HomeAssessoria ReleasesOficinas Culturais propõem atividades dedicadas ao mês da Consciência Negra

Oficinas Culturais propõem atividades dedicadas ao mês da Consciência Negra

Em homenagem ao mês da Consciência Negra, programação on-line inclui bate-papos, oficinas e workshop

As Oficinas Culturais, uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciadas pela Poiesis, possuem diversas atividades on-line e gratuitas em homenagem ao dia da Consciência Negra, que faz referência à morte de Zumbi dos Palmares no dia 20 de novembro de 1695. A programação convida o público a refletir sobre a data com bate-papos, oficinas e workshop.

A live Arte em Diáspora: Experiências Guinée Connakry, Tunisia e Brasil tem como objetivo discutir sobre as estratégias que os artistas convidados encontram para dialogar com as imagens e visões de África, seja para questionar significados já consolidados, ou mesmo, para analisar velhos estereótipos advindos do racismo epistemológico que hierarquiza saberes, pessoas e países. O encontro será com a cantora, bailarina e compositora da Guinée Conacri, Fanta Kanotê e com o poeta, pintor, ator-dançarino e diretor Benjamin Abras, brasileiro que reside em Tunes (TUN). A live será exibida no YouTube das Oficinas Culturais no dia 12 de novembro, quinta-feira, às 15h.

O Ciclo de encontros Diálogos contemporâneos sobre arte e sociedade consiste num ciclo de três encontros nos quais, por meio de imagens de obras de arte pré-selecionadas, se discutirão as múltiplas dimensões das dinâmicas raciais no Brasil e suas repercussões nas mais variadas esferas da vida. A arte visual, nesse contexto, funciona como o vetor para os inúmeros entendimentos do lugar social do negro no Brasil. A atividade integra o Projeto Afro – plataforma afro-brasileira de mapeamento e difusão de artistas negros/as/es. Os encontros acontecerão às sextas-feiras, de 13 a 27 de novembro, das 19h30 às 20h30. As inscrições devem ser realizadas por meio deste link até o dia 11 de novembro.

Na quinta-feira seguinte, a live O legado das mestras e mestres – Preta Leste 5 anos tem o intuito de apresentar as estratégias de resistência de Soraia Aparecida, da Cia de Cultura Popular Lelê de Oyá e de Pedro Peu, do grupo Batakerê. Criada em 2016, a Preta Leste surgiu com o objetivo de pautar as questões étnico-raciais e a valorização dos saberes culturais de origem afrobrasileira. A curadoria do evento sempre esteve atenta à importância de ter em sua programação artistas, mestres e mestras que nos antecederam, já que são essas pessoas as principais mantenedoras da memória do território e da tradição. O evento será transmitido no dia 19 de novembro às 15h no YouTube.

Pensar o corpo como terreiro, reflexão cunhada por Luiz AntonioSimas, é pensar as corporeidades negras em diáspora como assentamento de saberes, de onde se manifestam múltiplas sabedorias de África transportadas pelo Atlântico. Esse movimento só foi possível através do corpo, suporte de memória, que nos rituais reinventa mundos e desafia a dinâmica da vida. A grande sábia do candomblé Nagô da Bahia, EgbomiCici, discorrerá sobre a encruzilhada dos Rituais Sagrados X Corporeidades Negras. A exibição acontecerá pelo Instagram @nucleocorporeidades no dia 26 de novembro, quinta-feira, às 15h.

No Workshop virtual de dança afro, será retratada a beleza da diversidade étnica cultural através da expressão corporal. Com música ao vivo e o ritmo marcado pelos instrumentos de percussão, as coreografias contarão com movimentos policêntricos característicos da dança, permitindo aos participantes vivenciarem esta expressão que recebeu influências de diversas manifestações do universo cultural afro-brasileiro. O workshop será exibido no dia 20 de novembro, sexta-feira, das 17h às 18h30 pela plataforma Zoom com retransmissão pelo Facebook das Oficinas Culturais. Para participar da sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

Os participantes da atividade A influência africana na culinária brasileira irão preparar no fogão de suas casas uma receita que expressa resistência cultural, ancestralidade e identidade. Com ingredientes próprios ou kits retirados na Oficina Cultural, será preparado um dos pratos mais simbólicos do país e que leva para a panela sabores, aromas e cores marcantes, uma Moqueca de Caju e Farofa de Coco com Amendoim, tradição que expressa a herança africana aqui no Brasil. O material será disponibilizado gratuitamente para Delivery Cultural. Os ingredientes necessários para quem deseja comprar seu próprio kit são: coco desidratado, caju, pimentões coloridos, tomate, cebola, gengibre, pimenta, coentro, amendoim, azeite de dendê, sal, chimichurri e páprica. As inscrições estão abertas até o dia 11 de novembro neste link e a atividade acontecerá pela plataforma Zoom no dia 21 de novembro, sábado, das 10h15 às 12h15.

