HomeNewslettersInstituições da SEC têm programação especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Instituições da SEC têm programação especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, as instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo prepararam atividades especiais sobre o tema, com atividades gratuitas para todos os públicos, tais como rodas de conversa, oficinas, apresentações musicais, visitas temáticas em exposições e debates

Museu da Imagem e Som

Foto: Viola Davis

Para celebrar a mulher, o MIS realiza, entre os dias 6 e 8 de março, uma mostra gratuita de filmes da premiada atriz norte-americana Viola Davis. Serão duas sessões por dia, sempre às 18h00 e 20h30. O evento é gratuito, mas é necessário retirar ingressos na bilheteria com uma hora de antecedência na recepção. Para conferir os filmes que fazem parte da mostra, acesse o site www.mis-sp.org.br.

Casa Guilherme de Almeida

Ainda sobre o papel da mulher no cinema, a Casa Guilherme de Almeida realiza duas atividades. No dia 10 de março, às 15h00, acontece a palestra “Mulheres na Tela” e nos dias 17 e 18 de março, das 14h00 às 18h00, a Casa realiza o curso “Olhar e resistência: A presença da mulher no cinema brasileiro”. As atividade são gratuitas, mas é necessário inscrição no link http://bit.ly/2EccIET.

Museu da Imigração

Foto: Exposição Vidas Refugiadas / Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo

Durante todos os finais de semana do mês de março, às 11h00, as visitas guiadas pelos educadores do Museu da Imigração abordarão a presença das mulheres na história da migração para o estado de São Paulo. O Núcleo Educativo realiza, no dia 11 de março, domingo, a atividade “Poesia no Concreto”. Nela, o público poderá questionar como as mulheres migrantes são representadas pelas mídias e quais notícias gostariam de ler sobre elas. No dia 25 de março, às 15h00, a manutenção da horta do Museu será acompanhada de uma conversa sobre o uso das plantas em chás, compressas e banhos. Para participar dessas atividades é necessário se inscrever pelo e-mail inscricao@museudaimigracao.org.br.

Museu da Casa Brasileira

Foto: Jazzmin’s Big Band / Créditos:Paulo Rapoport Popó

Recebe a Orquestra Pinheiros, do Esporte Clube Pinheiros, para abrir a 17ª temporada do projeto Música, com o show “Sophisticated Ladies”. A apresentação será no dia 13 de março, domingo, às 11h00, com entrada gratuita. No dia 18 de março, é a vez a Jazzmin’s Big Band, formada por 17 mulheres de diversas gerações com repertório voltado à música popular sem fronteiras. A apresentação começa às 11h00 e a entrada é gratuita.

Museu do Futebol

Foto: Reprodução/SporTV

Com o objetivo de inspirar mulheres que atuam ou desejam atuar como atletas, o Museu do Futebol realiza um debate sobre a luta das mulheres nos esportes. Aline Pellegrino, Magic Paula e Fofão participam do debate intitulado “As Conquistas Delas: a história oculta das mulheres no esporte”, com mediação das Dibradoras. O evento acontece no auditório do Museu, dia 7 de março, quarta-feira, às 19h30, com entrada gratuita.

Casa das Rosas

Foto: Slam das Minas / Divulgação

No dia 6 de março, às 14h00, a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos  tem a oficina “Ciranda das Mulheres”. Os encontros acontecem de 6 de março à 24 de abril, sempre às terças-feiras, às 14h00. Mulheres negras atuantes no cenário cultural periférico de São Paulo se reúnem no dia 17 de março, sábado, às 19h00, para o Sarau das Pretas. Já no dia 15 de abril, domingo, às 14h30, acontece o Slam das Minas (SP). Completando seu terceiro ano na Casa das Rosas, o Slam propõe uma batalha de poesia entre escritoras e slammers, visando garantir uma vaga feminina para a competição em nível nacional, o Slam BR.

