secretaria da cultura do estado de são paulo

Fábrica De Cultura

Aniversário da Fábrica de Cultura da Brasilândia terá programação especial

Há quatro anos a Fábrica de Cultura Brasilândia, a mais nova das unidades da zona norte, iniciava seus trabalhos na região. Para celebrar a data, a instituição realiza no dia 23/6, sábado, a partir das 9h, diversas atividades especialmente pensadas para o público.

A programação reúne shows com a banda Calango Brabo e Sinfônica infanto-juvenil do Guri, oficina de zumba, espetáculos de dança cigana e afro-brasileiras,  apresentação do espetáculo circense “Cabaré Palha Assada”, sessões de cinema da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental e apresentação com o Mágico Rodrigo.

No “Cabaré palha assada”, os Filhos da Trupe contam histórias com muita música e se envolvem em diversas trapalhadas em um espetáculo para toda a família. A apresentação, que acontece às 11h30, une acrobacias, mágicos e muita palhaçada.

Em Dança: forma, técnica e diásporas africanas, o grupo Identidade e Movimento conta a história da escravização na época da colonização europeia. O espetáculo, apresentado às 13h30, mescla técnicas de dança contemporânea, africana, capoeira e hip-hop.

Misturando ritmos regionais nordestino com rock, a banda Calango Brabo apresenta às 14h30 o rock do sertão, que traz no repertório a predominância do baião, maracatu, maculelê, coco e forró, sobrepostos pelas guitarras e bateria presentes no rock, pop e reggae.

 

Onde

Fábrica de Cultura Brasilândia tem programação intensa de dança em maio

A Fábrica de Cultura Brasilândia está com uma programação intensa para quem gosta de dança. As atividades de maio envolvem espetáculos, festivais e oficinas na instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. A programação é gratuita e não requer ingressos antecipados.

Desenvolvida no Brasil em 1984, a Dança Circular é um resgate de práticas ancestrais que retorna na atualidade para oferecer práticas coletivas de movimentos que auxiliam na liberação da mente e das tensões do cotidiano. Na Oficina de Dança Circular, que acontece quinta-feira, 10, às 10h00 e às 15h00, o público entra em contato com a prática embalados por uma trilha sonora composta por ritmos tradicionais e folclóricos de diversas regiões do Brasil. É recomendado vir com roupas confortáveis para o encontro.

No festival Percubeat, que acontece sábado, 19, das 13h00 às 17h00, o público é convidado para participar deste encontro de liberdade de criação e expressão em Jam – dança improvisada – a partir dos workshops e batalhas. O objetivo é que cada participante desenvolva seu potencial para aprender, escolhendo a melhor forma individual para começar a dançar.

Dentre as atividades, destaque para São Paulo Companhia de Dança, que apresenta quatro coreografias na quarta-feira, 30, às 15h00. Petrichor conta a história de Thiago Bordin, primeiro bailarino brasileiro do Ballet de Hamburgo, com a trilha sonora inspirada nas músicas do islandês Jóhann Jóhannsson e do belga Wim Mertens.

A peça Instante reflete sobre a importância do tempo presente e dos pequenos momentos no qual fazemos escolhas que podem mudar nosso futuro. Pivô, reúne referências de basquete, hip-hop e dança contemporânea para mostrar como a arte pode conectar públicos diversos. E, por fim, O Grand Pas de Deux de Dom Quixote, é inspirada em um capítulo do clássico de Miguel de Cervantes que narra as aventuras do barbeiro Basílio e seu amor por Kitri, filha do taberneiro. Todos os espetáculos têm direção artística de Inês Bógea.

“A SPCD é uma companhia de repertório, que se apresenta nos mais diversos palcos, preocupada com a memória da dança e com a determinação em conquistar novas plateias. Buscamos descentralizar a circulação dos bens culturais, realizando apresentações e demais atividades em variados espaços e cidades. Assim, nos seus 10 anos a SPCD passou por mais de 65 cidades do Estado de São Paulo, 14 estados do Brasil, em 17 diferentes cidades, 16 países em 50 diferentes cidades, apresentando obras clássicas e contemporâneas, ampliando o acesso da arte da dança aos mais diversos públicos e promovendo a imagem do Estado de São Paulo, como produtor de excelência, eficiência e qualidade”, comenta Inês.

São Paulo Companhia de Dança - Foto: Secretaria da Cultura do Estado

Fábricas de Cultura e Museu Catavento recebem “O Show da Química”

Fábricas de Cultura e Museu Catavento – instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciadas pela Catavento Cultural e Educacional – recebem a peça “O Show da Química”, voltada para público de 8 a 12 anos. A entrada é gratuita.

