@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

música

Concurso de Composição Musical do Projeto Guri está chegando!

Atenção, gurizada! Entre os dias 16/4 e 11/5, alunos e alunas do Projeto Guri matriculados em polos do interior e do litoral poderão se inscrever no 3º Concurso de Composição Musical!

“O objetivo do Concurso é estimular a criação individual e coletiva dos Guris. A ideia é potencializar a ousadia e o exercício criativo.”
MESSAGE-ICON
Deborah Lobo
Assessora de Projetos Especiais do Guri

Como participar?

Cada candidato ou grupo precisam entregar uma composição autoral e inédita, de qualquer estilo musical, com até 3 minutos de duração. A inscrição pode ser feita em duas categorias:

  • Infantil, para crianças de 6 a 11 anos
  • Infantojuvenil, para jovens de 12 a 21 anos

“No caso da faixa etária mista, a categoria será definida por dois critérios: se a composição for coletiva, será definida pela faixa etária predominante no grupo (acima de 50% dos integrantes). Se a composição for de um dos alunos, executada coletivamente, determinará a categoria a idade do compositor”, explica a gestora.

A música a ser inscrita deve ser registrada em áudio ou vídeo, com boa qualidade sonora, e disponibilizada por meio de um link no formulário de inscrição, seja do Youtube, Soundcloud, Vimeo ou outros sites similares de divulgação de música. Cada aluno pode participar com apenas uma composição. O material será avaliado por um Comitê de Avaliação e Seleção multidisciplinar, composto por profissionais da Amigos do Guri, que seguirão os seguintes critérios:

  • Materiais Sonoros:Exploração e manipulação com riqueza dos elementos sonoros;
  • Forma:Conexão entre as partes: desenvolvimento da forma da música;
  • Fluência:Domínio do discurso com desprendimento e propriedade;
  • Originalidade:Inovação dentro do estilo musical proposto.

 Entende-se por composição a combinação de silêncios e sons em diferentes dinâmicas e timbres dentro de um espaço de tempo, seja instrumental ou com letra.

E a premiação?

Ambas as faixas etárias serão premiadas:

1º lugar: gravação da composição em estúdio profissional, com finalização e masterização, qualificado para difusão eletrônica. 

2º lugar: workshop voltado à carreira artística com duração de até 6 horas e crédito de R$ 70 para cada compositor utilizar na loja virtual do Guri.

3º lugar: workshop voltado à carreira artística com duração de até 6 horas.

Foto: Projeto Guri / Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Mais sobre o Projeto Guri

Criado em 1995 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é um programa de formação cultural e inclusão social que disponibiliza cursos gratuitos de iniciação musical a crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de todo o Estado que possuam frequência regular na escola. As aulas, de teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão, acontecem no contraturno escolar. Os materiais didáticos e instrumentos musicais, oferecidos gratuitamente, garantem uma melhor instrução e preparação dos alunos, que periodicamente, também participam de apresentações públicas e festivais de música.

“O guri me proporciona crescimento pessoal e musical, e o que eu mais gosto – no projeto – é de participar das apresentações musicais, interagir com os alunos… gosto também dos encontros de bandas, entre outras coisas. No momento minha maior motivação é participar do GR, que nos dá essa experiência de tocar com uma orquestra. Futuramente, meus planos é fazer aula na Emesp e entrar para uma faculdade de música”afirma Vinícius Ioti Rossi, de 17 anos, ex-aluno de trombone do Polo Vinhedo e atual integrante do Grupo de Referência de Jundiaí.

“Os repertórios dos grupos infantis e juvenis são desenvolvidos especificamente para cada grupo, respeitando-se sempre o nível técnico dos alunos e alunas que passaram na seleção para a temporada. Além de obras e arranjos do repertório tradicional e contemporâneo, são encomendadas peças e arranjos inéditos para todas as formações vocais e instrumentais."
Giuliana Frozoni
Gestora Pedagógica dos polos do Projeto Guri na capital
"A prática coletiva de música, da forma que acontece no Projeto Guri, ajuda a potencializar diversas outras características positivas do aluno. Há relatos dos pais dos alunos e dos professores, dizendo que a concentração e atitude na escola também melhoram após a frequência ao Guri. Também, percebemos um impacto nas relações familiares: os pais sentem imenso orgulho das apresentações dos filhos, o que ajuda a fortalecer os vínculos.”
Marisa Gianetti
Assessora de planejamento do Projeto Guri

Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí lança projeto “Música e literatura”

Público presente no concerto desta quarta-feira, 11/04, será convidado a criar um personagem e escrever uma história sobre uma das peças do programa

A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado – apresenta-se nesta quarta-feira, dia 11 de abril, às 20h00, no Teatro Procópio Ferreira. Na oportunidade, será lançado o projeto “Música e literatura”, que contará com a participação da plateia. Durante todo o ano, o público presente nos concertos será convidado a criar um personagem e uma história para uma das músicas do programa. Os autores das melhores redações receberão brindes.

O maestro Dario Sotelo explica que, a cada ano, ele seleciona um tema diferente para as atividades pedagógicas do grupo musical. “Em 2018, vamos trabalhar com Música e Literatura. Ao longo o ano, em vários concertos, a Banda Sinfônica tocará uma marcha conhecida mundialmente. São várias marchas famosas que deram origem a uma grande sinfonia, a ‘Symphony on Themes of John Philip Sousa’, composta por Ira Hearshen”, comenta.

“A cada concerto, nós vamos fazer um recorte desta obra. Vamos apresentar a marcha original e o movimento correspondente da sinfonia. A novidade é que convidaremos o público a se envolver com essas músicas, a criar um personagem para cada marcha e a escrever uma história para a sinfonia. Vamos acompanhar essas criações ao longo do ano e ver o que teremos como resultado no final. Os autores das melhores histórias receberão brindes especiais, então, queremos que as pessoas venham ver o concerto e criem seus próprios personagens”, incentiva.

A marcha escolhida para esta apresentação é “The Thunderer”, de John Philip Sousa, seguida pelo segundo movimento da Sinfonia de Ira Hearshen – “After The Thunderer”. O repertório trará ainda “Concerto para sax barítono e sopros”, de Frigyes Hidas, com solo do saxofonista Giancarlo Medeiros; “Fourth Symphony”, de Alfred Reed; “Hill Dance”, de David Avshalomov; e “Gagarin”, de Nigel Clarke.

A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí foi criada em 1992, composta por alunos e professores da instituição, além de músicos convidados. Até 1996, era o único grupo que oferecia aos estudantes a oportunidade de interagir com instrumentistas profissionais. De lá para cá, o grupo já gravou vários CDs, além de se apresentar em diversos eventos importantes, frequentemente acompanhado por músicos renomados.

O grupo é regido e coordenado pelo maestro Dario Sotelo, formado em piano, violino e viola, mestre em regência orquestral pela City University (Londres). Ano passado, tornou-se o primeiro latino-americano a presidir a Associação Mundial de Bandas Sinfônicas e Conjuntos de Sopros – Wasbe (World Association for Symphonic Bands and Ensembles). Também atua como professor de regência instrumental no Conservatório de Tatuí.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Projeto “Música e Literatura”
Giancarlo Medeiros, saxofonista solo
Dario Sotelo, regência
Data: 11 de abril, quarta-feira
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí/SP
Ingressos: R$ 12 (meia-entrada: R$ 6)

Cidade Tiradentes recebe shows do “SP Cultura na Rua” em abril

Iniciativa leva artistas de rua para as periferias da capital;

apresentações gratuitas serão no coreto da Avenida dos Metalúrgicos

 

LP Dance (foto: divulgação)

Quem passa pela Avenida Paulista aos domingos já se acostumou com as inúmeras apresentações musicais no percurso da via. No entanto, em bairros mais afastados do centro, atividades culturais nas ruas, apesar de regulamentadas, não acontecem com tanta frequência. Com o objetivo de mudar este cenário, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo criou o projeto “SP Cultura na Rua”, que leva shows gratuitos para as periferias de São Paulo.

A iniciativa já passou pelos bairros Cidade Tiradentes, Vila Nova Cachoeirinha, Capão Redondo, Jardim São Luís, Brasilândia, Belém e Jaçanã, e retorna para Cidade Tiradentes no próximo sábado, 14 de abril, no coreto da Av. dos Metalúrgicos, das 13h00 às 17h00, com a banda Pássaro Vadio e o músico Rafa Godoi. Essa edição contará também com apresentações de dança dos grupos LP Dance, Cia X, The Crazy e Geral Dança.

Pássaro Vadio (foto: divulgação)

Música

A banda Pássaro Vadio, formada pelos músicos Ramiro, Jojô e Dani Neves, apresenta um repertório que vai de ritmos folclóricos da música brasileira ao dream-pop e folk psicodélico, com composições próprias que misturam sonoridades de diferentes tempos e lugares e fazem referência a Caetano Veloso, Devendra Banhart, Fela Kuti, Tame Impala e Tom Jobim.

O músico, cantor e compositor Rafa Godoi apresenta músicas autorais da sua banda Triskell na voz e no violão. O artista já se apresentou no Reino Unido, Itália, Escócia e Irlanda.

Geral Dança (foto: divulgação)

Dança

O grupo de dança LP Dance, do município de Poá, existe há mais de dez anos e já realizou diversas apresentações nas Fábricas de Cultura.

A Cia X e o The Crazy, grupos de street dance e danças urbanas, também se apresentam nas Fábricas de Cultura da Zona Leste.

O Geral Dança, grupo conhecido por seus vídeos online, faz sucesso na internet ensinando coreografias de músicas famosas.

SERVIÇO

SP Cultura na Rua na Cidade Tiradentes

Data: 14 de abril, sábado

Horário: 13h00 às 17h00

Local: Av. dos Metalúrgicos, s/n

VEJA MAIS SOBRE ESTES SHOWS EM  NOTÍCIAS 

Para conhecer a programação cultural de todo o estado,

acesse o site da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – www.cultura.sp.gov.br

Acompanhe a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo nas mídias sociais:

Facebook: /culturasp          Twitter: @culturasp          Instagram: /culturasp          Spotify: /culturasp

SP Cultura na Rua leva música e dança à Cidade Tiradentes

Foto: Pássaro Vadio - Divulgação

Quem passa pela Avenida Paulista aos domingos já se acostumou com as inúmeras apresentações musicais no percurso da via. No entanto, em bairros mais afastados do centro, atividades culturais nas ruas, apesar de regulamentadas, não acontecem com tanta frequência. Com o objetivo de mudar este cenário, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo criou o projeto SP Cultura na Rua, que leva shows gratuitos para as periferias de São Paulo.

A iniciativa já passou pelos bairros Cidade Tiradentes, Vila Nova Cachoeirinha, Capão Redondo, Jardim São Luís, Brasilândia, Belém e Jaçanã, e retorna para Cidade Tiradentes no próximo sábado, 14 de abril, no coreto da Av. dos Metalúrgicos, das 13h às 17h, com a banda Pássaro Vadio e o músico Rafa Godoi. Essa edição contará também com apresentações de dança dos grupos LP Dance, Cia X, The Crazy e Geral Dança.

