secretaria da cultura do estado de são paulo

Biblioteca

Férias: Bibliotecas das Fábricas de Cultura têm programação especial

Atividades gratuitas oferecem brincadeiras tradicionais, contação de histórias, oficina de rádio e até fotografia

(mais…)

Biblioteca Parque Villa-Lobos é finalista em premiação internacional

A Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerido pela Organização Social SP Leituras, é uma das cinco finalistas do Prêmio Biblioteca Pública do Ano 2018 / Systematic Public Library of the Year Award, promovido pela IFLA (Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias), a mais importante entidade internacional da área.

Este ano, a instituição, que congrega as bibliotecas de todo o mundo, recebeu 35 inscrições de 19 países. A biblioteca vencedora será conhecida durante encontro internacional da entidade em Kuala Lumpur, em 28 de agosto. Junto com a BVL, aparecem como finalistas bibliotecas da Holanda, da Noruega, de Singapura e dos Estados Unidos.

Entre os critérios de premiação, constam a interação do equipamento com o entorno e a programação de serviços e atividades.

Segundo Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, a nomeação representa mais uma notável oportunidade para discutir o direito da população à leitura e a bibliotecas públicas de qualidade: “Esta indicação, no mesmo ano em que a Biblioteca de São Paulo figurou entre as quatro finalistas do Prêmio Internacional da Feira do Livro de Londres, é extremamente significativa. Novamente, fomos colocados na companhia de bibliotecas extraordinárias de todo o mundo e esperamos que esta visibilidade nos ajude a defender e melhorar a proposta contida nestes equipamentos.”

A BVL está instalada na porção oeste do Parque Villa-Lobos, área onde antes funcionava um depósito de lixo a céu aberto. Do esforço de revitalização e transformação do local nasceu a biblioteca, que hoje atende não só visitantes da região mas, em função do fácil acesso (inclusive por ciclovias e trem), também pessoas de outras áreas da cidade.

Hoje a BVL está configurada como um ambiente público, dinâmico, que traz em seu DNA a ideia de “biblioteca viva”, propondo-se ainda a ser um “terceiro lugar”, onde há liberdade e escolha para compartilhar saberes e lazer.

Ocupando área de 4 mil metros quadrados dentro do parque, a BVL possui arquitetura arrojada, moderna, favorável à integração com a área verde externa e está dividida em três pavimentos (térreo e dois pisos). Na área central, uma grande oca é o ponto de encontro dos frequentadores e palco de variadas ações culturais.

Também possui diversidade de atividades e serviços voltados para a aproximação das pessoas e das famílias com o mundo da cultura. Conta ainda com acervo atualizado permanentemente e ambiente inclusivo. Salas de criatividade, ludoteca, jogos eletrônicos, computadores e programação com mais de 800 eventos anuais compõem o espaço, escolhido pelos visitantes como extensão de seu momento de lazer.

A IFLA (Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias) é a instituição que congrega e representa os interesses de bibliotecas e serviços de informação e seus usuários. Parceira da Unesco e considerada a voz global das bibliotecas, a IFLA foi fundada em 1927, em Edimburgo, na Escócia, e atualmente soma mais de 1.400 membros de mais de 140 países no mundo todo.

 

Para saber mais sobre a IFLA: https://www.ifla.org/

Para saber mais sobre a premiação e o evento: https://www.ifla.org/node/59304

Para conhecer melhor os critérios da premiação: https://www.ifla.org/node/29023

 

Visite

Coworking da Biblioteca Parque Villa-Lobos – inscrições prorrogadas!

Interessados em utilizar os espaços de coworking da  Biblioteca Parque Villa-Lobos e da Biblioteca Latino-Americana, do Memorial da América Latina, têm até o dia 24/5, quinta-feira, para realizarem suas inscrições. São oferecidas 40 vagas, sendo 20 para cada biblioteca, destinadas a microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas e pessoas com projetos em desenvolvimento. As inscrições devem ser feitas pelo site: www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus.

As salas terão acesso a wi-fi e apoio de profissionais para o desenvolvimento dos projetos de forma gratuita. Divididos em temas, as propostas devem atender as seguintes áreas:  edição de conteúdo, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, e design, cultura e entretenimento, na Biblioteca Latino-Americana. Em contrapartida, as startups devem oferecer horas de palestra, treinamento ou consultoria para as comunidades locais.

Os espaços de coworking públicos fazem parte do Acessa Campus, extensão do programa de inclusão digital AcessaSP executado pela Prodesp (Empresa de Tecnologia do Estado), agora em parceria com a Biblioteca Parque Villa-Lobos e a Biblioteca do Memorial da América Latina. As turmas devem começar em 5/5.

