@culturasp - secretaria da cultura do estado de são paulo

Consciência Negra: programação especial no Museu do Futebol

Publicado em 16 de novembro de 2018

Haverá o debate “Futebol e Discriminação Racial”, capoeira com a Projete Liberdade e show do grupo Afro Bumbo; os eventos são gratuitos 

Como espaço de cultura e entretenimento concebido pelo princípio da diversidade e inclusão social, o Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, não poderia ficar de fora das homenagens ao Dia da Consciência Negra (20/11). O auditório Armado Nogueira abrigará um fórum de debates sobre “futebol e discriminação racial”, no dia 17/11, das 10h às 13h, com entrada gratuita.

A atividade começa com duas apresentações. O historiador Marcel Tonini, da USP, traçará um breve retrospecto das tensões envolvendo o tema do racismo no futebol nacional. Em seguida, o pesquisador Marcelo Carvalho apresentará os dados colhidos pelo “Observatório da Discriminação Racial no Futebol”, coletivo do qual é presidente.

O objetivo do evento é suscitar o relato de experiências vividas pela plateia que envolvam a questão do preconceito racial e também a participação da plateia na discussão de medidas para enfrentar o problema, cada vez mais explícito nas ruas e redes sociais. Discutir, assim, o quanto as marcas identitárias criadas ao longo do século XX ocultaram processos de discriminação racial e de gênero no Brasil.

No mesmo sábado (17/11), haverá a roda de capoeira com professores e alunos da escola PROJETE LIBERDADE, que utiliza modalidade para promover o desenvolvimento integral através de educação e esporte desde sua fundação em 1978, em parceria com escolas e universidades como a USP e eventos realizados inclusive fora do Brasil.

Na terça-feira (20/11), o grupo Afro Bumbo apresenta no vão central do Museu do Futebol seus arranjos com ritmos de ijexá, maculelê, côco, côco de roda, samba de reggae, samba de roda e escola de samba. O show “A Voz dos Tambores” cria uma dramaturgia musical que apresenta a libertação dos escravos, a transformação dos povos e a valorização dos ritmos afro brasileiros, incluindo apresentação didática, que mostra a origem de cada instrumento por meio de uma interação com o público.

No mesmo dia, o museu terá outras atividades gratuitas. Na Sala das Copas, um jogo da memória contará com a participação de personalidades negras que foram significativas no cenário esportivo, cultural e social no Brasil e exterior. Em “Qual é a história?”, na Sala Origens, os visitantes poderão brincar num jogo de cartas que trazem pequenos trechos de contos africanos. As cartas serão embaralhadas e os visitantes usarão a imaginação para criar histórias usando a nova sequência dos contos.

O Museu do Futebol é uma iniciativa do Governo e da Prefeitura de São Paulo com concepção e realização da Fundação Roberto Marinho. Pertence à rede de museus da Secretaria de Estado da Cultura e é gerido pelo IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, Organização Social de Cultura. O museu conta com patrocínio máster da Motorola e patrocínio do Grupo Globo, e seu Programa Educativo conta com o patrocínio do Pontofrio/Fundação Via Varejo, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO

17/11 – Sábado

Fórum de debate: Futebol e Discriminação Racial

Horário: das 10h às 13h

Local: Auditório Armando Nogueira (Museu do Futebol)

Capacidade do auditório: 178 lugares

Entrada: gratuita

Roda de Capoeira com a Projete Liberdade

Horário: a partir das 13h

Local: Vão Central do Museu do Futebol

Evento: gratuito

20/11 – Terça-feira

Show “A voz dos tambores”

Horário: das 12h às 13h

Local: Vão Central

Evento: gratuito

Jogo da Memória – Consciência Negra

Horário: entre 11h e 12h30

Local: Sala Copas do Mundo

Entrada: gratuita

Joguinho “Qual é a História?”

Horário: entre 14h e 15h30

Local: Sala Origens

Entrada: gratuita

Museu do Futebol: Praça Charles Miller, S/N São Paulo, SP

Funcionamento: Terça a domingo, 9h às 18h (bilheteria até as 17h)

Ingressos: R$ 12 | Meia-entrada: R$ 6 | Entrada gratuita às terças-feiras.

* O Museu normalmente não abre às segundas-feiras.

* Horários diferenciados de funcionamento em dias de jogos no Estádio do Pacaembu. Consulte o site museudofutebol.org.br.

* Estacionamento na Praça Charles Miller, sendo necessário uso de Zona Azul Digital, que pode ser adquirido por meio de aplicativos para celulares ou em postos oficiais. Mais informações no site da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET cetsp.com.br.

CONFIRA A AGENDA DE ATIVIDADES EDUCATIVAS E CULTURAIS DO MUSEU:

museudofutebol.org.br/visite/agenda/

OUTRAS FORMAS DE CONTATO:

Acompanhe o Museu do Futebol (museudofutebol) e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo (culturasp) nas redes sociais. Para conhecer a programação cultural de todo o Estado, acesse a plataforma SP Estado da Cultura: www.estadodacultura.sp.gov.br

Compartilhe!