@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Curso

Aprenda a fotografar com o smartphone no workshop de Erick Amarante

O artista visual e fotógrafo Erick Amarante estará na Secretaria de Cultura na quarta-feira, 5 de dezembro, às 16h00, para a “Palestra + Workshop ENTREMUNDOS – SMART”.

Das 16h00 às 17h30, será a vez do WORKSHOP, onde o artista estimulará nos participantes o “fazer criativo” pela produção de imagens com smartphone. Ensinará técnicas de fotografar com o aparelho celular e dará dicas de como trabalhar imagens com apps e recursos da câmera, de acordo com o método de observação goetheanística, do filósofo alemão Johann Goethe, que é baseado na premissa do “observar fora para entender dentro”.

Após o workshop, das 18h00 às 19h00, Erick Amarante fará uma PALESTRA em que apresentará seus projetos artísticos, como ENTREMUNDOS – SMART, que dá nome a este evento, e outros projetos 100% feitos com smartphone, falará sobre economia criativa, o processo de criação artística, o poder do pensamento e a nossa responsabilidade perante a realidade à volta, sempre focando na sua referência de trabalho e pesquisa, que é o pensamento de Goethe. 

Foto: Erick Amarante

+INFOS

onde fica?

Para assistir à palestra não é necessário inscrição. Entretanto, o workshop tem vagas limitadas e, por isso, a inscrições (gratuitas!) devem ser feitas até o dia 03/12 pelo e-mail: lbveltrone@sp.gov.br  

Recado aos participantes do Workshop

Recomenda-se instalar previamente no smartphone um dos seguintes apps: Camera 360, Snapseed, PicsART ou Lightroom CC!

Inscrições abertas para curso de formação em dança do Núcleo Luz

Tem experiência em dança e quer aprofundar seus conhecimentos? O Núcleo Luz está com inscrições abertas para o Ciclo II, destinado a jovens de 17 a 24 anos. A participação é gratuita e o projeto oferece bolsa-auxílio de R$ 700,00 e auxílio-transporte mensais, além de alimentação diária. O edital de abertura e o formulário de inscrição estão disponíveis no site do projeto.

Transformar a vida dos jovens por meio da dança e da arte é um dos principais objetivos do Núcleo Luz. Criado em 2007, o projeto faz parte do Programa Fábrica de Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis. Destinado a jovens de famílias de baixa de renda, o Núcleo Luz promove iniciação e aperfeiçoamento na linguagem da dança, além de oferecer atividades complementares que ampliam o repertório e a formação dos aprendizes que participam do projeto.

Além do conhecimento básico das técnicas de balé clássico e/ou dança contemporânea, o candidato deve morar em São Paulo, ter renda familiar mensal de até um salário mínimo por pessoa e disponibilidade para aulas de segunda a sábado, das 8h às 16h, na Sede do Núcleo Luz, no Bom Retiro. Os candidatos inscritos serão avaliados com base nos requisitos e aqueles que estiverem de acordo serão convocados para o processo seletivo. Esta etapa é presencial e os jovens farão alguns testes práticos em grupo nos dias 3 e 4 de dezembro. A divulgação da lista de aprovados será dia 11 de dezembro e o início das aulas dia 5 de fevereiro de 2019.

Confira o cronograma completo do processo seletivo para o CICLO II:

– 19/10 a 5/11/2018 (até às 12h): 1ª Etapa – Inscrição online

– 3 e 4/12/2018: 2ª Etapa – Testes Práticos Presenciais

– 6, 7, 10 e 11/12/2018: 3ª Etapa – Vivência Presencial

– 11/12/2018: Divulgação da lista de aprovados e lista de espera

– 5/02/2019: Início das aulas

Infantil: Oficina Cultural Juan Serrano oferece aulas de teatro inspiradas nas obras de Monteiro Lobato

Há 70 anos, um grande escritor e também tradutor brasileiro de obras infantis partia, deixando para trás seu legado: Monteiro Lobato, muito conhecido por seu livro O Picapau Amarelo (1939), até hoje é um dos maiores nomes da literatura infantil. Por isso, a Oficina Cultural Juan Serrano, da Secretaria da Cultura do Estado, convida crianças maiores de 7 anos para a oficina de teatro infantil A Magia de Monteiro Lobato, que vai de 8 de agosto a 3 de outubro, às quartas-feiras, das 8h30 às 10h30. São oferecidas 12 vagas para as aulas gratuitas. As inscrições, que vão até o dia 1º de agosto, devem ser feitas na recepção da unidade.

