HomeAssessoria ReleasesSP Gastronomia: Casa Mário de Andrade, Casa Guilherme de Almeida e Casa das Rosas mostram a influência da gastronomia na literatura e no cinema

SP Gastronomia: Casa Mário de Andrade, Casa Guilherme de Almeida e Casa das Rosas mostram a influência da gastronomia na literatura e no cinema

Oficinas, contação de histórias, filmes, palestras e degustações da culinária popular da Rede de Museus-Casas Literários integram programação do estado de São Paulo formada por mais de 200 atividades

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo realiza a SP Gastronomia em outubro e a Rede de Museus–Casas Literários (Casa das Rosas, Casa Mário de Andrade e Casa Guilherme de Almeida), gerenciada pela Poiesis, faz parte da programação com diversas atividades entre os dias 1 e 24 de outubro. As atividades, gratuitas, promovem um paralelo entre literatura e gastronomia. Para participar de algumas delas é necessário fazer inscrição (links disponíveis em Serviço).

Casa Mário de Andrade

A literatura atrelada à culinária começa pela palestra Virado à Paulista:de “indigesto feijão com toucinho” a patrimônio imaterial,com Viviane Soares Aguiar, mestre em História Social pela USP e pesquisadora do Laboratório de Estudos Históricos das Drogas e da Alimentação (LEHDA). No dia 1º de outubro, terça-feira, a partir das 19h, o público conhecerá as transformações do virado à paulista, ora considerado tradição, ora como prato feito de boteco, além dereconhecido como patrimônio imaterial do Estado de São Paulo em 2018 pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Governo do Estado de São Paulo.

Registros históricos, obras literárias e antigos livros de receitas vão colaborar na análise sobre a memória e esquecimento que fazem parte da trajetória do virado, citado como o “indigesto feijão com toucinho” no poema Ode ao burguês, de Mário de Andrade.

Quer trocar receitas culinárias durante uma visita pela Casa Mário de Andrade? No dia 10 de outubro, quinta-feira, às 15h, a Cozinha de memórias, uma visita temática promovida pelo Núcleo de Ação Educativa do museu, mostrará as relações entre memória e culinária como patrimônio imaterial. O estudo e a coleta de receitas de família que Mário realizou a partir da década de 1930, como o amanteigado entre os doces prediletos e os preparativos para festas,também fazem parte do encontro. Ao final, os participantes se reúnem em torno de um café da tarde com roda de conversa e onde poderão trocar receitas de suas famílias.

Casa Guilherme de Almeida

A palestra Chá &Porcelana abre a programação de SP Gastronomia do museu, no dia 5 de outubro, sábado, às 14h30. A supervisora do Núcleo de Ação Educativa da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, Alexandra Rocha, tratará da história da porcelana e como esse material influenciou o hábito do chá, desde as origens na China até o nosso cotidiano. Ao final, o público irá participarde um chá da tarde ao ar livre, no deckda Casa Guilherme de Almeida.

Para remeter a influência da culinária de imigrantes japoneses na cidade de São Paulo, TampopoOs brutos também comem spaghetti será exibido no dia 12 de outubro, às 15h, na Sala Cinematographos, no anexo do museu. Com direção de JuzoItami e uma narrativa fragmentada, o longa-metragem apresenta a história de Tampopo, dona de restaurante e viúva. Ela busca se destacar na arte de um tradicional macarrão de origem chinesa chamadolamen até conhecer Goro, um caminhoneiro, vendo-o como um orientador sobre esse feito culinário.

Logo cedo, para despertar, durante intervalo, para esfriar a cabeça, depois do almoço e a há quem o adere a noite também – o café. Pela oficinaCafezinho,em 19 de outubro, sábado, às 15h, o Núcleo de Ação Educativa domuseu aplica atividade de sensibilização por meio de grãos de café e leitura de textos de Guilherme de Almeida relacionados à bebida e sua importância para a economia e política de São Paulo.

