HomeCultura + NotíciasGuia do Fim de Semana – 7 e 8 de novembro

Guia do Fim de Semana – 7 e 8 de novembro

O fim de semana e tem cultura para todos os gostos, ritmos e idades! Pensou em ficar em casa? Tem show e teatro para você aproveitar. Mas depois mudou de ideia e quer ver alguma exposição? Fique de olho e confira as regras antes mesmo de sair de casa.

Vale lembrar ainda que todas as instituições já reabertas estão cumprindo normas sanitárias. Os locais recebem no máximo 60% da capacidade de público e atendem com horários especiais. Além disso, eles devem seguir outras exigências previstas no protocolo de retomada das atividades da fase verde do Plano São Paulo, elaborado pelo Centro de Contingência da Covid-19 e recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

*******

PROGRAMAÇÃO

Festival #CulturaEmCasa – Academia do Cavaquinho
Dia 7 (sábado), às 21h30

É dia de Chorinho com a Academia do Cavaquinho. O show instrumental com dois cavaquinhos, violão e pandeiro será apresentado pelos músicos paulistas Salgadinho e Biro do Cavaco (ex-integrante do Originais do Samba).
www.culturaemcasa.com.br

Museu da Imagem e do Som – Bate-papo “Cineciência”
Dia 8 (domingo), às 17h
O Cineciência deste final de semana apresenta o filme Estrelas além do tempo, do diretor Theodore Melfi. Com 3 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, o filme conta a história de mulheres cientistas e matemáticas negras que ajudaram a formular o programa espacial dos EUA. Após a sessão, haverá um bate papo para discutir o racismo na ciência com Carlos Machado, autor do livro “Gênios da Humanidade: ciência e tecnologia Africana”, e Kelly Meneses Fernandes, professora da Universidade Estadual da Bahia. A mediação será feita por José Luiz Goldfarb, curador do #Cineciência.
www.youtube.com/user/missaopaulo

Festival #CulturaEmCasa – Espetáculo “Fraülein”
Dia 8 (domingo), às 21h30
A atriz Luciana Carnieli é a protagonista da peça solo Fraülein, releitura do clássico da literatura brasileira “Amar, Verbo Intransitivo”, de Mário de Andrade. O texto fala das relações de aparência e do papel de subordinação da mulher na sociedade.
www.culturaemcasa.com.br

Pinacoteca
O curso livre de história da arte da Pinacoteca, no seu formato online, propõe percursos pela nova exposição de longa duração do museu. Organizado a partir dos núcleos da nova exposição, estruturados a partir das temáticas do Corpo e do Território, o curso pretende apresentar as ideias norteadoras dessa nova montagem. Cruzando obras e artistas de diferentes contextos históricos, geográficos e artísticos, a nova exposição se guia por um desejo de repensar as coleções do museu à luz dos debates contemporâneos, fomentados pelas teorias pós-coloniais, por pautas identitárias e de gênero, avaliando a própria história da instituição. São novas perguntas que formulam novos problemas e novos sentidos para obras conhecidas, e que também permitem dar visibilidade a produções menos debatidas, redescobrindo obras e artistas que não tiveram suas trajetórias devidamente inscritas na história da arte. Permitem também criar espaço para reconhecer lacunas e projetar novas possibilidades para um museu mais plural e aberto. O curso visa assim criar mais um fórum de debate para essa construção.
Para mais informações, acesse: https://pinacoteca.org.br/atividades/curso-de-historia-da-arte/

Memorial da Resistência de São Paulo
A exposição “Orgulho e Resistências: LGBTs na ditadura” trata das relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero. A mostra é realizada em parceria com o Museu da Diversidade Sexual. O público terá aceso a obras literárias, cartazes de peças de teatro, músicas, filmes, fotografias e materiais que confrontavam a censura na época, além de documentos oficiais da ditadura. Dentre os destaques estão fotografias de Vânia Toledo e um desenho inédito da cartunista Laerte Coutinho que abordam a pluralidade de gêneros. Aberto de quarta a segunda, das 14h às 18h. Com entrada gratuita mediante agendamento prévio: www.memorialdaresistenciasp.org.br.

