HomeAssessoria ReleasesJovens do Projeto Guri retornam de intercâmbio cultural na Noruega, Malawi e Moçambique

Jovens do Projeto Guri retornam de intercâmbio cultural na Noruega, Malawi e Moçambique

Após participarem do programa do intercâmbio MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange), criado pela JM Norway e promovido no Brasil pela organização não governamental Amigos do Guri, jovens músicos do Projeto Guri retornam ao Brasil com histórias sobre o período de dez meses que passaram na Noruega, Malawi e Moçambique.

Maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri promove esse intercâmbio uma vez ao ano. Toda a viagem e despesas são totalmente gratuitas para os selecionados.

Igor Crecci, de 24 anos, educador de percussão no Polo Pedreira, se estabeleceu na cidade norueguesa de Trondheim com sua companheira de intercâmbio, Cintia Galan. Mesmo sem falar inglês, o jovem deu aulas de percussão, se comunicando apenas com a linguagem musical. “Apesar do desespero por não falar inglês e nem norueguês, a música foi a forma que encontrei para interagir com as pessoas”, contou o jovem.

Juntos, os jovens conseguiram reproduzir um Carnaval na Noruega, na escola Trøndertun Folkehogskole. Lá, compartilharam informações sobre a cultura brasileira, em inglês, e promoveram um show com ritmos como frevo, marchinhas de Carnaval e bateria de escola de samba.

Ambos participam de um curso de produção musical e puderam colocar em prática os aprendizados em um Festival chamado FARK – Festival og arrangementskontoret Trondheim.

 

Parceiros locais: Prefeitura Municipal Jaguariúna.

 

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

 

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria de Cultura que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 710 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Compartilhe!