@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Blade Runner – o caçador de andróides no #Cineciência de novembro

Publicado em 26 de outubro de 2017

Clássico de 1982 com o ator Harrison Ford será exibido no dia 5, domingo. Após a sessão, que tem entrada gratuita, acontece um bate-papo com o público sobre as questões científicas apresentadas no longa

Todo mês, o #Cineciência do MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, apresenta um filme acompanhado de bate-papo com especialistas na área, que abordam a interface entre o cinema e a ciência. Em novembro, o projeto do Museu aproveita o lançamento do filme Blade Runner 2049 (EUA, 2017, dir. Denis Villeneuve) e traz para a programação o longa original – Blade Runner – o caçador de andróides, em sua “versão final do diretor”. Uma oportunidade única para rever e debater este cult do cinema.

Blade Runner – o caçador de andróides (Blade Runner, EUA, 1982, dir. Ridley Scott) se passa em uma decadente e futurista cidade de Los Angeles em novembro de 2019, decaída com a poluição, o consumismo exacerbado e a consequente busca de novas formas de colonização, para a qual as pessoas são convidadas a aventurarem-se em outros planetas, em face do colapso da civilização humana, material e moralmente. Nesse contexto, seres similares ao homem, elaborados através de engenheiros genéticos, chamados replicantes, são criados e usados nas mais nocivas atividades na Terra e, principalmente, fora dela. Após um motim, os replicantes são banidos na Terra e passam a ser usados para trabalhos perigosos, servis e de prazer nas colônias extraterrenas. Replicantes que desafiam esse banimento e retornam para a Terra são caçados e “aposentados” pelos operativos especiais da polícia conhecidos como “Caçadores de Androides”. O enredo se foca em um brutal e astuto grupo de replicantes que recentemente escapou e está se escondendo em Los Angeles, e no aposentado Caçador de Androides Rick Deckard (Harrison Ford), que relutantemente concorda em realizar mais um trabalho para caçá-los.

Com entrada gratuita, o #Cineciência acontece no dia 5 de novembro, domingo, no Auditório LABMIS (66 lugares). Após a sessão, às 16h00, acontece uma bate-papo com o coordenador da #REDEMIS, José Luiz Goldfarb.

DEBATEDOR: José Luiz Goldfarb possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Filosofia e História da Ciência – McGillUniversity, Canadá (1980) e doutorado em História da Ciência pela Universidade de São Paulo (1992). Atualmente é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Diretor da EDUC e presidente da Cátedra de Cultura Judaica da PUC/SP. É também Assessor Geral da Presidência da Associação Brasileira ‘A Hebraica’ de São Paulo e diretor do KKL Brasil. É membro do conselho deliberativo da Associação Amigos do Museu Judaico de São Paulo, coordenador do projeto #Rede MIS, no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. É também Membro Honorário da Academia Paulista de Educação. Tem experiência na área de História, com ênfase em História das Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: história da ciência e ciência no século XVII, influências herméticas em Isaac Newton, ciência e religião, história da ciência no Brasil; bibliotecas públicas, políticas públicas de promoção do livro e da leitura, judaísmo, cinema, e elaboração, produção, viabilização e implantação de projetos e eventos culturais e gestão de presença em redes sociais. 

Serviço 

#CINECIÊNCIA | Novembro

DATA 5.11

HORÁRIO 16h00

LOCAL Auditório LABMIS (66 lugares)

INGRESSO gratuito (retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Recepção MIS – sujeito à lotação da sala)

 

Compartilhe!