HomeAssessoria ReleasesJhenifer Nayara fez intercâmbio na Noruega por meio de programa parceiro do Projeto Guri e, após ótima experiência, decidiu morar no país estrangeiro

Jhenifer Nayara fez intercâmbio na Noruega por meio de programa parceiro do Projeto Guri e, após ótima experiência, decidiu morar no país estrangeiro

Do Guri para o Mundo

Ex-aluna do Projeto Guri, Jhenifer Nayara viveu os momentos mais importantes de sua vida, segundo ela, durante o intercâmbio na Noruega. A jornada foi proporcionada pelo Move (Musicians and Organizers Volunteer Exchange), programa custeado pelas Forças de Paz da Noruega (Fredskorpset – FK Norway), que envia jovens dos países participantes para intercâmbios com o intuito de desenvolver novas habilidades individuais, interpessoais e culturais, ampliando e enriquecendo também as referências das comunidades onde eles desenvolvem projetos e atividades transformadoras. 

Jhenifer começou a estudar música no Projeto Guri, em 2011, no Polo Piracicaba. Com apenas 12 anos, a jovem teve aulas de coral e flauta transversal, onde ficou por seis anos. Em seguida, ela continua estudando flauta no Conservatório de Tatuí. Faltando apenas dois anos para sua formação no Conservatório, a musicista recebeu a oportunidade de realizar o intercâmbio para a Noruega, onde permaneceu por nove meses e se desenvolveu profissionalmente.

Durante o período vivido como intercambista, a ex-Guri se dedicou a transmitir um pouco de sua cultura para as pessoas que teve contato. A jovem ensaiava com alunos do Jardim da Infância, para ensinar músicas típicas brasileiras, realizou um workshop na universidade local (também sobre músicas do País) e produziu uma apresentação sobre o Brasil para os alunos da escola em que ela estudava. 

Para Jhenifer, viver fora do Brasil colaborou para o seu crescimento cultural como ser humano. “Tive contato com artistas fantásticos que me agregaram positivamente com as vivências diferentes das que eu estava acostumada. Toda a experiência foi capaz de ampliar meus horizontes e me mostrar o quanto estou preparada para viver grandes momentos com a música”, conta. 

De acordo com a jovem, o Move foi um grande salto que contribuiu muito para o seu desenvolvimento profissional. “Desde que comecei a enxergar a música como uma profissão, consegui realizar diferentes projetos. Tive uma banda com músicas autorais, na qual explorei minha criatividade, participei de competições musicais e festivais e toquei em grandes orquestras”, pontua.

No momento, a flautista está traçando uma nova rota para sua carreira na música. Por meio dos momentos vividos no Move, decidiu continuar sua vida na Noruega, onde seguirá aprimorando seus estudos e sua profissão. 

Do Guri para o Mundo

A série Do Guri para o Mundo foi criada para retratar o caminho trilhando pelos Guris: quem são, onde estão e o que mudou na vida deles. São histórias inspiradoras que celebram os 25 anos do Projeto Guri e prestam homenagem aos mais de 810 mil ex-alunos beneficiados pelo programa e, consequentemente, pelo poder de transformação da música. A cada semana, a série destaca um personagem nas redes sociais do Projeto Guri e na Sustenidos – organização que administra o programa.

 http://www.projetoguri.org.br/noticias/do-guri-para-o-mundo/

MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange).

O programa, custeado pelas Forças de Paz da Noruega (Fredskorpset – FK Norway), envia jovens dos países participantes para intercâmbios com o intuito de desenvolver novas habilidades individuais, interpessoais e culturais, ampliando e enriquecendo também as referências das comunidades onde eles desenvolvem projetos e atividades transformadoras. Desde 2015, esta iniciativa já beneficiou 40 jovens brasileiros e estrangeiros. 

Devido às restrições impostas pela pandemia, o MOVE foi interrompido em 2020 nos países parceiros: Noruega, Malawi, Moçambique e Brasil.  As atividades de intercâmbio que regularmente iniciam na Noruega e continuam nos demais países parceiros, serão retomadas apenas em 2021. http://www.sustenidos.org.br/move/

Patrocinadores do Projeto Guri – Sustenidos: CTG Brasil; CCR AutoBAn; Instituto CCR; VISA; Bayer; WestRock; Microsoft; Supermercados Tauste; banco BV; Novelis; Arteris; EMS; Capuani do Brasil; Faber-Castell; Pinheiro Neto; Santander; VALGROUP; Raízen; BTP; Distribuidora Ikeda; Grupo Maringá; Instituto 3M; Supermercados Rondon; Frigol; Mercedes-Benz; Castelo Alimentos; ENEL; GRUPO GR; Cipatex; Grupo Herval, Pirelli.

Patrocinadores Sustenidos: CTG Brasil; Visa; SulAmérica e Microsoft.

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto 

Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Sustenidos, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 810 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Sustenidos: Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização gestora do Festival Ethno Brazil, Som Na Estrada, Festival Imagine Brazil, MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange) e Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: http://www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/

Compartilhe!