@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

MÚSICA

Concertos gratuitos abrem a pré-temporada 2019 da Osesp

Publicado em 26 de fevereiro de 2019

SEMANA CAMARGO GUARNIERI | 14 A 16 MARÇO, 19H30, SALA SÃO PAULO

De 14 a 16 de março, às 19h30, na Sala São Paulo, a Osesp apresenta a Semana Camargo Guarnieri, uma série de três concertos gratuitos sob a regência do maestro Isaac Karabtchevsky, antecipando a abertura oficial da Temporada Osesp 2019; que estreia na semana seguinte, de 21 a 23 de março, também conduzido por Karabtchevsky com o violinista ítalo-americano Augustin Hadelich como solista. No repertório, o “Lento” da Sinfonia nº 6, de Heitor Villa-Lobos, o Concerto Para Violino, de Sibelius e a Sinfonia nº 6,de Dvorák.

A Semana Guarnieri vem mostrar ao público uma parceria inédita que a Osesp realiza com o Ministério das Relações Exteriores e o selo internacional Naxos: o projeto Brasil em Concerto, que compreende a gravação de dez CDs com peças de diversos compositores brasileiros. Além de quatro álbuns com obras de Villa-Lobos (de quem recentemente a Orquestra concluiu a integral das Sinfonias), o grupo grava seis outros discos com peças dos compositores paulistas Camargo GuarnieriFrancisco Mignone e Almeida Prado.

Fundamental para a difusão da música de concerto brasileira, em nível nacional e internacional, o projeto Brasil em Concerto empreenderá a gravação de cerca de 30 CDs no total, além da edição das partituras de 100 peças sinfônicas, muitas destas em seu primeiro registro fonográfico mundial. Participam dessa iniciativa, além da Osesp, a Filarmônica de Minas Gerais, a Filarmônica de Goiás e a Academia Brasileira de Música.

Para iniciar sua participação, a Osesp, regida por Karabtchevsky, grava os Choros do compositor paulista Camargo Guarnieri (1907-1993), tendo como solistas os músicos da própria Orquestra. Este será o primeiro de dois volumes, o próximo será gravado em 2020.

Os Choros, e mais uma seleção de peças concertantes e de câmara do autor, fazem parte do repertório da Semana Camargo Guarnieri, com três concertos precedidos por palestras ministradas pelo professor Paulo de Tarso Salles, de Teoria Musical da Universidade de São Paulo, abordando a trajetória de Guarnieri e suas composições. As palestras têm início uma hora antes dos concertos.

Toda a programação é gratuita. A distribuição dos ingressos terá início no dia 14 de fevereiro, a partir das 10h, pela internet ou nos totens localizados no piso térreo da Sala São Paulo, limitados a quatro por pessoa.

SEMANA CAMARGO GUARNIERI | PROGRAMAÇÃO

 

14 MARÇO | QUINTA | 19H30

 

ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

ISAAC KARABTCHEVSKY REGENTE

CLAUDIA NASCIMENTO FLAUTA

DAVI GRATON VIOLINO

ALEXANDRE SILVÉRIO FAGOTE

OLGA KOPYLOVA PIANO

  1. Camargo GUARNIERI

Choro para Flauta e Orquestra de Câmara

Choro Para Violino e Orquestra

Choro Para Fagote e Orquestra

Seresta Para Piano e Orquestra de Câmara

15 MARÇO | SEXTA | 19H30

 

OLGA KOPYLOVA PIANO

EMMANUELE BALDINI VIOLINO

QUARTETO DE CORDAS DA ACADEMIA DA OSESP

  1. Camargo GUARNIERI

Ponteios para Piano: Seleção

Encantamento

Ponteio nº 45

Ponteio nº 48

Quarteto de Cordas nº 3

Sonata nº 5 para Violino e Piano

16 MARÇO | SÁBADO | 19H30

 

ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

ISAAC KARABTCHEVSKY REGENTE

CLAUDIA NASCIMENTO FLAUTA

DAVI GRATON VIOLINO

ALEXANDRE SILVÉRIO FAGOTE

OLGA KOPYLOVA PIANO

  1. Camargo GUARNIERI

Choro para Flauta e Orquestra de Câmara

Choro Para Violino e Orquestra

Choro Para Fagote e Orquestra

Seresta Para Piano e Orquestra de Câmara

CAMARGO GUARNIERI – biografia

Nascido em Tietê (SP), em 1907, Mozart Camargo Guarnieri iniciou seus estudos musicais com os pais, complementando sua formação em São Paulo com Sá Pereira (piano), Lamberto Baldi (composição) e Mário de Andrade (estética e história da música).

