@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Sisem-SP: Exposição em Cruzeiro dá destaque à luta de mulheres esquecidas pela história

Publicado em 13 de dezembro de 2018

Mostra, que fica em cartaz até 17 de fevereiro de 2019 no Museu Major Novaes, conta com instalações sonoras, fotografias, documentos e peças do acervo

A trajetória de seis mulheres que deixaram marcas na história de Cruzeiro (SP), mesmo sem terem recebido grande reconhecimento, é contada na exposição “A sala das nossas mulheres”, por meio de documentos, fotografias e outras peças pertencentes ao acervo do Museu Major Novaes. A mostra inaugurou dia 6 de dezembro e fica aberta à visitação até 17 de fevereiro de 2019.

Resultado de parceria entre o Museu Major Novaes, ACAM Portinari e Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) – instância da Secretaria da Cultura do Estado –, a mostra narra as vidas de Dona Aurora, Irmã Alvin, Dona Celestina, Dona Fortunata, Dona Idealina e Ritta. Os dramas, lutas e conquistas dessas mulheres desafiaram regras sociais e ajudaram a traçar a identidade do município, um dos mais importantes do Vale do Paraíba.

A exposição teve como ponto de partida o estudo do acervo do museu, de maneira que fosse possível tecer relações entre alguns objetos e a contemporaneidade. Durante a pesquisa, a curadoria de Cláudia Ribeiro, diretora do Museu Major Novaes (sob orientação de Célia Barros, autora do projeto de formação) evidenciou a presença dessas mulheres fundamentais para a história do município – cujos nomes e rostos, no entanto, não receberam o destaque merecido.

“A sala das nossas mulheres’ teve como objetivo entender a relação entre memória e história femininas e sua relação com o museu e a cidade”, conta Célia Barros.

Dar voz e imagem a essas moradoras foram alguns dos desafios expositivos a serem resolvidos. Para isso, as instalações sonoras, com direção artística de Ewerton Federico, buscam realçar a invisibilidade das mulheres na escrita da história.

O diálogo com os alunos da Escola Municipal Professora Dalila Filgueiras Pinto buscou, por meio do desenho, o rosto de Dona Fortunata, conhecida como a “Matriarca de Cruzeiro”, cuja fisionomia não possui registro. Esses “retratos imaginativos” também fazem parte da mostra.

Os próprios visitantes, aliás, estão convidados a participar desse processo de reelaboração da história. A exposição conta com um pequeno ateliê de desenho e escrita à disposição do público interessado em usar a imaginação para preencher as lacunas do tempo.

SERVIÇO

Exposição A sala das nossas mulheres

Período: 6 de dezembro de 2018 a 17 de fevereiro de 2019

Local: Museu Major Novaes

Endereço: Avenida Jorge Tibiriçá, s/nº – Vila Canevari – Cruzeiro/SP

Informações: (12) 3141-1100 ou museu@cruzeiro.sp.gov.br

Funcionamento: segunda a sexta das 8h às 18h; sábado das 14h às 18h; fecha aos domingos e feriados

Secretaria da Cultura do Estado – Assessoria de imprensa

Stephanie Gomes – (11) 3339-8243 – stgomes@sp.gov.br

Elisabete Alina Skwara – (11) 3339-8164 – betealina.culturasp@gmail.com

Monique Rodrigues – (11) 3339-8308 | monique.culturasp@gmail.com

Compartilhe!