HomeAssessoria ReleasesMIS abre novos cursos temáticas variadas: Tarantino, videoclipes, mercado de artes e mais

MIS abre novos cursos temáticas variadas: Tarantino, videoclipes, mercado de artes e mais

Cursos têm início a partir do mês de outubro. Inscrições podem ser realizadas no site do MIS: www.mis-sp.org.br

O MIS – instituição da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo – abre inscrições para novos cursos em sua grade. Para os amantes da Sétima Arte, o curso O Cinema de Tarantino traz luz ao estilo e obras do celebrado diretor e roteirista norte-americano. Outra opção para os cinéfilos é Mitos, monstros e a magia no cinema, ministrado pela a jornalista e especialista em ficção científica Claudia Fusco.

Já para quem gosta de música e audiovisual, o curso A História dos Videoclipes irá analisar como se deu o início dessa tão popular modalidade, e os principais expoentes que tornaram o videoclipe um importante elemento da indústria audiovisual até os dias atuais.

O destaque dessa temporada de Cursos MIS, porém, fica por conta de diversas opções abordando o mundo das artes: Gestão de equipamentos culturais; Inserção profissional no Mercado da Cultura e das Artes; SketchUp para iniciantes: pensar o projeto de exposições de arte; e Visitando museus pelo mundo. Completam a lista desta temporada de cursos a Oficina de DJ’s e Fotografia em Moda.

As inscrições, para todos os cursos, devem ser feitas no site do MIS: www.mis-sp.org.br. Confira, a seguir, os detalhes de cada opção:

Curso: Inserção profissional no Mercado da Cultura e das Artes

Data: de 5 a 19 de outubro (03 encontros)

Horário: de 3ª feira, das 9h às 12h

Local: Sala Multiuso (30 vagas).

Valor: R$80

Sinopse: Hoje os desafios são enormes para a inserção de qualquer profissional no mercado de trabalho e não poderia ser diferente na área das artes e da cultura.

Se nas últimas décadas a área se profissionalizou e ampliou o leque de possibilidades também é verdade que a concorrência aumentou. Passando por imensas transformações nos últimos anos, este mercado de trabalho criou regras, regulamentações e exige alto desempenho, profissionalismo e qualificação. Nesta atividade, pretende-se abordar temas relativos ao mercado das artes e cultura, possibilidades de inserção, necessidade de formação e constante atualização, identificação de possibilidades na área e demandas existentes.

Sobre o professor: Antonio Carlos de Moraes Sartini – Advogado formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, atuando na área cultural há mais de 25 anos, com larga experiência no diversos setores. Sócio fundador e diretor da empresa Cartel de Produções (1990/1994). Entre 1994 e 2005 ocupou vários cargos junto à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo: Diretor da Oficina Cultural Regional Grande Otelo em Sorocaba; Delegado Regional de Cultura em Sorocaba; Diretor Técnico do Departamento de Formação Cultural; Diretor Técnico do Departamento de Atividades Regionais da Cultura; Diretor da Oficina Cultural Oswald de Andrade em São Paulo. Ocupou os cargos de Diretor do Departamento de Teatro e do Departamento de Expansão Cultural da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo. Entre 2006 e 2016 ocupou o cargo de Diretor do Museu da Língua Portuguesa. Desde 2017 atua através da empresa A C de Moraes Sartini Produções Ltda- ME.

Curso: Mitos, monstros e a magia no cinema

Data: de 14 de novembro a 03 de dezembro de 2019 (06 encontros)

Horário: de 2ª e 5ª feira, das 19h30 às 22h

Local: Auditório LABMIS (64 lugares)

Valor: R$140,00

Sinopse: A magia sempre foi parte do imaginário popular. Da literatura ao teatro, a possibilidade de transformar o mundo por meio de palavras mágicas e poções mirabolantes é mais do que um recurso narrativo – é também a manifestação de um profundo desejo de estarmos no controle das nossas vidas e do mundo ao redor. Nesses seis encontros, vamos conversar sobre como a magia se manifesta no cinema, quais as mais memoráveis histórias fantásticas e como todas elas provocam, registram e transformam o pensamento de sua época, passando pelas incríveis inovações tecnológicas do cinema que acompanharam de perto os limites da imaginação.