 

Conheça os Artistas

MÚSICA ———————>

 

A banda Pássaro Vadio, formada pelos músicos Ramiro, Jojô e Dani Neves, apresenta um repertório que vai de ritmos folclóricos da música brasileira ao dream-pop e folk psicodélico, com composições próprias que misturam sonoridades de diferentes tempos e lugares e fazem referência a Caetano Veloso, Devendra Banhart, Fela Kuti, Tame Impala e Tom Jobim.

O músico, cantor e compositor Rafa Godoi apresenta músicas autorais da sua banda Triskell na voz e no violão. O artista já se apresentou no Reino Unido, Itália, Escócia e Irlanda.

DANÇA ———————>

 

O grupo de dança LP Dance, do município de Poá, existe há mais de dez anos e já realizou diversas apresentações nas Fábricas de Cultura.

A Cia X e o The Crazy, grupos de street dance e danças urbanas, também se apresentam nas Fábricas de Cultura da Zona Leste.

O Geral Dança, grupo conhecido por seus vídeos online, faz sucesso na internet ensinando coreografias de músicas famosas.

Foto: Geral Dança / Divulgação

Cantora de Piracicaba vence votação popular do Prêmio Governador do Estado para a Cultura

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo anunciou, em cerimônia realizada no Teatro Sérgio Cardoso no dia 26 de março, os vencedores do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2018. Criada como uma forma de valorizar e incentivar a produção cultural paulista, a iniciativa do Governo do Estado premiou artistas, companhias e instituições em nove categorias: arte para crianças, artes visuais, cinema, circo, dança, música, teatro, territórios culturais e instituições culturais, além do “Destaque Cultural do Ano”, que homenageou o gestor cultural Eduardo Saron.

Thereza Alves (Crédito: Lucas Mercadante)

Thereza Alves, cantora que cresceu no bairro Vila Rezende, em Piracicaba, venceu a votação popular com 88,1% dos votos na categoria “Música”. A artista recebeu um troféu exclusivo confeccionado pela artista Edith Derdyk.

Os vencedores escolhidos pelo júri especializado receberam, no total, R$ 580 mil em prêmios, o que faz da premiação uma das maiores do país no segmento cultural. Além da premiação em dinheiro, no valor individual de R$ 60 mil, os vencedores escolhidos tanto pelo júri quanto pelo voto popular receberam um troféu exclusivo confeccionado pela artista Edith Derdyk.

A votação popular foi realizada no site www.premiogovernador.sp.gov.br e contou com mais de 95,5 mil votos (a edição anterior contabilizou 71,3 mil).

VENCEDORES

Conheça os contemplados da edição 2018 do Prêmio Governador do Estado para a Cultura:

Escolhidos pelo júri especializado

Arte para Crianças: Lizette Negreiros

Artes Visuais: Tomoshige Kusuno

Cinema: Cinemateca Brasileira

Circo: Grupo La Mínima

Dança: Companhia de Danças de Diadema – “EU por detrás de MIM”

Música: Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Teatro: Lenise Pinheiro

Territórios Culturais: Coletivo Cultural Cenário Urbano

Escolhidos pelo voto popular

Arte para Crianças: Trupe Banana’s

Artes Visuais: Tomoshige Kusuno

Cinema: Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Circo: Circo Escola de Diadema

Dança: Cia. Discípulos do Ritmo

Música: Thereza Alves

Teatro: Grupo Caixa Preta de Teatro

Territórios Culturais: Hangar 110

Instituição Cultural (categoria eleita apenas por voto popular): Instituto Alfa de Cultura – Teatro Alfa

13/04 é Dia dos Jovens: conheça iniciativas da #CulturaSP para esse público!

Okinosmov / Núcleo Luz - Foto: Gasbox Studio

Para celebrar o Dia do Jovem (13/4), reunimos aqui algumas atividades realizadas por espaços da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo que são voltadas para esse público!

MÚSICA

Conservatório de Tatuí

Oferece cursos nas áreas de música, luteria e artes cênicas, de formação continuada com duração média de seis anos. A escola está localizada no município de Tatuí, a 131 quilômetros da capital paulista, e recebe estudantes de todas as regiões brasileiras e também de fora do país.

Mais informações: http://www.conservatoriodetatui.org.br

Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP)

Localizada no centro da capital paulista, oferece cursos de iniciação musical e prática de instrumentos desde 1989. Seu primeiro reitor e presidentefoi o maestro Antonio Carlos Jobim. Todas as atividades são gratuitas.

Mais informações: http://www.emesp.org.br

Projeto Guri

Programa de formação cultural que oferece cursos de teoria musical, coral, instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão para jovens até 18 anos. Possui vários polos, distribuídos na capital, no litoral e no interior do Estado.

Mais informações: http://gurisantamarcelina.org.br/ (para polos da capital e região metropolitana) e http://www.projetoguri.org.br/ (para polos do interior e litoral)

Conservatório de Tatuí - Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

DANÇA

Núcleo Luz

O projeto oferece a jovens de baixa renda a oportunidade de vivenciarem a linguagem da dança de maneira mais aprofundada. A participação é gratuita mediante inscrição e processo seletivo.

Mais informações: http://fabricasdecultura.org.br/nucleo-luz/

São Paulo Companhia de Dança

Criada em 2008, a Cia faz espetáculos no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior. De tempos em tempos, a SPCD promove workshops, palestras, oficinas e audições.

Mais informações: http://www.spcd.com.br/

São Paulo Cia. de Dança - Conservatório de Tatuí - Foto: João Caldas/Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

TEATRO

SP Escola de Teatro

Oferece cursos gratuitos de formação em teatro abrangendo as mais diversas áreas das artes cênicas, dentre elas Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Dramaturgia, Humor, Iluminação, Sonoplastia e Técnicas de Palco. Além disso, a Escola mantém o Programa Kairós, que distribui bolsas de estudos e estágios para parte dos aprendizes, além de intercâmbios culturais.

Mais informações: www.spescoladeteatro.org.br

SP Escola de Teatro - Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

LITERATURA

Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos

As bibliotecas-modelo do Governo do Estado de São Paulo – uma, localizada no Parque da Juventude, e a outra, no Parque Villa-Lobos – oferecem diversas atividades voltadas para o público jovem, além do seu acervo de livros e jogos. Entre elas, oficinas de escrita criativa, de fotografia e de literatura. Há também o Luau, atividade regular que apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia, e oferece um espaço para apresentações musicais. Todas as atividades são gratuitas.

Mais informações: https://bsp.org.br/ e https://bvl.org.br/

Biblioteca do Parque Villa-Lobos - Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

FORMAÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL

Fábricas de Cultura

Programa de difusão e formação cultural que oferece cursos gratuitos e atividades de difusão cultural para toda a comunidade. O programa conta com 10 unidades espalhadas pelas zonas norte, sul e leste, e suas atividades contemplam diversas linguagens, como teatro, dança, música, circo, artes visuais, literatura e multimeios.

Mais informações: http://fabricasdecultura.org.br/

Oficinas Culturais

As quatro unidades do programa realizam atividades gratuitas de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas, como artes visuais, circo, dança, fotografia, literatura, música, teatro, entre outras.

Mais informações: http://www.oficinasculturais.org.br/

No Theatro São Pedro, trilhas sonoras de filmes de Charlie Chaplin

Seguindo com a série Música de Câmara, o Theatro São Pedro, apresenta um programa especial que une cinema e música. Nos dias 7 e 8 de abril, um Quinteto de Metais e Bateria da Orquestra do Theatro São Pedro será responsável por musicar duas produções de um dos grandes nomes da sétima arte: os curtas O Balneário e O Imigrante, de Charlie Chaplin, que em abril celebramos 129 anos de seu nascimento. As apresentações ocorrem no sábado, às 20h00 e domingo, mais cedo, às 17h00, e a entrada é gratuita.

Os filmes serão exibidos com trilha sonora dos músicos Fábio Simão e Fábio de Oliveira (trompetes), Rafael Nascimento (trompa), Maurício Martins e Ricardo Pacheco (trombones) e Rubens de Oliveira (bateria), que estarão no palco. Para acompanhar as histórias de Carlitos, eles interpretam obras dos séculos 19 e 20 escritas por Claude Debussy, Edgar Dowell, Léo Debiles, Scott Joplin, entre outros.

Esta programação de Música de Câmara do Theatro, intitulada Cine São Pedro, visa preservar com frescor a relação do público com o cinema mudo, tendo a música como principal elemento de cena e promover o contato com a sétima arte em uma sala de concerto. O espetáculo também tem por objetivo resgatar a história centenária do São Pedro, inaugurado em 1917 como cinema

O Imigrante

Em O Imigrante, Carlitos chega aos Estados Unidos ou “a terra das oportunidades”, onde é mais um imigrante que foi tentar a vida. No navio conhece uma jovem, que acompanha sua mãe, e os dois se apaixonam. Ao término da viagem, os dois se separam. Ele tenta encontrá-la, e o encontro acontece em um restaurante. De lá, partem para um dos poucos finais felizes de Chaplin.

Direção e Roteiro: Charles Chaplin

Elenco: Charles Chaplin, Edna Purviance, Eric Campbell

Duração: 20 minutos

 

 

O Balneário

Em O Balneário, que se passa em uma estação de águas térmicas, vemos Carlitos, bem trajado, porém bêbado, tentando entrar por uma porta giratória, em uma das cenas clássicas do cinema. Neste curta, ele encarna um homem que tenta se recuperar da bebedeira, em um local que deveria emanar saúde. Um funcionário do hotel descobre que a mala de Carlitos traz, na verdade, diversas bebidas, e a joga pela janela. As bebidas vão parar na fonte de águas, e todos os hóspedes acabam bêbados.

Direção Charles Chaplin

Roteiro: Charles Chaplin, Vincent Bryan

Elenco: Charles Chaplin, Edna Purviance, Eric Campbell, Henry Bergman

Duração: 19 minutos

Show de despedida da banda Ócio no MIS

No próximo sábado, 7 de abril, o MIS  recebe o show da banda Ócio. Formado por Daniel Furlan (vocal/guitarra), Rodrigo Larica (baixo/vocal) e Patrick Preato (bateria), o grupo anuncia seu fim e faz seu último show em São Paulo na data. O show acontece às 16h00 na área externa e tem entrada gratuita.

O Ócio surgiu em Vitória, em 2006, com o lançamento de seu primeiro disco, Mood Swings. Em 2007, a banda partiu para Londres numa sequência de shows e gravações. Deu certo e acabaram retornando só no final de 2011. Em meio a apresentações regulares em casas londrinas, turnês e festivais pela Europa e eventuais vindas ao Brasil, o Ócio gravou seu segundo álbum, Guilty Beat. As sessões do disco se deram no Brasil (Estúdio Casa da Floresta com Ricardo “Cachalote” Mendes) e Inglaterra (Urchin Studios, do lendário Gordon Rafael), com produção de Dan Cox e Matt Ingram.