O edital completo está disponível em: https://goo.gl/fkX9ra

Detalhamento dos espaços de coworking:

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Número de vagas: 20

Temas: Edição de conteúdo, Cultura, Empreendedorismo Social e Meio Ambiente

Avenida Queiroz Filho, 1205, Alto de Pinheiros, São Paulo (SP)

Tel.: 11-3024-2500 – www.bvl.org.br

Biblioteca Latino-Americana – Memorial da América Latina

Número de vagas: 20

Temas: Design, Cultura e Entretenimento

Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, São Paulo (SP)

Tel.: 11- 3823-4758 – www.memorial.org.br

Últimos dias para inscrição nos espaços de coworking!

As inscrições para utilização da sala de trabalho compartilhada na Biblioteca Parque Villa-Lobos estão chegando ao fim! Microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas e pessoas com projetos em desenvolvimento têm somente até o dia 24/5 para se inscrever. Entre os requisitos no ato da inscrição estão a descrição da estratégia de desenvolvimento do trabalho que será executado durante os dez meses de duração do coworking público, o perfil do negócio e o número de integrantes da equipe vinculada ao projeto. 

São 20 vagas para ocupar a sala – especialmente desenvolvida para estimular o fluxo de saberes – por 10 meses, tendo acesso a wi-fi e, como um dos principais diferenciais, a possibilidade de trocar experiências entre os selecionados, todos desenvolvendo temas correlatos. Os projetos devem atender as seguintes áreas:  edição de conteúdo, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente. Em contrapartida, as startups devem oferecer horas de palestra, treinamento ou consultoria para a comunidade atendida na biblioteca. Oportunidade de contar com ambiente diferenciado para experimentação de seus próprios projetos.

A BVL dispõe de bicicletário, cafeteria, estacionamento (pago) próximo, elevadores e está em uma das áreas mais valorizadas da capital paulista, cercada de ciclovias e atendida por transporte público variado.  Vale ressaltar que a biblioteca já é utilizada como espaço de compartilhamento de experiências, de trabalho e estudo por profissionais autônomos, de maneira informal. O coworking na BVL configura-se como ambiente agradável e estimulante, cercado e com vista para o verde do Parque Villa-Lobos.

Já no coworking do Memorial da América Latina, além do amplo e confortável espaço de trabalho, os participantes terão toda a infraestrutura tecnológica do Acessa SP e o acervo da Biblioteca Latino-Americana com mais de 4 mil títulos de  obras impressas e audiovisuais. As vagas para o trabalho coletivo na Biblioteca do Memorial são destinadas às áreas de design, entretenimento e demais atividades culturais.

Os espaços de coworking públicos fazem parte do Acessa Campus, extensão do programa de inclusão digital AcessaSP executado pela Prodesp (Empresa de Tecnologia do Estado), agora em parceria com a BVL e o Memorial (que também recebe seu novo espaço de coworking). As turmas começam em 5/6. 

 

Link do edital completo: https://goo.gl/fkX9ra

Link para as Inscrições: http://www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus/cultura/

Contação de histórias na #CulturaSP: curso, encontro e mais!

Seja para explicar mais sobre uma exposição, ou para introduzir as crianças no incrível universo literário, as contações de histórias são destaques na programação fixa dos espaços da Secretaria da Cultura do Estado. A atividade, que pode ser apreciada por pessoas de todas as idades e gostos, ganha no mês de maio uma programação especial. Confira:

Curso gratuito na Casa das Rosas

 

A Casa das Rosas recebe, em maio, um curso gratuito de contação de histórias realizado pela Arte Despertar! As inscrições já estão abertas, e podem ser feitas aqui. O curso, que começa no dia 3/6, apresentará fundamentos, técnicas e benefícios de se trabalhar a narrativa oral, assim como a relevância da contação de histórias para o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências e habilidades. O conteúdo programático abordará os vários tipos de histórias – como lendas, mitos, fábulas, história de origem, contos de fadas, entre outros; a relação com a música; abordagens para se contar uma história; técnicas de interpretação, oralidade e improvisação; e o papel do narrador de história ao longo da história universal.

Saiba mais aqui.

Encontro Internacional de Contadores de Histórias

 

Para quem já é contador de histórias, a Oficina Cultura Oswald de Andrade recebe o 8º Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias, que promove um espaço de reflexão, criação e ação cultural, focalizando a arte da palavra, que ao longo da história foi, e ainda é, explorada na forma de narrativas orais. As atividades, que são livres e abertas ao público, vão de 22 a 26/5, sempre das 9h às 18h30. Além da Oficina Oswald de Andrade, entre os dias 22 e 25/5, o Encontro Internacional Boca do Céu de Contadores de Histórias também terá ações complementares na Fábricas de Cultura das regiões Norte e Sul.