 

A proposta da atividade, ministrada pela atriz Clau Siqueira, é, a partir de pesquisas sobre as obras do autor, incentivar os pequenos a desenvolverem cenas inspiradas nesses trabalhos. É só levar a curiosidade e a disposição para aprender e brincar. Clau integra a Dona Mirna Cia de Arte e o Grupo Passione Corale. Além de diretora, ela possui experiência em diversas linguagens teatrais, como Expressionismo, Teatro Documentário e Performativo.

 

SOBRE A OFICINA CULTURAL MAESTRO JUAN SERRANO

A Oficina Cultural Juan Serrano realiza atividades voltadas para a formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas. As atividades são gratuitas e abrangem diversas áreas como tecnologia, artes plásticas, teatro, literatura, música, fotografia, dança e circo, entre outros. Oficinas Culturais é um programa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo que atua desde 1986 na formação e na vivência da população no campo de cultura. O Programa é administrado pela organização social Poiesis.

 

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

SERVIÇO:

A Magia de Monteiro Lobato

Quartas-feiras, de 8/8 a 3/10 – das 8h30 às 10h30

Faixa etária: a partir dos 7 anos

Vagas:12

 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano

Rua Joaquim Pimentel, 200 – Cohab Taipas – São Paulo

Telefone: (11) 3994-3362 | 3971-3640

Funcionamento: de segunda a sexta-feira das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 13h

www.oficinasculturais.org.br

 

Poiesis – Assessoria de Imprensa

Carla Regina – Coordenação | (11) 4096-9827 | carlaregina@poiesis.org.br

Marcela Reis | (11) 4096-9857 | marcelareis@poiesis.org.br

Victória Durães | (11) 4096-9810 | victoriaoliveira@poiesis.org.br

 

Secretaria da Cultura do Estado – Assessoria de Imprensa

Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

Bete Alina | (11) 3339-8164 | betealina.culturasp@gmail.com

 

 

Marcenaria para mulheres: Oficina Cultural Juan Serrano oferece curso gratuito

Além das participantes aprenderem noções básicas de marcenaria, as aulas estimulam a autonomia e a independência

 

Que tal aprender sobre marcenaria gratuitamente, num curso só para mulheres? A Oficina Cultural Juan Serrano convida para as aulas de Formação Básica em Marcenaria para Mulheres todas as interessadas em aprender a manipular ferramentas e ter noções de design de interiores e decoração O curso será às quartas-feiras, de 8 de agosto a 19 de setembro, das 9h às 11h30. As inscrições devem ser feitas na recepção da unidade, mediante a entrega de carta de interesse, até o dia 30 de julho. São oferecidas dez vagas para maiores de 16 anos.

 

A proposta da oficina, coordenada pelo designer Luís Guimarães, é fortalecer a independência das mulheres por meio das noções básicas de marcenaria, e também estimular o empoderamento de cada uma. As participantes conquistarão habilidade e técnica a partir da montagem de um móvel, que precisará de ferramentas como: furadeira, martelo, parafusadeira e serra tico-tico. Será uma ótima oportunidade, também, para quem busca uma nova profissão. Guimarães participa da elaboração de projetos e produção em empresas de engenharia, arquitetura e setor moveleiro, e também é proprietário do Estúdio LG, que cria e produz móveis e objetos lúdicos e artísticos, optando por trabalhar com materiais reciclados.

 

SOBRE A OFICINA CULTURAL JUAN SERRANO

A Oficina Cultural Juan Serrano realiza atividades voltadas à formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas. As atividades são gratuitas e abrangem diversas áreas, como tecnologia, artes plásticas, teatro, literatura, música, fotografia, dança e circo, entre outras. Oficinas Culturais é um programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que atua desde 1986 na formação e vivência da população no campo de cultura. O Programa é administrado pela organização social Poiesis.

 

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

SERVIÇO

Formação básica em marcenaria para mulheres.

