@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Projetos premiados no edital de Difusão de Acervos Museológicos do PROAC serão apresentados no 10EPM

Publicado em 5 de julho de 2018

Ação faz parte da programação do segundo dia do 10º Encontro Paulista de Museus

Em 19 de julho, segundo dia de programação do 10º Encontro Paulista de Museus (10EPM), será realizada, às 16h00, a mesa de apresentação de projetos premiados no edital do PROAC de Difusão de Acervos Museológicos. O 10EPM ocorre de 18 a 20 de julho, no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Participam Leonice Parajara, diretora de arte-educação da Casa do Olhar Luiz Sacilotto, de Santo André; Renata Gava, diretora do Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes, em Piracicaba; Rodrigo Santos, museólogo do Museu Arquidiocesano de Arte Sacra de Campinas; e a museóloga independente Susana Costa. A mediação será feita por Higor Advenssude, representante regional do SISEM-SP na região de Araçatuba.

Na entrevista a seguir, os participantes da mesa falam sobre a importância dos editais do PROAC para os museus e comentam sobre como a realização do EPM é relevante para o setor.

SISEM-SP: Qual é a importância de editais do PROAC para o setor museológico?

Leonice Parajara: Os PROAC voltados a museus (Preservação e Difusão de Acervos) são uma ferramenta de extrema importância para auxiliar na melhoria e na profissionalização das atividades das instituições, uma vez que a Cultura vem recebendo cada vez menos suporte financeiro e as instituições museológicas são as primeiras a sofrer este corte. Além de proporcionar o intercâmbio entre instituições e a excelência nas atividades prestadas aos visitantes.

Renata Gava e Rodrigo Santos: O PROAC-Museus representa uma importante ferramenta de incentivo ao financiamento e fomento para o desenvolvimento dos projetos dos museus, estimulando-os a se desenvolverem. Analisamos também a importância desses editais como um exercício interno de grande valia para os museus, na medida em que, ao incentivar a produção de projetos, os estimula também a estarem estruturados internamente. 

Susana Costa: Com a sistemática dificuldade de verbas e perante as necessidades que o setor enfrenta, da salvaguarda à comunicação, os editais possibilitam, com alguma criatividade, melhorias e promoção de museus e equipes. Possibilita a realização de alguns projetos muito válidos que sem essa verba jamais sairiam do papel, tendo em conta necessidades correntes estruturais e de falta de pessoal que atravessam.

SISEM-SP: Qual a importância de um encontro como o 10EPM para o setor museológico?

Leonice Parajara: O Encontro Paulista de Museus é um espaço em que podemos encontrar nossos pares, trocar experiências e conhecimentos adquiridos, bem como aprender cada vez mais por meio de ações realizadas por outras instituições museológicas no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior. Além de proporcionar o fortalecimento do setor museológico paulista e apresentar ao Brasil um evento que há dez anos acontece e que cada vez mais aproxima as instituições correlatas.

Renata Gava e Rodrigo Santos: O 10EPM representa um marco no setor mesológico nacional. O evento abriu caminho e se consolidou nesse cenário como um extraordinário palco para discussão de temas importantes da área museológica.

Susana Costa: É um encontro de ideias e práticas, de articulação de possibilidades e dificuldades, que traz para os profissionais de museus do Estado a reflexão de temáticas internacionais que fazem parte da agenda museológica. O encontro e sistema de comunicação democrático que adota nas redes sociais permite acesso e divulgação de discussões que acabam por se destacar e propagar ao nível nacional.

Compartilhe!