 

No show o grupo apresenta músicas de seus dois álbuns e do recém-lançado single Pump Up The Jam. O novo e derradeiro trabalho, que já está disponível em vinil pela página da banda e nas plataformas digitais, traz uma versão para o sucesso oitentista de house music Pump Up The Jam do Technotronic, além de dois b-sides numa pegada bem mais suave do que a banda estava acostumada: I’ll Set Rob’s Mercedes On Fire Again e No One.  Pump Up The Jam acabou de ganhar um clipe, ironicamente apocalíptico, dirigido por Furlan e pela artista de Curitiba Giovana Giacomini. Confira: www.youtube.com/ociovideos

 

 

 

 

Daniel Furlan (vocal/guitarra): Originalmente cartunista da revista Quase, até falir a MTV criando O Último Programa do Mundo e quebrar a internet com o Choque de Cultura.

 

 

 

 

 

 

Patrick Preato (bateria): Tocava em diversas bandas de metal de Vitória até ser salvo pelo Ócio.

 

 

 

 

Rodrigo Larica (baixo/vocal): Originalmente tocava em big bands de jazz em Vitória, até ser estragado pelo Ócio.

Projeto Guri beneficia jovens de todo Estado com formação musical!

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Criado em 1995 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é um programa de formação cultural e inclusão social que disponibiliza cursos gratuitos de iniciação musical a crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de todo o Estado que possuam frequência regular na escola. As aulas, de teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão, acontecem no contraturno escolar. Os materiais didáticos e instrumentos musicais, oferecidos gratuitamente, garantem uma melhor instrução e preparação dos alunos, que periodicamente, também participam de apresentações públicas e festivais de música.

“Os repertórios dos grupos infantis e juvenis são desenvolvidos especificamente para cada grupo, respeitando-se sempre o nível técnico dos alunos e alunas que passaram na seleção para a temporada. Além de obras e arranjos do repertório tradicional e contemporâneo, são encomendadas peças e arranjos inéditos para todas as formações vocais e instrumentais. É uma maneira de fomentar a produção musical para este tipo de grupo, dando a oportunidade para os alunos realizarem estreias de obras, trabalhar em parceria com os compositores e arranjadores."
MESSAGE-ICON
Giuliana Frozoni
Gestora Pedagógica dos polos do Projeto Guri na capital

Para possibilitar a continuidade da formação musical dos jovens, a Secretaria de Cultura investiu, em 2017, mais de R$92 milhões no Guri. Ao longo dos anos, o Projeto atendeu 324 mil crianças e adolescentes em seus 384 polos (46 na Capital e Grande São Paulo e 338 no interior, litoral e unidades da Fundação Casa). “O guri me proporciona crescimento pessoal e musical, e o que eu mais gosto – no projeto – é de participar das apresentações musicais, interagir com os alunos… gosto também dos encontros de bandas, entre outras coisas. No momento minha maior motivação é participar do GR, que nos dá essa experiência de tocar com uma orquestra. Futuramente, meus planos é fazer aula na Emesp e entrar para uma faculdade de música”, afirmou, o ex-aluno de trombone do Polo Vinhedo e atual integrante do Grupo de Referência de Jundiaí, Vinícius Ioti Rossi, de 17 anos.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
"Aprender a tocar um instrumento ou a cantar já é por si só um grande benefício: quem conhece música está dominando uma nova linguagem, ou seja, está expandindo suas possibilidades de comunicação. Além disso, a prática coletiva de música, da forma que acontece no Projeto Guri, ajuda a potencializar diversas outras características positivas do aluno. Quando o guri pratica em conjunto aprende a respeitar diferenças, percebe os distintos papéis que cada elemento de um grupo tem no todo, aprende a ser protagonista, além de apoiar o protagonismo do outro. Há relatos dos pais dos alunos e dos professores, dizendo que a concentração e atitude na escola também melhoram após a frequência ao Guri. Também, percebemos um impacto nas relações familiares: como a música é uma atividade muito associativa, os pais sentem imenso orgulho das apresentações dos filhos, o que ajuda a fortalecer os vínculos.”
MESSAGE-ICON
Marisa Gianetti
Assessora de planejamento do Projeto Guri

Dia Mundial de Conscientização do Autismo: música auxilia no desenvolvimento

No dia 2 de abril é celebrado o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, também conhecido como Transtornos do Espectro Autista (TEA). São transtornos que causam problemas no desenvolvimento da linguagem, nos processos de comunicação, na interação e comportamento social da criança.  Estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo todo possuem algum tipo de autismo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, esse número passa para 2 milhões. Esse transtorno não possui cura e suas causas ainda são incertas, porém ele pode ser trabalhado, reabilitado, modificado e tratado para que, assim, o paciente possa se adequar ao convívio social e às atividades acadêmicas o melhor possível.

Entre as terapias, a música é uma das indicadas para auxiliar no desenvolvimento de pessoas com TEA. Segundo a terapeuta ocupacional, Dayane Sanches de Castro, do Grupo São Cristóvão Saúde, estudos mostram que a musicoterapia abre o canal de comunicação em diversos sentidos sensoriais, “além de auxiliar na atenção e autonomia, desenvolvendo suas habilidades de comunicação, cognitivas, motoras e sociais”, completa. E o Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, é um desses lugares procurados por pais e cuidadores de crianças e jovens com TEA. O programa recebe jovens de 6 a 18 anos independentemente de qualquer deficiência, síndrome ou transtorno. Segundo pesquisa de perfil dos alunos, do total de alunos que passaram pelo Guri, 857 possuíam alguma deficiência. Destes, 8,4% possuíam diagnóstico de TEA.

“O TEA apresenta uma multiplicidade de gradações. O que quer dizer que cada criança atingida pelo autismo tem características muito particulares que devem ser observadas pelos educadores para o seu melhor desempenho. É por esse motivo que contamos, na nossa equipe pedagógica, com alguns profissionais engajados com o tema.”
MESSAGE-ICON
Valéria Zeidan
Gerente pedagógica da Amigos do Guri

A trajetória de Maria Clara Oliveira, 11 anos, mostra como a música pode auxiliar no processo de desenvolvimento. Filha única, Maria Clara só começou a falar com 9 anos. Após a investigação de vários profissionais de saúde, a mãe, Maria de Fátima Oliveira, recebeu o diagnóstico do Transtorno do Espectro do Autismo. Foi a própria filha que se interessou pela música ao tomar conhecimento do Guri, mas a mãe acreditava que a dificuldade motora seria um impeditivo. Há um ano no Projeto, a aluna de violoncelo do Polo São Roque se esforça cada vez mais para avançar nos níveis de aprendizado. “Faz pouco tempo que ela voltou a falar e ainda assim se comunica com todos no Guri, faz amizade. No começo, ela gritava na aula, era muito hiperativa e tímida. Agora, está centrada, disciplinada e se esforça cada vez mais por conta da dificuldade motora”, comemora Maria de Fátima.

O aluno João Vitor de Souza, 13 anos, foi diagnosticado com TEA aos 7 anos. Os pais encontraram na musicoterapia um apoio para o desenvolvimento do garoto, que sempre gostou de música, inclusive clássica, mas nunca suportou barulho. Mesmo com a resistência de João, os pais insistiram e incentivaram sua entrada no Projeto Guri. Ele hoje estuda percussão no Polo Itararé. “Sinto que a música mudou sua autoestima, ele sente que está fazendo algo especial e eu o recordo sempre de que esse desafio o torna corajoso para investir cada vez mais em seu potencial próprio”, conta a mãe, Márcia Jesus de Souza. 

João se desenvolveu tanto que já faz parte de uma turma avançada. Socializa com os colegas e até ajuda quem está com dificuldade. O educador do adolescente, Alan Lessa, conta que o menino também o ensina: “Aprendo com ele em cada aula e dou mais atenção para que ele esteja no ritmo dos outros alunos e não desanime. Parte de seu aprendizado é muito rápida. Só preciso dar uma atenção maior na parte teórica e tentar mantê-lo sempre focado”, pontua o educador

Aluna Maria Clara Oliveira
“É nas relações entre os diferentes que construímos nossa visão de mundo em sociedade. Ao longo de 22 anos de experiência, utilizando salas de ensino mistas, coletivas e inclusivas, percebemos o quanto é fundamental e saudável para o desenvolvimento humano equilibrado esta convivência.”
MESSAGE-ICON
Fabiola Formicola
Gerente de Desenvolvimento Social da Amigos do Guri

Alunos do Projeto Guri participam do musical “Os Addams Vem Aí”

Alunos e alunas de coral dos polos São Carlos e Araraquara do Projeto Guri participarão do musical “Os Addams Vem Aí”, que acontece no dia 5/4, às 19h30, no Teatro Municipal de São Carlos. Os estudantes do maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, dividirão o palco com a Cia. Musicale. Logo na abertura, cantarão a música Pra Quem é Addams e, durante o espetáculo, apresentarão A Lua e Eu, Morte Ali na Esquina e Segue Atrás das Trevas.

 “A ideia é proporcionar aos Guris a vivência de palco, permitindo a interação entre artistas profissionais e aprendizes em um espetáculo completo onde todos cantam, dançam e atuam. Eles ajudarão os personagens principais a contar a história da Família Addams, que tem gosto muito peculiar por tudo o que é sombrio”, disse Aniela Rovani, diretora do musical e supervisora educacional do Projeto Guri.

 

Serviço: Os Addams Vem Aí

Quando: 05 de abril, quinta-feira

Horário: 19h30

Local: Teatro Municipal de São Carlos “Dr. Alderico Vieira Perdigão”

Endereço: R. Sete de Setembro, 1.735, Centro – São Carlos/SP

Entrada: R$ 10,00 (meia) / R$ 20,00 (inteira)

Pontos de vendas: Highstil (Shopping Iguatemi), Shoemix Calçados (R. Jesuíno de Arruda, 1.978) e no dia, na porta do Teatro.

Evento aberto ao público

Conheça o Curso de DJ das Fábricas de Cultura!

A Fábrica de Cultura de Sapopemba disponibiliza gratuitamente uma oficina que promete sacudir a galera: O Curso de DJ com o educador Jefferson Mendes, mais conhecido como DJ Smockey, é para jovens, crianças e adultos – incluindo pais e avós!

“O curso tem 4 meses de duração, e neste período os alunos vão do primeiro contato com o equipamento à discotecagem”, explica Smockey, que fez parte de um dos grupos de hip hop do país, o Doctor MC’s. “Trabalho na Fábrica de Cultura há 4 anos e muitas turmas já se formaram neste lugar”. Com ênfase na história dos DJ’s no Brasil e no mundo, o curso também fala sobre ritmos, percepção musical, mixagem, especificações dos equipamentos, além de estudos sobre os diferentes estilos musicais, como eletrônica, rap, MPB, rock, R&B, samba rock, soul, entre outros gêneros.

"Fico contente pois desde que eu me tornei educador eu sempre tento passar para os meus alunos tudo o que deu certo para mim."
MESSAGE-ICON
Jefferson Mendes | DJ Smockey
DJ Profissional e Educador das Fábricas de Cultura

Um DJ é um profissional que vai além de levar agitação e euforia, mas também cria diferentes composições, mixa músicas, seleciona e produz sua playlist de forma que consiga contagiar o público ouvinte, seja em pistas de dança, bailes, clubes, boates e/ou  danceterias. “Eu sou DJ desde o final da década de 70, comecei a tocar quando era bem jovem. Sempre conto minha trajetória para os alunos como forma de ensiná-los e incentivá-los a seguir seus sonhos. Hoje o DJ é muito valorizado, tanto publicamente como legalmente, e isso é muito importante para eles”, afirmou Jefferson.

