secretaria da cultura do estado de são paulo

parque villa lobos

Biblioteca Parque Villa-Lobos realiza contações de histórias e Virada Sustentável em agosto

A Biblioteca Parque Villa-Lobos, da Secretaria da Cultura do Estado, promove, em agosto, o evento Virada Sustentável, contações de história, apresentações artísticas e outras atividades. A BVL é gerida pela Organização Social SP Leituras e finalista de premiação internacional.

Virada Sustentável traz oficinas e atividades temáticas sobre sustentabilidade nos dias 25 e 26 de agosto e, para participar, as vagas serão preenchidas por ordem de chegada.

Quem prefere contação de histórias tem a Hora do Conto todas as sextas-feiras, às 15h, com a equipe da BVL, e domingos, às 16h, com grupos convidados. Dia 5, com Agrupamento Teatral; dia 12, com a Cia. Fantoccini (e interpretação em Libras); dia 19, com o grupo Conte com Elas; e, no dia 26, com a Cia. do Tok Tok.

Luau, atividade que reúne música, literatura e poesia, é realizado todas as quintas-feiras, das 16h às 17h no auditório. Já o Sarau na BVL está agendado para o sábado, dia 18 de agosto, das 14h às 17h, com o grupo Praçarau e organização de Rogério Gonzaga.

Compartilhando Saberes: Yoga, realizado no deck da biblioteca, volta à programação nos dias 23 e 30 de agosto (quintas-feiras), sempre das 16h30 às 17h50, com Fabiana Weykamp comandando essa atividade que mistura bem-estar e literatura. Não é necessário fazer inscrição, mas vale ressaltar que as vagas são preenchidas por ordem de chegada.

Clube de Leitura, que seleciona todos os meses um livro e escritor para serem temas de debate, aborda, em agosto, a obra “Como água para chocolate”, de Laura Esquivel. Comandado pela equipe BVL no auditório, o encontro será realizado no dia 31 de agosto, das 15h às 17h, e não há necessidade de fazer inscrição. É chegar e participar.

Importante destacar também que, em agosto, a BVL está abrindo inscrições para atividades a serem realizadas em setembro: o Curso de Produção Cinematográfica (com aulas nos dias 4, 11, 18 e 25 de setembro e inscrições a partir de 15 de agosto, pelo www.bvl.org.br/inscricao) e Tecnologia Dia a Dia (Smartphones e Redes Sociais +60 e Informática – Básico +60, com inscrições no balcão de atendimento).

Para finalizar, vale lembrar que estamos todos na torcida pela BVL no prêmio internacional concedido pela IFLA (Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias), a mais importante entidade internacional da área. O resultado sai no dia 28 de agosto. Confira a programação completa da BVL:

 

INFANTIL

HORA DO CONTO – Contação de histórias da literatura infantojuvenil, para aguçar o hábito da leitura e a imaginação das crianças. Não é necessário fazer inscrição.

Sextas-feiras, às 15 horas. Com equipe BVL.

Domingos, às 16 horas.

5 – Canto à paisagem da Bolívia, baseado na obra de Javier del Granado (em referência ao Dia da Independência da Bolívia). Com Agrupamento Teatral.

12 – A saga do balão, baseado em alguns poemas de Manuel Bandeira.  Interpretação em Libras. Com a Cia. Fantoccini.

19 – Como nasceram as estrelas, de Clarice Lispector. Com o grupo Conte com Elas.

26 – Procurando firme, de Ruth Rocha. Com a Cia. do Tok Tok.

 

PINTANDO O 7 – Atividades para pintar, desenhar, colar e criar, inspiradas em temas literários, ecológicos e culturais, desenvolvendo assim as capacidades artísticas e criativas das crianças. Quartas-feiras, das 10h30 às 11h30. Com equipe BVL. A partir de 7 anos. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

BRINCANDO E APRENDENDO – Programa que reúne intervenções, jogos teatrais, atividades rítmicas e brincadeiras educativas. Sextas-feiras, das 15h30 às 16h30. Com equipe BVL. A partir de 7 anos.  Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

LÊ NO NINHO – Atividade de estímulo e iniciação à leitura para crianças entre 6 meses e 4 anos, realizada com livros lúdicos, tablet, contação de histórias e músicas. Pais e responsáveis podem, ao fim emprestar os kits utilizados, com dois livrinhos e um fantoche, e reproduzir a experiência em casa. Sábados e domingos, das 10h30 às 11h15. Com equipe BVL. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

JOVEM

LUAU BVL – O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura, poesia, atualidade e abre espaço para apresentações artísticas. Quintas-feiras, das 16 às 17 horas. Com equipe BVL. A partir de 13 anos. Não é necessário fazer inscrição.

