@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

bvl

Últimos dias para inscrição nos espaços de coworking!

As inscrições para utilização da sala de trabalho compartilhada na Biblioteca Parque Villa-Lobos estão chegando ao fim! Microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas e pessoas com projetos em desenvolvimento têm somente até o dia 24/5 para se inscrever. Entre os requisitos no ato da inscrição estão a descrição da estratégia de desenvolvimento do trabalho que será executado durante os dez meses de duração do coworking público, o perfil do negócio e o número de integrantes da equipe vinculada ao projeto. 

São 20 vagas para ocupar a sala – especialmente desenvolvida para estimular o fluxo de saberes – por 10 meses, tendo acesso a wi-fi e, como um dos principais diferenciais, a possibilidade de trocar experiências entre os selecionados, todos desenvolvendo temas correlatos. Os projetos devem atender as seguintes áreas:  edição de conteúdo, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente. Em contrapartida, as startups devem oferecer horas de palestra, treinamento ou consultoria para a comunidade atendida na biblioteca. Oportunidade de contar com ambiente diferenciado para experimentação de seus próprios projetos.

A BVL dispõe de bicicletário, cafeteria, estacionamento (pago) próximo, elevadores e está em uma das áreas mais valorizadas da capital paulista, cercada de ciclovias e atendida por transporte público variado.  Vale ressaltar que a biblioteca já é utilizada como espaço de compartilhamento de experiências, de trabalho e estudo por profissionais autônomos, de maneira informal. O coworking na BVL configura-se como ambiente agradável e estimulante, cercado e com vista para o verde do Parque Villa-Lobos.

Já no coworking do Memorial da América Latina, além do amplo e confortável espaço de trabalho, os participantes terão toda a infraestrutura tecnológica do Acessa SP e o acervo da Biblioteca Latino-Americana com mais de 4 mil títulos de  obras impressas e audiovisuais. As vagas para o trabalho coletivo na Biblioteca do Memorial são destinadas às áreas de design, entretenimento e demais atividades culturais.

Os espaços de coworking públicos fazem parte do Acessa Campus, extensão do programa de inclusão digital AcessaSP executado pela Prodesp (Empresa de Tecnologia do Estado), agora em parceria com a BVL e o Memorial (que também recebe seu novo espaço de coworking). As turmas começam em 5/6. 

 

Link do edital completo: https://goo.gl/fkX9ra

Link para as Inscrições: http://www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus/cultura/

Contação de histórias na #CulturaSP: curso, encontro e mais!

Seja para explicar mais sobre uma exposição, ou para introduzir as crianças no incrível universo literário, as contações de histórias são destaques na programação fixa dos espaços da Secretaria da Cultura do Estado. A atividade, que pode ser apreciada por pessoas de todas as idades e gostos, ganha no mês de maio uma programação especial. Confira:

Curso gratuito na Casa das Rosas

 

A Casa das Rosas recebe, em maio, um curso gratuito de contação de histórias realizado pela Arte Despertar! As inscrições já estão abertas, e podem ser feitas aqui. O curso, que começa no dia 3/6, apresentará fundamentos, técnicas e benefícios de se trabalhar a narrativa oral, assim como a relevância da contação de histórias para o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências e habilidades. O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros; a relação com a música; abordagens para se contar uma história; técnicas de interpretação, oralidade e improvisação; e o papel do narrador de história ao longo da história universal.

Saiba mais aqui.

Encontro Internacional de Contadores de Histórias

 

Para quem já é contador de histórias, a Oficina Cultura Oswald de Andrade recebe o 8º Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias, que promove um espaço de reflexão, criação e ação cultural, focalizando a arte da palavra, que ao longo da história foi, e ainda é, explorada na forma de narrativas orais. As atividades, que são livres e abertas ao público, vão de 22 a 26/5, sempre das 9h às 18h30. Além da Oficina Oswald de Andrade, entre os dias 22 e 25/5, o Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias também terá ações complementares na Fábricas de Cultura das regiões Norte e Sul.

A programação completa está aqui.

Hora do Conto nas Bibliotecas

 

Semanalmente, as Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos promovem a Hora do Conto, sessões gratuitas de contação de histórias. Realizada por companhias e artistas convidados, o objetivo é despertar o hábito da leitura, fomentar a criatividade e exercitar o lado lúdico do público.

No mês de maio, a atividade será realizada às sextas-feiras, a partir das 15h, e aos sábados e domingos, às 16h.  Este mês a contação terá a participação dos grupos Arte Negus, Cia. do Tok Tok, Grupo Mãos de Fada, Trupe Pitirilo, Núcleo Educatho, entre outros, além dos contadores Paula Dugaich, Mirela Estelles e Amarilis Reto. Nos dias 20, na Biblioteca de São Paulo, e 26, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, a contação será realizada com interpretação em Libras.

A programação completa está aqui e aqui.

BVL tem curso pré-vestibular de literatura – veja como participar!

Quem nunca viu “Memórias póstumas de Brás Cubas” ou “Vidas secas” passarem pelas provas de vestibular? Para dar uma ajudinha aos que vão fazer prova neste ano, a Biblioteca Parque Villa-Lobos realizará encontros gratuitos para discutir algumas dessas obras!

Os debates vão acontecer entre 9/5 e 8/6, das 16h às 18h, e não precisam de inscrição prévia. O curso será ministrado por Edson Lopes, mestrando pela Universidade Federal de São Paulo, coordenador e professor do Cursinho Popular. O curso pretende apresentar e discutir cada uma das obras exigidas pela FUVEST 2019. A cada encontro discutiremos uma obra e tentaremos compreender alguns aspectos importantes para sua interpretação. Os bate-papos buscarão dar caminhos para a realização da prova, mas principalmente, incentivar a leitura integral dos livros e abrir caminho para o prazer da literatura”, ressalta Lopes.

“A literatura traz uma herança cultural para compartilhar. E a biblioteca é o espaço onde a discussão sobre o tema deve acontecer. Afinal, a biblioteca é muito mais do que um lugar de livros”, complementa Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social que faz a gestão da Biblioteca.

"A literatura é um direito e devemos usufruí-lo. Em uma realidade em que os textos curtos e rápidos são preferência, a leitura de livros clássicos, e muitas vezes herméticos, não é tarefa fácil, sobretudo quando se tem o vestibular pela frente."
MESSAGE-ICON
Edson Lopes

Confira a programação:

 

09/05 Iracema, José de Alencar.

11/05 Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis.

16/05 O Cortiço, Aluísio Azevedo.

18/05 Vidas Secas, Graciliano Ramos.

23/05 Claro Enigma, Carlos Drummond de Andrade.

25/05 Mayombe, Pepetela.

30/05 Sagarana, João Guimarães Rosa.

06/06 Minha Vida de Menina, Helena Morley.

08/06 A cidade e as Serras, Eça de Queirós

Visite