Empreendedora Social

Mediação: Alexia Sayuri e Ana Carolina Ammon (Educadoras – Memorial da Resistência de São Paulo

Onde: Plataforma ZOOM

Inscrições: http://memorialdaresistencia.org.br

Serviço – Memorial da Resistência de São Paulo

Largo General Osório, 66 – Santa Ifigênia, São Paulo/SP

Funcionamento: quarta a segunda, das 10h às 18h

Telefone: (11) 3335-5910

www.memorialdaresistencia.org.br

Facebook: @memorialdaresistenciasp

Twitter: @memorialdaresis

Instagram: @memorialdaresistenciasp

YouTube: Memorial da Resistencia SP

Museu Afro Brasil

Mulheres Transformam os Museus no Museu Afro Brasil: histórico, balanço e horizontes

Convidadas(os): Maré de Matos (artista transdisciplinar), Lilian Amaral (DIVERSITAS USP), Simeia Mello (Museu Afro Brasil), Daniel Perseguim (Mídia-designer e educador), Davidson Kaseker – diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus (GTC/SISEM-SP).

Quando: 10/12/2021, das 10h às 13h

Ação presencial com transmissão on-line

Serviço – Museu Afro Brasil

Parque do Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº, Portão 10 – Vila Mariana, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 17h (com permanência até às 18h)

Telefone: (11) 3320-8900

www.museuafrobrasil.org.br

Facebook: @museuafrobrasil.oficial

Twitter: @museuafrobrasil

Instagram: @museuafrobrasil

YouTube: museuafrobrasil.oficial

Museu da Imigração

Visitas Educativas Temáticas

O Núcleo Educativo – em convergência com a proposta que busca refletir sobre os Direitos Humanos nos museus e, mais especificamente, sobre as mulheres – promoverá visitas educativas na exposição temporária “Mulheres em Movimento”. A iniciativa em questão será finalizada com uma atividade de bordado livre. O limite máximo (por ação) é de 10 pessoas, sendo estabelecida a ordem de chegada.

Quando: 11/12/2021 e 12/12/2021, às 10h às 15h30

Live “Identidade Marrom: o antirracismo dentro e fora das instituições de cultura no Brasil e na Argentina”

Com a presença de representantes no Brasil e na Argentina, a transmissão ao vivo abordará o antirracismo levado à diante em instituições de cultura e, também, fora delas. Na ocasião, estarão em foco, principalmente, as atividades realizadas pelos grupos que vêm reivindicando a identidade marrom nos dois países. Em uma abordagem interseccional, o encontro trará uma reflexão sobre o protagonismo das mulheres nesses processos.

Quando: 11/12/2021, às 14h

Onde: canal do Museu da Imigração no YouTube

Serviço – Museu da Imigração

Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a sábado, das 9h às 18h. Domingos, das 10h às 18h

Telefone: (11) 2692-1866

www.museudaimigracao.org.br

Facebook: @MuseudaImigracao

Twitter: @museu_imigracao

Instagram: @museudaimigracao

YouTube: Museu da Imigração

Museu da Inclusão

Série de vídeos especiais

Levando-se em consideração a construção da ideia de sujeitos culturais dentro no panorama latino-americano, especificando-se as relações de gênero que figuram nos diversos contextos brasileiros, o Museu da Inclusão, visando a construção de um espaço que busque e zele pela equidade entre as pessoas, produzirá uma série de seis vídeos que serão veiculados nas redes sociais credenciadas do museu apresentando a atuação das mulheres na construção de uma instituição que visa a inclusão como um objetivo pujante.

Juntamente às publicações, o público será convidado a interagir através das redes sociais a partir de perguntas disparadoras acerca da presença feminina, sobre os preconceitos e as exclusões geradas a partir do eixo gênero, cultura e acesso.

Serviço – Museu da Inclusão

Avenida Mário de Andrade, 564– Barra Funda, São Paulo/SP

Funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 18h. Sábados, das 13h às 17h

Telefone: (11) 5212-3700

Facebook: @museudainclusao

Twitter: @museudainclusao

Instagram:@museudainclusao

YouTube: Museu da Inclusão

Museu do Futebol

Visita temática: A presença da mulher no Museu do Futebol

Visita mediada para o público espontâneo com acompanhamento do Educador pelo percurso do museu, com o objetivo de oferecer reflexões e conteúdo aprofundado em relação à presença da mulher no acervo. A visita tem duração mínima de 40 minutos e máxima de uma hora e meia.

Quando: 11/12/2021, às 10h e 12/12/2021, às 14h

Inscrições: ordem de chegada.

Serviço – Museu do Futebol

Estádio do Pacaembu – Praça Charles Miler, s/nº – Pacaembu, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h (com permanência até às 18h)

Telefone: (11) 3664-3848

www.museudofutebol.org.br

Facebook: @museuafrobrasil.oficial

Twitter: @museuafrobrasil

Instagram: @museuafrobrasil

YouTube: museuafrobrasil.oficial

Museu Índia Vanuíre

Sonhar o Mundo: Mulheres Indígenas

Para promover a reflexão sobre o tema da campanha Sonhar o Mundo 2021, “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Mulheres”, Rayane Barbosa, mulher indígena e estudante, apresenta suas perspectivas para o futuro das mulheres indígenas.

Quando: 06/12/2021, às 15h

Onde: Perfis oficiais do Museu Índia Vanuíre das mídias sociais

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia

Sonhar o Mundo: Contação de Histórias

Toda história, por mais simples que pareça, transmite algo a mais ao desenvolvimento da criança, de uma forma criativa e reflexiva. Com o objetivo de promover a reflexão e o conhecimento de uma forma dinâmica, a contadora de histórias Marcinha estará no museu para contar ao público histórias de mulheres que superaram as dificuldades e deixaram a sua marca no mundo.

Quando: 07/12/2021, das 9h às 10h

Local: Museu Índia Vanuíre

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

 

Sonhar o Mundo: Mulheres Indígenas

Para promover a reflexão sobre o tema da campanha Sonhar o Mundo 2021, “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Mulheres”, o Museu Índia Vanuíre convidou Lidiane Damaceno, mulher, mãe, professora e liderança indígena para falar sobre o tema e suas perspectivas para o futuro das mulheres indígenas. A ação acontecerá no auditório da instituição.

Quando: 09/12/2021, das 10h às 11h

Onde: Museu Índia Vanuíre

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

 

Sonhar o Mundo: A importância da afirmação de direitos para o empoderamento da mulher negra

Para encerrar a programação Sonhar o Mundo, realizada pelo museu, Marisa Silva, militante do movimento negro, coreógrafa e empresária, estará na instituição para um diálogo com o público. Ela abordará os desafios enfrentados por mulheres negras ao longo do tempo, em busca de igualdade de direitos, além de apresentar suas perspectivas sobre o futuro da mulher negra no Brasil.

Quando: 10/12/2021, das 15h às 16h

Local: Museu Índia Vanuíre

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia.

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

Serviço – Museu Índia Vanuíre

Rua dos Coroados, 521 – Centro, Tupã/SP

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (16) 3664-4284

www.museuindiavanuire.org.br

Facebook: @museuindiavanuire

Twitter:@mhindiavanuire

Instagram:@museuindiavanuire

YouTube: Museu India Vanuire

Museu Casa de Portinari

Jogo da Memória “Candido Portinari e os direitos humanos”

Os visitantes se divertem aprendendo com o Jogo da Memória “Candido Portinari e os direitos humanos”, que contém trechos específicos da Declaração dos Direitos Humanos e obras do artista que abordam o tema.

Quando: 06 a 12/12/2021, das 9h às 18h

Onde: Museu Casa de Portinari

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia.

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

“Mulheres” por Portinari

Na sala de entrada do Museu Casa de Portinari, o visitante conhecerá, em vídeo, algumas produções do artista que retratam as mulheres com toda sua sensibilidade.

Quando: 06/12/2021 a 12/12/2021, das 9h às 18h

Local: Museu Casa de Portinari

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia.

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

Roda de Conversa “Mulheres Protagonistas”

Realizando a ação Sonhar o Mundo, o Museu Casa de Portinari recebe, para uma roda de conversa, várias mulheres protagonistas no mercado de trabalho. Elas compartilharão informações sobre rotina, preconceitos enfrentados, vitórias adquiridas e sonhos ainda almejados.

Esta é uma ação organizada pelo Sistema Estadual de Museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, que une os museus paulistas pelos Direitos Humanos.

Quando: 11/12/2021, às 10h

Local: Museu Casa de Portinari

Inscrições: Não é necessário realizar inscrição prévia

OBS: Devido a pandemia, o uso de máscara é obrigatório durante toda a atividade.

Serviço – Museu Casa de Portinari

Praça Candido Portinari, 298 – Centro, Brodowski/SP

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (16) 3664-4284

www.museucasadeportinari.org.br

Facebook: @museucasadeportinari

Twitter: @casadeportinari

Instagram: @museucasadeportinari

YouTube: Casa de Portinari

Museu Catavento

Exposição “Mulheres na ciência”

Atividade virtual que compartilha as experiências na formação da exposição temporária que foi inaugurada em outubro no Museu Catavento.

Quando: 06/12/2021, das 15h às 16h

Onde: Perfil oficial do Museu Catavento no Instagram

Serviço – Museu Catavento

Praça Cívica Ulysses Guimarães – Brás, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 3315-0051

www.museucatavento.org.br

Facebook: @cataventocultural

Twitter: @MuseuCatavento

Instagram: @museucatavento

YouTube: Museu Catavento

Museu da Imagem e do Som

Encontro on-line | “O processo criativo feminino”

O Educativo MIS compõe a Campanha Sonhar o Mundo, criada pelo SISEM-SP, com um encontro sobre a concepção e desenvolvimento do processo criativo artístico feminino e suas reverberações, com destaque para as artistas Frida Kahlo, Björk, Hilma af Klint e Maria Auxiliadora. A fotógrafa Solange Quiroga, que integra da exposição Nova Fotografia 2021 no MIS, com a série “Despedida remota”, participa da conversa, compartilhando suas experiências.

Quando: 08/12/2021, das 19h às 20h30

Onde: Canal do MIS-SP no YouTube

Acessibilidade: Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Serviço – Museu da Imagem e do Som

Avenida Europa, 158 – Jd. Europa, São Paulo/SP

Telefone: (11) 2117-4777

www.mis-sp.org.br

Facebook: @museudaimagemedosom

Twitter: @mis_sp

Instagram: @mis_sp

YouTube: Museu da Imagem e do Som

Museu da Língua Portuguesa

Visita temática: o protagonismo das mulheres trans no MLP

Passando pelo Saguão Oeste, Centro de Referência, Exposição de Longa Duração e a nova exposição temporária, Sonhei em Português, a visita produzida e acompanhada pela educadora Uma Sorrequia e pela articuladora social Evelyn Lauro dará destaque para o protagonismo de mulheres trans no Museu, com o objetivo de criar espaço de acolhimento e pertencimento do público trans.

Quando: 08/12/2021, às 10h30

MULHERES NA LUZ – Intervenção e Ativação Urbana

Lilian Amaral e Baixo Ribeiro, conjuntamente com a Galeria Choque Cultural, Grupo de Pesquisa – DIVERSITAS USP, o Coletivo Birico e o Museu da Língua Portuguesa, propõem estabelecer um diálogo intercultural entre artistas, memórias, museus e cidade/território na região da Luz por meio de intervenção urbana e ações artístico-pedagógicas.

Quando: 11/12/2021, das 11h às 14h30

Inscrições: ação aberta ao público geral

Serviço – Museu da Língua Portuguesa

Estação da Luz – Praça da Luz, s/nº, Portal 1 – Centro, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a domingo, das 9h00 às 16h30 (com permanência até às 18h00

Telefone: (11) 4470-1515

Facebook: @MuseuDaLinguaPortuguesa

Twitter: @MuseudaLingua

Instagram: @museudalinguaportuguesa

YouTube: Museu da Língua Portuguesa

Museu do Café

Campanha de arrecadação de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade

O Museu do Café será um ponto de coleta de absorventes femininos entre os dias 25 de novembro e 10 de dezembro. A ação faz parte da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, acontecendo na Baixada Santista. Com o intuito de direcioná-los às pessoas que menstruam e se encontram em situação de rua ou encarceradas, a iniciativa tem o apoio do Fórum Cidadania, por meio da Comissão de Direitos Humanos.

Quando: 25/11/2021 a 10/12/2021, às 9h às 18h

Onde: Sede do Museu do Café

Acessibilidade: Física

Live “Queremos Voz” – Sessão Comentada do Vídeo-Carta produzido pelas colaboradoras do Museu do Café

A partir das propostas de formação voltadas ao público interno, foi realizada o vídeo-carta: “Queremos voz!”, que está vinculado ao projeto “Las mujeres cabian los museos”, promovido pela Universidade Complutense de Madrid, em parceria com Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP).

Na sessão comentada, será apresentado o processo de produção do curta metragem e as demais atividades desenvolvidas no grupo de trabalho “Mulheres no Café”, formados por profissionais da área técnica da instituição.

Quando: 10/12/2021, das 17h às 18h

Onde: Canal do Museu do Museu do Café no YouTube

Acessibilidade: Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)

Visita mediada na exposição temporária “Feminino no café 1870 – 1930”

As visitas mediadas buscarão dialogar sobre os diferentes papéis que as mulheres desempenharam no auge do desenvolvimento econômico promovido pelo café. Nela, os visitantes vão encontrar fotos, objetos, textos e vestimentas que ajudam contar a história das mulheres escravizadas, colonas, operárias, fazendeiras, artistas e patronesses, desde de sua rotina de trabalho no campo, na rotina doméstica, nas fábricas e cidades, até suas diferentes atuações na vida política e cultural.

Quando: 11/12/2021 a 10/12/2021, das 10h às 16h

Onde: Museu do Café

Acessibilidade: Física e comunicacional

Serviço – Museu do Café

Rua XV de Novembro, 95 – Centro, Santos/SP

Funcionamento: terça a sábado, das 9h00 às 18h00. Domingos, das 10h00 às 18h00

Telefone: (13) 3213-1750

www.museudocafe.org.br

Facebook: @MuseudoCafe

Twitter: @museudocafe

Instagram: @museudocafe

YouTube: Museu do Café

 

Museu Felícia Leirner

Bate-Papo Virtual com Ingrid Garcez – “Delas e Por Elas”

Na Semana dos Direitos Humanos, Museu e Auditório convidam Ingrid Garcez, criadora do site “Delas e Por Elas”, para discutir e refletir sobre o feminismo. Por meio de uma linguagem objetiva e acessível, Ingrid traz um panorama atual do movimento, desmistificando termos, enigmas e mitos. A ação busca uma imersão na temática, valorizando as mulheres e a pluralidade do movimento feminista.

Quando: 11/12/2021, às 15h

Onde: Perfis oficiais do Museu Felícia Leirner nas mídias sociais

Felícia Leirner: Quebrando Paradigmas

No mês de Dezembro, o Museu Felícia Leirner, dentro da campanha #SonharoMundo 2021 – Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Mulheres, apresentará a biografia da escultora Felícia Leirner, ressaltando os desafios enfrentados por essa autora que, em meados do século XX, adentra um universo dominado majoritariamente pelo masculino. Rompendo, assim, barreiras sexistas e se impondo como uma das principais escultoras brasileiras do século XX.

Quando: 12/12/2021, às 11h

Onde: Perfis oficiais do Museu Felícia Leirner nas mídias sociais

Serviço – Museu Felícia Leirner

Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto Boa Vista, Campos do Jordão/SP

Funcionamento: terça a domingo, das 9h00 às 18h00

Telefone: (12) 3662-6000

www.museufelicialeirner.org.br

Facebook: @museufelicialeirner

Twitter: @mfelicialeirner

Instagram: @museufelicialeirner

YouTube: Museu Felicia Leirner

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Vídeo visita da exposição Pinacoteca: acervo

Neste vídeo a educadora Carolina Oliveira faz uma visita educativa à sala 16, “Corpo individual / corpo coletivo”, da exposição Pinacoteca: acervo.

Quando: 06/12/2021, das 14h às 14h20

Local: Canal da Pinacoteca no Youtube (https://youtu.be/MWMGaSL00e4)

Leitura de imagem da obra “Emília”, da artista Kerolayne Kemblin

Leitura de imagem da obra “Emília”, da artista Kerolayne Kemblin, que esteve presente na exposição Enciclopédia Negra, pela educadora Ísis do núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca.

Quando: 07/12/2021, das 14h às 14h10

Local: Canal da Pinacoteca no Youtube (https://youtu.be/aeXw7TZZA7s)

Leitura de imagem da obra “No cafezal” da artista Georgina de Albuquerque

A educadora Telma apresenta a obra No cafezal, da artista Georgina de Albuquerque. Acervo da Pinacoteca de São Paulo.

Quando: 08/12/2021, das 14h às 14h10

Local: Canal da Pinacoteca no Youtube (https://youtu.be/aeXw7TZZA7s)

Serviço – Pinacoteca do Estado de São Paulo

Praça da Luz, 02 – Luz – São Paulo/SP

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h00 às 17h00. Entrada permitida até as 16h30

Telefone: (11) 3324-0941

www.pinacoteca.org.br

Facebook: @pinacotecadesaopaulo

Twitter: @pinacotecasp

Instagram: @pinacotecasp

YouTube: Pinacoteca de São Paulo

Espaço Memória Carandiru

Das que viveram, das que trabalham: memória prisional, mulheres e direitos humanos

Encontro virtual com mulheres que de alguma maneira se relacionaram com a história da Casa de Detenção do Carandiru. Que trabalharam ou testemunharam o cotidiano do local e as memórias dele decorrentes. Pesquisadoras, familiares de egressos, professoras e alunas do curso técnico de museologia, comentarão, por meio de uma questão desencadeadora, elaborada de forma participativa, um pouco sobre suas histórias, trabalhos e experiências junto a memórias sensíveis, na cultura e no contexto prisional.

Quando: 08/12/2021, das 20h às 22h

Onde: Perfis oficiais do Espaço Memória Carandiru no Facebook e Instagram

Serviço – Espaço Memória Carandiru

Avenida Cruzeiro do Sul, 2630 – Prédio I – Santana, São Paulo/SP

Telefone: (11) 98530-7420

www.etecpj.com.br/memoria

Facebook: @espacomemoriacarandiru

Instagram: @memoriacarandiru

Museu da Imagem e do Som “Radialista Arlindo Sutto”

Apresentação de filme ou documentário

O filme ou documentário terá como objetivo mostrar que por meio da Cultura e dos Museus, podem-se posicionar e serem agentes de reflexões e provocações; construindo uma postura no engajamento à procura sensibilização, discussões e na construção de soluções e prosseguindo em busca de atuar ativamente na comunidade e na sociedade.

Quando: 10/12/2021, das 14h às 16h

Onde: Sede do Museu da Imagem e do Som “Radialista Arlindo Sutto”

Acessibilidade: audiodescrição

Serviço – Museu da Imagem e do Som “Radialista Arlindo Sutto”

Complexo Turístico, Histórico e Cultural Roberto Valle Rolemberg – Avenida Paulo Nunes, 321 – Centro/Sul, Santa Fé do Sul/SP

Telefone: (17) 3631-1752

www.santafedosul.sp.gov.br

Instagram: @sectursantafedosul

YouTube: Sectur Santa Fé do Sul

Museu da Pessoa

Exposição virtual “Vidas Femininas”

O Museu da Pessoa dedica sua programação 2021 às vidas femininas. No decorrer do ano, foram lançados um podcast, uma mostra audiovisual e, no começo de novembro, a grande exposição do ano: Vidas Femininas. Esta exposição virtual reúne histórias de vida e fotografias — inéditas e históricas — do acervo do Museu da Pessoa, trazendo múltiplas perspectivas. Somam-se a esse conteúdo produções audiovisuais de mulheres participantes da Mostra Audiovisual Vidas Femininas.

Onde: https://vidasfemininas.museudapessoa.org/

Acessibilidade: Língua Brasileira de Sinais (Libras) e legendas/closed captioning

Serviço – Museu da Pessoa

Telefone: (11) 2144-7150

www.museudapessoa.org

Facebook: @museudapessoa

Twitter: @museudapessoa

Instagram: @museudapessoa

YouTube: Museu da Pessoa

Museu da Polícia Militar de São Paulo

Exposição “As mulheres na Polícia Militar de São Paulo”

Exposição reflete sobre a inclusão e evolução do trabalho das mulheres na Polícia Militar de São Paulo de 1955 até os dias atuais.

A mostra contará com fardas, equipamento, memorabilia de época, sendo que esse material é usado como início da discussão e reflexão da participação feminina na Corporação.

Quando: 06/12/2021, às 9h

Onde: Sede do Museu da Polícia Militar de São Paulo

Acessibilidade: Legendas/closed captioning e conteúdos bilíngues (português/inglês)

Serviço – Museu da Polícia Militar de São Paulo

Rua Doutor Jorge Miranda 308 – Luz, São Paulo/SP

Funcionamento: terça a sexta, das 9h às 17h. Sábados, Domingos e feriados, das 9h às 16h

Telefone: (11) 97325-3638

www.museudapoliciamilitar.com.br

Facebook: @museupm

Instagram: @museupm

Museu Histórico Jorge Nogueira de Carvalho

En-cantos

Atividade virtual “En-cantos” ocorrerá nas mídias sociais do Museu Histórico Jorge Nogueira de Carvalho e será composta por conversas e mostras artísticas.

Quando: 10/12/2021, das 8h às 20h

Encontro virtual do Museu Histórico Jorge Nogueira de Carvalho

Conversa virtual com mulheres artistas e artesãs da cidade de Guariba. A atividade ocorrerá nas mídias sociais do Museu Histórico Jorge Nogueira de Carvalho.

Quando: 10/12/2021, das 8h às 20h

Serviço – Museu Histórico Jorge Nogueira

Rua Rui Barbosa, 481 – Centro/Guariba/SP

Telefone: (16) 99344-3948

Facebook: Museu Jorge Nogueira de Carvalho

YouTube: Museu Histórico Jorge Nogueira de Carvalho

Para saber mais sobre a Campanha Sonhar o Mundo, acesse: https://www.sisemsp.org.br/sonharomundo/.

Casa das Rosas inicia obras de restauro em 2020

Projeto vai recuperar as características originais do imóvel construído na década de 1920 e aprimorar sua funcionalidade como espaço público de cultura; museu completou 15 anos em dezembro, contabilizando cerca de 447.809 visitantes em 2019

(mais…)

Casa de Portinari homenageia a Semana de Arte Moderna de 1922

Totalmente gratuita, a ação “Quartas Modernistas” vai exibir documentários e promover oficina, performance artística e roda de conversa, ao longo de fevereiro

Em comemoração ao centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, que acontece em fevereiro, o Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari, terá uma programação especial ao longo mês. O movimento Modernista tornou-se um marco na história da arte brasileira, representando o rompimento com o conservadorismo que predominava no cenário cultural das primeiras décadas do século XX. Defendeu um ponto de vista mais independente, plural e inovador.

Às quartas-feiras, o Museu Casa de Portinari vai realizar o projeto “Quartas Modernistas”, com documentários, oficina, performance artística e roda de conversa. E a programação já começa neste dia 2/2, às 18h, com a exibição do documentário “90 anos da Semana de Arte Moderna”. Ao mergulhar no universo desse movimento que revolucionou a arte no Brasil, o público vai relembrar iniciativas e obras de artistas como Di Cavalcanti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Anita Malfati.

As “Quartas Modernistas” acontecem ainda nos dias 9, 16 e 23 de fevereiro, sempre às 18h, na sala principal do Museu Casa de Portinari. No dia 9, o Museu apresenta o documentário “Semana de Arte Moderna”. Já no dia 16, a instituição promove o workshop “Um olhar para o futuro”, ministrado pelo artista Cristopher Emilio Calixto que vai abordar conceitos de arte digital. O evento ainda terá a participação da artista Anna Ferreira em uma performance de estátua viva. A programação se encerra no dia 23 com o documentário “Arte Modernista 2ª Fase: Candido Portinari”, seguido de um bate-papo sobre “A influência da Semana de 22 para a cultura brasileira”.

 

Visitação

O Museu Casa de Portinari está localizado à Praça Candido Portinari, nº 298 – Centro, em Brodowski (SP), e está sempre aberto para visitação de terça-feira a domingo, das 9h às 18h, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária.

Mais conteúdos sobre programação cultural, ações educativas, bem como o tour virtual do Museu Casa de Portinari, estão disponíveis nas mídias sociais da instituição (@museucasadeportinari) e no site www.museucasadeportinari.org.br.

Catavento apresenta a exposição Líbano: Patrimônio da Humanidade

Como parte das comemorações do projeto “Líbano: Patrimônio da Humanidade”, a Secretaria de Estado da Cultura, por meio  da Assessoria de Relações Internacionais,  e a Associação Cultural Brasil Líbano apresentam, no Museu Catavento,  a exposição de imagens fotográficas de cidades históricas do Líbano. As cidades de Anjar, Baalbeck, Byblos, Tiro e o Vale Sagrado de Kadisha junto aos Cedros Milenares são considerados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO por ocasião da designação pela ONU 2017: Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento.

A exposição  será entre 7 a 30 de novembro, de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

Catavento e Casa das Rosas estão entre os museus mais visitados do país

Os museus Catavento e Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, estão entre os 10 museus mais visitados do Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus). Os dados do levantamento podem ser vistos clicando no link.

Divulgado  sexta-feira, 18, o documento aponta  que, em 2019, 25.528.284 visitantes passaram pelos 820 museus que realizam a contagem de público. O Catavento recebeu 665.452 pessoas, em sua maioria público espontâneo, 472.184, o que representa cerca 70%. Os 193.268 restantes compõem os agendamentos realizados por escolas, ONGs, associações, serviços de saúde e assistência social, entre outros. No mesmo período, o público da Casa das Rosas foi de 485.187.

O Museu Catavento, espaço dedicado à ciência e tecnologia, é gerido Organização Social Catavento Cultural e Educacional. Inaugurado em  março de 2009, seu objetivo é aproximar crianças, jovens e adultos do mundo científico, despertar a curiosidade e transmitindo conhecimentos básicos e valores sociais. Ele está localizado em um dos edifícios históricos mais importantes da cidade de São Paulo, o Palácio das Indústrias, inaugurado em 1924.

A Casa das Rosas está localizada na avenida Paulista. O local realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais. O museu se dedica à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento concretista durante a década de 1950.

Quer saber mais? Acesse os sites oficiais dos museus

Leia mais

Celebração do Dia dos Mortos terá música e gastronomia no Memorial

O tradicional evento com entrada gratuita vai oferecer atividades para agradar todos os público. (mais…)

Ciclo de Gestão Cultural oferece formações e debates

Segunda edição realizada de modo on-line está com inscrições abertas

O Ciclo de Gestão Cultural – realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Poiesis e programa Oficinas Culturais – oferece uma série de diálogos gratuitos com gestores, pesquisadores, produtores e agentes para debater diversas questões da área, além de colaborar no aprimoramento de profissionais das artes e da cultura de diferentes territórios e vivências. Pelo segundo ano realizado virtualmente, traz os eixos de formação e fruição por meio de webinários, mentorias e desmontagens, entre agosto e novembro. Programação completa e formulários de inscrição estão disponíveis no site do CGC (clique aqui).

A curadoria da edição de 2021 é de Galiana Brasil, gestora do núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural, atriz e mestranda no programa do Célia Helena Centro de Artes e Educação, e de Dani Ribas, diretora da Sonar Cultural Consultoria, doutora em Sociologia pela Unicamp e colaborou em trabalhos como a de consultora da UNESCO e do Mercosul Cultural.

Webinários

Webinários do Ciclo de Gestão Cultural convidam especialistas para diálogos sobre arte, cultura e territórios de produção de sentidos, buscando construir pontes e possibilidades de novas práticas de gestão. As transformações geradas pelos contextos digital e pandêmico são fios condutores para abordar as relações entre margem e centro, presencial e virtual, acessibilidade e capacitismo. Mediação cultural, curadoria, influência digital, patrimônio, memória e indicadores também estarão presentes nesta seção.

A veiculação ocorrerá pelo Zoom, mediante inscrição prévia os participantes poderão interagir com perguntas e comentários, além de receberem certificados. Esses diálogos também serão exibidos no canal de YouTube do programa Oficinas Culturais com acessibilidade em Libras.

Programação

O centro está em todas as partes

Com Cristiane Crispim, Érica Peçanha e Fagner Rodrigues | Mediação: Ricardo Rodrigues

Uma reflexão acerca das distorções do conceito de periferia e das relações entre centro e margens, interiores e capitais. Projetos, ações e produções de bordas que se mobilizam, reivindicam espaços, fomentam e fermentam seus núcleos e entornos.

16/8 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 12/8 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Cristiane Crispim – atriz, pesquisadora, produtora cultural, diretora, mestranda em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos pela UNEB e cofundadora da Cia Biruta de Teatro; Érica Peçanha – antropóloga, com estudos voltados à produção cultural das periferias e pesquisadora de pós-doutorado do Instituto de Estudos Avançados da USP; Fagner Rodrigues – diretor, dramaturgo, ator e produtor, fundador da Cia Cênica e orientador do Programa de Qualificação em Artes; Ricardo Rodrigues – empresário, agente e produtor cultural, graduado no curso de Imagem e Som da UFSCar, diretor geral do Festival CONTATO e sócio-fundador da Let’s GIG – Booking & Music Services, onde atua na produção e agenciamento de artistas como Luedji Luna, Mel, entre outros.

Migrações e hibridismos: do espaço físico ao virtual

Com Ana Garcia, Digg Franco e Francis Madson | Mediação: Fabrício Nobre

Diante do cenário pandêmico, projetos presenciais precisaram se reinventar e fazer transições criativas do contexto físico para o virtual. Esta conversa reflete sobre migrações e hibridismos entre espaços on-line e off-line, passando por formatação, programação e desenvolvimento do relacionamento entre públicos e produtos culturais no ambiente digital.

30/8 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 26/8 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Ana Garcia – diretora do festival No Ar Coquetel Molotov, vencedora do prêmio “Empreendedora do Ano” do Women’s Music Event 2019 e já produziu diversas turnês de artistas nacionais e estrangeiros, como Ibeyi, Sebastian Tellier e Thiago Pethit; Digg Franco – articulador político-cultural, empreendedor, pós-graduado em História da Arte, Crítica e Curadoria pela PUC e fundador e presidente da ONG Casa Chama; Francis Madson – diretor e autor da Soufflé de Bodó Company (AM) e da Cia. Boi de Piranha (RO), mestre em Ciências Humanas (UEA) e cocriou eventos como BR-CLOWN, PAN – Potências das Artes do Norte e Menor Festival de Ópera do Mundo; Fabrício Nobre – fundador do festival e selo Bananada, curador artístico do Phonogram.me e sócio da Braba Música e Cultura, além de responsável pelo agenciamento de artistas como João Donato, Tulipa Ruiz e The Legendary Tigerman.

A cultura da influência e seus impactos na Gestão Cultural

Com Aninha de Fátima Sousa, Fatima Pissarra, Rosane Borges e Val Benvindo | Mediação: Dani Ribas

Os influenciadores digitais impactam centenas e até milhares de seguidores com seus estilos de vida, opiniões e hábitos. Dada a importância das redes sociais e da internet em nossa sociedade, a produção cultural está refém ou pode se beneficiar dessa nova forma de interação com o público? Quais os limites entre relevância artística e influência digital?

13/9 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 9/9 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Aninha de Fátima Sousa – jornalista pela UFPE, trabalhou como produtora de eventos e de artistas, e integra a gerência de Comunicação e Relacionamento do Itaú Cultural; Fatima Pissarra – pós-graduada em Marketing e Gestão de Projetos, criou a Music2, representante exclusiva da Vevo no Brasil, em sociedade com Preta Gil abriu a Mynd8, empresa de projetos de marketing de influência, música e entretenimento, agenciando mais de 200 talentos; Rosane Borges – jornalista, professora pesquisadora do COLABOR – Centro Multidisciplinar de Pesquisas em Criações Colaborativas e Linguagens Digitais (ECA-USP) e autora de diversos livros, entre eles, o “Espelho infiel: o negro no jornalismo brasileiro” (2004) e “Esboços de um tempo presente” (2016); Val Benvindo – vodunsi, jornalista, produtora, apresentadora e consultora em diversidade racial, com a Benvindo Produções assinou a produção de grandes eventos culturais da Bahia, como a Noite da Beleza Negra do Ilê Aiyê.

Mediação cultural, crítica e curadoria

Com Dodi Leal, Julio Ludemir e Sandra Benites | Mediação: Kil Abreu

Reflexões sobre o valor do pensamento crítico, articulação de públicos, curadoria e produção de sentidos em tempos pandêmicos, quando as mediações se concentram quase que completamente via tecnologias digitais.

27/9 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 23/9 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Dodi Leal – travesti educadora, performer, doutora em Psicologia Social pela USP e professora do Centro de Formação em Artes e Comunicação da UFSB; Julio Ludemir – nove livros publicados, foi finalista do Prêmio Jabuti 2008 com o livro “Rim por rim” (Record), um dos criadores da Batalha do Passinho e da FLUP, além de ser um dos roteiristas de “400 contra 1”, de Caco de Souza; Sandra Benites – indígena da etnia guarani nhandewa, professora de ensino fundamental e ensino médio, doutoranda em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ; Kil Abreu – jornalista, curador e pesquisador de teatro, coordenou a Escola Livre de Teatro de Santo André, compôs os júris dos principais prêmios do teatro brasileiro, como Shell e APCA, e é membro da Associação Internacional de Críticos de Teatro (IACT/AICT).

No chão sem o chão: cultura tradicional e cultura digital

Com Ana Paula do Val, Eliane Rodrigues e Juliano George Basso | Mediação: Mayra Kristina

Coletividade, contato, toque, território e identidade. No tempo em que o convívio está sitiado e as fronteiras revistas por conta de um vírus de entrada universal, como plantar, cultivar e manter vivo o brinquedo ancestral, encontrando novas possibilidades de espaços, narrativas e dimensões?

4/10 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 30/9 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Ana Paula do Val – urbanista, artista visual, mestre em Estudos Culturais e especialista em políticas públicas de cultura; Eliane Rodrigues – radialista, professora e coordenadora executiva da Associação das Mulheres de Nazaré da Mata (AMUNAM); Juliano George Basso – produtor cultural e fundador da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, na Chapada dos Veadeiros (GO);  Mayra Kristina – atriz, educadora infantil, rapper e produtora cultural, integrante dos grupos Casa de Batuqueiro, Batuque de Umbigada, Mestre Tonho e Samba de Lenço, produtora do Festival Curau – Culturas Regionais e Artes Urbanas.

Corpos com potências: cultura, acessibilidade e capacitismo

Com Edinho Santos, Estela Lapponi e Jéssica Teixeira | Mediação: Andreza Nóbrega

A supremacia capacitista e o olhar excludente do ideal de superação ainda seguem determinando caminhos e limitando os espaços de quem não atende aos padrões forjados de normalidade. Um diálogo que apresenta outras visões ao debate sobre criação, produção e acesso de artistas, a partir das perspectivas de seus corpos.

18/10 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 14/10 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Edinho Santos – integrante da organização do Slam de Surdes, pedagogo, produtor, ator e poeta; Estela Lapponi – performer, videoartista, investiga o discurso do corpo com deficiência e o conceito que criou, “Corpo Intruso”; Jéssica Teixeira – multiartista, produtora, diretora, dramaturga e iluminadora, além de ter trabalhado com diversos grupos teatrais cearenses; Andreza Nóbrega – atriz, encenadora, professora de teatro, audiodescritora, produtora e gestora da VouSer Acessibilidade, doutoranda em Teatro (UDESC), idealizadora de projetos, entre eles, Cineclube VouVer Filmes e Cine Às Escuras Mostra Erótica de Cinema Acessível.

Patrimônio, memória e cultura digital

Com Dalton Martins, Karen Worcman e Leno Veras | Mediação: Giselle Beiguelman

As novas tecnologias vêm revolucionando as áreas de patrimônio e memória. A partir de um dispositivo conectado à internet, é possível não apenas consultar e revisitar o passado, mas também construir novas formas de conhecimento sobre ele. Como pensar pontes e elaborar sentidos da cultura viva, ancorando tecnologias diversas em um país de matrizes culturais tão ricas e complexas como o Brasil?

8/11 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 4/11 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Dalton Martins – professor em universidades como a UnB, em Biblioteconomia, e coordena o projeto de pesquisa “Tainacan – software livre para a construção social de repositórios digitais”, em parceria com Ibram, Funarte e IPHAN; Karen Worcman – fundadora e curadora do Museu da Pessoa, doutoranda do Programa Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades da FFLCH/USP; Leno Veras – comunicólogo, professor dedicado à difusão da cultura e divulgação da ciência com foco na expansão do acesso aos acervos de arquivos, bibliotecas e museus, curador associado à Diretoria de Informação na América do Sul do Goethe-Institut; Giselle Beiguelman – artista, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, autora de artigos e livros sobre cultura digital e com obras artísticas em acervos de museus no Brasil e no exterior, como ZKM (Alemanha) e Pinacoteca de São Paulo.

Mapeamento e pesquisa: indicadores na gestão cultural

Com Carlos Paiva, Dani Ribas, Jader Rosa e Thabata Arruda | Mediação: Maria Teresa Piccoli

Esta conversa apresenta diversas formas de medição de atividades e práticas culturais, desde as tradicionais abordagens quantitativas sobre economia, passando por bases de dados institucionais, números para o desenvolvimento de políticas e levantamento sobre participação feminina em festivais.

22/11 – segunda-feira – 15h às 17h

Inscrições até 18/11 | Seleção: primeiros inscritos

Para receber certificado de participação e interagir com perguntas e respostas, inscreva-se clicando aqui.

Carlos Paiva – mestre em Administração Pública (Harvard Kennedy School) e Cultura e Sociedade (UFBA), assessor do Teatro Castro Alves e pesquisador do Observatório de Economia Criativa da Bahia; Dani Ribas – além de diretora da Sonar Cultural Consultoria,  integra a Rede SateliteLAT de Mulheres na Indústria da Música Latino-americana e é professora em locais como Music Rio Academy e FESPSP; Jader Rosa – designer e mestre em Multimeios pela Unicamp, além de gerente do Observatório Itaú Cultural; Thabata Arruda – pesquisadora musical, fundadora do hub criativo “Yes, Tupi” e vencedora na categoria “Inovação: Pesquisa em Música” na 4ª edição do Prêmio SIM; Maria Teresa Piccoli – MBA em Gerenciamento de Projetos, carreira de duas décadas como gestora de cultura e atualmente é coordenadora executiva da empresa Una! Criatividade e Impacto Positivo.

Mentorias de projetos e ações culturais

As Mentorias, individuais e coletivas, voltam-se às oportunidades, forças, fraquezas e ameaças dos projetos culturais, tópicos que devem ser acompanhados durante toda a concepção e aplicação das ações. As análises terão o apoio de Daniele Torres, sócia e coordenadora de cursos na escola Cultura e Mercado, especialista em leis de incentivo fiscais e captação de recursos; Pedro de Freitas, com Master Gestão de Instituições Culturais na Université Paris Dauphine, diretor da Périplo, produtora cultural focada na realização de projetos de intercâmbio e cooperação artística internacional; e de Olivieri Associados e Hub Cultural, voltada à consultoria jurídica no setor da cultura.

Agenda

Serão selecionados até 12 projetos por turma

Inscrições até 19/8

Seleção: projeto (resumo, objetivos, impactos e desafio atual)

Resultado da seleção: 6/9

Plataforma: Zoom

Inscreva-se aqui.

Elaboração e Planejamento de Projetos

Pedro de Freitas

20/9, 4 e 18/10 e 8/11 – segundas-feiras – 19h30 às 22h30

Questões Jurídicas, Aspectos Legais e Direitos Culturais

Olivieri Associados e Hub Cultural

21/9, 5 e 19/10 e 9/11 – terças-feiras – 19h30 às 22h30

Captação de Recursos

Daniele Torres

22/9, 6 e 20/10 e 10/11 – quartas-feiras – 19h30 às 22h30

Desmontagens

Em Desmontagens, cinco artistas que atuam em música, literatura, teatro, dança, artes visuais, performance e cultura LGBTQIA+ vão compartilhar processos criativos em desmontagens aplicadas em espetáculos, gêneros, movimentos e ideias.

As atividades estarão acessíveis em Libras e via YouTube de Oficinas Culturais com links exclusivamente para quem reservar os ingressos. Serão apresentadas por Kleber Lourenço, encenador, ator, bailarino, doutorando em Artes pela UERJ, diretor artístico e fundador do Visível Núcleo de Criação; Tânia Farias, atriz, figurinista, cenógrafa, professora e coordenadora da Escola de Teatro Popular da Terreira da Tribo; Uýra Sodoma, manifestação de Emerson, artista visual indígena que vive em Manaus (AM), mestre em Ecologia e arte-educador em comunidades ribeirinhas; Thiagson, pesquisador do funk, bacharel em Composição Musical pela Unesp e doutorando em Musicologia pelo Departamento de Música da USP; e Giovanni Venturini, ator, dramaturgo, roteirista e poeta. No final de cada desmontagem, o público poderá participar de um bate-papo mediado por Galiana Brasil.

Programação 

Negro de estimação

Kleber Lourenço

Lourenço compartilhará o processo de criação do solo de teatro-dança “Negro de Estimação”, cuja dramaturgia se desenrola a partir da ação dramática existente no livro “Contos Negreiros”, de Marcelino Freire. O corpo se desdobra em personagens que contam suas estórias e em movimentos fragmentados do universo das manifestações populares, apresentando a identidade racial, religiosidade, exploração sexual, violência e racismo, atravessadas com acidez, humor e poesia. A codireção é de Marcondes Lima.

25/8 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: 16 anos

Reserve seu ingresso até 23/8 – clique aqui.

Evocando mortos – Poéticas da experiência

Tânia Farias

Essa desmontagem refaz o caminho do ator na criação de personagens emblemáticos da dramaturgia contemporânea. Com um olhar voltado para as discussões de gênero, aborda as diversas violências contra a mulher, que passaram a ocupar centralmente o trabalho de criação do grupo Ói Nóis Aqui Traveiz, do qual Tânia faz parte desde 1984. Desvelando os processos de criação de diferentes personagens, criadas entre 1999 e 2011, a atriz deixa ver quanto as suas vivências pessoais e do coletivo Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz atravessam os mecanismos de criação. Pela ativação da memória corporal, ela faz surgir e desaparecer as personagens, proporcionando um ritual de evocação de seus mortos para compreensão dos desafios de fazer teatro nos dias de hoje.

8/9 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: livre
Reserve seu ingresso até 6/9 – clique aqui.

Des Morfose

Uýra Sodoma

Demonstrando que mutar é a arte de anunciar movimentos, mover-se é a essência de tudo o que vive, por transferência, Uýra convida elementos à composição de seu corpo, que se transforma a cada chegada. O corpo como suporte narra em voz própria a história de cada parte, do que foi vivo, pra falar de Vida, retroalimentada – é abandono de uma estrutura antiga, convite à uma nova forma de Ser -, costura de uma materialidade efêmera. Morfose é voz pela forma em rito. O artista visual indígena Emerson desencarna Uýra Sodoma, árvore que anda e atravessa suas falas em fotoperformance e performance, manifestação em carne de bicho e planta que se move para exposição e cura de doenças sistêmicas coloniais.

29/9 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: livre
Reserve seu ingresso até 27/9 – clique aqui.

O barulho das favelas: uma desmontagem do Funk

Thiagson

Funk é audição, dança, canto e invasão de sentidos. Um dos gêneros musicais mais ouvidos no Brasil e em países estrangeiros, ainda encontra dificuldades para a compreensão de sua cultura diversa, rica e, às vezes, contraditória. Em uma aula-espetáculo, Thiagson, pesquisador e doutorando em Musicologia, provoca o público à desconstrução de ideias preconcebidas que perseguem o movimento funk. A partir da desmontagem do processo de criação de um hit, examina tudo o que acompanha esse universo que envolve a dança, roupa, linguagem, gestos, estética e visão de mundo.

27/10 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: livre
Reserve seu ingresso até 25/10 – clique aqui.

A Não Ser

Giovanni Venturini

Partindo de perguntas e de uma reflexão cotidiana sobre sua própria condição e os diferentes olhares que recebe, Giovanni Venturini criou um ato poético sobre a questão do nanismo como dispositivo para a criação. A peça, fruto do livro homônimo lançado em 2015, reúne diferentes linguagens, como a dança, poesia, teatro e circo, a fim de contextualizar o universo explorado pelo artista. Nesta desmontagem inédita, além de conhecer a fundo o processo criativo da obra, o público trilha um percurso que passa por definições técnicas, pragmáticas e lúdicas, mostrando o universo mágico e, muitas vezes, estereotipado, que estão acostumados a enxergar a pessoa com nanismo.

24/11 – quarta-feira – 20h

Classificação etária: livre

Reserve seu ingresso até 22/11 – clique aqui.

Em caso de dúvidas, suporte pode ser solicitado para o e-mail ciclosefestivais@oficinasculturais.org.br. Para mais informações sobre a edição on-line de 2021 do Ciclo de Gestão Cultural, acesse o site.

Sobre o programa Oficinas Culturais

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais promove formação e vivência à população no campo da cultura desde 1986.

Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços:  Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

Sobre a Poiesis

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Cine São Pedro exibe “O Gabinete do Dr. Caligari” com trilha sonora ao vivo

Sob regência de Marcelo Falcão, a Orquestra do Theatro São Pedro irá executar a trilha sonora do filme

A temporada do Cine São Pedro 2024 terá estreia na próxima semana, com a exibição do filme “O Gabinete do Dr. Caligari” no Theatro São Pedro, equipamento da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, gerido pela Santa Marcelina Cultura. As exibições acontecem entre os dias 9 e 12 de maio. Já o ensaio geral aberto ao público será em 8 de maio, às 19h. Os ingressos do Cine São Pedro custam R$ 70 e R$ 35 (meia) e podem ser adquiridos online.

O espetáculo conta com a regência de Marcelo Falcão, um dos fundadores e regente titular da Babylon Orchester Berlin – filarmônica residente no lendário cinema Babylon, em Berlim, e que esteve à frente da Orquestra do Theatro São Pedro em 2023 para a exibição do filme Metropolis.

A trilha sonora executada ao vivo pelos músicos da Orquestra do Theatro São Pedro é uma compilação com música original de Giuseppe Becce e de compositores como Hector Berlioz, Robert Schumann, Richard Wagner, entre outros. O Cine São Pedro visa preservar com frescor a relação do público com o cinema mudo, tendo a música como principal elemento de cena, e promover o contato com a sétima arte em uma sala de concerto. O espetáculo também tem por objetivo resgatar a história centenária do São Pedro, inaugurado em 1917, e que também já foi cinema.
Dirigido por Robert Wiene, O Gabinete do Dr. Caligari (1920) tem roteiro de Carl Mayer e Hans Janowitz, sendo vanguarda cinematográfica por sua estética surrealista, construção narrativa e pelo uso inovador de cenários e iluminação. Em mais de um século de exibição em todo o mundo, a obra segue como referência para diretores e artistas, tendo um papel precursor no cinema de terror e suspense.
SERVIÇO
CINE SÃO PEDRO

O Gabinete do Dr. Caligari

Orquestra do Theatro São Pedro
Cinemateca Brasileira
Marcelo Falcão, regência

ROBERT WIENE (1873-1938)
O Gabinete do Dr. Caligari (1920) – 70’

Compilação com música original de Giuseppe Becce e outros compositores, como Hector Berlioz, Robert Schumann, Richard Wagner, entre outros. Arranjo próprio

Ensaio geral aberto: 08 de maio, quarta-feira, 19h
Concertos: 09, 10, 11 e 12 de maio, sendo de quinta-feira a sábado, às 20h; e domingo, às 17h
Classificação indicativa: 12 anos
Ingressos: R$ 70 e R$ 35 (meia) em: https://feverup.com/m/161211

Cinema e debate na programação do #MISemCasa

Seis encontros acontecem, entre os dias 2 e 6 de junho, no canal do Museu no YouTube. Obras refletem sobre política, filosofia , cultura e identidade


Entre os dias 2 e 6 de junho, o VIII Festival de Finos Filmes traz seis debates ao Canal do YouTube do Museu da Imagem e do Som – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. O festival, criado e dirigido pelo cineasta Felipe Poroger, terá curtas-metragens como pontos de partida para debates sobre política, cultura, identidade, filosofia e outros. Em cinco dias de festival, serão seis debates. Bruna Linzmeyer, Linn da Quebrada, Alê Santos, Christian Dunker, Jeferson Tenório, Kenia Maria e Sabrina Fidalgo são alguns dos nomes confirmados.

Confira a programação:

· 2/6, 20h, quarta – Brasil Dividido: Ontem e Hoje, com Kenia Maria e Jeferson Tenorio. A partir do filmes “Batalha” (Caio Castor, Clara Lazarim, Guilherme César, Rica Saito) e “Ser Feliz no Vão” (Lucas H. Rossi). Mediação de Yasmin Santos.

· 3/6, 20h, quinta – Outros Mundos Possíveis: Arte e Educação – Debate com Linn da Quebrada e Milena Oliveira, a partir dos filmes “Antes do Azul” (Romy Pocztaruk), “àprova” (Natasha Rodrigues). As duas apontam caminhos para o futuro, através de arte e educação. Mediação de Thaís Regina.

· 4/6, 18h, sexta – Traumas Históricos em Imagens* – Christian Dunker e Ilana Feldman discutem três curtas alemães, cujas tramas têm como centro, cada uma à sua maneira, a representação de traumas históricos. “Aquele Que Cruzou o Mar” (Jonas Riemer), “Colegas”, (Jannis Alexander Kiefer), “A Mentira” (Rafael Spínola e Klaus Diehl). Mediação de Felipe Poroger. *Debate em parceria com Goethe-Institut São Paulo

· 4/6, 20h, sexta – Para Seguir Sonhando -, Alê Santos e Valéria Barcellos, Debate a partir dos filmes “Inabitável” (Matheus Farias e Enock Carvalho), “Portugal Pequeno” (Victor Quintanilha), “Perifericu” (Nay Mendl, Vita Pereira, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda). Mediação de Marina Lourenço.

· 5/6, 18h, sábado – Perspectivas para o Cinema Brasileiro – Debate com Bruna Linzmeyer e Sabrina Fidalgo, atriz e diretora do curta “Alfazema”, premiado no Festival de Brasília em 2019. As duas falam sobre o filme e a situação do cinema brasileiro atual. Mediação de Lyara Oliveira.

· 6/6, 18h, domingo – Trabalho, Cuidado e Família – Luana Alves e Fabiana Endo, a partir de “Construção” (Leonardo da Rosa) e “Pausa para o Café” (Tamiris Tertuliano), filmes que abordam as dificuldades e desafios no entrelaçamento entre mercado de trabalho e família. Mediação de Riva Feitoza.

A semana ainda traz mais atrações virtuais dentro programação do #MISemCasa: Notas Contemporâneas – Wanderléa; e Videoartepapo – Sonia Guggisberg; e #Cineciência – Guerra do Fogo. Todas as atividades ao vivo contam com intérprete de Libras durante a transmissão.

Cinema grátis: MIS traz diversas sessões de filmes ao longo do mês de setembro

Além de programas regulares, como Ciclo de Cinema e Psicanálise, o MIS exibe lançamentos e homenagens dentro da agenda de filmes do mês

O mês de setembro chega repleto de atrações de cinema com entrada grátis no Museu da Imagem e do Som (instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo de São Paulo). Obras de ficção, documentários, curtas e longas-metragens estão na lista da programação – além de sessões seguidas por bate-papo. 

Confira, a seguir, a agenda gratuita de filmes no MIS em setembro:

12/09 – Ciclo de Cinema e Psicanálise – Lamb | 19h

A cada edição, o Ciclo de Cinema e Psicanálise apresenta um filme no Auditório MIS, seguido de debate mediado por Luciana Saddi, coordenadora de cinema e psicanálise da Diretoria de Cultura e Comunidade da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Em seguida, o público pode participar com perguntas, integrando novas perspectivas sobre a obra discutida. Em setembro, o MIS exibe, em parceria com a MUBI, o filme Lamb — primeiro longa-metragem dirigido por Valdimar Jóhannsson. O filme venceu o Prêmio Originalidade do Festival de Cannes em 2022, e foi exibido em diversos festivais e mostras, dentre eles a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Após a sessão, Luciana Saddi conversa com a jornalista Lygia Maria e com a psicanalista Heloisa Ditolvo. 

13/09 – Sessão especial – Senhoritas de Avignon + Primavera | 19h30

No próximo dia 13 de setembro, às 19h30, o MIS homenageia o cineasta Carlos Porto de Andrade Jr. Falecido em junho de 2023. O diretor teve uma carreira com premiadas e importantes produções. Mais do que uma homenagem, será uma rara oportunidade para ver, ou rever, duas obras emblemáticas de sua premiadíssima carreira. A partir das 19h30, o público confere, na sequência, a exibição do curta Senhoritas de Avignon (dir. Carlos Porto de Andrade Jr, Brasil, 1988, 10 min) e do longa-metragem Primavera (dir. Carlos Porto de Andrade Jr, Brasil/Portugal, 2022, 112 min, 18 anos).

19/09 – Exibição do DOC – Projeto Caos on Canvas | 19h30

Celebrando dez anos da sua primeira edição, o projeto de arte urbana Caos on Canvas chega, em setembro, ao MIS. Com entrada gratuita, a exposição abre ao público na quarta-feira, dia 6 de setembro, e segue em cartaz no Museu até o dia 24 do mesmo mês. E, no dia 19, acontece o lançamento do documentário realizado pelo cineasta Antônio Frugiuele em parceria com Didu Losso. O filme, que será exibido no Auditório MIS, conta com imagens e entrevistas sobre o processo de criação, produção, exibição e viagens do projeto. 

20/9 – Pré-estreia + bate-papo – Gostou do meu batom? | 19h30

O Museu da Imagem e do Som recebe a pré-estreia do filme nacional Gostou do meu batom? (dir. Kathia Calil, Brasil, 2023, 22 min, 16 anos), Após a exibição, haverá um bate-papo com a diretora Kathia Calil e com a equipe do filme, para compartilhar com o público os detalhes sobre a produção da obra. 

23/9 – Sessão + bate-papo – Os labirintos de Stanley Kubrick | 16h

O MIS apresenta a sessão do documentário Os labirintos de Stanley Kubrick (dir. Hamilton Rosa Júnior, Brasil, 2023, 58 min, 16 anos). Após a sessão o roteirista e diretor Hamilton Rosa Júnior fará uma exposição sobre a pesquisa e o processo de produção de um filme que, inicialmente, seria apenas uma videoaula, mas foi se transformando à medida que o realizador revia os filmes e acessava arquivos a respeito de Stanley Kubrick.

O Núcleo de Cinema do MIS tem como Patrono o Goldman Sachs. A programação é uma realização do Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas de São Paulo, e Museu da Imagem e do Som, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MIS tem como mantenedora a empresa B3 e tem o apoio institucional das empresas Kapitalo Investimentos, Vivo, Grupo Travelex Confidence, Grupo Veneza, John Deere, TozziniFreire Advogados, Siemens e Lenovo. O apoio operacional é da Kaspersky, Pestana Hotel Group e Telium.

Sobre o Clube MIS – O Clube MIS é o programa de sócios do Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Sendo membro, você possui acesso livre a todas as exposições do MIS e do MIS Experience, desconto nos Cursos MIS e benefícios em mais de 40 instituições parceiras, incluindo museus, teatros, cinemas, casas de show e muito mais! Conheça: clubemis.com.br

 

SERVIÇO

CINEMA GRATUITO EM SETEMBRO NO MIS

INFORMAÇÕES: www.mis-sp.org.br

Museu da Imagem e do Som – MIS 
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo| (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br

Companhia Dos a Deux é destaque do Festival #CulturaEmCasa

Transmissão gratuita será pela plataforma de streaming e pelo aplicativo #Cultura em Casa, já disponível nas lojas Apple Store e Google Play

 A plataforma #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, de streaming e vídeo por demanda de conteúdo cultural das mais diferentes linguagens artísticas, totalmente gratuita, tem programação especial neste fim de semana no Festival #CulturaEmcasa. No sábado, 31, às 21h30, acontece a live de uma das maiores pianistas solistas brasileiras da atualidade, Simone Leitão, e com participação especial da violinista sérvia Jovana Trifunovic. O concerto também será transmitido pelo aplicativo #CulturaEmCasa, disponível nas lojas Apple Store e Google Play para Iphone e Android. Agora toda a programação online e gratuita da plataforma #CulturaEmCasa está na palma da mão, ampliando ainda mais o acesso aos conteúdos culturais das mais diferentes linguagens artísticas.

E, no domingo, 1, também a partir das 21h30, será apresentando o espetáculo Dos a Deux 2º Ato, da companhia franco-brasileira Dos a Deux. Artur Luanda Ribeiro e André Curti assinam a dramaturgia, encenação, coreografia e cenografia da peça.  Eles recriam o espetáculo original de 1998, com interpretação de Guillaume Le Pape e Clément Chaboche. Sem palavras, essa peça tem seu tema e seus personagens, Didi e Gogo, emprestados da obra de Beckett Esperando Godot: uma espera sem fim, na qual dois clowns lunares erram com uma poesia e ternura raras.  A Cia. Dos à Deux já percorreu mais de 50 países, somando cerca de 1,5 mil apresentações por toda a Europa, África Central, Ásia, Polinésia Francesa e América do Sul. Após o espetáculo haverá bate-papo com os atores e diretores.

 “A plataforma e o recém-lançado aplicativo #CulturaEmCasa têm como objetivo ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade e contribuindo para estimular a difusão cultural para todo país, disponibilizando conteúdos da mais diferentes linguagens artísticas”, afirma Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte.

 

Sobre #CulturaEmCasa

Lançada em 21 de abril de 2020, a plataforma tem a missão de ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuitos e difundir a intensa produção cultural do Estado de São Paulo, seus equipamentos e municípios. Até o momento, a plataforma registrou 5,6 milhões de visualizações em três mil conteúdos disponibilizados, atingindo 3,5 mil cidades e 157 países. E envolvendo 15.483 profissionais do setor. Este ano, em comemoração ao aniversário de um ano, o #CulturaEmCasa, transmitiu lives de artistas como Tom Zé, Angela Ro Ro, Oswaldo Montenegro e Camila Pitanga.

A ferramenta reúne também conteúdos do Teatro Sérgio Cardoso, do Museu da Diversidade Sexual e das instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, entre as quais a OSESP, a Jazz Sinfônica, a Pinacoteca, a São Paulo Companhia de Dança, o Conservatório de Tatuí, o Projeto Guri, Fábricas de Cultura, TV Cultura, Poiesis, Bibliotecas, e os Museus da Imagem e do Som, do Futebol, Índia Vanuíre, Casa de Portinari Felícia Leirner/ Auditório Claudio Santoro.

A ideia de difundir o conteúdo produzido por São Paulo se expandiu e a plataforma #CulturaEmCasa firmou parcerias com outras Secretarias Estaduais de Cultura, dentro do projeto Ponte Aérea. Atualmente a plataforma detém e transmite conteúdos do Rio Grande do Sul, como por exemplo, o Festival de Cinema Negro em Ação e os concertos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre; o projeto Música Conecta com o Espírito Santo. Este mês também foi lançada a parceria com o estado do Ceará, em que são transmitidos eventos artísticos de grande porte do cenário cearense como o Cineteatro São Luiz, Porto Dragão Sessions e Zona de Criação.

 

Sobre a Amigos da Arte

A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão dos teatros Sérgio Cardoso e de Araras e do Museu de Diversidade Sexual (MDS), trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo difundir a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus mais de 15 anos, a entidade desenvolveu 58 mil ações que atingem mais de 25 milhões de pessoas.