 

COMPARTILHANDO SABERES: Yoga – Projeto que une conhecimentos de yoga e textos da literatura para promover o autoconhecimento e o bem-estar. Recomenda-se que os praticantes ingiram apenas alimentos leves antes da aula e usem roupas confortáveis. Quintas-feiras, dias 23 e 30, das 16h30 às 17h50. Com Fabiana Weykamp. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

ADULTO

CLUBE DE LEITURA

Todos os meses, a BVL seleciona um livro e propõe a discussão de detalhes da história com os leitores da obra, incentivando assim o encontro de pessoas, o debate literário e o hábito da leitura. Sexta-feira, dia 31, das 15 às 17 horas. Livro: Como água para chocolate, de Laura Esquivel. Com equipe BVL. Não é necessário fazer inscrição.

 

SARAU NA BVL – Neste mês, a BVL recebe o Praçarau. Sábado, dia 18, das 14 às 17 horas. Organização: Rogério Gonzaga. Não é necessário fazer inscrição.

 

TODOS OS PÚBLICOS

JOGOS SENSORIAIS – Divertida experiência lúdica que estimula as habilidades sensoriais e a memória, com jogos e brincadeiras para pessoas com e sem deficiência. Terças-feiras, das 16h30 às 17h30. Com equipe BVL. A partir de 11 anos.

Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

LEITURA AO PÉ DO OUVIDO – Frequentadores da biblioteca são convidados a ouvir a leitura de trechos de livros, podendo conhecer assim novos autores, títulos e assuntos. Quartas-feiras, das 16h30 às 17 horas. Com equipe BVL. Não é necessário fazer inscrição.

 

JOGOS PARA TODOS!  Oficina de xadrez – Os participantes aprendem as regras, os movimentos das peças e algumas táticas do xadrez, além de disputar partidas. Pessoas com deficiência visual dispõem de tabuleiros adaptados. Sábados, dias 11 e 18, das 15 às 17 horas. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

JOGOS DE VIDEOGAME – A BVL oferece aos seus frequentadores mais uma opção de diversão, uma sala equipada com videogame, com os jogos mais legais do momento. De terça a domingo, das 9h30 às 18h30. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

VIRADA SUSTENTÁVEL – 25 e 26 de agosto. Atividades relacionadas com o tema Sustentabilidade. Vagas preenchidas por ordem de chegada.

 

PONTOS MIS – Sabia que aqui na BSP tem até sessão de cinema? Em parceria com o Museu da Imagem e do Som (MIS), o programa promove a exibição de filmes e a formação de plateias. Não é necessário fazer inscrição. Quartas-feiras, às 14 horas. Filme: Brichos 2 – A floresta é nossa (dir. Paulo Munhoz, Brasil, 2012, 1h23, português, animação, livre, elenco de vozes: André Abujamra, Antonio Abujamra, Chico Nogueira, Eneas Lour, Fabiula Nascimento, Helio Barbosa, Marcelo Tas, Michelle Pucci, Paulo Munhoz e Reginda Vogue). Sinopse: Os habitantes da Vila dos Brichos vão usar de muita coragem, inteligência e bom humor para defender o futuro da cidade, ameaçada de perder a floresta para investidores-terroristas internacionais.

 

DE OLHO NAS INSCRIÇÕES:

CURSO DE PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA – Venha aprender o processo de realização de um pequeno filme, partindo da ideia de sensibilização do olhar do entorno e usando o cinema como ferramenta na construção de subjetividades e de relação com o outro.  Terças-feiras dias 4, 11, 18 e 25 de setembro, das 14 às 17 horas.  Carga horária: 12h. Indicado para pessoas a partir de 16 anos. Com Larissa Figueiredo. Inscrições: a partir de 15 de agosto, pelo endereço www.bvl.org.br/inscricao

 

TECNOLOGIA DIA A DIA – CURSO DE INFORMÁTICA – BÁSICO (+60) Carga horária: 34 horas.  OFICINA DE SMARTPHONES E REDES SOCIAIS (+60) Carga horária: 16 horas. Quer aprender a mexer no computador, digitar, escrever um texto e usar e-mail? Ou então, a usar o telefone celular, o WhatsApp, mandar fotos e acessar o Facebook? A BVL é o lugar! Aqui o conteúdo é passado de um jeito fácil, sem complicações. Inscreva-se e veja como tecnologia não é um bicho de sete cabeças!  Indicado para pessoas acima de 60 anos. Inscrições: pelo telefone (3024-2500) ou diretamente no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta, das 10 às 18 horas).

