@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Cinema ao ar livre: Conversa com exibições de filmes do cinema construtivista russo

Publicado em 9 de novembro de 2017

Atividade traça panorama do cinema soviético após 100 de Revolução Russa

A Casa das Rosas realiza dia 23 de novembro, quinta-feira, às 19h00, a penúltima edição do Jardim Paradiso de 2017: Cinema Construtivista Revisitado que traça um panorama da filmografia soviética em um bate-papo que exibe trechos de filmes de Sergei Eisenstein, Dziga Vertov, Hans Richter e Man Ray. A Casa das Rosas integra a Rede de Museus-Casa Literários da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e é gerenciada pela Poiesis.

O construtivismo foi um movimento artístico de vanguarda russo que surgiu por volta de 1919, após a Revolução Russa (1917), que possui relações com outros movimentos artísticos e políticos da Alemanha e França. A expressão artística no Construtivismo é pensada em termos de construções não separadas da realidade, e vista como instrumento predominantemente político. Arte criada para o povo, fugindo completamente do caráter elitizado que as expressões artísticas adquiriram em outros lugares.

Na atividade, serão exibidos trechos do filme Outubro (1927), de Sergei Eisenstein e O homem com uma câmera (1929), de Dziga Vertov, além dos curtas Ghosts before breakfast (1928), de Hans Richter. Para Donny Correia, cineasta que coordena a atividade e conduzirá o bate-papo, o cinema construtivista foi essencial no reconhecimento como sétima arte, influenciando trabalhos no restante da Europa. “O cinema de arte conforme conhecemos hoje jamais teria o status que tem se não fosse pelos integrantes das vanguardas históricas que viram nos filmes possibilidades artísticas”.

SERVIÇO:

Cinema Construtivista Revisitado

23/11, quinta-feira às 19h00.

Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.

Recomendação etária: livre.

Compartilhe!