@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

“Plural 24h”: exposição do Museu da Diversidade Sexual aborda aspectos cotidianos da vida das pessoas LGBTI+

Publicado em 9 de janeiro de 2019

Coletiva exibe trabalhos de 12 artistas, entre fotografias e desenhos

O Museu da Diversidade Sexual, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, administrado pela organização social de cultura APAA, inaugura no dia 24 de janeiro uma nova exposição. Intitulada “Plural 24h”, a mostra coletiva traz obras de 12 artistas produzidas nas técnicas fotografia e desenho, abordando situações rotineiras vividas por pessoas da comunidade LGBTI+. A entrada é gratuita.

Os trabalhos exibidos em “Plural 24h” retratam as mais diversas ações e situações presentes nesse universo: a vida de trabalho – do formal às apresentações em casas noturnas –, a construção do próprio corpo e a relação com o corpo do outro, o preconceito e a reação em forma de empoderamento, entre outros.

Carolina Carettin nos mostra o ambiente de trabalho de um homem trans: uma sala de aula. Iano Coimbra, em contraste, apresenta cenas de bastidores e apresentações de performers da noite LGBTI+ de Santa Clara, no centro da ilha de Cuba.

Fe Maidel, por meio de desenhos, relata o processo cronológico de construção de seu próprio corpo, ao passo que Melina Rezende nos convida à intimidade de um quarto de motel e Barbara Cunha explora a estética do fetiche.

Rosa Luz, com fotografias em preto e branco, trata da posição de marginalidade à qual as pessoas trans ainda são tratadas em nossa sociedade, enquanto Cleiton de Paula, também com fotos em P/B, exibe registros da Revolta da Lâmpada, movimento que surge com a ideia do “fervo como protesto”, uma reação à agressão, praticada com uma lâmpada, sofrida por um jovem na Avenida Paulista em 2010.

“A exposição faz um registro de como a população LGBTI+ vive ou sobrevive suportando o peso do preconceito ao longo do dia, que é um substantivo singular, formado pelas horas, plural, que constroem o tempo, também singular”, observa Franco Reinaudo, diretor do Museu da Diversidade Sexual e curador da exposição. “Que o tempo consiga mudar essa lógica de exclusão e que possamos um dia respeitar as diferenças de cada um, de cada uma”, finaliza.

MUSEU DA DIVERSIDADE SEXUAL

“Plural 24h”

Abertura: 24 de janeiro, quinta-feira, às 17h

Em cartaz até 11 de maio

Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h

Estação República do metrô, piso mezanino

Rua do Arouche, 24, República – São Paulo

Entrada gratuita

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – Assessoria de imprensa

Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

Elisabete Alina Skwara | (11) 3339-8164 | easkwara@sp.gov.br

Monique Rodrigues | (11) 3339-8308 | morsantos@sp.gov.br

Compartilhe!