Programação

Sábado, 31, às 21h30 – Festival #CulturaemCasa Simone Leitão com participação de Jovana Trifunovic

 Domingo, 1, às 21h30 – Festival #CulturaemCasa 2º Ato, com Cia Dos a Deux e bate-papo com os atores e diretores após apresentação

 

Plataforma #CulturaEmCasa

www.culturaemcasa.com.br

 

Redes Sociais:

https://www.facebook.com/culturaemcasasp/

https://www.instragram.com/culturaemcasasp/

https://twitter.com/culturaemcasasp

Comunicado: Indicação De Nomes para as Comissões Do ProAC Expresso Direto E ProAC Expresso Editais


A Secretaria de Cultura e Economia Criativa, em atendimento à Lei Estadual nº 12.268/2006, abre prazo para a indicação de nomes de especialistas nos segmentos culturais que serão objeto do Programa de Ação Cultural – ProAC Expresso Direto e Editais 2021. As inscrições serão recebidas até o dia 13 de maio por meio do link: https://forms.gle/W3pea64wZuHGcJyQ6

As indicações enviadas até o momento, a partir da publicação anterior, serão consideradas. As indicações devem ser feitas por entidades do setor cultural e artístico de todas as regiões do Estado.

Por “entidades artísticas do Estado de São Paulo” entende-se: aquelas  juridicamente estabelecidas, sediadas no Estado de São Paulo, que atuem no setor artístico, cultural e/ou representem artistas do Estado de São Paulo, bem como movimentos, fóruns e assemelhados sem representação jurídica (CNPJ), estabelecidos no Estado de São Paulo, que atuem no setor artístico, cultural e/ou representem artistas do Estado de São Paulo.

Cada entidade pode indicar até dois especialistas por segmento ou cada subitem de segmento do ProAC Expresso Direto e Editais 2021, conforme listagem a seguir:


    1. Artes Visuais:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    2. Museus.


       

    3. Literatura:
      ficção;
      não-ficção;
      poesia;
      incentivo à leitura;
      histórias em quadrinhos;


    4. Música:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    5. Teatro:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    6. Público Infantojuvenil:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    7. Dança:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    8. Circo:
      produção;
      circulação;
      licenciamento;


    9. Cidadania Cultural:
      cultura negra;
      hip hop;
      cultura popular, caiçara, indígena e quilombola;
      cultura urbana;
      cultura LGBTQI+;


    10. Espaços Culturais.

    11. Audiovisual:
      produção;
      desenvolvimento;
      finalização;
      distribuição;
      licenciamento;
      curtas;
      games;
      AR/VR;


    12. Ações Culturais Locais no Interior ou em Comunidades.

    13. Eventos Culturais.


       

    14. Projetos Relacionados ao Centenário da Semana de Arte Moderna de 22.

    15. Bicentenário da Independência.

Ainda em atendimento ao artigo 16 da Lei Estadual nº 12.268/2006, ressaltamos que cada Comissão de Seleção de Projetos será constituída por 05 (cinco) membros de notório saber na área de atuação definida pelo respectivo edital, sendo 02 (dois) indicados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, que também indicará, entre eles, o Presidente e o Vice-Presidente; e 03 (três) escolhidos pela Secretaria entre os indicados por entidades do setor cultural e artístico do Estado.

As indicações devem atender a todos os critérios e exigências descritos no ANEXO ÚNICO que segue.

Durante o processo de análise dos projetos,  até a divulgação dos resultados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, os membros de cada Comissão devem manter total sigilo no que se refere aos projetos inscritos, ao processo de seleção e sua participação. A composição de cada Comissão será divulgada após a realização dos trabalhos, juntamente com os Resultados Finais, no Diário Oficial do Estado.

Os selecionados receberão honorários nos seguintes valores brutos:

  1. R$ 6.000,00, pagos para cada membro de Comissão de Seleção de Projetos de linha com até 200 projetos inscritos;

  2. R$ 8.000,00, pagos para cada membro de Comissão de Seleção de Projetos de linha entre 201 e 400 projetos inscritos;

  3. R$ 10.000,00, pagos para cada membro de Comissão de Seleção de Projetos de linha com mais de 401 projetos inscritos;

Dúvidas: comproac@sp.gov.br


ANEXO ÚNICO

Sobre as reuniões:

São obrigatórias, ao menos, duas reuniões no período de análise. Caso haja interposição de recursos da decisão da Comissão, a Secretaria poderá solicitar, ao menos, mais uma reunião. As reuniões poderão ser realizadas de forma presencial ou remota, por meio de encontros virtuais.

Sobre a indicação:

A entidade artística deverá realizar a indicação informando:

  1. dados da entidade: nome, endereço, telefone de contato e e-mail;

  2. dados dos indicados: nome completo, endereço, Cadastro de Pessoa Física (CPF), telefone de contato atualizado (preferência o número do celular), e-mail e breve currículo.

Sobre os requisitos dos indicados:

Os candidatos indicados devem ainda atender aos seguintes requisitos:

  1. residir no Estado de São Paulo no momento da indicação;

  2. estar em situação regular no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

  3. ter notório saber na área cultural e/ou artística.

Sobre os impedimentos:

Não poderá participar desse processo de indicação representante legal de proponente que se enquadrar nas hipóteses de inelegibilidade previstas nas alíneas do inciso I do caput do artigo 1º da Lei Complementar 64, de 18-05-1990, com as alterações pela Lei Complementar 135, de 04-06-2010.

O integrante da Comissão de Seleção não poderá ter projeto inscrito; ser membro de grupo,  empresa, organização social ou coletivo proponente; nem integrar Ficha Técnica de projeto na linha do ProAC Expresso 2021 que participar como jurado, bem como seus familiares diretos, ascendentes e descendentes, podendo a inscrição do projeto ser impugnada em qualquer fase da seleção.

Informações Gerais:

  1.  os selecionados pela Secretaria serão informados pelo e-mail cadastrado no ato da inscrição e deverão confirmar imediatamente sua participação enviando a documentação solicitada por e-mail no prazo máximo de 03 (três) dias úteis;

  2. o prazo de trabalho do profissional integrante da comissão terá início na primeira reunião e se encerrará após a homologação do resultado final;

  3. o pagamento aos membros das Comissões de Seleção será realizado única e exclusivamente em conta-corrente do Banco do Brasil em nome do integrante. Caso necessário, poderá ser solicitado à Secretaria um ofício para abertura de conta corrente junto ao Banco do Brasil;

  4. dos valores brutos, serão descontados na fonte, os valores de Imposto de Renda – IRPF e INSS, conforme as tabelas específicas de cada tributo. Será solicitado o comprovante de contribuição junto ao INSS, caso o integrante da Comissão de Seleção já contribua, referente ao mês do trabalho realizado para a Secretaria;

  5.  o membro da Comissão de Seleção NÃO irá receber a sua remuneração caso esteja com o nome no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais do Estado de São Paulo – CADIN ESTADUAL, instituído pela Lei nº. 12.799 de 11 de janeiro de 2008, e regulamentado pelo Decreto nº. 53.455 de 19 de setembro de 2008.

As entidades devem orientar seus indicados sobre: (i) a regularizarem de possíveis pendências junto ao CADIN Estadual antes de aceitarem o convite a ser realizado pela Secretaria, estando, desde já, cientes de que não haverá condição de realizar o pagamento do serviço prestado enquanto não forem regularizadas as pendências junto ao CADIN Estadual; e (ii) a necessidade de abrir conta-corrente do Banco do Brasil em nome do indicado até a conclusão dos trabalhos, como condição para o pagamento.

Concerto da Jazz Sinfônica com o acordeonista Toninho Ferragutti é exibido na TV Cultura

Espetáculo apresentado no Theatro Municipal de São Paulo traz tons da música nordestina brasileira para o jazz. Vai ao ar neste domingo (14/1), às 23h, na televisão e no aplicativo

(mais…)

Confira a nova exposição do MIS Experience ‘Portinari para todos’

A mostra realizada pelo Governo de SP é considerada a maior já feita sobre o pintor paulista. Mais de 150 pinturas serão apresentadas por meio de diferentes tecnologias em três áreas expositivas

O Governador João Doria realizou, neste sábado (5), a abertura da exposição ‘Portinari para todos’, no museu MIS Experience. Essa é a mais completa mostra já realizada sobre o artista paulista, considerado um dos maiores pintores brasileiros. Parte do programa Modernismo Hoje, iniciativa que reúne mais de 400 atividades promovidas pelas instituições e corpos artísticos do Governo de São Paulo com o objetivo de celebrar o centenário da Semana de Arte Moderna, a exposição reinterpreta obras de Portinari por meio de recursos audiovisuais em três espaços expositivos.

“Portinari é o maior pintor brasileiro de todos os tempos. Ele nasceu em São Paulo e de São Paulo explodiu para o Brasil e se tornou uma referência mundial”, destacou Doria. “Ao longo desses últimos meses fizemos um esforço para viabilizar essa belíssima exposição que vocês vão ver aqui. É muito emocionante isso, num momento que celebramos os 100 anos do Modernismo no Brasil”, completou.

“Temos uma exposição maravilhosa, parte do programa Modernismo Hoje, que reúne mais de 400 atividades realizadas pelas instituições e corpos artísticos do Governo de São Paulo. ‘Portinari para todos’ vai atrair milhares de pessoas . Estamos elevando o grau de acesso e qualidade à cultura no Estado.”, Afirma o Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão.

Durante a visita, é possível mergulhar no universo de um dos grandes ícones da arte do século 20, chamado de “Michelangelo brasileiro” pelo então diretor do Museu do Louvre, Germain Bazin, em 1946. Ao todo, a mostra exibe mais de 150 pinturas de Portinari, através de projeções e diferentes tecnologias. Entre elas estão obras célebres, como o Lavrador de café (1934), A primeira missa no Brasil (1948), Café (1935) e Guerra e Paz (1952-1956). Além disso, o artista Eduardo Kobra concebeu um mural em homenagem a Portinari, que também poderá ser conferido pelo público durante a exposição no MIS Experience.

O lançamento da nova mostra marca ainda a abertura do MIS Experience ampliado. A obra foi iniciada em dezembro de 2021 e está sendo entregue agora, com a inauguração da exposição. A reforma recebeu um investimento de R$ 8 milhões do Governo de São Paulo e mais R$ 1,5 milhão da Associação Cultural Ciccillo Matarazzo (ACCIM), organização social que gere o museu. O espaço original, inaugurado em 2019, passou de 3.500 m2 para 5.200 m2, sendo que a área expositiva foi expandida para 2.500 m2. Além disso, foram realizadas as ampliações da área administrativa e da bilheteria e a instalação de uma cafeteria/lanchonete, entre outras melhorias.

Neste mês o MIS Experience também inaugura o Quintal do Portinari, espaço voltado para o público infantil com aproximadamente 400 m2 que funcionará como um local recreativo por meio de recursos tecnológicos, marca do museu.

A exposição
‘Portinari para todos’ segue os mesmos moldes de ‘Leonardo da Vinci – 500 anos de um gênio’, realizada também pelo MIS Experience entre 2019 e 2021. A primeira área expositiva contará com instalações que levam o público ao universo artístico do pintor. No espaço seguinte, o visitante terá acesso à sala “Portinari Imenso”, onde poderá imergir nas obras projetadas em escala monumental. Já a terceira área será destinada à contextualização do trabalho do artista, evidenciando a sua importância para a cultura e a história do Brasil. Segundo o curador de ‘Portinari para todos’, Marcello Dantas, esta é a primeira exposição de um artista brasileiro a utilizar as novas tecnologias imersivas.

Todo o acervo apresentado na mostra está sob os cuidados do Projeto Portinari, que tem a missão de pesquisar, preservar e democratizar o acesso ao legado do pintor. João Candido Portinari, único filho do artista, fundador e coordenador da instituição, participou ativamente do trabalho expositivo e destaca que, neste processo, contar com todo o acervo do pintor, graças à tecnologia, foi uma das principais vantagens. “Pudemos nos valer da obra completa de Portinari, digitalizada em alta resolução, o que dificilmente acontece em outras mostras.”

Uma das grandes atrações da exposição, o mural do artista Eduardo Kobra em homenagem a Portinari tem 38 metros de comprimento por 5m de altura e está dividido em duas partes. A primeira é uma releitura do segmento “paz” dos gigantes painéis ‘Guerra e Paz’, que está na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (EUA). “Quando penso nos meus mestres e naqueles artistas que mais admiro, não há como esquecer de Portinari. Ele ficou conhecido tanto por seus quadros importantíssimos como também por seus gigantescos murais”, afirma Kobra. “Nesse sentido, sua obra tem muito a ver com a minha”, destaca.

Portinari
Nascido em Brodowski, interior de São Paulo, Candido Portinari (1903-1962) se tornou um dos pintores mais importantes do século 20. As pinturas de sua autoria – como Retirantes, Café, Samba e Mestiço – se tornaram emblemáticas em todo o país, sendo bastante disseminadas nos círculos de arte nacional e nas escolas. Portinari também obteve reconhecimento internacional ao criar gigantescos murais, como o Altar da Igreja de São Francisco de Assis, localizado no complexo arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), e o díptico “Guerra e Paz”, encomendado como um presente do Brasil para a sede da Organização das Nações Unidas (ONU), nos Estados Unidos. Apesar de não ter feito parte da Semana de Arte Moderna de 1922, Portinari é um dos maiores representantes do Modernismo brasileiro.

SERVIÇO

Exposição: Portinari para todos
Período: 05/03 a 10/07/2022
Horário: terça a sexta-feira e domingo, das 10h às 17h | sábado e feriados, das 10h às 18h
Ingressos: terça-feira gratuito (retirada na bilheteria – sujeito a lotação) | quarta a sexta-feira R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) | sábado, domingo e feriados R$ 45 (inteira) e R$ 22,50 (meia)
Local: MIS Experience – Rua Vladimir Herzog, 75 – Água Branca – São Paulo/SP
Formato: Presencial

Confira a programação completa do Mês da Consciência Negra

Casa das Rosas

Criação de Abayomi: bonecas negras construídas com retalhos e nós.

Data: 23/11

Horário: 14h às 15h

Mais informações: www.casadasrosas.org.br

 

Casa das Rosas

Curso “Introdução à literatura afrofuturista: O Futuro é Hoje”, com Israel Neto

Data: 10, 17 de 24/11 e 1/12

Horário: 19h às 21h

Mais informações: www.casadasrosas.org.br


Casa das Rosas

Sarau das Pretas – Quilombo Diversidade, com Débora Garcia, Elizandra Souza, Jô Freitas e Taisson Ziggy

Data: 20/11

Horário: 16h às 17h

Mais informações: www.casadasrosas.org.br

 

Casa Guilherme de Almeida

Curso “Literatura negro-brasileira em prosa: mulheres negras nas bordas das letras”, com Mirian Santos

Data: 1, 8, 22 e 29/11

Horário: das 19h às 21h

Mais informações: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/

Casa Guilherme de Almeida

Curso “Modernidade negra e modernismo”, com Matheus Gato

Data: 18/11

Horário: das 19h às 21h

Mais informações: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/

 

Casa Mário de Andrade

Curso “Missão de Pesquisas Folclóricas”, com Vera Cardim

Data: 9, 16, 23 e 30/11

Horário: 19h às 21h

Mais informações: https://www.casamariodeandrade.org.br/

 

 

 

 

Casa Mário de Andrade

Roda de conversa on-line “As mulheres da Morada do Coração Perdido: Sebastiana Campos”, com Arthur Major e Irlani Carvalho

Data: 17/11

Horário: 16h30 às 17h

Mais informações: https://www.casamariodeandrade.org.br/

 

Casa Mário de Andrade

Roda de conversa “A poética de Solano Trindade e sua relação com os territórios às margens”, com Liberto Solano Trindade e Zinho Trindade

Data: 20/11

Horário: 14h às 16h30

Mais informações: https://www.casamariodeandrade.org.br/

 

Memorial da Resistência

Exposição “Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência”

Data: até 14/05/2023

Horário: 10h às 18h (quarta-feira à segunda-feira).

Mais informações: http://memorialdaresistenciasp.org.br/

 

Memorial da Resistência

Exibição do filme “Marighella”

Data: 05/11

Horário: 15h

Mais informações: http://memorialdaresistenciasp.org.br/

Memorial da Resistência

Encontro Paulista de Museus “Memórias em Diálogo: Antirracismo e Diversidade”

Data: 11/11

Horário: 9h30 às 13h30

Mais informações: http://memorialdaresistenciasp.org.br/

Museu Afro Brasil

Festival “Ocupa MAB”

Data: 19 e 20/11

Horário: 14h às 18h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

Museu Afro Brasil

Feira Gastronômica de Comida Afro-brasileira e Africana

Data: 19 e 20/11

Horário: 14h às 18h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Sarau literário “Meus Poetas Negros” 

Data: 26/11

Horário: 15h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Lançamento dos catálogos

Data: 05/11

Horário: 11h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

Museu Afro Brasil

Inauguração do Tributo a Emanoel Araújo (1940-2022)

Data: 05/11 a 30/12

Horário: 12h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

Museu Afro Brasil

Exposição MIS em Cena “Grandes Personalidades Negras”

Data: a partir de 05/11

Horário: das 10h às 17h, com permanência até 18h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Lançamento do catálogo “Múltiplas Vozes Femininas”

Data: 26/11

Horário: 14h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Exposição do Acervo Museu Afro Brasil

Data: Terça-feira a domingo

Horário:  das 10h às 17h, com permanência até 18h

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Tour Virtual “Museu Afro Brasil – Google Arts and Culture”

Website: https://artsandculture.google.com/partner/museu-afro-brasil?hl=pt-BR

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Exposição virtual “África no MAB”

Website: https://www.entremeio.com/africanomab/#Home

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

 

Museu Afro Brasil

Exposição virtual “Universo Gueledé”

Website: http://www.museuafrobrasil.org.br/

Mais informações: http://www.museuafrobrasil.org.br/

Museu Casa de Portinari

Roda de Conversa “Preconceito e Resistência”

Data: 20/11

Horário: 9h

Mais informações: https://www.museucasadeportinari.org.br

 

Museu Casa de Portinari

Exibição do vídeo “Poéticas da Memória”

Data: 01/11

Horário: 10h

Mais informações: https://www.museucasadeportinari.org.br

 

Museu Catavento  

Palestra “O Legado do Negro no Brasil”

Data: 18/11

Horário: 10h

Mais informações: https://museucatavento.org.br/

 

Museu Catavento  

Exposição “O Legado do Negro no Brasil”

Data: 30/11

Horário: 9h às 17h, com fechamento da bilheteria às 16h.

Mais informações: https://museucatavento.org.br/

 

Museu da Casa Brasileira

Apresentação multilinguagem e roda de conversa “Das Áfricas às Diásporas”, com Vensam Ialá e Ermi Panzo

Data: 18/11

Horário: 18h30 às 20h30​

Mais informações: https://mcb.org.br

Museu da Diversidade Sexual

Edição especial da “Feira de Artes e Empreendedorismo LGBTQIA+”

Data:  19/11

Horário: 10h às 17h

Mais informações: https://museudadiversidadesexual.org.br

Museu da Imagem e do Som – MIS

Seleção especial “18ª Mostra Internacional do Cinema Negro”

Data: 19 e 20/11

Horário: 15h e 17h

Mais informações: https://www.mis-sp.org.br/

Museu da Imagem e do Som – MIS

Exposição “Grande Personalidades Negras” – MIS em Cena

Data: 05/11 a 29/01/202

Horário: Terça a sexta das 11h às 19h; Sábados, Domingos e Feriados das 10h às 18h

Mais informações: https://www.mis-sp.org.br/

Museu da Língua Portuguesa

Datas: 09 e 23/11

Horário: 11h30 às 12h30

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

Visita temática “Mulheres no Samba”

Datas: 19 e 20/11

Horário: 10h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

Visita temática “As contribuições das línguas bantu para o português do Brasil”

Datas: 19 e 20/11

Horário: 13h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

Intervenção Cênica “Travessias de Carolina Maria de Jesus”

Data: 09/11

Horário: 14h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

9ª edição do Sarau “Língua Afiada”

Data: 19/11

Horário: 12h às 14h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

 

 

 

Museu da Língua Portuguesa

Roda de conversa “Negritude e Identidade de gênero dentro da cultura Ballroom”

Data: 12/11

Horário: 14h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

Campanha de conscientização e prevenção contra IST’s e HIV/AIDS

Data: 05/11

Horário: 15h às 17h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

Museu da Língua Portuguesa

Visita ao prédio da Estação da Luz – Construções negras na cidade de São Paulo

Data: 12/11

Horário: 11h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

Museu da Língua Portuguesa

Oficina aberta de Runway

Data: 12/11

Horário: 14h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Língua Portuguesa

Sarau em homenagem ao poeta Miró da Muribeca

Data: 16/11

Horário: 11h30

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

Museu da Língua Portuguesa

Visita ao prédio da Estação da Luz – Arquitetura e história da São Paulo Negra

Data: 27/11

Horário: 15h

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/

 

Museu da Imigração

Exposição “África em São Paulo”

Data: 19/11 a 12/03/2023

Horário: terça a sábado, das 9h às 18h; domingos, das 10h às 18h. Bilheteria encerra às 17h

Mais informações: https://museudaimigracao.org.br

 

Museu da Imigração

Feira “Comida de Herança – Raízes”

Data: 20/11

Horário: 10h às 18h

Mais informações: https://museudaimigracao.org.br

 

Museu da Imigração

Oficina de Estamparia – Especial África

Data: 5, 12 e 19/11

Horário: 15h

Mais informações: https://museudaimigracao.org.br

 

Museu da Imigração

Roda de Conversa “Retratos e Identidades Negras”

Data: 20/11

Horário: 14h

Mais informações: https://museudaimigracao.org.br

Museu da Imigração

Mediação de Leitura “A África que você fala”

Data: 27/11

Horário: 15h

Mais informações: https://museudaimigracao.org.br

Museu das Culturas Indígenas

Roda de Conversa “Confluências afro-indígenas”

Data: 18/11

Horário: 15h

Mais informações: https://museudasculturasindigenas.org.br/

 

Museu das Favelas

Encontro online com educadores “Semente Ancestral – para uma educação antirracista”

Data: 21 a 24/11

Horário: 14h às 17h

Mais informações: https://museudasfavelas.org.br

Museu das Favelas

Roda de Conversa “Copa do Mundo e Consciência Negra: Cinema, Cultura, Educação e Futebol”

Data: 29/11

Horário: 14h às 17h

Mais informações: https://museudasfavelas.org.br

 

 

Museu das Favelas

Exposição “Identidade Preta: 20 anos de Festival Feira Preta”

Data: 26/11 à 26/02/2023

Horário: terça à domingo – das 9 às 18h

Mais informações: https://museudasfavelas.org.br

Museu de Arte Sacra

Visita integrada: Entre Altares, Imaginárias e Devoções: O catolicismo negro e o sincretismo religioso na São Paulo de Piratininga

Datas: 12, 19 e 26/11/2022

Horários: 19/11 às 10h; 12 e 26/11 às 14h.

Mais informações: http://museuartesacra.org.br/

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Oficina “Confecção de Bonecas Abayomi”

Data: 17/11

Horário: 11h e 15h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Oficina “Floresta de Baobás”

Data: 18/11

Horário: às 11h e às 15h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Vivência de Capoeira com o grupo “Arte na Montanha”

Data: 19/11

Horário: 11h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Contação de História “Meu Crespo é de Rainha”

Data: 19/11

Horário: 15h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Ylu Brazil – Vivência Rítmica com Afonsinho Menino

Data: 20/11

Horário: às 11h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Contação de história “O Pequeno Príncipe Preto”

Data: 20/11/2022

Horário: às 15h

Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

 

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Bate-papo “Empoderamento da Mulher Negra”

Data: 09/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Oficina “Modelagem de Máscaras Africanas com Papelão”

Data: 10/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

 

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Palestra virtual “Direitos e Desafios de Acesso à Educação das Comunidades Originárias e Tradicionais”

Data: 11/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

 

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Roda de Conversa “Jornada Antirracista”

Data: 16/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

 

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Roda de Conversa “Grafite como Expressão Contemporânea da Resistência”

Data: 17/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Oficina “Movimento e Expressão”

Data: 11/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre 

Oficina de Capoeira, com mestre Rukinho

Data: 18/11

Horário: 9h e 14h

Mais informações: https://museuindiavanuire.org.br/

Museu do Café

Oficina “Nossas Origens: Uma Escrita Compartilhada”

Data: 05 e 19/11

Horário: 15h

Mais informações: https://www.museudocafe.org.br/

Museu do Café

Oficina Artística

Data: 20/11

Horário: 15h

Mais informações: https://www.museudocafe.org.br/

Museu do Futebol

Feira Ilé-Ifè – 4ª edição

Data: 12/11

Horário: 10h às 18h

Mais informações: https://museudofutebol.org.br/

Museu do Futebol

Espaço Dente de Leite – edição especial

Data: 19 e 20/11

Horário: A partir das 14h

Mais informações: https://museudofutebol.org.br/

 

Pinacoteca

Registro audiovisual da exposição individual “Ayrson Heráclito: Yorùbáiano”

Data: 18/11

Mais informações: https://pinacoteca.org.br/

Biblion

Clube de Leitura “Mulheres Negras na Biblioteca”

Data: 22/11

Horário: 10h
Mais informações: https://www.biblion.org.br

 

 

 

 

 

Biblioteca de São Paulo  

Sarau “Segunda Negra”

Data: 20/11

Horário: 14h às 15h

Mais informações: https://bsp.org.br

Biblioteca Villa-Lobos

Sarau “Palmarino”

Data: 19/11

Horário: 14h30 às 16h

Mais informações: https://bvl.org.br

Plataforma #CulturaEmCasa  

Exibição da série “Uma Batalha por Dia”

Data: Toda quarta-feira, às 20h, do dia 02/11 ao dia 07/12

Mais informações: https://culturaemcasa.com.br/

Plataforma #CulturaEmCasa  

Exibição da série “Raízes Black”

Data: Toda sexta-feira, às 20h, do dia 02/11 ao dia 02/12

Mais informações: https://culturaemcasa.com.br/

Teatro Sérgio Cardoso

Concurso “Batalhas de Rima SP”

Data: 26/11

Horário: 14h

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

Teatro Sérgio Cardoso

Concurso “Breaking SP”

Data: 27/11

Horário: 14h

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

 

Teatro Sérgio Cardoso

Concurso “Slam Poesia SP”

Data: 30/11

Horário: 20h

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

Teatro Sérgio Cardoso

Espetáculo “Marrom – O Musical”

Data: 26/08 a 07/11

Horário: 16h, 17h, 20h30 (à depender do dia)

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

 

Teatro Sérgio Cardoso

Festival “Música em Movimento”, com Show de Gilberto Gil e Dora Morelenbaum

Data: 02/11

Horário: 20h30

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

 

Teatro Sérgio Cardoso

Show de Brau de Souza “A gente chega lá”

Data: 19/11

Horário: 11h

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

Teatro Sérgio Cardoso

Espetáculo de teatro “Namíbia Não!”

Data: 23, 24 e 25/11

Horário: 20h

Mais informações: https://www.teatrosergiocardoso.org.br

 

Sala São Paulo

20ª edição do Troféu Raça Negra

Data: 21/11

Horário: 19h

Mais informações: http://www.salasaopaulo.art.br

Conservatório de Tatuí  

Apresentação dos grupos artísticos de Percussão e Coro

Data: 20/11

Horário: 20h

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

Conservatório de Tatuí  

Cine Bibi – Programação “Consciência Negra”

Data: 06/11

Horário: 17h

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

Conservatório de Tatuí  

Exibição do filme “Black November” (Dir. Jeta Amata, 95 min, Nigéria/2012)

Data: 29/11

Horário: 19h30

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

 

 

Conservatório de Tatuí  

Concurso Joaquina Maria da Conceição Lapa “Lapinha”

Datas: Inscrições a partir de 28/10

Semifinal e final 12 e 13/11, no Conservatório de Tatuí.

Recital de premiação, no Theatro Municipal de São Paulo, no dia 19/12

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

Conservatório de Tatuí  

Apresentação “KITEMBO – entre nascedouros e poentes”

Data: 18/11 – 15h

Data: 19/11 – 19h30

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

 

Conservatório de Tatuí  

I Seminário Política de Ação Afirmativa – Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento

Dia 21/11

Mesa 1 – As Políticas de Ação Afirmativa e os 10 anos da lei 12.711

Horário: 9h às 12h

Mesa 2 – Diálogos para Construção de Políticas de Ação Afirmativa no Conservatório de Tatuí

Horário: 13h às 15h30

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

Conservatório de Tatuí  

Curso de Formação para Comissões De Heteroidentificação

Data: 22/11
Horário: 9h às 12h

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

 

Conservatório de Tatuí  

Apresentação “Os Teatros e as Musicalidades Negras na Cidade de Tatuí e Região”

Data: 23/11

Horário: 14h (Setor de Artes Cênicas)

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

Conservatório de Tatuí  

Roda aberta de Capoeira + Samba de Roda

Data: 25/11
Horário: 19h

Mais informações: https://www.conservatoriodetatui.org.br/

EMESP TOM JOBIM/THEATRO SÃO PEDRO

Concerto dedicado à obra de Moacir Santos

Data: 19/11

Horário: 11h

Mais informações: https://theatrosaopedro.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Espetáculo “Histórias de Lá e Cá – África” da Cia Conforto

Datas e horários:

  • 03/11 Fábrica de Cultura Parque Belém às 14h
  • 09/11 Fábrica de Cultura Sapopemba às 14h
  • 16/11 Fábrica de Cultura Itaim Paulista às 14h
  • 17/11 Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo às 14h
  • 25/11 Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes às 14h
  • 30/11 Fábrica de Cultura Vila Curuçá às 14h

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Espetáculo “Histórias de Lá e Cá – África” da Cia Conforto

Datas e horários:

  • 03/11 Fábrica de Cultura Parque Belém às 14h
  • 09/11 Fábrica de Cultura Sapopemba às 14h
  • 16/11 Fábrica de Cultura Itaim Paulista às 14h
  • 17/11 Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo às 14h
  • 25/11 Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes às 14h
  • 30/11 Fábrica de Cultura Vila Curuçá às 14h

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Espetáculo Musical “Tesouros da África da Rede Cultural Beija-Flor”

Datas:

  • Fábrica de Cultura Sapopemba – dia 16/11 – apresentação às 14hs
  • Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo – dia 18/11 – apresentação às 14hs
  • Fábrica de Cultura Parque Belém – dia 25/11 – apresentação às 14hs
  • Fábrica de Cultura Vila Curuçá – dia 17/11 – apresentação às 14hs
  • Fábrica de Cultura Itaim Paulista – dia 30/11 – apresentação às 14hs

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Apresentação Musical grupo Mission Tea

Datas:

  • 11/11 – Fábrica de Cultura Vila Curuçá às 14h
  • 12/11 – Fábrica de Cultua Sapopemba às 19h
  • 13/11 – Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo às 14h
  • 15/11 – Fábrica de Cultura Parque Belém às 15h
  • 19/11 – Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes às 17h
  • 20/11 – Fábrica de Cultura Itaim Paulista às 14h

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Atividade de Jogo “Era uma vez, conto outra vez”

Datas: 17/10, às 11h e 25/10, às 11h

Local:  Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Roda de Conversa “Amor de Cabelo”

Data: 19/11 às 11h e 25/11 às 15h

Local:  Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Oficina de Criação: Asalato

Data: 24/11

Horário: 15h

Local: Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Atividade Literária “Melanina na Tela”

Data: 24/11

Publicação de Vídeo (Tv Fábricas – Canal do YouTube)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Encontro com Autor: Carlos Teixeira

Data:

  • Fábrica de Cultura Sapopemba – 04/11, às 15h
  • Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes – 08/11, às 15h

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Batizado de Capoeira

Data: 12/11

Horário: 10h

Local: Fábrica de Cultura Sapopemba

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

 

 

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Leitura Pública: No mundo Black Power de Tayó

Data: 10/11

Horário: 11h

Instagram: @fabricadeculturaitaim (Transmissão ao vivo)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Roda de Conversa + Oficina “Raízes Africanas”

Data: 17/11

Horário: 15h

Local: Fábrica de Cultura Itaim Paulista

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Roda de Conversa “O Afrofuturismo na Música”

Data: 11/11

Horário: 15h

Instagram: @fabricadeculturabelem (Transmissão ao vivo)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Oficina “Recriando Chocalhos”

Data: 19/11

Horário: 11h

Local: Fábrica de Cultura Parque Belém

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Contação de História “A língua solta de Elza Soares” (Dia do Músico)

Datas: 22/11, às 10h, e 30/11, às 15h

Local: Fábrica de Cultura Parque Belém

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Interface com o Ateliê de Street Dance: Cultura Hip Hop

Data: 04/11

Horário: 15h

Local: Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

 

 

 

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Batizado de Capoeira

Data: 12/11

Horário: 13h

Local: Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Roda de Conversa “Mas hoje em dia tudo é racismo!”

Data: 19/11

Horário: 11h

Local: Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Exposição “Arte preta”, por Vine Pinheiro

Data: 05/11

Horário: 11h

Local: Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Encontro com Autor: Carlos Teixeira

Data: 09/11

Horário: 15h30

Podcast (Publicação de Podcast)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Encontro de Leitores: Carolina Maria de Jesus

Data: 08/11

Horário: 15h

Divulgação/transmissão: Instagram – @fabricasdecultura4.0santos (Transmissão ao vivo)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

 

Fábricas de Cultura – Setor “A”

Contação de História “A Lenda dos Tambores Africanos”

Data(s): 23 de novembro

Divulgação/transmissão: Publicação de Vídeo (Tv Fábricas – Canal do YouTube)

Mais informações: https://www.fabricadecultura.org.br/

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Debate Mulheres Negras na Cena do Hip-Hop: Vivências de Mc com Chai Odisseiana (Comemoração ao Dia Mundial do Hip Hop)

Data: 9/11

Horário: 12h às 13h

Local: atividade on-line, promovida pela Fábrica de Cultura Brasilândia

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Debate Mulheres Negras na Cena do Hip-Hop: Vivências de Mc com Chai Odisseiana (Comemoração ao Dia Mundial do Hip Hop)

Data: 9/11

Horário: 12h às 13h

Local: atividade on-line, promovida pela Fábrica de Cultura Brasilândia

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Palestra “Reflexões e Conceitos da Literatura Negra”, com Plínio Camilo

Data: 15/11

Horário: 12h às 13h

Local: atividade on-line, promovida pela Fábrica de Cultura Brasilândia

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Exibição do Show “Zumbizando – Um Recital Negro”

Data: 10/11

Horário: 19h às 20h

Local: atividade on-line, Fábrica de Cultura Capão Redondo

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Kizomba Festa da Raça – Realeza Preta Periférica

Data: 4/11 a 12/11

Horário: 16h às 18h

Local: Fábrica de Cultura Diadema.

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Kizomba Festa da Raça – Apresentação do Show “De Banhar, de Benzer e de Rezar”, de Mumu Oliveira

Data: 5/11

Horário: 20h às 21h

Local: Fábrica de Cultura Diadema.

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Fábricas de Cultura – Setor “B”
Kizomba Festa da Raça – Realeza Preta Periférica – Debate Diversidade, Inclusão e Quebra de Padrões na Moda

Data: 12/11

Horário: 16h às 18h

Local: Fábrica de Cultura Diadema

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Palestra “Resisteia”

Data: 16/11

Horário: 14h30 às 16h30

Local: Fábrica de Cultura Jaçanã

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Exibição Curta “Os Deuses Queriam Chorar por Amor”

Data: 24/11

Horário: 15h às 16h

Local: atividade on-line, promovida pela Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Bate-Papo “A Potência: Empreendedorismo da Mulher Negra”

Data: 3/11

Horário: 10h às 12h

Local: Fábrica de Cultura Jardim São Luís.

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Oficina Beleza Negra em Foco

Data: 22/11

Horário: 15h às 16h

Local: atividade on-line, promovida pela Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábricas de Cultura – Setor “B”

Roda “Vamos Conversar sobre Racismo”

Data: 3/11

Horário: 10h30 às 11h30

Local: Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Mais informações: http://www.fabricasdecultura.org.br

 

 

 

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Espetáculo “Esquina”, com a Cia Fragmento Urbano

Data: 04/11

Horário: 18h30

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade

 

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Curso “Poéticas e Políticas Negras nas Artes Visuais”

Data: 16 a 18/11

Horário: 18h às 21h

Local: Cineclube da oficina Cultural Oswald de Andrade

Inscrições: oficinasculturais.org.br

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade

 

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Concerto “Quilombo Musical”

Data: 12/11

Horário: 18h30

Local: Área de Convivência da Oficina Cultural Oswald de Andrade

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade

 

FORMAÇÃO PARA O INTERIOR

 

Oficinas Culturais

Palestra On-Line “Cinema Africano: História, Grandes Filmes e Diretores”

A palestra será publicada no canal das Oficinas Culturais do YouTube dia 3/10, às 19h, e ficará disponível para acesso por seis meses.

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/

 

Oficinas Culturais

Encontros D’africa “Aspectos Sociais e Culturais da Música Africana”, em São Bernardo do Campo

Datas: 15 e 22/10

Horário: 14h às 17h

Local: Biblioteca Municipal Monteiro Lobato: Rua Doutor Flaquer, 26 – Centro – São Bernardo do Campo/SP

Inscrições: biblioteca.programacao@saobernardo.sp.gov.br

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/

Oficinas Culturais

Oficina de Capoeira em São José do Rio Preto

Datas: 11/11

Horários: 9h às 12h e 13h às 18h

Inscrição no site: https://www.riopreto.sp.gov.br/

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/

 

Oficinas Culturais

Palestra on-line “Arthur Bispo do Rosário: Obravida”

Data: 29/11

Horário: 18h30 às 21h30

Inscrição: www.oficinasculturais.org.br   

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/

 

Oficinas Culturais

Ciclo de Cultura Tradicional 2022

Data: 22/10

Local: Bosque da Amizade – Av. Presidente Vargas, s/n, Vila Paraíba – Guaratinguetá/SP

Mais informações: https://oficinasculturais.org.br/

 

Oficina Cultural Juan Serrano

Oficina de Capoeira “Expressão Cultural de Raízes Negras”

Data: 9/11 a 30/11

Horário: 9h às 11h

Mais informações:

https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/

 

Oficina Cultural Juan Serrano

Workshop Aberto de Dança Afro

Data: 18/11

Horário: 19h às 20h30

Mais informações:

https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/

 

Oficina Cultural Juan Serrano

Oficina “Boneca de Pano Abayomi”

Data: 22/11

Horário: 14h30 às 16h30

Mais informações:

https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/

Oficina Cultural Juan Serrano

Oficina “Gastronomia Afro-Brasileira: Uma Cozinha de Raiz”

Data: 21/11

Horário: 14h30

Local: Atividade Híbrida In Loco (Presencial e com participação ao vivo pelo Zoom e transmissão via Facebook).]

Mais informações:

https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/

SP Escola de Teatro

Prêmio Solano Trindade 2022

Cronograma do Edital

20/09/2022 Publicação do Edital

20/09/2022 a 04/11/2022 Período de inscrições

04/11/2022 a 06/12/2022 Avaliação das Propostas

12/12/2022 Publicação do Resultado Final

Mais informações: https://www.spescoladeteatro.org.br

SP Escola de Teatro

Lançamento do livro “Eternizar em Escrita Preta”

Data: 17/11

Horário: 19h

Mais informações: https://www.spescoladeteatro.org.br

 

SP Escola de Teatro

Roda de conversa “Sabenças, Corpo e Asè pelas mestras e mestres, Griôs e detentores dos territórios

Data: 17/11

Horário: 13h às 14h30

Mais informações: https://www.spescoladeteatro.org.br

 

Memorial da América Latina

21ª edição do Festival Feira Preta

Datas: dia 03/12 e 04/12

Horário: 12h às 22h

Mais informações: https://festivalfeirapreta.com.br

Memorial da América Latina

21ª Festival Feira Preta – Outros espaços

SPERIFAS

Data: 05/11

Horário: 13h às 22h

Local: Centro Cultural do Grajaú (Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Parque América)

Mais informações: https://festivalfeirapreta.com.br

 

Memorial da América Latina

SPERIFAS

Data: 05/11

Horário: 13h às 22h

Local: Centro Cultural do Grajaú (Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Parque América)

Mais informações: https://memorial.org.br

 

 

Memorial da América Latina

SPERIFAS

Data: 06/11

Horário: 13h às 19h

Local: Vila Itororó (Rua Maestro Cardim, 60 – Bela Vista)

Mais informações: https://memorial.org.br

Memorial da América Latina

Preta Poupa apresenta “Finanças de Butiquim”

Data: 08/11

Horário: 18h às 22h

Local: Arena XP (Av. Brigadeiro Faria Lima, 3825 – Itaim Bibi)

Mais informações: https://memorial.org.br

 

Memorial da América Latina

SPERIFAS

Data: 13/11

Horário: 13h às 20h

Local: Centro Cultural da Juventude de Brasilândia (Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila dos Andrades)

Mais informações: https://memorial.org.br

 

Memorial da América Latina

Projeto “África em Nós”

Data: 13/11

Local: Instituto Moreira Salles (Av. Paulista, 2424 – Bela Vista)

Mais informações: https://memorial.org.br

Memorial da América Latina

SPERIFAS

Data: 19/11

Horário: 13h às 20h

Local: Centro Cultural Cidade Tiradentes (Rua Inácio Monteiro, 6900 – Conj. Hab. Sitio Conceicao)

Mais informações: https://memorial.org.br

Memorial da América Latina

SPERIFAS

Data: 20/11

Horário: 12h às 21h
Local: Casa de Cultura do Campo Limpo (Rua Aroldo de Azevedo, 100 – Jardim Bom Refugio)

Mais informações: https://memorial.org.br

 

 

 

Memorial da América Latina

Exposição “Identidade Preta: 20 anos de Festival Feira Preta”

Data: 26 e 27/11

Local: Museu das Favelas (Av. Rio Branco, 1269 – Campos Elíseos)

Mais informações: https://memorial.org.br

Memorial da América Latina

Black Report + Palestra com Bobby Jones

Data: 01/12

Horário: 8h30 às 11h

Local: Estação Hack (Av. Paulista, 1765 – 7º andar, conj.72 – Bela Vista)

Evento com inscrições limitadas – 80 vagas

Mais informações: https://memorial.org.br

 

Memorial da América Latina

Rodada de Negócios – Diversidade na Cadeia de Valor

Data: 01/12

Horário: 11h às 14h

Local: Estação Hack (Av. Paulista, 1765 – 7º andar, conj.72 – Bela Vista)

Evento com inscrições limitadas – 80 vagas
Mais informações: https://memorial.org.br

Confira a programação completa do Revelando SP em Barretos

Maior festival da valorização das culturas tradicionais paulistas acontece entre 17 e 19 de maio, com entrada gratuita

Foi divulgada a programação completa para a edição de Barretos do Revelando SP em 2024. Iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio de sua Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, com gestão e produção da Associação Paulista dos Amigos da Arte. O evento em Barretos é correalizado pela Prefeitura da Estância Turística de Barretos. Maior festival da valorização da cultura tradicional paulista, o Revelando SP acontece na cidade entre 17 e 19 de maio. A entrada é gratuita.

O festival, que promove um grande encontro das expressões culturais tradicionais que formam a identidade paulista. Barretos recebe durante o evento, que será realizado no Recinto Paula de Lima Correa, mais de 60 participantes, entre culinaristas, artesãos e representantes das mais diversas manifestações culturais do estado de São Paulo.

No artesanato, o público poderá conferir produções elaboradas com as mais variadas técnicas e materiais, como brinquedos, peças ornamentais, tapetes, mantas, colchas, pinturas, utensílios domésticos, objetos decorativos, bordados, gamelas, instrumentos de percussão, objetos confeccionados a partir de retalhos de couro, macramê, entalhes em madeira, estamparia e imagens sacras.

A riqueza da culinária paulista está representada no Revelando SP Barretos com produtos à base de milho e do cambuci, biscoitos, linguiça, arroz vermelho com suã, feijão tropeiro, arroz carreteiro, torresmo tropeiro, carne na lata, paçoca de carne, peixe, queijos, doces, farofa de içá, café, cachaça e vinho. E, como não poderia faltar em Barretos, a queima do alho, tradição absoluta da cidade, tem seu lugar cativo.

Nas manifestações culturais também não falta variedade. Tem catira, folia de reis, modas de viola, congada, fandango de tamancos, fanfarra, moçambique, cururu, jongo e muito mais.

Também fazem parte da programação do Revelando SP shows com grandes nomes da música brasileira. A dupla Cezar & Paulinho, que está completando 50 anos de atividades, e os cantores sertanejos Thiago Carvalho e Sérgio Marques se apresentam no dia 17 de maio. O músico Guito, que ficou conhecido por ter feito o papel de Tibério na novela “Pantanal” (2023), e a cantora santista Carolina Soares, intérprete de samba e outras vertentes da música brasileira, sobem ao palco no dia 18. Domingo, 19, tocam no festival o grupo Demônios da Garoa, com mais de 80 anos de trajetória, e a Orquestra Sinfônica Municipal de Barretos, que fará um show especial, tocando clássicos do sertanejo.

“Possuímos uma indústria criativa robusta no estado de São Paulo e o Revelando SP é um exemplo disso. Um evento, que engloba gastronomia, dança e artesanato, é uma oportunidade perfeita para fomentarmos e preservarmos a essência da cultura paulista”, destaca a secretária de Cultura, Economia e Indústria Criativa do Estado de São Paulo, Marília Marton.

Programação completa:

Artesanato

Américo Brasiliense – Brinquedos de Madeira
Avaí – Artesanato Indígena Ekeruá
Barra Bonita – Associarte – tapetes e mantas de sofá no tear e crochê feito a mão
Bom Sucesso de Itararé – Artesanato em barro de Bom Sucesso
Bom Sucesso de Itararé – Mãos do Barro
Cândido Mota – Artesanato em couro de boi e tilápia
Cordeirópolis – Vasos Horizonte – arte em cerâmica
Getulina – Casa do Artesão de Getulina
Guapiara – Associação das Mulheres Artesãs de Guapiara – artesanato em palhas e bordados
Guararema – Gamelas em mosaico de azulejo
Ibitinga – Cult-borda SP – bordado
Iguape – Kintao Artesanal – instrumentos confeccionados com elementos naturais
Itararé – Arte Sacra em Palha de Milho – artesanato em palha de milho
Jaú – Nozinhos Mágicos
Mauá – Conexão Cultural Cigana
Nuporanga – Artesanato
Ourinhos – A Arte dos Fios
Ourinhos – Art Roni Placas Entalhadas
Piracaia – Os Filhos do Emilio – arte em madeira
Potim – Mãos Que Tecem – artesanato sustentável em taboa
Presidente Prudente – Enxoval da Vovó
Rincão – Tear, Pente Liço e Crochê
Salto de Pirapora – Abayomi, a boneca que traz felicidade
Salto de Pirapora – Eco Print Quilombola – impressão botânica
Silveiras – Pássaro de Madeira
Votorantim – Chico Santeiro de Votorantim – arte sacra em madeira

Culinária

Bariri – Cachaça Artesanal
Barretos – Adélia – delícias do milho – pamonha, curau, bolo e suco de milho
Barretos – Comitiva Antônio Ângelo – queima do alho
Batatais – Cachaça Artesanal João Roberto
Bragança Paulista – Linguiça Bragantina com Polenta Crocante
Caçapava – Doce Maria Rapadura e Suco Zé Taiada
Cruzeiro – Arroz Vermelho com Suã
Guararema – Alambique do Décio
Guaratinguetá – Doces Caseiros Especiais
Guarulhos – Culinária Regional – feijão tropeiro, arroz carreteiro e caldos feitos no fogão a lenha
Itapira – Vinhos Canivezzi – vinhos artesanais, pães, bolos, roscas e produtos do Recanto das Videiras
Jacareí – Patrimônio Imaterial de Jacareí – Bolinho Caipira
Jambeiro – Rancho Tropeiro – comida tropeira
Mogi das Cruzes – Derivados de Cambuci – frutos nativos da Mata Atlântica
Nazaré Paulista – Paçoca Divina
Novo Horizonte – Queijaria Irmãos Caipira – queijaria artesanal
Pitangueiras – Empório e Engenho Verga e Filhos – Cachaça Artesanal
Redenção da Serra – Banca Batista – produtos da roça
Redenção da Serra – Carne na Lata
Santa Fé do Sul – Cachaça Sabor da Estância – cachaça artesanal
Santa Fé do Sul – Peixe Zoiudo – peixe típico da região
Sarapuí – Bolinho de Frango Caipira
Sarapuí – Vinhedos Divina Essência – vinhos artesanais e suco de uva
Silveiras – Farofa e Içá e Torresmo Tropeiro
Tarumã – Tradição Caipira

Manifestações Culturais

Todos os dias
Piquete – Rancho Tropeiro

17 de maio, sexta
Araçatuba – Grupo de Catira Araçatuba

18 de maio, sábado
Barretos – Cia Folia de Reis Santa Izabel
Barretos – Família São Gonçalo
Palestina – Fanfarra Municipal de Palestina
Piraju – Grupo de Moçambique Leal Bahia
Pitangueiras – Orquestra de Viola Frutos da Terra
Porto Feliz – Cururureiros de Aratiguaba

19 de maio, domingo
Barretos – Doni & Léo Viola
Itaoca – Fandango de Tamancos de Itaoca
Itapira – Congada Mineira de Itapira
Lençóis Paulista – Orquestra de Viola e Violão Boca do Sertão
Ribeirão Preto – Companhia de Reis Irmãos Adolfo
Salto de Pirapora – Jongo Turivimba – Quilombo Cafundó

Shows

17 de maio, sexta
Das 9h30 às 20h30 – DJ Thomazini
13h – Sérgio Marques
19h – Thiago Carvalho
20h30 – Cezar & Paulinho

18 de maio, sábado
Das 10h às 20h30 – DJ Ronaldo
17h – Carolina Soares
20h – Guito

19 de maio, domingo
Das 10h às 20h30 – DJ Thomazini
12h – Orquestra Sinfônica Municipal de Barretos tocando clássicos sertanejos
18h – Demônios da Garoa

Experiência Revelando SP

17 de maio, sexta
Das 9h30 às 20h – Jogos do Mundo
Das 9h30 às 20h – Trupe Revelando SP

18 de maio, sábado
Das 10h às 20h – Jogos do Mundo
Das 10h às 20h30 – Trupe Revelando SP

19 de maio, domingo
Das 10h às 20h – Jogos do Mundo
Das 10h às 20h30 – Trupe Revelando SP

Mais quatro edições em 2024

Após sua passagem por Barretos, o Revelando SP ainda terá mais quatro edições, levando a cultura tradicional paulista a mais regiões do estado:

Iguape – 13 a 16 de junho
São José dos Campos – 4 a 7 de julho
Presidente Prudente – 8 a 11 de agosto
São Paulo – 12 a 15 de setembro

Apoio à realização de eventos culturais nos municípios

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, em parceria com a Associação Paulista dos Amigos da Arte, está com editais abertos para que os municípios paulistas inscrevam projetos de eventos culturais. Os aprovados recebem apoio, que pode ser dado tanto em forma de pagamento de cachês artísticos, quanto no fornecimento de infraestrutura – palco, banheiros químicos, gradis etc.

Ou seja, municípios que querem receber apoio do Governo para a realização de festas de aniversário da cidade, festa junina, festas relacionadas a colheitas ou mesmo para a grafitagem de muros podem se inscrever em editais como o Difusão CultSP no site da Amigos da Arte: www.amigosdaarte.org.br.

Confira a programação de cursos e oficinas de dezembro das instituições culturais do Governo de SP

Oficinas de Ecobags, literatura e poesias são algumas das atividades dos Museus, Bibliotecas, Oficinas Culturais e Fábricas de Cultura 4.0 da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Veja a programação completa:

Casa Guilherme de Almeida

Minicurso Nouvelle Vague Tcheca: o outro lado da Europa
Data: sábados, 3, 10 e 17 de dezembro

Horário: das 10h às 12h

Inscrições aqui 

Casa Guilherme de Almeida

Oficina Stencil em Ecobags 

Data: 10/12

Horário: 15h

Inscrições aqui 

Casa das Rosas

Laboratório de Literatura e Performance – Módulo III 

Data: terças e quintas-feiras, 6, 8, 13 e 15/12
Horário: das 19h às 21h

Inscrições aqui 

Casa Mário de Andrade

Oficina Poéticas Multissensoriais 

Data: 8/12

Horário: das 14h às 16h

Não é necessário se inscrever

Casa Mário de Andrade

Oficina de escrita de cartas à moda antiga

Data: 9/12 

Horário: das 14h às 16h30

Inscrições aqui 

Museu do Futebol

Oficinas no Espaço Dente de Leite

Data: 17 e 18 de dezembro

Horário: de terça a domingo, das 9h às 17h00 (com permanência até 18h)

Não é necessário se inscrever

Museu de Língua Portuguesa

Projeto de Contação de Histórias

Data: 14/12

Horário: das 14h às 15h 

Não é necessário se inscrever

Museu da Casa Brasileira

Oficina | Lembrar de brincar: jogos lúdicos

Data: 10/12

Horário: das 10h às 12h 

Inscrições aqui 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano 

Cartão de Natal iluminado: uma experiência animada

Data: 12/12

Horário: das 8h20 às 10h20 e das 13h30 às 15h30

Inscrições aqui 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Confecção de almofadas natalinas

Data: 1/12 a 8/12
Horário: das 14h30 às 17h30

Inscrições aqui 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Espaço sustentável de tradição caipira: um processo de criação

Data: 6/12 a 13/12 

Horário: 14h30 às 17h30 

Não é necessário se inscrever


Museu Catavento
Oficina de criação de cadernos artesanais “Escrevendo o futuro”
Data: 11/12
Horário: 10h e 13h30.

Não é necessário se inscrever

Museu Catavento
Oficina “Práticas antirracistas”
Data: 11/12
Horário: 11h e 14h30
Não é necessário se inscrever

Museu Catavento

Oficina “Reconhecer emoções”
Data(s): 13 e 17 de Dezembro.
Horário: 11h, 12h, 13h e 14h.

Não é necessário se inscrever

Memorial da Resistência de São Paulo

Escuta pública – Conhecendo o Deops (Instituto Bixiga)

Data: 10/12

Horário: 10h

Inscrição aqui 

Memorial da Resistência de São Paulo
Memórias do Futuro: arquivos do movimento negro e a construção da cidadania brasileira/Lançamento do catálogo impresso da exposição Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência

Data: 10/12

Horário: 14h

Não é necessário se inscrever

Museu do Café

Oficina gastronômica e harmonização de café (receita de doce árabe)

Data: 08/12
Horário: 14h

Inscrição aqui
 

Museu do Café

Espaço Café com Leite (infantil)

Data: de 04 a 29/01 (quarta a domingo)

Horário: 11h às 17h

Ingresso na bilheteria do Museu

Biblioteca de São Paulo

Oficina de Xadrez, online, via Zoom 

Data: 7/12

Horário: 17h às 18h

Mais informações aqui 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Oficina Distopias literárias e a política no Brasil, online, via Zoom

Data: quartas e sextas-feiras, 7, 9, 14 e 16/12

Horário: das 10h às 13h

Mais informações aqui 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Oficina incluindo com Libras, online, via Zoom 

Data: quarta-feira, 7/12

Horário: das 14h às 16h 

Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura 4.0 em Iguape

Oficina de Empreendedorismo e Marketing Digital 

Data: 8/12

Horário: 18h 

Não é necessário se inscrever

Fábrica de Cultura 4.0 em Vila Nova Curuçá 

Oficina de criação de cartões de Natal

Data: 8/12

Horário: 11h

Não é necessário se inscrever

Fábricas de Cultura 4.0

Produção de Beat e Escrita Criativa utilizando o software Reaper 

Data: 9/12

Horário: 17h, no Youtube

Não é necessário se inscrever

FORMAÇÃO PARA O INTERIOR

Oficinas Culturais

Dança Urbana Contemporânea 

Data: 1, 2, 8 e 9/12

Horário: 14h às 16h

Inscrições aqui 

Confira a programação de cursos e oficinas de janeiro das instituições culturais do Governo de SP

Instituições culturais da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo oferecem cursos e oficinas gratuitos direcionados a diversos públicos e com temáticas distintas

No Museu da Imigração, no dia 13 de janeiro, às 11h e às 14h, a “Oficina de Mini Barista” será ministrada pelo especialista em café Hallyson Ramos, do Museu do Café, e abordará a história do café e o protagonismo Brasileiro nesse mercado. As crianças conhecerão os tipos de torra e os diferentes métodos de preparo de uma das bebidas mais consumidas do mundo, tudo isso de forma prática!

Já na Casa das Rosas, no dia 12 de janeiro, das 15h às 17h, na Oficina Fanzine, os participantes poderão realizar a confecção artesanal de fanzines, estimulando a criação de desenhos, colagens e textos escritos à mão, tendo como inspiração a linguagem das histórias em quadrinhos e a exposição em cartaz, “Mônica 60 anos: sempre fui forte”.

No dia 17 de janeiro, das 10h às 12h, na Fábrica de Cultura Diadema, os visitantes poderão vivenciar uma manhã enriquecedora com práticas de Yoga, que auxilia na saúde física, mental e emocional. No dia 15 de janeiro, às 14h, na Fábrica de Cultura Jaçanã, serão realizadas brincadeiras para acordar o corpo e melhorar o bem-estar físico!

No interior de São Paulo, os visitantes poderão participar da Oficina de Dança Brincante, no Museu Índia Vanuíre, dia 18 de janeiro, das 9h às 11h, na qual as crianças aprenderem movimentos de danças e ritmos africanos e afro-brasileiros, relacionando a dança com a educação corporal. Já no Museu Casa de Portinari, no dia 17 de janeiro, das 10h às 15h, a Oficina de Desenho convida os participantes para uma conversa sobre a importância do desenho no trabalho do artista Candido Portinari.

Confira abaixo outras opções de cursos e oficinas para você começar janeiro com o pé direito. A programação completa de cursos e oficinas pode ser conferida nos sites de cada instituição do Governo de São Paulo.

SERVIÇO 

CAPITAL 

Fábrica de Cultura Iguape
Um dia de Cientista
Inspirada no livro “50 experimentos para fazer em casa com o Manual Do Mundo” a equipe da biblioteca mergulha no mundo da ciência produzindo duas experiências: Uma tempestade em um copo d’água e o conceito de eletricidade e estática brincando de cabo de guerra utilizando bexigas. Venha participar e entender como isso funciona!
Formato: Presencial
Data: 04/01
Horário: 14h
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Capão Redondo
Oficina de DJ
Neste encontro vamos conhecer equipamentos de DJ e aprenderemos a identificar as frequências sonoras de grave, médio e agudo. A atividade visa apresentar aos participantes toca-discos, discos de vinil e aparelhos eletrônicos. Além disso, vamos conhecer as diversas variedades de estilos musicais encontrados pelo mundo e discutiremos a relevância dos DJs na disseminação da música.
Formato: Presencial
Data: 05/01
Horário: 14h
Mais informações aqui

Fábrica de Cultura Osasco
Oficina de Confecção de Colares, Anéis e Pulseiras
Nesta oficina, os participantes vão utilizar a criatividade para criarem peças incríveis.

