@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Museu Afro Brasil celebra o Mês da Consciência Negra com nova exposição, música e teatro

Publicado em 13 de novembro de 2018

Entre os destaques da programação está a mostra “Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos”, com obras do premiado artista paulistano

Com uma programação que reúne abertura de exposição e apresentações gratuitas de espetáculos de música e teatro, o mês da consciência negra será celebrado em grande estilo pelo Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerida pela Associação Museu Afro Brasil – organização social de cultura.

No Dia da Consciência Negra (20), às 11h acontece a abertura da exposição Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos. No mesmo dia, às 13h, o artista fala sobre sua carreira e produção artística no projeto Negras Palavras: Encontro Marcado, no auditório Ruth de Souza.

Quadrinista, ilustrador e professor, D´Salete, que recentemente conquistou a edição 2018 do prestigiado Eisner Awards, de melhor edição americana para uma publicação estrangeira – premiação obtida pela HQ Cumbe (2014) – livro que narra a resistência negra no Brasil colonial, apresenta em sua primeira exposição individual 40 pranchas originais dos desenhos produzidos para os livros Angola Janga (2017) e Cumbe.

Resultados de longa pesquisa – Angola Janga, por exemplo, consumiu 11 anos entre estudos e criação artística – ambas as publicações dialogam fortemente com a história de resistência à escravidão no Brasil pela ótica dos povos negros. “Os dramas dos quadrinhos de Marcelo d´Salete apresentam personagens e contextos resvalando ou mergulhando nas palhas da loucura, da doença, da paixão, da obsessão machista e das contradições dos envolvimentos afetivos e sexuais com brancos; gente bailando no passo de uma ética possível em ambiente escravista, tropicando nas tramas da revolta e se aprumando na coluna da vingança”, ressalta o escritor Allan da Rosa.

Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos exibe ainda exemplares das edições estrangeiras de Cumbe, publicado em Portugal, Estados Unidos, França, Itália e Áustria. Também serão expostos os troféus Eisner Awards 2018, Prêmio Grampo 2018, HQMIX 2018 e o Jabuti 2018 (categoria História em Quadrinhos), estes três últimos conquistados pelo trabalho desenvolvido em Angola Janga.

Ainda no dia 20, às 12 horas, o Museu Afro Brasil promove a apresentação do coletivo Baque Atitude, grupo de Maracatu de Baque Virado, fundado em 2010, no Jardim Ibirapuera, extremo sul de São Paulo, e composto majoritariamente por jovens negros.

Primeiro coletivo a participar do Programa de Extensão e Rede do Museu Afro Brasil, o grupo apresentará ao público o resultado do período de dois meses de imersão que tiveram no acervo do museu, quando foram acompanhados por uma equipe de profissionais que aprofundou o conhecimento do grupo sobre questões relacionadas a área central de investigação: a cultura popular e suas manifestações.

No domingo (04), às 16h, o Museu Afro Brasil apresenta o show do duo Rádio Diáspora e Bá Kimbuta. Formado pelos músicos Rômulo Alexis e Wagner Ramos, o Rádio Diáspora é um duo de música experimental que transita pelo fee jazz e que faz livre uso da improvisação com utilização de recursos eletrônicos e digitais. No show, eles dividem o palco com o veterano rapper Bá Kimbuta, em apresentação “contra a discriminação praticada ao povo negro”. A apresentação é gratuita.

No sábado (10), às 16h, a Cia. do Pássaro – Voo e Teatro apresenta no auditório Ruth de Souza, no Museu Afro Brasil, o espetáculo “Baquaqua – Dramático Extraordinário”, peça inspirada na história de Mahommah Gardo Baquaqua, autor da única autobiografia conhecida de um africano escravizado no Brasil e publicada há mais de 160 anos. A apresentação é gratuita.

Encerrando a programação especial do Mês da Consciência Negra, o Museu Afro Brasil recebe no dia 24 de novembro, às 1130h, o espetáculo musical Canto de Carolina – Pastoras do Rosário. Composto somente por mulheres, em sua maioria sexagenárias, as Pastoras do Rosário, grupo formado na Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França, trazem para cena o desejo antigo de cantar e existir na essência, sendo protagonistas das suas próprias histórias. Com direção de Renato Gama, o espetáculo, que musicalmente tem influência das congadas, moçambiques e sambas de roda, apresenta um repertório composto especialmente de releituras de Carolina Maria de Jesus. A atividade é gratuita.

Ainda dentro da programação do Mês da Consciência Negra, o Museu Afro Brasil promove no próximo dia 24 de novembro, às 15h, um bate papo com diretor, ator e pesquisador carioca Luiz Antônio Pliar. No mesmo dia, às 16h, será exibido o documentário “Candeia” (2018), dirigido por Pilar. Com depoimentos de grandes nomes do samba como Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Paulinho da Viola e Arlindo Cruz, o documentário relata a vida do grande compositor de diversas músicas de sucesso e conhecido como um dos maiores sambistas brasileiros de todos os tempos. A atividade é gratuita.

O Museu Afro Brasil em parceria com o Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial da Defensoria Pública do Estado de São Paulo promovem no próximo dia 29 de novembro, às 15h, no auditório Ruth de Souza, no Museu Afro Brasil a Conferência Internacional “Feminismo negro e interseccionalidade”. A atividade discute os desafios para a luta das mulheres negras nos EUA e no Brasil contemporâneos”, com a participação das professoras Patrícia Hill Collins, do departamento de Sociologia da Universidade de Maryland (EUA), Ísis Aparecida Conceição (UNILAB/UFBA) e Eunice Prudente (USP). A atividade é gratuita.

SERVIÇO

• Programação Mês da Consciência Negra no Museu Afro Brasil

Dia 04 de Novembro de 2018 

– 16h00: Show Radio Diaspora e Bá Kimbuta

Atividade Gratuita

Dia 10 de Novembro de 2018 

– 16h00: Espetáculo Baquaqua – Dramático Extraordinário, com a Cia. do Pássaro – Voo e Teatro

Atividade Gratuita

Dia 20 de Novembro de 2018 

– 11h00: Abertura da exposição “Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos”.

– 13h00: Projeto “Negras Palavras: Encontro Marcado”, conversa com o artista Marcelo D´Salete

– 12h00: Apresentação musical de maracatu com o grupo Baque Atitude

Atividade Gratuita

Dia 24 de Novembro de 2018 

– 11h30: Apresentação do musical Canto de Carolina – Pastoras do Rosário

– 15h: Bate papo com o diretor de cinema Luiz Antônio Pliar

– 16h: Exibição do documentário “Candeia” (2018)

Atividade Gratuita

Dia 29 de Novembro de 2018 

– 15h: Conferência Internacional “Feminismo negro e interseccionalidade”.

Atividade Gratuita

#consciencianegra #novembro #zumbidospalmares #exposicao #quadrinhos #hq #marcelodsalete #cumbe #angolajanga #baqueatitude #radiodiaspora #bakimbuta #rap #hiphop #freejazz #mab14anos #‎mab #‎museuafrobrasil #‎culturabrasileira #‎arte #‎culturasp #‎museu #‎saopaulo #‎sp #‎Ibirapuera #‎parqueibirapuera

Compartilhe!