HomeDESTAQUES ESPECIAIS Cultura + NotíciasGuia do Fim de Semana – 21 e 22 de Novembro

Guia do Fim de Semana – 21 e 22 de Novembro

Programação Cultural – 21 e 22 de Novembro

Shows, Virada Online, inauguração de museus e uma programação completa para o seu fim de semana!
Vale lembrar ainda que todas as instituições já reabertas estão cumprindo normas sanitárias. Os locais recebem no máximo 60% da capacidade de público e atendem com horários especiais. Além disso, eles devem seguir outras exigências previstas no protocolo de retomada das atividades da fase verde do Plano São Paulo, elaborado pelo Centro de Contingência da Covid-19 e recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Festival #CulturaEmCasa – Anelis Assumpção
20 de novembro, 21h30
Nesta sexta-feira, a plataforma #CulturaEmCasa lança o Museu do Itamar Assumpção, o MU.ITA, o primeiro museu virtual de um artista negro brasileiro e o primeiro a ser traduzido para iorubá, a língua-mater nigero-congolesa. O lançamento da instituição, que reúne um acervo com mais de 2 mil itens, será feito por meio do show Oferendas de Anelis Assumpção, que vai interpretar as canções do pai em show ao vivo no Teatro Sérgio Cardoso.

Link: www.culturaemcasa.com.br

.

Virada Online SP – Rio Grande da Serra
21 de novembro, 16h
Rio Grande da Serra integra a programação da #ViradaOnlineSP neste final de semana. A programação será transmitida diretamente do Teatro Sérgio Cardoso. Alguns artistas que irão se apresentar são Letrux, Mato Seco, Pedra Branca, entre outros. Confira a programação completa pela plataforma #CulturaEmCasa.

Link: www.culturaemcasa.com.br

.
Museu da Imagem e do Som – Cineciência
21 de novembro, 18h
O programa, que traz uma sessão de cinema online seguida por bate-papo ao vivo, apresenta neste sábado, o filme Vozes do trabalho (dir. Coletivo nós do porto, Brasil, 2019, 17 min, livre). O documentário retrata o cotidiano dos trabalhadores de uma cooperativa de reciclagem em Presidente Epitácio e revela a trajetória de mulheres e de homens que buscam a visibilidade de seu trabalho na própria comunidade e, comitantemente, procuram representatividade no cinema. O rigor de contar suas histórias por meio de uma câmera é o mesmo de lutar pela formalização de seu trabalho. Por meio de uma oficina do Programa Pontos MIS e do Educativo do MIS, o Coletivo nós do porto se configurou e contou sua história no filme.

Link: https://www.youtube.com/user/missaopaulo/videos

Cia Teatro da Investigação
21 de novembro, às 20h

Espetáculo: A Casa De Farinha Do Gonzagão
Duração: 60 minutos
Peça teatral baseada na obra de Luiz Gonzaga. Os personagens das músicas de Luiz Gonzaga são transportados para uma casa de farinha, a cozinha do sertão, e lá, em sua intimidade criativa, tem a chance de contarem seus “causos”, suas vidas. A cia foi fundada em 2003, desenvolve desde então pesquisa continuada de experimentação cênica e dramatúrgica, que investiga o homem e a mulher comum do Brasil.

Dramaturgia e Direção: Edu Brisa. Elenco: Carol Guimaris, Cris Camilo, Geovane Fermac, Gustavo Guimarães, Harry De Castro e Edu Brisa. Músicos: Trio Marrom (Café, Curisco E Zé Luiz). Cenário: Edu Brisa E Geovane Fermac. Figurinos: Ana Cristina Ramos e Selma Paiva. Direção Musical: Carol Guimaris. Preparação Musical: Fernando Alabê (Bloco Afro Afirmativo Ilu Inã). Preparação Corporal e Vocal: Carlos Simioni – Lume Teatro. Treinamento de Máscaras: Cida Almeida – Clã Estúdio Das Artes Cômicas. Orientação Em Teatro Popular: Ednaldo Freire – Fraternal Companhia De Arte E Malas-Artes

Inscrições: https://www.sympla.com.br/a-casa-de-farinha-do-gonzagao__1050164

Coletivo Caracóis
Espetáculo: Elas (estreia)
22 de novembro, às 19h
Duração: 60 minutos
Reservas: Clique aqui

Brasil, 2020. Elas não estão juntas. O que eram dias, se tornaram meses e elas já perderam as contas. Apesar dos quilômetros que as separam, um encontro é marcado em uma plataforma virtual: o olho no olho, o toque, o cheiro, a possibilidade de um último beijo não existe. E se tudo isso não tivesse acontecido, como estaríamos agora?

O Coletivo Caracóis começou sua jornada em 2018, como um núcleo de experimentação dentro da SP Escola de Teatro. A partir do trabalho realizado com os experimentos cênicos apresentados no âmbito da SP, construiu seu primeiro espetáculo, “O Despertar dos Caracóis Logo Após As Tempestades Artificiais”. Em março de 2020 o coletivo iniciou os ensaios de um novo projeto, a continuidade do processo foi interrompida pela pandemia do Covid-19. A nova estreia foi concebida inteiramente de forma remota.

