@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

ESPECIAL

Paulistas comemoram o Aniversário de São Paulo nos museus da cidade

Publicado em 25 de janeiro de 2019

Secretário Sérgio Sá Leitão prestigiou a programação; público conta como aproveitou a data

O Aniversário de São Paulo foi comemorado com muita cultura, diversão e arte nas instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado. A programação, totalmente gratuita e especialmente preparada para a data, reuniu os paulistas em bate-papos, exposições, brincadeiras, shows e oficinas pela cidade.

Confira como foram as atrações e depoimentos dos participantes sobre a festa:

O dia começou com café da manhã e roda de conversa sobre a relação do poeta Haroldo de Campos e o romance Macunaíma, de Mário de Andrade, na primeira etapa do “Encontro Peripatético”, na Casa das Rosas. O público interagiu e aproveitou para conhecer as exposições em cartaz. De lá, partiram para a Casa Guilherme de Almeida, para a exibição de documentário sobre a importância da cidade na poética de Haroldo de Campos e visita ao acervo do museu, que evidencia a paixão de Guilherme de Almeida pela metrópole. Na terceira e última parte do Encontro, a Casa Mário de Andrade recebeu os participantes para uma palestra sobre a atuação de Mário de Andrade e Guilherme de Almeida como críticos de cinema.

As primas Melissa Castilho e Aline Castilho participaram da atividade e aprovaram a ação. “Estamos encantadas com o evento que foi organizado para os paulistanos no dia de hoje. São Paulo é uma cidade muito acolhedora e diversa, que oferece diversos programas culturais maravilhosos. Fomos muito bem recebidas e queremos agradecer por esse movimento realizado para nós, paulistanos”, disse Melissa.

À noite, das 20h à meia-noite, a Casa das Rosas foi iluminada com vídeo mapping, uma projeção de luzes em homenagem à cidade. Com a presença do secretário, o público viu, na fachada do museu, imagens de lugares icônicos da cidade.

Vídeo mapping na Casa das Rosas

Sérgio Sá Leitão começou a manhã visitando a Pinacoteca, onde aconteceram atividades para todos os públicos, com food trucks, exposições, jogos, visita educativa e show da cantora Zezé Motta. O secretário aproveitou para prestigiar as mostras em cartaz, conhecer o novo auditório e conversar com Paulo Vicelli, diretor da Pinacoteca, sobre planos para o futuro da instituição. “Fiquei feliz hoje em ver que a população aderiu a esse presente e fez até fila para entrar nos museus. Estão desfrutando da cidade e este é um dos nosso grandes objetivos. Queremos cada vez mais melhorar a oferta e o acesso à cultura. Opções não faltam”, disse Sérgio durante a visita.

Sérgio Sá Leitão visita a Pinacoteca no Aniversário de São Paulo

Jochen Volz, Sérgio Sá Leitão e Paulo Vicelli, na Pinacoteca

O secretário seguiu para os espaços do Museu de Arte Sacra, onde foram inauguradas duas exposições: “Adagio”, na sala MAS, localizada na estação Tiradentes do metrô, e “O Sagrado na Arte Moderna”, no museu. Em “Adagio”, a arquiteta Cintia Ema Padovan revestiu a sala com aço corten e o artista Allann Seabra executou o trabalho, com esculturas e um site specific, que abordam questões da memória, da infância e do tempo. A curadora Bianca Boeckel explicou: “A formação acadêmica do Allan é piano clássico erudito, por isso quisemos dar um tom musical à exposição. Aproveitamos a maleabilidade do aço corten e o ritmo que o próprio aço possui para associar com a música, por isso o nome “Adágio”. Trouxemos também a memória afetiva de infância dele, que cresceu dentro da fábrica de família, familiarizado com o aço corten e a ressignificação do material, que era uma sucata que seria descartada, e virou arte”. Quem visitou o museu também pôde conhecer uma nova mostra: “O Sagrado na Arte Moderna”, com obras de artistas modernos – como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Victor Brecheret e Candido Portinari -, populares – entre eles José Antonio da Silva, Agostinho Batista de Freitas e Antonio Poteiro – e contemporâneos – como Alex Flemming, Nelson Leirner e Oskar Metsavaht – que fazem alusão à fé e à religião, de modo claro e explícito ou por meio de metáforas.

Sérgio Sá Leitão, José Carlos Marçal de Barros e Bianca Boeckel na exposição “O Sagrado na Arte Moderna”

O carnaval começou mais cedo no Museu da Imagem e do Som – MIS: o bloco infantil Gente Miúda puxou o evento de pré-carnaval pela manhã, com muitas crianças e adultos na platéia. Até meia-noite, três blocos animaram a festa. As famílias aproveitaram as oficinas de maquiagem, adereços de cabeça e máscaras. Os visitante também puderam visitar gratuitamente a megaexposição “Quadrinhos”, sobre a história das HQs no Brasil e no mundo. O secretário esteve na celebração e ficou impressionado com o museu, que reuniu público recorde na exposição.

Bloco Gente Miúda abre o evento pré-carnaval no MIS

Crianças e adultos se divertem na Oficina de Máscaras, no MIS

No Museu da Imigração, a manhã começou com homenagem à cidade de São Paulo e sua arquitetura, na oficina sobre fotografia, patrimônio e urbanismo, ministrada por Claudia Ferreira Chedid, que convidou os participantes a fotografarem os espaços do museu. À tarde, foi exibido o filme “EntreVilas”, sobre o cotidiano de vilas e as lutas operárias que marcaram a trajetória industrial de São Paulo, seguida de roda de conversa e visita à exposição “Sinta-se em Casa”.

Evento “EntreVilas”, no Museu da Imigração – Foto: Mariana Kimie Nito

Brincadeiras, mágicas, ciências, biologia, trabalhos manuais e tecnologia fizeram parte da comemoração no Catavento. Teve ilusionismo, química e física no “Espetáculo de Mágicas”, confecção das bonecas “Abayomi” consideradas amuletos pela cultura africana, oficina para aprender a criar vídeos para o Youtube, workshop de slime e lettering, a experiência “Venturion”, com uma aventura imersiva em realidade virtual 4D, que levou crianças e adultos a um templo repleto de mistérios, e o “Espaço Drone”, que mostrou o funcionamento de um drone e os conceitos de física e engenharia envolvidos no seu funcionamento.

Espetáculo de Mágicas no Museu Catavento

A exposição “Clássico é Clássico e Vice-Versa” foi sucesso de público no Museu do Futebol, assim como a tradicional “Férias no Museu”, que promoveu brincadeiras clássicas, como futebol de rua, amarelinha e futebol de botão, para crianças e adultos. A novidade ficou por conta das atrações típicas de inverno adaptadas para o verão: versões tropicais do street curling e passeio virtual por um trenó de gelo, o bobsled. À noite, uma visita temática especial pelo museu, com a cidade de São Paulo como tema, homenageou a data. “Aproveitei o Museu do Futebol, gratuito, no Aniversário de São Paulo. Gostei do futebol virtual e do futebol de botão, me diverti muito. Parabéns pra São Paulo!”, comemora o visitante Antonio Pinheiro.

No fim da tarde, o secretário Sérgio Sá Leitão prestigiou o corpo de baile do Theatro Municipal de São Paulo, onde se encontrou com o secretário Municipal de Cultura Alê Youssef e o diretor do Balé da Cidade Ismael Ivo, que agradeceram sua presença e anunciaram tempos de parceria entre estado e município.

Participou da programação do Aniversário de São Paulo nos museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa? Poste suas fotos usando as hashtags #VivaSãoPaulo #VivaSP e #VivaCultura

Compartilhe!