@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

SISEM-SP disponibiliza materiais que auxiliam no preenchimento do Cadastro Estadual de Museus

Publicado em 15 de fevereiro de 2019

Novas edições do Caderno de Apresentação e Lista de Terminologias do CEM-SP estão disponíveis para download no site

O Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, disponibilizou em seu site duas importantes ferramentas para auxiliarem as instituições museológicas interessadas em aderir ao Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP): as novas edições do Caderno de Apresentação e da Lista de Terminologias do CEM-SP.

Para visualizar e fazer download dos arquivos, basta acessar www.sisemsp.org.br/cadastro-estadual-de-museus/documentos-uteis. Os documentos foram aprovados pelo Conselho de Orientação do SISEM-SP (COSISEM-SP). No mesmo endereço encontram-se ainda vários outros arquivos com documentos, legislações, notas, estatutos e referências bibliográficas úteis para o preenchimento adequado do Cadastro.

O novo Caderno de Apresentação, além de pequenos ajustes que facilitam o preenchimento do CEM-SP, realizados a partir da edição anterior, incorporou questões relativas ao Registro de Museus na Rede Nacional de Informações Museais (RENIM), ferramenta do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – e também à criação do Diagnóstico Situacional, que oferece ao museu um balanço de sua saúde organizacional, indicando os elementos mais críticos a serem considerados e trabalhados pela instituição na perspectiva de um planejamento estratégico.

Já a Lista de Terminologias tem por objetivo explicitar o conteúdo dos principais termos técnicos utilizados nos materiais produzidos para o preenchimento do Cadastro, em especial os presentes nos Instrumentos de Qualificação Cadastral (IQCs) Básico e em Níveis, além dos existentes nos parâmetros cadastrais dos três eixos estruturantes do CEM-SP: “Gestão e Governança”, “Salvaguarda de Acervos” e “Comunicação e Serviços ao Público”.

“É importante que as instituições tenham materiais de apoio para facilitar o preenchimento do Cadastro Estadual de Museus. Para isso, disponibilizamos uma série de materiais úteis à qualificação dos museus e, sempre que necessário, atualizamos os textos de referência, como o Caderno de Apresentação e a Lista de Terminologias do CEM-SP”, observa o diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP, Davidson Kaseker.

O Cadastro

Lançado em meados de 2016, o CEM-SP é preenchido totalmente on-line e está disponível no site https://cem.sisemsp.org.br. Cada um dos parâmetros do CEM-SP foi pensado para orientar os museus na elaboração de um diagnóstico de suas estruturas e ações, identificando carências e apontando estratégias de qualificação.

Ao aderir ao CEM-SP, dentre outros benefícios, como ter a sua qualificação reconhecida e acesso diferenciado a fontes de financiamento público por meio de editais, a instituição recebe como contrapartida uma visita técnica e um conjunto de relatórios analíticos que têm por objetivo oferecer orientações para a estruturação técnica e a gestão institucional destes equipamentos culturais.

Compartilhe!