HomeA Secretaria Assessoria ReleasesReligiosidade e Cultura Popular: Ciclo de estudos em Mogi das Cruzes

Religiosidade e Cultura Popular: Ciclo de estudos em Mogi das Cruzes

Três mesas de conversa integram gratuita do Ciclo de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade

Refletir sobre o lugar da cultura tradicional nos dias de hoje é a proposta do Ciclo de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, que acontece em Mogi das Cruzes dia 29 de novembro, quinta-feira, das 10h às 17h30. A proposta é que pesquisadores, mestres e agentes culturais discutam sobre Religiosidade e Cultura Popular com os participantes.

As atividades serão realizadas no Centro Cultural de Mogi das Cruzes. Toda a programação do encontro, organizado pelas Oficinas Culturais – Programa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerenciado pela Poiesis – é gratuita. As inscrições são feitas no formulário online.

Destaque para a mesa Religiosidade e Cultura Popular, que acontece às 13h30. Nela os pesquisadores Carlos Rodrigues Brandão e Antonio Filogênio conversam sobre as múltiplas noções de fé e representações de poder e política que partem da fusão dos conceitos de religiosidade e cultura popular.

Veja abaixo a programação completa do evento:

10h – 12h | Palestra: A Cultura Popular Brasileira no Contexto Atual

Com Rosane Almeida

13h30 – 15h30 | Conversa: Religiosidade e Cultura Popular

Com Antonio Filogênio e Carlos Rodrigues Brandão

15h30 – 17h30 | Conversa: A Diversidade da Fé nas Tradições

Com Mestre Silvio Antônio, Déo Miranda, Domingas Gervásio e Roberto Cardoso. Mediação de Antonio Filogênio

SOBRE OS PARTICIPANTES

Rosane Almeida criou, dirige e coordena, pedagógica e artisticamente, o Instituto Brincante, fundado em 1992, ao lado de Antônio Nóbrega. Entre 2005 e 2007, realizou a série documental “Danças Brasileiras”, exibida pelo canal Futura.

Antonio Filogênio, filósofo, é mestre e doutorando em História, Filosofia e Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba. Integra o Projeto Casa de Batuqueiro, que pesquisa, ensina e coordena apresentações do Batuque de Umbigada.

Carlos Rodrigues Brandão foi professor universitário em Brasília (UnB), Goiânia (UFG) e Campinas (Unicamp). Antropólogo, desde 1963 pesquisa e debate movimentos e experiências de educação e cultura popular. Escreveu diversas obras, dentre elas “O que é Educação”, “O que é Educação Popular” e “O que é Folclore”, da Coleção Primeiros Passos.

Déo Miranda, músico e compositor, é diretor e curador do projeto “Cantos Sagrados”, lançado em 2017, que, em formato de box, traz um breve relato da história do Reinado de Congos de Mogi das Cruzes, dividido em livreto, documentário, e oito discos de grupos de Congada, Moçambique e Marujada.

Domingas Gervásio, de Atibaia, é da tradicional reza e dança de são Gonçalo.

Mestre Silvio Antônio é presidente da Casa do Congado – Associação das Congadas, Moçambiques e Marujadas de Mogi das Cruzes, e membro da Comissão Paulista de Folclore, da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos da Capital, da Comissão Pró-Festa do Rosário da Penha e da Comissão Pró-Memória de Mogi das Cruzes.

Roberto Cardoso foi curador do Museu da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes. Atualmente, apresenta a tradição para grupos guiados visitantes.

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

SERVIÇO

Ciclo de Estudos sobre Religiosidade e Cultura Popular em Mogi das Cruzes
29/11. Quinta-feira, 10h às 17h30

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2JY5AQ7

Local: Centro Cultural de Mogi das Cruzes – Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360 – Centro

Compartilhe!