 “A Fábrica de Cultura tem uma grande importância, pois está oferecendo um curso muito bom, gratuito, difícil de achar”, afirma o aluno Guilherme Faria, de 16 anos. Guilherme Reis, de 17 anos, complementa: “A história do professor é demais! Eu sempre quis trabalhar como DJ, isso ia ser muito difícil se a Fábrica de Cultura não estivesse disponibilizando esse curso”.

A presença feminina faz grande diferença nas aulas. “É bem difícil encontrar uma mulher DJ. Os meninos ficam chocados com a nossa presença. Passei a ter vontade de aprender essa profissão através dos vídeos de DJ’s famosas”, afirma Beatriz dos Santos, de 17 anos, que está em seu segundo semestre de curso.

Em visita ao curso para uma oficina especial, o DJ Ronaldinho da Rádio Energia 97FM elogiou a estrutura e a iniciativa: “Achei o projeto sensacional e vou indicar pra um monte de gente. É uma iniciativa de vida, onde você dá uma direção para as pessoas. Isso é importante para estimular o gosto das pessoas e sugerir como uma profissão a seguir”.

"Isso é uma homenagem a nós, DJ’s!"
MESSAGE-ICON
Isso é uma homenagem a nós, DJ’s
Rádio Energia 97FM

Conheça a Fábrica de Cultura de Sapopemba!

 

A unidade funciona de terça a domingo, e fica na Rua Augustin Luberti, 300 (esquina com a rua André Thevet).

Gabriela Montero volta a São Paulo para concertos, recital e masterclass gratuita na OSESP

Entre os dias 12 e 14 de abril, a Osesp apresenta três concertos sob a regência do maestro britânico Alexander Shelley e com a participação da pianista venezuelana Gabriela Montero. A solista também ministrará uma masterclass gratuita no dia 9 e apresentará um recital solo no dia 10, onde tocará obras de Schumann, Shostakovich e Chick Corea, além das suas já tradicionais e conhecidas improvisações sobre temas diversos (por vezes propostos pelo público, vezes propostos pela própria artista).

Nas apresentações com a Osesp, Montero será solista no Concerto nº 14 para Piano em Mi bemol maior, KV 449, de Mozart. O repertório destes concertos se completa com duas obras que fazem parte das séries especiais da Temporada 2018: O Barbeiro de Sevilha: Abertura, do italiano Gioacchino Rossini, que faz parte da homenagem aos 150 anos de morte do compositor; e a Sinfonia nº 4, de Beethoven, parte do projeto As Nove Sinfonias, que apresentará, ao longo da temporada, todas as sinfonias do compositor alemão.

Nascida na Venezuela, Gabriela Montero formou-se pela Royal Academy of Music, em Londres, onde foi aluna de Hamish Milne. Já se apresentou com as sinfônicas de Chicago, Viena, Sydney e da Cidade de Birmingham, e também com as filarmônicas de de Roterdã, da Rádio Holandesa e Real de Liverpool, entre muitas outras. Seu CD “Bach and Beyond” obteve dois prêmios Echo Klassik. Muita ativa em movimentos por direitos humanos, foi nomeada Consul Honorária da Anistia Internacional e é uma forte opositora da atual situação de seu país.

Já o maestro londrino Alexander Shelley estudou violoncelo e regência na Alemanha e foi regente titular da Sinfônica de Nuremberg, com a qual esteve na Itália, Bélgica e China. Em 2015, assumiu a regência principal na  Royal Philharmonic, de Londres, e regularmente está à frente das Orquestras de Gewandhaus de Leipzig e as Filarmônicas de Estocolmo, Hong Kong e Melbourne. Em 2016, foi consagrado com o prêmio ECHO, pela gravação de “Pedro e o Lobo”.

 

Informações sobre os concertos

Recital Gabriela Montero: 10/abr (ter), às 20h30. Ingressos: R$ 50,00 a R$ 122,00.

Mais informações

Concerto Osesp, Shelley e Montero: 12/abr (qui) e 13/abr (sex), às 20h30; 14/abr (sáb), às 16h30. Ingressos: R$ 50,00 a R$ 222,00.

Ensaio Aberto: 12/abr (qui), às 10h00. Ingressos: R$ 12,00.

Mais informações

Masterclass

09 ABR segunda (11h às 13h)

Gabriela Montero (piano)

Inscrições (gratuitas) abertas para executantes e ouvintes através do e-mail academia@osesp.art.br.

 

Os concertos da Osesp são uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado da Cultura, e contam com o patrocínio do Itaú Personnalité, Banco Votorantim, BBMapfre, Facebook, Ultra, Via Varejo, Mattos Filho e Deloitte.

Saiba quem são os vencedores do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2018!

Aconteceu na noite do dia 26/3 a cerimônia do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2018! Os finalistas concorreram em nove categorias: arte para crianças, artes visuais, cinema, circo, dança, música, teatro, territórios culturais e instituições culturais. 

Os vencedores escolhidos pelo júri especializado receberam, no total, R$ 580 mil em prêmios, o que faz da premiação uma das maiores do país no segmento cultural. Além da premiação em dinheiro, no valor individual de R$ 60 mil, os vencedores escolhidos tanto pelo júri quanto pelo voto popular receberam um troféu exclusivo confeccionado pela artista Edith Derdyk.

A votação popular foi realizada no site www.premiogovernador.sp.gov.br e contou com mais de 95,5 mil votos, 25% a mais que na edição anterior, que contabilizou 71,3 mil.

Quer saber quem foram os grandes vencedores da noite? Acompanhe a matéria:

Destaque Cultural

A categoria homenageou o gestor cultural Eduardo Saron. Mestre em Administração e gestor cultural há 16 anos, Saron é diretor superintendente do Instituto Itaú Cultural e diretor da Associação Nacional de Entidades Culturais Não Lucrativas (ANEC). É também conselheiro do Museu de Arte de São Paulo (MASP), da São Paulo Companhia de Dança e membro do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC) do Ministério da Cultura, além de vice-presidente executivo da Fundação Bienal de São Paulo. O prêmio foi um reconhecimento à sua trajetória profissional e por sua contribuição para a democratização do acesso, incentivo, difusão e valorização da arte e da cultura. O troféu foi entregue pelo secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna, que celebrou a escolha e destacou a importância do evento. “Estamos em um dia de festa, mas também de resistência. A cultura é fundamental para enfrentar, com uma onda de alegria e criatividade, a situação atual do país”, declarou Penna.

"A gente vem pontuando por muitos anos uma coisa que é importante e fundamental: a democratização do acesso à arte e cultura do Brasil."
MESSAGE-ICON
Eduardo Saron
Gestor do Instituto Itaú Cultural

Arte para Crianças

Lizette Negreiros

Lizette Negreiros

Escolhida pelo júri. É responsável pela programação de teatro do Centro Cultural São Paulo, onde desenvolve projetos para o teatro infantojuvenil, recebe e coordena temporadas de grupos e artistas há mais de trinta anos. Foi presidente da Associação Paulista de Teatro para a infância e juventude – APTIJ, jurada de vários festivais de teatro e do Prêmio Femsa. No cinema, participou, entre outros, dos filmes “Eles não usam black-tie”, “Vera” e “A Hora da Estrela”.

Trupe Banana's

Trupe Banana's

Escolhida por votação popular. O grupo foi fundado em 2010 na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. Com foco no público infantil, o grupo busca levar diversão e reflexão não só para as crianças, mas também aos adultos que as acompanham. Os espetáculos da Trupe são interativos e dinâmicos, quebrando a barreira entre palco para levar cultura e risadas para todo o país e todas as classes sociais.

"Arte para crianças é o que a gente carrega, que transforma e que queremos que elas vivenciem."
MESSAGE-ICON
Lizette Negreiros
Destaque na categoria "Arte para Crianças"

Artes Visuais

Tomoshige Kusuno

Tomoshige Kusuno

Escolhido pelo júri e pelo voto popular. Desenhista, pintor, artista visual, professor e gravador, foi parte do Núcleo de Arte de Vanguarda, em Tóquio, Japão, na década de 1950. Imigrou para o Brasil em 1960, onde trabalhou como orientador de atividades artísticas na Comunidade Yuba, além de participar ativamente de exposições que deram ao movimento artístico nacional e internacional condições de se desenvolverem. Já realizou 36 exposições individuais em diversos países e participou de diversas coletivas e salões.

Cinema

Cinemateca Brasileira

Cinemateca

Escolhida pelo júri. Criada em 1946, possui o maior acervo audiovisual da América do Sul e é responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira, além de documentação não fílmica da área, do acesso e da difusão deste acervo. Abriga 240 mil rolos de filme – cerca de 42 mil títulos – de obras de ficção, documentários, cinejornais, filmes publicitários e registros familiares produzidos desde 1913. O acervo não fílmico começou a ser constituído também em 1946 e reúne mais de um milhão de documentos.

Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Mostra Ecofalante de

Cinema Ambiental

Escolhida pelo voto popular. A Mostra é conhecida por fomentar discussões sobre os assuntos mais urgentes da atualidade, e promove exibições gratuitas em salas de cinema, espaços públicos, além de instituições culturais e de ensino. Desde sua primeira edição, em 2012, a Mostra Ecofalante e as atividades educativas da ONG já atingiram diretamente mais de 190 mil pessoas. Foram exibidos 424 filmes, de todos os continentes, em 26 cidades paulistas.

"Essa é maior mostra gratuita de cinema de São Paulo que, há 7 anos, promove o debate com a sociedade. No ano passado conquistamos um público de 77 mil pessoas."
MESSAGE-ICON
Chico Guariba - representante da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental
Destaque na categoria "Cinema"

Circo

Grupo La Mínima

Grupo La Mínima

Escolhido pelo júri. A companhia de circo e teatro foi fundada por Domingos Montagner e Fernando Sampaio em 1997. O circo e a arte do palhaço de picadeiro conduzem o trabalho do grupo com um repertório de 14 espetáculos, sendo o último “Pagliacci”, de 2017, em comemoração aos seus 20 anos de história. Ao longo de sua trajetória já passou pelos mais renomados festivais nacionais e internacionais, como Festival Paulista de Circo, Festival de Curitiba, Festival Mundial de Circo de Demain, Teatralia e Festclown, e recebeu alguns dos mais importantes prêmios da categoria.

Circo Escola Diadema

Circo Escola de Diadema

Escolhido pelo voto popular. Fundado em 2008 por um grupo de artistas circenses, técnicos e arte educadores, atualmente é o carro chefe da Associação Cultural e Educacional Circense Tápias Voadores. O resultado do trabalho pode ser visto no atendimento a 1800 pessoas nas faixas etárias de três a 80 anos, garantindo a perpetuação da arte circense nas suas diversas modalidades, por meio das suas nuances e estética. O Circo Escola de Diadema é uma referência desde as suas estruturas, qualificação técnica e parcerias com o poder público, colaboradores e sociedade civil.

