@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

MÚSICA

Fábricas de Cultura promovem diversos shows gratuitos em janeiro

Publicado em 7 de janeiro de 2019

As Fábricas de Cultura começa 2019 com muita música. Durante todo o mês de janeiro, as unidades Brasilândia, Capão Redondo, Diadema, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha realizam shows de diferentes ritmos e gêneros que prometem balançar as férias do público.

No sábado (26), às 16h, a Fábrica de Cultura Jaçanã promove o lançamento do EP do compositor e guitarrista Juara Hoots. O cantor apresenta ao público canções que retratam a vivência e as histórias dos sertanejos pernambucanos em São Paulo.

Para comemoração do aniversário de São Paulo, no domingo (27), às 16h, acontece na Vila Nova Cachoeirinha o show de lançamento do novo disco “1 + 1 = 2” da banda Bregapunks. O show conta com a participação de Ovelha, e traz para o palco uma releitura musical dos cantores de “bregas românticos” com a sonoridade punk e rock in roll. Reginaldo Rossi, Odair José, Ângelo Máximo e Paulo Sergio são alguns dos cantores que integram o repertório do show.

Inspirado nos antigos bailes de música black de São Paulo, no domingo (20) às 18h a Cia Samba Rock Nato apresenta no Capão Redondo um Baile Nostalgia, com uma aula básica de samba rock, seguida das melhores músicas nostálgicas para um Baile. James Brown, Al Green e Beth White fazem parte da playlist que promete agitar a festa.

Veja abaixo a lista completa com todos os shows que acontecem em janeiro: 

Taikô – Tambores Japoneses | 10/1. Quinta-feira, 15h às 17h

O grupo de Taikô, instrumentos de percussão japonês, realiza apresentação com tambores de taikô, semelhantes aos encontrados da Índia, Tailândia, Vietnã e outras culturas

Coletivo Costa Norte | 13/1. Domingo, 16h às 18h

O Coletivo de MCs da Brasilândia, formado por Popas Dog, Mano Caiçara e Gilsão Maloka, apresenta músicas de seu último trabalho, com a participação dos DJs Mitsumani e Errow.

Banda K*Funaê | 19/1. Sábado, 14h às 17h

A banda apresentará versões de forró pé de serra de músicas que fizeram sucesso na voz de Adoniran Barbosa, Elis Regina, Luis Gonzaga, Raul Seixas e muitos outros clássicos.

Sound System – com Caixa D’água Posse e 3 In 1 Gueto Sounds | 19/1. Sábado, 14h às 18h

O Caixa D’Água Posse convida o 3 in 1 Guetto, coletivo da região do Grajaú, para fazer uma discotecagem com o melhor do reggae e suas vertentes: uma seleção 100% em vinil tocadas em um grande sistema de caixas de som da cultura Sound System.

 

Samba dos 465 anos de São Paulo | 12/1. Sábado, 17h às 20h

O Samba na 2 toca os principais clássicos do samba paulistano em homenagem a nossa cidade.

Baile Nostalgia | 20/1. Domingo, 18h às 21h

Vivência em samba de coco | 12/1. Sábado, 15h às 17h

Para apresentar o ritmo ao público e valorizar a cultura tradicional brasileira acontece a Vivência em Samba de Coco, na qual Ana Cacimba e Gil Capistrano apresentam os instrumentos, estrutura poética, dança e ritmo desse patrimônio cultural.

Black music na Fábrica – DJ Betão da festa da gangue | 20/1. Domingo, 16h às 21h

Especializado em Black Music de diversos segmentos seja pop ou underground, DJ Betão agita a festa com dubstep, ragga, dancehall, trap, rap 90’s, brasilidades, entre outros ritmos musicais.

Show do clube do balanço | 20/1. Domingo, 16h às 21h

Aula de samba rock com o professor Moskito, embalada na apresentação da tradicional banda Clube do Balanço.

Samba da tia Preta | 27/1. Domingo, 17h às 21h

Para animar o bairro do Jaçanã e região acontece o evento Samba da Tia Preta, no qual o público escuta grupos de samba locais. O microfone é aberto para todos aqueles que desejarem compartilhar sua arte com o público.

Grupo Louvo no flow | 26/1. Sábado, 20h às 22h

O grupo gospel, que já dividiu o palco com Pregador Luo, Lex Skate Rock, Ao Cubo, Ton Carfi, André Valadão, entre outros, se prepara o lançamento do disco novo De alma pra alma, uma mistura de RAP com outros ritmos musicais brasileiros.

Sertanejo sem mistura | 20/1. Domingo, 14h às 18h

O projeto visa, por meio de apresentações musicais, difundir a cultura sertaneja caipira ou raiz, proporcionando oportunidades a novos artistas deste segmento. 

Compartilhe!