Biblioteca Parque Villa-Lobos – Av. Queiroz Filho, 1205, Alto de Pinheiros, São Paulo (SP) Tel.: 11-3024-2500 – https://bvl.org.br/

Secretaria da Cultura do Estado – Assessoria de Imprensa

Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

Bete Alina | (11) 3339-8164 | betealina.culturasp@gmail.com

Biblioteca Parque Villa-Lobos é finalista de prêmio internacional

BVL é uma das cinco finalistas do Prêmio Biblioteca Pública do Ano 2018, promovido pela Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias

(mais…)

Biblioteca Parque Villa-Lobos é finalista em premiação internacional

A Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerido pela Organização Social SP Leituras, é uma das cinco finalistas do Prêmio Biblioteca Pública do Ano 2018 / Systematic Public Library of the Year Award, promovido pela IFLA (Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias), a mais importante entidade internacional da área.

Este ano, a instituição, que congrega as bibliotecas de todo o mundo, recebeu 35 inscrições de 19 países. A biblioteca vencedora será conhecida durante encontro internacional da entidade em Kuala Lumpur, em 28 de agosto. Junto com a BVL, aparecem como finalistas bibliotecas da Holanda, da Noruega, de Singapura e dos Estados Unidos.

Entre os critérios de premiação, constam a interação do equipamento com o entorno e a programação de serviços e atividades.

Segundo Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, a nomeação representa mais uma notável oportunidade para discutir o direito da população à leitura e a bibliotecas públicas de qualidade: “Esta indicação, no mesmo ano em que a Biblioteca de São Paulo figurou entre as quatro finalistas do Prêmio Internacional da Feira do Livro de Londres, é extremamente significativa. Novamente, fomos colocados na companhia de bibliotecas extraordinárias de todo o mundo e esperamos que esta visibilidade nos ajude a defender e melhorar a proposta contida nestes equipamentos.”

A BVL está instalada na porção oeste do Parque Villa-Lobos, área onde antes funcionava um depósito de lixo a céu aberto. Do esforço de revitalização e transformação do local nasceu a biblioteca, que hoje atende não só visitantes da região mas, em função do fácil acesso (inclusive por ciclovias e trem), também pessoas de outras áreas da cidade.

Hoje a BVL está configurada como um ambiente público, dinâmico, que traz em seu DNA a ideia de “biblioteca viva”, propondo-se ainda a ser um “terceiro lugar”, onde há liberdade e escolha para compartilhar saberes e lazer.

Ocupando área de 4 mil metros quadrados dentro do parque, a BVL possui arquitetura arrojada, moderna, favorável à integração com a área verde externa e está dividida em três pavimentos (térreo e dois pisos). Na área central, uma grande oca é o ponto de encontro dos frequentadores e palco de variadas ações culturais.

Também possui diversidade de atividades e serviços voltados para a aproximação das pessoas e das famílias com o mundo da cultura. Conta ainda com acervo atualizado permanentemente e ambiente inclusivo. Salas de criatividade, ludoteca, jogos eletrônicos, computadores e programação com mais de 800 eventos anuais compõem o espaço, escolhido pelos visitantes como extensão de seu momento de lazer.

A IFLA (Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias) é a instituição que congrega e representa os interesses de bibliotecas e serviços de informação e seus usuários. Parceira da Unesco e considerada a voz global das bibliotecas, a IFLA foi fundada em 1927, em Edimburgo, na Escócia, e atualmente soma mais de 1.400 membros de mais de 140 países no mundo todo.

 

Para saber mais sobre a IFLA: https://www.ifla.org/

Para saber mais sobre a premiação e o evento: https://www.ifla.org/node/59304

Para conhecer melhor os critérios da premiação: https://www.ifla.org/node/29023

 

Visite

Mês do Futebol: confira a programação especial da #CulturaSP

Em junho, os museus, salas de concerto e bibliotecas da Secretaria da Cultura do Estado capricharam em atividades sobre dois temas: futebol e cultura russa. São jogos, exposições, oficinas e muito mais. Confira o que fazer quando o Brasil não estiver jogando a aproveite!

MUSEUS

 

O Museu do Futebol terá um mês repleto de atividades relacionadas ao campeonato. Já está em cartaz a exposição “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”, que conta a história da primeira conquista da seleção brasileira no mundial. Durante todo o mês, o museu também exibirá 39 jogos do campeonato em um espaço decorado especialmente para a competição. No dia 23 de junho, às 10h00, inicia-se a 1ª Feira Foot, evento gratuito que vai reunir uma feira retrô de itens de futebol, venda de memorabília, bate-papo sobre memórias do esporte e troca de artigos colecionáveis. Para fechar o mês, o 3º Arraial do Charles Miller, com entrada gratuita, vai juntar festa junina e futebol na Praça Charles Miller nos dias 30 de junho e 1º de julho (sábado e domingo).

