HomeCultura + DESTAQUES GERAIS (MAIORES) Cultura + NotíciasMuseu também é para se divertir: sete atividades para ir além do passado

Museu também é para se divertir: sete atividades para ir além do passado

Quem diz que museu vive apenas de passado deve ser porque não conhece São Paulo. É bem verdade que muitos dos museus paulistas são responsáveis por preservar a história, mas nas instituições da Secretaria da Cultura do Estado o visitante não olha apenas para trás. Em sua variedade, é possível realizar atividades com esporte, música, dança, teatro, fotografia, literatura, gastronomia e com a arte contemplar o presente e imaginar o futuro.

Confira as atividades que acontecem nos museus de São Paulo e a programação das próximas semanas:

Participar de palestras e bate-papos sobre temas variados

Palestras e discussões enriquecem o aprendizado em qualquer esfera, inclusive no esporte número um dos brasileiros. O Museu do Futebol irá promover, a partir do dia 26 de abril, um ciclo de palestras chamado “A História das Copas do Mundo”. A abertura do evento terá a apresentação inaugural do francês Clement Astruc, da Sorbonne Nouvelle Paris 3, que tem como pesquisa de doutorado a participação da seleção brasileira no Mundial de 1970.

No Museu da Imigração, na roda de conversa “Modo de fazer: o intangível das coisas”, o patrimônio intangível e suas materialidades são debatidos. No próximo sábado, 28 de abril, a sessão educativa discutirá as relações entre arte e cultura popular, com foco nos saberes e expressões indígenas, levantando os desafios e perspectivas em relação ao mercado.

No dia 26 de abril, às 14h, o Museu do Café, promove o “Pesquisando Documentos de Família”, que promove uma conversa sobre como pesquisar da melhor maneira a documentação da antiga Hospedaria de Imigrantes. O intuito é ajudar famílias a encontrarem informações sobre parentes no acervo digital do Museu da Imigração, parceiro nesta iniciativa. O encontro tem inscrições gratuitas.

Para oferecer aos participantes um diálogo sobre as iluminuras medievais, o Museu de Arte Sacra recebe, no dia 9 de maio o Padre Rodrigues Pires Vilela da Silva. O debate gira em torno do tema “Uma Antropologia Teológica a Partir das Iluminuras”. Trata-se de mais uma sessão do Café Teológico, que acontecerá às 17h e se estende até às 19h.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Participar de contações de histórias

Senta que lá vem história… Diversos museus oferecem narrações de histórias para todas as idades. O Museu Afro Brasil oferece, todos os meses, a contação “Aos pés do Baobá”, que apresenta narrativas africanas ou afro-brasileiras ao público. No dia 28 de abril tem sessão às 11h.

Em 5 de maio, a história do Bairro da Luz, em São Paulo, é contada no Museu de Arte Sacra. Os doutores e mestres em História falam sobre o passado e o presente de um dos bairros mais queridos pelos paulistanos, que fala muito sobre o próprio quadro social da capital paulista.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Participar de eventos de gastronomia

A fome e a vontade de aprender andam juntas em vários dos museus de São Paulo. É o caso do Museu da Casa Brasileira, que abre as portas de seu belíssimo espaço público para piquenique dos visitantes. A organização, porém, lembra que a atividade deve ser organizada como um encontro informal, não podendo ser caracterizado como evento privado. Leve suas frutas, bolos, salgados e refrescos e aproveite para fazer aquele lanchinho após contemplar as mostras e atividades do MCB. Respeitando as regras, a atividade fica ainda mais segura.

Para quem não dispensa um bom café, é possível degustar o fino da bebida. O Museu do Café oferece degustação de café gourmet todo sábado e domingo em quatro horários: 10h30, 12h, 15h e 17h. Os participantes têm a oportunidade de degustar três tipos de café, utilizando o tradicional método coado, muito comum nos lares dos brasileiros, e aprender um pouco mais sobre as características e peculiaridades de cada grão.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Cantar e dançar

Museus também são espaço para soltar a voz e cair na dança. A edição de abril do programa “Notas Contemporâneas” do MIS traz o compositor, produtor musical e cantor paulistano Carlinhos Vergueiro. O artista participa de um bate-papo sobre sua carreira, mediado pelo jornalista Cadão Volpato, enquanto a Banda MIS interpreta seus grandes sucessos no palco. O show acontece dia 25 de abril, às 20h, no Auditório MIS, para 172 pessoas.

Dois dias depois, “SPIO: Improvisadores em Orquestra” entram em ação com sua sonoridade instrumentos e formação fora do comum. Esta orquestra paulistana faz com que cada uma de suas apresentações se mostre única, então cada oportunidade tem de ser aproveitada, como no próximo dia 27, às 19h, na Casa das Rosas.