Formato: Presencial
Data: 12/01
Horário: 14h
Mais informações aqui

Casa das Rosas
Fanzine
A oficina tem como objetivo a confecção artesanal de fanzines, estimulando a criação de desenhos, colagens e textos escritos à mão, tendo como inspiração a linguagem das histórias em quadrinhos e a exposição em cartaz, “Mônica 60 anos: sempre fui forte”.
Formato: Presencial
Data: 12/01
Horário: 15h às 17h
Mais informações aqui

Fábrica de Cultura Jaçanã
Brincando com o Condicionamento Físico
As atividades físicas são de extrema importância, pois auxiliam no bem-estar agindo diretamente na saúde física e mental e melhorando a qualidade de vida. Pensando nisso, serão realizadas brincadeiras para acordar o corpo e melhorar o bem-estar físico!
Formato: Presencial
Data: 15/01
Horário: 14h
Mais informações aqui 

Oficina Cultural Alfredo Oswald de Andrade
Workshop: “Coreoescavar” – A Gênese da Invenção de um Corpo que Dança
A proposta do encontro é compartilhar os princípios coreográficos formulados na invenção de um pensamento de corpo que dança, ao longo de uma trajetória que completa trinta e cinco anos na dança contemporânea brasileira em 2024. A partir de relatos, memórias, arquivos e da experimentação desses princípios coreográficos durante o encontro, até três (03) participantes serão convidados para compor o elenco que realizará a “coreoescavação” coletiva de dois trabalhos seminais na trajetória da artista: “Corpos Ilhados” (2000) e “Dobras” (2011), sob a direção de Vera Sala e assistência dramatúrgica de Rubia Braga.
Formato: Presencial
Data: 11/01
Horário: 10h30 às 13h30
Mais informações aqui

Museu da Imigração
Oficina de Mini Barista
A “Oficina de Mini Barista” será ministrada pelo especialista em café Hallyson Ramos, do Museu do Café, e aborda a história do café e o protagonismo Brasileiro nesse mercado. As crianças conhecerão os tipos de torra e os diferentes métodos de preparo de uma das bebidas mais consumidas do mundo, tudo isso de forma prática!
Formato: Presencial
Data: 13/01
Horário: 11h e 14h
Mais informações aqui

Museu de Arte Sacra
Curso livre online: “História da Arte: técnicas, procedimentos, interpretações
Da Pré-História às Vanguardas, passando pelas criações do Clássico, do Medieval e do Moderno. Assim fomos ensinados, desde a escola, a pensar a linha do tempo. Mas ao adotarmos esta periodização convencional corremos o risco de reduzir a arte a um ponto de vista eurocêntrico. Fica então a pergunta: como interpretar a arte de outras civilizações e culturas? O curso propõe subverter a visão linear e sucessiva dos estilos, tentando deslocar o eixo da análise para além da tradição estética ocidental.
Formato: Presencial
Data: 15/01, 17/01, 22/01, 24/01, 29/01, 31/01, 05/02, 07/02, 19/02, 21/02, 26/02, 28/02, 04/03, 06/03, 11/03 e 14/03
Horário: 16h às 18h
Mais informações aqui

Fábrica de Cultura Diadema

Yoga ao Ar Livre
Venha para uma manhã relaxante com práticas de Yoga, uma ótima oportunidade para movimentar o corpo e estimular a mente.
Formato: Presencial
Data: 17/01
Horário: 10h às 12h
Mais informações aqui

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Iniciação ao Violão Popular
Oficina direcionada a alunos iniciantes na prática do Violão, que possibilitará aos participantes o contato com as técnicas acadêmicas de execução do instrumento, desde a postura básica e os primeiros movimentos de coordenação motora, até o início do repertório – algo totalmente diferente da abordagem comumente aplicada no vasto universo dos cursos digitais.
Formato: Presencial
Data: 18/01 e 01/02, 08/02, 15/02, 22/02 e 29/02 | Quintas-feiras
Horário: 10h às 13h
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha
Oficina de Criação de Currículo
Nesta oficina, os participantes aprenderão estratégias para desenvolver um currículo atrativo.
Formato: Presencial
Data: 19/01
Horário: 14h30 às 15h30
Mais informações aqui 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Oficina de Criação de Esculturas e Reciclagem de Argila
A oficina desenvolverá um processo de reciclagem de argila, com o objetivo de ensinar como reutilizar o material para a realização de novas obras e de refletir sobre um uso consciente do material.
Formato: Presencial
Data: 19/01 e 26/01 e 02/02, 09/02, 16/02 e 23/02 | Sextas-feiras
Horário: 14h às 17h
Mais informações aqui 

Casa Mário de Andrade
Xilogravura Macunaímica: Entalhando as Aventuras de um Herói sem Caráter
Nesta oficina, os participantes vão entalhar e imprimir suas próprias interpretações, explorando a estética única da xilogravura para dar vida às narrativas mágicas e coloridas do herói sem caráter de Mário de Andrade. Uma jornada artística que une a técnica ancestral ao universo fantástico de Macunaíma.
Formato: Presencial
Data: 20/01
Horário: 14h às 15h30
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Jardim São Luís
Auto Massagem
A proposta consiste em uma sessão de exercícios de automassagem para liberação miofascial, técnica de massagem para alívio de dores, redução das tensões, e ativação corporal.
Formato: Presencial
Data: 23/01
Horário: 15h às 16h
Mais informações aqui

Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes
Cartões Postais de São Paulo

Em comemoração ao aniversário da Cidade de São Paulo, a Bibliotech propõe um jogo da memória, que será confeccionado pela equipe previamente, com alguns dos maiores cartões postais da maior metrópole da América Latina. 

A proposta consiste em uma sessão de exercícios de automassagem para liberação miofascial, técnica de massagem para alívio de dores, redução das tensões, e ativação corporal.
Formato: Presencial
Data: 25/01
Horário: 11h
Mais informações aqui 

Casa Guilherme de Almeida
Pintura Natural
No aniversário de São Paulo, o museu oferecerá oficina de pintura com tintas naturais oferecida para crianças de até 3 anos (acompanhadas de seus adultos responsáveis) a fim de estimular a sociabilização e de sensibilização para o espaço museológico.
Formato: Presencial
Data: 25/01
Horário: 10h
Mais informações aqui 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Oficina de Artes Cênicas
A oficina “Vamos Jogar Teatro!?” introduzirá os participantes à vivência nas artes cênicas por meio de jogos e pelo olhar sobre o entorno da região em que vivem. O teatro, antes de tudo, é um jogo, uma troca; a prática se dará pela cumplicidade com o outro. Experiências no cotidiano trarão aos participantes perspectivas na possibilidade de criação de personagens que entrarão para o campo do jogo teatral.
Formato: Presencial
Data: 23/01, 30/01, 6/02, 20/02, 27/02 e 05/03 | Terças-feiras
Horário: 19h às 21h30
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Iguape
Introdução à Cultura Maker
Já ouviu falar em Cultura Maker? A equipe da biblioteca fará uma breve introdução ao tema e disponibilizará materiais para estimular os participantes a desenvolver sua própria criação, seja um brinquedo, um utilitário ou um objeto decorativo, venha descobrir conosco as possibilidades!
Formato: Presencial
Data: 30/01
Horário: 10h às 11h
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Parque Belém
Oficina de Criação de Planner
Os planners são uma espécie de evolução da agenda clássica, com o diferencial de existirem em vários formatos e servindo aos mais variados temas. Alguns são compostos por tabelas, listas e planilhas que organizam informações de forma simples e intuitiva. Muitos adeptos dos planners relatam maior produtividade e maior controle sobre a rotina.

Formato: Presencial
Data: 30/01
Horário: 10h
Mais informações aqui 

INTERIOR

Museu Casa de Portinari
Oficina de Cata-Vento
Na ação, os educadores do Museu Casa de Portinari convidam os participantes para uma conversa sobre as obras do artista, sobretudo as que retratam brincadeiras e jogos infantis. Em seguida, orientam os visitantes na construção de cata-ventos a partir de papéis coloridos e palitos de churrasco.

Formato: Presencial
Data: 03/01
Horário: 10h às 15h
Mais informações aqui 

Museu Felícia Leirner
Oficina de Alongamento Corporal e Respiração
Os visitantes vão aprender técnicas de alongamento corporal e respiração, que podem ser utilizadas no cotidiano. Além disso, terão a oportunidade de contemplar a natureza em uma oficina que abordará o autocuidado, mostrando a importância da respiração e de estar no momento presente.
Formato: Presencial
Data: 06/01
Horário: 11h 
Mais informações aqui 

Museu Felícia Leirner
Oficina de Mandalas
Nesta oficina a professora de yoga e mestre de Reiki, Ana Fátima, ensinará as técnicas da criação de mandalas para transformar e energizar o ambiente.
Formato: Presencial
Data: 06/01
Horário: 14h 
Mais informações aqui 

Museu Casa de Portinari
Oficina de Desenho
A Oficina de desenho é uma das atividades da programação de “Férias no Museu”. A ação convida os participantes para uma conversa sobre a importância do desenho no trabalho do artista Candido Portinari, usando como exemplo “Retrato de Carlos Gomes” (1914) – a obra mais antiga do pintor – e o “Retrato de Vera Velloso Borges” (1951), em exposição no Museu Casa de Portinari. Posteriormente, os participantes serão incentivados a produzirem desenhos livres em papel.

Formato: Presencial
Data: 17/01
Horário: 10h às 15h
Mais informações aqui 

Museu Índia Vanuíre
Oficina de Dança Brincante
Uma oficina para as crianças aprenderem movimentos de danças e ritmos africanos e afro-brasileiros, relacionando a dança com a educação corporal.
Formato: Presencial
Data: 18/01
Horário: 9h às 11h 
Mais informações aqui 

Museu Índia Vanuíre
Oficina de Canto e Dança Kaingang
A renomada Kaingang, Susilene Melo, conduzirá uma envolvente oficina de canto e dança indígena.
Formato: Presencial
Data: 23/01
Horário: 9h às 11h 
Mais informações aqui 

LITORAL 

Fábrica de Cultura Santos
Oficina de Criação: Criando o Nosso Mar
A equipe da Bibliotech aproveitará a alegria do verão, para trazer o fundo do mar direto para o nosso ambiente. Nesta oficina, os convidados poderão confeccionar seus próprios seres marinhos utilizando a técnica de colagem. O livro: “A Escolinha do Mar”, da autora Ruth Rocha, é a referência para essa atividade.
Formato: Presencial
Data: 09/01
Horário: 9h30
Mais informações aqui 

Museu do Café
Oficina de Drinks Infantis com Café
Essa oficina proporcionará aos pequenos a oportunidade de preparar seus próprios drinks com café, como o afogatto, receita italiana que contém sorvete e café expresso. Além do preparo, as crianças também aprenderão a respeito da cultura e história do café.
Formato: Presencial
Data: 13/01 a 28/01
Horário: 15h
Mais informações aqui 

Museu do Café
Oficina de Esculturas
Nessa atividade as crianças serão introduzidas ao universo de modelagem a partir da argila. Na ocasião, serão reproduzidas miniaturas da fachada da Bolsa Oficial de Café.
Formato: Presencial
Data: 14/01 a 21/01
Horário: 15h
Mais informações aqui 

Confira a programação de cursos e oficinas do mês de julho

Programação conta com oficinas gratuitas direcionadas a diversos públicos, com temáticas distintas e são opções para famílias no período das férias infantis

As instituições da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo realizam, no mês de julho, cursos e oficinas com foco em diversas áreas, como arte, fotografia, dança e até mesmo audiovisual, com inscrições gratuitas e vagas limitadas.

Confira a programação dos cursos e oficinas:

CAPITAL

Museu da Imigração 

Oficina “Férias no Museu”

Todos os sábados do mês de julho o Museu da Imigração oferecerá oficinas e atividades recreativas para as crianças além de contações de histórias.

Formato: Presencial
Datas: 1, 8, 15, 22 e 29/07

Horário: às 11h e às 16h 

Mais informações aqui 

Museu das Culturas Indígenas

Férias na Tava
Atividades com Mestres de Saberes do MCI: Jogos educativos, brincadeiras indígenas, cantos e danças.
Datas: 8, 9, 16, 22, 23, 29 e 30/07/2023

Horário: das 10h às 12h; das 14h às 16h. Dia 09 somente às 10h.

Vagas: 30

Sem inscrição prévia

Mais informações aqui 

Museu das Culturas Indígenas
Oficina de Artesanato Indígena

Para seu primeiro aniversário, o Museu das Culturas Indígenas conta com uma programação recheada de atividades culturais, como exibição de filmes, oficinas, feira de artesanato e apresentações.
Data: 01/07 e 02/07
Horários: das 15h às 17h
Vagas: 20 pessoas
Inscrições aqui e aqui
Mais informações aqui 

Museu da Imagem e do Som

Maratona Infantil 

O MIS apresenta a Maratona Infantil, na qual toda a família poderá aproveitar atividades gratuitas por todo o museu com contação de histórias, oficinas, música e diversão.

Formato: Presencial 

Data: 30/07

Horário: das 10h às 17h

Mais informações aqui 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Orientação musical 

Participantes serão conduzidos pelo método de aprendizagem musical desenvolvido pelo americano Edwin Gordon.
Formato: Presencial

Data: 11/7 a 25/7 – terças-feiras 

Horário: 15h às 17h 

Inscrições feitas no dia

Vagas: 30

Mais informações aqui 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Ateliê aberto de pintura 

Pessoas interessadas em pintura utilizarão pincéis e tintas para explorar a paisagem inspirada em seu próprio cotidiano e assim, representar livremente de maneira autoral sua criação artística.

Formato: Presencial

Data: 5/7 a 26/7 – terças-feiras e quartas-feiras

Horário: 10h às 12h 

Inscrições feitas no dia

Vagas: 56

Mais informações aqui

Oficina Cultural Alfredo Volpi

Oficina de audiovisual: Self-tape e interpretação

Nesta oficina serão oferecidas as ferramentas necessárias ao ator para que ele possa criar suas apresentações e cenas, passando por todas as etapas de realização, conforme o mercado pede como resultado final.

Formato: online pela plataforma Zoom

Data: 11/7 a 29/8 – terças-feiras 

Horário: 19h às 21h30

Inscrição aqui
Data: 20/06 a 06/07

Vagas: 15

Mais informações aqui

Oficina Cultural Oswald de Andrade 

Oficina de fotogravura

Curso referente aos processos de transferência de pigmento sobre placas de cobre para a obtenção de imagens que fundem aspectos da gravura em metal e da fotografia.

Formato: presencial

Data: 13/7 a 31/8 – quintas-feiras

Horário: 18h às 21h

Faixa etária: 18 anos 

Inscrição aqui 

Data: até 03/07

Vagas: 10

Mais informações aqui

Fábrica de Cultura Vila Curuçá
Oficina de Just Dance
Game para dançar repetindo os passos na tela ao som de músicas famosas.
Formato: Presencial
Data: 06/07
Horário: 15h30
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Sapopemba
Desenho e criação de impressora 3D
Nesta oficina, o público poderá transformar a sua imaginação em realidade com o poder do desenho e criação de objetos utilizando uma impressora 3D.
Formato: Presencial
Data: 07 e 15/07
Horário: às 10h e 15h
Mais informações aqui 

Fábrica de Cultura Sapopemba
Jogo montanha russa nos óculos VR
Nesta oficina, ocorrerá uma aventura emocionante que combina a adrenalina das montanhas-russas com a imersão dos óculos de realidade virtual.
Formato: Presencial
Data: 14 e 20/07
Horário: às 10h e 15h
Mais informações aqui 

Casa Mário de Andrade

Ruínas, Imagens e Imaginários: Vestígios de Cenas Humanas no Tempo

O curso apresenta uma introdução ao conceito “ruínas” formulado pela série internacional de estudos transdisciplinares e propõe reflexões contemporâneas ilustradas sobre a progressiva transformação do mundo em habitat humano e urbano.

Data:  quintas-feiras, 6, 13, 20 e 27 de julho
Horário: das 19h às 21h 

Formato: on-line, por meio da plataforma Zoom

Inscrições aqui – Prazo: 06/07

Vagas: 300
Mais informações aqui 

INTERIOR

Formação para o Interior

Procedimentos Dramatúrgicos em Processos Cênicos e Performáticos

Esta oficina desenha um panorama de procedimentos dramatúrgicos contemporâneos que disparam e articulam, de forma híbrida e irreverente, a construção da poética do espetáculo. Uma viagem que atravessa as experiências pregressas que permitem também uma melhor compreensão dos aprendizados, procedimentos e legados das gerações anteriores de criadores teatrais para nós que aqui estamos em pleno século XXI, assim como, uma projeção do que pode vir a ser o teatro.

Formato: Online pela plataforma Zoom

Data: 10,12,17 e 19/7

Horário: 14h às 16h

Inscrição aqui 

Vagas: 50

Formação para o Interior

Quintal de Criar: Uma Vivência Com Adultos

Por meio de exposição teórica, rodas de conversa e experimentação prática, os participantes irão compartilhar reflexões críticas sobre caminhos para preparar propostas artísticas convidativas e entender maneiras efetivas na condução de tais práticas e preparação dos espaços, de modo que as crianças estejam no centro de tais processos.

Formato: Online pela plataforma Zoom

Data: 4,5 e 6/7

Horário: 18h30 às 20h30

Inscrição aqui 

Vagas: 25

Idade: 16 anos

Confira as atividades de férias das instituições culturais do Governo de SP

Museus, Bibliotecas, Oficinas Culturais, Fábricas de Cultura 4.0 estão com uma ampla e divertida programação infantil, como oficinas de entomologia e terrário, Festival Circo SP, bikerama e workshop de confecção de máscaras de heróis 

As instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo localizadas na capital,  interior e litoral estão com muitas atividades para as crianças de todas as idades curtirem o período de férias, aproveitando o descanso com os familiares e amigos. Grande parte das ações são gratuitas e para a criançada de diversas idades. Entre elas estão: contação de histórias, música e pintura corporal com os Mestres de Saberes Indígenas do MCI – Museu das Culturas Indígenas  e brincadeiras xinguanas, sessões de cinema nas Fábricas de Cultura, confeccão de animais em massinha nas Biblioteca Parque Villa-Lobos e Biblioteca de São Paulo, além de oficina de minibarista no Museu do Café. 

Confira abaixo as atividades realizadas nas instituições culturais do Governo do Estado de São Paulo:

Museu Catavento – Ação Férias no Catavento
Oficina de tintas naturais: Consiste na extração de pigmentos de alguns produtos que temos em  casa como: legumes, verduras e temperos utilizados na cozinha, com texturas, cores e aromas, traz uma experiência para todas as pessoas de pintar livremente e explorar a criatividade.
Data: De 03 a 13 de janeiro – De terça a sexta-feira
Horário: Várias sessões ao longo do dia (retirada de senhas antecipadas no site).

Oficina terrárioOs visitantes construirão seu próprio terrário, colocando em prática a abordagem sobre micro ecossistemas em equilíbrio – método descoberto há cerca de 150 anos.
Data: 03 a 15 de janeiro.
Horário: Várias sessões ao longo do dia (retirada de senhas antecipadas no site).

Bikerama:  O público verá uma pista de autorama movido a pedal onde cada bicicleta com seu condutor está ligada a geração de energia da pista. Em cada pista há um “carrinho” de autorama. Os ciclistas enquanto pedalam, movimentam os veículos.
Data: 07 a 14 de janeiro.
Horário: Várias sessões ao longo do dia.

 

Oficinas artesanais: Por meio de desenhos, colagens e modelagem de massinhas, as crianças participantes poderão usar e abusar da criatividade.

Data: Finais de semana 07 e 08, 14 e 15, 28 e 29 de janeiro.

Horário: Várias sessões ao longo do dia.

 

Espetáculo Perigo Invisível: A Cia de Teatro BUZUM apresentará no Museu Catavento o espetáculo Perigo Invisível. Este espetáculo lúdico mostra que o perigo à saúde nem sempre é visível, como vírus, bactérias, fungos e como são importantes os bons hábitos de higiene na prevenção de doenças, em especial após tudo o que se viveu na pandemia. 

Data: 10, 13 a 25 de janeiro

Horário: Várias sessões ao longo do dia

 

Espetáculo de mágicas: Ilusionistas apresentarão mágica onde o público poderá participar. Para todas as idades.

Data: 10 a 22 de janeiro

Horário: às 11h, 13h e 15h

 

Espetáculo Vende-se um trombone: Um palhaço e uma palhaça dão vida aos personagens de uma velha e rabugenta senhora e um aspirante a músico. Este amante da música está iniciando suas explorações musicais a partir do trombone. E este se torna o pontapé para o desenrolar da relação de convívio entre esses dois vizinhos. 

Data: 12 de janeiro

Horário: às 13h30 

 

Game VR – Especial Aniversário de São Paulo: A Venturion, estúdio de experiências imersivas de São Paulo, apresentará um workshop sobre o desenvolvimento de jogos em realidade virtual 

Data:

24 de janeiro

Horário: às 11h, 13h e 15h

 

Serviço: 

Local: Museu Catavento 

Endereço: Av Mercúrio, s/n – Pq Dom Pedro II, Centro, São Paulo – SP 

Funcionamento: De terça a domingo das 09h às 17h. Bilheteria fecha às 16h. 

Ingressos: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia-entrada). Os ingressos podem ser adquiridos no site ou na bilheteria 

Mais informações: https://museucatavento.org.br / Tel. (11) 3315-0051. WhatsApp (11) 96392-1393 

GRÁTIS ÀS TERÇAS  

 

Museu da ImigraçãoFérias no Museu
Oficina e Apresentação de K-pop
Data: 7 de janeiro
Horário: 15h

Oficina de Entomologia: os Insetos de São Paulo e do Mundo
Data: 28 de janeiro
Horário: 15h

Serviço: 

Local: Museu da Imigração 

Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca – São Paulo/SP 

Funcionamento: De terça a sábado, das 9h às 18h. Domingo, das 10h às 18h. (Bilheteria até as 17h). 

Ingressos: R$10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pela Sympla (https://bileto.sympla.com.br/event/71152/d/171490/s/1153325) ou na bilheteria. 

Mais informações: https://www.museudaimigracao.org.br / Tel. (11) 2692-1866   

GRÁTIS AOS SÁBADOS 

O Mundo do Circo SP – Festival Circo SP
O Mundo do Circo SP, recém-inaugurado, reabrirá com a programação de espetáculos a partir do dia 17 de janeiro e receberá o Festival Circo SP, totalmente gratuito, de 24 a 29 de janeiro.

Serviço:

Local: O Mundo do Circo SP

Endereço: Parque da Juventude – estação Carandiru do Metrô

Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Carandiru, São Paulo – SP, 02030-100

Funcionamento: de 17 a 22 de janeiro, das 11h às 18h. 

Ingressos: Entrada gratuita todos os dias (fechado às segundas-feiras)

Mais informações: Programação em breve no site: www.mundodocircosp.com.br 

Tel. (11) 3882-8080 

Museu da Língua Portuguesa – Estação Férias – Nossas palavras são flâmulas  

De 12 de janeiro a 28 de janeiro, o Estação Férias – Nossas palavras são flâmulas criará um lugar de aprendizagem de palavras em línguas indígenas por meio de desenhos, pinturas, letras e traços.    

Às quintas e às sextas-feiras, em quatro horários (10h, 11h, 13h30 e 15h), será oferecida a oficina nossas escritas são flâmulas, em que o participante será convidado a criar pequenas bandeiras com frases pintadas a partir da técnica do stencil. Aos sábados, o saguão será ocupado com o projeto Caravana Lúdica, composto por diversos jogos recolhidos ao redor do mundo. No dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, haverá a apresentação do Coral Mirim Guarani.   

  

Gratuitas, as atividades do Estação Férias – nossas palavras são flâmulas são destinadas ao público em geral, sobretudo ao em idade escolar, e fazem parte da programação cultural relacionada à exposição temporária Nhe’ẽ Porã: Memória e Transformação. A mostra fala sobre línguas e culturas indígenas do Brasil e fica em cartaz até abril de 2023.    

Data: De 12 a 28 de janeiro  – Nossas palavras são flâmulas

Horário: De quinta a sábado, das 10h às 17h   

Saguão B do Museu da Língua Portuguesa   

Serviço: 

Local: Museu da Língua Portuguesa 

Endereço: Praça da Luz, s/nº – Luz – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP.   

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h h às 18h (entrada permitida até as 16h30) 

Ingressos: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia-entrada). Crianças até 7 anos não pagam. Os ingressos poderão ser retirados na bilheteria e pela internet Sympla (https://bileto.sympla.com.br/event/68203) 

Mais informações: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br – Telefone: (11) 4470-1515 

GRÁTIS AOS SÁBADOS 

Museu da Casa Brasileira – Esculturas Lúdicas – Sara Rosenberg

A exposição ‘Esculturas Lúdicas – Sara Rosenberg’ propõe ao público uma nova maneira de interagir com as obras expostas: elas podem ser usadas como pontos de partida para brincadeiras ao invés de ficarem expostas sobre um pedestal. São peças destinadas à experimentação do público infantil em sua ampla diversidade, por meio da experiência tátil e motora. 

Serviço: 

Local: Museu da Casa Brasileira 

Endereço: Av. Brig. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano, São Paulo 

Funcionamento: De terça a domingo, das 10h às 18h. Sextas-feiras das 10h às 22h. 

Ingressos: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia-entrada). Os ingressos podem ser adquiridos pelo site e na bilheteria.  

Mais informações: https://mcb.org.br/ Tel. (11) 3026-3900 

GRÁTIS ÀS SEXTAS 

Museu do Futebol – Férias no Museu

A programação acontece de terça a domingo, das 10h às 17h, e incluirá atividades voltadas especificamente para a primeira infância (0 a 3 anos) e atividades para todas as idades também. 

Entre as brincadeiras, a criançada poderá se divertir, por exemplo, com piscina de bolinhas, chute a gol, pula-pula, escalada inflável, slackline, jogos de tabuleiro e muito mais. Haverá, ainda, contação de histórias, confecção de brinquedos, entre outras oficinas.  

Data: 3 de janeiro a 5 de fevereiro (de terça a domingo) 

Horário: Das 10h às 17h 

Local: Área externa do museu 

Serviço:

Local: Museu do Futebol  

Endereço: Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu – São Paulo    

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 18h (entrada permitida até as 17h). Toda primeira terça-feira do mês, até as 21h (entrada até 20h)     

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).  Crianças até 7 anos não pagam      

Garanta o ingresso pela internet: https://bileto.sympla.com.br/event/78348/

GRÁTIS ÀS TERÇAS-FEIRAS  

Museu das Culturas Indígenas 

Outras tantas histórias indígenas, com Daniel Munduruku, das 10h às 12h, será uma manhã com vivências diversificadas, pensadas para famílias e crianças. Haverá contação de histórias com Daniel Munduruku, música e pintura corporal com os Mestres de Saberes Indígenas do MCI, e brincadeiras xinguanas com Kawakani Menihako.

Conversa sobre “Crônicas de São Paulo”, com Daniel Munduruku, das 10h às 12h e das 15h às 17h. O que significam os nomes indígenas de lugares da cidade de São Paulo? Daniel Munduruku nos convida para uma roda de conversa, a partir do livro “Crônicas de São Paulo”, à luz dos povos indígenas que habitaram e habitam a construção desta cidade. Refletindo sobre a cidade, o autor nos traz também suas histórias, sua cultura e vivências.

Data: 25/01

Horário: 10h às 12h e das 15h às 17h

Serviço: 

Local: Museu das Culturas Indígenas 

Endereço: Rua Dona Germaine Burchard, 451, Água Branca – São Paulo/SP 

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h. Quinta-feira das 9h às 20h. 

Ingressos: R$ 15,00 (inteira + R$ 1,50 taxa). R$ 7,50 (meia-entrada + R$ 1,50 taxa). Os ingressos podem ser adquiridos pelo site  https://bileto.sympla.com.br/event/74784/d/149212 

Mais informações: https://museudasculturasindigenas.org.br / Tel. (11) 3873-1541    

GRÁTIS ÀS QUINTAS 

Fábricas de Cultura das zonas Norte (Brasilândia, Jaçanã e Vila Nova Cachoeirinha) e Sul (Jardim São Luís e Capão Redondo), Diadema, Osasco e Iguape

As Fábricas de Cultura realizam as Oficinas de Férias, atividades diárias e gratuitas voltadas para crianças e adolescentes. São quase 200 atividades livres e cerca de 2 mil vagas distribuídas entre as oito unidades. Tudo gratuito. 

Serviço:

Funcionamento: De terça a sexta, das 9h às 19h. Unidades Jardim São Luís, Vila Nova Cachoeirinha e Jaçanã: Finais de semana e feriados, das 12h às 17h.

Unidades Brasilândia, Capão Redondo e Diadema: Aos sábados das 9h às 17h.Unidade Osasco: de terça a sexta das 9h às 18h. Mais informações: https://www.fabricasdecultura.org.br/ 

Fábricas de Cultura Zona Leste (Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista, Parque Belém e Cidade Tiradentes), São Bernardo do Campo e Santos – Sessões de cinema infantil

As Fábricas de Cultura também terão sessões de cinema, por exemplo: Mulan e  O Homem do Futuro.

Serviço:

Funcionamento: De terça a domingo, das 09h às 17h
Mais informações: www.fabricadecultura.org.br 

Sala São Paulo – Visitas monitoradas

A Sala São Paulo, sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, recebe visitas monitoradas no mês de janeiro e pode ser uma opção para a família com crianças maiores conhecerem a história deste patrimônio histórico.

Serviço: 

Local: Sala São Paulo 

Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos, São Paulo – SP

Mais informações: http://www.salasaopaulo.art.br/ Tel. (11)  3367-9500   

Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos – Oficinas de Massinha e rabiscos interativos 

Festival da Massinha, Desenho e Pintura
Atividade interativa apresenta os biomas e ensina as crianças a confeccionarem animais em massinha, desenho e pintura. Indicado para crianças de 2 a 13 anos. Com Zarvos Viviani. Não é necessário inscrição.
Biblioteca Parque Villa-Lobos – Sábado, dia 21, das 14h às 16h
Biblioteca de São Paulo – Domingo, dia 22, das 14h às 16h

Fábrica de Ruídos e Rabiscos Interativos
Oficinas temáticas que combinam o potencial expressivo do som, do papel e da interatividade mágica e artística da tecnologia. A partir de 5 anos. Com Projeto LINCE. Não é necessário inscrição.
Biblioteca de São Paulo – Sábados, das 14h às 16h
Biblioteca Parque Villa-Lobos – Domingos, das 14h às 16h

Serviço: 

Local: Biblioteca de São Paulo

Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Santana, São Paulo – SP 

Funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30. Fechada nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, 1º de janeiro e terça de carnaval

Entrada gratuita

Mais informações: https://bsp.org.br/ 

Serviço: 

Local: Biblioteca Parque Villa-Lobos 

Endereço: Av. Queiroz Filho, 1205, Alto de Pinheiros, São Paulo, SP 

Funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30. Fechada nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, 1º de janeiro e terça de carnaval.

Entrada gratuita
Mais informações: https://bvl.org.br/ 

Casa das Rosas – Ações lúdicas no Jardim – Aniversário de São Paulo 

Em comemoração ao aniversário de São Paulo, o Núcleo de Ação Educativa da Casa das Rosas realizará ações presenciais lúdicas no jardim ao longo do dia a fim de estimular a sociabilização entre crianças e familiares, assim como a fruição do espaço público do museu. 

Pescaria de curiosidades

Nessa brincadeira, os participantes pescarão na fonte do jardim curiosidades sobre a Casa das Rosas. 

Chuva de poesia

Nessa ação de sensibilização poética, os participantes escolherão poemas concretos e visuais para ler e discutir a respeito. Atividade realizada presencialmente, no jardim da Casa das Rosas. A capacidade de atendimento é de 20 pessoas por jogo.

Serviço: 

Local: Casa das Rosas

Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista, São Paulo – SP

Funcionamento: O museu está sendo restaurado. Durante o período do restauro, o jardim funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h

Entrada gratuita
Mais informações: https://www.casadasrosas.org.br/

Museu de Arte Sacra de São Paulo – Desenhança: um Museu para desenhar

Nesta atividade, desenho é caminho para uma investigação visual que busca aproximar o museu, o acervo e o público. Não é necessário nenhum conhecimento técnico em desenho, só a vontade basta! Os materiais serão disponibilizados pelo Museu.

Datas: 07, 14, e 28 de Janeiro de 2023 e 04 de Fevereiro de 2023
Horário: 14h
Inscrição: https://forms.gle/So7QpE7nZGdzfiAj9

Serviço: 

Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo

Endereço: Av. Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo – SP 

Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 17h
Mais informações: http://museuartesacra.org.br/ 

GRÁTIS AOS SÁBADOS 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano – SP 469 anos – Workshops de brinquedos reciclável e confecção de máscaras de heróis

Brinquedo Reciclável – Animais divertidos: Neste workshop será utilizado materiais que seriam descartados, como caixas de papelão e recursos artísticos como pincel, tintas, eva, olhinhos, glitter e demais itens para customização, serão produzidos animais inspirados na fauna brasileira. 

Data: 25/1 – quarta-feira – 15h às 16h. Faixa Etária: maiores de 7 anos
Inscrições: 9/1 a 23/1. https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9e29fd3777fb2934d59a9522b5bfa87b

Confecção de máscaras de heróis

Os Heróis preferidos dos pequenos cinéfilos de plantão servirão de inspiração durante o workshop de confecção e customização de máscaras. Além de receberem um panorama sobre suas origens e o impulsionamento que tiveram nos filmes de ficção e fantasia, todas as máscaras poderão ser levadas para casa sem custos.
Data: 25/1 – quarta-feira – 13h às 14h. Faixa Etária: maiores de 7 anos. Obs: Todo material será fornecido gratuitamente
Inscrições: 9/1 a 20/1
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/2dbf95b5c5289b340cd53d7d7dd016ec

Cultura em Casa – Filmes Online

Maior plataforma de streaming cultural gratuita do país, a #CulturaEmCasa preparou uma programação especial para as férias de janeiro. Em “Férias dos Sonhos É Aqui, Você e Eu”, o público vai encontrar produções elogiadas por público e crítica do Japão, da Eslováquia, da Espanha, da Hungria e de Djibouti, na África Oriental, com destaque para os gêneros drama, comédia e animação.  Para agradar a criançada, tem conteúdo de peças infantis. “Pinocchio – uma história de circo”, “Pretinha adormecida”, “O pequeno herói preto” e “Canções para crianças de 8 a 80” integram a programação. 

Interior

Do  Teatro Estadual de Araras,  no interior de São Paulo, a plataforma #CulturaEmCasa destaca o espetáculo infantil “Astronaut(a)”, que conta a história de Ana, uma menina diferente que conversa com as estrelas todas as noites e tem um sonho: ser astronauta e morar no espaço. 

Litoral

Museu do Café – Santos – Oficina de Minibarista e  desenhos decorativos nas bebidas

Oficina de Minibarista
Ministrada por especialistas, a atividade terá início com a apresentação lúdica da história do café. Na sequência, os baristas darão dicas de preparo e convidarão as crianças a criarem desenhos decorativos em suas bebidas, conhecidos como latte art, utilizando o chocolate em pó e a espuma do leite.

Data: 7 e 14 de janeiro
Horário: 15h. Faixa etária: 3 a 10 anos

Oficina de Geladinho de Café

Os participantes aprenderão as origens do grão e a sua história, para que, em seguida, façam os seus próprios geladinhos de café com leite e leite condensado.

Datas: 8 e 28 de janeiro
Horário: 15h. Faixa etária: 5 a 12 anos

Plantação de Mudas de Cafés

Na ação, a garotada descobrirá como realizar o plantio de uma muda de café e receberá orientações para cuidar da futura árvore. Ainda, na proposta, um barista contará curiosidades e origens desse produto, de forma breve e divertida.

Data: 21 e 29 de janeiro
Horário: 15h.Faixa etária: 3 a 12 anos

Serviço:

Local: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos/SP
Funcionamento: De terça a sábado, das 9h às 18h. Domingo, das 10h às 18h. (Bilheteria até as 17h).
Ingressos: R$10 (meia-entrada: R$ 5). Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pela Sympla (https://bileto.sympla.com.br/event/71128/d/173985/s/1174974) ou na bilheteria
Mais informações: https://www.museudocafe.org.br / Tel. (13) 3213-1750
GRÁTIS AOS SÁBADOS

Confira as atividades do Dia do Folclore e do Dia do Gamer nas instituições culturais do Governo do Estado de São Paulo

Entre os destaques, estão oficina de “cosplay de personagens de games” na Biblioteca de São Paulo, oficina “criando narrativas interativas com Twine” na Biblioteca Parque Villa-Lobos e maratona infantil com brincadeiras, cinema e teatro com inspiração no tema folclórico no MIS

Para valorizar o Dia do Folclore e o Dia Internacional do Gamer, as instituições da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo estão com atividades gratuitas, como oficina de cosplay de personagens de games, oficina criando narrativas interativas com twine, clube de leitura para as crianças inspirado no  livro “Princesas Guerreiras”, de Janaina Tokitaka, maratona infantil repleta de brincadeiras, cinema e teatro com inspiração no tema folclórico, além de um divertido jogo interativo de dança.

O Dia do Folclore é celebrado em 22 de agosto, pois foi nesta data que o termo folklore foi inventado por  William John Thoms. A etimologia da palavra folclore refere-se a dois termos em inglês: folk e lore, cujos significados são, respectivamente: povo e conhecimento. São histórias cheias de personagens que nasceram dos contos, mitos, espiritualidade, dos povos indígenas, africanos e portugueses. Já em 29 de agosto, é o Dia Internacional do Gamer, criado em 2008 com o objetivo de celebrar a importância dos games e o benefício dos jogos  em todas as culturas.

Na programação da Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo, em 25/8, às 16h, acontece  a contação de históriaO Misterioso Causo do Casco Quebrado”. Jabuti é um bichinho curioso, cascudo e resistente, muito comum no Brasil e carrega em si crenças e costumes. Há quem acredite que para curar asma, basta colocá-lo debaixo da cama. No Pará, é expressão linguística, “te vira, tu não é jabuti”.  No direito, jabuti se refere a emendas parlamentares que não têm ligação com o texto central, ou seja, é diversa a relação de nossa cultura com esse animal. A equipe de Bibliotech convida o público a conhecer duas narrativas populares de tradição oral que explicam o por quê de o jabuti ter o casco todo rachado. “A Festa no Céu” e “A Fruta Amarela” serão as narrativas utilizadas como referência para essa atividade.

E na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha terá o jogo Apenas Dance! em 29/8, das 10h às 12h, para  maiores de 8 anos, em comemoração ao Dia do Gamer. 

Na Biblioteca de São Paulo teremos a  oficina  “Cosplay de Personagens de Games, em 26 de agosto, das 14h às 15h, com a figurinista, maquiadora e cosplayer Thaís Jussim. O público descobrirá como é possível criar um cosplay de forma econômica, utilizando materiais simples. A ação procura estimular a criatividade e exercitar habilidades em customização e artes. Com a figurinista, maquiadora e cosplayer Thaís Jussim. A partir de 10 anos. Presencial, ao vivo, inscrição 

Já na Biblioteca Parque Villa-Lobos acontece  a oficina “Criando Narrativas Interativas com Twine”, dia 23 de agosto, das 14h às 17h. Deseja mudar a história de filmes e livros? Participe da oficina que apresenta os fundamentos do Twine – uma das ferramentas mais usadas na criação de histórias interativas, com Thiago Baptista. A partir de 13 anos. 

Lembrando que a Biblioteca de São Paulo e a Biblioteca Parque Villa-Lobos têm espaços com sala de games com variedade de jogos eletrônicos. Funcionam gratuitamente das 9h30 às 18h30. Para utilizar é preciso ser sócio da biblioteca. On-line, ao vivo, inscrição no site.

No MIS – Museu da Imagem e do Som temos  Maratona Infantil realizada, dia 27 de agosto, uma edição especial em comemoração ao Dia do Folclore. A programação traz oficinas, brincadeiras, cinema e teatro com inspiração no tema – e entrada gratuita. Por exemplo, na atividade “Lendas do Brasil” as crianças e famílias poderão se divertir, enquanto aprendem mais sobre o folclore nacional, com atividades como a oficina de Fantasias do Folclore Brasileiro, realizada pelo Coletivo Foca, no qual as crianças criam a sua própria fantasia de um personagem ligado ao folclore. Já a Matiz Filmes traz a oficina Teatrinho de Sombras – As Criaturas do Folclore, proporcionando aos participantes a criação de um pequeno teatro de sombras e silhuetas baseadas nas famosas figuras das lendas brasileiras. 

Confira a programação nas instituições:

Fábricas de Cultura

Clube De Leitura Infantil | Princesas Guerreiras: Direcionando Um Novo Olhar Ao Folclore – Fábrica de Cultura Jaçanã
Leitura do livro  “Princesas Guerreiras”, de Janaina Tokitaka. As crianças conhecerão as  princesas do folclore  de diversas origens: afro-brasileira, japonesa e colonial brasileira.
Data: 29/8, terça-feira, das 11h30 às 12h30,  Livre
Mais informações

Local: Fábrica de Cultura Jaçanã – Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 – Conjunto Habitacional Jova Rural – São Paulo/SP.

Bibliocine: “A Luta Pelo Folclore Nacional” – Fábrica de Cultura Jaçanã
Data: 31/8, quinta-feira, das 14h30 às 16h | maiores de 6 anos
Local: Fábrica de Cultura Jaçanã – Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 – Conjunto Habitacional Jova Rural – São Paulo/SP
Em comemoração ao Dia do Folclore, o bibliocine deste mês exibe um filme sobre esta temática, instigando os participantes a conhecer figuras e personagens da nossa cultura e de outras culturas.
Mais informações

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha – Apenas Dance!
No dia 29 de Agosto se comemora o Dia do Gamer. Venha celebrar com um divertido jogo interativo de dança no espaço da Biblioteca.

Data: 29/8, terça-feira, das 10h às 12h, maiores de 8 anos

Local: Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha – Rua Franklin do Amaral – de 701/702 ao fim, 1575 – Vila Nova Cachoeirinha – São Paulo/SP
Mais informações

Encontro de Leitores: O Turista Aprendiz, de Mário de Andrade – Dia dos Artistas – Fábrica de Cultura Santos
Este encontro propõe uma observação sensível a respeito das incursões de Mário de Andrade pelo interior do Brasil no início do século XX, sublinhando os aspectos da cultura popular e das narrativas do “folclore” brasileiro observadas pelo viajante. A obra “O Turista Aprendiz” será a principal referência que norteará a atividade, na Fábrica de Cultura Santos.
Data: 23 de agosto, às 14h30
Local: Fábrica de Cultura Santos (Presencial)
Mais informações

Contação de História: O Misterioso Causo do Casco Quebrado – Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo 

A equipe de Bibliotech convida o público a conhecer duas narrativas populares de tradição oral que explicam o porquê de o jabuti ter o casco todo rachado, “A Festa no Céu” e “A Fruta Amarela” serão as narrativas utilizadas como referência para essa atividade.
Data: 25 de agosto, às 16h
Local: Bibliotech (Presencial)

Mais informações

História dos videogames – Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes
O Dia Internacional do Gamer foi criado em 2018 por um grupo de revistas espanholas, que decidiram oficializar uma data para celebrar. Nesta transmissão ao vivo, será possível conhecer a história, curiosidades e a relação da cultura pop dos videogames com a sociedade atual.
Data: 29 de agosto, às 15h, on-line
Transmissão ao vivo: Instagram – @fabricadeculturact
Mais informações

Bibliotecas

Biblioteca de São Paulo

Oficina de Cosplay de Personagens de Games

Com a figurinista, maquiadora e cosplayer Thais Jussim. A partir de 10 anos.

Formato: Presencial, ao vivo

Data: Sábado, 26 de agosto

Horário: das 14h às 15h

Inscrição neste link

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Oficina Criando Narrativas Interativas com Twine

Com Thiago Baptista. A partir de 13 anos.

Data: Quarta-feira, 23 de agosto

Horário: das 14h às 17h
Formato: on-line, ao vivo

Inscrição neste link

 

Museus

Capital

MIS – Museu da Imagem e do Som
Maratona Infantil
Algumas atividades que acontecerão no decorrer do dia:

– Contações de histórias: Lenda do Bumba Meu Boi e O Folclore na Literatura de Monteiro Lobato, com a Cia Cambaio;

– Sessão de cinema com as principais lendas da cultura e das tradições populares do nosso Brasil;

– Pocket show no Auditório MIS, com uma apresentação dos músicos Lucas D´Alessandro, Guilherme Lage e Rafael Béber;

– Crespinhos Dançam com Puket: Especial Bicho MIX: O Frevo e o Funk: Aulão de dança com o professor Luis Marques.

Data: 27 de agosto, domingo

Ingresso: Gratuito

Horário: das 10h às 17h

Classificação indicativa: Livre

Local: Museu da Imagem e do Som: Avenida Europa, 158, São Paulo-SP
Para conferir horários e mais detalhes acesse o site Mais informações

Interior

Museu Felicia Leiner

Família no Museu: Folclore no museu: 5 marias

Com certeza alguma brincadeira folclórica marcou sua infância. Desta forma, o setor educativo do Museu e Auditório, em homenagem ao Mês do Folclore, propõe o desafio da brincadeira “Cinco Marias”, um jogo no qual os participantes precisam executar uma sequência de movimentos rápidos com os saquinhos feitos de arroz, farinha ou areia. Você já jogou? Mas o desafio não para por aí e para avançar as fases do jogo não basta ser rápido nas jogadas. Como? Respondendo algumas perguntas sobre o universo folclórico. Não deixe de participar desse momento divertido!

Data: 26 de agosto, sábado 

Ingresso: Gratuito

Horário: às 11h e às 15h

Classificação indicativa: Livre

Local: Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto Boa Vista, Campos do Jordão – SP
Para conferir horários e mais detalhes acesse o site Mais informações

Confira as dicas culturais do secretário Sérgio Sá Leitão para o feriado de Carnaval

Dica 1: Tem folia online para os carnavalescos que não abrem mão da festa, mas ainda preferem a proteção do isolamento.  A plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaemCasa apresenta o Carna #CulturaEmCasa. Em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, diversos sambas-enredo, desfiles de rua e muitos outros conteúdos selecionados serão transmitidos gratuitamente na plataforma.
De 24 de fevereiro até o dia 1º de março, sempre às 16h30 e às 19h30. Acesse pela plataforma ou aplicativo – www.culturaemcasa.com.br 

Dica 2: A dica de cinema deste final de semana fica com o Bate-papo de Cinema Pontos MIS, que apresenta o filme ‘Rolê – histórias dos rolezinhos’, documentário sobre essa forma inusitada de manifestação em shoppings no Brasil que mobilizou milhares de pessoas nos últimos anos e escancarou as barreiras impostas pela discriminação racial e pela exclusão social. O filme fica disponível até 26 de fevereiro. O bate-papo acontece ao vivo no canal do MIS no Youtube no sábado 26, às 18h,  e conta com a participação do diretor Vladimir Seixas e mediação de Giuliana Monteiro.
Rolê, histórias dos rolezinhos, direção Vladimir Seixas, Brasil, 2021, 122 minutos, 14 anos 

Vladimir Seixas foi indicado ao Emmy Internacional de melhor documentário em 2019, com ‘A Primeira Pedra’. Seus filmes investigam as transformações políticas e culturais no Brasil dos últimos anos a partir das lutas de movimentos urbanos. 

Giuliana Monteiro é roteirista e diretora nascida em São Paulo. Dirigiu e roteirizou seis projetos de curta-metragem nos últimos três anos – os curtas “Raízes” (experimental), “Margarete 6422” (documentário), “Stay” (ficção), “Felicidade” (ficção) e “Eu não digo adeus, digo até logo” (ficção) – partindo de uma linguagem mais documental para ficção. 

Dica 3: A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) apresenta na Sala São Paulo “Sinfonia de Cinema”, cujo programa combina trilhas sonoras emblemáticas de filmes, como “Frozen”, “Os Incríveis”, “O Senhor dos Anéis” e “Guerra nas Estrelas”, e peças orquestrais feitas para séries de TV também icônicas, como “Game of Thrones” e “Downton Abbey”. Os concertos terão regência de Wagner Polistchuk, que também é trombone solista da Osesp, e apresentação da cineasta Marina Person, que contará, entre as músicas, um pouco da história dos filmes e séries para os quais elas foram feitas. Arcádio Minczuk, oboé solista da Osesp, e a jovem cantora Manuela Lopez fazem participações especiais.  

A performance desta sexta-feira 25, às 20h30, será transmitida ao vivo direto da Sala São Paulo, no YouTube da Osesp. 

Essas e outras dicas culturais você acessa pelo site da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (www.cultura.sp.gov.br) ou pela plataforma #CulturaEmCasa (www.culturaemcasa.com.br) 

Confira as dicas culturais do secretário Sérgio Sá Leitão para o final de semana

Dica 1: A dica de teatro deste final de semana fica por conta da peça “Estranhas” que está em cartaz na plataforma #CulturaemCasa. Com direção de Jonathan Andrade e estrelado por Renata Soares e Roberta Rangel, a produção explora o tema da conexão interpessoal em um cenário de isolamento e distanciamento. A realidade imposta pela pandemia é extrapolada para um mundo distópico, que expõe ainda mais as fragilidades do ser humano.

“Estranhas” terá exibição nos dias 4, 5 e 6/3, sempre às 15h e às 20h. Acesse pela plataforma ou aplicativo – www.culturaemcasa.com.br

Dica2: A Casa das Rosas apresenta o recital “Expresso Poesia”, um stand-up no qual um poeta convidado apresenta sua obra.  A convidada deste sábado 5/3 é a poeta, psicóloga e especialista em teoria literária Viviane Nogueira. A artista paulistana escolheu um dos livros de sua autoria, “Uma casa se amarra pelo teto” (Ed. Macondo/2019), para compartilhar com o público.

Sábado 5/3, às 15h, pelo canal do Youtube da Casa das Rosas: https://www.youtube.com/c/CasadasRosasSP

Dica 3: A Fábrica de Cultura de São Luis apresenta “Liberdade de Expressão: Mulheres Periféricas”, um documentário produzido e idealizado pelo coletivo ‘Papo de mina’ e protagonizado por seis mulheres negras, periféricas, artistas-independentes e empreendedoras da cidade de São Paulo. Ca Jota, Déa da Sul, Gih Trajano, Kimani, Mana Black e Tia Preta dividem um pouco das suas histórias e contam como a arte, a cultura, as redes de apoio e o afeto foram importantes para que elas pudessem se libertar de diferentes tipos de prisões, como relacionamentos abusivos, silenciamentos e preconceitos.

Domingo 6/3, às 17h, pelo canal do YouTube das Fábricas de Cultura:

https://www.youtube.com/c/fabricasdeculturavideos

Essas e outras dicas culturais você acessa pelo site da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (www.cultura.sp.gov.br) ou pela plataforma #CulturaEmCasa (www.culturaemcasa.com.br)

Confira as dicas culturais do secretário Sérgio Sá Leitão para o final de semana

Dica 1: O Theatro São Pedro abre neste fim de semana a temporada lírica de 2022 com a montagem de dois títulos do compositor italiano Giovanni Battista Pergolesi (1710- 1736): La Serva Padrona e Livietta e Tracollo As obras pertencem ao gênero intermezzi buffo, considerado uma revolução na história da ópera por introduzir uma temática mais urbana, com linguagem mais coloquial e menos empolada.  La Serva Padrona, com libreto de Gennaro Federico inspirado em uma comédia de Jacopo Angello Nelli, estreou em 1733, no Teatro di San Bartolomeo, em Nápoles. Livietta e Tracollo, com libreto de Tommaso Mariani, estreou no ano seguinte, 1734, no mesmo teatro napolitano.  A direção musical é do especialista em música antiga Luis Otavio Santos, que comanda a Orquestra do Theatro São Pedro, e a direção cênica de Mauro Wrona. 

A apresentação deste domingo (20/3), às 17h, terá transmissão gratuita pelo canal do YouTube do Theatro: https://www.youtube.com/c/TheatroS%C3%A3oPedroTSP  

 

Dica 2: A plataforma #CulturaEmCasa apresenta a 1° Mostra de Cinema do Vale do Ribeira, uma iniciativa que busca contribuir para a difusão da produção audiovisual na região. Nesta primeira edição, o evento homenageia a diretora de fotografia Kátia Coelho, primeira mulher a dirigir a fotografia de um longa-metragem no Brasil. No domingo às 12h será exibido o filme ‘Dentro da Caixinha’ (2021), dirigido por Guilherme Reis e vencedor dos prêmios de Melhor Filme Infantil e Melhor Longa no Festival Internacional Cineminha B. Este longa de ficção conta a história de três irmãos que passam férias na casa da avó submersos em joguinhos de videogame e redes sociais. Até que uma tempestade provoca a queda de energia e a avó apresenta às crianças, até então entediadas sem os passatempos eletrônicos, o divertido universo das brincadeiras de roda.  

‘Dentro da Caixinha’ será exibido neste domingo (20/3), às 12h, pela plataforma #CulturaEmCasa – www.culturaemcasa.com.br  

https://culturaemcasa.com.br/video/dentro-da-caixinha/  

 

Dica 3: A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) se apresenta na Sala São Paulo nesta sexta-feira 18 sob a regência do diretor musical e regente titular da Osesp Thierry Fischer e com a participação do prodigioso pianista israelense Tom Borrow, que tem apenas 21 anos e se apresenta pela primeira vez no Brasil. Na programação, peças de Ludwig van Beethoven, Joseph Haydn e Béla Bartók. 

A performance desta sexta-feira 18, às 20h30, será transmitida ao vivo direto da Sala São Paulo, no YouTube da Osesp: https://www.youtube.com/watch?v=QTUiDg9oChk  

 

Essas e outras dicas culturais você acessa pelo site da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (www.cultura.sp.gov.br) ou pela plataforma #CulturaEmCasa (www.culturaemcasa.com.br) 

Confira as dicas culturais para o final de semana do secretário Sérgio Sá Leitão

Ouça aqui: https://bit.ly/3FnD7hK

Dica 1
1º Festival de Verão de Campos do Jordão – de 22/1 a 13/2/2022
São mais de 50 apresentações e todos os concertos realizados no auditório Claudio Santoro serão transmitidos ao vivo pela plataforma #CulturaEmCasa.
Concertos de música erudita contemporânea e música popular instrumental.

Dica 2
Documentário ‘Cinemability’ que trata como a indústria do entretenimento aborda o tema da inclusão da pessoa com deficiência. O documentário norte-americano fez parte da 2ª Mostra Internacional de Cinema Virtual e segue sob demanda pela plataforma #CulturaEmCasa.

Dica 3
Festival Cultura Em Casa, ‘“Chopin ou o Tormento do Ideal”’, direção de José Possi Neto, com estreia de Nathalia Timberg.
Pela plataforma #CulturaEmCasa

Dica 4
Série Rolando Prosa, protagonizada por Rolando Boldrin, que traz causos cotidianos das pessoas do interior de São Paulo. Produção da Amigos da Arte e que está disponível na plataforma #CulturaEmCasa.

Plataforma #CulturaEmCasa – www.culturaemcasa.com.br

Confira o calendário do ProAC Editais 2018!

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo divulgou calendário 2018 do Programa de Ação Cultural (ProAC), na modalidade Editais. Neste ano, serão lançados 47 editais, que irão contemplar 467 projetos. O investimento em premiação será de R$ 29 milhões.

Além dos 43 editais já publicados em anos anteriores, serão lançados cinco novos editais. A linguagem música ganhará dois concursos de estímulo: Bandas Marciais e Fanfarras (10 projetos com prêmio de R$ 40 mil cada) e Música Eletrônica e Alternativa: Rock, Reggae e Outros (12 projetos com prêmio de R$ 25 mil cada). Em festivais, o edital Festival de Música para Novos Talentos contemplará os escolhidos com quatro prêmios no valor de R$ 150 mil cada. Já a linguagem multidisciplinar premiará 15 projetos nos concursos Ações de Internacionalização das Produções Artísticas, no valor de R$ 38 mil cada, e Projetos Culturais para Artistas Residentes em Pequenos Municípios no Estado de São Paulo, com 16 prêmios no valor de R$ 20 mil cada.

Para o secretário da Cultura do Estado José Luiz Penna, a ampliação do número de editais reflete a importância do programa: “O ProAC Editais é um grande estímulo para os artistas de todo o Estado, tanto da capital quanto dos pequenos municípios que, agora, serão especialmente contemplados.” Penna reforça que serão destinados mais recursos para o programa com foco direto em municípios e ressalta a diversidade do público a ser alcançado: “Apontamos para o futuro, com o edital de música eletrônica, mas não esquecemos da tradição, com as bandas e fanfarras”, observa.

Os primeiros editais devem ser lançados já no mês de março, nos seguintes segmentos: teatro (quatro editais); dança (três editais); artes cênicas (dois editais) e música (seis editais). O calendário completo com o nome dos editais, valores e mês de publicação previsto está disponível aqui.

Todos os editais são publicados no Diário Oficial do Estado (www.imprensaoficial.com.br) e também são disponibilizados no site www.proac.sp.gov.br.

Confira o horário de funcionamento das instituições culturais do Estado neste feriado

Nesta quarta-feira (1º) é comemorado o Dia do Trabalho em todo o território nacional

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado divulgou o horário de funcionamento dos seus equipamentos durante o Dia do Trabalho deste ano. O feriado ocorre nesta quarta-feira (1º) e é celebrado em todo o país. Veja os detalhes a seguir.

Museus

  • Pinacotecas – 10h às 18h.
  • Memorial da Resistência – 10h às 18h.
  • Museu Afro Brasil Emanoel Araújo – 10h às 17h.
  • Museu da Língua Portuguesa – 9h às 16h30.
  • Museu de Arte Sacra – 9h às 17h.
  • Museu das Favelas – 10h às 17h.
  • Museu Catavento – 9h às 16h.
  • Museu da Imagem e do Som e Experience – 10h às 18h.
  • Museu do Futebol – 9h às 18h.
  • Museu Casa das Rosas – 10h às 17h30.
  • Museu Casa Guilherme de Almeida – 10h às 18h.
  • Museu Casa de Portinari – 9h às 20h.
  • Museu da Imigração – 9h às 18h (bilheteria até às 17h).
  • Museu do Café – 9h às 18h (bilheteria até às 17h).
  • Museu das Culturas Indígenas – 9h às 18h.
  • Museu Felícia Leirner – 9h às 18h.
  • Museu Índia Vanuíre – 9h às 18h.
  • Paço das Artes – 12h às 18h.

Bibliotecas

  • Biblioteca Villa-Lobos – 9h30 às 18h30.
  • Biblioteca de São Paulo – 9h30 às 18h30.

Teatro

  • Teatro Sérgio Cardoso – Sessões às 15h e 20h.
  • Theatro São Pedro – Fechado.
  • Teatro de Araras Maestro Francisco Paulo Russo – Fechado.

Espaços culturais

  • Mundo do Circo – 11h às 18h.
  • Sala São Paulo – Fechada.
  • Conservatório de Tatuí – Fechado.
  • Fábricas de Cultura das Zonas Norte e Sul, Diadema, Osasco e Iguape – Fechadas.
  • Fábricas de Cultura Zona Leste, Santos e São Bernardo do Campo – 9h às 17h.
  • São Paulo Escola de Teatro – Fechada.
  • São Paulo Escola de Dança – Fechada.

Confira os cursos e oficinas do mês de fevereiro

_Programação conta com oficinas de adereços carnavalescos, além de temáticas que vão de cinema brasileiro, samba, arte a comunicação visual_

As instituições da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo realizam, no mês de fevereiro, cursos e oficinas com foco em diversas áreas, como música, arte visual, escrita criativa, dança e artesanato. As Fábricas de Cultura Oficinas Culturais e Museus disponibilizarão as atividades em diversas regiões, a maioria delas com inscrições gratuitas e vagas limitadas.

Em ritmo de Carnaval, entre os cursos que serão oferecidos, está a Oficina Infantil de Adereços Carnavalescos, na Casa Mário de Andrade, localizada na região da Barra Funda, na qual crianças e familiares poderão se divertir na confecção de trajes carnavalescos de antigamente. Trata-se de uma atividade presencial, que ocorrerá no dia 17 de fevereiro, sexta-feira, das 13h às 15h. Na Casa Guilherme de Almeida, localizada na região de Sumaré, os participantes construirão as próprias máscaras de Carnaval, no dia 11 de fevereiro, sábado, das 14h às 15h30. O mesmo ocorre no Museu da Língua Portuguesa, localizado na região da Luz, dia 17 de fevereiro, das 10h30 às 12h30, onde uma equipe vai receber e acompanhar o público na feitura de faixas, tiaras, máscaras e tudo mais que a folia pedir. 

Focando no cinema, a Casa Guilherme de Almeida oferece o Curso Estrelas Interrompidas do Cinema Brasileiro, que irá tratar da vida e da obra de algumas figuras importantes do cinema clássico brasileiro cujas carreiras meteóricas foram interrompidas por razões muitas vezes desconhecidas, algumas de modo trágico. Poderá ser realizado online, por meio da plataforma Zoom, de segunda a quinta-feira, nos dias 13, 14, 15 e 16 de fevereiro, das 19h às 21h.