Dedicou-se a todos os formatos de composição, produzindo um extenso e variado catálogo, com peças premiadas no Brasil e no exterior. Escreveu sete sinfonias; seis concertos para piano; concertos e peças concertantes para violino, viola, violoncelo, flauta e clarineta; música de câmara, incluindo três quartetos de cordas, sete sonatas para violino e piano e três para violoncelo e piano; para piano solo, sonatas, sonatinas e os 50 Ponteios. Escreveu também grande número de canções, peças para coro e música sacra, além de óperas e música para cinema.

Teve ainda importante atuação como regente e professor, orientando compositores de diferentes gerações como Osvaldo Lacerda, Sérgio de Vasconcellos-Corrêa, Aylton Escobar, Almeida Prado e Marlos Nobre.

De 1956 a 1961, foi assessor do Ministro Clóvis Salgado, responsável pela pasta de Educação e Cultura do governo Juscelino Kubitschek, e, em 1974, aposentou-se como Regente Supervisor da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo. Em 1975, passou a dirigir a Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo, ocupando a Direção Artística até o final de sua vida.

Em 1992 recebeu o Prêmio Gabriela Mistral como “Maior Compositor Contemporâneo das Três Américas”, concedido pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Faleceu em São Paulo, em 13 de janeiro de 1993.

Referências:

http://www.abmusica.org.br/academico.php?n=camargo-guarnieri&id=136

http://www.ieb.usp.br/camargo-guarnieri/

http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa18846/camargo-guarnieri

https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=9PguSqXocEU

 

PROJETO BRASIL EM CONCERTO

Uma parceria do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores com as Orquestras Sinfônica do Estado de São Paulo, Filarmônica de Goiás e Filarmônica de Minas Gerais, e a Academia Brasileira de Música, o projeto Brasil em Concerto visa a apresentar ao público internacional a longa tradição de nossa música de concerto, desde o século 19 aos dias atuais.

Até 2023 estão previstas as gravações de cerca de 30 CDs, com 100 obras sinfônicas de 12 compositores brasileiros: Alberto Nepomuceno, Carlos Gomes, Henrique Oswald, Heitor Villa-Lobos, Francisco Mignone, Lorenzo Fernandez, Camargo Guarnieri, Claudio Santoro, José Siqueira, Guerra-Peixe, Edino Krieger e Almeida Prado, com edição e distribuição pela gravadora internacional Naxos.

Muitas das composições terão seu primeiro registro fonográfico mundial, ou com qualidade técnica de nível internacional. Simultaneamente aos lançamentos, serão editadas as partituras das peças, muitas das quais inéditas até hoje.

Contando com a extensa rede de distribuição internacional e plataforma de comercialização online da Naxos, selo reconhecido pelo caráter quase enciclopédico de seu catálogo, e por uma direção artística que privilegia obras e compositores menos conhecidos, a associação do projeto Brasil em Concerto com a Naxos representa um passo fundamental para ampliar a difusão da música erudita brasileira.

Referências:

http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/notas-a-imprensa/19767-projeto-brasil-em-concerto

https://cultura.estadao.com.br/noticias/musica,projeto-brasil-em-concerto-regasta-a-obra-de-compositores-brasileiros-em-30-albuns,70002622827

 

SALA SÃO PAULO | SERVIÇO

 

Endereço: Praça Júlio Prestes, 16

Bilheteria: (11) 3223-3966

Lotação: Sala São Paulo: 1484 lugares | Sala do Coro: 150 lugares

Recomendação etária: 7 anos

Ingresso Rápido: (11) 4003-1212; www.ingressorapido.com.br  

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, American Express e Diners.

Estacionamento: R$ 28,00 (noturno e sábado à tarde) e R$ 16,00 (sábado e domingo de manhã) | 611 vagas, sendo 20 para portadores de necessidades especiais e 33 para idosos.

Estudantes, pessoas acima dos 60 anos, jovens pertencentes a famílias de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos, pessoas com deficiências com até um acompanhante e servidores da Educação das redes estadual e municipal têm desconto 50%, mediante comprovação em todas as atividades

Compartilhe!