O Projeto “Show da Química” é idealizado e realizado pelo Diverte Teatro Viajante, que leva teatro para crianças e adolescentes de todo o Brasil. Eles contam com o apoio do Ministério da Cultura e da Dow, empresa que tem foco no desenvolvimento de soluções inovadoras para problemas complexos da sociedade.

De forma interativa, a peça proporciona experiências químicas, prendendo a atenção das crianças do começo ao fim. Por meio do conteúdo, o público descobre o mundo mágico das cores, sons e explosões. Assuntos mais densos, como diferentes estados da matéria, polímeros, catalisadores, são abordados durante a apresentação. O objetivo é fazer com que as crianças entendam que a química está presente em todos os momentos da nossa vida.

O diretor do projeto Diverte Teatro Viajante, Júlio Martinez, conta que a peça vem despertando o interesse pela química em crianças de todo o Brasil. “Criança gosta de sentir, tocar, estar realmente envolvida no assunto. Por isso, optamos por criar uma narrativa que seja muito participativa. Nunca se sabe quantos futuros cientistas podem estar na nossa plateia”, comenta Martinez.

A Dow apoia o projeto por ele estar alinhado com os objetivos de cidadania corporativa da empresa, que tem como foco de atuação despertar o interesse e melhorar a preparação alunos nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática. “Ao apoiar ações como essa, a Dow reafirma seu compromisso de contribuir diretamente para a melhoria da educação das ciências – não somente nas comunidades que a empresa atua diretamente, mas em todo o país”, explica Fábio Mendes, especialista em Cidadania Corporativa da Dow.

 

Confira a programação

Local: Fábrica de Cultura Parque Belém

Endereço: Avenida Celso Garcia, 2231- Belenzinho, São Paulo- SP

Horário: 14h30

Local: Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

Endereço: Rua Henriqueta Noguez Brieba,281- Conjunto Habitacional Fazenda do Carmo, São Paulo-SP

Horário: 10h e 14h30

Local: Museu Catavento

Endereço: Parque Dom Pedro II, Avenida Mercúrio, s/n- Brás, São Paulo-SP

Horário: 15 horas

Local: Fábrica de Cultura Sapopemba

Endereço: Rua Augustin Lubert, 300 – Fazenda da Juta, São Paulo-SP

Horário: 10h e 14h30

Local: Fábrica de Cultura Itaim Paulista

Endereço: Rua Estudantes da China, 500 – Itaim Paulista, São Paulo-SP

Horário: 14h30

Alckmin entrega Fábrica de Cultura de Diadema

Governador Geraldo Alckmin, junto ao Secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna, estiveram em Diadema na manhã do dia 27/3 para realizar a entrega da obra da Fábrica de Cultura de Diadema, primeira unidade do programa fora da capital paulista. Com mais de 6 mil metros quadrados de área construída, a Fábrica de Cultura Diadema terá o mesmo formato das 10 unidades da capital, com cursos de diversas linguagens artísticas, oficinas, biblioteca, workshops, entre outras atividades. O equipamento cultural deverá operar plenamente a partir de agosto deste ano – tempo necessário para os trâmites do chamamento público que irá selecionar a Organização Social de Cultura responsável pela administração equipamento. O Governo do Estado de São Paulo investiu R$ 16,9 milhões na obra executada pela empresa ECG Engenharia Construções e Geotecnia Ltda.

“É a primeira Fábrica de Cultura fora de São Paulo. Um prédio com dois pavimentos, biblioteca, teatro, sala de música, circo, arte, produção e dança, além de refeitório, camarins e vestiários. Assinamos com o secretário José Luiz Penna e com o Romildo Campello, secretário-adjunto, que já vão providenciar o chamamento para escolhermos a Organização Social que vai equipar, gerir e colocar a unidade em funcionamento."
MESSAGE-ICON
Geraldo Alckmin
Governador do Estado de São Paulo
Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Para o secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna, a Fábrica de Cultura Diadema vai trazer alegria e ocupação para a população e os produtores culturais do município. 

No mês de julho, a população terá uma “degustação”, uma prévia das atividades oferecidas pela Fábrica de Cultura: crianças e jovens poderão participar de oficinas de dança, teatro, circo, literatura, multimeios, entre outras linguagens e, a partir dessas experiências, escolher os cursos no quais queiram se matricular.

“A Fábrica de Cultura chega num momento muito importante para a vida cultural local e, certamente isso vai se expandir por toda a região."
MESSAGE-ICON
José Luiz Penna
Secretário da Cultura do Estado de São Paulo

Como funcionará a Fábrica de Cultura Diadema?