Os apaixonados por música e dança poderão participar da Oficina Zumba: Os Ritmos Latinos da Dança, na Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, localizada na região da Brasilândia, por meio de inscrições que terminam no dia 3 de fevereiro. São 15 vagas ofertadas para quem possui mais de 16 anos. A oficina será realizada entre os dias 7 de fevereiro e 7 de março, às terças-feiras, das 19h30 às 21h. No Museu Índia Vanuíre, localizado na cidade de Tupã, interior de São Paulo, ocorrerá a Oficina do Samba, com o auxílio da professora Marisa Silva, no dia 14 de fevereiro, das 9h às 11h. Na mesma instituição, no dia 16 de fevereiro, das 9h às 14h, ocorrerá a Oficina de Musicalização para as crianças utilizando instrumentos musicais e canções carnavalescas. 

Já na Biblioteca de São Paulo, localizada na região de Santana, a Oficina Reels e TikTok além das dancinhas, que será realizada online, no dia 28 de fevereiro, terça-feira, das 14h às 17h, desmistifica o formato de vídeo vertical, apresenta referências para além das dancinhas e desafios, orientando os empreendedores, autônomos e criadores de conteúdo a adotarem o formato nas redes. Por outro lado, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, localizada no Alto de Pinheiros, também de forma online, será realizada a Oficina Canção-Assentamento: Terra, Território e Terreiro, que aborda a terra no cancioneiro brasileiro, desdobrada em três aspectos: a terra como direito; a terra como força sagrada (terreiro) e a terra como lugar de reconhecimento (território). Essa oficina será realizada nos dias 7, 9, 14 e 16 de fevereiro, das 10h às 13h, mediante inscrição. 

*Confira a programação completa dos cursos e oficinas:*

Capital

Casa das Rosas
Oficina de Escuta
Formato: Atividade presencial, realizada no orquidário da Casa das Rosas
Data: Sábado, 11 de fevereiro de 2023
Horário: 14h

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/78f25aa54f838ebef52df7eb2f4dabd8 até 11/02, 10 vagas
Mais informações em: https://www.casadasrosas.org.br/ 

 

Casa Mário de Andrade
Oficina de Pequenos Reparos em Livros e Documentos
Formato: Online, realizada por meio da plataforma Zoom
Data: Segunda a sexta-feira, 6 a 10 de fevereiro

Horário: Das 19h às 21h

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/692f4a795f36e4289fd2626f6dca152c, prazo 06/02, 100 vagas disponíveis
Mais informações em: https://www.casamariodeandrade.org.br/ 

Casa Mário de Andrade
Oficina Infantil de Adereços Carnavalescos
Formato: Atividade presencial, realizada no orquidário da Casa das Rosas
Data: Sexta-feira, 17 de fevereiro

Horário: Das 13h às 15h

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/c071c86446066d4de2ba1551614a08c8 até 17 de fevereiro, 15 vagas
Mais informações em: https://www.casamariodeandrade.org.br/ 

Casa Guilherme de Almeida
Oficina de Máscaras Antigas de Carnaval
Formato: A atividade será realizada presencialmente, no museu Casa Guilherme de Almeida
Data: 11 de Fevereiro de 2023
Horário: 14h às 15h30
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/fa68a633df6169bb2bf730da98faff59 até 10/02, 15 vagas
Mais informações em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/ 

Casa Guilherme de Almeida
Curso Estrelas Interrompidas do Cinema Brasileiro
Formato: Online, por meio da plataforma Zoom
Data: De segunda a quinta-feira, dias 13, 14, 15 e 16 de fevereiro
Horário: Das 19h às 21h
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/49fbf9453be54ba56927b556d9958537 até 11/02, 350 vagas
Mais informações em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/  

Casa Guilherme de Almeida
Curso Mazzaropi e Outros Caipiras
Formato: A atividade on-line será realizada por meio da plataforma Zoom; a sessão presencial será realizada na Sala Cinematographos, no Anexo da Casa Guilherme de Almeida.
Data: De segunda à quinta-feira, dias 27 e 28 de fevereiro e dias 1 e 2 de março
Horário: Das 19h às 21h
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/88f9344f9167663504c5cc3a143a9b89 até 25/02, 350 vagas
Mais informações em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/   

Museu da Língua Portuguesa

Oficina Biricar de Carnaval, na calçada do Saguão B do Museu da Língua Portuguesa

Formato: Presencial

Data: 17/2

Horário: Das 10h30 às 12h30

Inscrição em: Sem necessidade de inscrição, grátis
Mais informações em: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/ 

Museu da Língua Portuguesa

Oficina de máscaras, no Saguão B do Museu da Língua Portuguesa

Formato: Presencial

Data: 18/2

Horário: Das 10h às 12h

Inscrição em: Sem necessidade de inscrição, grátis
Mais informações em: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/



Museu das Culturas Indígenas

Férias na Tava

Formato: Presencial

Data: de 04/02 a 05/02/2023

Horário: das 15h às 17h 

Inscrição: Não precisa (gratuito)
Mais informações em: https://museudasculturasindigenas.org.br/ 

 

Museu das Culturas Indígenas

Formação de professores

Formato: Presencial

Data: 16/02

Horário: das 10h às 12h e das 14h às 16h

Inscrição em: https://bileto.sympla.com.br/event/74784/d/149212
Mais informações em: https://museudasculturasindigenas.org.br/ 

Museu de Arte Sacra de São Paulo
Oficina De Conservação Sobre Suporte Papel
Formato: Presencial
Data:  05 e 26 de fevereiro de 2023 (domingo)
Horário: das 9 às 17h (intervalo para o almoço)
Inscrição em: somente pelo email mfatima@museuartesacra.org.br
Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/

Instituição: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Expressões Na Arte Sacra: “A Escrita Sagrada: Os Hieróglifos”
Formato: Presencial
Data: 25 de fevereiro de 2023 (sábado)
Horário: das 10h às 16h 
Inscrição em: somente pelo email mfatima@museuartesacra.org.br
Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/

Museu de Arte Sacra de São Paulo
O Barroco No Brasil: Arte e História
Formato: Presencial
Data: 01, 06, 13 e 15 de fevereiro de 2023 (segundas-feiras e quartas-feiras)
Horário: 16h45 às 18h45
Inscrição em: somente pelo email mfatima@museuartesacra.org.br
Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/

Museu de Arte Sacra de São Paulo
Desenhança: Natureza
Formato: Presencial
Data: 04 de fevereiro (sábado)
Horário: 14h
Inscrição em: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdOQdz-l28xpyZioZekR0n5r8fIzp_4JK8s09KE85RocWatJg/viewform
Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/ 


Museu de Arte Sacra de São Paulo
FamiliArte de Carnaval
Formato: Presencial
Data: 11 de fevereiro (sábado)
Horário: 14h
Inscrição em: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfwdm390NH5Ddb2W5r7_U3GjeZLbAlx1Xsdu6BUXS2sbML14g/viewform
Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Quiche Caprese Vegano – clássico francês com recheio italiano: experiência gastronômica

Formato: Atividade híbrida com interação ao vivo pelo facebook Oficinas Culturais 

Data: 27 de fevereiro, segunda-feira
Horário: Das 14h30 às 16h30

Inscrições em: 1/02 a 22/02, pelo link: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/2f201f1f5c6089c6ceb7086dd22d6447, 15 presenciais e 135 virtuais
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/ 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Zumba: Os Ritmos Latinos da Dança

Coordenação: Glau Fit

Datas e horários: 7/02 a 7/03 – terças-feiras – 19h30 às 21h
Formato: Presencial 

Faixa etária: maiores de 16 anos

Inscrições: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/da97c8240e2ad99a2d331eed95c411f5 até 3/02 

Vagas: 15
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/ 


Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Sabonete Líquido: Cosmética Natural

Coordenação: Luciana Ribeiro

Datas e horários: 11/02 – sábado – 9h às 11h
Formato: Presencial 

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/5830e88a77c3b198718278402df5f82b até 9/02 

Vagas: 15

Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Viola Caipira – Iniciação à técnica solística
Formato: Presencial 

Data: 3/2 a 24/2 – sexta(s)-feira(s)
Horário: 14h às 16h
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ecc19ff8dfa0fba0aac51c409d06e653 de 9/1 a 26/1, 17 vagas
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/alfredovolpi/ 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Iniciação ao Violão Popular Ii

Coordenação: Renato de Sá

Datas e Horários: 3/03 a 31/03 – sextas-feiras – 16h30 à 17h30

Faixa etária: livre

Inscrições: 13/02 a 23/02 – aqui

Vagas: 8
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/alfredovolpi/ 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Viola Caipira – Iniciação à técnica solística II
Formato: Presencial
Data: 3/3 a 31/3 – sexta(s)-feira(s)
Horário: 14h às 16h
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/c4fcb7b4d480d8978c7022eef435f24d de 13/2 a 23/2, 17 vagas
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/alfredovolpi/ 


Oficina Cultural Oswald de Andrade 

Introdução à práticas corporais asiáticas
Formato: Presencial
Data: 27 e 28/2 – segunda e terça-feira
Horário: 17h às 21h
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/98272a513b7e9c569b6f3640d5407d8c de 9/1 a 22/2, 20 vagas
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/ 


Oficina Cultural Oswald de Andrade
Workshop de criação: First Body

Formato: Presencial
Data: 13/2 a 16/2 – segundas a quinta-feira
Horário: 10h30 às 13h30
Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/83672563a735a0e086c45ca392adf13f de 9/1 a 9/2, 20 vagas
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/ 

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Ateliê Aberto De Gravura

Coordenação: Merien Rodrigues

Data e Horário: 6/02 a 24/04 – segundas-feiras, das 15h às 21h (exceto dia 20/02 devido ao carnaval)

Faixa etária: maiores de 16 anos

Aberta ao público, de acordo com a lotação da sala 

Vagas: 20
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/ 

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Laboratório de Criação: Campo Força Chama

Coordenação: Josefa Pereira da Silva

Data e Horário: 13 a 16/02 – segunda a quinta-feira – 18h30 às 21h

Faixa etária: maiores de 16 anos

Inscrição: até 9/02 – aqui

Vagas: 20

Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/ 


Oficina Cultural Oswald de Andrade

Laboratório Sonorocoreográfico

Coordenação: Andréia Nhur

Data e Horário: 14/02 a 16/02 – terça a quinta-feira – 10h30 às 13h30

Faixa etária: maiores de 14 anos

Inscrição: até 9/02 – aqui

Seleção: Currículo e carta de interesse

Vagas: 20

Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/

Biblioteca de São Paulo
Tecnologia Dia a Dia – Oficina de Smartphone +60

Formato: Presencial

Data: Quartas e Sextas, de 1º de fevereiro a 1º de março (dia 22/2 não haverá aula)

Horário: Das 10h às 12h

Inscrição em: bsp.org.br/inscricao
Mais informações em: https://bsp.org.br/ 

Biblioteca de São Paulo

Oficina Reels e TikTok além das dancinhas

Formato: Online, ao vivo

Data: Terça-feira, 28 de fevereiro

Horário: Das 14h às 17h

Inscrição em: bsp.org.br/inscricao
Mais informações em: https://bsp.org.br/ 

Biblioteca de São Paulo

Vivência em Libras

Formato: Presencial
Data: Sábados, dias 4 e 18 de fevereiro
Horário: Das 16h45 às 17h15

Inscrição em: Não é necessário inscrição
Mais informações em: https://bsp.org.br/ 

Biblioteca de São Paulo

Jogos para Todos! Oficina de Xadrez

Formato: Presencial

Data: Domingos, dias 5, 12, 19 e 26 de fevereiro

Horário: Das 14h às 16h

Inscrição em: Não é necessário inscrição

Mais informações em: https://bsp.org.br/ 

 

Biblioteca de São Paulo

Xadrez Online

Formato: Online, ao vivo

Data: Quarta-feira, dia 8 de fevereiro

Horário: Das 17h às 18h

Inscrição em: bsp.org.br/inscricao 

Mais informações em: https://bsp.org.br/

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Oficina Canção-Assentamento: Terra, Território e Terreiro

Formato: Online, ao vivo

Data: Terças e quintas, dias 7, 9, 14 e 16 de fevereiro

Horário: Das 10h às 13h

Inscrição em: bvl.org.br/inscricao
Mais informações em: https://bvl.org.br/ 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Palestra Maestro ­– A vida de Renato Magalhães Gouvêa

Formato: Presencial

Data: Sábado, dia 25 de fevereiro
Horário: Das 15h às 16h

Inscrição em: Não é necessário inscrição

Mais informações em: https://bvl.org.br/

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Tecnologia Dia a Dia – Oficina de Smartphone +60

Formato: Presencial

Data: Quartas e Sextas, de 1º de fevereiro a 1º de março (dia 22/2 não haverá aula)

Horário: Das 10h às 12h

Inscrição em: bvl.org.br/inscricao

Mais informações em: https://bvl.org.br/

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Vivência em Libras

Formato: Presencial

Data: Domingos, dias 12 e 26 de fevereiro

Horário: Das 16h45 às 17h15

Inscrição em: Não é necessário inscrição

Mais informações em: https://bvl.org.br/

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Jogos para Todos! Oficina de Xadrez

Formato: Presencial

Data: Sábados, dias 4, 11, 18 e 25 de fevereiro

Horário: Das 15h às 17h

Inscrição em: Não é necessário inscrição

Mais informações em: https://bvl.org.br/

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Xadrez Online

Formato: Online, ao vivo

Data: Quarta-feira, dia 15 de fevereiro

Horário: Das 17h às 18h
Inscrição em: bvl.org.br/inscricao

Mais informações em: https://bvl.org.br/

Fábrica de Cultura Brasilândia

Teatro Jovem 

Formato: Presencial
Datas e horários: 14/02 a 29/06, às terças e quintas, das 14h às 16h45

Vagas: 20

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/fe6caaa257ac7ef1bfccfc897c098066
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/ 

Fábrica de Cultura Brasilândia

Produção Musical no Bandlab
Formato: Presencial 

Datas e horários: de 18/02 à 02/03, aos sábados, das 9h às 12h

Vagas: 20

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/4dc78ee9d84aeec573c4179447b5f17c
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Capão Redondo

Vídeo Para Redes Sociais e Mini Documentário

Formato: Presencial
Datas e horários: 14/02 a 29/06, às terças e quintas, das 18h às 20h45

Vagas: 20

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9d64e8c6bacfd2a98415686a6af75cfd
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/ 

Fábrica de Cultura Capão Redondo

Iniciação Artística: Artes No Brincar

Formato: Presencial
Datas e horários: 15/02 a 30/06, quartas e sextas, das 9h às 11h45

Vagas: 20

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/024da127a13f0f5fd374ee98bd052ce7
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/



Fábrica de Cultura Diadema

Literatura Periférica: Poesia E Letra De Música
Formato: Presencial

Datas e horários: 14/02 à 22/06, às terças e quintas, das 14h às 16h45

Vagas: 15

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/85e5e0842d745041f29f57f0f3c7a92c
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Diadema

Práticas Antirracistas Na Educação

Datas e horários: 15/02 a 19/04, às quartas-feiras, das 19h às 21h

Vagas: 25

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/cf76c4cd2c8f67fea31b8c15d16ca3bc
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape

Teatro

Datas e horários: 14/2 a 29/6, às terças e quintas, das 18h às 20h45

Vagas: 15 

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9f6c425b71df66aa20ff08042ad059d9
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape

Iniciação Musical através da Flauta Doce

Datas e horários: 17/2 a 30/6, às sextas-feiras, das 9h às 11h45

Vagas: 12

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/97a111b32fdafbaa0de29a40b2df1ffd
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Jaçanã

Hip Hop: Break Dance
Formato: presencial 

Datas e horários: 15/02 a 30/06, às quartas e sextas, das 9h às 11h45

Faixa etária: 7 à 12 anos

Vagas: 25

Inscrição em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/5030f1c110959586c7cf489e4a6713b6
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/  

Fábrica de Cultura Jaçanã

Percussão: Tambores E Xilofone
Datas e horários: 15/02 a 30/06, às quartas e sextas, das 14h às 16h45

Vagas: 25

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/5e54918976bb01299a2eca9319c229d4 

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Slam 

Datas e horários: 14/2 a 29/6, às terças e quintas, das 17h15 às 20h

Vagas: 25 

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/443a4c031f05c42f729a1ff2ac219b5a 

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/ 

Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Edição E Publicação De Livros Cartoneras
Datas e horários: 14/2 a 27/6, às terça-feiras, das 18h às 21h

Vagas: 20 

Inscrições em:  https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/21b0c70a1e91a5eb8f3d772cc0e64967 

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/ 

Fábrica de Cultura 4.0 de Osasco

Projeto Maker: Fabricando Ideias
Datas e horários: 14/02 a 29/06, às terças e quintas, das 9h às 11h45

Vagas: 20 

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/3156231783935e97c9ac263991fe57cc 

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/


Fábrica de Cultura 4.0 de Osasco

Making Beats: Iniciação A Produção Musical 

Datas e horários: 16/2 a 4/5, às quintas-feiras, das 19h às 21h

Vagas: 15 

Inscrições em:  https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/9c2847534128a1e12e08ba1fa9e2c29b
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Escrita Criativa

Aulas: 14/02 a 29/06, às terças e quintas, das 14h às 16h45

Vagas: 20

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/80f5c854f86f7ecdd80a84b2973a9b08 

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/


Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Danças Urbanas

Datas e Horários: 14/02 a 29/06, às terças e quintas, das 14h às 16h45

Vagas: 25

Inscrições em: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/b025330edaf516645245e837c04682f8
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Oficina de Criação: Carnaval Tik Tok  

Formato: Presencial

Data: 18 e 23 de fevereiro

Horário: 18/02 às 11h e 23/02 às 16h
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Itaim Paulista

Oficina de Criação: Criando máscaras

Formato: Presencial

Data: 18 de fevereiro

Horário: às 15h

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/


Fábrica de Cultura Itaim Paulista

Oficina de Criação: Faça sua Peteca!

Formato: Transmissão ao vivo no Instagram @fabricadeculturaitaim

Data: 24 de fevereiro

Horário: às 15h

Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo

Uma festa de cores

Data: 23 de fevereiro
Horário: 10h
Formato: Presencial
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo

Oficina de Criação: Dia de Los Muertos

Data: 24 de fevereiro
Horário: 10h
Formato: Presencial
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Parque Belém

Oficina de Criação: Reciclando Carnavais

Formato: Presencial

Data: 02 de fevereiro e 11 de fevereiro
Horário: 10h e 15h
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica de Cultura Parque Belém

Oficina de Criação: Confete ecológico 

Formato: Presencial

Data: 23 de Fevereiro
Horário: 10h
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábrica Cidade Tiradentes

Oficina de Criação: Afinal, é carnaval!

Formato: Presencial 

Data: 17 de Fevereiro
Horário: 11h e 15h
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Fábricas de Cultura 4.0
Inscrições para Trilhas e Ateliês | 1° Semestre de 2023
Formato: Presencial
Inscrições em: https://www.fabricasdecultura.org.br/programa-artistico-pedagogico/busca-cursos-e-atividades.php a partir de 14/02
Fim das inscrições: 45 dias após o início das aulas (caso haja vagas)
Faixa etária: dos 6 anos aos 60+
Mais informações em: http://www.fabricasdecultura.org.br/

Interior de São Paulo 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Mosaico de Felícia
Formato: Presencial
Data: 04 e 25/02/2023

Horário: 04, às 15h; 25, às 11h e às 15h

Entrada: inteira R$ 15,00 e meia R$ 7,50 – gratuita aos domingos (política de gratuidade e meia entrada: www.museufelicialeirner.org.br)
Vagas: 10 pessoas
Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/ 

 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Máscara de Folhas
Data: 11, 18 e 21/02/2023

Horário: às 15h

Entrada: inteira R$ 15,00 e meia R$ 7,50 – gratuita aos domingos (política de gratuidade e meia entrada: www.museufelicialeirner.org.br)

Vagas: 10 pessoas
Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/ 

 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Máscara de Folhas
Formato: Online
Local: Mídias Sociais (YouTube: /museufelicialeirner / Instagram: @museufelicialeirner | Facebook: /museufelicialeirner | Twitter: /mfelicialeirner)
Data: 14/02/2023

Horário: às 18h

Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/

 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro

Mosaico de Felícia 

Formato: Virtual 

Local: Mídias Sociais (YouTube: /museufelicialeirner / Instagram: @museufelicialeirner | Facebook: /museufelicialeirner | Twitter: /mfelicialeirner)
Data: 28/02/2023 

Horário: às 18h

Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/ 

 

Museu Índia Vanuíre 

Oficina de Samba
Formato: Presencial
Data: 14/02/2023

Horário: das 9h às 11h

Mais informações em: https://museuindiavanuire.org.br/

Museu Índia Vanuíre 

Oficina de Musicalização
Formato: Presencial 

Data: 16/02/2023

Horário: às 9h e às 14h

Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Confira os encontros online do Segundas Intenções em abril

Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos têm encontros sobre empreendedorismo cultural e poesia. Acompanhe nas redes sociais e nos sites oficiais


A edição de abril do programa ‘Segundas Intenções‘, realizado online pelas Biblioteca de São Paulo (BSP) e a Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), receberá o escritor e jornalista Afonso Borges e a poeta e tradutora Angélica Freitas. Cada encontro começa às 19h e terá transmissão ao vivo pela página da biblioteca no Facebook. A BSP e a BVL são equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, geridos pela Organização Social SP Leituras. 

Quem são os convidados

Afonso Borges é responsável pela criação e curadoria do programa “Sempre um papo”, que está comemorando 35 anos de debates  com autores e lançamentos de livros. Também é empreendedor cultural e criador do Festival Literário de Araxá (Fliaraxá). Angélica Freitas é autora de “Canções de atormentar” (2020), “Um útero é do tamanho de um punho” (2012) e “Rilke shake” (2007), além da graphic novel “Guadalupe” (2012), em parceria com o artista visual Odyr.

#CulturaEmCasa

Com a necessidade de estimular o distanciamento social e outras medidas de proteção contra o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa criou o #Culturaemcasa, que amplia a oferta de conteúdos virtuais dos equipamentos. Importante lembrar que a BSP e a BVL estão com as atividades presenciais suspensas até 11 de abril, atendendo às medidas de prorrogação da fase emergencial do Plano São Paulo. Para saber mais sobre a programação da BSP e da BVL, acesse:  www.bsp.org.br e  www.bvl.org.br e nossas redes sociais.

 

Serviço: Segundas Intenções Online

Biblioteca de São Paulo
Bate-papo com Afonso Borges.
Mediação: Paula Rangel e Eric Nepomuceno.
Segunda-feira, dia 12 de abril, das 19h às 20h.

Transmissão ao vivo na página da biblioteca no Facebook: @BSPbiblioteca.
Não é necessário fazer inscrição.


Biblioteca Parque Villa-Lobos
Bate-papo com Angélica Freitas.

Mediação: Manuel da Costa Pinto.
Segunda-feira, dia 26 de abril, das 19h às 20h.
Transmissão ao vivo na página da biblioteca no Facebook: @BVLbiblioteca.

Não é necessário fazer inscrição.

 

Confira os últimos informes da Lei Paulo Gustavo

Com a decisão da Justiça Federal desta quarta-feira (8), a Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas retoma os atos administrativos dos Editais da Lei Paulo Gustavo.

Os prazos dos editais que estavam em fase de recurso de seleção quando os atos foram suspensos serão retomados do ponto em que estavam, incluindo os dias suspendidos.

Portanto, os prazos ficam da seguinte forma:

Edital LPG nº 02/2023 – Produção de Longa Metragem de Baixo Orçamento – PRAZO: 13/11/2023
Edital LPG nº 03/2023 – Produção de Longa Metragem – PRAZO: 14/11/2023
Edital LPG nº 04/2023 – Produção de Séries – PRAZO: 16/11/2023
Edital LPG nº 07/2023 – Salas de Cinema – PRAZO: 10/11/2023
Edital LPG nº 09/2023 – Fomento à Cineclubes – PRAZO: 14/11/2023
Edital LPG nº 11/2023 – Festivais e Mostras Audiovisuais – PRAZO: 14/11/2023
Edital LPG nº 12/2023 – Aprimoramento Técnico para produtores audiovisuais– PRAZO: 10/11/2023
Edital LPG nº 13/2023 – Digitalização de Acervos– PRAZO: 10/11/2023
Edital LPG nº 14/2023 – Apoio às pequenas e microempresas audiovisuais– PRAZO: 14/11/2023
Edital LPG nº 15/2023 – Distribuição de produção audiovisual nacional– PRAZO: 13/11/2023
Edital LPG nº 16/2023 – Licenciamento de Obras – PRAZO: 13/11/2023

Confira programação da 2ª semana do Festival de Verão de Campos de Jordão

Atrações continuam com apresentações de João Bosco, São Paulo Big Band e Maria João & Mário no sábado (29/jan)

A 1ª edição do Festival de Verão de Campos do Jordão, ação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, chega à sua segunda semana (29/jan a 04/fev) com programação intensa em três locais da cidade serrana: o palco do novo Parque Capivari, com shows gratuitos aos sábados e domingos; e o tradicional Auditório Claudio Santoro, no Museu Felícia Leirner e o Palácio Boa Vista.

Neste sábado (29/jan), às 19h, a São Paulo Big Band, grupo artístico do Governo do Estado de São Paulo e residente do Festival, recebe o cantor e compositor João Bosco no Parque Capivari, em uma apresentação gratuita. No mesmo dia, às 21h, os músicos portugueses Maria João & Mário Laginha sobem ao palco do Auditório Claudio Santoro.

No domingo (30/jan), os destaques do Parque Capivari são as performances “CHORO XXI — O Choro Contemporâneo e suas Referências”, com um septeto totalmente dedicado ao choro (11h). O quinteto instrumental Sujeito a Guincho,  faz uma apresentação às 15h com participação de Mônica Salmaso, uma das curadoras do Festival. Já no Auditório Claudio Santoro, a atração será o jovem talento Thiago Amud, que sobe ao palco às 17h.

Ao longo da semana, destacam-se ainda os concertos do norte-americano Derek Bermel, ao lado do Trio Arqué, formado pelos instrumentistas Emmanuele Baldini, Heloísa Meirelles e Horácio Gouveia, no Auditório Claudio Santoro, 03/fev, 20h; e da cantora paulistana Ná Ozzetti, que sobe ao palco acompanhada de seu quarteto, 04/fev, 20h. Ainda no Auditório, nos dias 31/jan e 02/fev, o programa dos concertos dos Artistas do Festival trará homenagens ao compositor grego Iánnis Xenakis, que em 2022 completaria 100 anos de idade. Ao longo da semana haverá também estreias brasileiras e mundiais de obras de Andreia Pinto Correia, Thea Musgrave, Rodrigo Bussad, Anna Clyne, Reinaldo Moya, Stacy Garrop, Caroline Shaw, Silvia Goes e Gabriela Lena Frank.

Depois do sucesso das transmissões ao vivo inauguradas no 51º Festival de Inverno, em julho de 2021, a edição de Verão seguirá com todos os concertos do Auditório exibidos no YouTube do evento e também na plataforma #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Serão ao todo 22 apresentações que poderão ser acompanhadas gratuitamente por esses canais digitais.

Toda a programação segue respeitando rigorosamente os protocolos de segurança e saúde, bem como as restrições em vigor no estado e em Campos do Jordão. A apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 — duas doses ou dose única — é obrigatória para assistir aos concertos, em todos os locais, a partir de 12 anos.

| PROGRAMAÇÃO DE CONCERTOS — 29 DE JANEIRO A 04 DE FEVEREIRO |

29 JAN sábado 11H Palácio Boa Vista
SEXTETO AURUM
Luiz Gabriel trompete e flugelhorn
Guilherme Carvalho saxofone
Renan Saldanha trombone
André Kusmitch piano
Gustavo Fonseca contrabaixo
Vinicius Teixeira bateria
Ion MUNIZ [1948-2009] Arrocho na Boca (arr. Idriss Boudrioua)
Diego GARBIN
Morro da Urca
Tânia MARIA [1948] Yatra Ta (arr. Ramon Medina)
Filó MACHADO [1951] José NETO [1954] DJAVAN [1949] Jogral (arr. Luiz Gabriel)
Arismar do ESPÍRITO SANTO [1956] Tira a Mão de Mim (arr. Renan Saldanha)
João DONATO [1934] Lysias ÊNIO [1937] Até Quem Sabe (arr. Luiz Gabriel)
João DONATO
Sambou Sambou (arr. Luiz Gabriel)
João DONATO
Gilberto GIL [1942] Bananeira (arr. Guilherme Carvalho)
_____

29 JAN sábado 11H Parque Capivari
DESVIO
Leonardo Gorosito percussão
Rafael Alberto percussão
Leonardo GOROSITO [1984] / Rafael ALBERTO [1987] Ao Léu
Ímã
Leonardo GOROSITO
Nação
Leonardo GOROSITO / Rafael ALBERTO
Folhagens
Leonardo GOROSITO
Incursão
Cascas
Rafael ALBERTO
Limalhas
Jogo De Pandeiro
Fandangueiro
_____

29 JAN sábado 16H Palácio Boa Vista
Artistas do Festival
Paloma Pitaya violino
Yohanna Alves viola
Andreia Pinto CORREIA [1971] Três Quadros de Vieira da Silva / Fragmentos Múltiplos ESTREIA BRASILEIRA
Carlos Eduardo Gomes flauta
Toru TAKEMITSU [1930-96] Voice
Paloma Pitaya violino
Paloma PITAYA
Três Caprichos
Vitor Constantino flauta
Paloma Pitaya violino
Thiago Leite violão
Thea MUSGRAVE [1928] Sonata for Three ESTREIA BRASILEIRA
Gabriel Trettel trombone
Enrique CRESPO [n. 1941] Improvisação nº 1
Thiago Leite violão
Leo BROUWER [1939] La Espiral Eterna
Lucas Espírito Santo trompete
Wellington de Sousa trompete
Raphael Resende trompa
Rafael Xavier trompa
Gabriel Trettel trombone
Felipe Sobral Schmidt trombone
Paul HINDEMITH [1895-1963] Plöner Musiktag: Morgenmusik
_____

29 JAN sábado 19H Parque Capivari
SÃO PAULO BIG BAND
JOÃO BOSCO
João BOSCO [1946] / Aldir BLANC [1946-2020] Bala com Bala
Coisa Feita
Pret-à-Porter de Tafetá
Linha de Passe
Incompatibilidade de Gênios
Corsário
João BOSCO
Jade
_____

29 JAN sábado 21H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
MÁRIO LAGINHA E MARIA JOÃO
Maria JOÃO [1956] / Mário LAGINHA [1960] Parrots and Lions
Chão da Terra
This Time
Nholonge Yamina
Cair do Céu
Flor
A Lua Partida ao Meio
Mário LAGINHA
Há Gente Aqui
Mãos na Parede
Sweet Suite
Em Tão Pouco Tempo Escureceu Tanto
_____

29 JAN sábado 21H Palácio Boa Vista
Artistas do Festival
Rodrigo Cleto percussão
Maria Fernanda Ribeiro percussão
Steve REICH [1936] Clapping Music [1972] [50 Anos da Obra]
“Velha Amizade”
Nailor Proveta clarinete
Alessandro Penezzi violão de 7 cordas
Milton Mori bandolim
Daniel D’Alcantara trompete
Josué dos Santos sax tenor
Alessandro PENEZZI [1974] Jeringonça
Alessandro PENEZZI [1974] / Nailor PROVETA [1961] Choro Ávido
Jacob DO BANDOLIM [1918-69] Pérolas
Altamiro CARRILHO [1924-2012] Deixa o Breque pra Mim
Milton MORI [1965] Saudades de Radamés
Jacob DO BANDOLIM [1918-69] Gostosinho (arr. Edson Alves)
Jacob DO BANDOLIM [1918-69] Simplicidade (arr. Edson Alves)
Nelson ALVES [1895-1960] Serpentina
PIXINGUINHA [1897-1973] Displicente
Milton MORI [1965] Um Chorinho pro João Macacão
Benedito LACERDA [1903-1958] / José Ferreira RAMOS
Dinorá
_____

30 JAN domingo 11H Palácio Boa Vista
Lucas Espírito Santo trompete
Wellington De Sousa trompete
Raphael Resende trompa
Rafael Xavier trompa
Gabriel Trettel trombone
Felipe Sobral Schmidt trombone
Gilson SANTOS [1977] Tocaia
Maria Tanganelli harpa
Édith LEJET [1941] Metamorfoses
Carlos Eduardo Gomes flauta
Itzel Méndez Martínez oboé
Jéssica Gubert clarinete
Raphael Resende trompa
Gabriel dos Reis fagote
Rodrigo BUSSAD [1985] Nimbi — Six Bagatelles: Excertos ESTREIA BRASILEIRA
Maria Fernanda Ribeiro marimba
Pius CHEUNG [1982] Musical Moment nº 5
Yohanna Alves viola
Anna CLYNE [1980] Reveal ESTREIA BRASILEIRA
Ricardo Bologna percussão
Maria Fernanda Ribeiro percussão
Rodrigo Cleto percussão
Thierry DE MEY [1956] Musique de Table
_____

30 JAN domingo 11H Parque Capivari
“CHORO XXI — O Choro Contemporâneo e suas Referências”
Mauricio Carrilho violão
Luciana Rabello cavaquinho
Paulo Aragão violão
Nailor Proveta clarinete e saxofone
Aquiles Moraes trompete
Toninho Carrasqueira flauta
Marcus Thadeu percussão
Radamés GNATTALI [1906-88] Papo de Anjo (choro)
Luciana RABELLO [1961] Maestro Papão (choro sambado)
Maurício CARRILHO [1957] Balacochê do Cavaco (choro ímpar)
Carrasqueira Flauteando (choro)
Proveta na Madrugada (choro)
Paulo ARAGÃO [1976] Um Choro pro Cristóvão (choro lento)
Tarde em Paquetá (schottisch)
Maurício CARRILHO [1957] / Cristóvão BASTOS [1946] Polca do Jequitibá (polca)
Maurício CARRILHO
Canto de Guerra (choro sambado)
Nailor PROVETA [1961] Rua Bernardino de Campos 635 (valsa)
Luciana RABELLO
Velhos Chorões (choro varandão)
Aquiles MORAES [1990] Relembrando Pedroca (choro)
Maurício CARRILHO
Pândego (choro)
Jayme FLORENCE [1909-82] Arranca Toco (choro)
_____

30 JAN domingo 15H Parque Capivari
SUJEITO A GUINCHO
Diogo Maia clarinete e clarone
Edmilson Nery clarinete
Luca Raele clarinete
Luis Afonso Montanha clarone
Sérgio Burgani clarinete
Mônica Salmaso voz (participação especial)
Giuseppe TORELLI [1658-1709] Una Pastorale per Il Santissimo Natale, Op.8 Nº 6 (Arranjo Diogo Maia)
Wolfgang Amadeus MOZART [1756-91] Serenata Nº 10 — Gran Partita: Adagio (Transcrição Luca Raele)
Heitor VILLA-LOBOS [1887-1959] Choros Nº 1 (Arranjo Diogo Maia)
Nelson AYRES [1947] Valsa Para um Dia de Chuva
José Miguel WISNIK [1948] / Luiz TATIT [1951] Baião de 4 Toques (Arranjo Luca Raele)
Luca RAELE
Sim Não Porquê
Paulinho DA VIOLA [1942] Choro Negro (Arranjo Nelson Ayres)
Luca RAELE
Quinteto para 2 Clarinetas e ½
Ernesto NAZARETH [1863-1934] / Luca RAELE
Ouro Sobre Azul
Luca RAELE
Stretch Blue
Cícero NUNES [1912-93] / Sebastião FONSECA
Cidade Lagoa (Arranjo Luca Raele)
GORDURINHA [1922-69] / Almira CASTILHO [1924-2011] Chiclete com Banana (Arranjo Maurício Carrilho)
_____

30 JAN domingo 16H Palácio Boa Vista
SEXTETO AURUM
Luiz Gabriel trompete e flugelhorn
Guilherme Carvalho saxofone
Renan Saldanha trombone
André Kusmitch piano
Gustavo Fonseca contrabaixo
Vinicius Teixeira bateria
Ion MUNIZ [1948-2009]

Arrocho na Boca (arr. Idriss Boudrioua)

Diego GARBIN

Morro da Urca

Tânia MARIA [1948]

Yatra Ta (arr. Ramon Medina)

Filó MACHADO [1951]

José NETO [1954]

DJAVAN [1949]

Jogral (arr. Luiz Gabriel)

Arismar do ESPÍRITO SANTO [1956]

Tira a Mão de Mim (arr. Renan Saldanha)

João DONATO [1934]

Lysias ÊNIO [1937]

Até Quem Sabe (arr. Luiz Gabriel)

João DONATO

Sambou Sambou (arr. Luiz Gabriel)

João DONATO

Gilberto GIL [1942]

Bananeira (arr. Guilherme Carvalho)

_____

30 JAN domingo 17H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
THIAGO AMUD

Thiago AMUD [1980]

Graça

Mar de Minha Mãe

Candeeiro, Mariposa

Thiago AMUD [1980] / Marcelo SANDMANN [1963]

Noiva das Ondas

Thiago AMUD

Papoula Brava

Cantilena Alada

Calunga e Sebastião

Thiago AMUD / Luiza BRINA

Oração à Cobra Grande

Thiago AMUD

E a Galera Ria

Thiago AMUD [1980] / GUINGA [1950]

Brasileia

Thiago AMUD

Estigma

Chega de Retranca

Levante Sul

História da Revolução Caraíba

Mães
_____

31 JAN segunda 20H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
Artistas do Festival
Mateus Vieira violino

Rafaela Pires violino

Victoria Liz viola

Mateus Macedo violoncelo

Ana Cursino Guariglia piano
Felipe SENNA

Valsa Chorona
Rafael Albertini violino

Arthur Bencke violoncelo

Ana Cursino Guariglia piano
Reinaldo MOYA

Ghostwritten Variations: Excertos ESTREIA BRASILEIRA
Carolina Scheffelmeier piano

Ana Cursino Guariglia piano

Ricardo Bologna percussão

Rodrigo Cleto percussão
Arrigo BARNABÉ [1951] ARRIGO 70

Dança I ESTREIA MUNDIAL
Paloma Pitaya violino

Yohanna Alves viola
Andreia Pinto CORREIA [1971]

Três Quadros de Vieira da Silva / Fragmentos Múltiplos

Ana Luz percussão

Maria Fernanda Ribeiro percussão

Rodrigo Cleto percussão
Thierry DE MEY [1956]

Musique de Table
Vitor Constantino flauta

Paloma Pitaya violino

Thiago Leite violão
Thea MUSGRAVE [1928]

Sonata for Three
Paulo Pinto corne inglês

Ana Cursino Guariglia piano
Stacy GARROP [1969]

The Solitude of Stars ESTREIA BRASILEIRA
Mateus Macedo violoncelo

Ana Cursino Guariglia piano
Iannis XENAKIS [1922-2001] XENAKIS 100

Paille in the Wind
Lucas Espírito Santo trompete

Wellington de Sousa trompete

Raphael Resende trompa

Rafael Xavier trompa

Gabriel Trettel trombone

Felipe Sobral Schmidt trombone
Gilson SANTOS [1977]

Tocaia
Carlos Eduardo Gomes flauta

Itzel Méndez Martínez oboé

Jéssica Gubert clarinete

Raphael Resende trompa

Gabriel dos Reis fagote
Rodrigo BUSSAD [1985]

Nimbi — Six Bagatelles: Excertos
Rafael Albertini violino

Mateus Vieira violino

Paloma Pitaya violino

Rafaela Pires violino

Victoria Liz viola

Yohanna Alves viola

Mateus Macedo violoncelo

Arthur Bencke violoncelo

Mariana Reis contrabaixo

Gabriela Negri contrabaixo
Caroline SHAW [1982] ESTREIA BRASILEIRA

Entr’acte

_____

01 FEV terça 20H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
Artistas do Festival
Alexandre Ribeiro clarinete

Edu Ribeiro bateria

Gian Correa violão de 7 cordas

Guegué Medeiros percussão

Fabio Leal guitarra (músico convidado)

Sidiel Vieira contrabaixo

Programa a ser anunciado.

_____

02 FEV quarta 20H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
Artistas do Festival
Cássia Carrascoza flauta

Bruno Lourensetto trompete

Rubén Zúñiga percussão

Ana Luz percussão

Maria Fernanda Ribeiro percussão
Silvia GOES [1947]

Corda Bamba ESTREIA MUNDIAL
Ana de Oliveira violino

Sérgio FERRAZ

DodecafoniAna I e II
Cássia Carrascoza flauta

Horácio Gouveia piano

Bruno MADERNA [1920-73]

Honeyrêves
Victoria Liz viola

Ana Cursino Guariglia piano

Gabriela LENA FRANK [1972]

Cinco Danzas de Chambi ESTREIA BRASILEIRA
Ana Luz percussão

Maria Fernanda Ribeiro percussão

Rodrigo Cleto percussão

Iannis XENAKIS [1922-2001] XENAKIS 100

Okho

_____

03 FEV quinta 20H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]
DEREK BERMEL clarinete COMPOSITOR VISITANTE

TRIO ARQUÉ

Emmanuele Baldini violino

Heloísa Meirelles violoncelo

Horácio Gouveia piano

Arvo PÄRT [1935]

Mozart-Adagio

Derek BERMEL [1967]

Coming Together

Silvioudades

Death with Interruptions

Dmitri SHOSTAKOVICH [1906-75]

Trio com Piano nº 2 em Mi Menor, Op67

_____

04 FEV sexta 20H Auditório Claudio Santoro [transmissão digital no YouTube do Festival]

NÁ OZZETTI

Dante Ozzetti violão

Danilo Moraes guitarra

Sérgio Reze percussão

Zé Alexandre Carvalho contrabaixo

Programa a ser anunciado.

_____

04 FEV sexta 21H Palácio Boa Vista

Artistas do Festival
Yohanna Alves viola
Anna CLYNE [1980]

Reveal
+ Outras obras
“Tributo a Vitor Assis Brasil”

Nelson Ayres piano

Cássio Ferreira sax alto e soprano

Daniel D’Alcantara trompete

Sidiel Vieira contrabaixo

Edu Ribeiro bateria
Vitor Assis BRASIL [1914-1981]

Blues for Mr. Saltzman

Le Semeur/ Arroio

Waiving

Roditiana

One for Scriabin

Walzing

Onocê Onokotô

Balada para Nádia

Requiem for Trane

Pro Zeca

| SERVIÇO |

1º FESTIVAL DE VERÃO DE CAMPOS DO JORDÃO

Data: 22 de janeiro a 13 de fevereiro

Ingressos:

R$ 50,00 (Auditório Claudio Santoro, sextas e sábados; e Palácio Boa Vista, sexta a domingo)

Compras pelo site: clique aqui

Compras pelo telefone: (11) 3777-9721, de segunda a sexta, das 12h às 18h

Ingressos gratuitos:

Retirada no site a partir de 10 dias antes de cada apresentação ou no dia do evento, na bilheteria do Auditório Cláudio Santoro ou do Palácio Boa Vista. Limitado a 4 ingressos (Auditório) e a 2 ingressos por pessoa (Palácio) e à capacidade dos locais.
Locais:

AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO — Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 — Alto Boa Vista, Campos do Jordão — SP, 12460-000.

Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

PARQUE CAPIVARI — R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1291 — Capivari, Campos do Jordão — SP, 12460-000.

Horário de funcionamento a partir de 11 de janeiro: diariamente, das 10h às 18h.

PALÁCIO BOA VISTA — Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001 — Jardim Dirce, Campos do Jordão — SP, 12460-000.

Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

Para assistir aos concertos no Parque Capivari, Auditório Claudio Santoro e Palácio Boa Vista, de acordo com a Resolução SS (SP) Nº 166, de 04.11.2021, é preciso apresentar o comprovante de vacinação contra o Coronavírus — duas doses ou dose única. No caso daqueles que tomaram apenas a primeira dose, é preciso apresentar o comprovante juntamente com o resultado negativo para Covid-19 do exame tipo PCR (feito até 48h antes) ou antígeno (24h antes). Os não elegíveis para vacinação devem apresentar o resultado negativo para Covid-19 do tipo PCR (48h) ou antígeno (24h).

Confira programação de cursos e oficinas do mês de maio

Programação conta com oficinas gratuitas direcionadas a diversos públicos, com temáticas distintas, como moda, fotografia, tecnologia e artes cênicas 

As instituições da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo realizam, no mês de maio, cursos e oficinas com foco em diversas áreas, como música, teatro, dança, história, fotografia e até mesmo realidade virtual, com inscrições gratuitas e vagas limitadas.

Entre as atividades, está a Trilha de Realidade Virtual, na Fábrica de Cultura Capão Redondo, localizada na região do Jardim São Bento, na qual será possível participar de vivências práticas de realidade virtual usando uma tecnologia de interface avançada entre um usuário e o computador na experimentação real de ambiente 3D mais próximo da realidade da pessoa com efeitos visuais, sonoros e táteis. As inscrições podem ser feitas até o dia 6 de maio e as aulas começam a partir deste mesmo dia, das 9h às 12h, finalizando no dia 24 de junho. 

Os apaixonados por teatro poderão participar da Oficina Criação e Interpretação no Audiovisual, na Oficina Cultural Alfredo Volpi, localizada na região de Itaquera, que objetiva experimentar diferentes formatos de projetos de criação de personagens para o audiovisual na ficção, desde curtas-metragens, longas-metragens, dramaturgias de séries e cenas de esquetes de humor. Durante o processo haverá também uma reflexão e conjunto de experimentações de cenas de diferentes gêneros, como terror, comédia romântica e musical. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de maio e as aulas começam a partir de 11 de maio, das 19h às 21h30, finalizando no dia 27 de julho. 

Já no Museu das Culturas Indígenas, localizado na região da Água Branca, haverá a continuação do ciclo formativo realizado mensalmente, que oferece oficinas e atividades para formação de educadores, voltadas à abordagem das temáticas indígenas em escolas ou demais espaços, além de orientações para visitação ao museu. Com participação dos Mestres de Saberes Indígenas do MCI, a formação terá duas turmas em dias diferentes: turma 1 – educação infantil e turma 2 – ensino fundamental e médio. As inscrições estão abertas e as aulas iniciam no dia 11 de maio, das 18h às 20h e das 15h às 17h, finalizando no dia 13 de maio.

Confira a programação dos cursos e oficinas:

Museu das Culturas Indígenas
Formação de Professores: Temáticas Indígenas na Educação
Continuação do ciclo formativo realizado mensalmente pelo Museu das Culturas Indígenas.
Formato: Presencial
Data: 11/05 e 13/05
Horário: das 18h às 20h e das 15h às 17h
Inscrição em: https://bit.ly/44dGipM e https://bit.ly/44mbtPF
Mais informações em: https://museudasculturasindigenas.org.br/ 

Museu Felícia Leirner/Auditório Claudio Santoro
Encontros com Artes – Oficina e Jogos de Musicalização com Wesley Melo
A oficina de musicalização tem como objetivo experienciar a música em seus elementos e valores principais.
Formato: Presencial
Data: 06/05
Horário: às 11h
Não é necessária a inscrição
Mais informações em: https://www.museufelicialeirner.org.br/ 

Casa Guilherme de Almeida
As Mulheres do Modernismo
Partindo do contexto histórico e cultural do modernismo, a formação propõe um panorama sobre as mulheres modernistas, artistas ou dos bastidores, relacionando-as com uma figura importante para o museu: Baby de Almeida. Atividade para professores e educadores em geral.
Formato: Presencial
Data: 25/05
Horário: das 14h às 15h30
40 vagas
Inscrições até 25/05 em: https://bit.ly/41V1GhX
Mais informações em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/ 

Casa das Rosas
Caderno de Receitas, Um Resgate de Memórias Afetivas
Nessa oficina será confeccionado um caderno de receitas a fim de ser resgatada a prática de memórias afetivas.
Formato: Presencial e Online
Data: 11/05, quinta-feira
Horário: das 14h às 16h
15 vagas para participação online
Inscrições até 11/05
Mais informações em: https://www.casadasrosas.org.br/ 

SP Escola de Teatro
Oficina de pilates com Sylvia Fernández
O Pilates é um método amplamente utilizado no mundo todo com diversos propósitos: reabilitação, condicionamento físico, melhora da postura e do controle corporal, entre muitos outros.
Formato: Presencial
Data: 6/05 a 13/05
Horário: 14h30 até às 17h30
Inscrições em: https://bit.ly/40W8fQa
Mais informações em: https://www.spescoladeteatro.org.br/  

SP  Escola de Teatro

Oficina de Dança Contemporânea com Sandro Borelli
Possui o objetivo de investigar o corpo, o movimento e o gesto, com foco na potência corporal e na amplitude do gesto cênico, buscar uma compreensão da linguagem de dança que proponha uma reflexão política/social e instigar a criação de movimento a partir das múltiplas emoções e sensações que possam gerar o movimento. 

Formato: presencial 

Data: 6/05 a 13/05

Horário: 14h30 até às 17h30

Inscrições  em: https://bit.ly/41YzHOq
Mais informações em: https://www.spescoladeteatro.org.br/   

Fábrica de Cultura Brasilândia
Trilha de Criação com Drones
Uma oficina de montagem e manutenção de drones com aulas e exercícios interativos.
Formato: Presencial
Data: 2/5 a 13/6, terças-feiras
Horário: das 13h às 17h
15 vagas
Inscrições online até 13/6 em: https://bit.ly/40Z17Th
Mais informações em:
https://www.fabricasdecultura.org.br/fabrica/brasilandia 

Fábrica de Cultura Brasilândia
Trilha de Identidade Visual e Comunicação
Criação de Identidade visual através de elementos gráficos e visuais – cores, logotipo, tipografia, grafismo e slogan – que refletem um nome, ideia, produto, empresa ou serviço.
Formato: Presencial
Data: 3/5 a 28/6, quartas-feiras
Horário: das 15h30 às 18h30
15 vagas
Inscrições online até 28/6 em: https://bit.ly/3p4Hgo5
Mais informações em:
https://www.fabricasdecultura.org.br/fabrica/brasilandia 

Fábrica de Cultura Capão Redondo
Trilha de Ilustração Digital de Moda
Os participantes serão incentivados a experimentar estilos de desenhos para colocar no papel e na tela do computador criações de moda, como desenhos de roupas, looks, acessórios e figurinos.
Formato: Presencial
Data: 3/5 a 21/6, quartas-feiras
Horário: das 15h às 17h
15 vagas
Inscrições online até 18/5 em: https://bit.ly/3NsRHvV
Mais informações em:
http://www.fabricasdecultura.org.br/fabrica/capao-redondo 

Fábrica de Cultura Capão Redondo
Trilha de Realidade Virtual
Esta trilha promoverá vivências práticas de realidade virtual e as interações irão acontecer através de acessórios como Óculos VR.
Formato: Presencial
Data: 6/5 a 24/6, sábados
Horário: das 9h às 12h
15 vagas
Inscrições online até 6/5 em: https://bit.ly/3Lohra9
Mais informações em:
http://www.fabricasdecultura.org.br/fabrica/capao-redondo 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Oficina de Teatro: Criação e Interpretação no Audiovisual
A oficina objetiva experimentar diferentes formatos de projetos de criação de personagens para o audiovisual na ficção: desde curtas-metragens, longas-metragens, dramaturgias de séries e cenas de esquetes de humor.
Formato: Presencial
Data: 11/05 a 27/07 – quinta(s)-feira(s), sexta(s)-feira(s)
Horário: das 19h às 21h30
20 vagas
Inscrições de 18/4 a 8/5 em: https://bit.ly/44pKZx4
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/alfredovolpi/ 

Confira programação dos últimos dias do 53º Festival de Campos do Jordão

O maior festival de música clássica da América Latina tem programação gratuita e até  30 de julho  traz apresentações em Campos do Jordão e em São Paulo



O Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 53ª edição em 2023 – ele não ocorreu apenas em 2020, devido à pandemia do coronavírus. A programação artística que começou em 01 de julho e vai até 30 de julho, conta com recursos de acessibilidade e está distribuída entre as cidades de Campos do Jordão – em três palcos – e a Sala São Paulo – em dois palcos. O Festival é realizado pela Fundação Osesp e pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas.

 Concerto da Orquestra Filarmônica de Goiás no Auditório Claudio Santoro, no dia 15/jul (Foto: Íris Zanetti)

São mais de 60 concertos, todos eles com entrada gratuita e divididos entre três locais da cidade da Serra da Mantiqueira: o Auditório Cláudio Santoro (com apresentações de sexta a domingo); o popular Parque Capivari (concertos aos sábados e domingos); e a Capela São Pedro, localizada no Palácio Boa Vista (recitais aos sábados e domingos). A Sala São Paulo também tem uma agenda musical, com atrações distribuídas entre a Sala do Coro (de segunda a sexta-feira, com ênfase em Artistas do Festival) e a Sala de Concertos (aos sábados e domingos).

No módulo pedagógico, o Festival recebe ao todo 136 alunos e 42 professores. Os bolsistas estão tendo, nesta edição, duas semanas de prática orquestral e duas de música de câmara, em aproximadamente 1.000 horas-aula. Convidamos dois grandes nomes camerísticos do Reino Unido: o Quarteto Brodsky, que toca a integral dos 15 Quartetos de Cordas de Shostakovich com os estudantes; e o quinteto de sopros London Winds, que permanece por uma semana participando de atividades educativas e artísticas. Os maestros convidados são o alemão Henrik Schaefer e a indonésia Rebecca Tong, que encerra a programação à frente da Orquestra do Festival com a estreia mundial de uma obra de Rafael Marino Arcaro, além de interpretar a amada Quinta Sinfonia de Mahler.

TERCEIRA SEMANA DE FESTIVAL

Destacam-se na agenda dos últimos dias as apresentações finais de Artistas do Festival na Sala do Coro, localizado no segundo andar da Sala São Paulo – um recital dos bolsistas dos naipes de Metais (27/jul), e outro dos alunos da classe de Regência (28/jul); além de concertos da Camerata Antiqua de Curitiba, sob a batuta de Ricardo Kanji (28/jul, Auditório Claudio Santoro); da Sinfônica Municipal de Campinas, regida pelo maestro Carlos Prazeres (29/jul, Parque Capivari); da Orquestra Sinfônica Municipal com Roberto Minczuk no pódio (29/jul, Claudio Santoro); da Osesp com a maestra mexicana Alondra de la Parra e o violoncelista Gabriel Martins como convidado (29/jul, Claudio Santoro); e, encerrando este lindo evento, duas performances da Orquestra do Festival com a regente indonésia Rebecca Tong (29/jul, Sala São Paulo, quando será entregue o prêmio Eleazar de Carvalho; e 30/jul, Pq. Capivari). Toda a programação é gratuita, e os ingressos podem ser retirados a partir de 5 dias antes de cada apresentação, sempre às 10h, limitado a 4 por pessoa (haverá distribuição de ingressos remanescentes no dia das apresentações, na bilheteria, 1h antes do início, conforme lotação dos espaços). A agenda completa do Festival pode ser acessada no site oficial.

PRÊMIOS E BOLSAS

O Prêmio Eleazar de Carvalho contemplará o/a bolsista que mais se destacar nessa edição, concedendo a ele/a uma bolsa de US$ 1.400 mil (um mil e quatrocentos dólares) mensais para estudar por um período de até nove meses em uma instituição estrangeira de sua escolha, além de ter cobertas as despesas de translado entre o Brasil e o exterior. A Fundação Osesp poderá premiar outros bolsistas que se destacarem durante as atividades com bolsas na Academia de Música da Osesp.

SOBRE O FESTIVAL DE INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO

Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Campos do Jordão combina, com excelência, uma programação de música de concerto a um trabalho pedagógico amplo e qualificado. Ao longo de suas 52 edições, o evento, atualmente realizado no Inverno e também no Verão, se consolidou como o maior e mais importante festival de música clássica da América Latina, oferecendo aos bolsistas a vivência com importantes nomes da música nacional e internacional e, paralelamente, uma programação cultural de qualidade, que beneficia não somente a cidade de Campos do Jordão (SP) como todo o seu entorno, ampliando as oportunidades de acesso à música erudita.

REALIZAÇÃO

A 53ª edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão tem o patrocínio de Sabesp e Instituto Cultural Vale, copatrocínio de Itaú e apoio de Astra e Montana Química Ltda, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e ProAC ICMS. Parceria: ACE Campos e Fritz Dobbert. Promoção: Folha de S.Paulo, 29Horas e Band Vale FM 102.9. Apoio Institucional: Prefeitura de Campos do Jordão. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Ministério da Cultura e Governo Federal – União e Reconstrução.

AMIGOS DO FESTIVAL

Desde 2013, a Fundação Osesp conta com a colaboração de uma rede de estabelecimentos comerciais da cidade de Campos do Jordão, que contribui para a divulgação de informações sobre a programação de concertos. Esses estabelecimentos recebem um selo que os identifica como Amigos do Festival e mostra engajamento com um dos mais tradicionais projetos culturais da cidade.


PROGRAMAÇÃO DE CONCERTOS – 27 A 30 DE JULHO
27 JUL quinta 19h00 Sala do Coro
QUINTETO JACARANDÁ
Charles LEFEBVRE | Suíte para Quinteto de Sopros nº 1, Op. 57
QUINTETO ARAUCÁRIA
Darius MILHAUD | A Chaminé do Rei René, Op. 205
QUINTETO LAZÚLI
Jacques IBERT | Três Peças Breves
QUINTETO ANDURÁ
Claude DEBUSSY | Petite Suite [Arranjo de G. Davies]
ARTISTAS DO FESTIVAL
Victor EWALD | Quinteto de Metais nº 1 em Si Bemol Menor, Op. 5
Joseph HAYDN | Die Schöpfung: Vollendet ist das große Werk (A Criação: A Grande Obra Está Completa) [Arranjo de Donald G. Miller]
Arthur FRACKENPOHL | Quinteto de Metais: Marcha

_____

28 JUL sexta 19h00 Sala do Coro
ARTISTAS DO FESTIVAL
ALUNOS DE REGÊNCIA
Programa a ser anunciado.

_____

28 JUL sexta 20h30 Auditório Claudio Santoro
29 JUL sábado 20h30 Sala São Paulo
CAMERATA ANTIQUA DE CURITIBA
RICARDO KANJI regente
MARÍLIA VARGAS soprano
PAULO MESTRE contratenor
ANIBAL MANCINI tenor
FÚLVIO SOUZA baixo
Georg Friedrich HÄNDEL | Joshua 

_____

29 JUL sábado 11h00 Parque Capivari
ORQUESTRA JOVEM MUNICIPAL DE GUARULHOS
ALUNOS DE REGÊNCIA
Giuseppe VERDI | Nabucco: Abertura
Antonio Carlos GOMES | Fosca: Abertura
Giuseppe VERDI | La Forza del Destino: Abertura
Antonio Carlos GOMES | Salvator Rosa: Abertura
Amilcare PONCHIELLI | La Gioconda, Op. 9: Dança das Horas
Antonio Carlos GOMES | Il Guarany: Abertura 

_____

29 JUL sábado 16h00 Parque Capivari
Tarde Espanhola
ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL DE CAMPINAS
CARLOS PRAZERES regente
*ANA LUCIA BENEDETTI mezzo soprano    
Manuel de FALLA
El Sombrero de Tres Picos: Suítes nº 1 e nº 2
*El Amor Brujo
Nikolai RIMSKY-KORSAKOV | Capriccio Espagnol, Op. 34  

_____

29 JUL sábado 16h30 Sala São Paulo – Concerto Digital
30 JUL domingo 11h00 Parque Capivari
ORQUESTRA DO FESTIVAL
REBECCA TONG regente
Rafael Marino ARCARO | Infância das Nuvens, Três Peças para Orquestra, Op. 15
Gustav MAHLER | Sinfonia nº 5 em Dó Sustenido Menor 

_____

29 JUL sábado 16h30 Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL DE SÃO PAULO
ROBERTO MINCZUK regente
*LEONARDO HILSDORF piano
Richard WAGNER | Lohengrin: Prelúdio (Ato I)
Sergei RACHMANINOV
*Concerto nº 2 para Piano em Dó Menor, Op.18
Sinfonia nº 1 em Ré Menor, Op. 13 

_____

29 JUL sábado 17h00 Capela do Palácio
DUO PORTINARI
PETER PAS viola
SOLEDAD YAYA harpa
Esteban BENZECRY | Alwa – Harpa Solo
João Victor BOTA | Zenith – Viola Solo
Franz SCHUBERT | Ave Maria (Arranjo Soledad Yaya)
Astor PIAZZOLLA
Tanti Anni Prima (Ave Maria) (Arranjo Soledad Yaya)
A História do Tango (Arranjo Soledad Yaya)
Heitor VILLA-LOBOS | Quatro Canções da Floresta do Amazonas (Arranjo Soledad Yaya) 

_____

29 JUL sábado 21h00 Parque Capivari
OSESP
ALONDRA DE LA PARRA regente
*GABRIEL MARTINS violoncelo    
*Dmitri SHOSTAKOVICH | Concerto nº 1 para Violoncelo em Mi Bemol Maior, Op. 107
Arturo MÁRQUEZ | Sinfonía Imposible


SERVIÇO:

53º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Data: 01 a 30 de julho

Ingressos: Entrada gratuita, com retirada de ingressos neste link a partir de 5 dias antes de cada apresentação, às 10h, limitada a 4 ingressos por pessoa (Parque Capivari: entrada livre. Haverá distribuição de ingressos remanescentes no dia das apresentações, na bilheteria, 1h antes do início, conforme lotação do espaço.