No “Música no MCB”, no Museu da Casa Brasileira, é a vez do Speakin’ Jazz Big Band demonstrar todo seu talento nesta série de apresentações, que está em sua 19ª temporada. A big band formada em 2011 por músicos com experiência em orquestras e em grupos instrumentais populares leva o seu conhecimento para compor um repertório misto do swing clássico até o jazz refinado. É dia 29 de abril, às 11h.

Ensemble Brasileiro | Divulgação

Aprender na prática em oficinas e cursos

O que não faltam na programação dos museus de São Paulo são oficinas e cursos interessantes. Na Casa Guilherme de Almeida, o cineasta e crítico de cinema Alfredo Sternheim dá o curso “O Humor no Cinema Norte-Americano” nos dias 2, 9, 16 e 23 de maio, das 19h às 21h. O curso contará a história de Hollywood por meio do gênero comédia, das primeiras criações no cinema mudo de Mack Sennett, Chaplin, Buster Keaton Keaton e Harold Lloyd às comédias sofisticadas dos anos 1930 aos 1950.

Para os amantes do futebol, o Museu do Futebol realiza, no dia 28 de abril, uma visita educativa ao Estádio Pacaembu, seguida de acompanhamento dos educadores no museu. Durante a programação, os participantes conhecerão a importância do estádio, patrimônio histórico e arquitetônico da cidade de São Paulo, e sua relação com a história do futebol e do país. Até 40 pessoas.

“As Palavras e as Casas” é uma oficina promovida pelo Museu da Casa Brasileira. Nela, os participantes dão os seus relatos afetivos e a partir disso a equipe de artistas-educadores do próprio MCB elaborarão transcrições poéticas com máquinas de escrever. No dia 25 de abril tem mais uma seção, das 10h30 às 12h.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Assistir a filmes de graça

O Museu de Arte Sacra, por meio do programa “Cine Debate”, exibe filmes e promove discussões a respeito do conteúdo exibido entre os participantes. No dia 19 de maio, o museu apresenta o filme “Alexandria”, com debate mediado pelo Prof. Sidnei Ferreira Vares.  Não é preciso fazer inscrição, e as 50 vagas são por ordem de chegada.

A Casa Guilherme de Almeida tem um espaço para transmissão de filmes ao público: a Sala Cinematographos. No dia 28 de abril, a Sessão Versátil traz “O cinema de Robert Bresson”, com Fernando Brito e Raphael Cubakowics, das 10h às 18h. As vagas são limitadas para 50 pessoas. Importante cineasta e crítico francês, Bresson desenvolveu uma linguagem própria que influenciou a geração da Nouvelle vague e testou os limites sobretudo da direção de atores em cena. Após uma introdução à sua obra, será exibido o filme Um condenado à morte escapou (1956).

Mensalmente, o Museu da Imagem e do Som abre espaço para novos talentos do cinema com o programa Cine MIS. A programação é disponibilizada no site http://www.mis-sp.org.br/. Já a Casa das Rosas também promove, constantemente, sessões de cinema ao ar livre, no jardim do museu. A programação é gratuita e não precisa retirar ingressos.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Participar de programações para bebês, crianças e adultos

Muitos museus proporcionam atividades, brincadeiras e jogos para as mais variadas idades. O Museu Catavento oferece possibilidades de interação e programação interativa. O projeto “Na Pista Certa”, por exemplo, crianças podem ter uma experiência lúdica de vivência no trânsito, conscientizando sobre responsabilidade e segurança. Já o “Dinos do Brasil” mostra um tour virtual de 30 minutos que leva os visitantes a uma aventura pela pré-história até a Era dos Dinossauros, usando óculos de realidade virtual.

Crianças e adultos podem se divertir no estúdio Retratos de Época do Museu da Imigração, fazendo uma verdadeira fotografia à moda antiga. Eles podem vestir trajes de época e tirar uma foto no ambiente do museu, obtendo uma foto tratada no estilo antigo.

Todo segundo domingo do mês, o Pinafamília, da Pinacoteca, propõe diversão, aprendizagem e cultura para pais e filhos. A Ilha de Atividades e Visitas para Família acontecem nos próximos dias 13 de maio, 10 de junho, 8 de julho, 12 de agosto, 9 de setembro, 14 de outubro, 11 de novembro e 9 de dezembro. Sempre às 15h, no auditório térreo, com distribuição de senhas com meia hora de antecedência com limite de 140 lugares.

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

RelatedPost

Compartilhe!