HomeCultura + DESTAQUES GERAIS (MAIORES) Cultura + Notícias Assessoria ReleasesTV Cultura entrevista novo secretário Sérgio Sá Leitão nesta quinta-feira, 03/01

TV Cultura entrevista novo secretário Sérgio Sá Leitão nesta quinta-feira, 03/01

“Teremos ações ambiciosas para a economia criativa em São Paulo”, promete o secretário Sérgio Sá Leitão; entrevista para a TV Cultura vai ao ar nesta quinta-feira, dia 03/01

Foto: Joca Duarte

Economia criativa e empreendedorismo foram temas tratados hoje, em entrevista, pelo secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo Sérgio Sá Leitão. O secretário falou sobre o potencial paulista para a geração de renda e trabalho por meio da cultura e os primeiros passos à frente da Secretaria.

“São Paulo representa, em termos de PIB, 47% da economia criativa brasileira. É um setor que vai crescer exponencialmente nos próximos anos e o Estado tem tudo para se posicionar na liderança desse processo”.
Sérgio Sá Leitão
Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo

A entrevista vai ao ar hoje, dia 3, no Jornal da Cultura, a partir das 21h15. O secretário destacou também a importância do interior, do litoral e da região metropolitana, acrescentando que metade do PIB da economia criativa está nessas regiões e que sua atuação atingirá todo o Estado com programas e ações.

Sérgio adiantou alguns de seus primeiros projetos: “Estamos desenhando um programa de ações bastante ambiciosas, que incluem o programa de formação e capacitação de técnicos e profissionais, com meta de formar 30 mil pessoas por ano; programas de apoio aos empreendedores, como as aceleradoras, startups, ambientes de coworking; cursos de formação para gestores e empreendedores; e estudos de impacto econômico para mensurar o peso das atividades culturais no nosso mercado e o quanto contribuem para a geração de emprego e renda”.

“Teremos também uma parceria com a Secretaria de Transportes para um programa que será lançado em breve e que prevê apresentações artísticas nas estações de trens e metrô, de maneira que nos permita criar uma imensa vitrine para os jovens artistas e criadores, para que possam mostrar para o público aquilo que fazem”, adiantou Sérgio. “É uma iniciativa importantíssima para a população, pela ampliação do acesso a bens e serviços culturais, e para os artistas, para que aumentem suas possibilidades de sustentabilidade, de renda e alcance de público. Estes são apenas alguns exemplos, temos muito espaço para crescer e as perspectivas são muito animadoras.”

 

UPDATE 04/01/19: assista a entrevista abaixo.

Compartilhe!