@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Auditório Simón Bolívar reabre com Jazz Sinfônica

Publicado em 7 de dezembro de 2017

Nova sala prioriza segurança, mobilidade, conforto e acessibilidade

Foto: Divulgação

No mesmo palco em que fez seu concerto de estreia, em 1990, a Orquestra Jazz Sinfônica será a principal atração da festa de reinauguração do Auditório Simón Bolívar, do Memorial da América Latina e Governo do Estado, nesta sexta-feira, 15 de dezembro de 2017, às 19h30.

A programação começa no foyer do auditório com apresentação de mariachis mexicanos, cuecas chilenas, dançarinos de tango da Argentina e da harpista paraguaia Lucero Ovelar.

O novo auditório multiuso que a Fundação Memorial da América Latina e o Governo do Estado devolvem ao cenário cultural/artístico de São Paulo mantém, fielmente, o projeto original de Niemeyer. São 1.788 lugares, divididos entre plateia A e B.

Resgatar esse espaço, com mais de 6 mil m² de área total, no menor prazo de tempo possível exigiu muita dedicação e empenho de todos os servidores do Memorial. “O desafio diário – lembra Irineu Ferraz, atual presidente da Fundação  – era o de encontrar soluções para problemas ainda inusitados em se tratando de um patrimônio público que ao mesmo tempo é considerado uma obra de arte”.

Todo o projeto foi pautado tendo como prioridade os quesitos de segurança, acessibilidade, atendimento, ambiente, conforto e visibilidade. “Tudo, absolutamente tudo, foi feito pensando no bem-estar do expectador.

Tudo aqui – cortinas, poltronas, carpetes, revestimentos, inclusive a tapeçaria de Tomie Ohtake -, é feito com material de combate a incêndio. Instalamos modernos sistemas de hidrantes e ar-condicionado, com sprinklers e detectores de fumaça em todo o ambiente, mais saídas de emergência, piso tátil, rampas e elevadores para pessoas com deficiência. Também modernizamos os sistemas de iluminação, de som e de acústica que, agora, nada fica a dever para as melhores salas do mundo”.

A festa continua no sábado, 16, para o público em geral com apresentação de Vera Fischer do show “Jazz & Divas – Homenagem a Elza Soares”. No palco, com a Orquestra Jazz Sinfônica , desfilam Baby do Brasil, Paula Lima, Lineker, Rosana, Vania Bastos, Sandra de Sá, As Bahias e a Cozinha Mineira. Os ingressos estão a venda pelo site www.totalplayer.com.br e, a partir do dia 12, também na bilheteria do Memorial.

Obras de Arte – A Tapeçaria de Tomie Ohtake, totalmente reconstruída numa peça única de 840m², retoma seu lugar de honra na parede lateral entre as plateias A e B. A empresa paulistana Punto e Filo, da família Pisaneschi, doou a mão-de-obra de  seus funcionários. A matéria-prima foi cedida pela Invista, referência no mercado mundial de fios.  O processo de reconstrução, a partir do croqui original da artista, foi supervisionado pelo casal de artesãos Jorge e Vera Nomiya, do Instituto Tomie Ohtake. No foyer, outras duas obras danificadas no incêndio também estão em seus lugares: a “Pomba”, escultura de Alfredo Ceschiatti que fica no alto da rampa de entrada do auditório, e o mural “Agora”, de Victor Arruda. Ambas recuperadas pelo restaurador profissional Cézar Olanim, do Vale do Paraíba. 

 

Serviço

Reinauguração do Auditório Simón Bolívar

Data: 15 de dezembro de 2017

Horário:19h30

Evento para convidados

 

Entrega ao público do Auditório Simón Bolívar

Show “Jazz & Divas – Homenagem a Elza Soares”

Data: 16 de dezembro de 2017

Horário: 21h

Ingressos: www.totalplayer.com.br | bilheteria física do Memorial (a partir de 12 de dezembro)

Classificação: 14 anos

Evento: https://goo.gl/bMMDEf

Compartilhe!