Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional
Governo do Estado de São Paulo
Secretaria da Cultura
Home
A Secretaria
Assessoria de Gêneros e Etnias
Bibliotecas e Leitura
Canal de Atendimento
Centros Culturais
Comunicação
Condephaat
Corpos Artísticos
Festivais, Mostras e Eventos
Formação Cultural
Incentivo à Cultura e Prêmios
Museus
Programas e Projetos
Programas em Rede
Sistemas Estaduais
Teatros, Auditórios e Salas de Espetáculo
Bem Tombado

E.E. Dr. Julio Mesquita


Localização: Rua Campos Salles, 35 - CEP 13970-000 - Itapira

Número do Processo: 24929/86

Resolução de Tombamento: Resolução 60 de 21/07/2010

Publicação do Diário Oficial
  •  Poder Executivo, 11/11/10, pgs. 112 a 114

    Livro do Tombo Histórico: inscrição nº 377, p. 103 a 110, 05/09/2011.

    Código Sec. Est. Educ.: 05.10.102

    O Grupo Escolar Dr. Júlio de Mesquita foi organizado em 1900 pelo inspetor escolar Antonio Rodrigues Alves Pereira e instalado, por decreto, em 10 de fevereiro do mesmo ano em edifício construído - 1890/97 -  pelo governo do Estado.

    No seu primeiro ano de funcionamento, teve apenas 9 professores; de 1901 a 1904, depois de criado o 5º ano, passaram a funcionar 12 classes com 12 professores para regê-las. Depois da lei que suprimiu o 5º ano dos grupos escolares, ficou com 10 classes, sob a regência de 10 professores. Até 30 de novembro de 1907, 146 alunos haviam concluído ali o curso preliminar.

    É uma das integrantes de conjunto de 126 escolas públicas construídas pelo Governo do Estado de São Paulo entre 1890 e 1930 que compartilham significados cultural, histórico e arquitetônico. Essas edificações expressam o caráter inovador e modelar das políticas públicas educacionais que, durante a Primeira República, reconheceram como inerente ao papel do Estado a promoção do ensino básico, dito primário, e a formação de professores bem preparados para tal função. Quanto às políticas de construção de obras públicas, são representativas pela estruturação racional de se instalar edificações adequadas ao programa pedagógico por todo o interior e capital do Estado.

    Destaca-se a qualidade do conjunto caracterizado pela técnica construtiva simples, consolidando o uso de alvenaria de tijolos e por uma linguagem estilística que simplificou os atributos da tradição clássica acadêmica. A organização espacial era concebida incorporando preceitos e recomendações de higiene, insolação e ventilação previstos na cultura arquitetônica que vinha se firmando desde o século XIX. O programa pedagógico distribuía essencialmente salas de aulas ao longo de eixos de circulação em plantas simétricas. Aos poucos se firmaram em projetos arquitetônicos padronizados que se repetiam com pouca ou nenhuma variação em mais de um município.



    Fonte Processo de Tombamento

  • A Secretaria Localização | Créditos | Página Inicial | Ouvidoria | Fale Conosco | Mapa do Site

    Telefone: 11 3339-8000 - www.cultura.sp.gov.br
    © 2006 - 2014. Secretaria de Estado da Cultura. Todos os direitos reservados.