Sobre a professora: Cláudia Fusco é jornalista e mestre em Science Fiction Studies pela Universidade de Liverpool, Inglaterra. É pesquisadora de mitos, folclore, contos de fadas e literatura especulativa. Colaborou para o especial de ficção científica da revista Mundo Estranho e foi colunista do site Contraversão, escrevendo semanalmente sobre já participou de conferências internacionais. Ministrou aulas no MIS, USP, Casa do Saber, Youpix (por voto popular), entre outros.

Curso: Fotografia de Moda

Data: de 05 de novembro a 03 de dezembro de 2019 (09 encontros)

Horário: de 3ª e 5ª feira, das 19h às 22h

Local: Sala Multiuso (20 vagas)

Valor: R$300,00

Pré requisitos: O aluno deve possuir conhecimento nas funções básicas da câmera no modo criativo, tais como ISO, velocidade do obturador, abertura do diafragma, fotometria, diferença entre arquivo RAW e JPEG, e balanço de brancos. Em parceria com agência, ofereceremos as modelos para as aulas práticas. Outros profissionais como: produtor de moda, make, cabelo e afins, opcionalmente serão de responsabilidade dos alunos.

Sinopse: O curso visa apresentar aos alunos diferentes tipos de aparelhos fotográficos, bem como suas funções básicas e as mais utilizadas em ensaios de moda, sejam estes em ambiente externo, locação de espaços ou estúdio.Serão abordados os tipos de equipamentos de iluminação, identificando e exemplificando as diferenças técnicas de cada um, com o intuito de fornecer ao aluno um panorama geral para auxiliá-lo na escolha dos equipamentos fotográficos. Com isso, pretende-se capacitar o aluno a compreender a importância da criação de um briefing e da assimilação desse por terceiros. Além disso, o curso busca facilitar o aprendizado da fotografia de moda, propondo a comunicação entre todos os profissionais envolvidos no mercado da moda, desde o momento do briefing até a realização do trabalho.

Sobre a professora: Melissa Szymanski é fotógrafa, formada e pós graduada pela Faculdade Santa Marcelina. Participou de diversos cursos em Milão nas áreas de Fotografia de Moda e Still Life. Trabalhou na Revista Italiana Moda Pelle na execução de editorias e publicidade. Atua como docente de Fotografia na FASM, IED – Instituto Europeo di Design e no MIS – Museu da Imagem e do Som no projeto Pontos MIS. Ministrou durante sete anos aulas de fotografia na Escola São Paulo nas áreas de Moda, Noções Básicas e Intermediário. Coordenou o Workshop de Fotografia: Di Cavalcanti, Anita Malfatti e Tarsila do Amaral pela Oficinas Culturais do Estado de São Paulo. Desenvolve seu trabalho como fotógrafa para as agências de modelos, em diversas marcas, sites e reportagens. Site: http://www.melissaszymanski.com/

Curso: Gestão de equipamentos culturais

Data: de 25 de outubro a 08 de novembro (05 encontros)

Horário: de 5ª e 6ª feira, das 19h às 22h

Local: Sala Multiuso (30 vagas).

Valor: R$150

Sinopse: Nas últimas décadas vimos surgir uma grande quantidade de equipamentos culturais no Brasil e especialmente no Estado de São Paulo. Centros Culturais, Teatros, Bibliotecas, Museus, Salas de Exposições e Centros voltados às atividades de formação. Com programações das mais diversificadas possíveis e um público variado, os espaços culturais foram ganhando mais e mais importância no dia a dia das comunidades, como locais de produção e difusão cultural, de formação, reflexão, lazer e entretenimento. Nestes encontros iremos abordar questões relevantes para o sucesso dos equipamentos culturais, tais como pertencimento à comunidade, missão e objetivos, fontes de financiamento, planejamento e pesquisas, recursos humanos, infraestrutura, comunicação, relações com o público e programação.

Sobre o professor: Antonio Carlos de Moraes Sartini – Advogado formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, atuando na área cultural há mais de 25 anos, com larga experiência no diversos setores. Sócio fundador e diretor da empresa Cartel de Produções (1990/1994). Entre 1994 e 2005 ocupou vários cargos junto à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo: Diretor da Oficina Cultural Regional Grande Otelo em Sorocaba; Delegado Regional de Cultura em Sorocaba; Diretor Técnico do Departamento de Formação Cultural; Diretor Técnico do Departamento de Atividades Regionais da Cultura; Diretor da Oficina Cultural Oswald de Andrade em São Paulo. Ocupou os cargos de Diretor do Departamento de Teatro e do Departamento de Expansão Cultural da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo. Entre 2006 e 2016 ocupou o cargo de Diretor do Museu da Língua Portuguesa. Desde 2017 atua através da empresa A C de Moraes Sartini Produções Ltda- ME.