Museu Afro Brasil

Nos dias 10, 17 e 31 de março, às 14h00, o Museu Afro Brasil realiza uma mediação com foco na presença das mulheres negras em seu acervo. Neste percurso, os visitantes serão direcionados a perceber a importância e a contribuição histórica e estética de mulheres artistas, escritoras, líderes religiosas, entre outras personagens fundamentais da história brasileira.  

Pinacoteca

Foto: Hilma af Klint, De tio största, nr 3  Créditos: Albin Dahlström/Moderna Museet

Abre sua primeira exposição do calendário de 2018 no dia 3 de março com “Hilma af Klint: Mundos Possíveis”, uma mostra individual da pintora sueca Hilma af Klint. Pela primeira vez na América Latina, a mostra fica em cartaz até 16 de julho e inclui 130 obras, com destaque para a série intitulada “As dez maiores”. Realizada em 1907, é considerada hoje uma das primeiras e maiores obras de arte abstrata no mundo ocidental. Além deste conjunto, a mostra em São Paulo contará com algumas séries de obras que nunca foram apresentadas ao público.

Museu Catavento 

Foto: Marie Curie

Recebe, de 1º a 18 de março, a exposição “Marie Curie 1867-1934”. A mostra tem como objetivo levar ao conhecimento público os feitos da cientista que foi a primeira mulher a receber o Prêmio Nobel e única a ser condecorada duas vezes – Nobel de Física, em 1903 e de Química, em 1911.

Interior

Museu Felícia Leirner

Foto: Museu Felícia Leirner / Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

Terá uma programação especial nos dias 17, 18 e 24 de março. “A história da mulher contada através da moda e das décadas” reunirá imagens, curiosidades, diálogos e sensibilizações para contar a história das conquistas femininas. A entrada custa R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia), com gratuidade aos domingos. Mais informações no site www.museufelicialeirner.org.br.

Museu Índia Vanuíre

No dia 8 de março, realiza uma palestra sobre o dia Internacional da Mulher a partir das 9h00 e às 14h00 realiza um sarau em homenagem às mulheres. A entrada é gratuita.

Museu Casa de Portinari

Foto: Museu Casa de Portinari / Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

No dia 8 de março vai assistir a uma exibição de vídeos sobre as mulheres retratadas na obra do pintor.

Oficinas Culturais

Crédito da imagem: Cris Lyra | divulgação

Em março, a Oficina Cultural Oswald de Andrade recebe onze peças teatrais, seis delas com foco nas questões de gênero. “Quarto 19”, peça inspirada no conto homônimo da escritora britânica Doris Lessing fala sobre a liberdade das mulheres na sociedade patriarcal, fica em cartaz na Oficina até 10 de março, com sessões sextas-feiras, às 20h00 e sábados, às 18h00.  A performance “6 gritos para o infinito” acontece de 28 a 31 de março, de quarta a sexta-feira, às 20h00 e sábado, às 18h00. Encenado dias 30 e 31 de março, sexta-feira e sábado às 17h00, o espetáculo “Latinas” apresenta personagens múltiplas que questionam o modelo do papel social da mulher latino-americana em São Paulo. O espetáculo V.U.L.V.A investiga o lugar simbólico que a vulva ocupa em nossa sociedade e será apresentado dia 28 de março, quarta-feira, às 20h00. Todas as peças são gratuitas e com 30 lugares por sessão. É necessário retirar o ingresso com uma hora de antecedência.

Fábricas de Cultura

As unidades das Fábricas de Cultura da zonas norte, sul e leste de São Paulo, oferecem várias atividades em homenagem ao 8 de março. A Fábrica de Cultura Brasilândia  tem programação especial durante todo o mês de março, começando com a roda de conversa (Ro)marias, a exposição “Empoderamento da mulher negra”, o bate-papo “Violência de Gênero”, palestra sobre a Lei Maria da Penha, aulão aberto sobre a história do dia 8 de março e por que é o Dia Internacional da Mulher, a performance “Frida Kahlo: México na Pele” e encerra com a intervenção #ChegadeAssédio, realizada pela equipe da biblioteca. Na Fábrica de Cultura Capão Redondo, acontece a roda de conversa “Mulheres”, realizada pela Plan Internacional, uma organização não governamental que tem foco na promoção da igualdade de gênero.