Locais (Campos do Jordão e São Paulo):

AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO – Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, Alto da Boa Vista, Campos do Jordão, SP. Tel. (12) 3662-2334. 814 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, a partir de 2h30 antes do início da apresentação.
Concerto acessível – recursos de acessibilidade: audiodescrição, interpretação em Libras (concertos com Coro). É necessário confirmar presença até 2 dias antes do evento pelo número (11) 94333-2923 ou pelo e-mail: contato@vercompalavras.com.br.

PARQUE CAPIVARI – R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1291, Capivari, Campos do Jordão, SP. Gratuito (entrada livre, sem necessidade de retirada de ingressos). Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 20h.
Concerto acessível – recursos de acessibilidade: audiodescrição, interpretação em Libras (concertos com Coro).

PALÁCIO BOA VISTA – CAPELA SÃO PEDRO APÓSTOLO
Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001, Jardim Dirce, Campos do Jordão, SP. 90 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: de quarta a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 17h.
Concerto acessível – recursos de acessibilidade: audiodescrição, interpretação em Libras (concertos com Coro). É necessário confirmar presença até 2 dias antes do evento pelo número (11) 94333-2923 ou pelo e-mail: contato@vercompalavras.com.br.

SALA SÃO PAULO – SALA DE CONCERTOS
Praça Júlio Prestes, 16, Térreo, Campos Elíseos, São Paulo, SP. Tel. (11) 3367-9500. 1.484 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 18h.
Concerto acessível – recursos de acessibilidade: audiodescrição, interpretação em Libras (concertos com Coro). É necessário confirmar presença até 2 dias antes do evento pelo número (11) 94333-2923 ou pelo e-mail: contato@vercompalavras.com.br.

SALA SÃO PAULO – SALA DO CORO
Praça Júlio Prestes, 16, 2º andar, Campos Elíseos, São Paulo, SP. Tel. (11) 3367-9500. 150 lugares. Gratuito. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 18h.
Concerto acessível – recursos de acessibilidade: audiodescrição, interpretação em Libras (concertos com Coro). É necessário confirmar presença até 2 dias antes do evento pelo número (11) 94333-2923 ou pelo e-mail: contato@vercompalavras.com.br.

Conheça os finalistas do Prêmio Governador do Estado 2023

Vencedores serão anunciados no dia 12 de dezembro em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes

O Prêmio Governador do Estado anunciou, nesta quinta-feira, 30 de novembro, os finalistas das 13 categorias que concorrem à homenagem. Foram escolhidos representantes do setor cultural que se destacaram ao longo de 2022 em suas realizações. A cerimônia de premiação será realizada pelo Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, no Palácio dos Bandeirantes, no dia 12 de dezembro, às 19h.

Uma realização de cada categoria receberá R$ 35.500. A exceção é a categoria “Instituição Cultural” que não terá premiação em dinheiro. Nesta edição, foram indicados cinco finalistas para cada uma das categorias. Os ganhadores receberão, ainda, um troféu exclusivo confeccionado para o Prêmio. Entre as categorias estão: Arte para crianças, Artes Visuais, Circo, Teatro, Museus e centros culturais, Valorização do patrimônio cultural, Audiovisual, Incentivo à leitura, Dança, Música, Iniciativas culturais – Terceiro Setor, Iniciativas culturais – Setor Público e Instituição Cultural.

Para a escolha dos premiados, o processo de escolha é dividido em três etapas. Primeiro, seis comissões compostas por profissionais de reconhecida experiência e conhecimento na área cultural propõem – cada membro – cinco realizações de grande relevância para a cultura, economia e indústria criativas de São Paulo em 2022 e os respectivos responsáveis por cada uma dessas realizações nas categorias descritas. Em seguida, a secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Marília Marton, e um Conselho Estadual da Cultura, Economia e Indústria Criativas, selecionam as cinco realizações finalistas em cada categoria e seus respectivos responsáveis. Por fim, o Governador do Estado, Tarcísio de Freitas, define os premiados, sendo uma realização ganhadora para cada categoria.

A seguir, confira a lista completa dos cinco finalistas em cada uma das categorias:

Arte para crianças

  • Marcelo Romagnoli, pelo espetáculo “Eduka – Um mergulho no universo da educação” (Banda Mirim)
  • Carla Candiotto, pelo espetáculo “Momo e o senhor do tempo”
  • Janaina Figueiredo, pelo livro “Seu Tainha”
  • Aline Volpi e Marcelo Peroni, pela peça “O Muro de Sam”
  • Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues, pela peça “Vinte mil léguas submarinas”

Artes visuais

  • Tati Peres, pelo curta-metragem Arte Viva
  • Hélio Menezes e Raquel Barreto, pela exposição “Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para Brasileiros”
  • Ananda Luz, pela exposição “Karingana – Presenças Negras nos Livros para as Infâncias”
  • Adriana Peliano, pela exposição no Gabinete de Curiosidades
  • Zenilda Pasquini, pela exposição Poeticas Ceramicas

Audiovisual

  • Carlos Papá, pelos documentários de divulgação da cultura Guarani
  • Lina Chamie, pelo filme “Kobra Auto Retrato”
  • Sara Silveira, pelo filme “Sonhos de Viagem”
  • Renata de Almeida, pela Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
  • André Azenha e Paula Azenha, pelo Santos Film Fest

Circo

  • Lu Lopes, pelo Ciclo Autonomia Criativa
  • Erickson Almeida, pelo espetáculo “Herolino, o faxineiro”
  • Jorge Vermelho, pela Mostra “Janeiro Brasileiro da Comédia”
  • Veronica Piccini e Giulia Tateishi, pela obra “URUBU”
  • Marco Bortoleto, pelas publicações do Grupo Circus em 2022

Dança

  • Mônica Tarragó, pelo espetáculo “Bando e Formatura 2022”
  • Kelson Barros, pelo espetáculo “Da cor do cobre”
  • Brisa Diamante, pelo Experimental de Dança de Ubatuba
  • Alex Soares, pelo Instagrimm – Os contos dos irmãos Grimm em Storie
  • Márika Gidali, pela turnê dos 50 Anos – Ballet Stagium

Incentivo à leitura

  • Roberto Guimarães, pela FLIMA, Feira Literária de Santo Antonio do Pinhal
  • Dulce Neves, pela reforma, revitalização do acervo e doação de livros para três bibliotecas: a Municipal Carlos Enout e Elza Miguel Francisco, ambas de São Joaquim da Barra; e a José Renato Ambrósio, de São José da Bela Vista; além de atuar também na revitalização de bibliotecas na região metropolitana de Ribeirão Preto
  • Eduardo Lacerda pela publicação e divulgação de livros nacionais de excelência literária – Editora Patuá e Livraria Patuscada
  • Amanda Leal de Oliveira, pelo projeto “Piracaia na Leitura”
  • Débora Garcia, pelo Sarau das Pretas

Iniciativas Culturais – Terceiro Setor

  • Adriana Barbosa, pela 21ª Edição da Feira Preta
  • Leandro Valiati, Felipe da Silva Lang, Gustavo Möller e Eduardo Saron, pelo artigo da Revista Observatório Itaú Cultural #34 – PIB da Economia da Cultura e das Indústrias Criativas: uma abordagem pela ótica da renda
  • Janaina Cristina da Silva, pelo Festival Literário de Votuporanga (FLIV)
  • Edilson Ventureli, pela Orquestra de Heliópolis – Instituto Baccarelli
  • Abram Abe Szajman – com menção honrosa para Danilo Santos de Miranda (in memoriam) –, pelo Sesc – Diversos 22

Iniciativas Culturais – Setor Público

  • Raquel Crepaldi Righeti, pelo 58º Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia
  • José Carlos Nunes Júnior, pela Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes da Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
  • Aldo Zonzini Filho, pela FLIM 2022 – 8º Edição
  • Rafael Leal, pela Santos Criativa Festival Geek 2022
  • Aline Torres, pelo projeto “Vozes da Independência”

Instituição cultural

  • Luiz de França, pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo – Parada SP
  • Nelson Hervey Costa, pelo Centro de Referência em Economia Criativa do Sebrae SP
  • Ana Paula Demambro, pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul
  • Ricardo Othake, pelo Instituto Tomie Othake
  • Roberto Santini, pela Pinacoteca Benedito Calixto

Museus e centros culturais

  • Dr. Fábio Magalhães, pelos 20 anos do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba
  • Claudio Antonio Marques Luiz, pela 27ª Semana Mazzaropi – 110 anos de Mazzaropi, no Museu do Mazzaropi
  • Rita de Cassia Souza Martins, Ana Paula Sbrissa e Denis de Blasiis, pelas ações na Fundação Patrimônio Histórico da Energia e Saneamento
  • Bira, pela SAPO – Semana Agroecológica Piracicaba Orgânica
  • Maria Esteves e Leila Heck, pela idealização e realização do projeto “Colhendo Memórias’, no Museu da Cana

Música

  • Ana Góes (Funmilayo Afrobeat Orquestra), pela música “Para e respira”
  • Marcelo Gonçalves, por “Promessas”
  • Bruno de Sá, pelo concerto “Roma Travestita”
  • Samuel Mac Dowell de Figueiredo, pelo Festival Vermelhos
  • Marcelo Melo, pela turnê dos 50 anos de carreira – Quinteto Violado

Teatro

  • Eloisa Vitz, pelo espetáculo “Verão”
  • Aglaia Pusch, pelo espetáculo “A Menina de Uruçuca” e realização do “XVI Festival Internacional de Teatro para a infância e juventude: Uma janela para a utopia”
  • Abram Abe Szajman – Presidente do Conselho Regional – com menção honrosa para Danilo Santos de Miranda (in memoriam) –, pelo Mirada: Festival Ibero Americano de Artes Cênicas
  • Zé Henrique de Paula, pelo musical Brenda Lee e Palácio das Princesas
  • Gabriel Villela, por Ubu Rei: uma sátira da estupidez

Valorização do patrimônio cultural

  • Cleiton Fofão, por “Queixadas Parade” – Comunidade Cultural Quilombaque
  • Jailton Amaral Rodrigues (Cyrackz), pela Ação da expressão à impressão
  • Adriano Pedrosa e Fernando Oliva – menção honrosa a Judith Lauand (in memoriam), por “Desvio do Concreto”
  • Leonila Priscila Pontes, pela Feira de Troca de Sementes e Mudas Tradicionais das Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira
  • Rodney Presotto, pela Festa do Divino Espírito Santo de São Luiz do Paraitinga

Conheça os vencedores do 20º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

A cerimônia que é realizada anualmente pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais – aconteceu de forma remota pelo segundo ano consecutivo, com apresentação das jornalistas Adriana Couto e Renata Boldrini, com transmissão direto dos estúdios da TV Cultura, em São Paulo. O grande homenageado da noite foi Ruy Guerra, cineasta, poeta e compositor moçambicano radicado no Brasil, que completou 90 anos em 2021.

Este ano, foram anunciados 32 prêmios, em quatro grandes categorias: longa-metragem, curta-metragem e séries brasileiras, escolhidos pelo amplo júri formado por profissionais associados à Academia Brasileira de Cinema. Além disso, todos os 15 longas-metragens indicados nas categorias drama, comédia ou documentário também concorreram ao disputado prêmio de Melhor Filme pelo Júri Popular. A votação sigilosa da premiação teve apuração da PwC Brasil.

Conheça os vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2021

MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO

A FEBRE, de Maya Da-Rin.

MELHOR DIREÇÃO

JEFERSON DE, por M8 – QUANDO A MORTE SOCORRE A VIDA.

MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA

PACARRETE, de Allan Deberton.

MELHOR ATOR

MARCOS PALMEIRA, como BOCA DE OURO, por BOCA DE OURO (de Daniel Filho)

MELHOR ATRIZ

MARCÉLIA CARTAXO como PACARRETE, por PACARRETE.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

JOÃO MIGUEL como MIGUEL, por PACARRETE.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

HERMILA GUEDES como COSMA e DAMIANA, por FIM DE FESTA (de Hilton Lacerda).

MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

BABENCO: ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU, de Bárbara Paz.

MELHOR FILME PELO VOTO POPULAR

PACARRETE, de Allan Deberton.

MELHOR FILME INTERNACIONAL

JOJO RABBIT, de Taika Waititi (EUA)

MELHOR FILME IBERO-AMERICANO

O ROUBO DO SÉCULO, Ariel Winograd (Argentina)

MELHOR LONGA-METRAGEM ANIMAÇÃO

OS UNDER-UNDERGROUNDS, O COMEÇO, de Nelson Botter Jr.

MELHOR PRIMEIRA DIREÇÃO DE LONGA-METRAGEM

BÁRBARA PAZ, por BABENCO: ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU.

MELHOR SOM

RODRIGO FERRANTE, MIRIAM BIDERMAN, ABC e RICARDO REIS, ABC, por BABENCO: ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU.

MELHOR MONTAGEM FICÇÃO

KAREN AKERMAN, por A FEBRE.

MELHOR MONTAGEM DOCUMENTÁRIO

CAO GUIMARÃES e BÁRBARA PAZ, por BABENCO: ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

ALLAN DEBERTON, ANDRÉ ARAÚJO, NATÁLIA MAIA e SAMUEL BRASILEIRO, por PACARRETE.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

JEFERSON DE e FELIPE SHOLL – adaptado da obra “M8: Quando a Morte socorre a Vida”, de Salomão Polakiewicz, por M8 – QUANDO A MORTE SOCORRE A VIDA (de Jeferson De).

MELHOR CURTA-METRAGEM FICÇÃO

REPÚBLICA, de Grace Passô.

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

FILHAS DE LAVADEIRAS, de Edileuza Penha de Souza.

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO

SUBSOLO, de Erica Maradona e Otto Guerra.

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

BARBARA ALVAREZ, por A FEBRE.

MELHOR MAQUIAGEM

TAYCE VALE, por PACARRETE.

MELHOR FIGURINO

KIKA LOPES, por BOCA DE OURO.

MELHOR EFEITO VISUAL

MARCELO SIQUEIRA, ABC, por A DIVISÃO – O FILME (de Vicente Amorim).

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

RODRIGO FROTA, por PACARRETE.

MELHOR SÉRIE DOCUMENTÁRIO TV PAGA/ OTT

MILTON E O CLUBE DA ESQUINA – 1ª TEMPORADA (Canal Brasil). Direção Geral: Vitor Mafra.

MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL

10 HORAS PARA O NATAL, de Cris D’Amato.

MELHOR SÉRIE ANIMAÇÃO TV PAGA/ OTT

ROCKY & HUDSON: OS CAUBÓIS GAYS – 1ª TEMPORADA (Canal Brasil). Direção Geral: Erica Maradona.

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV ABERTA

SOB PRESSÃO – PLANTÃO COVID – TEMPORADA ESPECIAL (TV Globo). Direção Geral: Andrucha Waddington.

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV PAGA/ OTT

BOM DIA, VERÔNICA – 1ª TEMPORADA (Netflix). Direção Geral: José Henrique Fonseca.

MELHOR TRILHA SONORA

FRED SILVEIRA por PACARRETE.

Conservatório de Tatuí abre agenda de maio com shows e concertos de artistas renomados

Com foco na diversidade e cultura, a programação conta com nomes como Toninho Ferragutti, Nei Lopes,Amanda Acosta e Laila Garin

 O Conservatório de Tatuí divulgou a agenda cultural para o mês de maio, com shows de grupos artísticos, convidados nacionais e internacionais, encontro de artes cênicas, master classes e muito mais. A organização, que completa 70 anos em 2024, é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo e considerado a maior escola de música e artes cênicas da América Latina, gerido pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Nos dias 3 e 4 de maio, às 20h e às 19h, o Teatro Procópio Ferreira receberá o espetáculo Pérsia, do Grupo Sobrevento, que traz à cena o olhar de aproximação entre as culturas do Teatro e da Música. A dramaturgia conta as histórias de iranianos que precisam deixar seu país, por diferentes motivos, e encontram no Brasil um novo lar. A entrada será gratuita e os ingressos serão distribuídos uma hora antes do espetáculo.  

No Museu Histórico Paulo Setúbal, dia 8, às 16h, o ciclo de concertos ‘Violão em Pauta’ oferecerá uma tarde musical gratuita. À noite, no Teatro Procópio Ferreira, às 20h, a Big Band do Conservatório de Tatuí toca Clube da Esquina, com um repertório que traz obras de Fernando Brant, Toninho Horta, Flávio Venturini e Murilo Antunes, além de músicas de Milton e Lô Borges. A entrada será franca e os ingressos devem ser retirados pela plataforma INTI

Já no dia seguinte, dia 9, às 20h, será a vez dos vencedores no 2º Concurso de Canto Lírico Joaquina Lapinha, Jayana Gomes Paiva e Lucas Timóteo de Melo, apresentarem um Recital de Canto Lírico no Teatro Procópio Ferreira. Mais detalhes no link.

No dia 11, também às 20h, Nei Lopes e Fabiana Cozza apresentarão o álbum ‘Urucungo’ no Teatro Procópio Ferreira. Os ingressos variam entre R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) e devem ser adquiridos pelo site da INTI.

Toninho Ferragutti e Quinteto de Cordas apresentarão o show ‘De Sol a Sol’, programado para o dia 17, às 20h, com entrada gratuita no Teatro Procópio Ferreira. Toninho é um músico, compositor e arranjador com mais de 35 anos de carreira, já tendo atuado com grandes artistas como Gilberto Gil, Antonio Nóbrega, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, entre outros. 

Além de músico, Toninho também é professor e, no dia anterior ao show, às 10h, acontecerá a sua Master Class de Acordeão, no Salão Villa-Lobos. O tema será ‘Estudo diário de técnica para acordeonistas’. A entrada também será franca e haverá transmissão da Master Class no canal do Conservatório no Youtube.

No dia 20, o Grupo de Música Raiz do Conservatório de Tatuí se apresenta às 20h no Teatro Procópio Ferreira. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro de terça a sexta-feira, das 13h às 16h e das 17h às 20h, ou pela plataforma INTI.

Já na quarta-feira, dia 22, às 14h30, o Salão Villa-Lobos sediará o Encontro de Cordas Dedilhadas com os convidados Guilherme de Almeida, Dino Barioni e Camilo Carrara. No mesmo dia, às 19h, o Teatro Procópio Ferreira será palco para o Encontro de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, que traz as renomadas atrizes Amanda Acosta e Laila Garin. Ambos os eventos terão entrada gratuita e serão transmitidos ao vivo pelo nosso canal no Youtube

No mesmo dia, a Camerata de Violões fará uma apresentação no Auditório da Unidade Chiquinha Gonzaga, às 18h; e no dia, 23, a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí apresentará ‘A Banda do Villa’ no Teatro Procópio Ferreira, às 20h. Com entrada gratuita. 

O Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí também se apresenta no dia 24, às 20h, no Teatro Procópio Ferreira. E no dia 27 de maio, às 19h, a Big Band e a Jazz Combo do Conservatório de Tatuí convidam o grupo Luther College Jazz (EUA) para um concerto gratuito, no Teatro Procópio Ferreira. Os ingressos gratuitos devem ser adquiridos pela INTI

Para fechar o mês, no dia 28, às 17h, a Roda de Choro do Conservatório de Tatuí convida Carla Pronsato para uma imersão cultural no Museu Histórico Paulo Setúbal. A ação acontece sempre na última terça-feira do mês e conta com parceria da Prefeitura Municipal de Tatuí e tem entrada gratuita. Ainda, no dia seguinte, 29, o Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí realiza um concerto gratuito às 20h, no Teatro Procópio Ferreira. 

Palestras e oficinas também fazem parte da programação do Conservatório de Tatuí durante o mês. Além disso, o Cine Bibi exibirá filmes clássicos às terças-feiras ou aos finais de semana, com o tema “TRABALHO, TRABALHO, TRABALHO, TRABALHO”. Confira todos os detalhes das ações e a atualização de toda a programação do Conservatório de Tatuí na Agenda Cultural da instituição. 

SERVIÇO
Agenda Cultural do Conservatório de Tatuí
https://www.conservatoriodetatui.org.br/agenda-cultural/
Mais informações: (15) 3205-8434

Conservatório de Tatuí promove primeiro festival de MPB e Jazz

Evento será realizado virtualmente, de 16 a 21 de novembro, com Workshops, Master Classes, Mesa-Redonda e Lives com convidados do Brasil e do Exterior

(mais…)

Contação de história faz parte da programação do Museu Casa de Portinari

Agenda conta também com álbum virtual com imagens enviadas pelo público e convite para a ação global a Hora do Planeta

O Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari, preparou atividades para alegrar a criançada.

Você sabia que Mario de Andrade, poeta, já visitou a casa da Família Portinari? Na próxima quarta-feira (24), o Centro de Pesquisa e Referência do Museu contará ao público como foi a chegada desse poeta ilustre à cidade. A exibição do vídeo será compartilhada nas redes sociais da instituição.

Na quinta-feira (25) terá uma ação voltada para as crianças, por meio de uma contação de história realizada pelo setor educativo do museu. A temática da vez será o circo, uma apresentação que vai abordar como era esperada a chegada deles em Brodowski. É só acompanhar de casa, pelas ferramentas do estabelecimento.

As lembranças da infância de Portinari foram retratadas e eternizadas em suas obras. Toda criança tem direito a momentos de alegria e fantasia, por isso o museu preparou um álbum virtual com conteúdo enviado pelo público. Será mostrado no próximo sábado (27), nas redes sociais.

Além disso, no domingo (28), acontecerá a Hora do Planeta. Museu convida a todos a participarem de uma ação global, que será realizada entre 20h30 e 21h30, hora de apagar as luzes. O objetivo do movimento é sensibilizar as pessoas sobre as mudanças climáticas e o impacto delas na biodiversidade e na vida social, além de demonstrar preocupação com questões ambientais diversas.

Vale lembrar que o museu está fechado devido à regressão de todos os municípios do Estado de São Paulo para a fase emergencial do Plano São Paulo. A recomendação é a restrição total de atividades. Não há previsão de reabertura.

Como forma de continuar a disseminar a cultura, as ações educativas da instituição e também o tour virtual permanecem de forma on-line pelas redes sociais e site (@museucasadeportinari e www.museucasadeportinari.org.br).

Coral Jovem do Estado faz concerto no Theatro São Pedro

Sob regência de Tiago Pinheiro, grupo artístico da EMESP Tom Jobim apresenta concerto único no dia 29 de novembro

O Coral Jovem do Estado, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, apresenta concerto inédito no domingo, dia 29 de novembro, às 17h, no Theatro São Pedro. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia).

Sob regência de Tiago Pinheiro e preparação vocal de Marília Vargas, o grupo apresenta o programa Coração Africano com um olhar às tradições e sonoridades afro em diversas frentes que alimentam a arte e a vida em nosso país. Músicas como O dia da morte de Domingos Jorge Velho, de Luciano Cossima, e Africaniei, de Majur, estão entre as peças que compõe o repertório do programa. O concerto também será transmitido pelo canal de YouTube (https://www.youtube.com/user/TJEMESP).

Bilheteria

Neste momento, não haverá venda de ingressos na bilheteria do Theatro São Pedro. Os ingressos para todos os espetáculos devem ser adquiridos exclusivamente pelo site https://theatrosaopedro.byinti.com/

Protocolo de Segurança Sanitária

Para a retomada das atividades presenciais com público no Theatro São Pedro, a Santa Marcelina Cultura seguiu as diretrizes e recomendações do protocolo de reabertura do setor de teatros, casas de espetáculo publicado pela Prefeitura Municipal de São Paulo no Diário Oficial da cidade de São Paulo, no dia 03 de outubro de 2020.

Nessa primeira fase, o teatro irá operar com até 60% da capacidade, com os assentos intercalados, respeitando a distância mínima de 1,5m. Antes de entrar, o público deverá realizar a medição de temperatura corporal. O uso de máscaras de proteção facial será obrigatório.

Os espetáculos terão duração menor e serão sem intervalos. Para evitar a aglomeração e a formação de filas, o Theatro São Pedro abrirá 1h antes do início de cada apresentação. Dentre as principais medidas adotadas estão ainda a disponibilização de álcool gel 70% e a sinalização de todas as dependências do teatro, atendendo às normas sanitárias e de segurança.

O café do Theatro São Pedro também estará funcionando seguindo os protocolos sanitários.

CORAL JOVEM DO ESTADO

Coração Africano

Tiago Pinheiro, regência
Marília Vargas, preparação vocal

LUCIANO COSSINA
O dia da morte de Domingos Jorge Velho [arr. Daniel Reginato]

TRADICIONAL LUNDU MINEIRO DO SÉC. XVIII
Sinhá moça massurina [arr. Damiano Cozzella]

MAJUR
Africaniei [arr. Carlos Bauzys]*

PRINCE
Kiss [arr. Carlos Bauzys]

DATA: 29 de novembro, domingo

HORÁRIO: 17h

LOCAL: Theatro São Pedro
ENDEREÇO: Rua Barra Funda, 161 – Barra Funda, São Paulo/SP
INGRESSOS: R$ 20 (inteira) e R$10 (meia)
COMPRA DE INGRESSOS: theatrosaopedro.byinti.com

Tiago Pinheiro, regência

Graduado clarinetista, especializou-se em canto na Berklee College of Music. Dirigiu o grupo Beijo do Coralusp que, nas décadas de 80 e 90, investiu na pesquisa de interação cênica-musical em seus espetáculos e realizou parcerias com artistas como Marlui Miranda e Gilberto Gil, além de registros fonográficos e turnês nacionais e internacionais. Foi solista em diversas obras sinfônicas, entre as quais: Carmina Burana de C. Orff e Paixão segundo São João de J.S.Bach. Integrou o coro da OSESP entre 2000 e 2001. Foi regente titular do Coral Paulistano do Teatro Municipal de São Paulo. É regente titular do Coral Jovem do Estado desde fevereiro de 2015, quando iniciou uma reformulação artística no grupo.

Marília Vargas, preparação vocal

Uma das mais ativas sopranos brasileiras de sua geração, formou-se na Schola Cantorum Basiliensis (Suíça) e obteve o Konzert Diplom na classe de Christoph Prégardien, no Conservatório de Zurique (Suíça). Tem sido professora convidada de importantes festivais de música e universidades do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns solo “Todo amor desta terra” e ”Tempo breve que passaste: Modinhas Brasileiras” estão esgotados. Marília Vargas é também professora de Canto Barroco da EMESP Tom Jobim, preparadora vocal do Coral Jovem do Estado e professora da Oficina de Música Barroca da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Coral Jovem do Estado

​O repertório eclético e o dinamismo das apresentações do Coral Jovem do Estado refletem uma proposta artístico-pedagógica que vai além do canto. O grupo artístico da EMESP Tom Jobim trabalha não apenas a voz humana, mas também expressão corporal e sensibilidade musical. O Coral Jovem mantém um importante tripé artístico: além do repertório lírico, o grupo explora a música antiga e popular. Tiago Pinheiro é regente titular do Coral Jovem do Estado desde fevereiro de 2015, em parceria com Marília Vargas na preparação vocal. . O Coral é um dos grupos de difusão e formação musical da EMESP Tom Jobim, escola do Governo de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura.

Escola de Música do Estado de São Paulo – EMESP Tom Jobim

Referência no ensino brasileiro de música, a EMESP Tom Jobim é uma escola do Governo do Estado de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura, Organização Social parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Atende gratuitamente 1.300 alunas e alunos em seus cursos e habilitações em música popular e erudita, da teoria à prática musical. Em 2019, a EMESP Tom Jobim comemorou 30 anos de atuação. A Escola tem como objetivo a formação dos futuros profissionais da música erudita e popular. Com um corpo docente altamente qualificado, a EMESP Tom Jobim vem construindo um projeto pedagógico inovador, com foco no ensino de instrumento, no convívio dos alunos com grandes mestres e nas práticas coletivas (música de câmara e prática de conjunto), além de disciplinas teóricas de apoio. Em constante diálogo com as principais instituições de formação musical do Brasil e do mundo, a EMESP Tom Jobim oferece a cada ano centenas de shows, concertos, workshops e master classes. A EMESP Tom Jobim mantém um eixo de difusão artística complementar às atividades de formação com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de seus alunos e criar uma ponte entre o aprendizado e a profissionalização, além de fomentar a formação de público e a difusão da música em todas as modalidades. A Escola mantém os grupos artísticos: Banda Sinfônica Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim que oferecem bolsas para as alunas e os alunos da Escola.

Theatro São Pedro

O Theatro São Pedro completa 100 anos com uma das histórias mais ricas e surpreendentes da música nacional. Inaugurado em uma época de florescimento cultural, o teatro se insere tanto na tradição dos teatros de ópera criados na virada do século XIX para o XX quanto na proliferação de casas de espetáculo por bairros de São Paulo. Ele é o único remanescente dessa época em que a cultura estava espalhada pelas ruas da cidade, promovendo concertos, galas, vesperais, óperas e operetas. Nesses 100 anos, o Theatro São Pedro passou por diversas fases e reinvenções. Já foi cinema, teatro, e, sem corpos estáveis, recebia companhias itinerantes que montavam óperas e operetas. Entre idas e vindas, o teatro foi palco de resistência política e cultural, e recebeu grandes nomes da nossa música, como Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky, Caio Pagano e Gilberto Tinetti, além de ter abrigado concertos da Osesp. Após passar por uma restauração, foi reaberto em 1998 com a montagem de La Cenerentola, de Gioachino Rossini. Gradativamente, a ópera passou a ocupar lugar de destaque na programação do São Pedro, e em 2010, com a criação da Orquestra do Theatro São Pedro, essa vocação foi reafirmada. Ao longo dos anos, suas temporadas líricas apostaram na diversidade, com títulos conhecidos do repertório tradicional, obras pouco executadas, além de óperas de compositores brasileiros, tornando o Theatro São Pedro uma referência na cena lírica do país. Agora, o Theatro São Pedro, instituição do Governo do Estado de São Paulo gerido pela Santa Marcelina Cultura, Organização Social parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo inicia uma nova fase, respeitando sua própria história e atento aos novos desafios da arte, da cultura e da sociedade.

Santa Marcelina Cultura

Eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs do ano, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Criada em 2008, é responsável pela gestão do Guri na Capital e região Metropolitana de São Paulo e da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (EMESP Tom Jobim). O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade. Desde maio de 2017, a Santa Marcelina Cultura também gere o Theatro São Pedro, desenvolvendo um trabalho voltado a montagens operísticas profissionais de qualidade aliado à formação de jovens cantores e instrumentistas para a prática e o repertório operístico, além de se debruçar sobre a difusão da música sinfônica e de câmara com apresentações regulares no Theatro. Para acompanhar a programação artístico-pedagógica do Guri Capital e Grande São Paulo, da EMESP Tom Jobim e do Theatro São Pedro, baixe o aplicativo da Santa Marcelina Cultura. A plataforma está disponível para download gratuito nos sistemas operacionais Android, na Play Store, e iOS, na App Store. Para baixar o app, basta acessar a loja e digitar na busca “Santa Marcelina Cultura”.

Dezembro no MIS tem diversos eventos gratuitos voltados para os fãs de cinema

Entre eventos, estão: pré-estreia de curta-metragem, masterclass e sessão especial de “Durval Discos”

A programação de dezembro no MIS (instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo) está repleta de eventos gratuitos voltados para os cinéfilos. Além da pré-estreia de dois curtas-metragens, o museu ainda oferece uma masterclass sobre digitalização de longas, um bate-papo com o cineasta Leandro D’Errico e uma sessão especial do filme “Durval Discos”, de Anna Muylaert, remasterizado em 4K em comemoração ao seu aniversário de vinte anos.

Confira os detalhes abaixo e programe-se!

13 de dezembro: Pré-estreia + bate-papo | “Proibido atuar”

Pré-estreia do curta-metragem “Proibido atuar” (dir. Amanda Augustin e Leandro D’Errico, Brasil, 2023, 35 min, livre). Após a sessão, haverá uma conversa com o diretor do filme, Leandro D’Errico, que abordará o processo de produção do longa e o mercado de atuação no Brasil. 

“Proibido atuar” é um documentário que explora o universo dos atores brasileiros e a evolução dos métodos de interpretação no mercado audiovisual nacional. Por meio de entrevistas dinâmicas com profissionais experientes, o filme procura investigar as especificidades de ser um ator no Brasil e as inúmeras facetas que moldam a arte da atuação. 

16 de dezembro: Lançamento do curta-metragem “Trupe fantasma”

O MIS exibe o curta-metragem “Trupe fantasma” (Dir. Rica Mantoanelli, 30 min, livre), uma realização do Estúdio B por meio do curso “Luz, Câmera, Ação”. Produzido pelos alunos do curso, o filme tem quatro versões diferentes, e em cada uma delas o elenco é modificado. O MIS recebe a primeira exibição das produções e conta com a presença das equipes realizadoras. 

No curta, em um imóvel à venda, um grupo de fantasmas artistas – antigos alunos de uma escola de teatro que ali funcionava – se recusa a deixar o passado para trás. Esses espíritos mantêm viva a esperança de que a escola de arte volte a brilhar. Quando Marta, com planos de transformar o local em um spa, visita a propriedade com sua filha adolescente, Emma – uma amante das artes em segredo –, os fantasmas intervêm.  

Trupe fantasma” é uma história que explora temas de esperança, conexão e paixão pelas artes, ilustrando como o teatro, a música e a dança podem unir mundos e corações. 

19 de dezembro: Sessão Vitrine Petrobrás + Masterclass | “Durval Discos

A Sessão Vitrine Petrobras é um projeto de distribuição de filmes brasileiros em salas de cinema comerciais realizado pela Vitrine Filmes. Com estreias a preços reduzidos, o projeto realiza sessões com debates e oficinas, com o principal objetivo de potencializar a formação de público para o cinema, promovendo a democratização das produções brasileiras. 

Nesta nova edição, a Sessão Vitrine Petrobras também promove, pela primeira vez, o resgate da história do audiovisual nacional, com filmes de patrimônio remasterizados. “Durval Discos(Dir. Anna Muylaert, Brasil, 2002, 96 min, 12 anos), de Anna Muylaert, inaugura o projeto, sendo remasterizado em 4K em comemoração ao seu aniversário de vinte anos. 

Antes da sessão, será oferecida a masterclass “Digitalização e curadoria de filmes de patrimônio: conceitos e práticas” com Débora Betruce, responsável pela supervisão de digitalização do longa-metragem. O intuito é aguçar o olhar do espectador para as técnicas apresentadas na oficina. 

Durval Discos” conta a história do solteirão Durval, que, para ajudar sua mãe, contrata uma candidata que faz quitutes extraordinários. Mas ela desaparece depois de dois dias, deixando sua filha, a pequena Kiki, que mudará a vida da pequena família. 

Serviço

Pré-estreia + bate-papo | “Proibido atuar”

Local: Auditório MIS |Museu da Imagem e do Som (MIS) 

Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo 

Data:  13.12, às 19h30 

Ingresso:  gratuito (retirada uma hora antes da sessão na bilheteria do MIS) 

Classificação:  livre 

Lançamento do curta-metragem “Trupe fantasma”

Local: Auditório MIS |Museu da Imagem e do Som (MIS) 

Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo 

Data: 16.12, às 18h30 e às 20h30 

Ingresso: gratuito (retirada uma hora antes de cada sessão na bilheteria do MIS) 

Classificação: livre 

Sessão Vitrine Petrobrás + Masterclass | “Durval Discos”

Local: Auditório MIS |Museu da Imagem e do Som (MIS) 

Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo 

Data:  19.12, às 19h 

Ingresso: gratuito (retirada uma hora antes da sessão na bilheteria do MIS) 

Classificação: 12 anos 

Dia da África ganha conteúdo especial na plataforma #CulturaEmCasa

Entre os destaques estão as transmissões do XV Prêmio África Brasil 2021, do filme Djon África e a exposição virtual de esculturas da República de Camarões

 A plataforma #CulturaEmCasa (www.culturaemcasa.com.br), primeira ferramenta de streaming de conteúdos culturais, totalmente gratuitos, terá programação especial nesta terça-feira, 25 de maio, quando é comemorado mundialmente o Dia da África. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por intermédio da Organização Social Amigos da Arte, e a Secretaria de Relações Internacionais do Estado de São Paulo.

Berço de toda a humanidade, a África é tudo menos singular — é plural, rica e heterogênea. Continente com o maior número de países, etnias, povos e línguas, possui uma das maiores diversidades culturais do planeta. Para o Dia da África, #CulturaEmCasa selecionou conteúdos que evidenciam a vasta influência do continente na formação cultural do povo brasileiro.

Entre os destaques da agenda, está a transmissão do XV Prêmio África Brasil 2021, a partir das 19h. Promovido pelo Centro Cultural Africano, o evento internacional tem como objetivo reconhecer e divulgar projetos e ações que beneficiem diretamente comunidade afro-brasileira na área de: educação, artes e cultura, artista, esporte, meios de comunicação, terceiro setor, responsabilidade social, políticas públicas, poder público, relações exteriores, africanos no mundo e honra ao mérito.

Na programação também está o filme Djon África, coprodução Brasil-Portugal-Cabo Verde. Dirigido por Filipa Reis e João Miller Guerra, o longa conta trajetória de Miguel “Tibars” Moreira, mais conhecido como Djon África. O protagonista descobre que a genética pode ser cruel quando sua fisionomia — bem como alguns de seus fortes traços de personalidade — imediatamente o denúncia como filho de alguém que ele nunca conheceu. Esta descoberta intrigante o leva a tentar descobrir quem é este homem. Tudo o que Djon África sabe sobre seu pai, no entanto, é o que sua avó, com quem sempre viveu, lhe contou. No elenco principal, estão Bitori Nha Bibinha, Isabel Cardoso, Miguel Moreira.

O arte da República de Camarões será apresentada com a exposição virtual de sete esculturas deste universo artístico. Também foram reunidos demais conteúdos da plataforma, especialmente reeditados, para a data comemorativa. Entre eles, o podcast do Museu da Língua Portuguesa, Influência Africana na Língua Portuguesa; a live da cantora Titica; o #SP Gatronomia com Mãe Eleonora, uma das matriarcas na tradição culinária de matriz africana, ensinando a fazer acarajé; e o espetáculo Contos Negreiros do Brasil. Baseada no livro escrito por Marcelino Freire, prêmio Jabuti de 2006, a peça traz estatísticas raciais e atuais relacionadas aos contos do livro, vividos pelos atores Rodrigo França, Aline Borges, Marcelo Dias, Milton Filho e Valéria Monã.

Sobre o Dia da África

O Dia da África (anteriormente chamado Dia da Liberdade de África e Dia da Libertação de África) celebra a fundação da Organização da Unidade Africana (OUA), em 25 de maio de 1963, hoje conhecida como União Africana. A entidade foi criada em prol da libertação africana frente ao massacre e à exploração do colonialismo europeu. Em sua conferência inicial, estabeleceu-se uma carta de princípios a fim de melhorar o padrão de vida entre os estados-membros.

Comemorado mundialmente, o Dia da África existe não só para lembrarmos de suas carências e cicatrizes avassaladoras, mas também para evidenciarmos as diversas nacionalidades e identidades africanas, exaltarmos sua pluralidade, seus polos tecnológicos e sua riqueza artística e cultural.

“Preservar a memória é umas das formas de construir a história e a ligação entre o Brasil e o berço da humanidade, o continente africano. Isso pode ser sentido nas mais diversas manifestações culturais do povo brasileiro: religião, culinária, música, dança, arquitetura e costumes. Direta ou indiretamente, a África está presente no dia-a-dia e sempre teve grande influência na base cultural do país, que hoje conta com cerca de 54% de afrodescendentes”, afirma Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte.

Sobre #CulturaEmCasa

Lançada em 21 de abril de 2020, a plataforma tem a missão de ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuitos e difundir a intensa produção cultural do Estado de São Paulo, seus equipamentos e municípios. Até o momento, a plataforma registrou 5,4 milhões de visualizações em 3 mil conteúdos disponibilizados, atingindo 3.300 mil cidades e 135 países. E envolvendo 13 mil profissionais do setor. Este ano, em comemoração ao aniversário de um ano, o #CulturaEmCasa, transmitiu lives de artistas como Tom Zé, Angela Ro Ro, Oswaldo Montenegro e Camila Pitanga.

A ferramenta reúne também conteúdos do Teatro Sérgio Cardoso, do Museu da Diversidade Sexual e das instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, entre as quais a OSESP, a Jazz Sinfônica, a Pinacoteca, a São Paulo Companhia de Dança, o Conservatório de Tatuí, o Projeto Guri, Fábricas de Cultura, TV Cultura, Poiesis, Bibliotecas, e os Museus da Imagem e do Som, do Futebol, Índia Vanuíre, Casa de Portinari Felícia Leirner/ Auditório Claudio Santoro.

A ideia de difundir o conteúdo produzido por São Paulo se expandiu e a plataforma #CulturaEmCasa firmou parcerias com outras Secretarias Estaduais de Cultura, dentro do projeto Ponte Aérea. Atualmente a plataforma detém e transmite conteúdos do Rio Grande do Sul, como por exemplo, o “Festival de Cinema Negro em Ação” e os concertos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre; o projeto “Música Conecta” com o Espírito Santo Este mês também foi lançada parceria com o estado do Ceará, em que serão transmitidos eventos artísticos de grande porte do cenário cearense como o “Cineteatro São Luiz”, “Porto Dragão Sessions” e “Zona de Criação”.

Sobre a Amigos da Arte

A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão dos teatros Sérgio Cardoso e de Araras e do Museu de Diversidade Sexual (MDS), trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo difundir a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus mais de 15 anos, a entidade desenvolveu 58 mil ações que atingem mais de 25 milhões de pessoas.

Programação:

Plataforma #CulturaEmCasa

www.culturaemcasa.com.br

Redes Sociais:

https://www.facebook.com/culturaemcasasp/

https://www.instragram.com/culturaemcasasp/

https://twitter.com/culturaemcasasp

Dicas de cultura do secretário Sérgio Sá Leitão para o final de semana

Ouça aqui: https://soundcloud.com/governosp/boletim-dicas-de-cultura-pgm-51?si=93fe96b7dd0f41dca5d655d7b1c433ba&utm_source=clipboard&utm_medium=text&utm_campaign=social_sharing

26ª Festa do Imigrante no Museu da Imigração
De 17 a 19 de dezembro
Das 10h às 18h
43 países representados em culturas, histórias, gastronomia e artesanato
Mais informações, acesse o site da Museu da Imigração: http://museudaimigracao.org.br/

Sala São Paulo – Encontros Históricos em parceria com Brasil Jazz Sinfônica
Apresentação com Gilberto Gil e maestro italiano Aldo Brizzi
Transmissão ao vivo pelo Canal da Sala de São Paulo pelo Youtube:

Cartaz Cultura Em Casa apresenta a ‘OperATA’, do diretor e encenador Hugo Rodas e Agrupação Teatral Amaca. São dois espetáculos em um: Punaré & Baraúna” e “Ensaio Geral”. O primeiro ato é um musical autoral sertanejo sobre um triângulo amoroso. O segundo, uma celebração do amor através de histórias compartilhadas por uma pretensa orquestra. Ao mesclar lirismo e pulsões libidinais, OperATA convida o público a transitar por diferentes experiências do amor. 
Já disponível pela plataforma #CulturaEmCasa – acesse www.culturaemcasa.com.br

2ª Mostra Internacional de Cinema Virtual
A dica de cinema fica para as últimas estreias da Mostra Internacional de Cinema Virtual que reuniu 45 filmes de 25 países nesta segunda edição. Este final de semana, fique com os seguintes filmes:

(sábado – 18/12)  

14h – A Prisioneira do Cáucaso – Rússia 

17h – Jean Palach – República Tcheca 

19h – Erik & Erika – Áustria 

21h – Berlim Alexanderplatz – Alemanha 

(domingo- 19/12) 

14h – Eles Lutaram pela Pátria – Rússia 

17h – O Sol da meia-noite (The Sun at Midnight) – Canadá 

19h – Cinemability – Estados Unidos 

21h – Irmãs Gêmeas – Países Baixos

Acesse pela plataforma ou aplicativo – www.culturaemcasa.com.br

Diversidade é foco da programação virtual de dezembro das Fábricas de Cultura

Entre as atividades, curtas-metragens dedicados à diversidade são disponibilizados nas redes sociais (mais…)

Durante a Copa 2022, Museu do Futebol realiza campanha de arrecadação de chuteiras usadas

Material será doado a dois projetos sociais que trabalham com futebol e a um time indígena do interior de Pernambuco. Os doadores ganham entrada gratuita no Museu

Sabe aquela sua chuteira usada que está juntando poeira no armário? Pois é, ela poderia ser muito útil nos pés de outros atletas amadores. Por isso, o Museu do Futebol, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, inicia no dia 23 de novembro uma nova edição da campanha Chuteira para Todos, que vai arrecadar pares usados em bom estado para doação. Quem contribuir com a campanha ainda ganha entrada grátis no Museu em qualquer dia da semana, inclusive durante a Copa 2022. Localizado no Estádio do Pacaembu, na capital paulista, o Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. 

Na primeira edição da campanha, realizada antes da pandemia, cerca de 200 pares foram arrecadados. Agora, com a Copa do Mundo, o Museu espera que os visitantes se engajem ainda mais com a iniciativa, que vai beneficiar inicialmente dois projetos sociais da periferia de São Paulo e um time indígena do interior de Pernambuco. A depender do número de pares recebidos, o Museu poderá ampliar a distribuição dos calçados.  

Para participar, basta trazer sua chuteira usada e depositá-la na caixa de coleta na entrada do Museu do Futebol para garantir o ingresso gratuito. Podem ser doadas chuteiras para qualquer tipo de piso (grama, salão ou society), para homens, mulheres ou crianças, desde que estejam em bom estado e limpas. Para ajudar na triagem e distribuição do material, o doador deve amarrar o par pelos cadarços antes de colocá-lo na caixa.  

E claro: pessoas ou empresas que queiram contribuir com pares novos também são bem-vindas.  

Copa no Museu do Futebol   

Além de participar da doação, o público pode aproveitar para assistir aos jogos da Copa 2022 no Museu do Futebol. As partidas do Brasil serão transmitidas em telões de led na área externa da instituição, embaixo da fachada do Estádio do Pacaembu, e na sala Grande Área, logo na entrada do museu, de forma gratuita (acesso sujeito à lotação do espaço).    

Além disso, haverá exibição na sala Jogo de Corpo, localizada ao final da exposição e que conta com uma espécie de arquibancada, mediante compra do ingresso e também sujeito à lotação. 

E por fim, o Museu do Futebol também exibirá ao vivo todos os demais jogos do torneio, com ingressos pagos, sujeito à lotação e seguindo o horário de funcionamento da instituição.    

Saiba mais sobre os projetos beneficiados:  

O Perifeminas é um coletivo de mulheres pretas jogadoras que tem como objetivo diminuir as barreiras de desigualdades sociais promovendo o bem estar e a socialização através do esporte. O grupo realiza “treinos com arte”, misturando o treino esportivo ao compartilhamento de ações culturais e educacionais. O grupo atua em Parelheiros, São Paulo.  

O FutVida é um projeto social criado em 2019 para atender apenas meninas, mas hoje atende 95 meninos e meninas de 7 a 15 anos. O objetivo é a inclusão social, envolvimento comunitário e inclusão feminina no esporte, através do futebol e futsal. As crianças recebem aulas de fundamentos básicos do esporte aos sábados. O projeto atua em Jardim São Norberto e Jardim Nova América, também em Parelheiros. 

Já o Bandeirantes F.C. é um time de jogadores do quilombo indígena Tiririca dos Crioulos, localizado na cidade de Carnaubeira da Penha, no sertão Pernambucano. A comunidade criou e mantém o Museu Indígena do Futebol, que guarda relíquias e lembranças do clube amador. Um dos integrantes do grupo foi um dos palestrantes do 4º Simpósio Internacional de Futebol, promovido pelo Museu do Futebol em São Paulo (assista no YouTube).   

SERVIÇO
Museu do Futebol 
Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu – São Paulo   
De terça a domingo, das 9h às 18h (entrada permitida até às 17h)
Toda primeira terça-feira do mês, até às 21h (entrada até 20h)
R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Crianças até 7 anos não pagam
Grátis às terças-feiras
Garanta o ingresso pela internet: https://bileto.sympla.com.br/event/67330  
Estacionamento com Zona Azul Especial – R$ 5,75 por três horas        

Em agosto, Secretaria da Cultura discutirá economia criativa e inovação

Nos dias 10 e 11 de agosto, a Secretaria da Cultura do Estado realiza no Memorial da América Latina o evento Futuro na Cultura. Nesses dois dias, a economia criativa e a inovação serão debatidas em oito painéis, com representantes do setor público, empresários e universidades, além de produtores culturais e formadores de opinião. O objetivo é reunir inteligências e movimentos dos setores criativos para desenvolver políticas públicas no Estado.

https://www.youtube.com/watch?v=LjXj8fxpwp4&t=14s

Governador Márcio França fala sobre projetos de Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo

O trabalho com economia criativa foi iniciado ainda pelo governador Márcio França quando, então vice-governador, esteve à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado. Na ocasião, foram criadas as Etecris (Escolas de Técnicas de Economia Criativa), em que os alunos saem com MEI formalizadas e Plano de Negócio para que possam apresentar a investidores.

“O Estado pode e deve colaborar para desenvolver o potencial criativo existente nas cidades”, afirma a secretária-adjunta da Cultura Patrícia Penna, que está à frente desse tema na Secretaria. Patrícia Penna acrescenta ainda que a discussão é mais do que oportuna, em função da crise econômica pela qual passa o país.

Estudos internacionais recentes indicam a economia criativa como uma das áreas mais dinâmicas da economia global. O Banco Mundial estima que o setor já responde por cerca de 7% do PIB mundial, com tendência de crescimento. Um dos painéis do evento no Memorial, “Estratégias nacionais e internacionais de futuro”, terá como convidados consulados de diversos países, que devem mostrar as experiências estrangeiras.

Além dos painéis, o evento no Memorial terá ainda apresentações artísticas, intervenções com Realidade Virtual e Aumentada, mostra de startups da cultura e um hackathon (evento que reúne jovens desenvolvedores para ampliar o acesso à plataforma SP Estado da Cultura).

 

Regiões paulistas

https://youtu.be/500TB2k2lDk

Patricia Penna, secretária-adjunta da Cultura do Estado, fala sobre o evento Futuro na Cultura

As prefeituras paulistas, as associações comerciais dos municípios e os produtores culturais locais estão sendo convidados para unirem-se ao projeto e participarem do evento Futuro na Cultura. Para tanto, Patrícia Penna visitará visitará diversas regiões paulistas entre a segunda quinzena de junho e a primeira de julho, para apresentar o projeto e buscar a colaboração de todos na elaboração de políticas públicas para o setor. As viagens começam nesta sexta, dia 15, no município de Registro (região do Vale do Ribeira, com a participação de comunidades indígenas), às 10h30 horas. Veja abaixo um box com a agenda dos encontros.

Também será discutido no evento o Projeto de Lei 278/2017, que institui a Política de Incentivo à Economia Criativa no Estado de São Paulo.


FUTURO NA CULTURA | INSCRIÇÕES AQUI!

 

AGENDA DOS ENCONTROS COM OS MUNICÍPIOS

 

Os encontros ocorrerão nas cidades abaixo, que deverão agregar os municípios da sua região.

 

Junho

Dia 15/06: Registro (região do Vale do Ribeira, com a participação de comunidades indígenas), às 10h30.

Dia 19/06: Santos (regiões da Baixada Santista e Vale do Ribeira), às 10 horas.

Dia 21/06: Itapetininga (região de Itapetininga), às 10 horas, e  Ourinhos (região de Assis), às 16 horas.

Dia 26/06: Tupã (região de Marília), às 10 horas, e Presidente Prudente (região de Presidente Prudente), às 16 horas.

Dia 27/06: Araçatuba (região de Araçatuba), às 10h30.

Dia 28/06: São José dos Campos (região do Vale do Paraíba), às 10 horas, e Caraguatatuba (Litoral Norte), às 15 horas.

Dia 29/06: Campos dos Jordão (região da Mantiqueira), às 14 horas.

 

Julho

Dia 03/07: Campinas (região de Campinas), às 9 horas, e São José do Rio Preto (região de São José do Rio Preto), às 17 horas.

Dia 04/07: São Carlos (região de Araraquara), às 10 horas, e Rio Claro (região de Rio Claro), às 14 horas

Em fevereiro não tem só Carnaval!

Em fevereiro
não tem só Carnaval

confira as atrações do mês nas instituições da Secretaria da Cultura do Estado



&nbspatrações
para todos os gostos e idades, ao longo do mês de fevereiro

O Carnaval está chegando e as instituições da Secretaria da Cultura do Estado oferecem atrações ao longo do mês para todos os gostos e idades, na capital, no interior e no litoral.

PARA CURTIR
O CARNAVAL

Os foliões vão poder aproveitar blocos e bailes, oficinas de máscaras, lançadores de confetes e confecção de abadás.


Veja a programação

NÃO TEM SÓ
CARNAVAL

Quem quiser fugir da folia poderá visitar exposições, participar de oficinas e conferir peças teatrais.


Veja a programação

EMESP Tom Jobim abre inscrições para o Processo Seletivo 2021

As inscrições para os cursos gratuitos de formação e especialização musical da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim estão abertas até o dia 14 de janeiro

A Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, abre inscrições para o processo seletivo 2021 para ingresso de estudantes nos cursos de formação e de especialização musical. Os cursos são todos gratuitos e os interessados podem se inscrever até 15h do dia 14 de janeiro.

Destinados a estudantes que buscam aprendizado focado na prática de canto e instrumentos variados, como violino, harpa, saxofone, trompete, flauta, guitarra, bateria, acordeão, entre outros. Os cursos de formação são divididos em três ciclos, tendo cada um os seguintes limites de idade: até 13 anos para o 1º ciclo; até 16 anos para o 2º ciclo; e até 21 anos para o 3º ciclo. Já os cursos de especialização correspondem ao 4º ciclo. Nesta modalidade são oferecidos cursos nas áreas de composição, regência coral, música antiga, academia de ópera e prática instrumental avançada (erudito e popular).

As duas modalidades são independentes, assim como seus ciclos, não sendo necessário que o aluno tenha feito os ciclos anteriores para poder se inscrever no desejado. Ao candidato, basta ter os conhecimentos necessários exigidos no edital para concorrer.

Também estão abertas as inscrições para ingresso de bolsistas nos grupos artísticos ligados à EMESP Tom Jobim, são eles: Banda Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Theatro São Pedro e Orquestra Jovem Tom Jobim.

 As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site da EMESP Tom Jobim. O candidato encontra também no site o edital com todas as informações necessárias para inscrição, cronogramas e conteúdos programáticos.

Para mais informações acesse: https://emesp.org.br/processo-seletivo-2021/

Cronograma:

Até 14/01/2021 (até 15h – horário de Brasília): Período de Inscrições para o Processo Seletivo 2021

20/01/2021 Publicação da lista de candidatas(os) inscritas(os) no Processo Seletivo 2021 para participação na prova da 1ª fase (análise do vídeo enviado no momento da inscrição)

28/01/2021 Divulgação da lista de candidatas(os) aprovadas(os) na 1ª fase do Processo Seletivo 2021, com a convocação para a 2ª fase, locais, datas e horários das provas;

01 a 20/02/2021 Realização das provas de 2ª fase do Processo Seletivo 2021;

24/02/2021 Divulgação da lista de candidatas(os) classificadas(os) na 2ª fase do Processo Seletivo 2021. As(os) candidatas(os) classificadas(os) como aprovadas(os) serão convocadas(os) para preenchimento imediato de vagas remanescentes e as(os) classificadas(os) como suplentes, integrarão uma lista de espera.

25 e 26/02/2021 Período de matrículas para os(as) candidatos(as) classificados(as) como aprovados(as) e convocados(as) para as vagas remanescentes disponíveis nos Cursos e Programas de 2021 da EMESP Tom Jobim.

01/03/2021 Início das aulas para as(os) alunas(os) convocadas(os) e matriculadas(os).

 

Escola de Música do Estado de São Paulo – EMESP Tom Jobim

Referência no ensino brasileiro de música, a EMESP Tom Jobim é uma escola do Governo do Estado de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura, Organização Social parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Atende gratuitamente 1.300 alunas e alunos em seus cursos e habilitações em música popular e erudita, da teoria à prática musical. Em 2019, a EMESP Tom Jobim comemorou 30 anos de atuação. A Escola tem como objetivo a formação dos futuros profissionais da música erudita e popular. Com um corpo docente altamente qualificado, a EMESP Tom Jobim vem construindo um projeto pedagógico inovador, com foco no ensino de instrumento, no convívio dos alunos com grandes mestres e nas práticas coletivas (música de câmara e prática de conjunto), além de disciplinas teóricas de apoio. Em constante diálogo com as principais instituições de formação musical do Brasil e do mundo, a EMESP Tom Jobim oferece a cada ano centenas de shows, concertos, workshops e master classes. A EMESP Tom Jobim mantém um eixo de difusão artística complementar às atividades de formação com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de seus alunos e criar uma ponte entre o aprendizado e a profissionalização, além de fomentar a formação de público e a difusão da música em todas as modalidades. A Escola mantém os grupos artísticos: Banda Sinfônica Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim que oferecem bolsas para as alunas e os alunos da Escola.

EMESP Tom Jobim abre inscrições para processo seletivo 2018

Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim tem inscrições até 27 de novembro para os ciclos dos cursos de formação continuada e formação avançada; As primeiras provas ocorrem em 4 e 5 de dezembro (mais…)

EMESP Tom Jobim abre inscrições para Processo Seletivo 2020

As inscrições para os cursos gratuitos de formação e especialização musical da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim estarão abertas no período de 30 de outubro a 25 de novembro (mais…)

Encerramento da Exposição Identidade Preta: Papo Reto sobre Empreendedorismo Periférico, no Museu das Favelas

Três empreendedores periféricos que já passaram por diversos momentos históricos da Feira Preta, participarão de uma roda de conversa sobre empreendedorismo negro

A exposição “Identidade Preta: 20 anos do Festival Feira Preta”, aberta no Museu das Favelas, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, chegou na reta final. A exposição ficará disponível até o dia 30 de abril, e no dia 29 será realizada uma roda de conversa com empreendedores, das 14h até 15h30. Desde a sua inauguração, a exposição celebra o maior evento da cultura negra da América Latina, trazendo de modo lúdico o histórico da evolução da feira, apresentando ao público os marcos revolucionários para a população preta a partir de seus espaços.

Dividida em duas salas, a exposição compõe os eixos conceituais em uma linha de tempo, situando os acontecimentos relacionados com a feira ao longo dos anos. Lá, haverão dois núcleos criativos de exposição: um espaço expositivo que remete a um baile e tem o intuito de aproximar o público do caráter festivo que sempre permeou o festival da feira; e a simulação de um brechó, fazendo forte referência ao empreendedorismo da mulher preta e à atmosfera do close e um trono, remetendo à realeza das pessoas pretas, e também possibilitando que o público visitante possa perceber sua realeza e imponência, participando desse espaço de maneira imersiva.

Na reta final da programação, Ana Soares, Julio Ramos e Sandra Ramos, três empreendedores periféricos que já passaram por diversos momentos históricos da Feira Preta, participarão de uma roda de conversa sobre empreendedorismo negro.