Entre os textos estará o poema e música O Café – com letra de Guilherme, música de Ciloca Madeira e Lina de Lima como intérprete – obra vencedora do I Festival Internacional da “Canção do Café”, em San Remo, na Itália. Em seguida, os participantes serão convidados a beber um tradicional cafezinho e compartilhar as percepções e lembranças despertadas.

Casa das Rosas

Na Casa das Rosas, a SP Gastronomia é aberta pela oficina Mãos na massa e punhados de prosa, no dia 11 de outubro, sexta-feira, a partir das 15h. O fazer culinário será somado a uma roda de prosa sobre experiências e saberes a respeito da cozinha, conhecida como cômodo que reúne familiares e amigos. Com suporte do Núcleo de Ação Educativado museu, os presentes vão preparar uma receita na cozinha e dividir as memórias sobre costumes culinários de seus lares.

No sábado, 12 de outubro, às 15h, o projeto Bolando A História apresenta Os músicos de Bremen. No formato de contação de histórias, um conto dos irmãos Grimm – “Os músicos de Bremen” (ou os “Os saltimbancos”) que completa 200 anos em 2019 – será trabalhado por leitura audiovisual. Um bolo temático encerra a atividade que foca no público de crianças entre 7 e 10 anos acompanhadas por seus responsáveis.

O Expresso Poesia, sarau da Casa das Rosas que ocorre quinzenalmente, com poetas mantendo contato direto com o público e apresentando sua obra em 30 minutos, também entra na programação, nomeado como Expresso Poesiaespecial: café paulista. Dia 19 de outubro, sábado, a partir das 15h, poetascontemporâneos convidadosvão recitar poemas de autoria própria e de autores como Mário de Andrade e Guilherme de Almeida,que abordam temáticas com a presença do café e da culinária.

Também em 19/10, das 19h às 21h, o recital Literatura e gastronomia trará um roteiro poético e musical sobre os afetos envolvidos no ato de cozinhar, bem como da “alquimia” presente nos encontros em que apreciamos sabores, aromas e histórias em volta da mesa. Atividade é organizada pela produtora cultural e psicóloga Fernanda de Almeida Prado.

O Jardim Paradiso, sessão de cinema ao ar livre da Casa das Rosas, exibirá Estômago, filme nacional dirigido por Marcos Jorge. Em 24 de outubro, quinta-feira, às 19h, os espectadores poderão conhecer ou rever a história do personagem Raimundo Nonato. Para alcançar um futuro melhor, ele vai para a cidade grande e arruma emprego como faxineiro de um bar, onde descobre o talento para a gastronomia. Ora em ascensão, ora em queda, o personagem é carregado por uma narrativa que traz à tona a fome e o poder.

O Caffè Ristoro, no quintal da Casa das Rosas, também promove um menu especial pelo mês de outubro, período da SP Gastronomia. Pratos populares da culinária de São Paulo, como a galinhada,o virado à paulista, manjar de coco com calda de ameixa e pudim de leite estarão no cardápio. O custo das refeições varia entre R$ 42,00 e R$ 44,00, enquanto que as sobremesas saem por R$ 11,00 na média.

SERVIÇO:

SP Gastronomia na Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo

Casa Mário de Andrade

Virado à paulista: de “indigesto feijão com toucinho” a patrimônio imaterial

Palestra com Viviane Soares Aguiar

Terça-feira, 1º de outubro, das 19h às 21h

40 vagas

Inscreva-se até 1º de outubro: https://bit.ly/2m1MUa1

Cozinha de memórias
Visita temática com Núcleo de Ação Educativa

Quinta-feira, 10 de outubro, das 15h às 17h30

15 vagas

Inscreva-se até 10/10: https://bit.ly/2kjnSCS

Casa Guilherme de Almeida

Chá & porcelana

Palestra com Alexandra Rocha, supervisora do Núcleo de Ação Educativa da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo

Sábado, 5 de outubro, das 14h30 às 17h30

15 vagas

Inscreva-se até o dia 5/10: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/educativo/

TampopoOs brutos também comem spaghetti (Japão, 1985)

Direção: JuzoItami; Duração: 1h 54min

Elenco: NobukoMiyamoto, TsutomuYamazaki, Ken Watanabe e IsaoHashizume

Sábado, 12 de outubro, às 15h

50 vagas

Inscreva-se até o dia 12/10:https://bit.ly/2lX2Zhk

Obs: Sala Cinematographos, no anexo do museu.