Quartas-feiras, de 8/8 a 19/9 – das 9h às 11h30

Faixa etária: a partir de 16 anos

Inscrições: até 30/7

Vagas: 10

 

Oficina Cultural Juan Serrano

Rua Joaquim Pimentel, 200 – Cohab Taipas – São Paulo

Telefone: (11) 3994-3362 | 3971-3640

Funcionamento: de segunda a sexta-feira das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 13h

www.oficinasculturais.org.br

 

Poiesis – Assessoria de Imprensa

Carla Regina – Coordenação | (11) 4096-9827 | carlaregina@poiesis.org.br

Marcela Reis | (11) 4096-9857 | marcelareis@poiesis.org.br

Victória Durães | (11) 4096-9810 | victoriaoliveira@poiesis.org.br

 

Secretaria da Cultura do Estado – Assessoria de Imprensa

Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

Elisabete Alina | (11) 3339-8164 | betealina.culturasp@gmail.com

 

 

Oficina Cultural Juan Serrano realiza oficina de Bunraku, tradicional teatro de bonecos japoneses

A atividade celebra os 110 anos da imigração japonesa no Brasil

(mais…)

Guri da capital e Grande São Paulo abre inscrições para os cursos de música no 2º semestre

A partir da próxima semana, crianças e adolescentes podem ser matriculados nas dezenas de cursos oferecidos por um dos principais programas de formação de SP

(mais…)

Comunicação e novas mídias: Oficina Cultural Juan Serrano oferece cursos gratuitos para jovens

Realidade virtual e criação e gerenciamento de canal no Youtube são os temas das oficinas que vão de julho a setembro

(mais…)

Ribeirão Preto recebe oficina “Conservação de Fitas de Áudio”; inscrições estão abertas

Ação, resultado de parceria do MIS-SP e SISEM-SP, ocorre dia 26 de julho

(mais…)

Programe-se: Oficina Cultural Alfredo Volpi oferece curso gratuito sobre danças urbanas

Além do movimento corporal, a ideia é refletir sobre as danças afro-brasileiras na atualidade, a partir dos movimentos históricos de resistência da população negra

(mais…)

Inscrições abertas para cursos nas Fábricas de Cultura da zona leste

As Fábricas de Cultura da Zona Leste – unidades do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – abrirão vagas para cursos gratuitos no 2º semestre de 2018.

As matrículas iniciarão no dia 3 de julho e serão destinadas a crianças e jovens de 8 a 21 anos nas atividades diurnas e para adultos nas atividades noturnas. As vagas são para as modalidades de artes visuais, dança, multimeios, música, teatro, circo e xadrez.

Os cursos são gratuitos e oferecem todos os materiais necessários. As aulas iniciarão no dia 31 de julho.

Para efetuar a matrícula, é necessário comparecer à unidade desejada com documento de identificação com foto e comprovante de residência. Alunos menores de 14 anos precisam estar acompanhados de um responsável.

As Fábricas também oferecerão cursos de férias a partir do dia 5 de julho. É necessário realizar inscrição prévia para participar das modalidades. Todas as atividades são gratuitas e livres para o público em geral.

Curso de Pintura do Museu Casa de Portinari estimula talentos

Todos os anos, o Museu Casa  de Portinari realiza duas edições do Curso de Pintura voltado para o público infanto-juvenil.  A primeira turma de 2018, composta por 20 alunos do 5º ao 9º ano, pré-selecionados pelas escolas de Brodowski, conclui sua participação em 28/6.

As aulas são ministradas pelo artista plástico Rafael Mandú e acontecem desde março, às quintas-feiras, das 9h às 10h30 e das 14h às 15h30. O intuito da ação é incentivar o fazer artístico e descobrir novos talentos a partir do domínio e do desenvolvimento de técnicas de pintura, das proporções, das cores e do exercício da criatividade. Além de incentivar a formação artística, a instituição cultural aprofunda seu relacionamento com a comunidade e forma público para suas atividades.

De acordo com o artista responsável, cada integrante demonstra seus interesses e suas habilidades de forma individual. “Por meio da atividade, a criança pode se expressar, expor seus sentimentos e ideias, aprender novas técnicas de desenho e pintura e ampliar sua relação com o mundo ao seu redor. Temos dois exemplos: uma das alunas possui uma característica mais voltada para o design de moda, criando personagens com roupas estilizadas. Já em outra turma, um participante se destaca com um bom domínio das técnicas de desenho realista. A intenção é de que eles continuem se desenvolvendo e estudando, pois ambos possuem um grande potencial para a arte”, explica Mandú.

 

Visite

Foto: Rafael Mandú

Contação de histórias na #CulturaSP: curso, encontro e mais!