Localizado no Palácio dos Campos Elíseos, o Museu das Favelas funciona de terça a domingo, das 9h às 17h (com permanência até as 18h). Para visita com grupos de mais de 10 pessoas, é necessário o agendamento pelo site.

SOBRE OS CONVIDADOS

Ana Soares

Ana é pedagoga, graduada pela Universidade Federal de São Paulo, gestora da marca de afro-acessórios exclusivos @temperodecor desde 2016 e aderecista do bloco afro percussivo Ilu Oba De Min no carnaval do ano de 2023. Participou do primeiro Afrolab e de algumas edições da Feira Preta. Desde então, busca ampliar conhecimentos vivenciados nessa formação como aprimoramento de técnicas manuais, ampliação de parcerias e espaços de venda, tanto no Brasil quanto no exterior. 

Julio Ramos 

Artista visual, designer gráfico de São Paulo, Julio Ramos desenvolve em seu trabalho visual a temática da diáspora e sua relação com a contemporaneidade. Tem mais de 15 anos de experiência no mercado do design gráfico. É criador da marca Resisto OPM – Original Pano Metropolitano, que desde 2010 busca associar os símbolos e conceitos da cultura raiz à estética da moda urbana dos centros das metrópoles. Integrou diversos coletivos de criação, em 2017 lançou o projeto Preto em Cinza, iniciativa que buscou aproximar jovens pretos das técnicas do design. 

Sandra Neves

Sandra é sócia da Candaces Moda Afro, ateliê de roupas e acessórios criado em 2013 em parceria com a sua mãe Ana Cristina. Candaces era um título atribuído a uma linhagem de rainhas guerreiras africanas que detinham o poder do reino de Moroé, ao sul do Egito, formando uma sociedade matrilinear. Neste contexto, através das suas peças, a marca vem contribuindo para a  propagação da beleza e cultura africana. Formada em Administração de Empresas, Sandra divide com sua mãe as atividades de criação das peças e a gerência administrativa do ateliê, produzindo e comercializando seus itens em feiras e eventos.

SERVIÇO
Encerramento da exposição “Identidade Preta: 20 anos da Feira Preta” com roda de conversa
Dia: 29/04
Horário: 14h às 15h30
Local: Museu das Favelas – Salão de Espelhos
Endereço: Rua Guaianases, 1024 – Campos Elíseos, São Paulo – SP

Encerramento da mostra de filmes TRANSdocumenta acontece no MIS

O Brasil lidera o ranking de países com mais registros de homicídios de pessoas trans; os assassinatos e suicídios (notificados) de pessoas LGBTI+s no país cresceram 30% entre 2016 e 2017, liderado pelo estado de São Paulo com 59 mortes; 191 travestis e transexuais foram mortas no último ano e a expectativa de vida de uma pessoa trans é de apenas 35 anos.

Para debater os desafios da população LGBTQ, o Governo do Estado de São Paulo e a Rede Brasil do Pacto Global (ONU) promovem a mostra TRANSdocumenta, que começou no dia 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT, e encerra na próxima segunda-feira, 9 de julho, no MIS – Museu da Imagem e do Som.

A mostra exibiu uma série de documentários e filmes de longa e curta metragem, nacionais e estrangeiros, com foco nas questões da transexualidade, também em penitenciárias e Fábricas de Cultura de São Paulo. Além da exibição dos filmes no encerramento, a mostra vai reunir atividades culturais, painel de debates e uma feira de expositores LGBTQ com participação de coletivos LGBTQ com apresentações musicais e artísticas.

Esta programação também faz parte da Campanha #SonharoMundo, organizada pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que mobiliza os museus paulistas a se unirem pelos Direitos Humanos.

Programação

FOYER TÉRREO

>> 13h | Contação de histórias

>> 14h-16h | Oficina para crianças – Jogo da inclusão

>> 17h | Contação de histórias

AUDITÓRIO MIS

Os ingressos podem ser retirados 1h antes na Recepção MIS.

>> 14h | Exibição de TRANSIT HAVANA (dir. Daniel Abma, 2016, Holanda, 86′, 18 anos)

Sinopse: Em Havana, as transexuais Odette, Juani e Malú aguardam cirurgia genital – realizada por cirurgiões de primeira linha e organizada pela filha do presidente, Mariela Castro. Novas possibilidades enfrentam problemas antigos: as pessoas trans cubanas encontrarão felicidade apesar da intolerância, pobreza e prostituição?

>> 16h | Exibição de TRAN$RICO (dir. Ariel Nobre, 1993, 1’, livre), seguida de painel de debate

Sinopse: Parem de nos matar e comecem a nos contratar

Painel “Coletividades LGBTQIA e diversidade na cena cultural de São Paulo”, com Ariel Nobre, Erika Hilton, Rubi de la Fuente e Tiely Queen

>> 19h Exibição de IVANA IS WONDERING (dir. Yaggo Aquino, 2017, 7′, 16 anos)

Sinopse: Um videoclipe sobre o despertar da inércia e a descoberta do capital político da homossexualidade.

>> 19h10 | Exibição de ESTAMOS TODOS AQUI (dir. Chico Santos e Rafael Mellim, 2017, Brasil, 22′, 12 anos)

Sinopse: O curta de ficção abrange a questão da transexualidade, além de explorar a realidade dos moradores das favelas usando a personagem Rosa Luz como líder da Favela da Prainha, litoral sul de São Paulo. O papel de Rosa permite esclarecer os constantes desafios de discriminação sexual que tentam superar pessoas LGBTs de periferias do Brasil.

>> 19h30 | Pocket Show com Rosa Luz

AUDITÓRIO LABMIS

Os ingressos podem ser retirados 1h antes na Recepção MIS.

>> 15h | Exibição de [SSEX BBOX], com Barbara Hammer – Cinema Queer (dir. Pri Bertuci, 2018, 15′, 12 anos)

Sinopse: Uma conversa inspiradora com Barbara Hammer no filme experimental e na cultura queer. O [SSEX BBOX] é um projeto de justiça social que procura dar visibilidade às questões de gênero e sexualidade focado na temática / população LGBTQIA+.

>> 16h | Exibição de DO OUTRO LADO (Auf Der Anderen Seite, dir. Fatih Akin, 2007, Alemanha, 120′, 12 anos)

Sinopse: Inicialmente, Nejat (um personagem andrógino) não aprova o relacionamento de seu pai com a prostituta Yeter, o que muda quando ele descobre que o pai envia constantemente dinheiro para a Turquia no intuito de pagar os estudos da filha dela, Ayten. Nejat cresce apaixonado por Yeter, mas sua repentina morte faz com que ele se afaste de seu pai. Nejat decide ir a Istambul para procurar Ayten, descobrindo que ela se tornou uma ativista política e está na Alemanha.

>> 18h30 Exibição de IVANA IS WONDERING (dir. Yaggo Aquino, 2017, 7′, 16 anos)

Sinopse: Um videoclipe sobre o despertar da inércia e a descoberta do capital político da homossexualidade.

>> 18h40 Exibição de BICHA PRETA (dir. Thiago Rocha, 2017, 23′, 12 anos)

Sinopse: Bicha Preta aborda os aspectos socioculturais que auxiliam na marginalização da negritude, especificamente em relação ao indivíduo homossexual, e contribui relatando a diversidade de expressões e lutas dentro de um mesmo movimento, trazendo a público nova reflexões e deixando marcado na história vivências antes nunca documentadas.

TÉRREO

>> Exposição “Geni – Um ensaio fotográfico com corpos transitados”

Itinerância: Museu da Diversidade Sexual

Concepção: Daniella Vinci e Mariana Moraes

Orientação: Carlos Mendonça

Cabelo e maquiagem: Xisto Lopes

Figurino: Matheus Fraga Mello

Modelos: Anna Valentina, Bárbara Macedo, Cristal Lopez, Dolly Piercing, Dhully Fantine, Fabíola Martins, Gisella Lima, Hágata Lafa, Lara Volguer, Laura Faria, Raphaela Ramalho, Tiffany Rivol

ÁREA EXTERNA

>> 11h–19h | Feira de expositores LGBTQ+ com participação de coletivos LGBTQ+ de São Paulo

Onde

Espaços culturais do Governo do Estado de SP oferecem a estreia da ópera o “Rapto do Serralho” e oficina de cosplay

“Rapto do Serralho”, de Wolfgang Amadeus Mozart, acontecerá no Theatro São Pedro, com a primeira apresentação em 14/04 e a oficina de cosplay,  gratuita, na Fábrica de Cultura Iguape

As instituições da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo estão com dicas de passeios em família e oficinas, que inclui um roteiro diversificado, como: oficina de  smartphone +60 , retrospectiva de filmes Quentin Tarantino, concerto da Brasil Jazz Sinfônica na Sala São Paulo, peça infantil sobre educação financeira, apresentação do cantor Michael Walker, estreia da ópera o “Rapto do Serralho”, de Wolfgang Amadeus Mozart, oficina de cosplay, sessão de cinema ao ar livre no Jardim da Casa das Rosas, exposição a céu aberto com réplicas de obras de Candido Portinari e uma conversa com a atriz e dramaturga Ivone Dias.

Abaixo seguem algumas sugestões:

Biblioteca de São Paulo – Oficina de Smartphone +60  

Você tem um smartphone, e vive com medo de mexer nele?  A Biblioteca de São Paulo, no Parque da Juventude, promove a  oficina  ”Smartphone +60”, onde os participantes aprenderão a editar as configurações básicas do celular e também a enviar áudios, arquivos e realizar vídeo chamadas de maneira mais segura. Será realizada às quartas e sextas-feiras, das 10h às 12h, de 05/04 a 05/05. Lembrando que as aulas que caem nos  feriados de 07/04 e 21/4 serão repostas nos dias 03/05 e 05/05.

Gratuita, inscrições através deste link, mais informações no site da BSP


MIS – Museu da Imagem e do Som – Retrospectiva Tarantino

O cineasta Quentin Tarantino é um dos mais influentes e renomados diretores de cinema da atualidade, conhecido pela estética única, diálogos afiados e narrativas não lineares. Em comemoração aos sessenta anos de nascimento do cineasta e ao legado cinematográfico, o  MIS – Museu da Imagem e do Som, no Jardim Europa, apresenta até 02/04, uma mostra dos filmes da carreira do diretor, desde seus primeiros trabalhos até os recentes sucessos.

A mostra oferece aos fãs de Tarantino e aos amantes do cinema uma oportunidade única de explorar sua visão singular do cinema e testemunhar a evolução de estilo ao longo dos anos por meio de filmes memoráveis, com elementos que fascinam o público e que levaram à identificação do “filme tarantiniano”, como uso digressivo e irônico dos diálogos, da violência, do lado splatter e das trilhas sonoras.

Ingresso gratuito, retirada com uma hora antes de cada sessão na bilheteria do museu, confira programação completa e os horários no site MIS 

Sala São Paulo – Brasil Jazz Sinfônica

No próximo domingo, 02/04, a Brasil Jazz Sinfônica fará a estreia de 2023 no palco da Sala São Paulo. Sob regência de João Maurício Galindo, o concerto será uma homenagem à música popular brasileira, com obras de artistas como Tom Jobim, Pixinguinha, Nelson Ayres e Milton Nascimento. Os ingressos são gratuitos e estarão disponíveis em osesp.byinti.com.

02/04, às 11h, caso não consiga adquirir a entrada on-line, no dia do matinal, uma hora antes, haverá uma fila de espera na Bilheteria do 1º subsolo – lugares limitados, sujeito à lotação da casa, mais informações OSESP

Teatro Sérgio Cardoso – Família Dindim

A peça infantil Família Dindim aborda educação financeira no palco do Teatro Sérgio Cardoso, na Bela Vista, de forma lúdica para que a criançada aprenda de maneira divertida. Dona Joana é uma mãe preocupada em realizar os desejos dos filhos e o marido Augusto busca organizar a contabilidade. Os filhos Matheus e Catarina são unidos e ambos tem um desejo secreto que será descoberto ao longo da história.

Ingressos gratuitos neste link, limitado  a 4 ingressos por CPF, mais informações no site Teatro Sérgio Cardoso

Museu do Futebol – Michael Walker

Que tal aproveitar o domingo para fazer um passeio cultural e, ainda, assistir a um jogão de bola? No dia 09/04, o Museu do Futebol, no Pacaembu, transmitirá ao vivo, em seu auditório, a partida entre Liverpool e Arsenal, válida pela Premier League, o campeonato nacional da Inglaterra, às 12h30. A entrada é grátis.

O público ainda pode se divertir com a apresentação do cantor, compositor e fã do Liverpool, o inglês Michael Walker. No repertório, hinos futebolísticos, músicas autorais e conhecidas, além de  canções solicitadas pela plateia. A apresentação acontece na área externa do museu, antes do jogo, às 12h e após o apito final. No intervalo, haverá ainda um bate-papo com o artista. 

R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia-entrada), grátis às terças-feiras, mais informações neste link

Theatro São Pedro – Rapto do Serralho

Em 14/04, tem estreia da ópera o “Rapto do Serralho”, de Wolfgang Amadeus Mozart,  no Theatro São Pedro, na Barra Funda.  As apresentações acontecem em 14/04, 16/04, 19/04, 21/04, 23/04, 26/04, 28/04 e 30/4. A direção musical é de Cláudio Cruz, a direção cênica é de Jorge Takla com Ronaldo Zero que faz também a direção de palco, já iluminação fica com Ney Bonfante, o figurino com Fábio Namatame e o visagismo com Tiça Camargo.

Com libreto de Gottlob Stephanie baseada na obra Belmont und Constanze, de Christoph Friedrich Bretzner, a ópera estreou, em 16 de julho de 1782, no Burgtheater, em Viena, sob a regência do próprio compositor. A obra é tipicamente germânica que mistura diálogos falados e árias. O enredo de O Rapto do Serralho, ambientado na Turquia, contemplava a moda vigente dos temas orientais e é a primeira das cinco grandes óperas mozartianas que inaugura o período vienense do compositor.

Ingressos R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia-entrada), duração 2h45, mais informações no Theatro São Pedro

Fábrica de Cultura – Oficina de Cosplay

Você conhece a cultura Geek? Já em clima da comemoração do Dia do Orgulho Nerd (25/05), a Fábrica convida a todos para a oficina de cosplay, onde cada participante criará a partir de materiais reciclados como o papelão, retalhos de T.N.T, isopor, o próprio traje inspirado em seu personagem favorito. Será em 06/04, das 14h às 15h, na Fábrica de Cultura Iguape.

Gratuito, para maiores de 6 anos, sem necessidade de inscrição, mais informações no site Fábricas de Cultura


Jardim Casa das Rosas – Sessão ao ar livre

Quer assistir a um filme no Jardim Casa das Rosas?  Idealizado pela Cine16, o projeto apresenta filmes raros e inéditos no Brasil, que são projetados em alta qualidade a partir de películas de 16mm.

Em 01/04, às 19h, será exibido “Em Busca da Glória” (1962), filme em que um grupo de adolescentes de Londres, durante a 2ª Guerra Mundial, é levado a uma escola militar numa cidade costeira. Entre os garotos está um judeu, desprezado e perseguido pelo grupo devido à sua origem austríaca e judaica.

Gratuito, mais informações www.casadasrosas.org.br 

Museu Casa de Portinari – Giardino Portinari

O Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, organizou a exposição a céu aberto chamada “Giardino Portinari” com réplicas de obras de Candido Portinari,  que retratam as relações do pintor com a sua terra natal, aspectos da história local e homenagem à comuna italiana Chiampo, considerada irmã da cidade de Brodowski.

Gratuito, na Av. Dr. Rebouças – Centro, Brodowski (SP), mais informações Museu Casa de Portinari

Fábrica de Cultura – Conversa com Ivone Dias

Em 05/04, das 14h às 16h, na Fábrica de Cultura Jaçanã, acontece um encontro com Ivone Dias que é atriz, dramaturga, diretora e professora de teatro. Formada em licenciatura em teatro, pós-graduanda em Educação em Direitos Humanos, na UFABC, fundadora da Cia Dois Ventos (2016) e do Coletivo Nzinga (2019). É autora do livro “Pretinha adormecida”, que busca enaltecer de forma simples e natural famílias pretas e LGBTI+.

Gratuito, mais informações neste link Fábricas de Cultura

Espaços culturais oferecem ampla programação durante o final de semana

Nos dias 30 de junho e 1º de julho, o Teatro Sérgio Cardoso apresenta a ópera Cavalleria Rusticana, gratuitamente 

Na Fábrica de Cultura Sapopemba, terá a oficina “Desenho e criação de impressora 3D”, o público poderá transformar a imaginação em realidade com o poder do desenho e criação de objetos 

As instituições da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas  estão com dicas de passeios em família e oficinas, que inclui um roteiro diversificado, como: ópera Cavalleria Rusticana, 9ª Maratona Cultural, Exposição de Antonio Obá, Praia de Paulista, com quatro quadras de areia para prática de futevôlei e beach tennis, Espaço Mundo de Brincar, “Espaço Café com Leite, Just Dance e Desenho e criação de impressora 3D, Brincadeiras ao Pé do Ouvido – Estação Férias e BibliON, biblioteca digital gratuita.

Teatro Sérgio Cardoso – Ópera Cavalleria Rusticana

Nos dias 30 de junho e 1º de julho, sexta e sábado, às 20h30, o Teatro Sérgio Cardoso apresenta a ópera Cavalleria Rusticana (Cavalheirismo rústico, em português), do compositor Pietro Mascagni. A peça é a primeira apresentação do projeto “A Caminho do Interior”, uma promoção do Consulado Geral da Itália em São Paulo em parceria com  o Instituto Italiano di Cultura San Paolo. A ação tem apoio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas e da Amigos da Arte.

Cavalleria Rusticana, apresentada em um único ato, é considerada uma das principais composições do realismo operístico italiano, conhecido como verismo. A ópera mistura vingança, traição e mentira em uma verdadeira ciranda amorosa de membros de um povoado da Sicília, que reunido próximo de uma igreja, celebra a Páscoa.

Teatro Sérgio Cardoso – Sala Paschoal Carlos Magno- R. Rui Barbosa, 153 – Bela Vista, 30 de junho e 1º de julho, Sexta e sábado, às 20h30, ingressos gratuito via  Sympla, 80 minutos (sem intervalo), classificação etária 8 anos, mais informações Teatro Sérgio Cardoso

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano – 9ª Maratona Cultural

Durante o mês de julho, ocorre a 9ª Maratona Cultural, uma experiência artística, oferecida pela Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, integrante do Programa Oficinas Culturais, da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas. Essa ação contará com mil vagas disponíveis para todas as idades e oferecerá atividades gratuitas nas áreas de artes visuais, cultura digital, circo, música, cinema, literatura e muito mais. As atrações iniciam-se em 5 de julho e encerram-se em 26 de julho. A programação acontece de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, nas quintas-feiras, das 10h às 20h30.

Todos os meses, acontecem dezenas de atividades gratuitas e a Maratona Cultural é um dos destaques do ano. Em 2023, a novidade fica por conta da atividade Marcenaria Colaborativa: um coworking público, que desenvolverá uma estação de trabalho gratuita, onde martelo, parafusadeira, máquinas de corte e ferramentas de uso geral poderão ser compartilhadas. Os participantes terão a oportunidade de criar peças únicas, explorando habilidades e aprendendo novas técnicas em um ambiente colaborativo. 

Terá jogos de cultura popular, slackline, prática circense, horta afetiva, cinema ao ar livre e muito mais. Veja a agenda completa e o número de vagas de cada atividade: clique aqui

9ª Maratona Cultural da Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, segunda a sexta, das 10h às 17h; às quintas o horário se estende até às 20h30, programação gratuita, mais informações em Oficinas Culturais

Pinacoteca de São Paulo – Exposição de Antonio Obá

A Pinacoteca de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, apresenta Antonio Obá: Revoada, segunda mostra a ocupar a Galeria Praça da recém inaugurada Pinacoteca Contemporânea. Com curadoria de Ana Maria Maia e Yuri Quevedo, Revoada apresenta cerca de 20 pinturas e uma instalação inédita, que dá título à exposição, tendo a figura da criança como fio condutor. Também compõem a mostra obras pouco vistas no Brasil, como Banhistas nº 3 – Espreita (2020) e Fata Morgana nº 1 (2022). 

O trabalho de Antonio Obá é constituído por três importantes pilares, que conduzem a narrativa desta exposição: a rememoração de acontecimentos históricos – em geral marcos de violência e luta por  direitos de pessoas negras nos Estados Unidos –, a atribuição de novos significados a esses episódios  e o processo educativo. Juntos, cada um desses aspectos do trabalho constituem um programa para  lidar com o tempo, articulando ações de ressignificação, transformação e emancipação. 

Antônio Obá: Revoada, de 24.06 a 18/2/24, Pinacoteca Contemporânea – Galeria Praça, de quarta a segunda, das 10h às 18h, gratuitos aos sábados – R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada), mais informações Pinacoteca

Foto 4

Montagem do Praia de Paulista | Foto: Ianca Loureiro

Praça Charles Miller/Museu do Futebol – Praia de Paulista

A partir de 1º de julho, a Praça Charles Miller se transforma uma verdadeira Praia de Paulista, com quatro quadras de areia para prática de futevôlei e beach tennis e uma grande arena central onde serão realizados torneios oficiais das duas modalidades – e o que é melhor: o público está liberado para trazer seus coolers e curtir o passeio com seu próprio pic-nic. Toda a programação será gratuita e segue até 30 de julho sempre de terça a domingo. 

Serão 4.200 metros quadrados com o objetivo de promover o lazer, o bem-estar e a conscientização sobre sustentabilidade durante o mês de férias. O projeto é realizado em parceria entre a Goolaço e o Museu do Futebol. A população em geral também vai poder curtir a prática de esportes na areia nas quatro quadras comunitárias, que vão funcionar de terça a domingo, das 9h às 17h, mediante agendamento pelo site, a partir de 15/6, ou diretamente no local, de acordo com a disponibilidade. Para quem quer aprender um dos esportes ou melhorar a técnica, haverá também clínicas com acompanhamento de profissionais. 

Nessas 4 quadras, além da prática pelo público em geral, em datas específicas, também, haverá festivais amadores e que poderão ser assistidos pelos presentes. Ao todo, serão 26 dias de atividades, sempre de terça a domingo, das 9h às 17h.

Praça Charles Miller, S/N° Pacaembu, São Paulo, SP, 1º (sábado) a 30 (domingo) de julho de 2023, de terça a domingo, das 9h às 17h, grátis, agendamento para uso das quadras: presencialmente ou por meio do site Praia de Paulista em funcionamento a partir do dia 15/6/23, mais informações Museu do Futebol

Museu da Imigração – Espaço Mundo de Brincar

O “Espaço Mundo de Brincar”, no Museu da Imigração, no qual a garotada terá a oportunidade de aproveitar amarelinha, piscina de bolinhas, cama elástica, túneis de bambolê e espaço para pintar, recortar e colar, se divertir com as massinhas de modelar, com tintas, pincéis. Os pequenos poderão usufruir do espaço de 5 a 30 de julho, de quarta a domingo, das 11h às 17h.

Museu da Imigração “Mundo de Brincar”, presencial, R. Visc. de Parnaíba, 1316 – Mooca, de 05/07 a 30/07, de quarta a domingo, das 10h às 17h, grátis aos sábados, mais informações em Museu da Imigração

Museu do Café – Espaço “Café com Leite”

O Museu do Café, em Santos, oferece o “Espaço Café com Leite”, que conta com atividades para crianças de todas as idades, com jogos educativos, brinquedos, espaço para leitura, oficina de minibarista, entre outros, além do “Cafezalzinho”, uma área lúdica e interativa dedicada à temática da cafeicultura, proporcionando diversão e aprendizado em uma minifazenda. Funciona de 5 a 30 de julho, de quarta a domingo, das 11h às 17h. 

R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia-entrada), grátis aos sábados, mais informações Museu do Café

Fábricas de Cultura – Just Dance e Desenho e criação de impressora 3D

Na Fábrica de Cultura Vila Curuçá, terá a Oficina de Just Dance, um Game para dançar repetindo os passos na tela ao som de músicas famosas, em 06/07, às 15h30. E na Fábrica de Cultura Sapopemba terá “Desenho e criação de impressora 3D”. Nesta oficina, o público poderá transformar a sua imaginação em realidade com o poder do desenho e criação de objetos utilizando uma impressora 3D, em 07 e 15/07, às 10h e 15h. 


Fábrica de Cultura Vila Curuçá, Oficina de Just Dance, Pedra Dourada, 65 – Jardim Robru, São Paulo – SP, Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Fábrica de Cultura Sapopemba, Desenho e criação de impressora 3D, R. Augustin Luberti, 300 – Fazenda da Juta, São Paulo – SP Fabrica de Cultura Sapopemba

Museu Casa de Portinari – Brinquedos e Brincadeiras

No Museu Casa de Portinari, terá a atividade “Brinquedos e Brincadeiras”, com disponibilização de jogos e brincadeiras tradicionais que remetem aos tempos de infância de Candido Portinari, como peteca, pião, bolinhas de gude, bugalha, bilboquê, quebra-cabeças, peteca, jogo da memória, brinquedos pedagógicos, livros infantis sobre a vida e obra do artista e jogos de tabuleiro. Além de Oficinas Educativas realizadas pelos educadores e que são pensadas para oferecer atividades educativas, instrutivas e acessíveis, pautadas também na sustentabilidade (reutilização de materiais).

Brinquedos e Brincadeiras, presencial, Praça Candido Portinari, 298 – Centro, Brodowski – SP, de terça a domingo, das 10h às 12h e 14h às 16h, mais informações em Museu Casa de Portinari 

Oficinas Educativas, presencial, Praça Candido Portinari, 298 – Centro, Brodowski – SP, 05/07, 12/07, 19/07 e 26/07, das 10h às 11h, mais informações em Museu Casa de Portinari

Museu da Língua Portuguesa  – Brincadeiras ao Pé do Ouvido – Estação Férias

O Saguão B do Museu da Língua Portuguesa será tomado por quatro espaços, ou melhor “cantos”, no projeto Brincadeiras ao Pé do Ouvido – Estação Férias. Em diálogo com o tema da mostra temporária Essa Nossa Canção, sobre a riqueza e a diversidade da língua portuguesa na canção popular brasileira, os educadores irão propor uma série de brincadeiras e jogos às crianças e seus familiares, de quinta a sábado, das 10h às 17h, entre 6 e 29 de julho. Oficinas serão promovidas, às quintas e sextas-feiras, em quatro horários: 10h, 11h, 13h30 e 14h30. Toda a programação é gratuita. 

No “O Canto do Coletivo” o público será convidado a cantar, de modo coletivo, cantos infantis tradicionais ou transmitidos da boca ao ouvido com acompanhamento instrumental ou percussão corporal. No O Canto da Escuta, o visitante poderá ouvir a própria voz a partir de engenhocas como telefone sem fio, megafones e tubos de papelão. No O Canto da Criação, o participante escreverá letras para cantos a partir de improvisações e paródias. Por fim, no O Canto da Voz (interpretação), será possível experimentar e brincar com os recursos da voz e, assim, criar diferentes sentidos para uma mesma canção – haverá um cenário, um palco e um microfone para o visitante soltar a voz.  Aos sábados, às 11h, no Saguão B do Museu, ainda dentro do Brincadeiras ao Pé do Ouvido – Estação Férias haverá apresentações musicais interativas.  

No dia 8 de julho, a atração é o espetáculo Ping Pong, com a Cia. Cabelo de Maria, que traz canções sobre personagens inusitados, como uma centopeia que tem uma perna mais curta que as outras e uma menina que sabe criar ventos. 

De 6 a 29 de julho (de quinta a sábado), das 10h às 17h, grátis, No Saguão B do Museu da Língua Portuguesa

Um ano de BibliON, biblioteca digital gratuita 

A BibliON, biblioteca digital gratuita de São Paulo, celebra o primeiro ano de existência e em constante expansão dos serviços oferecidos à população. Originada de um projeto piloto iniciado em janeiro de 2020, que inicialmente disponibilizou pouco mais de mil obras, a plataforma agora oferece aos seus inscritos um acervo com mais de 17 mil livros. E para além do serviço de empréstimo, a BibliON também promove diversas atividades gratuitas, como clubes de leitura, podcasts, bate-papos com escritores, capacitações e oficinas. Essas iniciativas buscam estimular o uso da plataforma, como também incentivar a interação do público, tanto com a biblioteca digital quanto com as bibliotecas físicas.

O usuário pode fazer empréstimo de até duas obras simultâneas, por 15 dias. A BibliON permite ações como organizar listas, adicionar favoritos, compartilhar um livro como dica de leitura nas redes sociais, fazer reservas, ver histórico e sugerir novas aquisições. Por meio de princípios de gamificação, os associados conseguem acompanhar as estatísticas do tempo dedicado à leitura e participar de desafios. E o sistema de busca permite que o usuário utilize diversos filtros, como tema, autor, categoria ou título. É possível ler em dispositivos móveis, sem a necessidade de usar dados do celular, por meio do download prévio do título ou, ainda, ajustar o tamanho da letra e o contraste da tela; escolher diferentes modos de leitura para dia ou para noite e acionar a leitura em voz sintetizada, para saída em áudio do texto.

Para utilizar o serviço gratuito, basta que os interessados acessem www.biblion.org.br ou baixem o aplicativo BibliON, disponível no Google Play e na Apple Store e realizem um breve cadastro, gratuito

Espetáculo “Palhaços Periféricos”, danças africanas e desenvolvimento de games são alguns destaques das Oficinas Culturais

Agenda cultural de  agosto atrai diferentes públicos pelas regiões do Bom Retiro, Itaquera e Taipas, onde as unidades gerenciadas pela Poiesis estão localizadas

Um espetáculo que narra a história de um jovem que sonha em se tornar palhaço, aula de dança que traz memórias das manifestações culturais de matrizes africanas e a experiência em construir os próprios jogos por meio das artes e da tecnologia são algumas das atrações de agosto das Oficinas Culturais Alfredo Volpi, Maestro Juan Serrano e Oswald de Andrade, instituições que integram o  Programa Oficinas Culturais, da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis. As atividades são gratuitas e algumas exigem inscrição. Já para as apresentações artísticas, os ingressos gratuitos são distribuídos uma hora antes.

Dança, jogos, poesia haikai e muito mais

A Oficina Cultural Alfredo Volpi anuncia a aula de dança Samba Rock das Giras aos Giros, coordenada pela dançarina e arte-educadora Janaína Gisele, que acontece nos dias 3 de agosto a 5 de outubro, todas as quintas-feiras, das 19h às 21h30. Essa atividade  tem como objetivo explorar o estilo do Samba Rock como dança, música e uma fonte de memória das giras das manifestações culturais de matrizes africanas, alcançando os giros da contemporaneidade. No último encontro os alunos terão a oportunidade de apresentar o que aprenderam no baile aberto de encerramento. Para mais informações sobre a aula e realizar inscrições, clique aqui.

A oficina localizada na zona leste de São Paulo  também abrirá a Oficina de Escrita Haikai: dia a dia, poesia, com aulas de 8 a 29 de agosto, todas as terças-feiras, das 15h às 17h30. Os encontros são ministrados pela poeta Anna Zêpa e são dedicados a exercícios de criação literária, explorando a sensibilização poética, a prática haicaísta e percepções para se manter em estado de escrita. Não é necessária inscrição prévia, basta comparecer aos encontros. 

Ainda na unidade Alfredo Volpi, interessados por joalheria poderão participar da atividade Produzindo bijuterias com a técnica da marchetaria geométrica, coordenada pelos artesãos Tarso Araújo e Yghor Araújo entre 9 de agosto e 27 de setembro, todas as quartas-feiras, das 10h às 13h. Os participantes terão a oportunidade de aprender os princípios dessa antiga forma de artesanato que consiste em revestir lâminas de madeira em superfícies, elaborando conjuntos de bijuterias exclusivas, incluindo pingentes e brincos. As inscrições estão abertas aqui

O eixo criativo da Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, localizada na região da Brasilândia, abre as inscrições para a Oficina de Introdução ao Gamelab, com encontros nos dias 14 a 28 de agosto, todas as segundas-feiras, das 14h às 16h. É a oportunidade de receber orientações sobre animação, programação e desenvolver os próprios jogos. Ministradas por Francisco Arlindo Alves, mestre em Design, pesquisador e especialista em Ensino a Distância (EAD), as aulas oferecem uma experiência de aprendizagem lúdica e poética, promovendo a integração entre arte e tecnologia. Crianças e adolescentes também poderão participar.

Na prática do Bambolê Circense os frequentadores terão a oportunidade de explorar essa linguagem e como uma alternativa de malabarismo que envolve truques e técnicas, como giros, equilíbrio, arremessos e rolamentos. Com a coordenação de Beatriz Duarte, arte educadora, bambolista e atriz, os participantes sem experiência aprenderão a identificar  movimentos e variações de alguns números com experimentação guiada para a formação do próprio repertório. As aulas ocorrem de 8 a 29 de agosto, todas as terças-feiras, das 13h30 às 15h30. Inscrições e mais informações neste link

A  unidade localizada na periferia da zona noroeste da cidade também oferece a oficina de produção artesanal de estampas Block Printing, técnica de gravação em madeira para criar estampas exclusivas e autorais a partir da impressão em bloco. A artesã e artista têxtil Mayara Sabino conduzirá os alunos na produção dos  blocos de carimbos com temas de livre escolha para customizar peças de vestuário, materiais de decoração e acessórios diversos, durante os dias 9 a 30 de agosto, quartas-feiras, das 19h às 21h. Mais informações e inscrições neste link

Espetáculos e exposição

Pela Oficina Cultural Maestro Juan Serrano, a peça  Betinho, o menino valente – Uma história de superação sobre TDAH, da Companhia Triatos de Teatro de São Paulo, narra uma lição de vida contra o bullying na escola. O público poderá assistir no dia 1º de agosto, terça-feira, das 13h30 às 15h. A Cia. apresentará a história de um menino com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, incentivando reflexão sobre as limitações humanas e a capacidade de superação. 

No mês de agosto a Oficina Cultural Oswald de Andrade apresenta o espetáculo Palhaços Periféricos, idealizado para celebrar os 15 anos de trajetória da Companhia Catraca do Riso. A história narra a vida de Bento, um jovem que sonha em se tornar um palhaço, mas precisa, primeiro, lidar com as adversidades da vida. Os percalços no caminho, como a dificuldade de estudo e os problemas financeiros são as dificuldades que o jovem aspirante a palhaço precisa enfrentar com a ajuda de sua parceira, que se revela um guia neste caminho. A peça teatral fica em  cartaz durante os dias 10 a 19 de agosto, quintas e sextas-feiras às 19h30, e sábados às 18h. A distribuição de ingressos será feita com 1h de antecedência.

Ainda na unidade das Oficinas Culturais localizada no Bom Retiro, região central de São Paulo, o  espetáculo Entrelaçados será apresentado nos dias 3 de agosto a 2 de setembro, às quartas e sextas-feiras às 19h30, e sábados em dois horários, 15h e 18h.  No dia 12 de agosto a sessão das 15h terá tradução em Libras. A peça é uma obra multimídia da Companhia Nova de Teatro e baseada em relatos pessoais de diversas etnias que residem na capital paulista e com diversos conhecimentos, valores, desejos e vivências que se misturam no dia a dia. Distribuição de ingressos com uma hora de antecedência. 

Ainda na unidade Oswald de Andrade o público poderá conferir  a Exposição Lágrimas da Terra, instalação aberta de 5 de agosto a 9 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h e sábado das 12h às 18h. A desenhista e ilustradora Cyra Moreira mostra uma “corda” como fio condutor e representada por 50 metros de papel para fax.  Nesta “corda”  foram criados desenhos que narram os atuais pedidos de ajuda, que são encontrados nos problemas éticos, humanitários e ambientais. 

SERVIÇO:

OFICINA CULTURAL ALFREDO VOLPI

Dança

SAMBA ROCK DAS GIRAS AOS GIROS

Coordenação: Janaina Gisele

3/08 a 5/10 – quinta(s)-feira(s) – 19h às 21h30

Faixa etária: 16 anos

Inscrições abertas até 31/07 neste link | 16 vagas

Literatura

OFICINA DE ESCRITA HAIKAI: DIA A DIA, POESIA

Coordenação: Anna Zêpa

8/08 a 29/08 – terça(s)-feira(s) – 15h às 17h30

Faixa etária: 16 anos

Sem a necessidade de inscrição

Oficina

PRODUZINDO BIJUTERIAS COM A TÉCNICA DA MARCHETARIA GEOMÉTRICA: PINGENTES E BRINCOS

Coordenação: Tarso Araújo e Yghor Araújo

9/08 a 27/09 – quarta(s)-feira(s) – 10h às 13h

Faixa etária: 16 anos

Inscrições abertas até 4/08 neste link | 14 vagas

————-

Rua Américo Salvador Novelli, 416 — Itaquera — São Paulo

Telefone: (11) 2056-5028 | Horário de funcionamento: Terças às quintas-feiras, das 10h às 21h30|

Sextas e Sábados das 10h às 18h. 

Detalhes sobre os protocolos para visitas podem ser conferidos no site.

Acessibilidade: elevador, banheiro acessível para cadeirantes e rampa de acesso na entrada.

OFICINA CULTURAL MAESTRO JUAN SERRANO

Teatro

BETINHO, O MENINO VALENTE – UMA HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO SOBRE TDAH 

Coordenação: TRIATOS PRODUÇÕES ARTÍSTICAS

1º de agosto – terça-feira – 13h30 às 15h

Faixa etária: Livre

Vagas :40

Circo

INICIAÇÃO A PRÁTICA DE BAMBOLÊ CIRCENSE 

Coordenação: Beatriz Duarte

8/08 a 29/08 – terças-feiras – 13h30 às 15h30

Faixa etária: 16 anos

Inscrições abertas até 3/08  neste link | 12 vagas

Artesanato

BLOCK PRINTING: PRODUÇÃO ARTESANAL DE ESTAMPAS – OFICINAS DE OFÍCIO

COMO GERAÇÃO DE RENDA

Coordenação: MAYARA SABINO

9/08 a 30/08 – quartas-feiras – 19h às 21h

Faixa etária: 18 anos

Inscrições abertas até 4/08 neste link | 12 vagas

Tecnologia

INDÚSTRIA CRIATIVA DE GAMES: OFICINA DE INTRODUÇÃO AO GAMELAB

Coordenação: Francisco Arlindo Alves (Projeto Lince)

14/08 a 28/08 – segundas-feiras – 14h às 16h

Faixa etária: de 8 a 16 anos

Inscrições abertas até 9/08 neste link | 8 vagas

————-

Rua Joaquim Pimentel, 200 – Cohab Taipas – São Paulo (Próximo a pontos de ônibus)

Telefone: (11) 3971-3640 | Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. 

Para visitar a Oficina, agende antecipadamente pelo WhatsApp (11) 3971-3640.

No site Oficinas Culturais, o público encontra informações sobre as medidas sanitárias para combater a proliferação de Covid-19; 

Acessibilidade: rampa de acesso para cadeirantes e barras de segurança no sanitário

Programação gratuita. Para conferir a programação completa acesse o site do programa Oficinas 

OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE

Teatro

PALHAÇOS PERIFÉRICOS

Companhia Catraca do Riso

10 a 19/08 – quintas e sextas-feiras às 19h30, e sábados às 18h

Duração: 60 minutos

Sala 11

Ingressos distribuídos com 1h de antecedência 

Teatro

ENTRELAÇADOS

Companhia Nova de Teatro

2/08 a 2/09 – quarta a sexta, às 19h30, e sábados às 15h e às 18h

12/08 – sábado às 15h – Tradução em Libras

Duração: 60 minutos

Sala 7

Ingressos distribuídos com 1h de antecedência 

Exposição

LÁGRIMAS DA TERRA

Artista: Cyra Moreira 

Período de visitação: 5/08 a 9/09 – segunda a sexta-feira, das 10h às 20h, e sábado, das 12h às 18h

Classificação: Livre

—————

Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo

Telefone: (11) 3222-2662 | Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira das 10h às 21h00, aos sábados das 11h às 18h. 

Grupos artísticos que precisam ocupar espaços para ensaios devem agendar antecipadamente por e-mail informado no site da Oficina. Acessibilidade: rampa de acesso para cadeirantes.

Espetáculo beneficiado pelo ProAC LAB 2020 faz apresentações

A partir desta sexta 3/9 até 12/9, o público pode conferir a produção Devaneio Sinfonia a Três – Piano, da Cia Tempo em Campinas, São Paulo, Jacareí, Rio Claro, Jundiaí e on-line 

Começa nesta sexta 3/9 a apresentação de Devaneio Sinfonia a Três – Piano, uma produção da Cia Tempo contemplada pelo ProAC LAB 2020, programa de fomento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. O primeiro espetáculo será às 16h, no Teatro Municipal José de Castro Mendes, em Campinas, e também é transmitido pelo YouTube 

Devaneio Sinfonia a Três – Piano retrata um homem que vive uma situação dramática por não conseguir falar o que pensa. O espetáculo é dirigido por Ronaldo Aguiar, que também integra o elenco ao lado de Cesar Rossi e Rodrigo Zanettini.  

No fim de semana, as exibições continuam: no sábado 4/9, a apresentação é na Fábrica de Cultura Brasilândia, em São Paulo, e no domingo 5/9, no Teatro Educa Mais, em Jacareí. Em 11/9, o público pode conferir a produção no Centro Cultural Roberto Palmari, em Rio Claro; e, em 12/9, a apresentação será na Fepasa Sala Jundiaí, em Jundiaí. 

A iniciativa da Cia Tempo também inclui a Oficina de Palhaçaria e Comicidade Física após cada espetáculo, às 17h, por Zoom. O facilitador Ronaldo Aguiar aborda técnicas corporais, entradas clássicas de palhaço, promove exercícios de percepção espacial, temporal e coordenação e trabalhos em duplas para ampliar o repertório de práticas acrobáticas. São 40 vagas por turma e, para participar, é necessário se inscrever pelo formulário on-line  

A Lei Federal Aldir Blanc, de agosto de 2020, destina recursos para que governos estaduais e municípios promovam a cultura. No Estado de São Paulo, esses fundos são investidos no programa de fomento cultural ProAC LAB. 

ProAC LAB 2021 

As inscrições para o ProAC LAB 2021, com investimento de R$ 19,6 milhões – o valor é residual do Proac LAB do ano passado –, estão abertas até 28/9. Nesta edição, 11 editais contemplam 400 projetos de pessoas físicas e jurídicas nas áreas de música, teatro, dança, circo, audiovisual, artes visuais e literatura.  

“Esse investimento integra o conjunto de programas de fomento de cultura do Governo do Estado de São Paulo, coordenados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, que tem o objetivo de injetar recursos no setor cultural e criativo para mitigar o impacto da pandemia do coronavírus e criar condições para a retomada de todas as atividades”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão. 

De acordo com as regras dos editais de fomento cultural do Estado de São Paulo, proponentes pessoas físicas e jurídicas que receberam recursos do ProAC LAB 2020 não serão considerados pelo ProAC LAB 2021. “O ProAC Lab 2021 é um complemento do ProAC LAB 2020 para que possamos alcançar e beneficiar um número ainda maior de artistas, técnicos e produtores”, diz o secretário. 

 

Linhas do ProAC LAB 2021 

  1. Teatro/ Produtoras: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Teatro/ Grupos, companhias e corpos estáveis: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Dança/ Grupos, companhias e corpos estáveis: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Circo/ Grupos, Companhias e circos de lona: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Literatura/ Autores: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil  
  1. Artes visuais/ Artistas: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Música/ Orquestras, bandas, fanfarras, corais e grupos sinfônicos: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto: R$ 50 mil 
  1. Música/ Artistas: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1. Audiovisual/ Diretores: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil 
  1.  Audiovisual/ Produtoras: valor total R$ 1 milhão; valor por projeto R$ 50 mil  
  1.  Pontos de Cultura: valor total R$ 2 milhões; valor por projeto R$ 50 mil 

 

Prêmios do ProAC LAB 2021 

Além das 11 linhas, o ProAC LAB 2021 também investe em prêmios para valorizar e reconhecer históricos de realizações nas áreas de música (grupos e artistas), teatro (produção e grupos), dança (grupos), circo (grupos), audiovisual (produtoras e diretores), literatura (autores), artes visuais e pontos de cultura. 

Edital 41 – Prêmio por Histórico de Realização em Música Orquestras, Bandas, Fanfarras, Corais e Grupos Sinfônicos 

Parâmetros Específicos – Edital 41.LAB.2021 

Parâmetros Gerais – Edital 41.LAB.2021 

Anexos – Edital 41.LAB.2021 

  

Edital 42 – Prêmio por Histórico de Realização em Música – Artistas 

Parâmetros Específicos-Edital 42.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital 42.LAB.2021 

Anexos-Edital 42.LAB.2021 

  

Edital 43 – Prêmio por Histórico de Realização em Teatro – Produção 

Parâmetros Específicos-Edital 43.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital 43.LAB.2021 

Anexos-Edital 43.LAB.2021 

  

Edital 44 – Prêmio por Histórico de Realização em Teatro – Grupos, Companhias e Corpos Estáveis 

Parâmetros Específicos-Edital 44.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital 

Anexos-Edital 44.LAB.2021 

  

Edital 45 – Prêmio por Histórico de Realização em Dança – Grupos, Companhias e Corpos Estáveis 

Parâmetros Específicos-Edital 45.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital 45.LAB.2021 

Anexos-Edital 45.LAB.2021 

  

Edital 46 – Prêmio por Histórico de Realização em Circo – Grupos, Companhias e Circos de Lona 

Parâmetros Específicos-Edital 46.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital 46.LAB.2021 

Anexos-Edital 46.LAB.2021 

  

Edital 47 – Prêmio por Histórico de Realização em Audiovisual – Produtoras 

Parâmetros Específicos-Edital-47.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital-47.LAB.2021 

Anexos-Edital-47.LAB.2021 

  

Edital 48 – Prêmio por Histórico de Realização em Audiovisual – Diretores 

Parâmetros Específicos-Edital-48.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital-48.LAB.2021 

Anexos-Edital-48.LAB.2021 

  

Edital 49 – Prêmio por Histórico de Realização em Literatura – Autores 

Parâmetros Específicos-Edital-49.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital-49.LAB.2021 

Anexos-Edital-49.LAB.2021 

  

Edital 50 – Prêmio por Histórico de Realização em Artes Visuais – Artistas 

Parâmetros Específicos-Edital-50.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital-50.LAB.2021 

Anexos-Edital-50.LAB.2021 

  

Edital 51 – Prêmio por Histórico de Realização para Pontos de Cultura 

Parâmetros Específicos-Edital-51.LAB.2021 

Parâmetros Gerais-Edital-51.LAB.2021 

Anexos-Edital-51.LAB.2021 

 

Investimento recorde  

Os recursos para o ProAC Expresso Editais 2021, ProAC Expresso Direto, Proac LAB e Juntos pela Cultura 2021 fazem parte de um investimento recorde de R$ 200 milhões que beneficia cerca de 9.340 mil projetos de artistas, produtores culturais e prefeituras. Este valor representa um aumento de 13% em comparação ao liberado no ano passado, de R$ 177,2 milhões. O objetivo do Governo de São Paulo é estimular a retomada das atividades culturais e criativas, fortemente impactadas pela crise gerada pela pandemia do coronavírus, e incentivar a geração de renda, emprego e desenvolvimento.  A Secretaria estima gerar 138 mil postos de trabalho e um impacto econômico de R$ 300 milhões.    

São três programas de fomento articulados e complementares com recursos próprios do Governo de São Paulo: ProAC Expresso Editais, ProAC Expresso Direto e Juntos pela Cultura + Difusão Cultural, totalizando um investimento recorde de R$ 182 milhões. Formulados a partir de consulta pública; reuniões setoriais com representantes de entidades e associações do setor; regras gerais, linhas, valores e parâmetros aprovados pelo Conselho Estadual de Cultura e Economia Criativa; e comissões de avaliação formadas também a partir de chamada pública, é o maior conjunto de programas de fomento à cultura em nível estadual no país e o maior investimento em produção cultural realizado por um estado brasileiro, que alcança todas as regiões e formas de expressão artística.   

 

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo 

Assessoria de Imprensa 
(11) 3339-8116 / (11) 3339-8162 

(11) 98849-5303 (plantão) 

imprensaculturasp@sp.gov.br  

Acompanhe a Cultura: Site | Facebook | Instagram | Twitter | LinkedIn | YouTube 

 

 

 

Estado de São Paulo e Google querem fortalecer o mercado de games

Parceria emergente resultará em projeto de fomento da indústria de jogos com foco nas periferias de São Paulo

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo e o Google discutem parceria para impulsionar a indústria local de desenvolvimento de games, com foco nas regiões periféricas do estado. O projeto em
estudo visa capacitar alunos e frequentadores das Fábricas de Cultura sobre o desenvolvimento de jogos. Para isso, o Google irá disponibilizar os conteúdos do Google Play Academy e do Favela Gaming, o Google tem um compromisso de longo prazo com o ecossistema de games no Brasil e, por meio de suas iniciativas, apoia e fomenta esta indústria.

O Favela Gaming, do YouTube, tem como objetivo potencializar o impacto positivo do conteúdo gamer da plataforma, auxiliando jovens de grupos sub-representados a conquistarem carreiras de sucesso nesta indústria, seja como jogador profissional, criador de conteúdo ou em outras oportunidades no segmento. Já o Google Play Academy, do Google Play, visa disponibilizar conhecimento prático sobre este mercado, por meio de cursos online, e apoiar desenvolvedores a iniciarem suas carreiras e a expandirem seus negócios.

“Nossa intenção é acelerar a produção de jogos locais e, para isso, entendemos que é preciso capacitar os desenvolvedores que estão começando. Assim, precisamos distribuir conhecimento sobre o funcionamento desta indústria, quais as diferentes possibilidades de carreira, entendimento sobre como plataformas, como o Google Play, funcionam e como podem impulsionar as criações destes novos profissionais”, afirma Regina Chamma,
diretora de Parcerias do Google Play para América Latina. As Fábricas de Cultura são um projeto do estado que disponibiliza espaços com acesso gratuito a diversas atividades pedagógicas e culturais, visando a interação com a
comunidade. Entre as capacitações disponíveis, é possível acessar o de criação de games, que, com essa parceria, receberá em seu currículo os conteúdos desenvolvidos pelo Google.

“Essa parceria é mais um passo importante na construção de uma nova política de Estado que quer mais formação e mais oportunidade a todos os fazedores de cultura. Através dela, a gente vai poder oferecer a todos os jovens que estão nas Fábricas da periferia, e no interior, o acesso ao conteúdo que só o Google pode oferecer”, afirma Marilia Marton, Secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo

Estéreo MIS traz apresentação ao vivo de Amanda Magalhães em abril

A cantora, compositora e atriz realiza show no dia 14, sexta, a partir das 21h. Ingressos estão disponíveis na plataforma INTI: mis-sp.byinti.com

Criado em 2011, o Estéreo MIS fortalece a cena musical independente nacional, trazendo artistas que estão despontando no cenário artístico e abrindo espaço para novas sonoridades e concepções musicais. Já fizeram shows no Auditório MIS artistas como Tulipa Ruiz, Jaloo, Xênia França, Laura Lavieri, Mulamba, Tuyo, Labaq e Luísa e os Alquimistas. Em 2019, o projeto do MIS, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, passou a incluir uma entrevista, realizada em estúdio, que, assim como o show completo, passa a integrar o Acervo do Museu, que pode ser acessado on-line.  

Em abril, o Estéreo MIS convida a cantora, compositora e produtora musical Amanda Magalhães, que apresenta o repertório do seu álbum de estreia, “Fragma” (2020), e dos singles lançados desde então. Acompanhada por Marina Dias (bateria), Vico (baixo) e Fernanda Aimê (guitarra), a artista mostra a versatilidade e o frescor das suas composições e arranjos, que passeiam entre o R&B/Soul, a MPB e outras sonoridades latino-americanas. 

A apresentação ao vivo acontece no Auditório MIS (172 lugares), no dia 14 de abril, sexta-feira, a partir das 21h. Os ingressos podem ser adquiridos no site da INTI: mis-sp.byinti.com.

Sobre a artista

Carioca, mas tendo passado metade de sua vida em São Paulo, Amanda é filha do renomado produtor e arranjador William Magalhães (Banda Black Rio) – a quem chama de seu guru do funk, do soul e do samba – e neta de Oberdan Magalhães – um dos melhores saxofonistas tenor que o Brasil já teve -, que fundou a BBR em 1976. Cresceu em um ambiente musical onde foi intensa a influência da música negra. Aos 30 anos, ela esbanja competência, ultrapassando as expectativas colocadas sobre o seu DNA musical, que também traz a marca do sambista Silas de Oliveira. Amanda apresenta talentos interdisciplinares, fazendo dela uma artista de qualidades singulares no cenário artístico atual. Além de cantora, compositora e produtora musical, é também atriz, tendo se destacado na série 3% interpretando a personagem Natália. 

SERVIÇO

ESTÉREO MIS – Amanda Magalhães

Local – Auditório MIS (172 lugares) 

Data: 14.04 (sexta-feira) – 21h 

Ingresso: disponível online na plataforma INTI: mis-sp.byinti.com 

Valor: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia-entrada) 

Classificação: Livre 

Exposição “Contra-ataque! As Mulheres do Futebol”, chega a Santos

Exposição itinerante do Museu do Futebol foi um sucesso em São Paulo, Araraquara e São José dos Campos. Agora a Mostra chega em Santos, no Museu Pelé, no dia 1 de dezembro e fica em cartaz até 31 de março de 2024  

   

A exposição itinerante “CONTRA-ATAQUE! As Mulheres do Futebol”, desembarca em mais uma cidade do Estado de São Paulo. Dessa vez, a mostra chega à cidade de Santos e ficará em cartaz na sala de exposições temporárias do Museu Pelé, de 1 de dezembro de 2023 e a 31 de março de 2024. A mostra apresenta a história de resistência das mulheres brasileiras, que foram proibidas por Lei de jogar bola, entre 1941 e 1979. Especialmente para Santos, foi incorporado um módulo sobre a história do futebol de mulheres na cidade. A visita acontecerá de terça a domingo, das 10h às 17h30, com entrada gratuita.     

O Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo de São Paulo. A exposição “CONTRA-ATAQUE! As Mulheres do Futebol” acontece em parceria com o Museu Pelé e com a Prefeitura de Santos, além do apoio do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP). Trata-se de uma versão itinerante da mostra montada no Museu do Futebol em 2019, e que teve mais de 200 mil visitantes, com curadoria das pesquisadoras Aira Bonfim, Silvana Goellner e Lu Castro, além da ex-jogadora e atual dirigente da CBF, Aline Pellegrino.  

A cada cidade por onde passa, “CONTRA-ATAQUE!” ganha um módulo especial sobre a história do futebol de mulheres na cidade – e o mesmo vai acontecer em Santos. Com pesquisa realizada por Daniela Lima, o módulo contará como as mulheres de Santos logo se organizaram para jogar bola após a queda do decreto-lei que as impedia praticar futebol. 

O fim da proibição em todo o Brasil aconteceu em 1979, porém a modalidade só foi regulamentada em 1983. Nesse mesmo ano, foi organizado o primeiro Campeonato de Futebol de Salão Feminino na cidade, com o patrocínio da Companhia Antártica Paulista e do Esporte Clube Itapoã (onde eram realizados os jogos), com a supervisão técnica da Liga Santista.   

Na década de 1980, era comum que empresas e clubes se organizassem para realizar alguns jogos esporádicos. Equipes da região como o Savoy, do Guarujá, o São Paulino, da cidade de São Vicente, e a equipe local, a Cidade de Santos, participavam desses amistosos. Além do futsal, ocorriam também os Torneios de Futebol de Praia. A maioria das equipes era composta pelos mesmos times de empresas praticantes do futebol de quadra.   

As universidades também incentivavam as estudantes a formarem suas equipes de futebol de mulheres e realizavam os JUBAS — Jogos Universitários da Baixada Santista —, que contavam com a participação das equipes da Faculdade AELIS, dos cursos de Medicina, Odontologia, Tecnologia, da Faculdade de Educação Física de Santos e da Faculdade do Carmo, para citar as mais atuantes. Esses campeonatos movimentavam a cidade. 

O futebol de mulheres avançou em meados de 1990 na região da Baixada. A Liga Santista de Futsal tomou forma, e os campeonatos começaram a acontecer com mais frequência, agora com a participação de atletas de todas as idades. 

A partir de 2000 as Sereias da Vila ganharam protagonismo e realizaram grandes conquistas para o Santos Futebol Clube, como o bicampeonato da Libertadores Feminina, o bi da Copa do Brasil, campeonatos paulistas, entre outros tantas taças levantadas. É toda essa trajetória, que o visitante poderá ver de perto no Museu Pelé. 

 

Futebol de mulheres no Brasil

Logo na entrada da exposição o público vai entender o contexto de preconceito e machismo que levou ao decreto-Lei assinado pelo presidente Getúlio Vargas proibindo às mulheres “a prática de desportos incompatíveis com as condições de sua natureza”. O ator Antonio Fagundes e a atriz Patrícia Pillar interpretam em áudio cartas publicadas em jornais de 1940, respectivamente contra e a favor do futebol de mulheres, ilustrando como a opinião pública debatia a questão.   

A exposição mostra como as mulheres brasileiras deram um jeito de continuar jogando mesmo sob a proibição – por exemplo, em partidas disputadas como atrações de circo. Em seguida, os visitantes verão como a modalidade começa a se desenvolver depois que a proibição caiu, em 1979, e especialmente após a regulamentação, em 1983, com muita precariedade e falta de apoio até o final da década de 2010 – basta lembrar que a Seleção Feminina de Futebol jogou com uniformes da Seleção masculina até 2019, quando finalmente foi desenvolvido um modelo próprio para mulheres.   

O público verá também um apanhado de frases preconceituosas publicadas pela imprensa e vistas nas redes sociais até hoje sobre mulheres que jogam bola. Na instalação audiovisual, as frases são reescritas para deixar de fora palavras negativas e preconceituosas contra mulheres que jogam bola. Uma coleção de jogadas incríveis mostra o jogo bonito desenvolvido por mulheres apesar das adversidades, e deixam claro o que a modalidade poderia ser hoje não fossem as décadas de proibição e falta de apoio.      

A exposição conta com Apoio da Rede de Memória do Esporte, Parceria do Museu Pelé e da Prefeitura de Santos, e é uma realização do Sistema Estadual de Museus – SISEM e Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo de São Paulo. 

   
SERVIÇO    
   
CONTRA-ATAQUE! As Mulheres do Futebol – Exposição itinerante    
Museu Pelé   
Largo Marquês de Monte Alegre, 1 – Valongo, Santos     

De terça a domingo, das 10h às 17h30 

Gratuito  

Exposição comemorativa dos 60 anos da Mônica chega à Casa das Rosas com peças inéditas

 “Sempre fui forte” estreia dia 20 de dezembro a partir das 10h e ficará exposta por dois meses. A entrada é gratuita

Celebrando seis décadas da icônica personagem Mônica, a Mauricio de Sousa Produções em parceria com a Casa das Rosas, prepara mais uma emocionante ação, desta vez uma imersão completa na história da garota forte e amada por milhões ao redor do mundo. A aguardada exposição “Sempre Fui Forte” na Casa das Rosas, localizada no coração de São Paulo, acontece de 20 de dezembro a 20 de fevereiro e, durante as férias escolares, será uma programação imperdível para toda a família.

O museu vai trazer essa celebração – que teve início em março de 2023, data que a personagem fez sua primeira aparição nas tirinhas dos jornais há exatos 60 anos – convidando pessoas de todas as idades a embarcarem no percurso que transformou a Mônica em uma das personagens mais amadas do Brasil. Esta exposição é fruto de uma parceria entre a MSP, o Ministério da Cultura, o Governo do Estado de São Paulo – por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Poiesis e a Casa das Rosas, Fenix Cultural e o patrocínio do Bradesco, da farmacêutica Sanofi e o apoio da BIC e SkyFix.

