HomeCultura + NotíciasOrquestra Jovem do Estado faz concerto na Sala São Paulo

Orquestra Jovem do Estado faz concerto na Sala São Paulo

A Orquestra Jovem do Estado, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, inicia a temporada interpretando obras de duas compositoras: Fanfarra para a mulher incomum nº 1, da norte-americana Joan Tower, e A menina que virou chuva, da brasileira Valéria Bonafé.

Sob regência de Cláudio Cruz, o concerto acontece dia 7 de março, domingo, às 16h, na Sala São Paulo. Os ingressos custam R$30 (inteira) e R$15 (meia) e podem ser adquiridos pelo site www.orquestrajovemdoestado.byinti.com

Completam o programa Concerto Dumbarton Oaks em Mi bemolI, de Igor Stravinsky (1882-1971), em homenagem aos 50 anos de morte do compositor russo;

e Música para cordas, percussão e celesta, de Béla Bartók. A apresentação será também transmitida ao vivo pelo canal de YouTube da EMESP Tom Jobim (www.youtube.com/tjemesp).

Temporada Primeiro Semestre 2021 na Sala São Paulo

Ao longo do primeiro semestre, a Orquestra Jovem do Estado realiza mais três concertos na Sala São Paulo com a participação de regentes e solistas convidados.

No mês de abril, dia 11, domingo, às 16h, sob regência de Claudio Cruz, a Orquestra apresenta Hyperprism, de Edgar Varése, as Bachianas Brasileiras nº 9, de Villa-Lobos, e a Serenata para sopros, violoncelos e contrabaixos em Ré maior, de Antonín Dvořák. A Sinfonia nº2 de Robert Schumann, fecha o programa.

O regente convidado Rodolfo Fisher é quem comanda a Orquestra no mês de maio. No dia 20, sábado, às 21h, o grupo sobe ao palco da Sala São Paulo para interpretar a Abertura de Criaturas de Prometeus, de Ludwig van Beethoven, o Concerto para violino em Dó maior, Op.48, de Dmitri Kabalevsky, e Sinfonia nº3, Escocesa, Op.56, de Felix Mendelssohn. A Orquestra vai receber um velho conhecido neste programa: o violinista Renan Gonçalves, ex-bolsista do grupo e atual spalla da Orquestra do Theatro São Pedro, que sola na obra de Kabalevsky.

Para finalizar o primeiro semestre, no dia 12 de junho, sábado, às 21h, a Orquestra recebe a pianista Olga Kopylova. O diretor musical e regente titular, Cláudio Cruz, volta a reger o grupo no programa que tem abertura de Fidelio, de Ludwig van Beethoven, o Concerto para piano nº3 em Dó Maior, Op. 26, de Sergei Prokofiev, a Suíte Francesa, de Francis Poulence e, para finalizar, Sinfonietta nº 1, de Heitor Villa-Lobos.

Os espetáculos presenciais da Orquestra Jovem do Estado na Sala São Paulo seguem todos os protocolos de segurança e prevenção à propagação do Coronavírus (Covid-19) e as orientações do Plano São Paulo e da Prefeitura Municipal de São Paulo para retomada consciente das atividades.

Transmissões ao vivo

Todos os espetáculos da temporada da Orquestra Jovem do Estado na Sala São Paulo terão transmissões ao vivo e podem ser vistos gratuitamente pelo canal de YouTube da EMESP Tom Jobim (www.youtube.com/tjemesp).

A programação completa está disponível no site: http://emesp.org.br/

Bilheteria

Os ingressos para todos os concertos devem ser adquiridos exclusivamente pelo site www.orquestrajovemdoestado.byinti.com

PROGRAMA

Claudio Cruz, regência

JOAN TOWER (1938) Fanfarra para a mulher incomum nº1

VALÉRIA BONAFÉ (1984)

A menina que virou chuva

IGOR STRAVINSKY (1882-1971) Concerto Dumbarton Oaks em Mi bemol

BELA BARTOK (1881-1945) Música para cordas, percussão e celesta

Data: 07 de março, domingo

Horário: 16h

Local: Sala São Paulo

Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elíseos

Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia) Vendas: https://orquestrajovemdoestado.byinti.com/#/ticket/

Compartilhe!