HomeAssessoria ReleasesDéverson Correia integra a orquestra de violoncelos UDI Cello Ensemble

Déverson Correia integra a orquestra de violoncelos UDI Cello Ensemble

Do Guri para o Mundo

“Uma realidade que parecia não fazer parte da minha e que, de certa forma, parecia tão distante, hoje se tornou realidade. Parece um sonho”, Déverson Correia hoje atua como músico e assistente de produção na orquestra de violoncelos UDI Cello Ensemble, um dos principais grupos camerísticos do País. Correia está terminando a faculdade de violoncelo pelo Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia e participou de inúmeros festivais nacionais e internacionais com o instrumento.

O primeiro contato do jovem com a música foi por meio de projetos oferecidos em sua Igreja, quando ainda morava em São Paulo. Em Marília, continuou aprendendo música e participou do projeto de musicalização infantil na igreja local, trabalhando com diferentes instrumentos como flauta doce, saxofone e clarinete. Mas, foi no Projeto Guri, que ele encontrou sua verdadeira paixão, o violoncelo.
Correia ficou por dois anos no Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – onde aprendeu sobre o instrumento escolhido, e teve aulas de teoria musical e prática de orquestra de cordas. “O Projeto Guri foi um momento não só de curiosidade e aprendizado musical, mas também uma oportunidade de ter noção do trabalho coletivo, de troca de experiências e novas tentativas, o que para mim foi fundamental”, explica.

Em 2011, o ex-Guri teve a oportunidade de continuar seus estudos no Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí. Na Instituição, participou como bolsista da Orquestra Sinfônica do Conservatório e recebeu premiações de música de câmara com os grupos Música de Dois e o quarteto de violoncelos “YvyraPurahei”.

O musicista também teve a oportunidade de participar de diversos festivais nacionais e internacionais ao longo dos anos, como o Festival Internacional de Campos do Jordão, Festival Internacional de Pelotas, Oficina de Música de Curitiba, Festival de Violoncelos de Ouro Branco e Porto Alegre, Festival de Trancoso e Violoncelada Peirópolis, onde teve aulas com renomados violoncelistas da atualidade. Em 2017, participou de turnês com o Trio de Música de Câmara Itinerante, com a pianista Grazielle Almeida e a soprano Franciele Barros, e junto com a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro e a Academia Jovem Concertante do Rio de Janeiro.

Em 2018, integrou a Orquestra Jovem Alegro (PR). No mesmo ano foi um dos vencedores do concurso nacional Side by Side, no qual teve a oportunidade de estar nos Estados Unidos junto a New World Symphony, sob a regência do maestro Michael Tilson Thomas para uma série de concertos em Miami.

Atualmente, está se formando em Violoncelo no Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia e atua como músico e assistente de produção na orquestra de violoncelos UDI Cello Ensemble. Em 2018, deu início junto a violonista e compositora Ana Clara Guerra ao “Duo Guerra-Correia”, projeto que tem explorado o repertório camerístico brasileiro e produzido novos arranjos para essa formação, com apresentações realizadas nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. E, desde 2019, é convidado das temporadas do coletivo artístico uberlandense Cerrado Ensemble, dedicado à difusão e performance da música dos séculos XX e XXI, realizando um trabalho pioneiro em música contemporânea no triângulo mineiro.

“A música tornou-se meu projeto de vida desde muito cedo. Aprendi que ser músico é um ofício árduo que exige muita dedicação e paciência. Porém, a música proporciona experiências únicas, e importantes trocas de aprendizados”, finaliza o músico.

Link para conferir o trabalho “Duo Guerra-Correia”
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCUGNPJpwfIQ6hlK9LsPIMvQ

Do Guri para o Mundo
A série Do Guri para o Mundo foi criada para retratar o caminho trilhando pelos Guris: quem são, onde estão e o que mudou na vida deles. São histórias inspiradoras que celebram os 25 anos do Projeto Guri e prestam homenagem aos mais de 810 mil ex-alunos beneficiados pelo programa e, consequentemente, pelo poder de transformação da música. A cada semana, a série destaca um personagem nas redes sociais do Projeto Guri e na Sustenidos – organização que administra o programa.

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Sustenidos: CTG Brasil; CCR AutoBAn; Instituto CCR; SulAmérica; VISA; Bayer; WestRock; Microsoft; Supermercados Tauste; Banco Votorantim; VALGROUP; Novelis; EMS; Capuani do Brasil; Faber-Castell; Pinheiro Neto; Santander; Raízen; BTP; Distribuidora Ikeda; Grupo Maringá; Instituto 3M; Supermercados Rondon; Frigol; Mercedes-Benz; Castelo Alimentos; ENEL; GRUPO GR; Cipatex; Grupo Herval, Pirelli.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Sustenidos, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 810 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.
Sobre a Sustenidos
Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: http://www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/

Compartilhe!