HomeAssessoria Releases+Cultura: Programa Oficinas Culturais segue programação on-line e amplia seu público no período de isolamento

+Cultura: Programa Oficinas Culturais segue programação on-line e amplia seu público no período de isolamento

 Em apenas três meses foram realizadas 60 atividades virtuais, 1.975 pessoas participaram das ações on-line

O Programa Oficinas Culturais, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis, está presente no ambiente on-line desde que teve suas atividades presenciais paralisadas com o início da pandemia Covid-19. O programa, que compreende na cidade de São Paulo as Oficinas Culturais Oswald de Andrade, Alfredo Volpi e Maestro Juan Serrano, viu neste período uma oportunidade de expandir seu público para além da capital paulista. De março a junho foram 60 atividades virtuais que tiveram a participação de mais de 1.975 pessoas. 

Apesar do cenário ser crítico para a economia e, em especial, para o setor cultural, o Programa Oficinas Culturais manteve uma programação diversificada, com qualidade e gratuita para o seu público. Artistas, curadores e produtores de todo o país, em parceria com os profissionais da POIESIS, Organização Social de Cultura que gerencia o Programa, dedicaram-se para que fosse possível levar arte, cultura e informação para diversas partes do Brasil. “Nesse momento, a internet possibilita que a nossa programação chegue a lugares que antes não tínhamos acesso. Conseguimos levar as atividades das Oficinas Culturais para a casa de pessoas que nunca estiveram em uma de nossas unidades” aponta Thiago Saraiva, superintendente do Programa Oficinas Culturais.

As atividades com maior destaque foram relacionadas à produção cultural. Foram 675 participantes inscritos para três atividades que abordaram marketing cultural e economia criativa, captação de recursos e produção colaborativa e criativa

Além das ações da capital, o programa possui projetos no interior e litoral de São Paulo, que também seguem com suas atividades em uma nova programação virtual. Ao todo, o Programa Oficinas Culturais ofereceu cerca de 100 oficinas desde o mês de abril, tendo atendido mais de 3 mil pessoas. As atividades promovidas pelo Programa são gratuitas e podem ser consultadas em www.poiesis.org.br/maiscultura

A programação do mês de junho do Programa Oficinas Culturais já está no ar

Na conversa Poéticas de dança: Memória e futuro, a diretora da Cia de Danças de Diadema, Ana Botosso, irá discutir o pensamento da criação artística as inquietações que a leva para a cena e sua vivência profissional. A atividade será transmitida ao vivo pelo Instagram @oficinaoswald no dia 12 de junho, sexta-feira, das 15h às 16h30.

O Maestro João Maurício Galindo está à frente da palestra Iniciação à música clássica. Nela, será feita uma análise de uma das mais populares obras da música erudita, “A Primavera”, de Antonio Vivaldi, sempre numa linguagem acessível a não especialista, sem o uso do complicado jargão da música erudita. Assim são transmitidos conceitos importantes, como forma musical, fraseologia, retórica, entre outros. A palestra acontece dia 13 de junho, sábado, das 17h às 19h, pela plataforma Google Meet. A inscrição pode ser feita por este link até o dia 12 de junho. 

Para compartilhar técnicas para a criação e elaboração de projetos culturais, a atividade Escrita de projetos culturais irá discutir em três vídeos sobre as ferramentas necessárias para essa escrita a partir do momento atual da produção cultural, no contexto do isolamento social. Além disso, será realizada uma live para tirar dúvidas dos participantes. A transmissão será pelo YouTube, do dia 15 ao 24 de junho, às segundas e quartas-feiras, das 14h às 15h. A inscrição pode ser feita neste link até o dia 13 de junho.

Em Princípios da luz e cor, Claudio Correia irá apresentar conteúdos teóricos e práticos, que apresentam uma visão global, básica e essencial dos processos de visualização e reprodução das cores. A oficina será de 16 de junho a 31 de julho, terças e sextas-feiras, das 20h às 22h pela plataforma Zoom. As inscrições podem ser feitas neste link, até o dia 9 de junho.

O Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras segue sua investigação acerca do Cangaço na live Desvelando masculinidades e feminilidades nordestinas, a partir dos rituais. Para debater sobre a problemática na qual o imaginário coloca o nordeste em um lugar de subordinação, o núcleo convida a antropóloga Joanice Conceição que, a partir de sua experiência como pesquisadora dos cultos mortuários, realizados na Bahia, Irmandade da Boa Morte e do Culto de Babá Egum, vai discorrer sobre as estratégias corporais da masculinidade e da feminilidade que homens e mulheres encontraram, em seus ritos, para subsistir diante de uma realidade amputadora. A live será transmitida dia 18 de junho, quinta-feira às 15h, pelo perfil do Instagram @nucleocorporeidades

Até o dia 16 de junho é possível se inscrever para o laboratório ministrado pelo Zé Reis, O corpo poderia florescer aqui. A atividade é uma investigação coreográfica inspirada na metáfora de vida dos bonsais – plantas cujas raízes foram bloqueadas para estancar o seu crescimento e transformá-las em objetos decorativos. São seres que sofrem uma interrupção, mas ousam florescer e dar frutos. Os encontros serão por meio da plataforma Google Meet, de 22 de junho a 17 de julho, segundas e sextas-feiras, das 15h às 17h. Para se inscrever, é preciso realizar uma carta de interesse, acessando este link.

O projeto Música é Pra Brincar explora a musicalidade e os elementos sonoros através do jogo. Na ciranda, no toque das mãos, na engenharia de montar um instrumento, no canto, no conto: tem saber e terra fértil para criar e compor. Durante quatro dias, serão lançados vídeos no canal YouTube para as crianças assistirem e brincarem em casa. Os vídeos serão postados de terça a sexta-feira, de 23 a 26 de junho, sempre às 10h. As inscrições podem ser feitas até o dia 22, por este link.


De 29 a 15 de junho será realizada Da janela – oficina de motion collage, que irá desenvolver técnicas de recorte, colagem e animação 2D para curtas metragens de animação. As inscrições podem ser feitas por este link até o dia 25 de junho. Os vídeos das aulas serão disponibilizados no Youtube às segundas e quartas-feiras, de 29 de junho a 15 de julho, das 11h às 12h.


Para assistir as atividades on-line anteriores, basta acessar o canal de YouTube do Programa Oficinas Culturais, elas estão disponíveis aqui: https://www.youtube.com/channel/UCx4ySlsHp1HfVZcwbvulpAQ/videos.

Acompanhe a programação pelo site http://poiesis.org.br/maiscultura e pelas redes sociais https://www.instagram.com/oficinasculturais e https://www.facebook.com/OficinasCulturais/.

SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços:  Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

 

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Compartilhe!