secretaria da cultura do estado de são paulo

Renato Russo é tema de exposição no MIS

Publicado em 1 de setembro de 2017

Acervo de Renato Russo, a mostra traz objetos pessoais como fotos, manuscritos, desenhos e cartas de fãs

No dia 6 de setembro, o MIS – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – inaugura uma das exposições mais aguardadas do ano. A mostra intitulada Renato Russo presta homenagem a um dos maiores ícones da música brasileira e é a quarta exposição idealizada e concebida totalmente pelo museu. A exposição conta com curadoria de André Sturm – ex-diretor do MIS – e direção de arte do Ateliê Marko Brajovic. Giuliano Manfredini, único filho do artista, concedeu ao MIS total acesso ao apartamento de Renato Russo confiando à equipe do museu sua catalogação, conservação e adaptação para a exposição.

Renato Russo apresenta a vida e a obra deste ícone do rock brasileiro. A exposição, que parte exclusivamente do acervo de Renato Russo, traz objetos pessoais, peças de vestuário, fotografias, discos, livros, manuscritos, instrumentos musicais, documentos escolares, desenhos, cartas de fãs, além de prêmios, fanzines, folhetos e impressos variados que irão percorrer toda a sua trajetória. O público poderá mergulhar no caráter multifacetado do líder da banda Legião Urbana, que, além de grande letrista, também produziu desenhos e pinturas, bem como uma peça de teatro e projetos cinematográficos. Particularidades como suas coleções de anjos e de baralhos de tarô também poderão ser vistas.

A ideia de montar a exposição surgiu quando o filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini, visitou a mostra de David Bowie que o MIS exibiu em 2014. André Sturm, ex-diretor do MIS e curador da exposição, relata o primeiro contato: “Na ocasião ele me perguntou se eu gostaria de fazer uma exposição sobre seu pai, pois ele tinha adorado o que tínhamos feito para o David Bowie. Convidou-me para ir ao apartamento de Renato no Rio de Janeiro, que estava há anos fechado e preservado. Lá, ele guardava tudo, do boletim escolar a rascunhos de músicas que se tornaram sucesso nacional. Muitos objetos de seu uso cotidiano também estavam lá: roupas, sapatos, livros… sua sala e quarto continham os móveis intactos usados por ele. Renato Russo era um anotador compulsivo. Diários, páginas soltas, tesouros para alguém interessado em montar uma exposição. Eu e a equipe do acervo do museu ficamos impressionados!”.

A exposição tem como fio condutor a narrativa poética do líder da Legião Urbana. “Renato marcou as pessoas pela poesia, por essa capacidade de falar da vida de uma maneira que transcende a época em que ele viveu e o local. Por isso continua a ter tantos fãs e a conquistar novos”, relata Sturm. “O visitante será convidado a mergulhar no universo de Renato por meio de cerca de mil itens pessoais, numa exposição sensorial, que aproxima o expectador desse universo único, com o padrão MIS de apresentação”, completa.

A exposição é apresentada pela Samsung e Ministério da Cultura, e conta com patrocínio da Forever 21, Get Net, Aramis e Lojas Pompéia; além de apoio da Procimar Cine Vídeo, do bem, Trabuca Bar, Ben & Jerry´s e Jim Beam.

Pesquisa e conservação

A exposição é resultado de uma vasta pesquisa realizada no acervo que se encontrava no apartamento, localizado no Rio de Janeiro, onde Renato viveu no período de 1990 a 1996. O trabalho do CEMIS (Centro de Memória e Informação do MIS) iniciou em março de 2015 – com supervisão de Patricia Lira e pesquisa e organização de Fabiana Ribeiro (também cocuradora da exposição) – e, desde então, o MIS vem trabalhando neste acervo por meio de diversas visitas técnicas ao apartamento e acondicionamento de material para salvaguarda no MIS. Ao todo, mais de três mil itens passam por revitalização e catalogação.

Confira neste vídeo o trabalho do CEMIS.

Playlist no Spotify

O MIS preparou uma playlist especial para a exposição com músicas que percorrem a carreira solo de Renato Russo e sucessos à frente da Legião Urbana. A seleção está disponível no perfil do MIS no Spotify e, para aproveitar ainda mais a experiência, o Spotify oferece wi-fi gratuito para os visitantes do MIS.

Ingressos antecipados

Os ingressos antecipados estão à venda exclusivamente pelo site Ingresso Rápido. As entradas são para a pré-estreia – primeiro dia de visitação à exposição – e para as três primeiras semanas: 6 (pré-estreia), 8, 9, 13, 14, 15, 16, 20, 21, 22 e 23 de setembro. Os ingressos entre os dias 8 e 23 de julho custam R$ 15 (meia) e R$30 (inteira).

Ingressos na bilheteria

Os ingressos para o dia 7 de setembro, feriado, será vendido somente na bilheteria. Os valores são de R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). O mesmo valor é válido para todos os domingos, também com venda exclusiva na bilheteria. As terças-feiras são gratuitas com retirada de ingresso na recepção do museu. Mais informações: www.renatorusso.com.br/bio/

Compartilhe!