As atividades das Fábricas de Cultura serão divididas da seguinte forma:

Cursos de curta e longa duração nas modalidades de teatro, dança, música, circo, artes visuais, literatura e multimeios. Todos os materiais necessários para os cursos são fornecidos gratuitamente pelas Fábricas. Durante as férias de janeiro e julho, é oferecida uma programação especial de cursos e oficinas

As bibliotecas das Fábricas de Cultura oferecem acesso gratuito a livros, periódicos, filmes, jogos, computadores com acesso à internet e equipamentos de acessibilidade visual e motora. Também são oferecidas atividades de incentivo à leitura como contações de histórias, encontros com escritores, oficinas e exibição de filmes. Não é preciso ser aluno das Fábricas para frequentar as bibliotecas

Conheça o Curso de DJ das Fábricas de Cultura!

A Fábrica de Cultura de Sapopemba disponibiliza gratuitamente uma oficina que promete sacudir a galera: O Curso de DJ com o educador Jefferson Mendes, mais conhecido como DJ Smockey, é para jovens, crianças e adultos – incluindo pais e avós!

“O curso tem 4 meses de duração, e neste período os alunos vão do primeiro contato com o equipamento à discotecagem”, explica Smockey, que fez parte de um dos grupos de hip hop do país, o Doctor MC’s. “Trabalho na Fábrica de Cultura há 4 anos e muitas turmas já se formaram neste lugar”. Com ênfase na história dos DJ’s no Brasil e no mundo, o curso também fala sobre ritmos, percepção musical, mixagem, especificações dos equipamentos, além de estudos sobre os diferentes estilos musicais, como eletrônica, rap, MPB, rock, R&B, samba rock, soul, entre outros gêneros.

"Fico contente pois desde que eu me tornei educador eu sempre tento passar para os meus alunos tudo o que deu certo para mim."
MESSAGE-ICON
Jefferson Mendes | DJ Smockey
DJ Profissional e Educador das Fábricas de Cultura

Um DJ é um profissional que vai além de levar agitação e euforia, mas também cria diferentes composições, mixa músicas, seleciona e produz sua playlist de forma que consiga contagiar o público ouvinte, seja em pistas de dança, bailes, clubes, boates e/ou  danceterias. “Eu sou DJ desde o final da década de 70, comecei a tocar quando era bem jovem. Sempre conto minha trajetória para os alunos como forma de ensiná-los e incentivá-los a seguir seus sonhos. Hoje o DJ é muito valorizado, tanto publicamente como legalmente, e isso é muito importante para eles”, afirmou Jefferson.

 “A Fábrica de Cultura tem uma grande importância, pois está oferecendo um curso muito bom, gratuito, difícil de achar”, afirma o aluno Guilherme Faria, de 16 anos. Guilherme Reis, de 17 anos, complementa: “A história do professor é demais! Eu sempre quis trabalhar como DJ, isso ia ser muito difícil se a Fábrica de Cultura não estivesse disponibilizando esse curso”.

A presença feminina faz grande diferença nas aulas. “É bem difícil encontrar uma mulher DJ. Os meninos ficam chocados com a nossa presença. Passei a ter vontade de aprender essa profissão através dos vídeos de DJ’s famosas”, afirma Beatriz dos Santos, de 17 anos, que está em seu segundo semestre de curso.

Em visita ao curso para uma oficina especial, o DJ Ronaldinho da Rádio Energia 97FM elogiou a estrutura e a iniciativa: “Achei o projeto sensacional e vou indicar pra um monte de gente. É uma iniciativa de vida, onde você dá uma direção para as pessoas. Isso é importante para estimular o gosto das pessoas e sugerir como uma profissão a seguir”.

"Isso é uma homenagem a nós, DJ’s!"
MESSAGE-ICON
Isso é uma homenagem a nós, DJ’s
Rádio Energia 97FM

Conheça a Fábrica de Cultura de Sapopemba!

 

A unidade funciona de terça a domingo, e fica na Rua Augustin Luberti, 300 (esquina com a rua André Thevet).

Fábricas de Cultura batem recorde de público em 2017

Mais de 800 mil pessoas aproveitaram a programação de teatro, música e dança das dez unidades do programa (mais…)

Rapper Projota e Fábricas de Cultura promovem “Rap no Lauzane”

A entrada é gratuita e o público é convidado a doar um brinquedo que será revertido para instituições sociais que atuam no Lauzane Paulista

(mais…)

Na Brasilândia, peça discute racismo, violência e trabalho na metrópole

Em curtíssima temporada, a Fábrica de Cultura da Brasilândia apresenta a peça “Cidade de pedras, corpo em ruínas”, dentro da programação do Projeto Espetáculo. A peça estreou no último dia 23 e terá apresentações até domingo (mais…)

Fábrica de Cultura Sapopemba realiza ação social para jovens da região em parceria com CIEE

Iniciativa irá oferecer também palestras e dicas sobre como se sair bem em entrevistas de emprego  (mais…)