"O La Mínima tem o pé fincado na tradição - Stankovich e Circo dos Sonhos que estão aqui presentes - temos o maior respeito por todos. Estar aqui hoje só aumenta a nossa dívida com o Circo."
MESSAGE-ICON
Fernando Sampaio - representante do Grupo La Mínima
Destaque na categoria "Circo"

Dança

Companhia de Danças de Diadema

Companhia de Danças de Diadema

Escolhido pelo júri. Criada em 1995 por Ivonice Satie, realiza espetáculos, oficinas, mostras e projetos de dança por todo o país. Desenvolve um programa que proporciona o acesso à linguagem da dança e das artes em geral, valorizando a inclusão cultural, incentivando a produção artística e fomentando o interesse de novas plateias, sempre com o apoio da Prefeitura do Município de Diadema e outros colaboradores. Os profissionais da Companhia, além de bailarinos, são também artistas orientadores, ministrando oficinas de danças de diversos estilos para os integrantes da comunidade local.

CIa. Discípulos do Ritmo

Cia. Discípulos do Ritmo

Escolhido pelo voto popular. A companhia de danças urbanas foi criada em 1999 pelo diretor por Frank Ejara e é o primeiro grupo brasileiro a trabalhar danças urbanas nas artes cênicas de forma híbrida e profissional. A intenção da companhia desde o princípio não foram os festivais competitivos e as batalhas de dança, mas a defesa das danças urbanas em prol das artes cênicas. A Cia. Discípulos do Ritmo tem em seu repertório espetáculos como “Tá Limpo”, “Fresta”, "Urbanóides 2.0", “O Som do Movimento”, “Caixa Preta” e “Lemniscata”.

"Essa trajetória não seria traçada sem a equipe que acompanha a Companhia, criada por Ivonice Satie, saudosa bailarina que teve uma ideia a frente do seu tempo."
MESSAGE-ICON
Ana Bottosso - representante do Companhia de Danças de Diadema
Destaque na categoria "Dança"

Instituição Cultural

Instituto Alfa de Cultura

Instituto Alfa de Cultura

Única categoria eleita somente por voto popular. A instituição privada e sem fins lucrativos, que administra o Teatro Alfa, tem 20 anos de existência. O teatro foi pioneiro na oferta de espetáculos culturais diversificados e de alta qualidade. Além de produzir e receber espetáculos de dança, teatro infantil, música e teatro musical, o instituto desenvolve amplo trabalho com as escolas e ONGs do entorno. As crianças e jovens são convidados a assistir e participar de programas que visam aproximá-los das artes cênicas, tanto do ponto de vista técnico quanto artístico.

"Recebemos, ao longo desses anos, 3,5 milhões de pessoas em mais de 7,5 mil espetáculos. O prêmio é um incentivo para que continuemos desenvolvendo um trabalho de grande importância social para todos."
MESSAGE-ICON
Fernando Guimarães - representante do Instituto Alfa de Cultura
Destaque na categoria "Instituição Cultural"

Música

Jonnata Doll & Os Garotos Solventes

Jonnata Doll &

Os Garotos Solventes

Escolhido pelo júri. Surgida em 2009 em Fortaleza e residindo em São Paulo, a banda traz uma música baseada na subcultura punk e na biografia dos excluídos, mostrando rock em estado bruto. Seja nos palcos pelo Brasil – ou mesmo no teatro ou nas telas de cinema – a performance do quinteto é intensa e visceral, de quem desnuda a alma. Jonnata Doll andrógino, canta, dança, cai, arrasta-se no palco. Suas letras são ecos de literatura beat e de filmes de terror, amores perdidos, misturados a uma biografia de excessos.

Thereza Alves

Thereza Alves

Escolhido pelo voto popular. Cresceu no bairro da Vila Rezende em Piracicaba e aprendeu a cantar junto da mãe, ouvindo os programas de rádio da Mayrink Veiga, Tupi e da Rádio Nacional. Com 15 anos, iniciou sua carreira artística na Rádio Difusora de Piracicaba, cantando em programas de calouro. Cantou na Rádio e TV Record de São Paulo, nos programas de Geraldo Blota e Iani Junior. Gravou o LP “Roda de Violeiros” em 1961 e um 78 rotações pela gravadora RCA Camden como prêmio musical da Rádio Bandeirantes. Apresentou-se ao lado de grandes nomes da música popular no Brasil e no exterior.

"Quero dedicar esse prêmio à galera que dorme no chão, às mulheres, ao movimento negro, ao movimento LGBT e a todo o rock 'n' roll de São Paulo, que ainda tem muito a dizer sobre as diferenças."
MESSAGE-ICON
Jonnata - representante da banda Jonnata Doll & Os Garotos Solventes
Destaque na categoria "Música"

Teatro

Lenise Pinheiro

Lenise Pinheiro

Fotógrafa paulistana especializada em teatro, vem retratando, desde 1983, o que há de mais expressivo nos palcos brasileiros. Já trabalhou para José Celso Martinez Corrêa, Antunes Filho, Daniela Thomas, Antônio Araújo, Fauzi Arap, Enrique Díaz, Mário Bortolotto, Deborah Colker, Marco Antonio Rodrigues, José Possi Neto, Miguel Falabella, Marco Antonio Braz, Gabriel Villela, Marcelo Drummond, Gerald Thomas e muitos outros. Em suas exposições, manteve o foco no teatro, participando ao todo de 38 mostras, sendo oito coletivas e 30 individuais.

Grupo Caixa Preta de Teatro

Grupo Caixa Preta de Teatro

Fundado por Fernando Barbosa e Fabiano Muniz há 24 anos, o grupo produz atividades que potencializam e desenvolvem a educação e a cultura na Região do Vale do Ribeira, promovendo ações independentes de caráter sociocultural. O grupo já produziu cerca de 25 espetáculos e se apresentou por diversos estados do Brasil, tendo sido convidado em novembro de 2017 a produzir e dirigir o espetáculo “Romeu Ma Julieta – Uma Tragédia Crioula”, na cidade de Mindelo, Cabo Verde, para a abertura do 23º Mindelact – Festival Internacional de Teatro do Mindelo.

"Dei início aos meus trabalhos aqui, no Teatro Sérgio Cardoso. Receber um prêmio dessa magnitude faz com que nossos ânimos se renovem!"
MESSAGE-ICON
Lenise Pinheiro
Destaque na categoria "Teatro"

Territórios Culturais

Coletivo Cultural Cenário Urbano

Coletivo Cultural Cenário Urbano

O grupo atua há 17 anos, realizando grandes e pequenos eventos, além de manifestações culturais como Consciência Negra e Aniversário do Bairro. Desde 2014 vem focando na reeducação ambiental, tendo a cultura como valorização do espaço. A grande mídia, prefeituras e até uma empresa de lixo urbano deram apoio, tendo visto no projeto um grande potencial de reunir famílias para falar de arte, de consciência ambiental e de como o lixo pode nos prejudicar. Os eventos realizados pelo Coletivo Cultural Cenário Urbano contam sempre com a participação de todos os presentes.

Hangar 110

Hangar 110

Foi inaugurado em outubro de 1998, com o intuito de abrir espaço para o cenário artístico underground. Além de shows de música alternativa, o espaço sediou palestras, exposições de fotos e feiras de gravadoras independentes, entre outros eventos. O Hangar tornou-se uma referência do rock nacional e internacional – passaram por seu palco nomes como Ratos de Porão, Inocentes, Cólera, Titãs, Raimundos, CPM 22, NX Zero, Dead Fish, Marky Ramone, CJ Ramone e Ritchie Ramone, Shelter, Toy Dolls e New York Dolls. Foram mais de 9000 shows em 19 anos de atividades.

"Através do diálogo, o Cenário Urbano conseguiu fazer com que um ponto de lixo virasse espaço para a cultura, para a poesia, para o hip hop, para o graffitti, para a arte de rua."
MESSAGE-ICON
Coletivo Cultural Cenário Urbano
Destaque na categoria "Territórios Culturais"

Orquestra Tom Jobim abre temporada no final de semana com repertório dedicado a Chico Buarque

Com participação especial da cantora Mônica Salmaso e do Madrigal do Coral Jovem do Estado, grupo se apresenta sexta, no Theatro São Pedro e domingo, na Sala São Paulo, este com entrada gratuita (mais…)

Ex-aluno do Conservatório de Tatuí apresenta recital de piano

Felipe de Souza, que segue seus estudos na Alemanha, visita a instituição para mostrar um pouco da sua experiência no exterior (mais…)

Orquestra do Theatro São Pedro recebe maestro Carlos Gomes

Grupo recebe o maestro Cláudio Cruz, para interpretar obras do maior nome do Romantismo brasileiro nos dias 24 e 25 de março (mais…)

Sambaranda concorre ao maior prêmio de música a cappella do mundo

O sexteto de jazz vocal que concorre ao CARA (Contemporary A Cappella Recording Awards), maior prêmio de música a cappella do mundo, realizou apresentação na Secretaria da Cultura do Estado no último dia 9 de março. Os artistas estarão em Boston, nos Estados Unidos, no dia 8 de abril, para participar da premiação.

Confira trecho da apresentação do Sambaranda na sede da Secretaria da Cultura do Estado:

 

“Só Samba” é o novo concerto da Jazz Sinfônica no Memorial

O Memorial da América Latina será novamente palco para duas inéditas apresentações da Orquestra Jazz Sinfônica Brasil. Os concertos serão apresentados nos dias 23 e 24/3 no Auditório Simón Bolívar. Os ingressos tem preço promocional único de R$ 20 e podem ser adquiridos pelo site: www.ingressorapido.com.br.

A temática do repertório, sempre na tradicional linha de prestar homenagem aos grandes compositores, dessa vez contempla a interpretação de 12 dos mais consagrados sucessos da fina flor do samba nacional.  

Sob a regência do maestro Fábio Prado, a Jazz preparou arranjos à altura das obras de autores que fizeram história na MPB dos últimos 60 anos. Na apresentação, serão apreciados sucessos de Adoniran Barbosa, Ary Barroso, Chico Buarque, Gilberto Gil, entre muitos outros. 

Confira o programa completo para as duas noites de concerto:

 

Camisa Listrada – Assis Valente

Conselho de Mulher – Adoniran Barbosa

Corcovado – Tom Jobim

Deixa a Menina –  Chico Buarque

É Luxo Só – Ary Barroso e Luís Peixoto

Espinha de Bacalhau – Severino Filho

Incompatibilidade de Gênios – Aldir Blanc &João Bosco

Meio de Campo – Gilberto Gil

Preciso Me Encontrar – Candeia

Serenou – Délcio Carvalho

Vai Passar – Chico Buarque e Francis Hime

Vou Festejar – Dida e Jorge Aragão

Regência: Fábio Prado

Solista: Michel Moraes

Conexão Índia-Brasil na #CulturaSP!

Em janeiro de 2018, a Oficina Cultural Oswald de Andrade recebeu a Masterclass do coreógrafo indiano Astad Deboo. A aula contou com bailarinos com diferentes níveis de experiência, que tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da história da dança indiana e da experiência de Astad, que tem uma trajetória de mais de 40 anos na área. A atividade foi fruto de uma parceria entre a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e o Consulado Geral da Índia. Deboo e o grupo de tocadores também se apresentaram no Clube Hebraica.