Museu de Arte Sacra de São Paulo
O museu oferece exposições para quem quiser conhecer o local, bem como o acervo. A mostra “Nós da Etiópia – Recortes de uma viagem”, composta por 30 imagens do fotógrafo Daniel Taveira, que realizou uma viagem ao país, traz representações fidedignas da diversidade humana, abundante em cores e formas da região. Aberto de terça-feira a domingo, das 10 às 17h. O ingresso custa R$ 6,00 (Inteira) e R$ 3,00 (meia) e é gratuito aos sábados.
http://museuartesacra.org.br/nos-da-etiopia-recortes-de-uma-viagem/

Museu Catavento
As crianças poderão desbravar o conhecimento por meio do acervo do espaço e visitando as exposições Astronomia, Terra, Vida e Engenho. As visitas precisam ser agendadas previamente.  Serão atendidos grupos de 10 pessoas, a cada 10 minutos, e a visita terá duração de 1h50. Mais informações no site: http://www.cataventocultural.org.br. O Museu funciona de quarta a domingo, das 10h às 16h. O ingresso custa R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (meia).

Museu da Imigração
Os visitantes podem prestigiar a exposição de longa duração “Migrar: experiências, memórias e identidades” e a instalação videográfica “SobreNomes” – resultado de uma campanha interativa que captou mais de 1.600 registros no fim de 2019. A instituição funciona de quinta a domingo, das 11h às 17h. Informações no site: http://museudaimigracao.org.br/. O ingresso custa R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (meia), gratuito aos sábados.

Museu da Casa Brasileira
6, 7 e 8 de novembro das 9h às 18h
Quer garantir algumas delícias sem sair do conforto da sua casa? Em parceria com o MCB, a feira virtual tem como objetivo de continuar fomentando o trabalho de pequenos produtores gastronômicos mesmo à distância. O evento acontece no site: www.feirasabornacional.com.br e ainda garantirá a possibilidade de escolha entre cerca de 100 variedades de itens artesanais, além de entrega à domicílio seguindo todos os padrões de higiene necessários para garantir conforto e segurança na hora da compra.
Entregas: 3 (três) dias úteis para São Paulo, Alphaville e região do ABC.
Frete único: a ser calculado de acordo com o CEP.
www.mcb.org.br. O Museu funciona de terça a domingo, das 11h às 15h.

Museu Casa de Portinari
O local oferece aos visitantes um passeio pela história e trajetória do renomado artista brasileiro Candido Portinari, de terça a domingo, das 10h às 16h, mediante agendamento prévio. Mas, se você quer dar uma espiadinha nas instações, confira as exposições virtuais, acessando: https://www.museucasadeportinari.org.br/exposicoes-virtuais/

Museu Índia Vanuíre
Os visitantes poderão apreciar a exposição temporária Ató Jagí Burum Krenak – Tecendo Saberes do Povo Krenak, que apresenta o trabalho do povo Krenak da T.I. Vanuíre, que há duas décadas mantém a revitalização de sua cultura, costume e língua materna de forma construtiva. Na mostra, são exibidos em vitrines, painéis, vídeos e fotos o processo de produção de 28 objetos confeccionados especialmente para a mostra. Entrada gratuita. O espaço abre de terça a domingo, das 10h às 16h.  Mais informações https://www.museuindiavanuire.org.br/ .

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
A programação do fim de semana é por conta do Família Feliz com a história infantil clássica “Menina Bonita do Laço De Fita”. A obra de Ana Maria Machado, será contada de forma simples e lúdica e, ao mesmo tempo, conscientizará os participantes sobre questões étnicas e raciais. Já no Domingo é dia de música, e ela invadirá os lares por meio da internet com a Série Orquestras do Vale. No dia 8, um concerto on-line apresenta a Orquestra Filarmônica de Campos do Jordão e Região, projeto que visa disseminar conhecimentos, capacitar e incluir músicos – em formação ou profissionais -, proporcionando a eles a experiência e a oportunidade de fazerem parte de uma orquestra. É só acessar de casa e aproveitar a experiência.
Mais informações: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Museu do Café
É um dos principais pontos turísticos da cidade e passa por um processo de conservação e recuperação das fachadas, aprovado pelas três instâncias de preservação de patrimônio (IPHAN, Condephaat e Condepasa). Está aberto à visitação do público de quinta a domingo, das 11h às 17h, mediante agendamento prévio. O edifício suntuoso foi inaugurado em 1922, como parte das comemorações do centenário da independência do Brasil, que abrigava a Bolsa Oficial, construída para centralizar, organizar e controlar as operações cafeeiras. Entrada gratuita aos sábados. Mais informações: http://www.museudocafe.org.br/

Compartilhe!