Curso: SketchUp para iniciantes: pensar o projeto de exposições de arte

Data: de 14 de novembro a 02 de dezembro de 2019 (06 encontros)

Horário: de 2ª e 5ª feira, das 10h às 13h

Local: Sala multiuso (12 vagas).

Valor: R$250,00

Pré-requisitos: É necessário que os participantes tragam computador pessoal com mouse e o software SketchUp Pro instalado, que é um programa do Google e existe uma versão trial gratuita por 30 dias.

Sinopse: O SketchUp é um software de criação de modelos tridimensionais, utilizado principalmente para criar esboços e estudos volumétricos. Neste curso vamos aprender as ferramentas básicas do programa para tornarmos visível a espacialização de um projeto de uma exposição de arte. Com isso, o(a) aluno(a) terá a liberdade de testar formas, cores e volumes, através de exercícios propostos, assim como apresentar o projeto de forma profissional.

Sobre a professora: Marina Panzoldo Canhadas é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela FAU Mackenzie (2008), com especialização no curso latu sensu da Escola da Cidade “Geografia, Cidade e Arquitetura” (2010) e com mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP (2018) na área de Projeto de Arquitetura: Teorias e Métodos com o título da pesquisa “Barragán em três tempos” com orientação da Profa. Dra. Marta Bogéa.
Morou na Cidade do México entre 2011-2013 colaborando em escritórios de arquitetura, e conheceu vasto território e cultura mexicana neste período. Atualmente se dedica a trabalhos de autoria própria [entre escalas] e em livres associações com outros arquitetos e artistas transitando entre a escala da arquitetura e do objeto, nos contextos das grandes cidades latino-americanas São Paulo e Cidade do México. Toma como base a fundamentação teórica e experimental, investigando características específicas do território de atuação que possam ser incorporadas ao projeto.

Curso: O Cinema de Tarantino

Data: de 12 a 26 de novembro (05 encontros)

Horário: das 15h às 18h, de 3ª e 5ª feira

Local: Auditório LABMIS (64 vagas).

Valor: R$100,00

Sinopse: Curso contendo cinco aulas analítico expositivas minitradas pelo professor Marcelo Lyra, dando um panorama completo dos filmes, da técnica e do estilo desse talentoso diretor, abrangendo suas influências e incontáveis referências. A proposta é estudar cenas dos filmes a partir do estilo peculiar e surpreendente, sua preferência por narrativas não lineares, a desconstrução do herói, bem como a volta por cima de desprezados.

Será estudado também o estilo de seus roteiros e sua técnica de misturar, numa mesma cena, suspense e humor ao ponto de confundir os gêneros, bem com a influência de Alfred Hitchcock, Godard e outros cineastas e gêneros.

Aula 01 – 12/11: Estudo de cenas de “Cães de Aluguel” e “Pulp Fiction”

Aula 02 – 14/11: Um estudo sobre “Jackie Brown” “Kill Bill 1” e “Kill Bill 2”

Aula 03 – 19/11: “A Prova de Morte” e “Bastardos Inglórios”

Aula 04 – 21/11: “Django Livre”, “Os Oito Odiados”

Aula 05 – 26/11: “Era uma vez em Hollywood”

Sobre o professor: Marcelo Lyra Formado em jornalismo pela PUC-SP em 1989, cursou as disciplinas de montagem, crítica de cinema e de história da crítica, ambos na Escola de Comunicação e Artes da USP. Passou por quase todas as editorias de jornais até chegar ao Caderno 2 do Jornal O Estado de S. Paulo, em 1999, quando tornou-se repórter de cinema e eventualmente assinava a coluna de Filmes na TV. Foi repórter do Jornal da Tarde e colaborador das seguintes publicações, sempre na área de cinema: Revista de Cinema, Revista Ver Vídeo, Jornal do Brasil, Revista do Memorial da América Latina, revista Bizz e jornal Valor Econômico, além de ministrar regularmente cursos sobre crítica de cinema, história do cinema, cinema brasileiro e outros, em espaços como o Museu da Imagem e do Som e Espaço Itaú de Cinema. Cursou Roteiro, Edição e Crítica de Cinema na Escola de Comunicação e Artes (ECA), da USP. É autor do livro “Cinema Como Razão de Viver”, publicado em 2003. Dá cursos de história do cinema, realiza regularmente curadorias de mostras de cinema, participou de inúmeras comissões de seleção de filmes para festivais e de júris de festivais como o Festival de Brasília, do Ceará, Goiás, Porto Alegre, Santa Catarina, curtas de São Paulo e outros. Em 1993 foi vencedor do prêmio Abic de melhor reportagem.