“Tenho um enorme carinho pelo Brasil. É uma cultura muito rica, tenho uma forte relação com a música e a dança daqui e aprecio a alegria de viver dos brasileiros.”
MESSAGE-ICON
Astad Deboo
Coreógrafo

Para os alunos que participaram da aula, ficou a sensação de terem vivenciado uma experiência única. Daniel Reca, integrante da São Paulo Companhia de Dança desde 2013, comenta que é interessante observar a maneira como Astad fundiu a dança contemporânea com a dança tradicional indiana e trazer estes elementos para a própria realidade. “Acho muito legal para nós, bailarinos, enriquecermos nossa bagagem cultural com esse tipo de experiência, que nos traz mais recursos na hora de improvisar e de criar elementos para o nosso trabalho aqui dentro da companhia”, afirma Daniel.

 

 

 

O Clube Hebraica recebeu também, em fevereiro de 2018, o violinista L. Subramaniam e a sua esposa cantora Kavita Krishnamurthya. O casal apresentou o espetáculo de música clássica Indiana e Global Fusion, encerrando a noite com uma belíssima interpretação de “Asa Branca”. Confira!

Música ao vivo em Cidade Tiradentes no fim de semana!

Quem passa pela Avenida Paulista aos domingos já se acostumou com as inúmeras apresentações musicais no percurso da via. No entanto, em bairros mais afastados do centro, atividades culturais nas ruas, apesar de regulamentadas, não acontecem com tanta frequência. Com o objetivo de mudar este cenário, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo criou o projeto SP Cultura na Rua, que leva shows gratuitos para as periferias de São Paulo.

A iniciativa já passou pelos bairros Cidade Tiradentes, Vila Nova Cachoeirinha, Capão Redondo, Jardim São Luís, Brasilândia, Belém e Jaçanã, e retorna para Cidade Tiradentes no próximo sábado, 17/3, no coreto da Av. dos Metalúrgicos, das 13h às 17h, com as bandas Quixote, Cantigas de Nylon, Cidadão de Bem e Banda Fhilin.

 

Conheça os artistas!

 

Quixote, artista que começou na música aos 12 anos e estudou poesia na Casa das Rosas, apresenta uma mistura de rap, samba, reggae, MPB, rock e jazz, em voz e violão. Suas canções expressam positividade e sentimentos sobre a vida urbana, a alma e o amor.

Cantigas de Nylon, grupo de reggae, MPB e fóreggae (mistura de forró com reggae), formado por músicos independentes da periferia da Zona Norte de São Paulo, leva mensagens de paz e amor para a rua, o metrô e eventos culturais da cidade.

Cidadão de Bem apresenta repertório eclético do pop rock nacional e internacional misturando o estilo country e o rock em músicas autorais.

A Banda Fhilin, composta por quatro integrantes, apresenta diversos estilos musicais no formato acústico, com músicas autorais e covers. O grupo já se apresentou em todas as Fábricas de Cultura da Zona Leste e em praças da região.

Projeto Guri valoriza igualdade de gênero!

O Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8/3, levanta discussões sobre igualdade de gênero. E o Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – realizou levantamento interno para analisar a representatividade feminina na música. Ao todo, 50,1% das crianças e jovens que fazem aula no projeto são meninas. As alunas são incentivadas a escolher todo o tipo de instrumento, sem distinção alguma. Assim, constata-se que os cursos de coral, cordas friccionadas, cordas dedilhadas, madeiras e teclas apresentam maior presença feminina entre os alunos matriculados em 2016, com mais de 60% de predominância de meninas.

Além disso, 60% dos cargos de liderança e 42% dos educadores do projeto são mulheres. Exemplo disso é a Lívia Gastardel, de 30 anos, educadora de saxofone do Polo Regional Jundiaí há 5 anos. Com 18 anos, ela entrou no Conservatório de Tatuí, mas fazia as aulas apenas por hobby.

“Me encantei com aquela escola e com o mundo maravilhoso da música. Quando percebi já estava tão ligada ao instrumento que não me imaginava fazendo outra coisa a não ser musicista. Não foi fácil, mas sei que não seria tão feliz como sou se fizesse outra coisa. A música se tornou minha vida. Devido a ela, tenho uma profissão, conheci há 7 anos meu marido na Banda Sinfônica de Hortolândia, e agora teremos um filho".
MESSAGE-ICON
Lívia Gastardel
Educadora de saxofone do Projeto Guri - Polo Regional Jundiaí

A jovem passou por algumas dificuldades como a instabilidade financeira. “Meu pai sempre foi muito rígido e preocupado com o meu futuro, meus trabalhos não tinham estabilidade nenhuma. Até que com 25 anos, eu me tornei educadora do Projeto Guri, que emprega com regime CLT e pude me estabelecer melhor financeiramente”, contou.

Ao iniciar os estudos, Livia era uma das duas únicas mulheres presentes na turma de música. “Havia desconfiança da nossa capacidade. Por isso, sempre me dediquei muito para mostrar que podia ser mulher e ser uma excelente instrumentista”, concluiu.

Dia Mundial do DJ: comemoração no Largo da Batata!

Na próxima sexta-feira, 9/3, a Secretaria da Cultura do Estado realizará uma ação no Largo da Batata, em comemoração ao Dia Mundial do DJ.

Das 12h às 19h, DJ’s de diversas vertentes da música eletrônica se apresentarão em frente à estação Faria Lima do metrô. O objetivo do evento é destacar a dar maior visibilidade à profissão. As apresentações serão realizadas em um soundtruck (caminhão-palco) estacionado no local, com a presença dos DJ’s Mau Mau, Paula Chalup, Ryonn, Andy, Roger Jordan e a dupla Jay P & Vini Pistori.

Programação 

Durante mais de uma década, Roger Jordan desbravou o mercado DJing no Japão onde tornou-se residente de clubs renomados. De volta ao Brasil, envolveu-se em produção musical e sound design, além de percorrer diversos clubs e eventos. Atualmente é A&R de gravadora e descobre novos talentos nacionais e os lança para o mundo.

Um dos responsáveis pela disseminação da música eletrônica no Brasil, Ryonn abriu o mercado das grandes lojas para a música eletrônica com lançamentos importados que inspiraram o surgimento de gravadoras brasileiras voltadas para o segmento. Com discografia extensa, o artista se apresenta em eventos no Brasil e no exterior e está ligado a diversos eventos e produções de estúdio.

DJ Andy é considerado um dos “papas” do Drum N´Bass (gênero de música eletrônica similar ao Twist com ritmos mais acelerados) e foi responsável pela expansão da música eletrônica na periferia de São Paulo, atraindo jovens para outras partes da cidade.

Paula Chalup fez parte da geração clubber dos anos 90, e de lá para cá desenvolveu diversos projetos musicais, incluindo parceria com o DJ Mau Mau. Participa de grandes eventos e festivais – como Rock In Rio – e divide seu tempo como produtora musical, DJ, A&R de selo e empresária.

A dupla Jay P & Vini Pistori se apresenta no formato back 2 back, utilizando dois mixers e quatro CDJ´s (aparelho do tipo CD Player que possui recursos para utilização por DJs) fazendo apresentações únicas. Na produção musical, conseguiram destaque e apoio de nomes internacionais como Sasha, Hernan Cattaneo, Marco Carolla e Joris Voorn.

Com 30 anos de carreira, DJ Mau Mau é um dos maiores DJ’s do Brasil, conhecido por ter realizado releitura da Ópera O Guarani e a Parada da Paz, evento dos anos 90 que pregava a cultura da música eletrônica e a ocupação de espaços públicos.

Orquestra Jazz Sinfônica – Tributo a Tom Jobim

No mesmo palco em que fez seu concerto de estreia, em 1990, a Orquestra Jazz Sinfônica realizará um concerto em Tributo a Tom Jobim, no  Auditório Simón Bolívar, do Memorial da América Latina e Governo do Estado, no domingo, 11 de março de 2018, 12h.

Foto: Tom Jobim

Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim mais conhecido pelo seu nome artístico Tom Jobim, foi um compositor, maestro, pianista, cantor, arranjador e violinista brasileiro.  É considerado o maior expoente de todos os tempos da Música popular brasileira e um dos criadores e principais forças do movimento da Bossa Nova.

Serviço

Orquestra Jazz Sinfônica Brasil

Concerto: Tributo a Tom Jobim

Regência: João Maurício Galindo

Solistas: Paula Valente, Marcelo Ghelfi e Sidmar Vieira.

Local: Auditório Simon Bolívar – Memorial da América Latina

Data: 11/03 às 12h.

Ingressos: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia entrada (memorial definirá amanhã como será a venda);

Estacionamento no Local

São Roque recebe apresentação do Projeto Guri no Dia Internacional da Mulher

No dia 7 de março, às 16h00, alunos do Polo São Roque do Projeto Guri realizam apresentação em homenagem ao Dia Internacional da Mulher no Paço Municipal (Rua São Paulo, 966), em São Roque. A Orquestra homenageará as mulheres que trabalham na prefeitura da cidade com a música “Além do Arco-Íris”. A participação é gratuita.

Orindiúva recebe apresentação do Projeto Guri em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

No dia 12 de março, às 19h00, alunos de Percussão e Violão  do Polo Orindiúva do Projeto Guri realizam apresentação em homenagem ao Dia Internacional da Mulher no Anfiteatro Municipal de Orindiúva (Av da Saudade,s/n). Os grupos farão uma apresentação com repertório em homenagem às mulheres do município.

 

Tem show gratuito de música ao vivo em Jaçanã no fim de semana!

Quem passa pela Avenida Paulista aos domingos já se acostumou com as inúmeras apresentações musicais no percurso da via. No entanto, em bairros mais afastados do centro, atividades culturais nas ruas, apesar de regulamentadas, não acontecem com tanta frequência. Para mudar este cenário, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo criou o projeto “SP Cultura na Rua”, que leva shows gratuitos para as periferias de São Paulo!

As apresentações acontecem no dia 24/2, na Praça João Batista Vasques (mais conhecida como Praça do Jaçanã, em frente ao Museu do Jaçanã), das 14h às 17h, com a artista Mariana Degani e as bandas Tão São Quanto Francisco e Pássaro Vadio.

 

CONHEÇA OS ARTISTAS

A música da cantora e compositora Mariana Degani combina criações visuais com sonoridades tropicais e urbanas. Inspirada por diferentes atmosferas, a artista aproveita o simbolismo das cores, dos pássaros e de fatos reais para criar suas canções. Seu primeiro disco, “Furtacor”, foi lançado em São Paulo e apresentado em festivais na França, Espanha e Portugal.

Foto: Jorge Bispo
Foto: Jorge Bispo

A banda Tão São Quanto Francisco, formada por Gabriel Peri, Renão, Renato Pascoal e Kleyton Mendes, é conhecida por suas apresentações performáticas e a união harmoniosa da banda com o violão de nylon.

Foto: Tão São Quanto Francisco
Foto: Tão São Quanto Francisco

A banda Pássaro Vadio, formada pelos músicos Ramiro, Jojô e Dani Neves, apresenta um repertório que vai de ritmos folclóricos da música brasileira ao dream-pop e folk psicodélico, com composições próprias que misturam sonoridades de diferentes tempos e lugares e fazem referência a Caetano Veloso, Devendra Banhart, Fela Kuti, Tame Impala e Tom Jobim.