Seja para explicar mais sobre uma exposição, ou para introduzir as crianças no incrível universo literário, as contações de histórias são destaques na programação fixa dos espaços da Secretaria da Cultura do Estado. A atividade, que pode ser apreciada por pessoas de todas as idades e gostos, ganha no mês de maio uma programação especial. Confira:

Curso gratuito na Casa das Rosas

 

A Casa das Rosas recebe, em maio, um curso gratuito de contação de histórias realizado pela Arte Despertar! As inscrições já estão abertas, e podem ser feitas aqui. O curso, que começa no dia 3/6, apresentará fundamentos, técnicas e benefícios de se trabalhar a narrativa oral, assim como a relevância da contação de histórias para o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências e habilidades. O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros; a relação com a música; abordagens para se contar uma história; técnicas de interpretação, oralidade e improvisação; e o papel do narrador de história ao longo da história universal.

Saiba mais aqui.

Encontro Internacional de Contadores de Histórias

 

Para quem já é contador de histórias, a Oficina Cultura Oswald de Andrade recebe o 8º Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias, que promove um espaço de reflexão, criação e ação cultural, focalizando a arte da palavra, que ao longo da história foi, e ainda é, explorada na forma de narrativas orais. As atividades, que são livres e abertas ao público, vão de 22 a 26/5, sempre das 9h às 18h30. Além da Oficina Oswald de Andrade, entre os dias 22 e 25/5, o Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias também terá ações complementares na Fábricas de Cultura das regiões Norte e Sul.

A programação completa está aqui.

Hora do Conto nas Bibliotecas

 

Semanalmente, as Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos promovem a Hora do Conto, sessões gratuitas de contação de histórias. Realizada por companhias e artistas convidados, o objetivo é despertar o hábito da leitura, fomentar a criatividade e exercitar o lado lúdico do público.

No mês de maio, a atividade será realizada às sextas-feiras, a partir das 15h, e aos sábados e domingos, às 16h.  Este mês a contação terá a participação dos grupos Arte Negus, Cia. do Tok Tok, Grupo Mãos de Fada, Trupe Pitirilo, Núcleo Educatho, entre outros, além dos contadores Paula Dugaich, Mirela Estelles e Amarilis Reto. Nos dias 20, na Biblioteca de São Paulo, e 26, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, a contação será realizada com interpretação em Libras.

A programação completa está aqui e aqui.

MIS realiza curso sobre protagonismo feminino na saga “Star Wars”!

Star Wars é uma febre no mundo inteiro. O mundo criado por George Lucas atrai espectadores de todas as gerações e vai muito além dos filmes. Os fãs não se contentam apenas com os longas, e além de comprar produtos para demonstrar todo entusiasmo com as guerras interespaciais, se reúnem para discutem o filme sob diversos aspectos. Nesta sexta-feira, 4 de maio, é hora de enxergar a obra sob o ponto de vista feminino. Em comemoração ao Star Wars Day, o MIS receberá a aula Star Wars e o feminino.

A sessão, que acontece das 19h30 às 22h, é ministrada por Cláudia Fusco, e aborda a participação feminina na saga criada por George Lucas. Por décadas, a Princesa Leia reinou absoluta e solitária nos filmes. Hoje, a situação é outra: uma protagonista feminina encabeçando a franquia e outras mulheres em papeis de destaque não apenas nos longas, mas também no universo expandido da saga.

O que mudou na recepção de Star Wars com o feminino? Claudia explicará nesta aula, em que também falará da jornada da heroína e o que as mulheres dessa galáxia muito, muito distante tem a ensinar sobre a sociedade ocidental. E a especialista tem autoridade para falar sobre o assunto. Cláudia Fusco é jornalista e mestre em Science FictionStudies pela Universidade de Liverpool, Inglaterra. É pesquisadora de mitos, folclore, contos de fadas e literatura especulativa.

“Vamos falar sobre as diferenças da jornada do herói e da heroína”, adianta a professora. “Rey, por exemplo, tem necessidades e urgências muito diferentes das de Luke Skywalker, e isso acontece por alguns bons motivos. Vamos falar sobre os papéis femininos na cultura ocidental e por que eles estão cristalizados em nosso imaginário, fantástico ou não, há tanto tempo – e o que essas novas narrativas estão tentando fazer para mudar o cenário, se é que estão conseguindo. As notícias, pelo menos em Star Wars, são bastante animadoras. Vai ser uma conversa, acredito, bastante empolgante sobre um universo que tanto amamos.”