No Museu Afro Brasil, está em cartaz a exposição “Isso É Coisa de Preto – 130 Anos da Abolição da Escravidão”, que ressalta a competência, o talento e a resistência negra nos esportes e em outros campos, como a arquitetura e as artes. Entre os jogadores homenageados na mostra estão alguns dos principais responsáveis pelas três primeiras conquistas mundiais do Brasil, como Pelé, Djalma Santos, Garrincha e Jairzinho. No acervo de longa duração, há esculturas, fotografias, ilustrações, bolas e outros objetos que contam a história do futebol brasileiro. Já na área externa, um grande painel reúne fotografias e ilustrações de Pelé, Leônidas, Chocolate, Didi, Djalma Santos, Zizinho, Garrincha, Paulo César Caju, Barbosa e Baltazar, além de uma série de caricaturas feitas pelo cartunista baiano Miécio Caffé.

O Museu de Arte Sacra vai celebrar o mundial com atividades para todas as idades no dia 16 de junho, à partir das 15h00. O público terá a oportunidade de participar de uma brincadeira sobre a relação entre os santos padroeiros e o futebol, jogar uma partida de futebol de botão ou de mini pebolim entre Brasil e Croácia e aprender o significado das camisas destes times. Para participar é necessário realizar inscrição no site http://museuartesacra.org.br.

No Museu da Imagem e do Som – MIS, a família toda vai poder aproveitar a “Maratona Infantil”, no dia 24, das 10h00 às 17h00, com atividades que envolvem o mundo do futebol e as festas juninas. Em “Intervenção Futebolando”, às 10h30, 12h30 e 14h00, dois palhaços futebolísticos vão convidar o público a praticar atividades físicas utilizando jargões do esporte. Das 10h00 às 16h00, as crianças também poderão expressar a paixão pelo esporte nas oficinas temáticas “Flipbook Bola no Gol”, para criação de livretos animados com o tema futebol, e “Compactor de Pintura”, na qual serão feitas pinturas temáticas do campeonato.

No Museu Índia Vanuíre, em Tupã, os visitantes vão curtir oficinas culturais gratuitas em todos os sábados e domingos de junho, das 9h00 às 16h00. Especialmente neste mês, as oficinas terão como tema o país sede do mundial, com a proposta de confeccionar um chaveiro em formato de matrioska, representando a colônia russa, que tem importante contribuição na identidade de Tupã.

bibliotecaS

 

Na Biblioteca Parque Villa-Lobos, em todas as sextas-feiras de junho, das 16h30 às 18h00, a atividade “Chute de Letra” oferece jogos e brincadeiras com o tema futebol. Nas sextas, sábados e domingos, de 1º de junho a 2 de julho, das 14h00 às 17h00, o espaço será ponto de troca de figurinhas para colecionadores. Nas sextas-feiras, de 1º a 22 de junho, o “Brincando e Aprendendo” terá brincadeiras temáticas. E nos dias 23 e 25 de junho, das 10h00 às 17h00, o “Festival de Jogos Antigos” disponibiliza pebolim e futebol de botão para o público. Todas as atividades são gratuitas e não é necessário realizar inscrição.

A Biblioteca de São Paulo também realiza a atividade “Chute de Letra” em todas as quintas-feiras de junho, das 16h00 às 17h30. A troca de figurinhas será nas sextas, sábados e domingos, de 1º de junho a 29 de julho, das 14h00 às 17h00, e o “Festival de Jogos Antigos” nos dias 15 e 16 de junho, das 10h00 às 17h00. No dia 17, a “Hora do Conto” será às 12h30, com a apresentação do conto russo “Formosa Vassilissa”, sobre uma menina que perdeu a mãe e ganhou uma boneca para ajudá-la a lidar com sua madrasta e irmãs postiças. No dia 20, das 15h00 às 16h00, todos poderão jogar o “Futebol de Cego”, e no dia 21, no mesmo horário, visitantes serão convidados a confeccionar bandeiras de diversos países. Todas as atividades são gratuitas e não é necessário realizar inscrição.