Cafezinho

Oficina aplicada pelo Núcleo de Ação Educativa

Sábado, 19 de outubro, das 15h às 17h30

15 vagas

Inscreva-se até 19/10:https://bit.ly/2kspw5o

Casa das Rosas

Mãos na massa e punhados de prosa

Oficina com Núcleo de Ação Educativa

Sexta-feira, 11 de outubro, das 15h às 17h30

20 vagas

Inscreva-se presencialmente na recepção, ou até 11/10 neste link:https://bit.ly/2m1Ni8t

Os músicos de Bremen

Contação de histórias com Projeto Bolando A História

Sábado, 12 de outubro, às 15h

Público-alvo: crianças de 7 a 10 anos

20 Vagas

Não é necessária inscrição para participar dessa atividade

Expresso Poesia especial: Café paulista

Sarau com participação de poetas contemporâneos e poemas que envolvem a culinária do estado paulista

Sábado, 19 de outubro, das 15h às 15h30

Não é necessária inscrição nesta atividade

Literatura e gastronomia

Recital organizado pela produtora cultural Fernanda de Almeida Prado

Sábado, 19 de outubro, das 19h às 21h

Não é necessária inscrição nesta atividade

Jardim Paradiso exibe o filme Estômago(Brasil, 2007)

Direção: Marcos Jorge; Duração: 1h 52min

Elenco: João Miguel, Fabiula Nascimento, Babu Santana, Carlo Briani e Jean Pierre Noher

Quinta-feira, 24 de outubro, às 19h

Não é necessário se inscrever para assistir sessão

Endereços das unidades da Rede de Museus-Casas Literários:

Casa Mário de Andrade

Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda – São Paulo

Telefone: (11) 3666-5803 | 3826-4085

Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h

www.casamariodeandrade.org.br

Casa Guilherme de Almeida

Museu: Rua Macapá, 187 – Perdizes – São Paulo

Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Perdizes

Telefone: (11) 3673-1883 | 3672-1391

Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h

www.casaguilhermedealmeida.org.br

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Avenida Paulista, 37 – Paraíso – São Paulo (próximo à estação Brigadeiro do metrô)

Telefone: (11) 3285-6986 | 3288-9447

Funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h

Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados)

www.casadasrosas.org.br

SOBRE A CASA MÁRIO DE ANDRADE

A Casa Mário de Andrade funciona no endereço da antiga casa do escritor Mário de Andrade, um dos principais mentores do modernismo brasileiro e da Semana de Arte Moderna de 1922. O museu abriga uma exposição permanente, que é aberta à visitação, com objetos pessoais do modernista, além de documentos de imagem e áudio relacionados à sua trajetória. O museu também realiza uma intensa programação de atividades culturais e educativas. A Casa integra a Rede de Museus-Casas Literários da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis.

SOBRE A CASA GUILHERME DE ALMEIDA

Inaugurada em 1979, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, está instalada na residência onde viveu o poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. Seu acervo é constituído por uma significativa coleção de obras, gravuras, desenhos, esculturas, pinturas, em grande parte oferecidas ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Emiliano Di Cavalcanti, Lasar Segall e Victor Brecheret. Hoje, o museu oferece uma série de atividades gratuitas relacionadas a todas as áreas de atuação de Guilherme de Almeida, da literatura traduzida ao cinema, passando pelo jornalismo e pelo teatro. Trata-se da primeira instituição não acadêmica a manter um Centro de Estudos de Tradução Literária no país.

SOBRE A CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista, o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais. O museu está instalado em um imponente casarão, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo, que na época já tinha projetado e executado importantes edifícios na cidade, como a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal e o Mercado Público de São Paulo.

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Compartilhe!