HomeDESTAQUES GERAIS (MAIORES) Assessoria ReleasesFestival de Campos do Jordão terá edição histórica em 2021

Festival de Campos do Jordão terá edição histórica em 2021

A 51ª edição do mais importante evento de música clássica da América Latina acontecerá entre junho e agosto; serão 164 concertos em 7 palcos (80% gratuitos)

A 51ª edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão foi remarcada e irá ocorrer de 19 de junho a 15 de agosto de 2021. Trata-se do mais importante evento de música clássica da América Latina. Com cerca de dois meses de duração, terá um número recorde de atrações artísticas e receberá, em seu Núcleo Pedagógico, a maior quantidade de jovens bolsistas e professores da história. Esta edição marcará também a inauguração do novo auditório do Parque Capivari, mais amplo e moderno do que a Concha Acústica. 

Serão ao todo 164 concertos, sendo 80% gratuitos, distribuídos por sete palcos: Auditório do Parque Capivari, Auditório Claudio Santoro, Espaço Cultural Dr. Além, Igreja Santa Terezinha e Palácio Boa Vista, em seus três espaços (Capela, Átrio e Jardim). As atividades pedagógicas acontecerão de 5 de julho a 1º de agosto, com 230 alunos. O Festival de Campos do Jordão é realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, em parceria com a Fundação Osesp e a Prefeitura de Campos do Jordão. 

A Programação Artística manterá, como em 2019, a estruturação em dois eixos principais: Clássico, com curadoria da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Osesp, e Popular-Sinfônico, com curadoria da Orquestra Jazz Sinfônica Brasil. Boa parte dos concertos será transmitida ao vivo pela TV Cultura ou pela plataforma #CulturaEmCasa e pelo site da Osesp, de modo a alcançar um público ainda maior do que na edição de 2019, quando o evento bateu os recordes de atrações, de público e de impacto econômico. 

Em 2019, o Festival de Inverno de Campos do Jordão comemorou 50 anos, oferecendo 201 bolsas de estudo e aulas ministradas por mais de 50 professores brasileiros e estrangeiros. Foram três semanas de prática orquestral e de câmara com maestros de renome internacional, como Alexander Liebreich, Neil Thomson, Giancarlo Guerrero, Lavard Skou-Larsen, Luís Otávio Santos e Ricardo Kanji. Na programação artística, foram 134 concertos, sendo 95 gratuitos, com grandes nomes da música de concerto e popular, como o barítono Paulo Szot, os pianistas Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Jean-Louis Steuerman, a Filarmônica de Goiás, a Orquestra Sinfônica do Paraná, Francis Hime, Lenine, Carlinhos Brown, Toquinho, Fafá de Belém, Mônica Salmaso e Nelson Ayres. 

A 51ª edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão estava inicialmente prevista para ocorrer em 2020, mas foi adiada para janeiro de 2021 devido à pandemia da Covid-19. A reclassificação da região para a Fase Amarela do Plano São Paulo, anunciada em 30 de novembro, levou à decisão final de realizá-la em junho, julho e agosto de 2021, com duração maior e mais concertos. A previsão é de que em junho a região estará na Fase Verde ou na Fase Azul do Plano São Paulo e a vacinação já terá ocorrido. 

“Não é viável realizar uma edição à altura da tradição do festival, do padrão de qualidade que adotamos e da expectativa do público com as regras e os protocolos necessários na Fase Amarela”, explica Sérgio Sá Leitão, Secretário de Cultura e Economia Criativa. “Por isso, resolvemos em conjunto com os parceiros e os patrocinadores, fazer uma grande edição entre junho e agosto de 2021, para marcar o retorno da programação cultural e do turismo após a fase mais aguda da pandemia. Será a maior e melhor da história”. 

“A realização dessa edição será uma oportunidade ímpar de tornar muito mais intensa e enriquecedora a experiência musical dos estudantes e de todo o público, que terá acesso a uma maior e mais variada gama de concertos, com grandes artistas do Brasil e do mundo”, diz Marcelo Lopes, Diretor Executivo da Fundação Osesp e do Festival. O evento também tem a direção artística de Arthur Nestrovski, a coordenação artístico-pedagógica de Fábio Zanon e a participação da Orquestra Jazz Sinfônica Brasil. 

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA 

A tradicional abertura do Festival será feita pela Osesp, no dia 19/06, tendo à frente seu Diretor Musical e Regente Titular, Thierry Fischer. Entre as principais atrações previstas estão os concertos dos grupos formados pelos bolsistas do programa pedagógico: a Orquestra do Festival, a Camerata do Festival e o Grupo de Música Antiga do Festival. Haverá ainda um Festival de Piano, com músicos da nova geração que têm se destacado no cenário internacional, e um quarteto de cordas residente, a ser anunciado.  

NÚCLEO PEDAGÓGICO  

Nesta edição, o Núcleo Pedagógico volta a ter sua base na cidade de Campos do Jordão, que receberá cerca de 230 bolsistas brasileiros e estrangeiros para aulas, masterclasses e ensaios, além de se apresentarem na Orquestra, na Camerata e no Grupo de Música Antiga do Festival. O evento receberá cerca de 70 professores brasileiros e estrangeiros, que ministrarão aulas durante quatro semanas. Os alunos tocarão em formações de câmara, dividindo o palco com seus professores em concertos e recitais gratuitos.   

Compartilhe!