Quem gosta de ler encontrará nas bibliotecas diversas obras de autores russos, como “Os Demônios”, de Fiódor Dostoiévski, e livros sobre a história do futebol, como “O planeta Neymar: um perfil”, de Paulo Vinícius Coelho e “O Brasil nas Copas”, de Marcos Sérgio Silva. O catálogo e a programação das bibliotecas pode ser conferido nos sites: https://bsp.org.br e https://bvl.org.br/.

sala são paulo

 

Durante o mês, a Temporada 2018 da OSESP apresentará na Sala São Paulo diversas obras de compositores russos, como Prokofiev, Shostakovich e Tchaikovsky. Haverá Concertos Sinfônicos Osesp nos dias 21 e 22, às 20h30, e no dia 23, às 16h30, sob regência de Neil Thomson e Fabio Martino no piano. O programa inclui “Romeu e Julieta, Op.17: Romeu só – Grande Festa na Casa dos Capuletos”, de Hector Berlioz, “Peça de Concerto para Piano em fá menor, Op.79”, de Carl Maria von Weber, “Fantasia Brasileira nº 4”, de Francisco Mignone e “Romeu e Julieta – Abertura-fantasia”, de Pyotr Il’yich Tchaikovsky.

E no dia 24, às 19h00, o Coro da Osesp se apresenta sob a regência de Valentina Peleggi, com “Crucifixus pro nobis, Op.38: Drop, drop, slow tears”, de Kenneth Leighton, “Concerto para Coro: Ó mestre de tudo o que vive”, de Alfred Schnittke, “Miserere Mei, Deus”, de Gregorio Allegri, “Miserere, Op.44: Miserere nobis” e “Totus Tuus, Op.60”, de Henryk Górecki e “Canção para Atena”, de John Tavener.

Os ingressos para os concertos estão à venda no site https://www.ingressorapido.com.br

Quem visitar a Sala São Paulo pode aproveitar para conferir os livros, CDs e DVDs de autores e artistas russos disponíveis na Loja Clássicos, localizada dentro do prédio da Sala. Entre os CDs, é possível encontrar a gravação da Osesp sob regência de Marin Alsop das Sinfonias de Serguei Prokofiev. Na seção de livros, encontram-se “Crime e castigo”, de Fiódor Dostoiévski e “Anna Karenina”, de Liev Tolstói. Nos DVDs, uma ampla seleção de filmes russos, como o clássico “Alexander Nevsky”, de Serguei Eisenstein, “Dersu Uzala”, de Akira Kurosawa, e “Arca Russa”, de Aleksándr Sokúrov.

fábricas de cultura

 

As Fábricas de Cultura Jaçanã e Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte, realizam diversas atividades gratuitas sobre futebol e cultura russa no mês de junho.

No dia 27, às 15h00, na unidade do Jaçanã, acontece o bate-papo “O mundial e você: protagonismo negro e marcos históricos”, em que os participantes terão oportunidade de conhecer a história de jogadores e jogadoras de futebol negros – Marta, Formiga, Cafu, Pelé, entre outros. Em seguida, será proposta uma oficina de estêncil para produzir cartazes com a história desses esportistas.

Na Fábrica Vila Nova Cachoeirinha, a instalação “Bandeiras dos países participantes do mundial de 2018” reúne as bandeiras dos 32 países que participam da disputa, de 5 a 30 de junho. A exposição “Diversidade Futebol Clube – No nosso time joga todo mundo” fica em cartaz na unidade de 8 a 30 de junho. A mostra traz fotografias de Roberto Setton, que registrou entre 2008 e 2012 o “Futebol das Drags”, evento de aniversário da boate Blue Space com um jogo de futebol entre drag queens e funcionários nas ruas da Barra Funda (SP). Encerrando a programação, entre 16 e 30 de junho, será exibida a “Homenagem a Mário Américo”, uma mostra de fotografias do ex-massagista da Seleção Brasileira, que acompanhou sete campeonatos mundiais, entre 1950 e 1974.

oficinas culturais

 

A Oficina Cultural Oswald de Andrade vai unir o teatro e o futebol em uma programação gratuita especial. Entre os dias 14 de junho e 19 de julho, às terças e quintas-feiras, às 18h30, o público poderá participar da oficina “Lendo o Jogo” e criar uma cena dramática, ficcional ou informativa, envolvendo teatro e futebol. As inscrições para as atividades devem ser realizadas no site: http://www.oficinasculturais.org.br/oswald-de-andrade.

são paulo companhia de dança

 

A São Paulo Companhia de Dança realiza performance em meio a uma exposição com bonecas de 2,60 de altura por 1,35 de largura, pintadas por artistas brasileiros como Albertina Prates, Simone Michielin, Elisa Vieira Queiroz, Maramgoni, Thuany Kolbach e Wagner da Silva. As apresentações serão nos dias 15, às 12h00, e no dia 16, às 16h00 e às 19h00.

O repertório será formado por Fada do Amor (1993), de Márcia Haydée e Pivô (2016), de Fabiano Lima. Fada do Amor, de Marcia Haydée, une a energia e a delicadeza do amor da fada pelo ser humano. Já Pivô, de Fabiano Lima, faz referência ao basquete, ao hip hop e à dança contemporânea, e traz para a cena o ambiente brasileiro, por meio de sonoridades conhecidas.