Foto: Museu Frida Kahlo 

O “Cine Mulher” e as sessões do Mulheres, câmera, ação” terão programação pensada e realizada por mulheres e o show “Resgatando Raízes” fará uma releitura de clássicos de compositoras e cantoras do samba que marcaram época no cenário musical brasileiro. Na Fábrica de Cultura Jardim São Luís acontece a 3ª edição do The Femmex e na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, as meninas irão aprender a produzir um Zine com foco nas questões das mulheres. Durante todo o mês todas as Fábricas das zonas norte e sul irão oferecer uma oficina educativa de Coroas Africanas.

Foto: Hebe Camargo / Reprodução Hebe Internet

Na Fábrica de Cultura Vila Curuçá acontece o “no sofá da Hebe”, uma intervenção artística que pretende resgatar a lembrança de mulheres e personalidades que fizeram história no Rádio e na TV Brasileira. Na Fábrica de Cultura Sapopemba, além do Dia Internacional da Mulher, a programação lembra o Dia Internacional contra a Discriminação Racial com um bate-papo sobre Nina Simone e Rosa Parks. Na Fábrica de Cultura Itaim Paulista, a equipe da biblioteca irá apresentar ao público Dona Ivone lara, a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de uma escola de samba.

A Fábrica de Cultura Parque Belém realiza uma oficina sobre tradições nordestinas a partir da leitura de trechos do livro “Dadá Bordando o Cangaço”, de Lia Zatz. Na Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes acontece uma exposição com base no livro “50 Brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer”, de Débora Thomé. Confira todos os detalhes da programação no site www.fabricasdecultura.org.br.

#SmashtheGlass

Em março a Pinacoteca e a Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes recebem atividades do evento #SmashtheGlass. Essa ação propõe a dar visibilidade ao assédio sexual sofrido por mulheres a partir da realidade brasileira. A roda de conversa na Pina acontece no dia 7 de março, as inscrições são limitadas e gratuitas e devem ser feitas no link: https://goo.gl/147GjD. Os ingressos para a Pinacoteca custam R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). Já na Fábrica de Cultura, o encontro acontece no dia 8 de março, será aberto e gratuito.  Veja mais informações em www.fabricadecultura.org.br/cidadetiradentes.

Bibliotecas

Virginia Woolf, 1902. (Foto: George C. Beresford/Hulton Archive/Getty Images)

Os clubes de leitura das Bibliotecas Parque Villa-Lobos e de São Paulo irão discutir livros de temática feminina. Na BSP o título será “O conto da aia”, de Margaret Atwood, às 15h00. Na Biblioteca Parque Villa-Lobos o livro do mês será “Mrs. Dalloway”, da inglesa Virginia Woolf, e o encontro será na sexta-feira, 23, às 15h00. No dia seguinte, sábado, 24, das 12h00 às 17h00 o Sarau do MISC – Manancial de Interligação de Projetos Sociais e Culturais fará uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher e no dia 31, sábado, às 14h30 a programação encerra com o “Slam das Minas (SP)”. Dia 10 de março, sábado, das 14h00 às 17h00, a BSP realiza o “Encontro Literário” que irá debater o protagonismo feminino na literatura e no cinema. Para participar é necessário retirar senhas com 30 minutos de antecedência.

Sala São Paulo

Foto: Astrid Riecken/The Washington Post Via Getty

A Temporada Osesp 2018 – Natureza dos Sons abre oficialmente de 8 a 10 de março, com a Osesp regida por sua diretora musical e regente titular Marin Alsop, apresentando a Sinfonia nº 7 de Mahler, a primeira peça que Marin regeu com a Orquestra, ainda como convidada, em 2011. Mais informações no site www.osesp.art.br.

RelatedPost

Compartilhe!