A aula, portanto, tratará de um tema bem positivo, uma vitória das mulheres, pelo menos no mundo da ficção. Para Cláudia Fusco, existem inúmeras vantagens em ter maior presença feminina em uma saga de tanto sucesso. “Primeiro, a história se torna mais próxima da nossa realidade, afinal, o universo contém mulheres de variados tipos, dentro e fora do espaço político. Ignorá-las – ou colocá-las em pouquíssimas posições de destaque não apenas cria menos referências de mulheres dentro da história como também acaba atribuindo muitos papéis às poucas personagens femininas presentes”, afirma “Isso sem falar no efeito fora das telas: identificação feminina de todas as idades com novas heroínas, de todos os tipos; mostrar que mulheres não servem a um único estereótipo, mas podem ter suas narrativas contadas de diferentes formas; causar um efeito dominó no cinema hollywoodiano que, ao perceber que mais mulheres fazem parte de uma série tão tradicional de ficção científica, também passa a se movimentar para incorporar cada vez mais mulheres a essas narrativas.”

Fã convicta de Star Wars, a jornalista paulistana Lísia Minelli, ao saber da aula, se animou com o conteúdo. Ela, que não perde uma pré-estreia e é colecionadora dos produtos da saga, afirma que os dois assuntos podem render discussões de alto nível. “Além de eu ser muito fã de Star Wars, é sempre importante discutir o papel da mulher, seja ela protagonista ou não, em qualquer situação”, afirma. “A saga está acompanhando uma tendência de cada vez mais enxergar a mulher capaz tanto quanto o homem a desempenhar um papel importante.”

As inscrições no valor de R$30 são feitas no site do Museu (sujeito à lotação):

http://www.mis-sp.org.br/icox/icox.php?mdl=mis&op=programacao_interna&id_event=2591

Curso de maquiagem artística na Oficina Cultural Alfredo Volpi

Você sabia que a maquiagem pode ser uma ferramenta de autoconhecimento? Essa é a proposta da Lacre – Oficina de Maquiagem Artística, que acontece gratuitamente às sextas-feiras, de 4 de maio a 29 de junho, das 14h30 às 17h00, na Oficina Cultural Alfredo Volpi As aulas são gratuitas e destinadas aos maiores de 14 anos. As inscrições podem ser feitas na própria unidade até 17 de abril.

 

 

Coordenado pelo performer Felipe Ramirez, o curso tem o objetivo de incentivar a capacidade criativa de cada participante, para que ao longo dos encontros sejam construídas personagens que expressem as personalidades e singularidades de cada um. Os encontros expositivos irão abordar os desdobramentos históricos e contemporâneos relacionados ao tema, além de apresentar, por meio de debates, ações práticas e técnicas de caracterização. A ideia final da oficina é que cada um entenda seu espaço de expressão individual e também do coletivo.

 

Foto: Felipe Ramirez – divulgação

 

Felipe é formado em Moda pelo Istituto Europeo di Design (IED São Paulo), em Cenografia e Figurino pela SP Escola de Teatro, e em Caracterização e Maquiagem pelo Instituto Criar de TV e Cinema. Seus trabalhos também envolvem publicidade, fotografia, performance e cinema, a fim de refletir sobre estética e beleza, e discutir seus desdobramentos e suas manifestações nos tempos atuais.

Casa das Rosas abre inscrição para laboratório de criação poética multimídia

Atividade gratuita é realizada pelo Centro de Referência Haroldo de Campos e, pela primeira vez, tem um ano de duração (mais…)

Literatura: Casa Guilherme de Almeida oferece curso gratuito sobre a Geração Beat

Cláudio Willer  irá analisar obras de autores como Jack Kerouac e sua relação com a música com os participantes

(mais…)

Casa das Rosas realiza curso gratuito para escritores iniciantes

A proposta do Clipe 2018, cujas inscrições vão até 16 de fevereiro, é oferecer ferramentas de livre criação literária para escritores sem experiência (mais…)

Curso de contação de histórias acontece na Casa das Rosas

A atividade é gratuita e ministrada pelo grupo Arte Despertar (mais…)

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano oferece curso gratuito de modelagem de máscaras artísticas em argila

A produção é inspirada nas máscaras africanas e nas máscaras tradicionais do Teatro Noh e da Commedia Dell’arte (mais…)

SISEM-SP E MIS oferecem oficina de conservação de discos de vinil em Jaboticabal

Encontro acontece dia 18 de dezembro, no Museu Histórico; inscrições estão abertas no site do SISEM-SP

(mais…)