Foto: Pássaro Vadio
Foto: Pássaro Vadio

Aborto Elétrico Tributo faz show gratuito no MIS

Foto: Baterista e baixista do Capital Inicial, Fê e Flavio Lemos (à direita de Renato Russo na foto) /Reprodução

No próximo domingo, 18/2, a exposição Renato Russo – que homenageia um dos artistas mais icônicos da música brasileira – chega ao fim. Para fechar com chave de ouro uma das mostras mais elogiadas do museu, o MIS realiza o show da banda Aborto Elétrico Tributo.

No início dos anos 80, o Brasil caminhava para uma abertura política após anos de ditadura militar, e a capital, Brasília, absorvia com intensidade os ares da mudança cultural que se aproximava com o clima de maior liberdade. Esse contexto foi um terreno fértil para que jovens, influenciados pelo descontentamento do movimento punk e pela cena do rock inglês, dessem vida em Brasília a diversas bandas que iriam influenciar o restante do país.

Uma das primeiras e mais relevantes bandas desse período foi a Aborto Elétrico, fundada por Renato Russo, Fê Lemos e Flávio Lemos, que, mais tarde, daria origem às bandas Legião Urbana e Capital Inicial. Essa formação foi responsável pelas composições Música urbana, Fátima, Que país é esse, Geração Coca-Cola, Conexão amazônica, Tédio (com T um Bem Grande pra Você), Química e outras músicas que se tornaram hinos daquela geração. Hoje, passados mais de 30 anos do fim do grupo, a música do Aborto ainda é atual diante do cenário de caos que o Brasil atravessa. Com o propósito de reviver esse projeto, os músicos do Capital Inicial, Fê e Flávio Lemos, criaram o Aborto Elétrico Tributo (AET).

O AET é um show que desfila os hinos consagrados do rock de Brasília dos anos 80 tocados por alguns dos protagonistas desse período. “A ideia é levar ao público a mesma experiência de contestação e diversão que embalou os jovens daquela época”, comenta Fê Lemos, baterista do Capital Inicial. O Tributo conta, ainda, com o vocalista Franklin Santos e o guitarrista André de Matos, ambos da banda Fuzo (DF).

O Aborto Elétrico Tributo – que faz show inédito em São Paulo – promete uma apresentação histórica no MIS, às 16h30.

 

Show de abertura: Flying Chair

 

Foto: Divulgação

 

Antes do Aborto Elétrico Tributo subir ao palco, a banda Flying Chair se apresenta às 15h00. A Flying Chair surgiu há pouco mais de um ano e tem na sua formação o cantor e compositor Ciro Pessoa, um dos fundadores das bandas paulistas Titãs e Cabine C, que juntamente com Chico Marques nas guitarras e voz, Diego Basanelli no baixo, Cláudio Moko nas guitarras e Pedro Leo na bateria, seguem divulgando seu primeiro disco Flying Chair. Em março, a banda lança no formato digital um registro ao vivo do disco pela Onerpm, que conta ainda com duas regravações de autoria de Ciro – Sonífera Ilha de sua fase com os Titãs e Inundação de amor gravado pelo Ira! em 2000 para o Ao Vivo MTV, canção em co-autoria com Julio Barroso.

 

Museu Casa de Portinari recebe grupo Canto Kids em 28 de janeiro

Apresentação reúne cantigas de rodas e canções infantis consagradas, além de produções autorais; entrada é gratuita (mais…)

Estéreo MIS de janeiro traz show da banda Selvagens à Procura de Lei

Grupo de rock de Fortaleza abre a programação de 2018 do projeto de música independente Estéreo MIS

(mais…)

Casa Mário de Andrade oferece cursos e apresentações gratuitas para apreciadores da música

Destaque para a oficina de canto e técnica vocal e Concertos Desvairados (mais…)

Rapper Projota e Fábricas de Cultura promovem “Rap no Lauzane”

A entrada é gratuita e o público é convidado a doar um brinquedo que será revertido para instituições sociais que atuam no Lauzane Paulista

(mais…)

Projeto Guri inicia série de apresentações de Natal no interior e litoral de São Paulo

Apresentações entre os dias 13 e 19 de dezembro (mais…)

Xenia França faz show no Estéreo MIS de dezembro

Referência no empoderamento da mulher negra, a cantora baiana, integrante do grupo Aláfia, traz ao público o repertório de seu primeiro álbum, XENIA, lançado neste ano

(mais…)

Conservatório de Tatuí realiza audição de violão clássico

Quatro alunos se apresentam dia 29, às 15h00, no Auditório da Unidade 2 (mais…)

57ª Semana da Música do Conservatório de Tatuí

Grupos pedagógico-artísticos da escola apresentam-se de 18 a 25 de novembro (mais…)

Fábrica de Cultura da Brasilândia promove espetáculo sobre Luiz Gonzaga encenado por idosos

Peça com aprendizes do Núcleo de Convivência de Idosos Coração Materno conta a história de um dos mais importantes músicos brasileiros (mais…)

Músico francês Jacques Figueras realiza workshop no Polo Regional São José dos Campos

Como ensinar jovens músicos a profissionalizar suas carreiras? Esse é o objetivo do workshop. (mais…)

Orquestra Jovem do Estado recebe o pianista Ricardo Castro em dois concertos

Com repertório dedicado a Ravel, Rimsky-Korsakov e ao brasileiro contemporâneo Sergio Kafejian, Orquestra toca sob a regência de Cláudio Cruz e solos de Ricardo Castro nos dias 17 e 19 de novembro, em São Paulo e Ribeirão Preto; O pianista também ministra masterclasses nos dias 15 e 16, na EMESP Tom Jobim (mais…)

Alunos do Projeto Guri se apresentam em Birigui e Clementina

O Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – convida a população de Birigui e Clementina para prestigiar os eventos (mais…)

Projeto Música na Praça recebe Big Band do Conservatório de Tatuí

O repertório trará músicas que têm sido sucesso de público em cidades da região (mais…)

Projeto Guri promove oficina de construção de instrumentos a partir de materiais recicláveis

Todos os dias são descartadas toneladas de garrafas pet, latas, pneus chaves, madeiras, caixas e conduítes. Materiais que vão para o lixo, mas poderiam se transformar em música (mais…)

“SP Cultura na Rua” leva música para o Jardim São Luís!

Projeto leva artistas de rua para as periferias da capital

(mais…)

Baile da Nostalgia reúne clássicos das antigas festas black na Fábrica de Cultura Brasilândia

James Brown, Al Green e Betty Wright fazem parte da playlist que vai animar os amantes da música negra (mais…)

Jazz Combo do Conservatório de Tatuí reúne as melhores canções da temporada

Apresentação será filmada com a tecnologia 360 graus e terá participação da plateia (mais…)

Projeto Guri abrirá vagas para cursos de música em dezembro

O Projeto Guri abrirá inscrições para cursos de música gratuitos de 4 a 15 de dezembro*. Crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos incompletos, podem se inscrever nos polos de ensino do interior e litoral de São Paulo.

(mais…)

Conservatório de Tatuí realiza três recitais com instrumentos de sopro

Eventos reúnem alunos dos cursos de trompete, tuba, eufônio e oboé (mais…)

Arthur Nogueira lança álbum no MIS

Em novo disco, ‘Rei Ninguém’, apresentado pelo Natura Musical, o cantor e compositor paraense deixa de lado a eletrônica presente nos seus trabalhos anteriores e se lança em uma sonoridade mais orgânica (mais…)

ATR é a atração do Estéreo MIS de novembro

Grupo apresenta o show ‘MIDI’, reinventando seu repertório e trazendo uma nova identidade mais eletrônica, contagiante e interativa

(mais…)

MIS traz espetáculo multimídia Cineópera Contemporânea HawwwaH em novembro

A apresentação, que une teatro, cinema e música, tem como pano de fundo o uso da internet, que é discutido/espelhado cenicamente por meio de diversas pequenas histórias sobrepostas (mais…)

Quarteto Brasileiro de Cordas apresenta repertório que vai de Mozart a Beethoven no palco do MCB

O show do grupo, reconhecido por mesclar a música popular brasileira com o clássico erudito, acontece no dia 5 de novembro, às 11h00, com entrada gratuita

Com repertório dedicado a Mozart e Beethoven, o Quarteto Brasileiro de Cordas realiza apresentação especial no dia 5 de novembro, domingo, às 11h00, no Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, com entrada gratuita.

Criado em 2004 por músicos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) para mesclar a música popular brasileira com o clássico erudito, o grupo une a qualidade artística com o talento de cada profissional apenas com instrumentos de cordas.

O quarteto é formado atualmente por Paulo Paschoal (1º violino), Sung-Eun Cho (2º violino), Ederson Fernandes (viola) e Jin Joo Doh (violoncelo).

(mais…)

Concerto da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí terá solo de saxofone

Rafael Migliani terá participação especial na obra de Edson Beltrami sábado, dia 21, no Teatro Procópio Ferreira

A Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí – corpo artístico do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado – volta do palco do Teatro Procópio Ferreira neste sábado, dia 21, às 20h00. O evento contará com a participação especial do saxofonista e professor Rafael Migliani como solista da peça “Fantasia para saxofone alto e banda cp122b”, de Edson Beltrami.

Rafael Migliani é formado no Curso de Saxofone Clássico do Conservatório de Tatuí, licenciado na área da Educação e pós-graduado em Metodologia do Ensino da Música. É integrante da Banda Sinfônica da instituição desde 2003, atualmente chefe do naipe de saxofones do grupo. Também integra o quarteto de saxofones SaxBrasil e atua como solista em diversos outros grupos, incluindo Banda Sinfônica Municipal de Nova Odessa, Banda Sinfônica da Força Aérea Brasileira, Orquestra de Sopros de Lençóis Paulista e Orquestra do Programa Prelúdio (TV Cultura). Gravou o CD “Edição de partituras para banda” com o Quarteto Brasileiro de Saxofones, destacou-se em concursos nacionais e internacionais. Atuou como professor em diferentes cidades do Estado de São Paulo e hoje dá aulas nos cursos de Saxofone e Música de Câmara do Conservatório de Tatuí. (mais…)

Projeto “SP Cultura na Rua” leva MPB, rock e jazz para Cidade Tiradentes

Iniciativa leva artistas de rua para as periferias da capital; apresentações gratuitas serão no coreto da Avenida dos Metalúrgicos (mais…)

Conservatório de Tatuí realiza concursos internos de Piano e Violão

Com homenagens a Ludwig van Beethoven e Jair Teodoro de Paula, os eventos serão realizados em novembro e as inscrições estão abertas

O Conservatório de Tatuí – corpo artístico do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado – realizará em novembro dois concursos internos para estimular o aperfeiçoamento de seus alunos. O primeiro é voltado para estudantes da Área de Piano da instituição e será coordenado pela professora Cristiane Bloes. O outro é para aqueles que estão matriculados no curso de Violão Clássico da escola, sob a coordenação do professor Adriano Paes. As inscrições estão abertas e são gratuitas.

O XII Concurso Interno de Piano será realizado de 23 a 26 de novembro e será um tributo ao compositor alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827), que é reconhecido mundialmente por escrever obras complexas, com destaque para suas nove sinfonias, mesmo no auge de sua deficiência auditiva.