A exposição fica em cartaz no Átrio do Shopping Morumbi, na zona sul de São Paulo, no período de 15 de junho a 15 de julho, e reúne réplicas das chamadas Matrioshkas Gigantes, símbolos da Rússia que representam família, felicidade e boa sorte.

Espaços da #CulturaSP homenageiam Dia de Portugal

Nos dias 9, 10 e 11 de junho, a Sala São Paulo, o Theatro São Pedro, o Museu da Imagem e do Som – MIS SP, o Museu de Arte Sacra, o Museu da Casa Brasileira e as Bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos, todas instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, irão iluminar suas fachadas com as cores da bandeira de Portugal: verde e vermelho. A ação é uma comemoração simbólica para o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, celebrado no dia 10/6.

Fruto de parceria do consulado-geral de Portugal em São Paulo com o governo do Estado, a Assembleia Legislativa (Alesp) e a prefeitura da cidade, a iniciativa faz  parte da programação do Experimenta Portugal ’18, criada pelo consulado em 2015. O objetivo é estreitar o intercâmbio cultural e artístico entre os dois países na maior cidade lusófona do mundo.

Além das instituições da Secretaria da Cultura, também serão iluminados com as cores da bandeira portuguesa o Palácio dos Bandeirantes, o Palácio 9 de Julho e o Monumento aos Bandeirantes.

A Sala São Paulo também ficará iluminada no dia 16 de junho, quando recebe o músico português Miguel Araújo e o paulista Marcelo Jeneci no concerto que marca a celebração oficial do Dia de Portugal, oferecido gratuitamente à cidade pelo Consulado Geral.

O Dia de Portugal é feriado nacional no país e foi escolhido por marcar a morte de Luís de Camões, uma das maiores figuras da literatura lusófona.

Confira abaixo os endereços das instituições da Cultura do Estado participantes na capital:

Últimos dias do curso pré-vestibular de literatura da BVL!

Quem precisa de uma ajudinha em Literatura para as provas de vestibular não pode perder as últimas aulas do curso gratuito que a Biblioteca Parque Villa-Lobos vem promovendo desde o início de maio!

Os próximos debates vão acontecer entre 30/5 e 8/6, das 16h às 18h, e não precisam de inscrição prévia. O curso será ministrado por Edson Lopes, mestrando pela Universidade Federal de São Paulo, coordenador e professor do Cursinho Popular. O curso pretende apresentar e discutir cada uma das obras exigidas pela FUVEST 2019. A cada encontro discutiremos uma obra e tentaremos compreender alguns aspectos importantes para sua interpretação. Os bate-papos buscarão dar caminhos para a realização da prova, mas principalmente, incentivar a leitura integral dos livros e abrir caminho para o prazer da literatura”, ressalta Lopes.

“A literatura traz uma herança cultural para compartilhar. E a biblioteca é o espaço onde a discussão sobre o tema deve acontecer. Afinal, a biblioteca é muito mais do que um lugar de livros”, complementa Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social que faz a gestão da Biblioteca.

"Estou estudando pela Internet e sinto falta de aulas presenciais. Hoje, até deixei de estudar online para estar aqui e gostei muito. Acho importante ter iniciativas assim, gratuitas e para todos."
Milena Vieira de Miranda
Aluna do cursinho da BVL, que prestará vestibular para Biologia

Biblioteca-viva

 

A BVL é um ambiente inclusivo e acessível. Possui diversos aparelhos de tecnologia assistiva, como folheador de páginas, mesa ergonômica, leitora autônoma, reprodutor de áudio, régua braille, teclado e mouse adaptados, computadores com leitor de tela, mouse e teclado adaptados.

Outro diferencial está no atendimento. A BVL é uma biblioteca de e para pessoas, portanto todos os funcionários estão aptos a oferecer atendimento humanizado, individualizado, centrado nas características do público e próximo à comunidade.

O espaço conta ainda com salas de criatividade; sala de jogos eletrônicos; ludoteca; espaço para os visitantes lerem com tranquilidade; computadores com acesso à internet; deck, com vista para o parque.

Isto é uma biblioteca viva, um espaço público e dinâmico que, junto ao Governo do Estado de São Paulo, às Secretarias da Cultura e do Meio Ambiente e à organização social SP Leituras, trabalha a inclusão social por meio da leitura, promovendo e incentivando assim o prazer de ler para todos os cidadãos, de todas as faixas etárias.