A programação completa está aqui.

Hora do Conto nas Bibliotecas

 

Semanalmente, as Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos promovem a Hora do Conto, sessões gratuitas de contação de histórias. Realizada por companhias e artistas convidados, o objetivo é despertar o hábito da leitura, fomentar a criatividade e exercitar o lado lúdico do público.

No mês de maio, a atividade será realizada às sextas-feiras, a partir das 15h, e aos sábados e domingos, às 16h.  Este mês a contação terá a participação dos grupos Arte Negus, Cia. do Tok Tok, Grupo Mãos de Fada, Trupe Pitirilo, Núcleo Educatho, entre outros, além dos contadores Paula Dugaich, Mirela Estelles e Amarilis Reto. Nos dias 20, na Biblioteca de São Paulo, e 26, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, a contação será realizada com interpretação em Libras.

A programação completa está aqui e aqui.

“Viagem Gastronômica” de maio homenageia as mães

As mamães serão as grandes homenageadas da edição de maio do programa “Viagens Gastronômicas”, que será realizado no dia 26/5, das 15h30 às 17h, na Biblioteca de São Paulo! Dessa vez, a inspiração vem de Ana Terra, personagem do primeiro volume da consagrada trilogia “O tempo e o vento”, de Érico Veríssimo. A partir da trajetória da mulher que luta para conseguir o próprio sustento nas lavouras dos Pampas junto ao seu filho, e encontra coragem para seguir em frente, sem perder a esperança, o leitor se depara com ingredientes das colheitas que dão um sabor especial às refeições preparadas pelo povo gaúcho.

Os participantes aprenderão as receitas dos pratos abóbora com charque e bolo ninhos de pêssego, e, ao final, terão a oportunidade de degustar. A atividade será ministrada por Dolores Freixa, historiadora, guia de turismo cultural, professora de História da Gastronomia e escritora de livros sobre cultura gastronômica – é co-autora do livro Expedição Brasil Gastronômico, que ganhou o Prêmio Jabuti em 2014 – e Solange Aparecida Barbosa Botura, professora de Técnicas de Cozinha, Eventos Gastronômicos e Cozinha Brasileira.

“A ideia é estimular o público a pensar na vida dos personagens dos livros: como se alimentam, como é a gastronomia da cidade onde é ambientada a história, como são os costumes. É pensar na gastronomia também como cultura”, explica Dolores. “A atividade faz parte desse conceito de ‘biblioteca viva’, que vai além do empréstimo de livros. Ela se torna um espaço de cidadania, serviços, programação para todos os públicos”, afirma Silvia Antibas, Coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. “A literatura traz uma herança cultural para compartilhar. E a biblioteca é o espaço onde a discussão sobre o tema deve acontecer. Afinal, a biblioteca é muito mais do que um lugar de livros”, complementa Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social que faz a gestão da Biblioteca.

Receitas

Abóbora com Charque

Bolo Ninhos de Pêssego

Ingredientes

2 colheres (sopa) de óleo

1 cebola cortada em cubos pequenos

6 dentes de alho amassados

1 pimentão verde pequeno cortado em cubos

4 tomates sem pele, sem sementes picados em cubos pequenos

1 kg de carne seca cortada em cubos, dessalgada e cozida

1 kg de abóbora cabotiá cortada em cubos médios

2 colheres (sopa) de cebolinha picada

2 colheres (sopa) de salsa picada   

Sal, se necessário

Pimenta do reino a gosto

 

Modo de Preparo

Numa panela, coloque o óleo e doure levemente a cebola e o alho. Junte o pimentão, os tomates, a pimenta do reino e a carne seca. Acerte o sal. Refogue e acrescente água quente aos poucos até que tudo esteja cozido e um molho se formar na panela. Coloque a abóbora e deixe cozinhar até ficar macia sem desmanchar.