A Trilha histórica do mês da consciência negra: os fatos que marcaram o movimento negro é uma ação proposta pelo Projeto Afro, que apresentará os principais fatos históricos das últimas décadas, que culminaram no Mês da Consciência Negra no Brasil e na criação da data de 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra. Leonardo Fabri, sociólogo e cientista político, e Deri Andrade, do Projeto Afro, debatem as datas, reativando a importância de lembrá-las para entendermos as atuais discussões sobre a luta antirracista, apresentando um panorama histórico e relevante dos fatos, relacionando com obras de alguns artistas mapeadas pelo Projeto. A atividade acontecerá no dia 25 de novembro, das 18h às 20h, pela plataforma Zoom. Os interessados devem se inscrever neste link até o dia 16 de novembro.

O grupo Cordão de Ouro irá apresentar algumas danças afro-brasileiras difundidas em todo o mundo pela Capoeira. Serão apresentados o Maculelê – manifestação cultural oriunda da cidade de Santo Amaro da Purificação, a Dança Guerreira – combinação de movimentos plásticos e agressivos utilizando lanças e escudos, Puxada de Rede – representação folclórica que transforma o labor fatigante da pesca em uma interessante atração das praias baianas. Simultaneamente, o artista visual Manu Muniz, estará ilustrando estas expressões com pinturas que serão criadas ao vivo. A atividade será exibida pela plataforma Zoom com retransmissão no Facebook das Oficinas Culturais no dia 21 de novembro, sábado, às 15h. Para estar presente na sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

O debate sobre afrofuturismo na literatura é a proposta do Projeto Afro na conversa Literatura e fantasia negra: histórias de afeto e afrofuturismo, ao ponto que apresenta importantes ações no campo literário, como a criação da Livraria Africanidades, de Ketty Valêncio. Além da empreendedora, o encontro terá a participação de Ale Santos, escritor e colunista, com livros que tratam de história, ficção e fantasia afroamericana e afrofuturista. O debate, dia 4 de dezembro às 18h pela plataforma Zoom, está com as inscrições abertas até o dia 19 de novembro neste link.

SERVIÇO

Oficina Cultural Alfredo Volpi

LIVE: ARTE EM DIÁSPORA: EXPERIÊNCIAS GUINÉE CONAKRY, TUNISIA E BRASIL Com: Fanta Konatê Mediação: Kelly Santos Data e horário: 12/11 – quinta-feira – 15h

Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição. Faixa Etária: Atividade Livre Plataforma de exibição: Youtube – canal Oficinas Culturais

Oficina Cultural Oswald de Andrade

CICLO DE ENCONTROS DIÁLOGOS CONTEMPORÂNEOS SOBRE ARTE E SOCIEDADE

Coordenação: Wallesandra Souza Rodrigues I Leonardo Fabri I Deri Andrade

13 a 27/11 – sextas-feiras – 19h30 às 20h30

Público: Pesquisadores, artistas, educadores, criadores e interessados em geral

Plataforma de exibição: Zoom

Inscrições: 21/10 a 11/11

Indicação: maiores de 18 anos

Local: Atividade Não Presencial e Coordenação à Distância https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/fb580da97fdc843019c5d4609038612d

Oficina Cultural Alfredo Volpi LIVE: O LEGADO DAS MESTRAS E MESTRES – PRETA LESTE 5 ANOS Convidados: Soraia Aparecida e Pedro Peu Mediação: Kelly Santos

Data e horário: 19/11 – quinta-feira – 15h

Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição. Faixa Etária: Atividade Livre Plataforma de exibição: Youtube – canal Oficinas Culturais

Oficina Cultural Alfredo Volpi

RITUAIS SAGRADOS X CORPOREIDADES NEGRAS Coordenação: Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras Com: EgbomiCici Mediação: Kelly Santos

Data e horário: 26/11 – quinta-feira – 15h às 16h

Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição. Participação: Aberta ao Público Plataforma de exibição: Instagram @nucleocorporeidades

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano WORKSHOP VIRTUAL DE DANÇA AFRO: NÚCLEO DE CULTURA AFRO-BRASILEIRA Coordenação: Amanda Ferreira. Data e horário: 20/11 – sexta-feira – 17h às 18h30 Faixa Etária: Atividade Livre Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição. Plataforma de exibição: Zoom com interação AO VIVO e retransmissão pelo Facebook: @OficinasCulturais

*Somente quem estiver presente na sala virtual do Zoom poderá interagir diretamente com a coordenadora e demais participantes;

**Para estar presente na sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano A INFLUÊNCIA AFRICANA NA CULINÁRIA BRASILEIRA: NÚCLEO DE CULTURA AFRO-BRASILEIRA Coordenação: Menina Brasileira – Cozinha Ecogastronômica.