A mostra, composta por 12 salas, trará a trajetória completa da Mônica, desde sua estreia marcante em 1963 até se tornar um ícone cultural. Apresenta momentos emblemáticos, como a primeira tira publicada na Folha de SP, fotos representativas e objetos históricos, incluindo o coelho original da Mônica. Não poderiam ficar de fora projetos atuais como a premiada série para crianças em idade pré-escolar “Vamos Brincar com a Turma da Mônica” e uma seção dedicada aos longas Live-Action, acompanhada por uma linha do tempo desse segmento, incluindo a bicicleta usada no filme “Laços”. Outros artefatos também ganham destaque, entre eles uma caricatura especial do criador da Turminha Mauricio de Sousa saudando os visitantes. No espaço os visitantes poderão conhecer ainda os bastidores dos processos de criação das capas dos quadrinhos e se encantar com miniaturas colecionáveis, como os brinquedos Toy, e outros originais exclusivos.

“Pensamos em tudo com muito carinho para retribuir a dedicação dos que acompanharam a trajetória da personagem, que conta com anos de sucesso. Estamos muito animados para estarmos com vocês nessa exposição e temos a certeza que os visitantes irão se encantar com essa imersão no universo MSP! Os fãs não perdem por esperar”, destaca Mônica Sousa, diretora-executiva da Mauricio de Sousa Produções.

“A Casa das Rosas vive um momento importante ao oferecer a seu público a exposição sobre a mais famosa personagem de histórias em quadrinhos do país. Criada por Mauricio de Sousa há 60 anos, Mônica tem feito parte da vida de pessoas de diferentes gerações, conquistando um lugar marcante em nosso imaginário coletivo. Esta é uma oportunidade muito especial de crianças e adultos se aproximarem ao compartilhar, no Museu, uma experiência estimulante a ambos os universos”, afirma Marcelo Tápia, diretor da Casa das Rosas.

A exposição oferece atrações em todos os espaços da Casa das Rosas. As atividades interativas, especialmente elaboradas para o público infantil, incluirão um espaço de leitura, com os famosos quadrinhos da Turminha e o Monicolorindo com desenhos para colorir e oficina de artes. Os visitantes terão ainda a oportunidade de se deparar com obras inéditas de Mauricio de Sousa, surpresas que serão reveladas durante a visita.

“Receber esta exposição tão representativa, celebrando os 60 anos da Mônica, nos deixa muito animados. Mônica fez parte da infância de gerações e agora vamos contar um pouco desta história tão rica neste local tão marcante na Avenida Paulista, que é a Casa das Rosas”, ressaltou Marília Marton, secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo.

Serviço

Exposição: “Sempre Fui Forte”

Data: De 20 de dezembro de 2023 a 20 de fevereiro de 2024

Horário: De terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h).

Local: Casa das Rosas, Av. Paulista, 37. (Próximo à estação Brigadeiro do Metrô)

Faixa etária: Sem restrições

Ingresso: Gratuito

Organização e curadoria: Jacqueline Mouradian

Realização: Mauricio de Sousa Produções, Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Poiesis, Casa das Rosas e Fenix Cultural

Patrocínio: Bradesco e Sanofi

Apoio: SkyFix e BIC

Exposição da Estação Pinacoteca é premiado pela APCA

O Grande Prêmio da crítica ficou com a linda exposição Vlavianos na Estação Pinacoteca; (mais…)

Exposição imersiva “Notre-Dame de Paris: uma viagem pela Catedral” chega ao MIS Experience

Patrocinada pelo Grupo L’Oréal, a experiência inédita no Brasil e multissensorial de realidade aumentada 360º abre ao público brasileiro em 14 de julho

O MIS Experience, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo, recebe em julho, pela primeira vez na América do Sul, Notre-Dame de Paris: uma viagem pela Catedral. A exposição imersiva de realidade aumentada 360º, concebida por Histovery, em colaboração com Rebuilding Notre-Dame de Paris e patrocinada pelo Grupo L’Oréal, permitirá ao público brasileiro um mergulho sobre os mais de 850 anos de história de um dos monumentos mais importantes da França. De sua fundação medieval até o terrível incêndio de 2019, passando pela consagração de Napoleão e o casamento de Henrique IV, a mostra interativa é uma grande experiência sensorial que destaca, ainda, o trabalho e as habilidades daqueles que atuam para restaurar este Patrimônio Mundial da UNESCO.

Os visitantes farão a imersão na história da Catedral de Notre-Dame por meio do HistoPad™, desenvolvido pela francesa Histovery, em colaboração com um comitê científico de especialistas do órgão oficial responsável pela reconstrução do monumento, em Paris. Por meio de cliques nas imagens que aparecem na tela do tablet, cada pessoa poderá ver a reconstituição de diversos períodos que contam a história da Notre-Dame, do século XII, quando foi construída, até sua atual reconstrução, após o incêndio de 2019. Além disso, a experiência multissensorial inclui áudios exclusivos, como sons de órgãos e sinos reais da Catedral.

Notre-Dame de Paris: uma viagem pela Catedral já recebeu mais de 400 mil visitantes em mais de dez países ao redor do mundo e chega ao Brasil em 14 de julho, data em que os franceses celebram a Queda da Bastilha e a Revolução Francesa. Os ingressos já podem ser adquiridos no site: https://www.totalticket.com.br/misexperience 

Concebida por Histovery, em colaboração com Rebuilding Notre-Dame de Paris e patrocinada pelo Grupo L’Oréal, “Notre-Dame de Paris: uma viagem pela Catedral” é uma realização do Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, que será concebida por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, no MIS Experience.

Como uma empresa global, mas de origem francesa, temos muito orgulho de apoiar este projeto dedicado a um monumento histórico tão emblemático para a França e para o mundo. O nosso propósito é criar a beleza que move o mundo e reforçamos o nosso compromisso de 115 anos globalmente, e nos últimos 65 anos no Brasil, de valorizar a história e o conhecimento, mas também construir novas possibilidades por meio da inovação e tecnologia. Esta exposição será uma oportunidade para aproximar os brasileiros da história da catedral considerada um Patrimônio Mundial da Humanidade, através de uma experiência imersiva e disruptiva,” reforça Marcelo Zimet, CEO do Grupo L’Oréal no Brasil.” reforça Marcelo Zimet, CEO do Grupo L’Oréal no Brasil. 

“Esta exposição aumentada, patrocinada pelo Grupo L’Oréal, celebra a extraordinária história e o esplendor de Notre-Dame de Paris. Graças ao formato inovador do HistoPad, visitantes de todas as idades podem mergulhar nos 850 anos de história da catedral, revivendo momentos históricos importantes, desde sua construção na Idade Média até sua reconstrução em andamento hoje. Estamos muito gratos à L’Oréal por tornar esta exposição possível e estamos honrados em apresentá-la no MIS Experience de São Paulo, especialmente neste ano que será marcado pela reabertura de Notre-Dame”, disse Bruno de Sa Moreira, cofundador e CEO de Histovery.

“É uma honra para o MIS Experience ser o primeiro museu brasileiro a receber uma exposição de tamanha relevância e impacto, e que dialoga diretamente com a vocação do nosso Museu: a arte unida à tecnologia”, afirma André Sturm, diretor-geral do MIS Experience.

“Estamos orgulhosos de receber esta exposição inovadora no MIS Experience, que combina arte e tecnologia para transportar os visitantes pela rica história da Catedral de Notre-Dame. Este é um exemplo de como a cultura pode ser vivenciada de forma imersiva e interativa”, destaca a secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Marília Marton.

O MIS Experience tem patrocínio institucional da Livelo, B3, John Deere, NTT Data, TozziniFreire Advogados, Grupo Comolatti e Sabesp e apoio institucional da Vivo, Grupo Travelex Confidence, PWC, Colégio Albert Sabin, Unipar e Telium. O apoio operacional é da Kaspersky, Pestana Hotel Group, Quality Faria Lima, Hilton Garden Inn São Paulo Rebouças, Renaissance São Paulo Hotel, illycaffè e Sorvetes Los Los. 

SERVIÇO

EXPOSIÇÃO | NOTRE-DAME DE PARIS: UMA VIAGEM PELA CATEDRAL

Data: a partir de 14 de julho

Local: Galpão do MIS Experience – Rua Cenno Sbrighi, 250, Água Branca 

Ingressos: Quartas a sextas: R$20 (inteira) e R$ 10 (meia) 

Sábados, domingos e feriados: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) 

Gratuito às terças* (retirada de ingressos diretamente na bilheteria física do MIS Experience no dia da visita. Não são feitas reservas de ingressos nestes dias) 

Gratuito toda terceira quarta-feira do mês* graças a uma parceria com a B3, patrocinadora do MIS Experience (retirada de ingressos diretamente na bilheteria física do MIS Experience no dia da visita. Não são feitas reservas de ingressos nestes dias). 

*Disponibilidade de ingressos sujeita à lotação do espaço e à ordem de retirada dos bilhetes.

Funcionamento: 

Terças a sextas | das 10h às 19h 

Sábado | das 10h às 20h 

Domingos e feriados | das 10h às 19h

Exposição Nhe’ẽ Porã: memória e transformação vai à sede da UNESCO em Paris

Mostra sobre as línguas indígenas do Brasil, realizada pelo Museu da Língua Portuguesa, ocupará o Hall Ségur de 14 a 26 de março
A exposição Nhe’ẽ Porã: memória e transformação chega a Paris para uma curta temporada no Hall Ségur da sede da UNESCO, entre 14 e 26 de março. A mostra, originalmente montada no Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, destaca a diversidade das línguas e as histórias de resistência dos povos indígenas no Brasil. Na capital francesa, a exposição estará em cartaz durante o encontro do Conselho Executivo da UNESCO, que reunirá representantes de 58 Estados-membros e 195 observadores de todo o mundo.
Com curadoria da artista indígena e mestre em Direitos Humanos Daiara Tukano, a exposição Nhe’ẽ Porã: memória e transformação marcou o início das celebrações da Década Internacional das Línguas Indígenas (2022-2032) no Brasil, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) e coordenada pela UNESCO em todo o mundo.
A mostra em Paris conta com patrocínio do Instituto Guimarães Rosa, do Ministério das Relações Exteriores, e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Tem articulação e patrocínio do Instituto Cultural Vale e cooperação da UNESCO. Nhe’ẽ Porã: memória e transformação é realizada pelo Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo.
Além da exposição, acontecerá o evento Línguas Indígenas da América do Sul: memória e transformação no prestigioso Collège de France, no dia 15 de março. O ciclo de debates é organizado pelo Laboratoire d’Anthropologie Sociale (LAS), Collège de France, e pelo Museu da Língua Portuguesa, com patrocínio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), da Embaixada da França no Brasil, da Comissão Francesa para a UNESCO e do Instituto Cultural Vale. Conta, ainda, com o apoio do Museu de Arqueologia e Etnografia da Universidade de São Paulo (USP), da Embaixada do Brasil na França, do Instituto Guimarães Rosa/ Ministério das Relações Exteriores e da UNESCO.
“A cultura não existe sem a diversidade, por isso essa mostra é tão importante. Reconhecemos a relevância de celebrar as múltiplas experiências no panorama cultural e exportar nossa rica herança para que outros lugares conheçam um pouco mais da nossa história”, declara a secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, Marilia Marton.
Nhe’ẽ Porã: memória e transformação propõe um mergulho na história, memória e realidade atual das línguas dos povos indígenas do Brasil. A exposição busca mostrar outros pontos de vista sobre os territórios materiais e imateriais, histórias, memórias e identidades desses povos, trazendo à tona suas trajetórias de luta e resistência, assim como os cantos e encantos de suas culturas.
O título da exposição vem da língua Guarani Mbya: nhe’ẽ significa espírito, sopro, vida, palavra, fala; e porã quer dizer belo, bom. Juntos, os dois vocábulos significam “belas palavras”, “boas palavras” – ou seja, palavras sagradas que dão vida à experiência humana na terra.
O projeto contou com a participação de cerca de 50 profissionais indígenas, entre artistas plásticos, cineastas, acadêmicos, educadores e influenciadores digitais. Além da curadoria de Daiara Tukano, tem cocuradoria da antropóloga Majoí Gongora; consultoria especial de Luciana Storto, linguista especialista no estudo de línguas indígenas; em diálogo com a curadora especial do Museu da Língua Portuguesa, Isa Grinspum Ferraz.
“A língua é uma parte fundamental de quem somos. É um veículo de expressões humanas e um meio fundamental para que as pessoas tenham acesso à cultura, à justiça e à educação. A UNESCO tem o prazer de sediar esta exposição dedicada aos povos indígenas e suas línguas, aumentando a conscientização sobre suas culturas e resiliência contra todas as adversidades”, afirma o diretor-geral adjunto de Cultura da UNESCO, Ernesto Ottone R.
“A exposição Nhe’ẽ Porã marcou o início do desenvolvimento do eixo temático sobre línguas indígenas no Museu da Língua Portuguesa. Trata-se de aprofundar as pesquisas e realizar ações continuadas com foco na influência das línguas dos povos originários no português do Brasil. A mostra destaca a perspectiva multilíngue, a diversidade e a urgência de preservação das milhares de línguas autóctones faladas no Brasil e em todo o mundo. A exposição, que chega à sede da UNESCO em Paris, celebrando a Década Internacional das Línguas Indígenas; e o colóquio internacional no Collège de France, com especialistas indígenas e não indígenas, demarcam a excelência da mostra e a grande relevância do tema hoje”, afirma Renata Motta, diretora executiva do Museu da Língua Portuguesa.
Nhe’ẽ Porã é uma exposição necessária e urgente. Ela possibilita, àqueles que a visitam, aprofundar-se no universo dos povos originários brasileiros: são mais de 267 povos, falantes de mais de 150 línguas diferentes. Ao articularmos e apoiarmos a realização da exposição junto ao Museu da Língua Portuguesa e à UNESCO, contribuímos para significar ainda mais a Década Internacional das Línguas Indígenas. A itinerância de Nhe’ẽ Porã dá sequência ao movimento de circulação da exposição em 2024, possibilitando que mais pessoas conheçam sobre os povos originários e, assim, reflitam sobre diferentes formas de criar, viver e conviver”, diz o diretor presidente do Instituto Cultural Vale, Hugo Barreto.
“A exposição Nhe’ẽ Porã: memória e transformação é uma oportunidade de aproximação do público internacional à diversidade brasileira e às potencialidades dos povos indígenas. Nosso objetivo é que o mundo conheça a riqueza cultural e produtiva abrigada nas nossas florestas. Produtos como açaí, cacau, castanhas, óleos essenciais e artesanato indígena, frutos de tradições milenares, podem ser consumidos internacionalmente, configurando uma alternativa à exploração predatória, que contribui para a manutenção da floresta em pé”, afirma Jorge Viana, presidente da ApexBrasil.
“O colóquio internacional ‘Línguas indígenas da América do Sul: memória e transformação’, a ser realizado no Collège de France, com o apoio da FAPESP, reveste-se de grande importância, pois está inserido nas celebrações da Década Internacional das Línguas Indígenas (2022-2032). Além disso, ele integra o conjunto de iniciativas que a Fundação apoiará para fazer dessa década um marco nos estudos e na preservação das línguas indígenas faladas no Brasil”, comenta Marco Antonio Zago, presidente da FAPESP.
A exposição na sede da UNESCO

Para ocupar o Hall Ségur, foi pensado um recorte especial da exposição original, com destaque para obras e pesquisas realizadas exclusivamente para a mostra. Na entrada da exposição, os visitantes vão passar por uma instalação composta por árvores, desenhadas por Daiara Tukano e feitas de tecido, que representam as grandes famílias linguísticas faladas pelos povos indígenas no Brasil, podendo ouvir registros sonoros de línguas das famílias Tupi, Macro-Jê, Pano, Aruak, Karib e Tukano e das línguas isoladas Arutani e Yaathe.
O mapa Terra de muitos cantos – famílias linguísticas originárias das Américas ilustra o continente americano de uma forma incomum, de cabeça para baixo, destacando, portanto, a América do Sul. O mapa apresenta a localização das centenas de línguas faladas até hoje na região. A obra foi produzida especialmente para a exposição a partir do cruzamento de várias fontes de pesquisa sobre línguas indígenas na região.
A instalação visual Chuva de Palavras – projeção de um poema de Daiara Tukano traduzido para várias línguas indígenas, com vídeo mapping desenvolvido pelo Estúdio Bijari – também estará presente.
Haverá a exibição da animação Resistência Indígena, também de autoria da curadora em parceria com Estúdio Bijari, que denuncia o impacto da colonização no Brasil desde 1500 sobre as línguas originárias. A obra associa os conflitos e perseguições sofridos pelos povos indígenas com o desaparecimento de suas línguas, até os dias de hoje, em que restaram 175 ainda faladas no Brasil.
O espaço apresentará, ainda, a obra audiovisual Marcha dos Povos Indígenas, sob direção do cineasta Kamikia Kisêdjê, e uma linha do tempo que traz à tona históricos de contato, violência e conflito decorrentes da invasão dos territórios indígenas desde o século 16 até a contemporaneidade. A linha do tempo também ressalta as transformações das línguas indígenas, destacando a resiliência, a riqueza e a multiplicidade das formas de expressão dos povos indígenas.
Uma experiência interativa com a versão virtual de Nhe’ẽ Porã: memória e transformação, conforme montada em São Paulo, estará disponível no Hall Ségur para o público conhecer mais sobre a exposição original, que ficou em cartaz de outubro de 2022 a abril de 2023, no Museu da Língua Portuguesa, atraindo mais de 189.000 visitantes.
A exposição viajante
Em 2024 no Brasil, a exposição também está sendo exibida no Museu Paraense Emílio Goeldi (Belém) até 28 de julho e passará, ainda, pelo Museu de Arte do Rio (Rio de Janeiro) e o Centro Cultural Vale Maranhão (São Luís). O projeto original contou com articulação e patrocínio máster do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet – e parceria do Instituto Socioambiental, Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, Museu Paraense Emílio Goeldi e Museu do Índio da FUNAI.
O colóquio no Collège de France 

A passagem da exposição pela França será associada ao colóquio internacional Línguas indígenas da América do Sul: memória e transformação, a ser realizado no dia 15 de março no Collège de France, uma das mais importantes instituições de pesquisa da França. O encontro é organizado pelo Museu da Língua Portuguesa, a USP e o Laboratório de Antropologia Social (LAS) do Collège de France, com parceria da FAPESP e presença do presidente da FAPESP, Marco Antonio Zago.
Das 9h às 18h, pesquisadores e interessados no tema línguas indígenas poderão participar de mesas redondas com a presença de Daiara Tukano;  de Altaci Rubim Corrêa Kokama e Joziléia Kaingang, integrantes  da delegação do Ministério dos Povos Indígenas; de Fernanda Kaingang, diretora do Museu Nacional dos Povos Indígenas; de Mairu Hakuwi Kuady, pós-graduando em Direitos do povo Karajá; de Clarisse Taulewali da Silva, artista do povo Kali’na e representante da Jeunesse Autochtone de Guyane (JAG); de Phillipe Descola, professor emérito do Collège de France e um dos principais nomes da antropologia da sua geração; além de renomados antropólogos do LAS e outras universidades francesas como Andrea-Luz Gutierrez-Choquevilca, Pierre Déléage, Emmanuel de Vienne, Cédric Yvinec e Capuciine Boidin; e Majoí Gongora e Luciana Storto, pesquisadoras da Universidade de São Paulo.
O evento será aberto e gratuito a todos os públicos, sem a necessidade de inscrição prévia, sujeito à lotação da sala onde ocorrerão as mesas redondas.
SERVIÇO 
Exposição itinerante Nhe’ẽ Porã: memória e transformação – Paris

No Hall Ségur, na sede da UNESCO (7 place de Fontenoy 75007)

De 14 a 26 de março

De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Grátis

Expressões nipo-brasileiras serão apresentadas no Ciclo de Cultura Tradicional

Encontro realizado pelo programa Oficinas Culturais passará por Bauru em novembro, com destaque para a intervenção do grupo musical de taikô e estreia de curta-metragem

 

Conhecido por abrir diálogos e reflexões sobre a preservação das tradições caipiras, caiçaras, indígenas, afro-brasileiras, de comunidades migrantes e imigrantes, ajudando a divulgá-las em diferentes territórios, o Ciclo de Cultura Tradicional (CCT) segue para Bauru no dia 12 de novembro, sábado, a partir das 18h. Nesta cidade, o Ciclo foca nas expressões culturais nipo-brasileiras no campo da música e do canto, além de contar com a presença de imigrantes japoneses atuantes na região e pesquisadoras convidadas.

Totalmente gratuito, acessível em Libras e sem a necessidade de cadastro para participar, o Ciclo de Cultura Tradicional é realizado por Oficinas Culturais – programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis – e correalizado pelas Prefeituras Municipais de Bauru, Guaratinguetá, Mongaguá, de São Sebastião e espaços parceiros em 2022.

Neste ano o Ciclo ainda seguirá com mais expressões culturais que atravessam gerações em encontros pelas cidades de São Sebastião e Mongaguá. E o encerramento será transmitido pelo YouTube das Oficinas Culturais no dia 1º de dezembro.

As atividades que passam por Bauru ocuparão o Parque Vitória Régia. Veja a programação completa do Ciclo de Cultura Tradicional que estará pela cidade:

12/11, sábado

Acessível em Libras | Classificação indicativa: livre | Grátis

Local: Parque Vitória RégiaAv. Nações Unidas, quarteirão 25 – Jardim Brasil, Bauru – SP

18H | TAIKÔ: MUGUENKYO BAURU WADAIKO

Muguenkyo Bauru Wadaiko, grupo com cerca de 30 pessoas e coordenado por Shozo Nakamine, chega com uma apresentação percussiva da tradição japonesa. O ato de tocar o taikô, tambores de diferentes diâmetros e materiais, busca mostrar também a disciplina, o esforço, a harmonia e a energia dos integrantes.

O grupo já tem nove anos e a tradução de seu nome é “ressonância infinita” para relacionar a ideia de que o amor, a amizade e a solidariedade atravessam barreiras por meio da música do taikô.

18H30 | FILME – KARAOKÊ: SOLTE SUA VOZ

Direção: Elica Ito | BRA | 2022 | Doc | 15 min

Mesmo encontrando grandes diferenças no outro lado do mundo, imigrantes japoneses adaptaram-se ao Brasil e, ao mesmo tempo, muitos preservaram tradições da terra natal. Na música, por exemplo, os festivais de karaokê aproximam diferentes gerações e contam com artistas amadores resgatando canções clássicas do Japão.

Após a estreia desse curta-metragem, o público poderá participar de um bate-papo com a diretora Elica Ito, mestre em Mídia e Tecnologia pela UNESP, atuou em diferentes frentes da produção audiovisual de emissoras brasileiras e japonesas, e viveu no Japão por dois anos.

Ainda participam da conversa Shozo Nakamine, fundador e coordenador do grupo de taikô Muguenkyo Bauru Wadaiko, e japonês que vive no Brasil desde os anos 1950, e Takaci Tangoda, presidente da Comissão de Jurados da Noroeste. A mediação ficará com Rosemeire D’Ávila, mestre em História e Cultura pela UNESP, professora PEB II da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e doutoranda em História na UNESP – Assis.

20H | APRESENTAÇÃO – KARAOKÊ DO CLUBE CULTURAL NIPO BRASILEIRO DE BAURU

Apresentação de Cesar Donizete, Ichiro Abe, Ricardo Niitsu, Shioji Honda e Teizo Ito, cantores-frequentadores do Clube Cultural Nipo Brasileiro de Bauru. O público aproveitará para conhecer o repertório de músicas tradicionais japonesas.

O Clube Cultural Nipo Brasileiro de Bauru existe desde 1936 e foi fundado por imigrantes japoneses. O espaço busca colaborar na assistência social, cultural, educacional, esportiva, além de preservar e difundir os costumes e tradições da cultura japonesa. É organizado pelos departamentos de Senhoras (Fujinkai), Terceira Idade (Rôjinkai), Karaokê (Utanokai), Taikô, Esportes, Ensino da Língua Japonesa, entre outros, e realiza eventos anuais como Undokai e Bon Odori.

A agenda que passará por Bauru também pode ser acessada aqui.

Para conhecer a agenda completa do CCT 2022, acesse o site das Oficinas Culturais.

Em sua 9ª edição, o Ciclo de Cultura Tradicional proporciona a troca de saberes entre pesquisadores, agentes culturais, lideranças de diversas comunidades e público a partir de uma agenda dinâmica e que questiona o lugar que a cultura tradicional ocupa hoje em dia. Desde 2020 o CCT convida realizadores do audiovisual do interior e litoral de São Paulo para desenvolverem curtas-metragens sobre as conexões entre passado, presente e futuro das diversas tradições espalhadas pelo estado. Além das estreias dessas produções audiovisuais seguidas de bate-papo com diretores e convidados, diversos grupos apresentam manifestações populares praticadas nos territórios onde vivem.

———

Para acompanhar a programação que passará por São Sebastião e Mongaguá, as informações estarão disponíveis neste link, em breve.

Fábrica de Cultura Iguape celebra 1° ano com programação especial

Evento acontece em 1º de julho, sábado, e contará com a presença do Grupo de Maracatu Mar de Kaiala, da Cia Viela de Dança e do Coral Mbyá Guarani Mhamandu Ouá

A Fábrica de Cultura Iguape, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, abriu as portas há um ano e, desde então, 24 mil pessoas já passaram pelos espaços, 1,2 mil jovens participaram das formações e cerca de 200 atividades culturais foram realizadas. Desde que foi inaugurada na região do Vale do Ribeira, a unidade realiza programações artísticas e culturais, entre elas, festivais de cultura popular e encontros com artistas, e oferece formações voltadas para a tecnologia como cultura maker e games. Toda a agenda é gratuita e busca ampliar o território do repertório e formação de centenas de aprendizes.

E o público ainda pode esperar por mais novidades. A Fábrica de Cultura Iguape ganhará um 2º prédio, dividido entre o antigo prédio histórico – Cadeia Velha – (em restauro) e um anexo, para complementar o espaço já inaugurado na Praça Engenheiro Greenhalghedifício que abrigou o antigo Correio da cidade. O 2º prédio contará com estúdio, sala de circo, dança, teatro, artes visuais, música, labmaker e sala multiuso. As salas irão comportar os encontros das linguagens artísticas com os aprendizes e poderão ser utilizadas pela população geral como cessão de espaço. As divisões  de circo e multiuso serão usadas também para  apresentações que dialogam com o público na rua.

Para marcar essas conquistas, no dia 1º de julho, sábado, o público iguapense poderá aproveitar uma programação especial. A festa começa às 13h com o DJ Atsu Sagrado, que levará uma experiência do Sound System para a unidade, passando pelos ritmos Ska, Rocksteady, Early Reggae, Rub-a-Dub e Dancehall. Logo depois, às 13h30, sobe ao palco o Coral Mbyá Guarani Mhamandu Ouá, formado por indígenas da aldeia Itapuã de Iguape, uma das sete aldeias que compõem a Terra Indígena Ka’aguy Hovy, cuja extensão abrange 1,9 mil hectares no Vale do Ribeira e abriga cerca de 300 integrantes do povo Guarani Mbya.

A diversão continua com o Grupo de Maracatu Mar de Kaiala, que celebra há 15 anos as tradições dos fandangos e das puxadas de rede, misturando o Maracatu com traços da cultura caiçara. A apresentação começará às 14h. Depois de muita música é a vez do teatro animar o público com o espetáculo História Fantástica de uma Menina Excêntrica, Wandinha, da Cia. Passarinho Contou. A peça, programada para às 15h, tem um mistério prá lá de divertido. 

Depois será a vez da Cia. Viela de Dança, coletivo da cidade de Registro mostrando uma variedade de práticas das danças urbanas, principalmente do universo do Hip-Hop, a partir das 17h40. E a celebração chega ao fim com o show da banda Negronx Trio, a qual apresentará releituras de diversos compositores regionalistas, além de composições autorais com aquele estilo “swing brasuca”, a partir das 19h40.

Nos intervalos das atividades, o público ainda poderá assistir às apresentações dos aprendizes da unidade na Mostra de Processos. Os ateliês de Percussão, Ballet e de Cordas, junto com as Trilhas de Práticas de Bandas e Canto Coral mostram os projetos que desenvolveram ao longo do semestre. Confira a programação completa no site de Fábricas (aqui).

Trabalho em parceria com escolas e comunidade

Na Fábrica de Cultura Iguape, localizada no Vale do Ribeira, a parceria com a comunidade  local é de fundamental importância para o sucesso do Programa. Ao longo deste primeiro ano, foram realizadas mais de 193 atividades. A agenda  destaca a pluralidade da região atuando com a participação de coletivos e artistas ribeirinhos, indígenas e da comunidade LGBTQIA+. Além disso, a unidade está em constante diálogo com as ações locais e apoiou eventos como o 2º Festival Casa do Ribeira, que reuniu cerca 1,8 mil pessoas para celebrar a música regional tradicional produzida por artistas do território . 

Formações para todos os gostos

A Fábrica de Cultura Iguape tem como carro chefe as formações voltadas para a tecnologia, com destaque para as  de Robótica, Impressão 3D e Pilotagem de Drone. Por outro lado, no 1º ano de atuação, os cursos dedicados à práticas artísticas analógicas e de multimeios foram mais procurados pelo público. Os Ateliês de Criação – formações de longa duração – mais procurados entre 2022 e 2023 foram: Capoeira; Foto e Vídeo; Percussão; Cordas; Iniciação Artística e Teatro. Até março deste ano, a unidade Iguape já havia recebido 1.285 aprendizes, resultado de dois semestres de execução das Trilhas e Ateliês.

Outro destaque da unidade é a Bibliotech que promove atividades voltadas a linguagem do 4.0, como o letramento digital e gamificação com desenvolvedores de jogos (Game Art e Projeto Lince), coletivos que unem literatura e tecnologia. A proposta do espaço também levou a adoção da biblioteca online Árvore de Livros que fortaleceu a formação de um leitor de ebooks, bem como a disponibilização de um acervo de aproximadamente 30 mil títulos em formato eletrônico. Outro serviço disponibilizado nas unidades 4.0 é o acesso aos óculos Orcam MyEye, que permitem a acessibilidade ao acervo para pessoas com algum tipo de deficiência visual, facilitando a leitura.

No espaço físico, de junho de 2022 a março de 2023, a biblioteca da Fábrica de Cultura Iguape realizou 1.186 empréstimos, recebeu mais de 2,8 mil pessoas em suas atividades e teve 328 cadastros para uso do espaço, que oferece laboratório multimídia com acesso à internet e à rede Wi-Fi.

Para saber mais sobre as unidades do Programa Fábricas de Cultura, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciadas pela OS Poiesis, acesse o site (aqui). 

SERVIÇO:

ANIVERSÁRIO DE 1 ANO DA FÁBRICA DE CULTURA IGUAPE

Endereço: Praça Engenheiro Greenhalgh, 01, Centro Histórico – Iguape | Tel: (13) 3848-9300

1º de julho, sábado, das 13h às 21h | Livre 

PROGRAMAÇÃO:

13h – Atsu Sagrado

13h30 – Coral Mbyá Guarani Mhamandu Ouá (Iguape)

14h – Grupo de Maracatu Mar de Kaiala (Cananéia)

14h30 – Intervenção Ateliê de Percussão (Mostra de Processo)

15h – História Fantástica de Uma Menina Excêntrica, Wandinha

16h10 – Apresentação da Trilha de Praticas de Bandas (Mostra de Processo)

16h30 – Apresentação do Ateliê Ballet (Mostra de Processo)

17h40 – Cia. Viela de Dança (Registro)

18h10 – Apresentação do Ateliê de Cordas (Mostra de Processo)

18h40 – Apresentação da Trilha de Canto Coral (Mostra de Processo)

19h40 – Show com Negronx Trio

Funcionamento das unidades: De terça a sexta, das 9h às 19h

Unidades Iguape e Vila Nova Cachoeirinha, das 9h às 21h. 

Unidade Jaçanã, das 9h às 20h30

Unidade Osasco, das 9h às 21h (terças, quintas e sextas) e das 9h às 19h (quartas)

Sábados, das 9h às 17h

Domingos, das 12h às 17h

*Unidades Iguape e Diadema funcionam das 12h às 17h aos sábados e não abrem aos domingos.

Funcionamento das bibliotecas: De terça a sexta, das 9h às 19h. 

Sábados e domingos: das 12h às 17h, com exceção de Capão Redondo (das 9h às 14h aos sábados). As bibliotecas de Iguape e Diadema não abrem aos domingos.

*Para conferir o horário exato de sua unidade, favor entrar em contato por telefone com a recepção.

Acessibilidade: As Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís, e Diadema, oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso tátil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braille, leitor de audiobooks e acervo com mais de 191 exemplares em braille (livros e audiobooks), além de dicionário em Libras. A Fábrica de Cultura Osasco tem rampa de acesso e os recursos de acessibilidade na Bibliotech, enquanto a Fábrica de Cultura Iguape tem piso tátil nas escadas e elevador.

Fábricas de Cultura abrem mais de 8 mil vagas para cursos gratuitos de robótica, música, circo e muito mais

Com início em fevereiro, as formações ocorrem nas unidades localizadas nas zonas Norte e Sul, Região Metropolitana e Litoral Sul. Há atividades para todas as idades

No dia 3 de janeiro as Fábricas de Cultura – Programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo -, abrem as inscrições para mais de 400 cursos gratuitos com mais de 8 mil vagas disponíveis e distribuídas pelas unidades das zonas Norte e Sul de São Paulo, da Região Metropolitana (Osasco e Diadema), e de Iguape no Vale do Ribeira para crianças, jovens e adultos. Os cursos no formato de ateliês de criação têm duração semestral enquanto as trilhas duram de dois (curta duração) a quatro meses (longa duração). Ambos exploram diversas áreas artísticas, culturais e tecnológicas.

As aulas começam a partir de 14 de fevereiro, mas há formações programadas para iniciar entre março e maio. As inscrições ficam abertas por até 45 dias após o início dos cursos, desde que haja disponibilidade de vagas. Para se inscrever é necessário apresentar na unidade do curso de interesse os seguintes documentos: RG ou documento com foto do responsável (no caso de menores de idade); RG ou certidão de nascimento do aprendiz; e comprovante de residência atual. É possível realizar a pré-inscrição no site das Fábricas de Cultura, mas será necessário validá-la presencialmente.

Confira os destaques:

No Ateliê de Teatro: Projeto Espetáculo os aprendizes passarão por todas as etapas de pesquisa e construção de uma obra artística em diversas linguagens como música, cinema, dança, circo e tecnologias. Voltado para jovens entre 12 e 21 anos, o curso terá aulas de terça à quinta, das 14h às 17h, a partir de 14 fevereiro na Fábrica de Cultura Brasilândia. Ao final da formação, que dura oito meses, os aprendizes apresentam uma produção desenvolvida a partir de uma temática orientadora. Outra opção na unidade é o Ateliê de Formação de Conjunto Musical, que ensinará aos aprendizes vários gêneros e ritmos musicais enquanto tocam em grupo instrumentos como violão, guitarra, baixo e bateria. A formação é indicada para maiores de 14 anos. As aulas são às quartas e sextas, das 14h às 16h45, e começam dia 15 de fevereiro.

Com início em 18 de fevereiro, e aulas aos sábados, a Fábrica de Cultura Jaçanã oferece duas formações diversas: na Trilha de Drone os aprendizes terão contato com o funcionamento deste equipamento, a legislação e o mercado de trabalho. Com aulas das 14h às 16h45, o curso é indicado para maiores de 15 anos. Também há espaço para as artes com a Trilha de Criação de História em Quadrinhos Digital que mostrará como os participantes podem desenvolver histórias originais utilizando a tecnologia digital para ilustração e finalização dos quadrinhos, além de abordar questões de mercado e representatividade. Indicada para maiores de 12 anos, as aulas vão das 10h às 12h.

A Zona Norte segue em destaque com a Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha. No Ateliê de Artes Visuais: Arte Têxtil, indicado para jovens a partir de 14 anos, será possível aprender técnicas de desenho, pintura, escultura, gravura, instalações e bordado. As aulas iniciam no dia 14 de fevereiro, sempre às terças e quintas, das 18h às 20h45. Já no dia 18 de março começa a Trilha de Introdução à Impressão 3D, voltada para maiores de 15 anos. Com aulas aos sábados, das 9h às 12h, a Trilha apresentará uma introdução em modelagem com o software ‘Tinkercad’ e a impressão de pequenas peças.

Pela Zona Sul, o audiovisual predomina na Fábrica de Cultura Capão Redondo com o Ateliê de Vídeo para Redes Sociais e Mini Documentários. Indicado para maiores de 14 anos, o curso mostrará como produzir curtas documentais e ficcionais por meio de aulas teóricas e práticas sobre criação de roteiros, captação e edição de vídeo, e divulgação nas redes sociais. Os encontros serão às terças e quintas, das 18h às 20h45, começando em 14 de fevereiro. No dia seguinte, 15, terá início o Ateliê de Dublagem, que ensinará técnicas de voz e sincronia labial utilizadas para dublar personagem de filmes, séries, animações e games. As aulas serão às quartas e sextas, das 14h às 16h45, e podem se inscrever maiores de 13 anos.

Já a Fábrica de Cultura Jardim São Luís oferece o Ateliê de Artes Circenses que tem como objetivo desenvolver a concentração e flexibilidade dos aprendizes através de vivências práticas como malabarismo, palhaçaria, acrobacias e equilíbrio. O curso é indicado para jovens entre 13 e 21 anos e terá aulas às terças e quintas, das 14h às 16h45. Outra opção é a Trilha de Cenários para Espetáculos que possibilitará o aprendizado de técnicas para a criação de ambientes interativos utilizando luz, imagem, vídeo, som e movimento que podem ser aplicados em ruas, no teatro e cinema e em vídeo clipes. Os encontros, que são voltados para maiores de 14 anos, serão às terças, das 18h às 21h. Ambas as formações começam em 14 de fevereiro.

Também há opções na Região Metropolitana de São Paulo!

A Fábrica de Cultura Diadema irá unir literatura e artes visuais em sua grade de formação. No Ateliê de Literatura Periférica: Poesia e Letra de Música os participantes irão produzir textos autorais a partir das próprias vivências, memórias e tradições, de forma a compreender a importância da oralidade nas comunidades tradicionais negras e nordestinas. As aulas, que começam no dia 14 de fevereiro, serão ministradas às terças e quintas, das 18h45 às 21h30. Com a Trilha de Criação de Portfólio Artístico será possível aprender a como preparar um portfólio artístico de fotografia, desde a escolha do tema e objetos ao layout de apresentação. Os encontros serão às quintas, das 19h30 às 21h30, com início no dia 16 de fevereiro. Ambas as atividades são voltadas para jovens maiores de 14 anos.

Quem mora na região de Oz poderá aproveitar cursos de tecnologia e cultura na Fábrica de Cultura 4.0 de Osasco. O Ateliê de Percussão: Toques de Maracatu irá apresentar aos aprendizes o universo dos tambores que envolvem a cultura do maracatu de baque virado, manifestação tradicional da cidade de Recife, em Pernambuco, junto com a prática com Alfaias, Caixas, Gonguê, Timbal, Agbês e Mineiros. Os encontros começam no dia 15 de fevereiro, com aulas às quartas e sextas, das 14h às 16h45. A formação é direcionada para jovens entre 12 e 21 anos. Na área de tecnologia, a opção é a Trilha de Arcade Game que ensinará aos participantes a criarem a própria máquina de Fliperama utilizando processos da fabricação digital. A Trilha é indicada para maiores de 14 anos, e terá aulas às quartas e sextas, das 14h às 16h30, a partir de 18 de fevereiro.

Dança e música no litoral sul

Na Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape diversão e aprendizado estão garantidos. A partir de 14 de fevereiro, às terças e quintas, das 14h às 16h45, o Ateliê de Hip Hop: Danças Urbanas e Grafite mostrará as crianças e jovens, entre 10 e 16 anos, técnicas de pintura sobre papel e muro, estêncil, grafite e lambe lambe, além de praticar formas de danças dos mais variados estilos da cultura Hip Hop. Já no dia 18 de fevereiro começa a Trilha de Construção e Toque de Berimbau, que será ministrada aos sábados das 14h às 15h45. A Trilha pretende ensinar a como construir o próprio berimbau e as técnicas para tocar o instrumento em grupo. O curso é indicado para maiores de 15 anos.

Os materiais necessários para as atividades presenciais, como instrumentos musicais, itens de papelaria e máquinas fotográficas, serão oferecidos para o uso na unidade gratuitamente. Também é disponibilizado lanche no intervalo das aulas. É permitido se inscrever em mais de um curso desde que os horários não coincidam entre si e, no caso de crianças e jovens em idade escolar, com os horários da escola. Os cursos têm vagas limitadas, variando entre 10 a 70 entre Trilhas e Ateliês. Todos os aprendizes que alcançarem mais de 50% de frequência receberão um certificado de participação.

Extra: Achou a grade legal e tem alguma proposta de formação que possa torná-la ainda mais interessante? O programa Fábricas de Cultura tem um Banco de Projetos com inscrições contínuas, por onde recebe propostas direcionadas a agenda de Trilhas de Curta e Longa Duração e Oficinas de Férias nas unidades gerenciadas pela Poiesis. Confira mais informações no edital disponível no site do programa.

SERVIÇO:

INSCRIÇÕES PARA TRILHAS E ATELIÊS | 1° SEMESTRE DE 2023

Início das inscrições: 3 de janeiro

Fim das inscrições: 45 dias após o início das aulas (caso haja vagas)

Início das formações: a partir de 14 de fevereiro

Pré-inscrição pelo site das Fábricas de Cultura

Inscrições nas unidades.

Faixa etária: dos 6 anos aos 60+

Gratuito | Presencial

——

Funcionamento das unidades:

De terça a sexta, das 9h às 19h.

Unidades Jardim São Luís, Vila Nova Cachoeirinha e Jaçanã: Finais de semana e feriados, das 12h às 17h.*

Unidades Brasilândia, Capão Redondo e Diadema: Aos sábados das 9h às 17h.*

Unidade Osasco: de terça a sexta das 9h às 18h.

*Para conferir o horário exato de sua unidade, favor entrar em contato por telefone com a recepção.

Fábricas de Cultura batem recorde de público em 2017

Mais de 800 mil pessoas aproveitaram a programação de teatro, música e dança das dez unidades do programa (mais…)

Fábricas de Cultura começa 2021 com atividades para diversas idades

Imagem: Caique Silva 

Programação online da área Fábrica Aberta não exige inscrição do público interessado

Música, artes visuais, contação de história e brincadeiras. Em janeiro a agenda integrada das Fábricas de Cultura Brasilândia, Capão Redondo, Diadema, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha – programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis – traz atividades culturais online para diversas idades sem a necessidade de inscrição para participar. Toda a programação é gratuita.

No dia 16 de janeiro, no canal de YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCSRGwG1IwHMZAi9XV-rxa2w) das Fábricas de Cultura, será apresentado duas atividades ligadas à música. Entre 18h e 18h30, o lançamento da mixtape Get on up, idealizada pelo dançarino e produtor Elton Ramos (Diferencial Style), com mixagem e materização do Mano Réu (Timbres Produções). O trabalho tem como característica o princípio básico da cultura Hip Hop, a bateria e o sampler para mostrar como esses pilares transformaram nossa música no que ela é hoje.

O mini documentário “A arte física do vinil”, da produtora MTRC, será exibido às 19h. A breve produção audiovisual homenageia os discos de vinil, com a fala de colecionadores retratando as suas paixões por essa cultura, e destaca a experiência sonora, as capas icônicas e outros elementos que transformaram o disco em artefato histórico e afetivo.

Já o Projeto Resistência Artística, no dia 21 de janeiro, a partir das 19h, oferece um workshop sobre produção musical e comunicação que pode colaborar em ideias de produção, divulgação e distribuição de um trabalho, ou até mesmo conhecer possibilidades para administrar carreiras. Redes Sociais: Táticas de atuação por meio de Marketing estratégico; Produção Musical: Produção por meio de parcerias; Produza sua própria carreira: Entenda as ferramentas necessárias para que você possa se produzir serão as temáticas trabalhadas. Formação também será veiculada pelo YouTube.

Os orientadores serão: Kapitão.SP, no mercado publicitário há 10 anos, com passagens pelas agências P.A Publicidade, Havas, BETC e atualmente na VML, ele atendeu clientes de grande relevância do varejo e atualmente cuida de algumas contas do segmento de entretenimento. Head de Marketing na Margem Entretenimento;
DJ Preto EL tem participado dos principais festivais de música do mundo. Entre eles estão o Atlantic Music Expo em Praia, Cabo Verde e; WOMEX, Europa. É membro do coletivo Global Club Music Network; Black Rick que vive na cultura Hip Hop desde 1994, já esteve envolvido em projetos como Elite Negra, DJ Preto EL, entre outros. Paralelo à música, atuou no mercado de importação e exportação. Representa a Margem Entretenimento na área comercial.

O artista visual Griô.SP, da Brasilândia, zona norte de São Paulo, apresentará suas criações e desenhos  que retratam a realidade do seu bairro, influenciadas por referências nas artes, na música e na fé.  A exibição online será pelo IGTV das Fábricas (https://www.instagram.com/fabricasdeculturasn) no dia 22 de janeiro com início às 19h.

“Favela Funk Finlândia”, nome do documentário feito pela produtora Smart, será exibido no dia 24 de janeiro, às 17h, pelo YouTube. Os rappers finlandeses Gracias, Paleface, Joonas Saartamoand a.k.a Jonde e o produtor de beats, Flam, viajaram para o Rio de Janeiro em 2015 para fazer workshops de hip hop com jovens das comunidades e conhecer a vida urbana local. O intercâmbio considerava ainda a gravação de uma faixa com o lendário produtor, ativista da cultura de rua e organizador do encontro, Marcelo Yuka, e com o rapper brasileiro PC. O registro busca expressar que mesmo lugares tão distantes um do outro, podem ser aproximados e unidos pela música.

De forma divertida e pedagógica, em Jogos e Brincadeiras musicais – desafios sonzando será exercitada a possibilidade da percussão corporal com orientação da dupla Sonzando. A vivência online via página de Facebook (https://www.facebook.com/fabricasdecultura/), no dia 27, às 15h, busca aplicar uma brincadeira musical de forma simples com ritmos e melodias do próprio corpo.

Entre os dias 27 e 31 de janeiro, às 11h, o público poderá conferir pelo IGTV do instagram do programa a atividade Pensamentos do Tuingo. A série de cinco 5 vídeos mostra Nico Serrano, o palhaço Tuingo, investindo na criatividade audiovisual para criar pensamentos cotidianos e engraçados, fazendo a diversão de quem estará assistindo.

A música negra pode ser um mar de sensações. Para analisar esse contexto, o podcast com o coletivo Ouvidos Negros, produzido diretamente da zona sul de São Paulo, levará o público a sensações e possíveis descobertas da experiência de sentidos e memórias que a música afrodiaspórica nos traz.  Jazz, blues, samba ao hip hop, funk e soul estarão presentes na atividade do dia 29 de janeiro, das 18h às 19h, via SoundCloud (https://soundcloud.com/fabricasdecultura).

Fechando o mês, no dia 30 de janeiro, às 15h, a contação de histórias Lèlego na cidade das Cores, da Cia RABISKO, mergulha no mundo dos sonhos. Uma menina acorda sem a sua inseparável meia azul e consegue, com a ajuda do travesseiro mágico, lembrar que a perdeu na cidade das cores, a cidade que só existe no seu sonho. Agora, ela terá que sonhar novamente para pegar a meia de volta, além de enfrentar o Sr. Pesadelo.  Amor, carinho, troca e respeito são sentimentos que destacam a narrativa. A apresentação estará disponível na página de Facebook.

Para mais informações, acesse o site https://www.fabricasdecultura.org.br/index.php?t=i ou o hotsite https://poiesis.org.br/maiscultura/.

SERVIÇO

LANÇAMENTO DA MIXTAPE: GET ON UP
Música/ Hip-Hop
16/1 – sábado – 18h às 18h30
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://www.youtube.com/channel/UCSRGwG1IwHMZAi9XV-rxa2w

MINI DOC: A ARTE FÍSICA DO VINIL
Cinema
16/1 – sábado – 19h às 19h30
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://www.youtube.com/channel/UCSRGwG1IwHMZAi9XV-rxa2w

PROJETO RESISTÊNCIA ARTÍSTICA
Música
21/1 – quinta-feira – 19h às 19h30
Faixa Etária: A partir de 12 anos
Faixa Etária: Livre
Público-alvo: Pessoas que trabalham diretamente com a música, que já estão no mercado ou desejam entrar no mesmo.
Plataforma: https://www.youtube.com/channel/UCSRGwG1IwHMZAi9XV-rxa2w

GRIÔ.SP
Artes Visuais/ Cultura Urbana
22/1 – sexta-feira – 19h às 19h30
Faixa Etária: Livre
Plataforma: IGTV – https://www.instagram.com/fabricasdeculturasn

FUNK FINLÂNDIA
Cinema/ Literatura
24/1 – domingo – 17h
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://www.youtube.com/channel/UCSRGwG1IwHMZAi9XV-rxa2w

JOGOS E BRINCADEIRAS MUSICAIS – DESAFIOS SONZANDO
Música
27/1 – quarta-feira – 15h
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://www.facebook.com/fabricasdecultura/

PENSAMENTOS DO TUINGO
Circo
27, 28, 29, 30 e 31/1 – quarta, quinta, sexta-feira, sábado e domingo – 11h
Faixa Etária: Livre
Plataforma: IGTV – https://www.instagram.com/fabricasdeculturasn

PODCAST COM COLETIVO OUVIDOS NEGROS
Música/ Cultura Afro, Mídias Interativas, Multimeios
29/1 – sexta-feira – 18h às 19h
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://soundcloud.com/fabricasdecultura

CIA RABISKO APRESENTA: LÈLEGO NA CIDADE DAS CORES
Teatro
30/1 – sábado – 15h
Faixa Etária: Livre
Plataforma: https://www.facebook.com/fabricasdecultura/

——–

Fábrica de Cultura Brasilândia
Avenida General Penha Brasil, 2508  | Telefone: (11) 3859-2300

Fábrica de Cultura Diadema
Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135 – Centro – Diadema/SP | Telefone: (11) 4061-3180

Fábrica de Cultura Jaçanã
Entrada 1: Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 | Entrada 2: Rua Albuquerque de Almeida, 360 | Telefone: (11) 2249-8010

Fábrica de Cultura Jardim São Luís
Rua Antônio Ramos Rosa, 651 | Telefone: (11) 5510-5530

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral, 1575 | Telefone: (11) 2233-9270

Acessibilidade: as Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís e Diadema oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso táctil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braile, leitor de audiobooks e acervo com mais de 110 exemplares em braille (livros e áudio-books).

E-mail: contato@fabricasdecultura.org.br

Funcionamento das unidades da zona sul e norte de São Paulo: de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, apenas para turmas de aprendizes matriculados em parte dos ateliês e trilhas formativas que retornaram de forma presencial. Bibliotecas também funcionam em períodos reduzidos, de terça a sexta-feira, das ficam abertas das 10h às 16h, especificamente para devolução e renovação do empréstimo de livros, além do laboratório de pesquisa com computadores organizados na distância de 1,5m e disponíveis no período máximo de 45 minutos para cada pessoa interessada.

A unidade de Diadema continua fechada, seguindo com toda a programação de forma online.

Devido à pandemia da Covid-19, a programação cultural vem ocorrendo de forma on-line. Todas as atividades são gratuitas. Saiba mais em https://poiesis.org.br/maiscultura/ e www.fabricasdecultura.org.br

SOBRE AS FÁBRICAS DE CULTURA

As Fábricas de Cultura são espaços de acesso gratuito que disponibilizam diversas atividades artísticas. Criadas com o objetivo de ampliar o conhecimento cultural por meio da interação com a comunidade, as Fábricas oferecem uma programação cultural diversificada. Nas unidades você encontrará cursos, atividades, bibliotecas e estúdios de gravação. Em 2020 e 2021, o Programa Fábricas de Cultura – instituições da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, gerenciadas pela Poiesis – conta com o patrocínio do Instituto Center Norte por meio da Lei Rouanet. O apoio contribui para a realização de atividades de formação e difusão cultural.

Fábricas de Cultura da Zona Leste, São Bernardo do Campo e Santos oferecem vagas para cursos gratuitos no 1º semestre de 2024

Serão abertas quase seis mil vagas nas sete unidades, nas linguagens de teatro, dança, música, circo, audiovisual, artes visuais, xadrez, drones, maker, games e robótica

As Fábricas de Cultura da Zona Leste, São Bernardo do Campo e Santos, instituições da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, geridas pela organização social Catavento Cultural e Educacional, abrirão o processo de matrículas para os cursos do 1º semestre de 2024 em 02/01/2023.

Para proporcionar à população uma experiência aprimorada, serão realizadas pré-inscrições ON-LINE para todas as vagas disponíveis em cada uma das unidades. Essa estratégia busca evitar filas extensas, principalmente em janeiro, um mês marcado pelo calor intenso. O sucesso observado na unidade em São Bernardo do Campo realizado em semestres anteriores confirma a excelente receptividade dessa iniciativa pela comunidade. No entanto, haverá também equipe disponível para auxiliar pessoalmente todos aqueles que precisarem para fazer a pré-inscrição, assegurando que ninguém deixe passar essa oportunidade.

Todos os cursos são gratuitos e oferecidos para crianças a partir de 08 anos, jovens e adultos.

Para realizar o processo de matrícula o candidato deve seguir as orientações conforme abaixo:
Nas unidades da Zona Leste e Santos: o interessado deve fazer entre os dias 02/01/2024 às 11h até 08/01/2024 às 22h a pré-inscrição ON-LINE realizada através de link no site www܂fabricadecultura܂org܂br e aguardar a divulgação dos contemplados no dia 20/01/2024 às 10h, no site, nas redes sociais da Fábrica de Cultura e por meio de lista impressa fixada na própria unidade.  De 23/01/2024 a 03/02/2024 o contemplado deve comparecer à Fábrica com a documentação (RG, CPF e comprovante de endereço) para realizar as assinaturas dos termos de participação para efetivar a matrícula. Os cursos iniciam em 06/02/2024.
Na Unidade São Bernardo do Campo: o interessado deve fazer entre os dias 02/01/2024 às 11h até 08/01/2024 às 22h a pré-inscrição ON-LINE realizada através de link no site www܂fabricadecultura܂org܂br e aguardar a divulgação dos contemplados no dia 01/02/2024 às 10h, no site e nas redes sociais da Fábrica de Cultura.  De 20/02/2024 a 25/02/2024 o contemplado deve comparecer à Fábrica com a documentação (RG, CPF e comprovante de endereço) para realizar as assinaturas dos termos de participação para efetivar a matrícula. Os cursos iniciam em 27/02/2024.
No total serão abertas mais de 5.610 vagas nas sete unidades, nas linguagens de teatro, dança, música, circo, audiovisual, artes visuais, xadrez, drones, maker, games e robótica, sendo cerca de 820 vagas em Vila Curuçá, 845 em Sapopemba, 900 no Itaim Paulista, 870 na unidade Parque Belém, 1045 em Cidade Tiradentes, 300 em São Bernardo do Campo e 830 em Santos.
RELAÇÃO DE CURSOS POR UNIDADE:
FÁBRICA DE CULTURA VILA CURUÇÁ

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Balé | Capoeira | Street Dance | Artes Plásticas | Violão | Violino | Circo | Informática | Drones

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Balé | Capoeira | Laboratório de Criação (Maker) | Violão | Teatro | Xadrez

  • Sábado (a partir das 09h)

Violão | Laboratório de Criação (Maker) | Teatro (Projeto Espetáculo)

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Artes Plásticas | Foto e Vídeo | Violino | Circo | Percussão | Balé | Capoeira | Violoncelo | Street Dance | Violão | Bordados e Adereços | Dança Contemporânea | Robótica

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Balé | Capoeira | Circo | Violão | Teatro | Desenho e Pintura | Xadrez | Teatro (Projeto Espetáculo) | Teclado | Sopro Metais | Bordados e Adereços | Criação de Games

  • Sábado (a partir das 13h)

Dança de salão | Circo | Violão | Criação de Games | Drones

Noturno

  • Terça (18h às 21h)

Violão | Percussão | Contrabaixo | Laboratório de Criação (Maker) | Informática

  • Quarta (18h às 21h)

Circo | Canto Coral | Criação de Games | Robótica

FÁBRICA DE CULTURA SAPOPEMBA

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Violino | Contrabaixo | Foto e Vídeo | Violão | Violoncelo | Balé | Desenho e Pintura

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Balé | Sopro Metais | Sopro Madeiras | Circo | Teatro | Teclado | Laboratório de Criação (Maker)

  • Sábado (a partir das 09h)

Musicando Sopro | Musicando Cordas | Canto Coral | Orquestra de Violão | Laboratório de Criação (Maker) | Criação de Games | Teatro (Projeto Espetáculo)

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Circo | Teclado | Foto e Vídeo | Violão | Bordados e Adereços | Violoncelo | Street Dance | Teatro (Projeto Espetáculo) | Desenho e Pintura | Violino | Contrabaixo | Canto Coral | Robótica

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Teclado | Balé | Sopro Metais | Xadrez | Sopro Madeiras | Capoeira | Teatro | Circo | Dança Contemporânea | Violão | Percussão | Bordados | Laboratório de Criação (Maker) | Games

  • Sábado (a partir das 13h)

Street Dance | Circo | Robótica | Criação de Games

Noturno

  • Terça (18h às 21h)

Teclado | Violão | Dança de Salão | Arte com Libras | Street Dance | Circo | Informática

  • Quarta (18h às 21h)

Contrabaixo | Dança Contemporânea | Cerâmica | Dança de Salão | Teatro | Fotografia | Violão | Drones

FÁBRICA DE CULTURA ITAIM PAULISTA 

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Circo | Violão | Balé | Violino e Viola | Desenho e Pintura | Capoeira | Criação de Games | Sopros Madeiras

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Laboratório de Criação (Maker) | Circo | Violão | Street Dance | Teatro | Produção Musical | Bordados e Adereços

  • Sábado (a partir das 09h)

Capoeira | Canto Coral | Dança de Salão | Teatro (Projeto Espetáculo) | Laboratório de Criação (Maker) | Robótica | Xadrez

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Sopro Metais | Teclado | Capoeira | Percussão | Cerâmica | Violão | Circo | Teatro (Projeto Espetáculo) | Balé | Foto e Vídeo | Violino e Viola | Robótica | Sopro Madeiras

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Circo | Violão | DJ | Violoncelo | Bordados e Adereços | Street Dance | Desenho e Pintura | Teatro | Teclado | Danças Afro | Drones

  • Sábado (a partir das 13h)

Robótica | Laboratório de Criação (Maker)

Noite

  • Terça (18h às 21h)

Violão | Dança de Salão | Teatro | Circo | Introdução ao Design

  • Quarta (18h às 21h)

Dança de Salão | Violino e Viola | Teclado | Informática | Drone

FÁBRICA DE CULTURA PARQUE BELÉM

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Circo | Fotografia | Street Dance | Teclado | Artes Plásticas | Violino | Dança Contemporânea

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Circo | Teatro | Violão | Balé | Drones | Laboratório de Criação (Maker) | Criação de Games

  • Sábado (a partir das 09h)

Balé | Canto Coral | Circo | Dança de Salão | Teatro | Teclado | Violão | Criação de Games | Robótica | Teatro (Projeto Espetáculo) | Capoeira

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Circo | Dança Contemporânea | Fotografia | Street Dance | Teatro | Teclado | Violão | Violino | Artes Plásticas | Drones

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Balé | Circo | Teatro (Projeto Espetáculo) | Sopro Metais | Teclado | Violão | Edição de Vídeo | Laboratório de Criação (Maker)

  • Sábado (a partir das 13h)

Street Dance | Teatro | Teclado | Violão | Xadrez | Canto Coral | Circo | Dança de Salão | Drones | Laboratório de Criação (Maker) | Criação de Games

FÁBRICA DE CULTURA CIDADE TIRADENTES

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Balé | Circo | Violão | Teatro | Capoeira | Criação de Games | Teclado

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Balé | Street Dance | Teatro | Violão | Artes Plásticas

  • Sábado (a partir das 09h)

Balé | Violão | Fotografia | Capoeira | Dança de Salão | Libras | Laboratório de Criação (Maker) | Drones | Teatro (Projeto Espetáculo)

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Balé | Circo | Violão | Capoeira | Sopro Metais | Violino | Violoncelo | Bordados e Adereços | Teatro (Projeto Espetáculo) | Teclado | Laboratório de Criação (Maker) | Criação de Games | Robótica | Teatro

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Balé | Circo | Street Dance | Teatro | Violão | Canto Coral | Artes Plásticas | Foto e Vídeo | Xadrez | Bordados e Adereços | Percussão

  • Sábado (a partir das 13h)

Drones | Street Dance | Criação de Games

Noturno

  • Terça (18h às 21h)

Danças Brasileiras | Violino | Violoncelo | Teclado | Laboratório de Criação (Maker)

  • Quarta (18h às 21h)

Canto Coral | Violão | Informática

FÁBRICA DE CULTURA SÃO BERNARDO DO CAMPO

Manhã

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Drones | Violão | Artes Visuais | Balé

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Criação de Games | Laboratório de Criação (Maker) | Violoncelo | Dança Contemporânea | Teatro

  • Sábado (a partir das 09h)

Robótica | Criação de Games | Circo: Solo e Malabares | Balé | Teatro (Projeto Espetáculo)

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Robótica | Circo: Solo e Malabares | Violão | Balé | Criação de Games

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Criação de Games | Laboratório de Criação (Maker) | Violino e Viola | Street Dance | Teatro (Projeto Espetáculo)

  • Sábado (a partir das 13h)

Criação de Games

Noturno

  • Terça (18h às 21h)

Maker | Robótica | Violão | Street Dance

  • Quarta (18h às 21h)

Drones | Maker | Street Dance | Violino e Viola

FÁBRICA DE CULTURA SANTOS

Manhã 

  • Terça e quinta (09h às 12h)

Violão | Balé | Canto Coral | Capoeira | Artes Visuais | Audiovisual

  • Quarta e sexta (09h às 12h)

Violino e Viola | Circo | Dança Contemporânea | Teatro | Laboratório de Criação (Maker) | Criação de Games

  • Sábado (a partir das 09h)

Violão | Balé | Circo | Street Dance | Artesanato Digital | Audiovisual | Drones | Teatro (Projeto Espetáculo)

Tarde

  • Terça e quinta (14h às 17h)

Violão | Balé | Canto Coral | Street Dance | Artes Visuais | Circo | Drones | Foto e Vídeo

  • Quarta e sexta (14h às 17h)

Violino e Violão | Laboratório de Criação (Maker) | Circo | Robótica | Teatro | Teatro (Projeto Espetáculo) | Criação de Games

  • Sábado (13h às 15h)

Violão | Dança Contemporânea | Circo | Robótica | Forró | Percussão | Laboratório de Criação (Maker)

  • Sábado (15h às 17h)

Dança Contemporânea | Capoeira | Criação de Games

Fábricas de Cultura estão com matrículas abertas para ateliês de criação e trilhas de produção artística do 1º semestre

São várias as linguagens trabalhadas, de circo a multimeios

Foto: André Hoff

As Fábricas de Cultura Brasilândia, Capão Redondo, Diadema, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha – programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis – estão com vagas para as formações artísticas do 1º semestre do ano e para diversas idades. Todas as atividades são gratuitas.

