@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

MÚSICA

Ex-aluna do Projeto Guri participa do Júnior Bake Off Brasil

Publicado em 27 de fevereiro de 2019

Catarina Beteli, 11 anos, participou do Guri por três anos no curso de viola erudita

A segunda temporada do Júnior Bake Off Brasil, reality show do SBT que revela pequenos confeiteiros, estreou há poucos dias, mas uma participante que chamou atenção pelo carisma foi a Catarina Beteli. A menina, de 11 anos, é ex-aluna do Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Catarina ingressou no Polo Regional Jundiaí, aos 7 anos, no curso de viola erudita, mas essa não foi sua primeira escolha. Ela queria aprender violino, pois considerava o instrumento um pouco mais “popular”. “Eu e minha mãe, Vivian, conhecemos o Guri por meio de uma funcionária do colégio em que eu estudava. Fomos ao polo para entender como funcionava e não tinha vaga para o instrumento que eu gostaria, mas sim, para viola erudita. Minha mãe me matriculou e foi ótimo porque foi ali que me encontrei”, descreve.

De acordo com Catarina, a experiência no Projeto foi muito especial, pois possibilitou inúmeras trocas entre os demais colegas de turma e ela conseguiu fazer diversas amizades. “No Guri tem muito essa questão do coletivo, todos se ajudam. O educador também era muito aberto às sugestões dos alunos e sempre permitia que levássemos partituras diferentes para estudarmos, o que era ótimo”, explica.

Embora não faça mais parte do Projeto Guri, a ex-aluna afirma que pretende retornar em breve. “Precisei deixar o Guri porque a minha agenda de atividades estava muito intensa. Tinha muitas tarefas para fazer no período da tarde, além das gravações do programa. Percebi que era o momento de respirar um pouco. Quero me adaptar à nova rotina e, depois, pretendo retomar minhas aulas de viola erudita”, afirma.

Apaixonada também por gastronomia, Catarina, que aprendeu a cozinhar com o pai desde bem nova, fala sobre a experiência de participar de um reality na televisão. “Nunca estive na TV e é uma experiência bem diferente de tudo que já fiz. Não achava que ia chegar tão longe, mas cheguei”, conta. Para entrar no programa, a pequena concorreu com mais de 15 mil inscritos na primeira etapa e passou por vários processos exigidos pela produção.

A menina acrescenta que uniu a paixão pela música com a gastronomia. “A música e a cozinha são duas formas de arte e, por mais que sejam diferentes, elas acabam se relacionando. Então, procuro representar meu amor pela música para a cozinha. Cozinho ouvindo música todos os dias porque serve como uma forma de inspiração para mim”, conclui Catarina.

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: CTG Brasil; VISA; WestRock; Bayer; Microsoft; VALGROUP; Novelis; Caterpillar; EMS; Capuani do Brasil; Pinheiro Neto; Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn; Grupo Maringá; AES Tietê; Faber Castell; ASTA; Mercedez-Benz; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Raízen; Arteris; GRUPO GR; Tereos.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 770 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Amigos do Guri administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Compartilhe!