“A diferença do modelo de biblioteca viva é que ela vai além do empréstimo de livros. Ela se torna um espaço de cidadania, serviços, programação para todos os públicos. As pessoas podem se sentir como se estivessem em casa”, explica Silvia Antibas, coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Confira a programação:

 

09/05 Iracema, José de Alencar.

11/05 Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis.

16/05 O Cortiço, Aluísio Azevedo.

18/05 Vidas Secas, Graciliano Ramos.

23/05 Claro Enigma, Carlos Drummond de Andrade.

25/05 Mayombe, Pepetela.

30/05 Sagarana, João Guimarães Rosa.

06/06 Minha Vida de Menina, Helena Morley.

08/06 A cidade e as Serras, Eça de Queirós

Visite

Coworking da Biblioteca Parque Villa-Lobos – inscrições prorrogadas!

Interessados em utilizar os espaços de coworking da  Biblioteca Parque Villa-Lobos e da Biblioteca Latino-Americana, do Memorial da América Latina, têm até o dia 24/5, quinta-feira, para realizarem suas inscrições. São oferecidas 40 vagas, sendo 20 para cada biblioteca, destinadas a microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas e pessoas com projetos em desenvolvimento. As inscrições devem ser feitas pelo site: www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus.

As salas terão acesso a wi-fi e apoio de profissionais para o desenvolvimento dos projetos de forma gratuita. Divididos em temas, as propostas devem atender as seguintes áreas:  edição de conteúdo, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, e design, cultura e entretenimento, na Biblioteca Latino-Americana. Em contrapartida, as startups devem oferecer horas de palestra, treinamento ou consultoria para as comunidades locais.

Os espaços de coworking públicos fazem parte do Acessa Campus, extensão do programa de inclusão digital AcessaSP executado pela Prodesp (Empresa de Tecnologia do Estado), agora em parceria com a Biblioteca Parque Villa-Lobos e a Biblioteca do Memorial da América Latina. As turmas devem começar em 5/5.

O edital completo está disponível em: https://goo.gl/fkX9ra

Detalhamento dos espaços de coworking:

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Número de vagas: 20

Temas: Edição de conteúdo, Cultura, Empreendedorismo Social e Meio Ambiente

Avenida Queiroz Filho, 1205, Alto de Pinheiros, São Paulo (SP)

Tel.: 11-3024-2500 – www.bvl.org.br

Biblioteca Latino-Americana – Memorial da América Latina

Número de vagas: 20

Temas: Design, Cultura e Entretenimento

Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, São Paulo (SP)

Tel.: 11- 3823-4758 – www.memorial.org.br

Últimos dias para inscrição nos espaços de coworking!

As inscrições para utilização da sala de trabalho compartilhada na Biblioteca Parque Villa-Lobos estão chegando ao fim! Microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas e pessoas com projetos em desenvolvimento têm somente até o dia 24/5 para se inscrever. Entre os requisitos no ato da inscrição estão a descrição da estratégia de desenvolvimento do trabalho que será executado durante os dez meses de duração do coworking público, o perfil do negócio e o número de integrantes da equipe vinculada ao projeto. 

São 20 vagas para ocupar a sala – especialmente desenvolvida para estimular o fluxo de saberes – por 10 meses, tendo acesso a wi-fi e, como um dos principais diferenciais, a possibilidade de trocar experiências entre os selecionados, todos desenvolvendo temas correlatos. Os projetos devem atender as seguintes áreas:  edição de conteúdo, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente. Em contrapartida, as startups devem oferecer horas de palestra, treinamento ou consultoria para a comunidade atendida na biblioteca. Oportunidade de contar com ambiente diferenciado para experimentação de seus próprios projetos.

A BVL dispõe de bicicletário, cafeteria, estacionamento (pago) próximo, elevadores e está em uma das áreas mais valorizadas da capital paulista, cercada de ciclovias e atendida por transporte público variado.  Vale ressaltar que a biblioteca já é utilizada como espaço de compartilhamento de experiências, de trabalho e estudo por profissionais autônomos, de maneira informal. O coworking na BVL configura-se como ambiente agradável e estimulante, cercado e com vista para o verde do Parque Villa-Lobos.

Já no coworking do Memorial da América Latina, além do amplo e confortável espaço de trabalho, os participantes terão toda a infraestrutura tecnológica do Acessa SP e o acervo da Biblioteca Latino-Americana com mais de 4 mil títulos de  obras impressas e audiovisuais. As vagas para o trabalho coletivo na Biblioteca do Memorial são destinadas às áreas de design, entretenimento e demais atividades culturais.

Os espaços de coworking públicos fazem parte do Acessa Campus, extensão do programa de inclusão digital AcessaSP executado pela Prodesp (Empresa de Tecnologia do Estado), agora em parceria com a BVL e o Memorial (que também recebe seu novo espaço de coworking). As turmas começam em 5/6. 