Ingredientes

6 ovos

3 xícaras de chá de farinha de trigo

3 xícaras de chá de açúcar

12 colheres de sopa de água

1 colher de sopa de fermento em pó

1 lata de leite condensado

1 pacote de coco ralado em flocos

1 lata de pêssegos em calda

 

Modo de Preparo

Bater as claras em neve. Na batedeira colocar as gemas e bater com a água até dobrar o volume, acrescentar o açúcar e bater até ficar bem cremoso. Adicionar a farinha aos poucos batendo sempre até a massa formar bolhas que estouram. Acrescente o fermento só misturando. Acrescentar as claras à massa, mexendo lentamente até ficar tudo incorporado. Levar ao forno pré-aquecido em assadeira untada e polvilhada com farinha por aproximadamente 40 minutos ou até ao teste do palito. Desenformar e deixar esfriar. Recortar o bolo com um cortador de mais ou menos 5 cm de diâmetro. Umedecer com o leite condensado, passando também nas laterais. Passe os bolinhos no coco em flocos ralado e enfeite cada um com uma metade de pêssego em calda escorrido.

Como participar?

 

Os interessados não precisam fazer inscrição prévia. Basta comparecer no dia. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada, portanto, não deixe para a última hora!

 

Visite

Cultura e gastronomia: BSP oferece programação recheada em maio

Bibliotecas muitas vezes carregam uma imagem de locais calmos, parados e extremamente silenciosos, mas algumas delas, para atrair os visitantes, adotam estratégia diferente. A Biblioteca de São Paulo, por exemplo, “pensa fora da caixa” e traz, mês após mês, uma programação recheada de atividades para todas as idades. E em maio, a instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo está exatamente assim. Confira:

Para matar a fome de literatura, a Oficina Viagem Gastronômica deste mês é inspirada no livro “Ana Terra”, de Érico Veríssimo. A personagem, de mesmo nome, batalha para se sustentar nas lavouras dos Pampas, justamente de onde vem os ingredientes para inspirar as receitas das oficinas. Que tal uma “abóbora com charque” e “bolo ninho de pêssego”? Quem participar do curso, que acontece no dia 26, sábado, às 15h30 irá receber dicas de como preparar os pratos, além de, claro, degustar essas iguarias.

Por falar em água na boca, a BSP oferece em 29 e 30 de maio o “Curso Festival de Trufas”, uma oportunidade única para quem busca empreender. Quem ensina a fazer o doce é a chef confeiteira Danielle Trolezi. Para complementar o curso prático, outras duas oficinas, “Começar bem: formalização” e “Fluxo de caixa” serão realizadas nos dias 29 e 30, respectivamente.

Projeto mensal da BSP, o Segundas Intenções recebe, neste mês, o escritor João Silvério Trevisan para uma conversa de alto nível com o público, com mediação do jornalista Manuel da Costa Pinto. O vencedor do Prêmio Jabuti e do Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) falará sobre, entre outras coisas, seu maius recente romance, “Rei do Cheiro” (Editora Record). O encontro está marcado para o dia 26 de maio, sábado, às 11h00, no auditório.

Além das iniciativas próprias, a BSP prestigia eventos que vêm de fora, como o Dia do Desafio, em 30 de maio. A ação conta com a equipe Game e Art, e promoverá jogos virtuais chamados exergames, que simulam esportes e práticas corporais. Já no dia 20 de maio, é a vez da BSP marcar presença na Virada Cultural, que visa promover, durante 24 horas, eventos culturais pela cidade.

Mais informações sobre a BSP no site: http://bsp.org.br

Biblioteca de São Paulo é representada em prêmio internacional de Biblioteca do Ano em Londres

Foto: Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

A Biblioteca de São Paulo (BSP), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela organização social SP Leituras, rende suas homenagens à Biblioteca Nacional da Letônia, vencedora do prêmio internacional de Biblioteca do Ano, entregue em Londres, durante uma das mais importantes feiras do livro do mundo. A biblioteca paulistana concorreu também com as bibliotecas de Oslo (Noruega) e Aarhus (Dinamarca).

Silvia Alice Antibas, coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, estiveram em Londres, participando do evento.

Inaugurada em 8 de fevereiro de 2010, a BSP faz parte do conjunto de iniciativas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para incentivar e promover o gosto pela leitura. Concebida para ser um projeto inovador de inclusão social por meio da leitura, a biblioteca conta com programação cultural diversa e ações em acessibilidade e serviço social.

 

Visite a biblioteca

Biblioteca Parque Villa-Lobos realiza curso pré-vestibular de Literatura

Encontros vão discutir Iracema, O Cortiço, Memórias Póstumas de Brás Cubas e outras obras literárias exigidas nos vestibulares de universidades públicas e privadas

A Biblioteca Parque Villa-Lobos, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, realizará, nas quartas e sexta-feiras até 11 de novembro, das 14h30 às 16h30, o Curso Pré-Vestibular de Literatura, atividade que vai apresentar e discutir obras literárias exigidas nos vestibulares do Estado de São Paulo com estudantes. (mais…)