Os Ateliês de criação e as Trilhas de produção mantêm as matrículas abertas até a primeira quinzena de março. Pessoas com interesse pelas formações artísticas devem se inscrever pelo hotsite https://poiesis.org.br/maiscultura/. O público com menos de 18 anos precisa apresentar autorização do (a) responsável.

Até o momento, as aulas do 1º semestre de 2021 dos Ateliês e das Trilhas continuam ocorrendo em ambiente virtual. As pessoas inscritas receberão informações sobre os canais por onde as formações serão aplicadas.

No caso de dúvidas específicas, o público pode entrar em contato pelo telefone de cada unidade, via e-mail contato@fabricasdecultura.org.br ou por mensagem nas redes sociais do programa: Facebook (https://www.facebook.com/fabricasdecultura) e Instagram (@fabricasdeculturasn).

Ateliês de criação e Trilhas de produção

Neste primeiro semestre, o programa Fábricas de Cultura – unidades Diadema, zona norte e sul de São Paulo – oferece uma pluralidade de linguagens, entre elas, circo, música, teatro, dança, literatura, artes visuais e multimeios. Confira alguns destaques.

Brasilândia:

Em Slam para educadores a proposta é para que educadores e professores conheçam o movimento do Slam, o qual tem a poesia e o ritmo como motores para a leitura, e possam aplicar nas próprias aulas algumas metodologias inspiradas nessa cultura que tem se expandido pelo país.

17/02 a 30/06

Quartas e sextas-feiras, das 18h às 20h45

15 vagas | preferencialmente para educadores e professores da rede pública de ensino

O universo da pesquisa, da captação e da produção de imagens para processo de projeções, internas e externas, de vídeo mapping será exercitado na trilha de Vídeo-arte.

20/02 a 03/07

Sábados, das 14h às 17h

20 vagas | a partir de 14 anos

Capão Redondo:

Em Artesanato Afro-brasileiro, aprendizes terão contato com as diversas técnicas de artesanato dos saberes negros. Os objetos serão confeccionados a partir de histórias e contos da cultura afro-brasileira, principalmente com referências à Capoeira.

17/02 a 02/07

Quarta e sexta-feira, 14h às 17h

30 vagas | a partir de 8 anos

Escrituras negras é uma trilha elaborada a partir das vivências e produções literárias da escritora Carmen Faustino, educadora e gestora sociocultural do Campo Limpo, bairro de São Paulo. As aulas também serão somadas aos estudos e trajetórias de outras escritoras negras. Os participantes poderão conhecer a literatura negra e vivenciar momentos de reflexão, sobre as narrativas e o universo imagético da literatura negra feminina, por meio do recurso da oralidade. A proposta é que a leitura e a escrita aconteçam de maneira livre para desmistificar o senso comum sobre a dificuldade em ler e escrever e, assim, fortalecer o pertencimento territorial e a identidade negra.

18/02 a 01/07

Quarta-feira, 18h às 21h

20 vagas | a partir de 16 anos

Diadema:

Arte Digital – Criação e Design busca exercitar criações, ilustrações, animações, edição de foto e vídeo como temas. O objetivo é introduzir a turma no universo da produção de arte digital voltada ao ambiente on-line.

18/02 a 25/03

Quinta-feira, 18h30 às 21h30

15 vagas | a partir de 14 anos

Produção literária e as possibilidades poéticas de uma obra serão trabalhadas na trilha Litera-Rua – Leitura, Escrita e Editoração da Obra. Os caminhos para a editoração de uma publicação literária serão demonstrados durante os encontros.

17/02 a 23/06

Quarta-feira, 19h às 21h

20 vagas | a partir de 14 anos

Jaçanã:

Locução de rádio (podcast, jingles, cerimoniais) é uma trilha voltada para quem busca alcançar os ouvintes, seja pela rádio ou via streaming por meio de podcasts ou web rádios. A turma conhecerá as possibilidades de utilização da própria voz para diferentes finalidades, desde a gravação de chamadas para eventos, voz off em peça de teatro, spot para comércio local, até a postura adequada e como fazer o roteiro de gravação.

11/03 a 27/05

Quintas-feiras, das 18h às 20h45

20 vagas | a partir de 14 anos

O Instagram vem se destacando no alcance digital para diferentes setores, como a moda, beleza e estética, turismo, gastronomia e decoração. Por isso, a trilha Marketing digital no Instagram é voltada para quem procura um treinamento atualizado, prático e que incorpore as ferramentas de marketing nesta rede.

11/03 a 27/05

Quinta-feira, 18h às 20h45

20 vagas | a partir de 14 anos

 

Jardim São Luís:

A proposta da trilha Produção e elaboração de Projetos Culturais é apresentar métodos para profissionais da produção cultural que desejam se especializar no planejamento estratégico para coletivos e artistas solos, a fim de concorrer em editais e na busca de captação de recursos. Neste curso, 50% das vagas serão reservadas para mulheres cis e trans, como forma de incentivá-las como proponentes dos projetos.

17/04 a 26/06

Sábados, das 14h às 16h

20 vagas | A partir de 16 anos

Construindo uma Docência Solidária para o Pensar e o (Re)Criar tem o objetivo de trabalhar a prática de educadores e professores a partir das vivências individuais e coletivas desses profissionais com seus alunos e alunas, partindo da compreensão de que a docência em seu sentido pleno não envolve apenas o ato de ensinar. O universo do brincar de diferentes culturas será adicionado nos encontros para a construção dos imaginários.

06/03 a 26/06

Sábado, 9h às 11h

20 vagas | Preferencialmente para professores e educadores da rede pública de ensino

Vila Nova Cachoeirinha:

Pelo Núcleo de formação circense – Projeto Folias – Princípios e Fundamentos, aprendizes terão a oportunidade de aprofundar o conhecimento no campo teórico e artístico por meio de atividades de introdução, aperfeiçoamento e manutenção das técnicas do circo. Serão apresentadas possibilidades por meio do tecido, trapézio, lira, corda lisa, acrobacias de solo, mini trampolim, cama elástica e tramp wall.

16/02 a 03/07

Terças e quintas-feiras, das 14h às 16h45; Sábados, das 9h às 11h45

30 vagas | 14 a 21 anos

Por meio da trilha Criação de Apps para Celular, aprendizes vão aprender técnicas de geração de soluções em app com design thinking, além de programar em Flutter usando o DartPad.dev que permite programação sem instalação de nenhum programa. No final os (as) participantes terão produzido apps básicos no DartPad, pensando como programadores de aplicativo.

27/03 a 29/06

Terça-feira, 19h às 21h

30 vagas | a partir de 14 anos

SERVIÇO

Ateliês de criação e Trilhas de produção

Fevereiro a julho

Programação e matrículas pelo hotsite https://poiesis.org.br/maiscultura ou https://www.fabricasdecultura.org.br/index.php?t=i.

Matrículas abertas até a primeira quinzena de março, a depender da disponibilidade de vagas.

As aulas virtuais ocorrem por diversas plataformas como o Zoom. As pessoas matriculadas serão informadas sobre os canais de acesso.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone da unidade desejada ou pelo e-mail contato@fabricasdecultura.org.br.

 

Fábrica de Cultura Brasilândia

Avenida General Penha Brasil, 2508  | Telefone: (11) 3859-2300

Fábrica de Cultura Capão Redondo

Rua Bacia de São Francisco, s/n | Telefone: (11) 5822-5240

 

Fábrica de Cultura Diadema

Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135 – Centro – Diadema/SP | Telefone: (11) 4061-3180

Fábrica de Cultura Jaçanã

Entrada 1: Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 | Entrada 2: Rua Albuquerque de Almeida, 360 | Telefone: (11) 2249-8010

Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Rua Antônio Ramos Rosa, 651 | Telefone: (11) 5510-5530

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Rua Franklin do Amaral, 1575 | Telefone: (11) 2233-9270

Acessibilidade: as Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís e Diadema oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso táctil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braile, leitor de audiobooks e acervo com mais de 110 exemplares em braille (livros e áudio-books).

E-mail: contato@fabricasdecultura.org.br | https://www.fabricasdecultura.org.br/index.php?t=i

Funcionamento das unidades da zona norte e sul de São Paulo, inclusive de Diadema: atualmente as seis unidades gerenciadas pela Poiesis continuam realizando suas atividades no ambiente on-line. Toda a programação gratuita, de fruição cultural e de formação artística, pode ser acessada pelo hotsite https://poiesis.org.br/maiscultura/.

*Sujeito às mudanças mediante orientações dos órgãos responsáveis.

Fábricas de Cultura oferecem cursos online de curta duração

Serão oferecidas aulas de criação de música para cinema e games e escrita criativa. Todas as atividades ocorrem nas unidades da zona leste da capital paulista 


As Fábricas de Cultura da zona leste, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, estão com inscrições abertas para diversos cursos de criação e produção artística e digital.

Com vagas limitadas, os cursos têm duração entre 16 e 20 horas, em formato online, e são voltados  para o aprofundamento artístico e apoio à produção coletiva, com  orientação de espaços e de materiais para a pesquisa e para o desenvolvimento do trabalho dos alunos.

Entre os cursos oferecidos estão: Criação de Música para Cinema e Games; Brinquedos Eletrônicos e Narrativa Cinematográfica, entre outros. Para participar é necessário realizar a inscrição clicando aqui. É  preciso verificar a unidade que oferece a atividade escolhida. Confira a grade completa em cada uma das Fábricas de Cultura abaixo:

Fábrica de Cultura Vila Curuçá

  • Criação de Música para Cinema e Games

Datas: a partir de 02/03 até 02/04-  terças e quintas-feiras;
Horários:  das 14h às 17h;
Faixa Etária: a partir de 15 anos;
Educador: Rafael Vicole;
Vagas disponíveis: 16;

Fábrica de Cultura Sapopemba

  • Escrita Criativa a partir do livro “Clarice e as Mulheres”

Dias: a partir de 09/04 até 24/04 – sextas e sábados;
Horários: das 14h às 17h;
Faixa Etária: a partir de 13 anos;
Educador: Jô Freitas;
Vagas disponíveis: 20;

Fábrica de Cultura Itaim Paulista

  • Uma Trilha de Luz Para Espaços Cênicos

Dias:  a partir de 31/03 até 23/04 –  quartas e sextas;
Horários: das 14h às 16h;
Faixa Etária: a partir de 16 anos;
Educador: Deison Saraiva;
Vagas disponíveis: 25;

Fábrica de Cultura Parque Belém

  • Brinquedos Eletrônicos

Dias: a partir de 26/03 até 30/04 – sextas-feiras;
Horários: das 16h às 19h;
Faixa Etária: a partir de 14 anos;
Educadora: Amanda Cristina Maciel Pellini;
Vagas disponíveis: 24;

Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

  • Narrativa Cinematográfica. Contando histórias com imagens em movimento

Dias: a partir de 27/02 até 24/04 – sábados;
Horários: das 14h30 às 16h30;
Faixa Etária: A partir de 12 anos;
Educador: Eduardo Joly;
Vagas disponíveis: 10;

  • Projeto Cultural: Por onde começar?

Dias: a partir de 26/02 – quartas e sextas;
Horários: das 19h30 às 21h30;
Faixa Etária: a partir de 16 anos;
Educadora: Alessandra Souza;
Vagas disponíveis: 16;

  • Teatro, Prosa e Samba no Feminino

Dias: a partir de 27/02 até 24/04 –sábados;
Horários:  das 09h30 às 11h30;
Faixa Etária: a partir de 16 anos;
Educadora: Cátia Pires;
Vagas disponíveis: 08;

Fábricas de Cultura realizam intensa programação de férias

Se depender das Fábricas de Cultura durante as férias a criançada não vai ficar parada. As unidades das zonas norte e sul da cidade terão oficina de dança do passinho, gincanas, workshop de danças urbanas e atividades sobre astrologia e zodíaco, além de atividades esportivas como campeonato de futebol, campeonato de videogame e oficina de futebol freestyle. Algumas brincadeiras precisam de inscrições prévias, que podem ser feitas na recepção ou na biblioteca de cada unidade.

O Campeonato de videogames na brasa acontecerá na própria Fábrica de Cultura Brasilândia, entre os dias 10 e 12, das 11h às 16h. O torneio tem quatro modalidades: futebol em dupla ou individual; e corrida em dupla ou individual. São disponibilizadas 20 vagas para cada categoria e as inscrições podem ser feitas a partir do dia 5. Os três melhores colocados em cada modalidade levam um troféu para casa. Basta se inscrever na recepção da unidade e jogar.

Nos dias 12, 13 e 20, das 15h às 18h, acontecerá o primeiro Campeonato de futebol de várzea de times infantis e juvenis da Brasilândia. Os times que participarão desta edição são Grêmio do Vista Alegre, Paraná e Tio San. No último dia será a entrega do troféu ao grupo campeão. A iniciativa é uma parceria da Fábrica de Cultura Brasilândia com o CEU PAZ, onde ocorrerá a maioria dos jogos.

Você sabe o que é astronomia? Sabe como funciona o sistema solar? A equipe de Planetários de São Paulo irá até a Fábrica de Cultura Brasilândia, no dia 23, para compartilhar com o público as últimas descobertas astrológicas e alguns dos trabalhos desenvolvidos no espaço sideral. Astronomia e histórias do universo será das 15h às 17h; basta chegar e aprender! No mesmo horário, acontecerá a atividade História dos zodíacos e o que é astrologia?, que será um bate-papo sobre signos e mapa astral. Durante muito tempo, povos de diversos lugares do mundo guiaram suas decisões com base nas posições estrelares e planetárias. Nessa roda de conversa, Marcelo Sowello, realizador da World Dragon Day SP 2018, e a astróloga Thaís Rebechi contarão como são feitas as previsões e o que a astrologia diz sobre o ano de 2019.

Outra atividade que a criançada não pode perder é Férias é futebol na Fábrica, que será nos dias 15 e 17, das 15h às 17h, na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha. O campeonato de pelada é destinado para os maiores de 12 anos; para participar é só se inscrever. O time campeão vai levar para casa até troféu.

Quem gosta de dançar não pode perder a Zumba na Fábrica, que será às quartas-feiras, de 16 a 30, das 19h30 às 20h30. Além de ser um exercício festivo com mistura de ritmos de salsa, merengue, samba e axé, a zumba também traz benefícios a saúde de quem pratica, como a prevenção de doenças cardíacas. A atividade, que é aberta ao público, será na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Você sabe o que é futebol freestyle? É uma variante do futebol tradicional, em que um jogador realiza manobras com a bola, equilibrando-a em várias partes do corpo e fazendo sequências de movimentos. A proposta da oficina de futebol freestyle, que será no dia 16, é unir controle e criatividade, por meio de lições básicas. A atividade, que é livre, será na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, das 15h às 17h.

Ainda na zona norte da cidade, as crianças e os jovens poderão participar de uma atividade superdivertida com bambolês e bolas. A proposta da Gincana de pátio da escola é resgatar algumas brincadeiras de rua e da própria sala de aula para uma competição saudável e criativa. A atividade será no dia 22, às 15h, na Fábrica de Cultura Jaçanã. São oferecidas 25 vagas para maiores de 12 anos. Basta se inscrever na biblioteca e participar.

Nos dias 12 e 25, as Fábricas da zona sul comandarão a celebração do aniversário de São Paulo numa roda de samba e num encontro de dança. 

No sábado (12), das 17h às 20h, o grupo Samba na 2 tocará os grandes clássicos do ritmo em homenagem à metrópole, numa divertida roda de samba na rua. A Fábrica de Cultura Capão Redondo se fará presente ali, na esquina da Rua União dos Movimentos com a Rua Unidos Venceremos, para festejar com toda comunidade mais um ano de existência e de conquistas. O Samba dos 465 anos de São Paulo é livre e aberto ao público.

No dia 27, das 12h às 19h, o público poderá aprender algumas práticas das danças urbanas no workshop de dança Inter-ação com o grupo Interflow. Além disso, a iniciativa busca arrecadar roupas de frio para moradores de rua e instituições carentes.

Fábrica de Cultura Jardim São Luís terá uma oficina de dança do passinho, aos domingos, de 13 a 27 – sempre das 14h às 17h. Toda comunidade está convidada para potencializar o movimento de dança da periferia com Edi Santos, integrante do grupo I’am Free Stylle, que ministrará as aulas. O passinho começou nas periferias do Rio de Janeiro no início dos anos 2000 e, hoje, já é um fenômeno até pelo mundo.

Já na sexta-feira (25), das 14h às 20h, a Fábrica de Cultura Jardim São Luís receberá o encontro anual de dança na zona sul da cidade. A proposta do evento Da ponte pra cá, nós dança – cujo nome é uma homenagem à música Da ponte pra cá, do grupo de rap Racionais MC’s – é reunir os grupos das periferias da zona sul de São Paulo para trocar experiências e vivências. Vai ter workshops e rodas de conversa, além de batalhas de dança de diferentes vertentes do hip hop.

 

Clique aqui e veja mais informações

no portal das Fábricas de Cultura!

Fase emergencial: programação online para curtir com a família

Instituições culturais do Governo têm programação virtual para toda família assistir de casa neste momento de isolamento social

Espaços e atividades culturais do Governo do Estado, como museus, bibliotecas, centros culturais, cinemas, casas de show e teatros, que estão desde o último sábado (6/3) fechados ao público, devem permanecer realizando apenas programação virtual, em princípio, até 30 de março. Para conhecer todo o roteiro cultural do Estado, acesse o site https://www.cultura.sp.gov.br/ ou a plataforma #CulturaEmCasa: www.culturaemcasa.com.br.

Confira algumas atividades online para aproveitar em casa:

Virada SP Online de Sertãozinho

Neste sábado, 13 de março, a plataforma #CulturaEmCasa transmite a 9ª #ViradaSPOnline de 2021. O evento, realizado em parceria com a cidade de Sertãozinho, vai apresentar ao público a diversidade cultural da cidade por meio de diversas atrações que poderão ser conferidas a partir das 12h até à 0h. Ao vivo do Teatro Sérgio Cardoso serão realizados os shows do músico Erik Escobar, da cantora Mariana Aydar, da cantora e compositora Céu e da compositora Alzira E. O evento consolidou-se no calendário cultural do estado de São Paulo, reunindo grandes nomes de diferentes linguagens artísticas e divulgando a cultura local das cidades paulistas para todo Brasil.

São Paulo Companhia de Dança (SPCD)

O balé da SPCD traz no dia 19/3, às 18h, o espetáculo gravado em 2020  “Obra à la Carte – Gala Clássica”,  com versões criadas especialmente para a SPCD de trechos de balés como Grand Pas de Quatre, La Esmeralda, Giselle, Paquita e A Bela Adormecida, além de uma nova obra intitulada Bagatelle. Acesse: https://www.youtube.com/user/AudiovisualSPCD.

Bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos

Para a criançada aproveitar o momento em família, a tradicional contação de histórias para incentivar a leitura e o desenvolvimento criativo, “Lê no Ninho”, das bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos é uma das opções. A atividade está na quarta temporada, com vídeos focados no livro infantil, trazendo luz aos autores com ilustrações e informações para toda família. Acontece aos domingos 14, 21 e 28 de março, às 11h, pelo Facebook das duas Bibliotecas BSP e BVL.

Biblioteca Parque Villa-Lobos

No dia 22/3, das 19h às 20h, haverá o bate-papo “Segundas Intenções”, com Edney Silvestre, escritor, jornalista e dramaturgo ganhador do prêmio Jabuti e São Paulo de Literatura, ambos em 2019, pelo romance “Se eu fechar os olhos agora”. O encontro virtual será pelo Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos e terá mediação de Manuel da Costa Pinto, que também é jornalista, escritor e crítico literário.

Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo 

Para quem quer estar mais atualizado com o universo livreiro o SISEB está com inscrições abertas para cursos online e gratuitos neste mês. São eles: Curso A Arte da Fala – sobre silêncios, escutas, dizeres, nos dias 16 e 18/3, das 15h às 17h30; Webinar Marketing em mídias sociais para bibliotecas – um olhar sobre o digital, no dia 25/3, das 15h às 17h, ministrado por Mayara Cabral; Bibliotecas digitais: acervos, plataformas e direitos autorais, no dia 30/3, das 15h às 17h. As vagas são limitadas e, para mais informações, acesse o site: www.siseb.sp.gov.br/agenda/ .

 

Casa Mário de Andrade

Exposição “Morada do Coração Perdido”, na Casa Mário de Andrade, revela a residência do autor e  pode ser conferida no site do espaço: https://casamariodeandrade.org.br/morada-coracao-perdido/#nicho2

Casa Guilherme de Almeida

O acervo do museu Casa Guilherme de Almeida também está disponível por tour virtual : https://www.casaguilhermedealmeida.org.br/museu/visita-virtual.php  e faz parte do Google Art Project https://artsandculture.google.com/partner/casa-guilherme-de-almeida.  Dessa forma, possibilita uma visita virtual em todos os ambientes do museu

Catavento

No Catavento a dica são as exposições “Memória Catavento” https://artsandculture.google.com/exhibit/mem%C3%B3ria-catavento/GgISGO7C2FJ-KQ.       , que resgata a história do museu em seus quase 12 anos de existência, e “Paisagens do Universo”, que traz informações sobre os planetas https://artsandculture.google.com/exhibit/paisagens-do-universo/JwJyIUhr_ywLKA

Memorial da Resistência de São Paulo

A exposição de longa duração do Memorial da Resistência é composta pelo que restou do espaço carcerário do Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo – Deops/SP, uma das polícias políticas mais truculentas do país. Em formato de vídeo, a visita educativa à exposição apresenta o histórico do edifício e realiza um passeio pelo espaço que é hoje musealizado, formado por 4 celas, o corredor principal e o corredor do banho de sol. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=1nAKa3PMwWs&t=234s

 Museu da Imagem e do Som (MIS-SP)

Em parceria com o Google Arts & Culture, o MIS possui 5 exposições exclusivas do acervo (fotografias que constam da coleção do nosso Acervo) gratuitas.

Acesse:  https://www.mis-sp.org.br/exposicoes/list/virtual

MIS Experience

A versão digital da exposição Leonardo Da Vinci – 500 Anos de um Gênio, do MIS Experience, está com ingressos gratuitos até 28 de março.   Uma das seções de maior sucesso da exposição, “Segredos de Mona Lisa”, apresenta uma análise científica da pintura mais famosa do mundo realizada no Museu do Louvre por Pascal Cotte, renomado engenheiro, pesquisador e fotógrafo de obras de arte.  Acesse: www.exposicaodavinci500anos.com.br

 Museu Afro Brasil

O espaço possui 11 exposições virtuais sobre o acervo, que abarca diversos aspectos dos universos culturais africanos e afro-brasileiros, abordando temas como a religião, o trabalho, a arte, a escravidão, entre outros temas ao registrar a trajetória histórica e as influências africanas na construção da sociedade brasileira. Acesse: https://artsandculture.google.com/partner/museu-afro-brasil

Museu da Casa Brasileira

A mostra “Uma reflexão sobre o habitat na pandemia” apresenta trabalhos de grandes artistas. Todas as obras foram criadas em audiovisual e também representaram o Brasil na semana de design holandês – DDW, em outubro de 2020 (única mostra brasileira do evento). Acesse: https://www.youtube.com/playlistlist=PLxzxgereCuri6c2AqnDANwZFtzhCSUlQn. Público pode conferir também ‘Casas do Brasil: Conexões Paulistanas’, em uma visita virtual sob o olhar do fotógrafo Marcos Freire em 94 subdistritos paulistanos e ainda apresenta curiosidades sobre a realização. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=hU95JSIuhrM&t=100s

Museu da Diversidade Sexual

Já o Museu da Diversidade Sexual traz a primeira parte da exposição “Queerentena”, que  reúne trabalhos que apresentam questionamentos e inquietudes sobre olhar e pensar sobre si no atual período de reclusão. Estar em trânsito da margem, espaço de privação e resistência, para o centro possibilita uma maneira peculiar LGBTQI+ de compreender e sobreviver à realidade. Acesse: https://artsandculture.google.com/story/ogVBSUtYsMbBOw?hl=pt-br. Aproveita e confira também  “O Orgulho Ocupa a Rua”: https://artsandculture.google.com/story/3AXRpaSRRD5uUw?hl=pt-br

 Museu de Arte Sacra

A mostra “Imagens de Roca e de Vestir” com 37 obras do acervo do MAS/SP bem como da Arquidiocese de Sorocaba, Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, Catedral Metropolitana de São Paulo, Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte e da coleção Jack Luna, é uma excelente programação para quem gosta de arte sacra e moda. Acesse:  https://youtu.be/QeAsVwBVezg

Museu do Futebol

No Museu do Futebol “Mulheres, desobediência e resiliência” que aborda o decreto-lei de 14 de abril, que proibiu as mulheres brasileiras de jogarem certas modalidades que eram consideradas “incompatíveis” com o corpo feminino – o futebol entre elas – completa 80 anos. Disponível no Google Arts & Culture, conta as histórias de resistência daquelas mulheres que deram um jeito de seguir jogando bola. Acesse: https://artsandculture.google.com/exhibit/mulheres-desobedi%C3%AAncia-e-resili%C3%AAncia/6wLC5AmNJU9-Jw

Pinacoteca de São Paulo

Quem deseja conhecer um pouco mais da coleção e acervo da Pina, esse é o momento de fazer o tour virtual. Acesse:  https://www.portal.iteleport.com.br/tour3d/pinacoteca-de-sp-acervo-permanente/ . Para quem ainda não conferiu a mostra dos artistas OSGEMEOS ou quer conferir uma visita guiada em vídeo direcionada para educadores apresentando a exposição “OSGEMEOS: Segredo”, confira: https://www.youtube.com/watch?v=_fRTGMnZ3xk

Museu Casa de Portinari (Brodowski/SP)

Já que não dá para conhecer ou rever o Museu do mestre Portinari, em Brodowski, que tal dar aquela espiada na exposição virtual “Pôr do Sol de Brodowski”, que traz à cena o céu da cidade, que acompanhou Portinari em toda a sua existência, sob o olhar do fotógrafo Leandro Lé: https://www.museucasadeportinari.org.br/exposicao-pordosol-de-brodowski/

Museu do Café (Santos/SP)

Aos amantes do café, a dica é mostra “Design Espresso”, realizada em parceria com o Museo della Macchina per Caffè (MUMAC), sediado em Milão, a exposição virtual retrata as transformações técnicas e estéticas pelas quais esses utensílios passaram desde sua origem, até a década de 1970. Acesse: https://artsandculture.google.com/exhibit/design-espresso/hgLiplh4OeKBJg. A outra opção é a “Café Árabe, um símbolo de generosidade”, com  falas de imigrantes, curiosidades sobre os hábitos de consumo nessa região – e as suas similaridades em relação aos costumes brasileiros, confira: https://artsandculture.google.com/exhibit/caf%C3%A9-%C3%A1rabe-um-s%C3%ADmbolo-de-generosidade/swLytbyhVrheKw

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro (Campos do Jordão/SP)

A exposição “Olhares de (re)existência” parte do processo criativo que levou os participantes a investigarem as emoções e os sentimentos vivenciados criando novo significado no encontro com o coletivo. Confira o olhar do fotógrafo Jonathan Bulho nesta mostra: https://www.museufelicialeirner.org.br/exposicao-olhares-de-re-existencia/. Outra dica  é “Céus de Felícia”, do fotógrafo Rafael Manfrini Rega com paisagens naturais do Museu e seu entorno: https://www.museufelicialeirner.org.br/exposicao/ceus-de-felicia/  ou ainda um tour virtual pelo Museu: https://www.museufelicialeirner.org.br/visita-virtual/

Museu Índia Vanuíre (Tupã/SP)

O Museu Índia Vanuíre traz a mostra “Ancestralidade, cultura e tradições em tempos de pandemia”, que convida o público a conhecer os modos de viver, saber e cuidar dos povos indígenas Kaingang, Krenak, Terena e Guaraní Nhandewa, habitantes das Terras Indígenas Vanuíre, Icatu e Araribá, todas localizadas no Oeste paulista, bem como as expressões de suas culturas na contemporaneidade. Acesse: https://museuindiavanuire.org.br/ancestralidade-cultura-e-tradicoes-em-tempos-de-pandemia/ . Para conhecer um pouco da cultura indígena a dica é a mostra “A dança como representação das culturas indígenas”, realizada em parceria com Kaingang e Krenak da Terra Indígena Vanuire: https://museuindiavanuire.org.br/a-danca-como-representacao-da-cultura-kaingang-na-terra-indigena-vanuire/  e um tour pelo espaço museológico: https://museuindiavanuire.org.br/visite-o-museu/visita-virtual/

Feriado de Carnaval: confira o funcionamento das instituições culturais do Governo do Estado

Público poderá conferir diversas atividades presenciais e online na capital, interior e litoral; oficinas carnavalescas de máscaras, pintura facial, contação de histórias, bailes, aulas de samba e bloquinhos são algumas das ações

Museus, Oficinas Culturais, Bibliotecas e Fábricas de Cultura, instituições da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo terão programações diferenciadas no feriado de Carnaval, de 18 a 21/02. Na quarta-feira de cinzas, alguns espaços abrem com horários diferenciados. As atrações incluem o bloco Sainha de Chita, para as crianças, no Museu da Língua Portuguesa, confecção de estandartes no Museu da Imigração, caça ao livro  e pintura no rosto dos pequenos, com o tema palhaçaria, no Museu Casa de Portinari, poesia carnavalesca na Fábrica de Cultura Jardim São Luís, confecção de tiaras e máscaras sustentáveis, no Museu Felícia Leiner e Auditório Claudio Santoro, além de espetáculo de danças, baile para a terceira idade e ações online com o Carna #CulturaEmCasa, com diversos conteúdos transmitidos pela plataforma.

Confira abaixo o funcionamento dos equipamentos culturais:

CAPITAL

Museu da Língua Portuguesa

Abre: 18, 19, 21 e 22/2

Horário: Sábado, domingo e terça, das 9h às 16h30 (com permanência até às 18h); Em 22/02, das 12h às 16h30 (com permanência até as 18h)

Programação: 17/02 – Oficina Biricar de Carnaval,  das 10h30 às 12h30, o coletivo Biricar ensinará a fazer faixas, tiaras, máscaras e outros adereços.

18/02 – Bloco Sainha de Chita Das 11h às 12h, voltado para o público infantil tocará ritmos como samba, frevo, ijexá, axé e carimbó, além de cantar composições próprias, como “Tô de Férias” e “E o neném fica com quem?”

23/02 – Bailinho da Terceira Idade para celebrar o Carnaval, das 14h às 16h

Fecha: 20/2

Informações e atividades completas: www.museudalinguaportuguesa.org.br

 

Museu da Imigração

Abre: 18, 19, 21 e 22/02

Horário: Das 9h às 18h,  exceto dia 19/02 com funcionamento das 10h às 18h

Programação: 19/02 – Caça ao Livro e Leitura Infantil, por meio de pistas pertinentes às especificidades de cada livro, como cor, formato e temática, as Samba, marchinhas e poesia.  Especial do Sarau Chama Poética, 11/02, das 16h às 18h. Não há necessidade de inscrição

crianças poderão encontrá-los pelo Museu.

21/02 – Oficina de mini estandartes de Carnaval. As crianças poderão confeccionar mini estandartes de carnaval, a partir de blocos ou escolas de samba criados pelos participantes.

Fecha: 20/02

Informações e atividades completas: museudaimigracao.org.br

 

Jardim da Casa das Rosas

Abre: De 18 a 22/02

Horário: Das 7h às 22h

Programação: Obs: A Casa das Rosas está em restauro, todavia, o jardim está funcionando.

Informações e atividades completas: www.casadasrosas.org.br

 

Museu do Futebol

Abre: 18, 19 e 22

Horário: De terça a domingo, das 9h às 17h00 (com permanência até 18h). Em 22/02, das 12h às 18h

Programação: 21/02, das 11h às 12h20, Bloquinho de Carnaval: Com temática, músicas e atividades infantis com o grupo TikiDum.

Fecha: 20/02

Informações e atividades completas: www.museudofutebol.org.br/

 

Casa Guilherme de Almeida

Abre: 18, 19/02 e 22/02

Horário: De terça a domingo, das 10h às 18h.

Programação: Oficina de máscaras antigas de carnaval, em 11/02, das 14h às 15h30. As inscrições podem ser feitas no link.

Fecha: 20/02 e 21/02

Informações e atividades completas: www.casaguilhermedealmeida.org.br

 

Museu Afro Brasil Emanoel Araújo

Abre: 18, 19 e 22/02

Horário: De terça a domingo – das 10h às 17h (permanência até 18h). Em 22/02 às 13h

Programação: A exposição Mestre Didi – Deoscoredes Maximiliano dos Santos conta com 42 esculturas do artista plástico, escritor e sacerdote baiano e afro-brasileiro

Fecha: 20 e 21/02

Informações e atividades completas: www.museuafrobrasil.org.br

Museu da Casa Brasileira

Abre: 18 e 19/02

Horário: Das 10h às 18h

Programação: O público poderá conferir as exposições em cartaz: ‘Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB’, ‘A Casa e a Cidade – Coleção Crespi Prado’, ‘35º Prêmio Design MCB’ e ‘Esculturas Lúdicas – Sara Rosenberg. Além de aproveitar o verde do jardim do imóvel que conta com mais de 8 mil metros quadrados.

Fecha: 20, 21 e 22/02

Informações: www.mcb.org.br/pt

 

Museu das Culturas Indígenas

Abre: De 18 a 22/02

Horário: Das 9h às 18h

Programação: Exposições “Ocupação Decoloniza – SP Terra Indígena”; “Ygapó: Terra Firme” e “Invasão Colonial ‘Yvi Opata’ A Terra Vai Acabar”

Informações e atividades completas: www.museudasculturasindigenas.org.br

Museu Catavento

Abre: 18, 19, 21 e 22/02

Horário: Das 09 às 17h. Em 22/02 a partir das 13h

Programação: O Museu Catavento está modernizado e com iluminação especial, além de ter parede de escalada de 7 metros de altura. Atrações como borboletário, sala de realidade virtual Dinos do Brasil, simuladores, aquários de água salgada, anêmonas e peixes carnívoros e venenosos, uma maquete do sol, etc.

Informações e atividades completas: www.museucatavento.org.br

Pinacoteca de São Paulo

Abre: 18, 19,  20 e 22/02

Horário: Das 10h às 18h. Em 22/02, às 12h

Programação:  Exposição Lenora de Barros: Minha língua

Fecha: 21/02

Informações e atividades completas: www.pinacoteca.org.br

 

Memorial da Resistência

Abre: 18, 19, 20/02

Horário: Aberto de quarta-feira a segunda-feira das 10h às 18h

Programação: Exposição Memórias do Futuro: Cidadania Negra, Antirracismo e Resistência

Fecha: 21/02

Informações e atividades completas: www.memorialdaresistenciasp.org.br

 

Museu de Arte Sacra

Fecha: De 18 a 22/02

Informações: www.museuartesacra.org.br  

 

Biblioteca de São Paulo

Abre: 18, 19 e 22/02

Horário: Das 9h30 às 18h30. Em 22/02, às 13h.

Programação: 18/02 – Vivência em Libras – Das 16h45 às 17h15. Contação de histórias da literatura infantojuvenil para aguçar o hábito da leitura e a imaginação das crianças. O Macaco e a Velha, reconto de Ricardo Azevedo, com Cia. Malas Portam. Tricotando Folia – O carnaval do Jabuti, de Valmir Ayala, com o grupo Tricotando Palavras. Das 16h às 16h45.

19/02 –  Jogos para Todos! Oficina de Xadrez – Das 14h às 16h

Fecha: 20 e 21/02

Informações e atividades completas: www.bsp.org.br

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Abre: 18, 19 e 22/02

Horário: Das 9h30 às 18h30. Em 22/02, às 13h.

Programação:

18/02 – Contação de histórias A Festa no Céu, reconto de Angela Lago, com Cia. Mapinguary.

19/02 – Quem Tem Medo do Papangu?, de Goimar Dantas e Cláudia Cascarelli, com Cia. Abigail Conta mais de Mil. Das 16h às 16h45 .

18 e 19/02: Lê no Ninho. Experiência de interação com a leitura na primeira infância para estimular o vínculo afetivo com os livros. Das 11h às 11h45.

Fecha:  20 e 21/02

Informações e atividades completas: www.bvl.org.br

 

 

FÁBRICAS DE CULTURA

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha

Abre: 18, 19/02 e 22/02

Horário: A partir das 10h.  Em 22/02, após às 12h

Programação: Desfiles dos blocos Akió, Jaé e Urubó

Obs: A Fábrica estará fechada em 21 e 22/02, porém os desfiles acontecerão no Largo da Matriz Nossa Senhora do Ò, Freguesia do Ò. A partir das 10h.

Fecha: 20 e 21/02

Informações e atividades completas: www.fabricasdecultura.org.br

 

Fábrica de Cultura Jardim São Luís

Abre: 18, 19/02 e 22/02. As atividades de Carnaval acontecem em outras datas.

Horário: De terça a sexta, das 9h às 19h. Finais de semana e feriados, das 12h às 17h. Em 22/2, após às 12h. Obs: Ligar para verificar  os horários.

Programação: 17/02, às 15h: Poesia Carnavalesca, organizada pela Equipe de Biblioteca. Os participantes serão convidados a criar poesias dentro desta temática tendo como referência o livro Sol de Outono, de Sílvia Alve

Fecha: 20 e 21/02

Informações e atividades completas: www.fabricasdecultura.org.br

Fábrica de Cultura Osasco

Abre: 18, 19/02 e 22/02.As atividades de Carnaval acontecem em outras datas.

Horário: De terça a sexta, das 9h às 19h. Finais de semana e feriados, das 12h às 17h. Em 22/2, após às 12h. Obs: Ligar para verificar  os horários.

Programação: 25/02, às 13h, 1º baile de carnaval para comemorar os 61 anos da cidade e homenagear a escritora Carolina Maria de Jesus.

Informações e atividades completas: www.fabricasdecultura.org.br

Fábrica de Cultura Itaim Paulista

Abre: 18, 19, 21 e 22/02

Horário: Das 9h às 10h. Em 22/02, às 13h.

Programação: 18/02, às 15h. Oficina de criação de máscaras divertidas

Informações e atividades completas: www.fabricadecultura.org.br

 

Fábrica de Cultura São Bernardo do Campo

Abre: 18, 19, 21 e 22/02

Horário: Das 9h às 10h. Em 22/02, às 13h.

Programação: 18/02, às 10h: Oficina de criação: Máscaras de carnaval. O livro que dará apoio a essa atividade será “Cinco Máscaras”, de Carlo Antico.

Informações e atividades completas: www.fabricadecultura.org.br

 

Fábrica de Cultura Santos

Abre: 18, 19, 21 e 22/02

Horário: Das 9h às 10h. Em 22/02, às 13h.

Programação: 18/02, às 10hWorkshop – Balé, Circo, Capoeira, Dança Contemporânea, Maker, Robótica, Street Dance e Violão. Local: Pinacoteca Benedicto Calixto.

Informações e atividades completas: www.fabricadecultura.org.br

 

ATIVIDADE ONLINE

Carna #CulturaEmCasa, plataforma de streaming

Transmissões online: De 18 a 22 de fevereiro

18/02 – 18h – Cornucópia Desvairada + Obscênicas

19/02 – 18h – Bloco Ilu Oba de Min: Bloco Afro Ilú Oba De Min é um Bloco Afro de São Paulo. Fundado em 2004, tendo como madrinha a cantora Leci Brandão, é composto apenas por mulheres.

20/02 – 18h – Unidos do Swing e a Máquina do Tempo: Fanfarra e Bloco de Carnaval Unidos do Swing apresentam o espetáculo “Unidos do Swing e a Máquina do Tempo”, com um repertório repleto de releitura de novos clássicos de New Orleans e músicas autorais do grupo, onde a raiz do jazz, com referências do gospel e do blues, ressignifica-se através da inclusão de ritmos da música brasileira e arranjos originais.

21/02 – 18h –  Carnaval sem máscara

Mais informações: www.culturaemcasa.com.br

 

OFICINAS CULTURAIS

Oficina Cultural Alfredo Volpi

Fecha: De 18 a 21/02

Abre: 22/02, às 12h

Informações e atividades completas: www.oficinasculturais.org.br/unidade/alfredovolpi

Oficina Cultural Oswald de Andrade:

Fecha: De 18 a 21/02

Abre: 22/02, às 12h

Informações e atividades completas: www.oficinasculturais.org.br/espacos-2/oswald-de-andrade/

Oficina Cultural Juan Serrano

Fecha: De 18 a 21/02

Abre: 22/02, às 12h

Informações e atividades completas: www.oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano

 

SALAS DE ESPETÁCULOS

Osesp/Sala São Paulo

Fecha: De 18 a 22/02

Informações: www.salasaopaulo.art.br/home.aspx

SP Escola de Teatro

Fecha: De 18 a 22/02

Mais informações: www.spescoladeteatro.org.br

 

Teatro Araras

Fecha: De 18 a 22/02

Mais informações: www.teatroestadualdeararas.org.br

 

Teatro Sérgio Cardoso

Fecha: De 18 a 22/02

Mais informações: www.teatrosergiocardoso.org.br/pt-br/

 

 

 

LITORAL

Museu do Café (Santos/SP)

Abre: 18, 19, 20, 21 e 22/02

Horário: Das 9h às 18h. No domingo abre às 10h. Bilheteria encerra todos os dias às 17h.

Programação: Exposição de longa duração “Café, patrimônio cultural do Brasil: ciência, história e arte”

Informações e atividades completas: www.museudocafe.org.br

 

 

INTERIOR

Museu Casa de Portinari (Brodowski/SP)

Abre: 18, 19, 20, 21 e 22

Horário: Das 9h às 18h

Programação: 18 e 19/02: Pintura no rosto dos pequenos com o tema palhaçaria. Das 10 às 12h e das 13 às 17h.

21/02: Contação de História – Livro “Maria Rosa”, de Vera Kelsey: Durante o Carnaval, o museu oferece aos visitantes o “Carnaval na Paleta de Portinari”, onde acontecerá uma contação de história sobre o livro “Maria Rosa”, da canadense Vera Kelsey, publicado pela primeira vez em 1942, e ilustrado por Candido Portinari, às 10h

Informações e atividades completas: www.museucasadeportinari.org.br

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro (Campos do Jordão/SP)

Abre: 18, 19, 20, 21 e 22

Horário: Das 9h às 18h

Programação: 11, 18 e 21/02 – Máscara de folhas: Terá oficinas para confecção de máscara sustentável. Feita com papelão, folhas, galhos e flores, às 15h.

11/02 – Fora da Caixa: Folia, confete e alegria, com a participação da Banda Out of Box: O Fora da Caixa convida os jordanenses para curtirem, fazendo a atividade “Confetes Ecológicos”, produzidos com folhas caídas de plantas diferentes. A ideia é que todos divirtam-se sem prejudicar o meio ambiente, às 10h, além de marchinhas tradicionais, acontecerá no Mercado Municipal da cidade.

19, 20 e 21/02 – SambaNilson: Baile de Carnaval do Museu reúne em uma festa carnavalesca as melhores músicas que encantam os foliões com a animação da banda SambaNilson, trazendo seu tradicional cortejo de marchinhas, às 15h.

Informações e atividades completas: www.museufelicialeirner.org.br

 

Museu Índia Vanuíre (Tupã/SP)

Abre: De 18 a 22/02,  mas as atividades de Carnaval acontecem em outras datas.
Horário: De terça a domingo das 9h às 18h. E às quintas-feiras das 9h às 20h.

Programação: 14/02 – Oficina de samba: Será ensinado movimentos básicos, das 9h às 11h.

15/02: Museu folia na rua: Trata-se de uma noite ao som de marchinhas carnavalescas que marcaram a festa em Tupã, tocadas pela Orquestra Municipal Maestro Júlio de Castro, das 20h às 22h30.

15/02: Espetáculo de Danças Carnavalescas:  Integrantes do Bloco Abanaê apresentarão espetáculos de dança com influência do carnaval paulista e de blocos afros da Bahia, como o Olodum, valorizando as raízes da festa Tupãense e promovendo a diversidade.

Informações e atividades completas: www.museuindiavanuire.org.br

Férias de julho é na #CulturaSP

Programação ocorre nos Museus, Fábricas de Cultura e Oficinas Culturais da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo  

As instituições da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo oferecem, no mês de julho, uma ampla programação de férias contendo espetáculos de mágica, oficinas de fotografia, exposições imersivas e muito mais, para aproveitar com toda a família e gratuitamente.  

Entre as atividades, está o “Espaço Mundo de Brincar”, no Museu da Imigração, no qual a garotada terá a oportunidade de aproveitar a amarelinha, piscina de bolinhas, pula-pula, túneis de bambolê, espaço para pintar, recortar e colar, se divertir com as massinhas de modelar, com tintas, pincéis. Os pequenos poderão usufruir do espaço até o dia 30 de julho, de quarta a domingo, das 10h às 17h.

Os apaixonados por exposições imersivas poderão participar de uma experiência que mostra a grandiosidade dos mares e suas profundezas, no Museu Catavento, com “Oceano Sem Fronteiras”. A exposição apresenta conteúdos diversos, mapas e painéis sobre a economia oceânica, o litoral brasileiro, a relação dos humanos com o mar, além de alertar para problemas que afetam a biodiversidade, com consequências para a população global. Inaugurada no dia 16 de junho, ficará no museu até o dia 30 de julho. 

Na Fábrica de Cultura do Jaçanã, as crianças poderão realizar atividades corporais que trabalham a coordenação motora e espacial, a cooperação e interação de forma lúdica por meio de brincadeiras tradicionais como pular corda, barra manteiga, entre outras, no dia 26 de julho, das 14h às 16h.  

Já no litoral, o Museu do Café oferece o “Espaço Café com Leite”, que conta com atividades para crianças de todas as idades, com jogos educativos, brinquedos, espaço para leitura, oficina de minibarista, entre outros, além do “Cafezalzinho”, uma área lúdica e interativa dedicada à temática da cafeicultura, proporcionando diversão e aprendizado em uma minifazenda. Funciona até o dia 30 de julho, de quarta a domingo, das 11h às 17h. 

Confira os destaques da programação:

CAPITAL

Museu da Imigração 

Espaço “Mundo de Brincar”

O programa “Férias no Museu” ocupa a Hospedaria em Movimento, uma das amplas salas do museu, com brincadeiras, oficinas, atividades recreativas e educativas que convidam as crianças e famílias para uma viagem pelo brincar de diferentes culturas e países e pelo próprio museu. 

Formato: Presencial
Local: R. Visc. de Parnaíba, 1316 – Mooca, São Paulo – SP

Datas: até 30/07

Horário: de quarta a domingo, das 10h às 17h

Mais informações em: https://museudaimigracao.org.br/ 

Museu da Imigração 

Oficina “Férias no Museu”

Todos os sábados do mês de julho o Museu da Imigração oferecerá oficinas e atividades recreativas para as crianças além de contações de histórias.

Formato: Presencial
Local: R. Visc. de Parnaíba, 1316 – Mooca, São Paulo – SP

Datas: 15, 22 e 29/07

Horário: às 11h e às 16h 

Mais informações em: https://museudaimigracao.org.br/

Museu Catavento 

Espetáculos de Mágica

Apresentações de ilusionismo que, além de entretenimento, abordarão aspectos da ciência, tais como física, ilusão de ótica e outros. Com a participação do público!

Formato: Presencial
Local: Avenida Mercúrio, Parque Dom Pedro II, s/n, São Paulo – SP

Datas: até 30/07 

Horário: das 11h às 14h

Mais informações em: https://museucatavento.org.br/

Museu Catavento 

Exposição Oceano Sem Fronteiras

Uma experiência imersiva e lúdica que mostra a grandiosidade dos mares e suas profundezas, propondo reflexões sobre como podemos garantir uma relação sustentável e saudável com esse ecossistema único.

Formato: Presencial
Local: Avenida Mercúrio, Parque Dom Pedro II, s/n, São Paulo – SP

Datas: até 30/07 

Horário: das 10h às 16h

Mais informações em: https://museucatavento.org.br/  

Museu das Culturas Indígenas

Atividades com Mestres dos Saberes

Jogos e brincadeiras tradicionais guarani, cantos e danças. Ao longo do mês de julho de 2023, o Museu das Culturas Indígenas fará uma série de atividades voltadas a famílias e públicos de todas as idades. 

Formato: Presencial
Local: R. Dona Germaine Burchard, 451 – Água Branca, São Paulo – SP

Datas: 15, 16, 22, 23, 29 e 30/07

Horário: 10h às 12h e das 14h às 16h

Mais informações em: https://museudasculturasindigenas.org.br/  

Museu de Arte Sacra 

Exposição “Sagrada Inclusão: Um olhar sobre o autismo”

Apresentação do resultado da parceria consolidada no primeiro semestre de 2023, entre o Núcleo Educativo do MAS-SP com a Associação dos Amigos da Criança Autista (AUMA), entidade assistencial sem fins lucrativos, que oferece programas educacionais de adaptação, integração social e inclusão a pessoas autistas, seus familiares e profissionais que atuam na área.

Formato: Presencial
Local: Av. Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo – SP

Datas: até 03/08

Horário: 11h

Mais informações em: http://museuartesacra.org.br/ 

Museu da Língua Portuguesa

Estação Férias – “Brincadeiras ao pé do ouvido”

Projeto educativo que se relaciona com a próxima exposição temporária do Museu da Língua Portuguesa: “Essa nossa canção”. Segue a estrutura de ocupação de uma roda central e 03 mesas com cadeiras ao redor explorando diferentes experiências sonoras e musicais. Aos sábados também serão realizadas apresentações artísticas para toda a família.

Formato: Presencial
Local: Praça da Luz, s/nº – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP 

Data: até 29/07, de quinta a sábado

Horário: das 10h às 17h

Mais informações em: https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/ 

Museu do Futebol 

Praia de Paulista

Evento esportivo, gratuito, das modalidades esportivas Futevôlei e Beach Tennis. Haverá 4 quadras para utilização do público em geral, com monitores para oferecimento de clínicas e atividades lúdicas, e 1 quadra principal com arquibancadas onde acontecerão festivais e campeonatos desses esportes. Serão 26 dias de atividades, de 1 a 30 de junho, excetuando-se as segundas-feiras.

Formato: Presencial
Local: Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu, São Paulo – SP 

Data: até 30/07

Horário: das 9h às 17h

Mais informações em: https://museudofutebol.org.br/ 

Museu do Futebol

Férias no Museu 

Uma das programações mais aguardadas por crianças e seus cuidadores ocupa a fachada do Pacaembu durante o mês das férias escolares, com atividades culturais, educativas e brincadeiras ao ar livre.

Formato: Presencial
Local: Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu, São Paulo – SP 

Data: até 31/07, terça a domingo

Horário: das 9h às 17h

Mais informações em: https://museudofutebol.org.br/

Museu do Futebol 

Espaço Dente de Leite

O Espaço Dente de Leite promove atividades lúdicas e estimula o brincar entre bebês e crianças de até 3 anos, suas famílias e seus cuidadores. É montado sempre no terceiro fim de semana de cada mês.

Formato: Presencial
Local: Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu, São Paulo – SP 

Data: 15/07 e 16/07

Horário: 10h30 às 16h

Mais informações em: https://museudofutebol.org.br/

Museu da Imagem e do Som

Maratona Infantil 

O MIS apresenta a Maratona Infantil, na qual toda a família poderá aproveitar atividades gratuitas por todo o museu com contação de histórias, oficinas, música e diversão.

Formato: Presencial
Local: Avenida Europa, 158, São Paulo-SP

Data: 30/07

Horário: das 10h às 17h

Mais informações em: https://www.mis-sp.org.br/ 

Museu da Imagem e do Som

Férias com fotograma
A partir da visita à exposição “Linha do tempo da fotografia”, mostra que exibe mais de 30 câmeras fotográficas originais da coleção do Museu da Imagem e do Som, o Educativo MIS convida o público participante a produzir o seu próprio fotograma, antiga técnica que possibilita o registro de imagens através de materiais sensíveis à luz.
Formato: Presencial
Local: Avenida Europa, 158, São Paulo-SP

Datas: 18/07 e 25/07, terças

Horário: das 14h às 15h

Mais informações em: https://www.mis-sp.org.br/ 

Casa das Rosas

Fotografia: do análogo ao digital

Após uma breve contextualização sobre a história da fotografia, os participantes irão explorar o jardim em um passeio fotográfico inspirado pelos elementos percebidos nesse espaço e deverão levar o celular com a bateria carregada.

Formato: Presencial
Local: Av. Paulista, 37 – Bela Vista, São Paulo – SP

Data: 19/07

Horário: das 14h às 16h

Mais informações em: https://www.casadasrosas.org.br/ 

Museu das Favelas

De Quebradinha 

Programação recebe jogos de diferentes lugares do mundo para o público brincar e interagir. 

Formato: Presencial
Local: Av. Rio Branco, 1269 – Campos Elíseos, São Paulo – SP 

Data: 16, 23 e 30/07

Horário: das 14h às 17h

Mais informações em: https://pinacoteca.org.br/edificio-pina-contemporanea/

Fábrica de Cultura Sapopemba
Desenho e criação de impressora 3D
Nesta oficina, o público poderá transformar a sua imaginação em realidade com o poder do desenho e criação de objetos utilizando uma impressora 3D.
Formato: Presencial
Local: R. Augustin Luberti, 300 – Fazenda da Juta, São Paulo – SP
Data: 15/07
Horário: às 10h e 15h
Mais informações em: https://www.fabricadecultura.org.br/sapopemba 

Fábrica de Cultura Sapopemba
Jogo montanha russa nos óculos VR
Nesta oficina, ocorrerá uma aventura emocionante que combina a adrenalina das montanhas-russas com a imersão dos óculos de realidade virtual.
Formato: Presencial
Local: R. Augustin Luberti, 300 – Fazenda da Juta, São Paulo – SP
Data: 14 e 20/07
Horário: às 10h e 15h
Mais informações em: https://www.fabricadecultura.org.br/sapopemba

Fábrica de Cultura Jaçanã
Oficina de pula corda e outras brincadeiras
Esta oficina abordará atividades corporais que trabalham a coordenação motora e espacial, a cooperação e interação de forma lúdica por meio de brincadeiras tradicionais como pular corda, barra manteiga, entre outras.
Formato: Presencial
Local: R. Raimundo Eduardo da Silva, 138 – Jaçanã, São Paulo – SP
Data: 26/07
Horário: 14h às 16h
Mais informações em: https://www.fabricadecultura.org.br/sapopemba

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano
Andando na linha com slackline – 9ª maratona cultural
O slackline, fita estreita e flexível de nylon, será colocado à disposição para que os participantes possam se equilibrar e fazer diversas manobras. Será uma divertida aventura e que exigirá muita concentração ao tentar atravessar de uma extremidade a outra. Obs: A fita de equilíbrio será disponibilizada gratuitamente!
Formato: Presencial
Local: R. Joaquim Pimentel, 200 – Brasilândia, São Paulo – SP.
Data: até 26/07
Horário: diversos horários
Mais informações em: https://oficinasculturais.org.br/unidade/juanserrano/ 

INTERIOR

Museu Casa de Portinari

Brinquedos e Brincadeiras

Disponibilização de jogos e brincadeiras tradicionais que remetem aos tempos de infância de Candido Portinari, como peteca, pião, bolinhas de gude, bugalha, bilboquê, quebra-cabeças, peteca, jogo da memória, brinquedos pedagógicos, além de livros infantis sobre a vida e obra do artista e jogos de tabuleiro.

Formato: Presencial
Local: Praça Candido Portinari, 298 – Centro, Brodowski – SP

Data: de terça a domingo 

Horário: 10h às 12h e 14h às 16h 

Mais informações em: https://www.museucasadeportinari.org.br/  

Museu Casa de Portinari

Oficinas Educativas

As oficinas realizadas pelos educadores são pensadas para oferecer atividades educativas, instrutivas e acessíveis, pautadas também na sustentabilidade (reutilização de materiais). 

Formato: Presencial
Local: Praça Candido Portinari, 298 – Centro, Brodowski – SP

Datas: 19/07 e 26/07 

Horário: das 10h às 11h 

Mais informações em: https://www.museucasadeportinari.org.br/ 

Museu Felícia Leirner

Twister Musical

Os visitantes  irão conhecer as notas musicais e seus símbolos por meio de uma brincadeira inspirada no tradicional Twister, jogo no qual os participantes devem se mover simultaneamente para ocupar os espaços do tabuleiro. 

Formato: Presencial
Local: Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto Boa Vista, Campos do Jordão – SP 

Datas: 20 e 27/07

Horário: às 11h e às 15h 

Mais informações em:  https://www.museufelicialeirner.org.br/ 

LITORAL

Museu do Café

Espaço Café com Leite

O espaço infantil de férias conta com atividades para crianças de todas as idades, com jogos educativos, brinquedos, espaço para leitura, oficina de minibarista, entre outros.

Formato: Presencial
Local: R. Quinze de Novembro, 95 – Centro, Santos – SP 

Datas: até 30/07 

Horário: quarta a domingo, das 11h às 17h 

Mais informações em: https://www.museudocafe.org.br/ 

Mu