De acordo com o regulamento, podem participar todos os alunos matriculados no Curso de Piano Clássico do Conservatório de Tatuí, bem como alunos do Curso de Piano-MPB/Jazz que realizam intercâmbio. Os pianistas têm a opção de se inscrever na “Categoria Solo” e/ou na “Categoria Duos Pianísticos”. (mais…)

Abertura da “XVI Semana Eleazar de Carvalho” com a Banda Sinfônica de Cubatão

Sob regência do Maestro Rodrigo Vitta, a apresentação acontece no dia 29 de outubro, às 11h, com entrada gratuita

O Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, será palco para a abertura da “XVI Semana Eleazar de Carvalho” com um concerto especial da Banda Sinfônica de Cubatão no dia 29 de outubro, às 11h, com entrada franca.

Sob regência do Maestro Rodrigo Vitta, a apresentação contará com os convidados especiais Maestro Roberto Farias, Maestro Sergei Eleazar de Carvalho e Quarteto Novas Tendências. O concerto terá um repertório com consagradas obras, como “Olympica: Festival Overture for Band”, “Jan Van der Roost e Ride” e “Samuel Razo”.

A “XVI Semana Eleazar de Carvalho”, que começará no MCB, vai até o dia 06 de novembro e promoverá outras apresentações, como o Recital de Premiação dos Vencedores do Concurso Jovens Solistas da Osesp e a Masterclass de Piano com Paul Rutman, ambos na Sala São Paulo. (mais…)

Guri Convida: o violonista Sidney Molina e o Grupo de Referência de Araçatuba

Com o objetivo de promover a convivência entre músicos consagrados e jovens aprendizes, o Guri Convida estruturou uma sequência de concertos que reúne 11 artistas brasileiros. No próximo dia 28 de outubro, o Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo –realiza apresentação inédita do Grupo de Referência (GR) de Araçatuba – Camerata de Violões com o violonista Sidney Molina. Gratuito e aberto ao público, o concerto será às 19h00, no Centro Cultural Um E Outro, em Araçatuba, interior de São Paulo.

Molina, que também é professor e crítico musical, participou ativamente na escolha do repertório desse concerto. “Utilizamos como critérios principais a diversidade estilística, a escuta camerística, a sonoridade e a prática de linguagens contemporâneas”, explicou o violonista, que elaborou um programa que contempla a música contemporânea inédita. “Eles farão uma obra que envolve a narração de um poema de Pablo Neruda, além de trabalhar efeitos percussivos do instrumento, clareza das melodias renascentistas, imaginação e controle rítmico em uma peça de Villa-Lobos”, concluiu o músico.

Sidney Molina. Foto: divulgação (mais…)

Secretaria da Cultura recebe pocket show com músico britânico Jonny Walker

A Secretaria da Cultura do Estado recebe, na próxima segunda-feira, dia 23 de outubro, o músico britânico Jonny Walker para um bate-papo e pocket show. Jonny é ativista do movimento Busking, que promove música livre no formato de apresentações na rua e em estações de metrô. O evento será das 18h00 às 21h00 e faz parte da iniciativa “SP Cultura na Rua”, que busca dar visibilidade para músicos de rua e promove outros shows nas ruas da capital. O evento é gratuito e aberto ao público.

O “SP Cultura na Rua” já foi realizado no bairro de Vila Nova Cachoeirinha e, no dia 21 de outubro, sábado, irá para Cidade Tiradentes (Coreto na Avenida dos Metalúrgicos, S/N, ao lado do Supermercado Extra). O público poderá conferir shows de Marcelo Gonçalvez, Kaká Novais, Bel e The Boys e Thaira Mainah, em um repertório variado de MPB, Soul, Jazz e Classic Rock, do meio-dia às 16h00. (mais…)

João Suplicy lança o disco “João” – seu novo trabalho solo – no MIS

Com canções autorais e esbanjando musicalidade, João Suplicy, lança seu mais novo álbum “João”, no Museu da Imagem e do Som, Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. O evento, gratuito, será na quarta, 8 de novembro, às 20h00.

No repertório, além de suas composições como “Um Abraço e um Olhar”, “Santa e Louca” e “Solteiro e Vagabundo” (com Gabriel Moura) ele traz releituras originais que vão de Elvis Presley a Tom Jobim. Seu virtuosismo no violão, que muitas vezes soa como uma guitarra, serve de contraponto a momentos de romantismo, que costumam hipnotizar as plateias por onde se apresenta. O disco traz Zeca Baleiro na faixa “Um Abraço, um Olhar”, resultado de uma parceria após sua participação no programa “Violão ao Vivo do Quarto”, transmitido toda segunda na página de João no Facebook.

Transitando entre diversos gêneros musicais com muita naturalidade, João Suplicy traz BLUES na sua BOSSA, ROCK no seu BAIÃO e tudo parece fazer parte da sua essência. Para acompanhá-lo João escalou os músicos João Moreira no baixo e vocais, além de Danilo Moura na percuteria e vocais. O show ainda conta com a participação especial da violinista Fernanda Kostchak , da banda Vanguart  na música “Tudo ou nada”.

Lançamento João, de João Suplicy

DATA 08.11

HORÁRIO 20h00

LOCAL  Auditório MIS (172 lugares)

INGRESSO Gratuito

CLASSIFICAÇÃO 14 anos

 

Museu da Imagem e do Som – MIS

Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo| (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br

Estacionamento conveniado: R$ 18. Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí apresenta “Missa Festiva”

Concerto também trará obras consagradas como “Carmina Burana” e “Anna Bolena” nesta sexta, dia 20, às 20h00

O Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – apresenta nesta sexta-feira, dia 20, o concerto “Missa Festiva”, com peças consagradas como a obra homônima de John Leavitt e temas de “Carmina Burana” (Carl Orff) e “Anna Bolena” (Gaetano Donizetti). O evento será às 20h00, no Teatro Procópio Ferreira. Ingressos já podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro.

O programa começa com sete dos 24 poemas da cantata cênica: “Carmina Burana”: “Oh Fortuna”, “Ecce gratum”, “Floret silva nobilis”, “Chramer, gip die varwe mir”, “Were diu werlt alle min”, “Veni, veni, venias” e “In taberna quando sumus”. Em seguida, o grupo apresenta “Smeton”, da ópera “Anna Bolena”, com participação especial de Guilherme Frazatto Silva ao piano e da mezzo-soprano Luiza Girnos. Para encerrar o concerto, o Coro Sinfônico apresenta os cinco temas da “Missa Festiva”: “Kyrie”, “Gloria”, “Credo”, “Festival Sanctus” e “Agnus Dei”. (mais…)

OSESP recebe mais de 200 artistas para apresentar o War Requiem, de Benjamin Britten

Em um dos mais importantes momentos da Temporada 2017 a Osesp, nos dias 12, 13 e 14 de outubro, apresenta o grandioso Réquiem de Guerra (War Requiem, Op.66), de Benjamin Britten, sob o comando de sua Regente Titular Marin Alsop e com a participação de cantores de quatro grupos corais – Coro da Osesp, Coros Acadêmico e Infantil da Osesp e Coral Jovem do Estado de São Paulo. Ao todo serão mais de 220 pessoas no palco, incluindo os cantores americanos Emily Magee (soprano) e Nicholas Phan (tenor), e o barítono sul-africano Jacques Imbrailo. (mais…)

Conservatório de Tatuí realiza Mostra Especial de Música de Câmara

Evento reúne cinco grupos que se destacaram no primeiro semestre de 2017

O Conservatório de Tatuí – instituição do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura do Estado – promove, no dia 15 de outubro, a Mostra Especial de Música de Câmara, com apresentação de cinco conjuntos que se destacaram no primeiro semestre de 2017. Os grupos têm formação e repertório variados e vão mostrar seus trabalhos no Teatro Procópio Ferreira, às 20h00, com entrada gratuita. Música de Câmara é uma das disciplinas obrigatórias que compõem a grade curricular dos cursos de instrumento e canto do Conservatório de Tatuí. A matéria promove a interação do estudante com outros músicos, instrumentos, sons e técnicas. Ele tem a oportunidade de se unir e formar duos, trios ou grupos para experimentar sons e repertórios diferentes do que é praticado nas aulas individuais. (mais…)

Banda Uó e Bruce Gomlevsky realizam show gratuito na área externa do MIS

 

Programação do feriado conta com shows da Banda Uó e Bruce Gomlevsky e Banda Arte Profana, apresentado pela Forever 21, além de lounge da Cabify, flash tattoos, uma banca de tarô, food trucks exclusivos e drinks especiais do Cubq Bar

Para aproveitar o fim de semana do feriado prolongado, o MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo oferece programação especial. Na sexta-feira, 13, às 16h00, a Banda Uó se apresentará gratuitamente na área externa do MIS em uma edição especial de aniversário de seis anos do Estéreo MIS, projeto que visa criar um espaço fixo dedicado ao estímulo da música independente nacional.

(mais…)

Jundiaí e Iracemápolis recebem apresentações de alunos do Projeto Guri

Municípios de Jundiaí e Iracemápolis vão participar do EmCena, eventos que reúnem alunos de diversos municípios para apresentações em um único espaço. (mais…)

Projeto Guri realiza apresentações em homenagem ao Dia das Crianças na região de Marília

Nos dias 10 e 11 de outubro, vários polos do Projeto Guri da região de Marília vão receber apresentações em homenagem ao Dia das Crianças. No polo Oriente, (Rua Washington Luiz, 80), a apresentação “Dia da criança é todo dia” será às 15h30, com cavaco, violão e percussão.

(mais…)

Mário de Andrade – 124 anos!

Casa Mário de Andrade comemora aniversário do seu patrono com apresentações de teatro, música e dança (mais…)

Temporada 2018 da OSESP terá assinaturas mais baratas

Iniciativas para a difusão da música erudita, como os Concertos Gratuitos também estão na programação (mais…)

Secretaria promove desfile de fanfarras e bandas na Avenida Paulista

Ação inédita na Paulista visou resgatar a tradição e a importância desses grupos para a cultura (mais…)

Conservatório de Tatuí tem 107 vagas abertas

São 24 cursos instrumentais e de canto, sendo que mais da metade aceita candidatos sem conhecimento musical (mais…)

Fanfarras e Bandas agitam a Avenida Paulista no dia 1º de outubro

Primeira edição do desfile “Fanfarras e Bandas Paulistas” será das 10h00 às 13h00 e reunirá grupos da capital, litoral e interior (mais…)

Imagine Brazil prorroga inscrições e oferece mais um prêmio

Vencedor da competição brasileira ganhará prêmio de R$ 2.000,00 (mais…)

Teatro Sérgio Cardoso inaugura projeto Sônico, para bandas independentes

Shows acontecem no mezanino, sempre às quartas-feiras, com preço popular (mais…)

Circuito Cultural Paulista chega a 102 cidades em setembro

Serão mais de 50 espetáculos gratuitos em cidades do interior, litoral e Grande São Paulo (mais…)

Semana Guiomar Novaes chega a sua quadragésima edição

Realizado pela Secretaria da Cultura do Estado, o já tradicional evento
de São João da Boa Vista será realizado entre 23 e 30 de setembro (mais…)