 

Link do edital completo: https://goo.gl/fkX9ra

Link para as Inscrições: http://www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus/cultura/

Contação de histórias na #CulturaSP: curso, encontro e mais!

Seja para explicar mais sobre uma exposição, ou para introduzir as crianças no incrível universo literário, as contações de histórias são destaques na programação fixa dos espaços da Secretaria da Cultura do Estado. A atividade, que pode ser apreciada por pessoas de todas as idades e gostos, ganha no mês de maio uma programação especial. Confira:

Curso gratuito na Casa das Rosas

 

A Casa das Rosas recebe, em maio, um curso gratuito de contação de histórias realizado pela Arte Despertar! As inscrições já estão abertas, e podem ser feitas aqui. O curso, que começa no dia 3/6, apresentará fundamentos, técnicas e benefícios de se trabalhar a narrativa oral, assim como a relevância da contação de histórias para o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências e habilidades. O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros; a relação com a música; abordagens para se contar uma história; técnicas de interpretação, oralidade e improvisação; e o papel do narrador de história ao longo da história universal.

Saiba mais aqui.

Encontro Internacional de Contadores de Histórias

 

Para quem já é contador de histórias, a Oficina Cultura Oswald de Andrade recebe o 8º Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias, que promove um espaço de reflexão, criação e ação cultural, focalizando a arte da palavra, que ao longo da história foi, e ainda é, explorada na forma de narrativas orais. As atividades, que são livres e abertas ao público, vão de 22 a 26/5, sempre das 9h às 18h30. Além da Oficina Oswald de Andrade, entre os dias 22 e 25/5, o Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias também terá ações complementares na Fábricas de Cultura das regiões Norte e Sul.

A programação completa está aqui.

Hora do Conto nas Bibliotecas

 

Semanalmente, as Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos promovem a Hora do Conto, sessões gratuitas de contação de histórias. Realizada por companhias e artistas convidados, o objetivo é despertar o hábito da leitura, fomentar a criatividade e exercitar o lado lúdico do público.

No mês de maio, a atividade será realizada às sextas-feiras, a partir das 15h, e aos sábados e domingos, às 16h.  Este mês a contação terá a participação dos grupos Arte Negus, Cia. do Tok Tok, Grupo Mãos de Fada, Trupe Pitirilo, Núcleo Educatho, entre outros, além dos contadores Paula Dugaich, Mirela Estelles e Amarilis Reto. Nos dias 20, na Biblioteca de São Paulo, e 26, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, a contação será realizada com interpretação em Libras.

A programação completa está aqui e aqui.

BVL tem curso pré-vestibular de literatura – veja como participar!

Quem nunca viu “Memórias póstumas de Brás Cubas” ou “Vidas secas” passarem pelas provas de vestibular? Para dar uma ajudinha aos que vão fazer prova neste ano, a Biblioteca Parque Villa-Lobos realizará encontros gratuitos para discutir algumas dessas obras!

Os debates vão acontecer entre 9/5 e 8/6, das 16h às 18h, e não precisam de inscrição prévia. O curso será ministrado por Edson Lopes, mestrando pela Universidade Federal de São Paulo, coordenador e professor do Cursinho Popular. O curso pretende apresentar e discutir cada uma das obras exigidas pela FUVEST 2019. A cada encontro discutiremos uma obra e tentaremos compreender alguns aspectos importantes para sua interpretação. Os bate-papos buscarão dar caminhos para a realização da prova, mas principalmente, incentivar a leitura integral dos livros e abrir caminho para o prazer da literatura”, ressalta Lopes.

“A literatura traz uma herança cultural para compartilhar. E a biblioteca é o espaço onde a discussão sobre o tema deve acontecer. Afinal, a biblioteca é muito mais do que um lugar de livros”, complementa Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social que faz a gestão da Biblioteca.

"A literatura é um direito e devemos usufruí-lo. Em uma realidade em que os textos curtos e rápidos são preferência, a leitura de livros clássicos, e muitas vezes herméticos, não é tarefa fácil, sobretudo quando se tem o vestibular pela frente."
Edson Lopes

Confira a programação:

 

09/05 Iracema, José de Alencar.

11/05 Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis.

16/05 O Cortiço, Aluísio Azevedo.

18/05 Vidas Secas, Graciliano Ramos.

23/05 Claro Enigma, Carlos Drummond de Andrade.

25/05 Mayombe, Pepetela.

30/05 Sagarana, João Guimarães Rosa.

06/06 Minha Vida de Menina, Helena Morley.

08/06 A cidade e as Serras, Eça de Queirós

Visite