Criação: Carina Murias, Carol Moreno, Fernanda Heitzmann, Maria Carolina Ito, Náshara Silveira e Sol Faganello. Direção: Náshara Silveira e Sol Faganello. Dramaturgia: Carina Murias. Texto e atrizes: Carol Moreno e Fernanda Heitzmann. Iluminação e Sonoplastia: Maria Carolina Ito. Arte Gráfica E Vídeos: Sol Faganello. Produção e Realização: Coletivo Caracóis.

Presenciais

Pinacoteca
NOVA COLEÇÃO SOBRE O MUNDO CONTEMPORÂNEO
A nova apresentação do acervo de arte brasileira ocupará 19 salas divididas entre o primeiro e o segundo andar do Edifício da Pina-Luz com cerca de mil obras de mais de 400 artistas. A reformulação, elaborada pelo Núcleo de Pesquisa e Curadoria em conjunto com as outras áreas do museu, bem como em diálogo com colaboradores externos, se baseia em narrativas mais diversas e inclusivas.
Ingressos gratuitos em: www.pinacoteca.org.br

Memorial da Resistência de São Paulo
A exposição “Orgulho e Resistências: LGBTs na ditadura” trata das relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero. A mostra é realizada em parceria com o Museu da Diversidade Sexual. O público terá aceso a obras literárias, cartazes de peças de teatro, músicas, filmes, fotografias e materiais que confrontavam a censura na época, além de documentos oficiais da ditadura. Dentre os destaques estão fotografias de Vânia Toledo e um desenho inédito da cartunista Laerte Coutinho que abordam a pluralidade de gêneros. Aberto de quarta a segunda, das 14h às 18h. Com entrada gratuita mediante agendamento prévio: www.memorialdaresistenciasp.org.br.

Museu de Arte Sacra de São Paulo
O museu oferece exposições para quem quiser conhecer o local, bem como o acervo. A mostra “Nós da Etiópia – Recortes de uma viagem”, composta por 30 imagens do fotógrafo Daniel Taveira, que realizou uma viagem ao país, traz representações fidedignas da diversidade humana, abundante em cores e formas da região. Aberto de terça-feira a domingo, das 10 às 17h. O ingresso custa R$ 6,00 (Inteira) e R$ 3,00 (meia) e é gratuito aos sábados.
http://museuartesacra.org.br/nos-da-etiopia-recortes-de-uma-viagem/

Museu Catavento
As crianças poderão desbravar o conhecimento por meio do acervo do espaço e visitando as exposições Astronomia, Terra, Vida e Engenho. As visitas precisam ser agendadas previamente.  Serão atendidos grupos de 10 pessoas, a cada 10 minutos, e a visita terá duração de 1h50. Mais informações no site: http://www.cataventocultural.org.br. O Museu funciona de quarta a domingo, das 10h às 16h. O ingresso custa R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (meia).

Museu da Imigração
Os visitantes podem prestigiar a exposição de longa duração “Migrar: experiências, memórias e identidades” e a instalação videográfica “SobreNomes” – resultado de uma campanha interativa que captou mais de 1.600 registros no fim de 2019. A instituição funciona de quinta a domingo, das 11h às 17h. Informações no site: http://museudaimigracao.org.br/. O ingresso custa R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (meia), gratuito aos sábados.

Museu Casa de Portinari
O local oferece aos visitantes um passeio pela história e trajetória do renomado artista brasileiro Candido Portinari, de terça a domingo, das 10h às 16h, mediante agendamento prévio. Mas, se você quer dar uma espiadinha nas instações, confira as exposições virtuais, acessando: https://www.museucasadeportinari.org.br/exposicoes-virtuais/

Museu Índia Vanuíre
Os visitantes poderão apreciar a exposição temporária Ató Jagí Burum Krenak – Tecendo Saberes do Povo Krenak, que apresenta o trabalho do povo Krenak da T.I. Vanuíre, que há duas décadas mantém a revitalização de sua cultura, costume e língua materna de forma construtiva. Na mostra, são exibidos em vitrines, painéis, vídeos e fotos o processo de produção de 28 objetos confeccionados especialmente para a mostra. Entrada gratuita. O espaço abre de terça a domingo, das 10h às 16h.  Mais informações https://www.museuindiavanuire.org.br/ .

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Ação Virtual – Fora da Caixa: Conhecendo Claudio Santoro e as Notas Musicais
21 de novembro
Claudio Santoro foi um dos mais inquietos e polivalentes músicos de nossos tempos, tendo sido compositor, maestro, violinista e educador! Em novembro de 2020, ele completaria 101 anos e para marcar a data, os educadores do Museu e Auditório apresentarão ao público curiosidades sobre a vida e a obra desta ilustre personalidade da música!
Acesse: https://www.museufelicialeirner.org.br/

Museu do Café
É um dos principais pontos turísticos da cidade de Santos e passa por um processo de conservação e recuperação das fachadas, aprovado pelas três instâncias de preservação de patrimônio (IPHAN, Condephaat e Condepasa). Está aberto à visitação do público de quinta a domingo, das 11h às 17h, mediante agendamento prévio. O edifício suntuoso foi inaugurado em 1922, como parte das comemorações do centenário da independência do Brasil, que abrigava a Bolsa Oficial, construída para centralizar, organizar e controlar as operações cafeeiras. Entrada gratuita aos sábados. Mais informações: http://www.museudocafe.org.br/

Compartilhe!