secretaria da cultura do estado de são paulo

Orquestra Jovem do Estado encerra temporada e anuncia vencedores do Prêmio Ernani de Almeida Machado

Publicado em 13 de dezembro de 2017

Sob regência de Cláudio Cruz, grupo toca peças de Mozart, Stravinsky e Nielsen e fica na expectativa para conhecer os vencedores da 6° edição do prêmio

Reconhecida pela excelência no trabalho de formação de novos músicos, a Orquestra Jovem do Estado, mantida pela Secretaria da Cultura do Estado, encerra sua temporada 2017 com duas apresentações, no interior e na capital, e como ocorre desde 2012, o concerto na Sala São Paulo, no dia 17 de dezembro, para celebrar os vencedores do Prêmio Ernani de Almeida Machado. A iniciativa é voltada exclusivamente aos bolsistas da orquestra e até aqui já contemplou 25 jovens com prêmios de até R$ 100 mil. Atualmente, muitos deles estão estudando nas principais universidades de música da Europa.

O prêmio serve como um importante estímulo para estes jovens almejarem novos horizontes e abre portas para o aperfeiçoamento dos estudos no exterior. O histórico das edições anteriores não só comprova isso, mas também serve de estímulo aos atuais integrantes da orquestra que aspiram seguir o mesmo caminho: ingressar nos principais conservatórios. Para isso, os recursos destinados pelo prêmio via patrocínio do escritório de advocacia Machado Meyer são preponderantes para o início desta etapa.

Antes disso, os 90 bolsistas com idades entre 13 e 25 anos precisam se dedicar ao máximo, a começar pelas aulas, ensaios e concertos com a Orquestra Jovem do Estado. O grupo é ligado à EMESP Tom Jobim – Escola de Música do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura do Estado, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura.

Sob a batuta de seu diretor musical e maestro titular Cláudio Cruz, a Orquestra se apresenta no dia 16 de dezembro (sábado), em Tatuí, e no domingo (17), na capital paulista, ambos às 16h00. O concerto no interior tem entrada gratuita e na Sala São Paulo, onde será feito o anúncio dos vencedores, os ingressos custam até R$ 40 (inteira).

No repertório, Concerto para Clarinete, de Carl Nielsen, com solos de Bruno da Silva Ghirardi, integrante da Orquestra e vencedor do último Concurso Jovem Solista. Na sequência, o grupo interpreta a abertura da ópera Don Giovanni, de Mozart e o balé Petrushka, de Igor Stravinsky.

Para o diretor artístico-pedagógico da Santa Marcelina Cultura, Paulo Zuben, a consolidação do prêmio, já em sua sexta edição, reforça o quanto é importante e gratificante investir na formação de futuros talentos. “A cada edição, os bolsistas têm uma nova oportunidade para concorrer e saber que é possível ultrapassar as barreiras geográficas do Brasil, aprender com as grandes escolas de música e ter contato com novas culturas. E isso só é possível com o apoio de um importante parceiro que acredita em nosso trabalho, como é o caso do escritório Machado Meyer”, destaca.

De acordo com Celso Costa, sócio administrador do Machado Meyer, a premiação é uma forma de estimular os jovens a se tornarem músicos de excelência. “É uma honra contribuir na formação destes profissionais. Ao longo desses seis anos de parceria, pudemos acompanhar o desenvolvimento de muitos deles, dando uma parcela de contribuição para o surgimento de novos talentos para a música clássica brasileira”. O nome do prêmio é uma homenagem a um dos sócios fundadores do Machado Meyer, Ernani de Almeida Machado, falecido em 2009 e grande apreciador da música clássica.

A temporada 2017 da Santa Marcelina Cultura contou com o patrocínio de parceiros que acreditam no poder transformador da música para a formação dos jovens brasileiros, como o Bank Of America Merrill Lynch, Grupo Verzani & Sandrini, Sabesp, Chiesi Farmacêutica, escritório de advocacia Machado Meyer e Bank New York Mellon, todos por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

Prêmio Ernani de Almeida Machado

5 edições realizadas

R$ 668 mil de recursos destinados

25 bolsistas contemplados

10 (ou 40%) dos jovens aprovados nas principais universidades de música da Europa

Esses são alguns números, até aqui. Desde 2012, ano em que foi criado o prêmio, já são vários os exemplos de bolsistas aceitos nos melhores centros de formação musical do mundo. Isso, graças ao prêmio destinado a cada um para custear os estudos em países com muita tradição da música clássica.

São violoncelistas, clarinetistas e violinista cursando o bacharelado ou especialização em conservatórios nas cidades de Amsterdã (Holanda), Lisboa (Portugal), Lugano (Suíça), Paris (França) e de Salzburgo (Áustria). O vencedor da primeira edição, por exemplo, foi o primeiro percussionista brasileiro aceito para o mestrado no Conservatório de Paris e já concluiu sua especialização.

Assim como já ocorreu em 2016, o grande vencedor leva uma bolsa de R$ 100 mil e outros quatro músicos recebem R$ 22 mil cada, que devem ser destinados para estudos ou aquisição de instrumentos.

Na primeira fase da seleção, os candidatos foram avaliados por meio de um vídeo enviado pela internet, na qual executavam uma peça de livre escolha e sem edição. Para a fase final foram aprovados 15 bolsistas entre os instrumentos de cordas – violinos, viola e contrabaixos, e sopros – clarinete, oboé, trompa e trompete. A lista completa dos finalistas está na página da EMESP Tom Jobim na internet: http://emesp.org.br.

A audição final foi realizada no início de novembro, na sede da escola e os bolsistas foram avaliados por uma banca examinadora composta por jornalistas, professores e músicos profissionais ligados às principais orquestras do país.

Além do prêmio, a parceria com o escritório Machado Meyer também possibilitou realizar a compra de instrumentos de percussão de primeira linha, como pratos, marimbas, pandeiros sinfônicos, tontons e tímpanos, que foram fundamentais para a melhoria da sonoridade da orquestra.

Serviço 

Concertos Tatuí

Data: 16 de dezembro, sábado

Horário: 16h00

Local: Teatro Procópio Ferreira (Tatuí)

Endereço: Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí – SP

Telefone: (15) 3205-8444

Entrada gratuita

Duração: 90 minutos (aproximadamente)

Capacidade: 429 lugares

Classificação indicativa: Livre

Acessibilidade: Sim

São Paulo – 6º Prêmio Ernani de Almeida Machado

Data: 17 de dezembro, domingo

Horário: 16h00

Local: Sala São Paulo

Endereço: Praça Júlio Prestes, 16

Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia) – www.ingressorapido.com.br

Duração: 120 minutos (aproximadamente)

Capacidade: 1.484 lugares

Classificação indicativa: Livre

Acessibilidade: Sim

Programa

MOZART Abertura de Don Giovanni

CARL NIELSEN Concerto para Clarinete

[intervalo]

IGOR STRAVINSKY Petrushka

Compartilhe!