Data e horário: 21/11 – sábado – 10h15 às 12h15 Faixa Etária: maiores de 18 anos Participação: Inscrição Individual Inscrições: até 11/11 no link: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ae196a7aa3d84ff79ea56c1ca54f0332 Plataforma de exibição: Zoom – Atividade com interação AO VIVO!

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano PALCO VIRTUAL: DANÇAS AFRO-BRASILEIRAS DA MÃE CAPOEIRA Comunicação e Novas Mídias Cultura Afro, Cultura Tradicional, Patrimônio Coordenação: MESTRE CORUJA. 21/11 – sábado – 15h às 16h Faixa Etária: Atividade Livre Instruções Gerais: Plataforma: Zoom e retransmissão no Facebook: @OficinasCulturais

Orientações Gerais:

*Somente quem estiver presente na sala virtual do Zoom poderá conversar diretamente com os convidados;

**Para estar presente na sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

Oficinas Culturais – Programa de Formação para o Interior

TRILHA HISTÓRICA DO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA: OS FATOS QUE MARCARAM O MOVIMENTO NEGRO

Com Leonardo Fabri e Deri Andrade

Data e horário: 25 de novembro, das 18h às 20h

Inscrições: até 16 de novembro

100 vagas

Seleção: ordem de inscrição

Plataforma de exibição: Zoom

Público: A partir de 16 anos. Link do formulário: https://forms.gle/Dp2yusa3NagzxAvu6

Equipamento: Oficinas Culturais – Programa de Formação para o Interior

LITERATURA E FANTASIA NEGRA: HISTÓRIAS DE AFETO E AFROFUTURISMO

Com Ketty Valêncio e Lu Ain-Zaila, mediação de Deri Andrade

Data e horário: 4 de dezembro, das 18h às 20h

Inscrições: 22 de outubro a 19 de novembro

100 vagas

Seleção: ordem de inscrição

Plataforma de exibição: Zoom

Público: A partir de 16 anos. Link do formulário: https://forms.gle/Uyo7bxgLs5xQdfnX9

Oficina Cultural Oswald de Andrade Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo Telefone: (11) 3221-4704 | E-mail: oswalddeandrade@oficinasculturais.org.br

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira das 12h às 16h. Pessoas que desejam visitar exposições e grupos artísticos que precisam ocupar espaços para ensaios devem agendar antecipadamente pelo site www.oficinasculturais.org.br, onde também encontram informações sobre as medidas sanitárias para combater a proliferação da Covid-19. Acessibilidade: rampa de acesso para cadeirantes Programação gratuita Parte da programação é mantida de forma virtual. Saiba mais: www.oficinasculturais.org.br e http://poiesis.org.br/maiscultura/

Oficina Cultural Alfredo Volpi

Rua Américo Salvador Novelli, 416 – Itaquera – São Paulo

Telefone: (11) 2205-5180 | 2056-5028

Funcionamento: de segunda a sexta-feira das 11h às 15h. Pessoas que desejam visitar exposições e grupos artísticos que precisam utilizar espaços para ensaios devem agendar antecipadamente pelo site www.oficinasculturais.org.br, onde também encontram informações sobre as medidas sanitárias para combater a proliferação da Covid-19.

Programação gratuita Parte da programação é mantida de forma virtual. Saiba mais: www.oficinasculturais.org.br e http://poiesis.org.br/maiscultura/

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano Rua Joaquim Pimentel, 200 – Cohab Taipas – São Paulo Telefone: (11) 3994-3362 | 3971-3640 | E-mail: juanserrano@oficinasculturais.org.br Funcionamento: de segunda a sexta-feira das 13h às 18h. Pessoas que desejam visitar exposições e grupos artísticos que precisam utilizar espaços para ensaios devem agendar antecipadamente pelo site www.oficinasculturais.org.br, onde também encontram informações sobre as medidas sanitárias para combater a proliferação da Covid-19. Acessibilidade: rampa de acesso para cadeirantes e barras de segurança no sanitário Programação gratuita Parte da programação é mantida de forma virtual. Saiba mais: www.oficinasculturais.org.br e http://poiesis.org.br/maiscultura/

SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Compartilhe!