Curso: A história dos Videoclipes

Data: 22 de novembro a 04 de dezembro (04 encontros)

Horário: das 19h às 22h, de 4ª e 6ª feira.

Local: Auditório LABMIS (64 vagas).

Valor: R$100,00

Sinopse: A combinação “áudio” e “visual” data dos primórdios do cinema. A primeira vez que ocorreu o encontro entre imagem e música foi antes mesmo da invenção do cinema: na época das “lanternas-mágicas”. Este curso pretende fazer um apanhado da produção dos chamados “videoclipes”, desde os tempos dos Scopitones (jukeboxes que exibiam performances musicais, até as mais modernas tecnologias de VR [realidade virtual]), usadas por vários artistas contemporâneos, passando pelo impacto que a MTV teve nesta história. Serão estudados artistas como Madonna, Michael Jackson, David Bowie, Prince, Björk, Chemical Brothers, além dos brasileiros Marina Lima, Marisa Monte, Sepultura, e os clássicos “clipes do Fantástico”, exibidos pela Rede Globo. O curso também focará no trabalho de grandes diretores que ajudaram a desenvolver a linguagem dos videoclipes como Mick Rock, Michel Gondry, Spike Jonze, Andrucha Waddington, Kátia Lund, Gringo Cardia, entre outros.

Sobre o professor: Duda Leite é Jornalista, cineasta e curador. Formado em Cinema pela FAAP, Duda Leite sempre esteve ligado ao audiovisual. Trabalhou como produtor e roteirista em canais como Eurochannel, HBO, VH1 e Discovery. Pelo Eurochannel, Duda cobriu os principais Festivais de Cinema do mundo, entre eles Cannes, Berlim e Veneza. Como jornalista, colaborou com revistas como Vogue, Playboy e Bravo. Desde 2011, Duda é o curador do Music Video Festival, o maior Festival dedicado aos videoclipes no Brasil, que acontece anualmente no MIS.

Curso: Visitando museus pelo mundo

Data: dias 04, 05, 06, 09 e 10 de dezembro (05 encontros)

Horário: de 4ª, 5ª, 6ª, 2ª e 3ª feira, das 19h às 22h

Local: Sala Multiuso (30 vagas).

Critério de seleção: Ordem de chegada das inscrições.

Valor: R$120

Sinopse: Esta atividade tem por objetivo apresentar ao público museus muito interessantes espalhados pelo mundo, mas pouco conhecidos. Na Flórida, tão visitada, encontra-se a maior coleção de Salvador Dali fora do continente europeu em um belo museu construído sobre o mar. Em Istambul, em uma bela casa típica de bairro, um museu recria a história de um livro. Um passeio ao bairro do Queens em New York pode levar ao museu/casa de um grande músico. Já pensou em visitar um museu dedicado ao “pênis”? Já pensou em visitar na bela Paris um museu dos melhores cristais do mundo? E vasos sanitários, podem constituir um acervo? Existe até museu embaixo d’água. Fora dos circuitos mais conhecidos e concorridos, muitos museus abrigam belas coleções e acervos inesperados.

Sobre o professor: Antonio Carlos de Moraes Sartini – Advogado formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, atuando na área cultural há mais de 25 anos, com larga experiência no diversos setores. Sócio fundador e diretor da empresa Cartel de Produções (1990/1994). Entre 1994 e 2005 ocupou vários cargos junto à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo: Diretor da Oficina Cultural Regional Grande Otelo em Sorocaba; Delegado Regional de Cultura em Sorocaba; Diretor Técnico do Departamento de Formação Cultural; Diretor Técnico do Departamento de Atividades Regionais da Cultura; Diretor da Oficina Cultural Oswald de Andrade em São Paulo. Ocupou os cargos de Diretor do Departamento de Teatro e do Departamento de Expansão Cultural da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo. Entre 2006 e 2016 ocupou o cargo de Diretor do Museu da Língua Portuguesa. Desde 2017 atua através da empresa A C de Moraes Sartini Produções Ltda- ME.

Serviço

CURSOS 2º SEMESTRE

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES www.mis-sp.org.br

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo| (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 18
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Compartilhe!